SlideShare uma empresa Scribd logo
O ILUMINISMO
“Só haverá liberdade quando o último rei for
enforcado com as tripas do último padre”
Voltaire
Relembrando:
Com a queda do feudalismo (observar o particularismo
feudal) => ANTIGO REGIME (séc. XV ao séc. XVIII) =>
aliança REI + BURGUESIA
Poder Político: nobreza / Poder Econômico: Burguesia
Política Econômica: Mercantilismo => Conjunto de
normas e práticas comerciais, exemplo Pacto Colonial
O ILUMINISMO – Século XVIII => século das luzes
“Conjunto de ideias em sintonia com a necessidade
burguesa de superar as barreiras sobreviventes da antiga
ordem feudal, encarnada agora no absolutismo e nas práticas
sócio-econômicas do Estado Moderno”
O que pretendiam abolir? Absolutismo (Teoria do Direito
Divino) e o Mercantilismo
O que almejavam? O desenvolvimento da economia
capitalista
-O pensamento iluminista encontra sua origem no século XVII,
quando os pensadores René Decartes, John Locke e Isaac Newton
produziram uma verdadeira revolução científica.
-René Decartes: a razão é a única fonte de chegar ao
conhecimento verdadeiro dos fatos.
-Isaac Newton: os acontecimentos da natureza são regidos por leis
universais que governam e explicam os fenômenos naturais, sem
a participação direta das forças divinas.
BASE DO PENSAMENTO ILUMINISTA => A razão humana é
guia do conhecimento e da ação do homem. O mundo está em contínu
progresso, guiado pelo desenvolvimento da razão humana.
Nunca devemos admitir
senão aquilo que a
razão nos mostra como
evidente; em caso algum
podemos aceitar o que
nos é imposto pela nossa
imaginação ou pelos
nossos sentidos.”
Descartes, Meditações Metafísicas,
1640
Principais representantes do
Iluminismo
LIBERALISMO POLÍTICO
JHON LOCKE (ING): (1632-1704) =>
Precursor do Iluminismo (considerado o “Pai” do
Iluminismo).
Obra: Segundo Tratado do Governo Civil
Os homens nascem livres e racionais e são iguais,
independentes e governados pela razão. Todo
homem possui alguns direitos naturais e
inalienáveis: liberdade, propriedade privada e a
resistência contra governos tirânicos. Os
governos existem para preservar esses direitos.
Propunha, em substituição ao absolutismo, uma
relação “contratual” entre governantes e
governados, tendo suas bases estabelecidas por
um conjunto de leis escritas: a Constituição.
Esboçou a divisão do poder
BARÃO DE MONTESQUIEU
(1689-1755) – OBRA => O Espírito das
Leis
Desenvolveu a teoria da separação dos
poderes em Judiciário, executivo e
legislativo. Cada um dos poderes deveria
agir de forma a limitar a força dos outros
dois, estabelecendo-se um relacionamento
equilibrado e harmônico.
Na França do século XVIII, a teoria da
separação dos poderes significava a restrição
dos poderes do rei, mas Montesquieu, da
mesma forma que Voltaire, possuía uma
atitude de desprezo pelo povo, que ele
classificava de “ralé”. Assim, defendeu o
liberalismo político, mas estava muito longe
de ser um democrata na acepção plena do
termo.
•Voltaire: (1694-1778)
• OBRA => Cartas Inglesas
Sua principal arma nos ataques
dirigidos à nobreza e à administração
real era a sátira.
Era favorável ao regime monárquico,
desde que ele se mostrasse sensível aos
interesses e direitos da burguesia. O
monarca deveria ser esclarecido =>
Déspota Esclarecido
“O povo precisa de uma canga”
“Posso não concordar com nenhuma
das palavras que você diz, mas
defenderei até a morte o direito de
você dizê-las.”
JEAN JACQUES
ROUSSEAU (1712-1778)
OBRA => Contrato Social
A propriedade privada foi quem
introduziu a desigualdade entre
os homens
Representou o pensamento das
camadas populares da época.
Propunha a limitação da
propriedade.
Na escola fisiocrata: François
Quesnay
Criticava a intervenção do Estado na
economia. Seu lema era laissez faire,
laissez passer (deixai fazer, deixai
passar ... que o mundo caminha por si só)
Para os fisiocratas a terra era a única fonte
de riqueza, daí a importância maior da
agricultura dentro da economia
Teorias para a economia
Na escola do liberalismo econômico:
Adam Smith: o Estado não deveria intervir na vida
econômica, uma vez que desviaria os capitais do emprego
mais produtivo, para o qual seriam espontaneamente
dirigidos. Desenvolveu a teoria de que uma “mão
invisível” dirigia a economia
Defendia que a verdadeira fonte de riqueza era o trabalho
(a divisão do trabalho A economia deveria ser dirigida
pelo livre jogo da oferta e da procura de mercado
(Laissez-faire).
Teorias para a economia
Teorias para a sociedade liberal
•Denis Diderot e Jean Le Rond D’Alembert
foram os principais organizadores de uma
ENCICLOPÉDIA de 33 volumes, 130
colaboradores, na qual pretendiam reunir os
principais conhecimentos da época nos campos
artístico, científico e filosófico.
As luzes da razão
A enciclopédia que
iluminava.
A enciclopédia abordava
todos os assuntos e
divulgava as ideias
filosóficas e políticas do
Iluminismo.
Despotismo Esclarecido
Os governantes absolutistas de alguns países
europeus adotaram certos princípios do Iluminismo,
promovendo em seus estados uma série de reformas
nos campos social e econômico. Esses governantes
ficaram conhecidos como déspotas esclarecidos.
Déspotas esclarecidos – de modo geral, a palavra
déspota refere-se a “ditador”, mas no nosso estudo ela
designa o “monarca absolutista”.
E, por mostrarem-se receptivos a certos princípios do
Iluminismo, ficaram conhecidos através dessa
expressão.
“A Humanidade só estará
livre no dia em que o último
Rei morrer enforcado nas
tripas do último padre.”
Dennis Diderot
Representa o Conflito
do 3º Estado
(Burguesia) contra os
privilégios do 1º (Clero)
e 2º (Nobreza) Estados.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
Edenilson Morais
 
Crise do sistema colonial
Crise do sistema colonialCrise do sistema colonial
Crise do sistema colonial
Edenilson Morais
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
Edenilson Morais
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
MarceloFreitas
 
Antigo Regime
Antigo RegimeAntigo Regime
O iluminismo(Resumo)
O iluminismo(Resumo)O iluminismo(Resumo)
O iluminismo(Resumo)
