SlideShare uma empresa Scribd logo
História da Igreja
Medieval (590-1517)
O Surgimento e o Impacto
do Islamismo
Fundada por um líder pessoal, foi a
última das três grandes religiões
monoteístas do mundo a surgir. Ela se
apresentava também como uma
religião universal válida para todos os
povos.
(570-632)
Abul Alcacim Mohammed ibne Abdalá ibne
Abdal Mutalibe ibne Haxim – Fundador do
Islamismo;
Foi um líder religioso, político e militar
árabe;
Segundo a religião islâmica, Maomé é o
mais recente e último profeta do Deus de
Abraão;
Não é considerado pelos muçulmanos como
Nasceu em Meca, possivelmente, no ano
570;
Os muçulmanos acreditam que em 610
Maomé foi visitado pelo anjo Gabriel;
Maomé deu ouvidos à mensagem do
anjo e, após sua morte, estes versos
foram reunidos e integrados no Alcorão;
Muitos habitantes de Meca rejeitaram a sua
mensagem e começaram a persegui-lo, bem
como aos seus seguidores;
Em 622 Maomé foi obrigado a abandonar
Meca, numa migração conhecida como a
Hégira (Hijra), tendo se mudado para
Iatrebe (atual Medina);
Nesta cidade, Maomé tornou-se o chefe da
primeira comunidade muçulmana;
Seguiram-se anos de batalhas entre os
habitantes de Meca e Medina, que resultaram
em geral na vitória de Maomé e de seus
seguidores;
A organização militar criada durante estas
batalhas foi usada para derrotar as tribos da
Arábia;
Por altura da sua morte, Maomé tinha unificado
praticamente todo o território Árabe sob o
domínio de uma nova religião, o islã;
Livro Sagrado do Islamismo
O Alcorão –“ AL QURAN” – ou CORÃO – significa
recitações. Contém as revelações místicas de
Maomé, segundo o Profeta o Alcorão seria
inspirado por Deus.
Num total de 114 capítulos (suras), o Alcorão é
um conjunto de dogmas e preceitos morais,
segundo os muçulmanos, a única fonte do
Direito, da moral e da Administração.
A sura maior é a segunda, com 286 versículos; as
suras menores possuem apenas três versículos.
Os muçulmanos resumem a sua
doutrina em seis artigos de fé:
1. Crença em um Deus: os
muçulmanos acreditam que Alá seja
o único, eterno, criador e soberano;
2. A crença nos anjos;
3. A crença nos profetas: os profetas
são os profetas bíblicos, mas termina
com Maomé como o último profeta
de Alá;
4. A crença nas revelações de Deus: os
muçulmanos aceitam certas partes da Bíblia,
como a Torá e os Evangelhos. Eles acreditam
que o Alcorão seja a perfeita a preexistente
palavra de Deus.
5. Crença no último dia de julgamento e na vida
futura: todos serão ressuscitados para
julgamento no paraíso ou inferno.
6. Crença na predestinação: os muçulmanos
acreditam que Alá decretou tudo o que vai
acontecer. Os muçulmanos atestam a soberania
de Deus com sua frase frequente, inshallah, ou
seja, "se Deus quiser".
Estes cinco princípios compõem o quadro de
obediência para os muçulmanos:
1. O testemunho de fé (shahada): "la ilaha illa
allah. Muhammad Rasul Allah." Isto
significa: "Não há outra divindade senão
Alá. Maomé é o mensageiro de Alá." Uma
pessoa pode se converter ao Islamismo
apenas por afirmar este credo. A shahada
mostra que um muçulmano acredita apenas
em Alá como divindade, o qual é revelado
por Maomé.
2. As orações (salat): cinco orações
precisam ser feitas todos os dias.
3. Pagar dádivas rituais (zakat): esta
esmola é uma certa percentagem
administrada uma vez por ano.
4. Jejum (sawm): os muçulmanos jejuam
durante o Ramadã no nono mês do
calendário islâmico. Eles não devem
comer ou beber desde o amanhecer até o
entardecer.
5. Peregrinação (hajj): se fisicamente e
financeiramente possível, um muçulmano
deve fazer a peregrinação a Meca, na Arábia
Saudita, pelo menos uma vez. O hajj é
realizado no décimo segundo mês do
calendário islâmico.
A entrada de um muçulmano no paraíso
depende da obediência a esses Cinco Pilares.
Ainda assim, Deus pode rejeitá-los. Nem
mesmo Maomé sabia ao certo se Alá iria admiti-
lo ao paraíso (Surata 46:9; Hadith 5,266).
Em relação ao Cristianismo, o Islamismo
tem algumas semelhanças, mas também
diferenças significantes. Assim como o
Cristianismo, o Islamismo é monoteísta.
No entanto, os muçulmanos rejeitam o
conceito da Trindade – ou seja, que Deus
se revelou como um em três pessoas
distintas: Pai, Filho e Espírito Santo.
Islamismo clama que Jesus era apenas um
profeta – não o filho de Deus. Os muçulmanos
acreditam que Jesus, embora nascido de uma
virgem, foi criado como Adão. Muitos
muçulmanos não acreditam que Jesus morreu na
cruz. Eles não entendem por que Alá permitiria
que o Seu profeta Isa (a palavra islâmica para
"Jesus") sofresse uma morte torturante. Contudo,
a Bíblia mostra como a morte do Filho perfeito de
Deus foi fundamental para pagar pelos pecados
dos crentes (Is 53.5-6, Jo 3.16, 14.6, 1Pe 2.24).
O Islamismo acredita que o Alcorão seja
a autoridade final e a última revelação
de Alá. A Bíblia, no entanto, foi
finalizada no primeiro século com o livro
de Apocalipse. O Senhor nos preveniu
contra a adição ou subtração à Palavra
de Deus (Dt 4.2; Pv 30.6, Gl 1.6-12, Ap
22.18). O Alcorão, o qual clama ser uma
adição à Palavra de Deus, desobedece
diretamente o comando de Deus.
O Islamismo ensina que se pode ganhar
o paraíso através de boas obras e
obediência aos Cinco Pilares. A Bíblia,
pelo contrário, revela que o homem não
pode se comparar com um Deus santo
(Rm 3.23; 6.23). Apenas por causa da
misericórdia e amor de Deus os
pecadores podem ser salvos através da fé
em Cristo (At 20.21; Ef 2.8-9).
O Islamismo deixou marcas culturais e
religiosas na Europa Ocidental;
As porções oriental e ocidental da Igreja
se enfraqueceram com as perdas
pessoais e territoriais para o islamismo;
O enfraquecimento da Igreja do Oriente
foi contrabalançado pelo fortalecimento
da posição do bispo de Roma

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

01 islamismo
01 islamismo01 islamismo
01 islamismo
Niepson Arruda
 
Maturidade emocional
Maturidade emocionalMaturidade emocional
Maturidade emocional
Márcio Pereira
 
Jesus regressara. portuguese
Jesus regressara. portugueseJesus regressara. portuguese
Jesus regressara. portuguese
HarunyahyaPortuguese
 
Lição 14 Islamismo - 2º Quadrimestre 2012 - EBD - Religiões e Religiosidade...
Lição 14   Islamismo - 2º Quadrimestre 2012 - EBD - Religiões e Religiosidade...Lição 14   Islamismo - 2º Quadrimestre 2012 - EBD - Religiões e Religiosidade...
Lição 14 Islamismo - 2º Quadrimestre 2012 - EBD - Religiões e Religiosidade...
Sergio Silva
 
O servo de Deus
O servo de DeusO servo de Deus
O servo de Deus
profsempre
 
O Islamismo
O IslamismoO Islamismo
O Islamismo
Bea15C
 
O Islamismo
O IslamismoO Islamismo
O Islamismo
Sílvia Mendonça
 
Islamismo Alá é o único Deus
Islamismo Alá é o único DeusIslamismo Alá é o único Deus
Islamismo Alá é o único Deus
Leandro Nazareth Souto
 
Crescimento espiritual
Crescimento espiritualCrescimento espiritual
Crescimento espiritual
Freekidstories
 
Teologia da prosperidade
Teologia da prosperidadeTeologia da prosperidade
Teologia da prosperidade
Bruno Cesar Santos de Sousa
 
Lição 16 A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
Lição 16   A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...Lição 16   A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
Lição 16 A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
Sergio Silva
 
407
407407
Estado islâmico - Jihad
Estado islâmico - JihadEstado islâmico - Jihad
Estado islâmico - Jihad
Isabel Cabral
 
BREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕES
BREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕESBREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕES
BREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕES
Antonio Marcos
 
Religiões asiáticas
Religiões asiáticasReligiões asiáticas
Religiões asiáticas
flaviocosac
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
Karyn XP
 
Institutogamaliel.com fé versus dúvida
Institutogamaliel.com fé versus dúvidaInstitutogamaliel.com fé versus dúvida
Institutogamaliel.com fé versus dúvida
Instituto Teológico Gamaliel
 
Estudo jesus www.forumespirita.net
Estudo jesus www.forumespirita.netEstudo jesus www.forumespirita.net
Estudo jesus www.forumespirita.net
Fórum Espírita
 
09 nocoes basicas_de_cristologia_pe_antonio_pontes
09 nocoes basicas_de_cristologia_pe_antonio_pontes09 nocoes basicas_de_cristologia_pe_antonio_pontes
09 nocoes basicas_de_cristologia_pe_antonio_pontes
Sérgio Ira
 
Os cinco pilares da reforma protestante
Os cinco pilares da reforma protestanteOs cinco pilares da reforma protestante
Os cinco pilares da reforma protestante
Pr. Fabio Canellato
 

Mais procurados (20)

01 islamismo
01 islamismo01 islamismo
01 islamismo
 
Maturidade emocional
Maturidade emocionalMaturidade emocional
Maturidade emocional
 
Jesus regressara. portuguese
Jesus regressara. portugueseJesus regressara. portuguese
Jesus regressara. portuguese
 
Lição 14 Islamismo - 2º Quadrimestre 2012 - EBD - Religiões e Religiosidade...
Lição 14   Islamismo - 2º Quadrimestre 2012 - EBD - Religiões e Religiosidade...Lição 14   Islamismo - 2º Quadrimestre 2012 - EBD - Religiões e Religiosidade...
Lição 14 Islamismo - 2º Quadrimestre 2012 - EBD - Religiões e Religiosidade...
 
O servo de Deus
O servo de DeusO servo de Deus
O servo de Deus
 
O Islamismo
O IslamismoO Islamismo
O Islamismo
 
O Islamismo
O IslamismoO Islamismo
O Islamismo
 
Islamismo Alá é o único Deus
Islamismo Alá é o único DeusIslamismo Alá é o único Deus
Islamismo Alá é o único Deus
 
Crescimento espiritual
Crescimento espiritualCrescimento espiritual
Crescimento espiritual
 
Teologia da prosperidade
Teologia da prosperidadeTeologia da prosperidade
Teologia da prosperidade
 
Lição 16 A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
Lição 16   A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...Lição 16   A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
Lição 16 A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
 
407
407407
407
 
Estado islâmico - Jihad
Estado islâmico - JihadEstado islâmico - Jihad
Estado islâmico - Jihad
 
BREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕES
BREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕESBREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕES
BREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕES
 
Religiões asiáticas
Religiões asiáticasReligiões asiáticas
Religiões asiáticas
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Institutogamaliel.com fé versus dúvida
Institutogamaliel.com fé versus dúvidaInstitutogamaliel.com fé versus dúvida
Institutogamaliel.com fé versus dúvida
 
Estudo jesus www.forumespirita.net
Estudo jesus www.forumespirita.netEstudo jesus www.forumespirita.net
Estudo jesus www.forumespirita.net
 
09 nocoes basicas_de_cristologia_pe_antonio_pontes
09 nocoes basicas_de_cristologia_pe_antonio_pontes09 nocoes basicas_de_cristologia_pe_antonio_pontes
09 nocoes basicas_de_cristologia_pe_antonio_pontes
 
Os cinco pilares da reforma protestante
Os cinco pilares da reforma protestanteOs cinco pilares da reforma protestante
Os cinco pilares da reforma protestante
 

Semelhante a História da Igreja #17

Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
fespiritacrista
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
Matheus Roger
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
FrancielleCarla
 
Mundo.islamico
Mundo.islamicoMundo.islamico
Mundo.islamico
Scriba Digital
 
O Islamismo
O IslamismoO Islamismo
O Islamismo
Rosário
 
O islamismo
O islamismoO islamismo
O islamismo
Victória Torres
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
miguelpim
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
Jainny F.
 
7 ano ul2_islamismo
7 ano ul2_islamismo7 ano ul2_islamismo
7 ano ul2_islamismo
Bento Oliveira
 
Trabalho de emrc sobre as religiões cópia
Trabalho de emrc sobre as religiões   cópiaTrabalho de emrc sobre as religiões   cópia
Trabalho de emrc sobre as religiões cópia
evazmila
 
Islã
IslãIslã
Trabalho islamismo
Trabalho islamismoTrabalho islamismo
Trabalho islamismo
Carlos Portela
 
Islamismo - Seitas e Heresias
Islamismo - Seitas e HeresiasIslamismo - Seitas e Heresias
Islamismo - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 
História da Igreja I: Aula 8: Império e Cristianismo Latino Teutônico (1/2)
História da Igreja I: Aula 8: Império e Cristianismo Latino Teutônico (1/2)História da Igreja I: Aula 8: Império e Cristianismo Latino Teutônico (1/2)
História da Igreja I: Aula 8: Império e Cristianismo Latino Teutônico (1/2)
Andre Nascimento
 
Cultura religiosa - Crisma
Cultura religiosa - CrismaCultura religiosa - Crisma
Cultura religiosa - Crisma
Marcelly Alves
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
Camila Arruda
 
Judaismo x islamismo
Judaismo x islamismoJudaismo x islamismo
Judaismo x islamismo
flaviocosac
 
Tradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismoTradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismo
iraciva
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
ioseph
 

Semelhante a História da Igreja #17 (20)

Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Mundo.islamico
Mundo.islamicoMundo.islamico
Mundo.islamico
 
O Islamismo
O IslamismoO Islamismo
O Islamismo
 
O islamismo
O islamismoO islamismo
O islamismo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
7 ano ul2_islamismo
7 ano ul2_islamismo7 ano ul2_islamismo
7 ano ul2_islamismo
 
Trabalho de emrc sobre as religiões cópia
Trabalho de emrc sobre as religiões   cópiaTrabalho de emrc sobre as religiões   cópia
Trabalho de emrc sobre as religiões cópia
 
Islã
IslãIslã
Islã
 
Trabalho islamismo
Trabalho islamismoTrabalho islamismo
Trabalho islamismo
 
Islamismo - Seitas e Heresias
Islamismo - Seitas e HeresiasIslamismo - Seitas e Heresias
Islamismo - Seitas e Heresias
 
História da Igreja I: Aula 8: Império e Cristianismo Latino Teutônico (1/2)
História da Igreja I: Aula 8: Império e Cristianismo Latino Teutônico (1/2)História da Igreja I: Aula 8: Império e Cristianismo Latino Teutônico (1/2)
História da Igreja I: Aula 8: Império e Cristianismo Latino Teutônico (1/2)
 
Cultura religiosa - Crisma
Cultura religiosa - CrismaCultura religiosa - Crisma
Cultura religiosa - Crisma
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Judaismo x islamismo
Judaismo x islamismoJudaismo x islamismo
Judaismo x islamismo
 
Tradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismoTradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismo
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
 

Mais de Respirando Deus

Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Respirando Deus
 
História da Igreja #25
História da Igreja #25História da Igreja #25
História da Igreja #25
Respirando Deus
 
História da Igreja #24
História da Igreja #24História da Igreja #24
História da Igreja #24
Respirando Deus
 
História da Igreja #23
História da Igreja #23História da Igreja #23
História da Igreja #23
Respirando Deus
 
História da Igreja #22
História da Igreja #22História da Igreja #22
História da Igreja #22
Respirando Deus
 
História da Igreja #21
História da Igreja #21História da Igreja #21
História da Igreja #21
Respirando Deus
 
Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018
Respirando Deus
 
História da Igreja #20
História da Igreja #20História da Igreja #20
História da Igreja #20
Respirando Deus
 
História da Igreja #19
História da Igreja #19História da Igreja #19
História da Igreja #19
Respirando Deus
 
História da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As CruzadasHistória da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As Cruzadas
Respirando Deus
 
História da Igreja #16
História da Igreja #16História da Igreja #16
História da Igreja #16
Respirando Deus
 
História da Igreja #15
História da Igreja #15História da Igreja #15
História da Igreja #15
Respirando Deus
 
História da Igreja #14
História da Igreja #14História da Igreja #14
História da Igreja #14
Respirando Deus
 
História da Igreja #13
História da Igreja #13História da Igreja #13
História da Igreja #13
Respirando Deus
 
História da Igreja #12
História da Igreja #12História da Igreja #12
História da Igreja #12
Respirando Deus
 

Mais de Respirando Deus (20)

Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
 
História da Igreja #25
História da Igreja #25História da Igreja #25
História da Igreja #25
 
História da Igreja #24
História da Igreja #24História da Igreja #24
História da Igreja #24
 
História da Igreja #23
História da Igreja #23História da Igreja #23
História da Igreja #23
 
História da Igreja #22
História da Igreja #22História da Igreja #22
História da Igreja #22
 
História da Igreja #21
História da Igreja #21História da Igreja #21
História da Igreja #21
 
Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018
 
História da Igreja #20
História da Igreja #20História da Igreja #20
História da Igreja #20
 
História da Igreja #19
História da Igreja #19História da Igreja #19
História da Igreja #19
 
História da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As CruzadasHistória da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As Cruzadas
 
História da Igreja #16
História da Igreja #16História da Igreja #16
História da Igreja #16
 
História da Igreja #15
História da Igreja #15História da Igreja #15
História da Igreja #15
 
História da Igreja #14
História da Igreja #14História da Igreja #14
História da Igreja #14
 
História da Igreja #13
História da Igreja #13História da Igreja #13
História da Igreja #13
 
História da Igreja #12
História da Igreja #12História da Igreja #12
História da Igreja #12
 

Último

Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 

Último (10)

Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 

História da Igreja #17

  • 1. História da Igreja Medieval (590-1517) O Surgimento e o Impacto do Islamismo
  • 2. Fundada por um líder pessoal, foi a última das três grandes religiões monoteístas do mundo a surgir. Ela se apresentava também como uma religião universal válida para todos os povos.
  • 4. Abul Alcacim Mohammed ibne Abdalá ibne Abdal Mutalibe ibne Haxim – Fundador do Islamismo; Foi um líder religioso, político e militar árabe; Segundo a religião islâmica, Maomé é o mais recente e último profeta do Deus de Abraão; Não é considerado pelos muçulmanos como
  • 5. Nasceu em Meca, possivelmente, no ano 570; Os muçulmanos acreditam que em 610 Maomé foi visitado pelo anjo Gabriel; Maomé deu ouvidos à mensagem do anjo e, após sua morte, estes versos foram reunidos e integrados no Alcorão;
  • 6. Muitos habitantes de Meca rejeitaram a sua mensagem e começaram a persegui-lo, bem como aos seus seguidores; Em 622 Maomé foi obrigado a abandonar Meca, numa migração conhecida como a Hégira (Hijra), tendo se mudado para Iatrebe (atual Medina); Nesta cidade, Maomé tornou-se o chefe da primeira comunidade muçulmana;
  • 7. Seguiram-se anos de batalhas entre os habitantes de Meca e Medina, que resultaram em geral na vitória de Maomé e de seus seguidores; A organização militar criada durante estas batalhas foi usada para derrotar as tribos da Arábia; Por altura da sua morte, Maomé tinha unificado praticamente todo o território Árabe sob o domínio de uma nova religião, o islã;
  • 8. Livro Sagrado do Islamismo
  • 9. O Alcorão –“ AL QURAN” – ou CORÃO – significa recitações. Contém as revelações místicas de Maomé, segundo o Profeta o Alcorão seria inspirado por Deus. Num total de 114 capítulos (suras), o Alcorão é um conjunto de dogmas e preceitos morais, segundo os muçulmanos, a única fonte do Direito, da moral e da Administração. A sura maior é a segunda, com 286 versículos; as suras menores possuem apenas três versículos.
  • 10. Os muçulmanos resumem a sua doutrina em seis artigos de fé: 1. Crença em um Deus: os muçulmanos acreditam que Alá seja o único, eterno, criador e soberano; 2. A crença nos anjos; 3. A crença nos profetas: os profetas são os profetas bíblicos, mas termina com Maomé como o último profeta de Alá;
  • 11. 4. A crença nas revelações de Deus: os muçulmanos aceitam certas partes da Bíblia, como a Torá e os Evangelhos. Eles acreditam que o Alcorão seja a perfeita a preexistente palavra de Deus. 5. Crença no último dia de julgamento e na vida futura: todos serão ressuscitados para julgamento no paraíso ou inferno. 6. Crença na predestinação: os muçulmanos acreditam que Alá decretou tudo o que vai acontecer. Os muçulmanos atestam a soberania de Deus com sua frase frequente, inshallah, ou seja, "se Deus quiser".
  • 12. Estes cinco princípios compõem o quadro de obediência para os muçulmanos: 1. O testemunho de fé (shahada): "la ilaha illa allah. Muhammad Rasul Allah." Isto significa: "Não há outra divindade senão Alá. Maomé é o mensageiro de Alá." Uma pessoa pode se converter ao Islamismo apenas por afirmar este credo. A shahada mostra que um muçulmano acredita apenas em Alá como divindade, o qual é revelado por Maomé.
  • 13. 2. As orações (salat): cinco orações precisam ser feitas todos os dias. 3. Pagar dádivas rituais (zakat): esta esmola é uma certa percentagem administrada uma vez por ano. 4. Jejum (sawm): os muçulmanos jejuam durante o Ramadã no nono mês do calendário islâmico. Eles não devem comer ou beber desde o amanhecer até o entardecer.
  • 14. 5. Peregrinação (hajj): se fisicamente e financeiramente possível, um muçulmano deve fazer a peregrinação a Meca, na Arábia Saudita, pelo menos uma vez. O hajj é realizado no décimo segundo mês do calendário islâmico. A entrada de um muçulmano no paraíso depende da obediência a esses Cinco Pilares. Ainda assim, Deus pode rejeitá-los. Nem mesmo Maomé sabia ao certo se Alá iria admiti- lo ao paraíso (Surata 46:9; Hadith 5,266).
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19. Em relação ao Cristianismo, o Islamismo tem algumas semelhanças, mas também diferenças significantes. Assim como o Cristianismo, o Islamismo é monoteísta. No entanto, os muçulmanos rejeitam o conceito da Trindade – ou seja, que Deus se revelou como um em três pessoas distintas: Pai, Filho e Espírito Santo.
  • 20. Islamismo clama que Jesus era apenas um profeta – não o filho de Deus. Os muçulmanos acreditam que Jesus, embora nascido de uma virgem, foi criado como Adão. Muitos muçulmanos não acreditam que Jesus morreu na cruz. Eles não entendem por que Alá permitiria que o Seu profeta Isa (a palavra islâmica para "Jesus") sofresse uma morte torturante. Contudo, a Bíblia mostra como a morte do Filho perfeito de Deus foi fundamental para pagar pelos pecados dos crentes (Is 53.5-6, Jo 3.16, 14.6, 1Pe 2.24).
  • 21. O Islamismo acredita que o Alcorão seja a autoridade final e a última revelação de Alá. A Bíblia, no entanto, foi finalizada no primeiro século com o livro de Apocalipse. O Senhor nos preveniu contra a adição ou subtração à Palavra de Deus (Dt 4.2; Pv 30.6, Gl 1.6-12, Ap 22.18). O Alcorão, o qual clama ser uma adição à Palavra de Deus, desobedece diretamente o comando de Deus.
  • 22. O Islamismo ensina que se pode ganhar o paraíso através de boas obras e obediência aos Cinco Pilares. A Bíblia, pelo contrário, revela que o homem não pode se comparar com um Deus santo (Rm 3.23; 6.23). Apenas por causa da misericórdia e amor de Deus os pecadores podem ser salvos através da fé em Cristo (At 20.21; Ef 2.8-9).
  • 23. O Islamismo deixou marcas culturais e religiosas na Europa Ocidental; As porções oriental e ocidental da Igreja se enfraqueceram com as perdas pessoais e territoriais para o islamismo; O enfraquecimento da Igreja do Oriente foi contrabalançado pelo fortalecimento da posição do bispo de Roma

Notas do Editor

  1. Para os muçulmanos, Maomé foi precedido em seu papel de profeta por Jesus, Moisés, Davi, Abraão... Como figura política, ele unificou várias tribos árabes, o que permitiu as conquistas árabes daquilo que viria a ser um califado que se estendeu da Pérsia até à Península Ibérica.
  2. Maomé foi durante a primeira parte da sua vida um mercador que realizou extensas viagens a trabalho. Tinha por hábito retirar-se para orar e meditar nos montes perto de Meca. Quando tinha 40 anos, o anjo lhe ordenou que recitasse os versos enviados por Deus, e comunicou que Deus o havia escolhido como o último profeta enviado à humanidade.
  3. No sétimo século, Maomé clamou ter recebido uma visita do anjo Gabriel. Durante essas visitas do anjo, as quais continuaram por cerca de 23 anos até a morte de Maomé, o anjo aparentemente revelou a Maomé as palavras de Alá (a palavra árabe usada pelos muçulmanos para “Deus”). Essas revelações ditadas formam o que hoje conhecemos de Corão ou Alcorão, o livro sagrado do Islamismo. Islã significa "submissão", derivando de uma raiz que significa "paz". A palavra muçulmano significa "aquele que se submete a Alá".
  4. SUNA (caminho trilhado)- coleção de tradições Árabe (provérbios morais e anedotas) IJMA (consenso da comunidade) - O Alcorão,a Suna e o Ijma são os três alicerces da doutrina Islâmica.
  5. 2) Demônios (Shaitan ou Iblis)
  6. 5) O Alcorão promete um céu cheio de vinho e sexo livre (Sura 2:25; 04:57, 11:23, 47:15). “Rios de vinhos e esposas imaculadas.”
  7. 3) Zakat = 2.5% renda anual – da sua riqueza pessoal e empresarial
  8. A Caaba é a Casa sagrada de Deus situada no meio da mesquita sagrada na cidade de Meca, na Arábia Saudita. “Deus designou a Caaba como Casa Sagrada, como local seguro para os humanos.” (Alcorão 5:97) A Caaba é o local mais sagrado no Islã e é a qibla, a direção para a qual os muçulmanos se voltam quando oram.  É chamada a Caaba por causa de sua forma; cubo na língua árabe é ka’b. Os sábios do Islã têm divergido sobre quem construiu a Caaba. Alguns dizem que foi construída pelos anjos.  Outros dizem que o pai da humanidade, Adão, construiu a Caaba, mas ao longo de muitos séculos ela ficou em ruínas e ficou perdida no tempo, para ser reconstruída pelo profeta Abraão e seu filho Ismael.  Todos concordam que a Caaba foi construída ou reconstruída pelo profeta Abraão. “E quando Abraão e Ismael levantaram os alicerces da Casa, exclamaram: Ó Senhor nosso, aceita-a de nós ...”    (Alcorão 2: 127)
  9. - Não há originais dos escritos de Maomé.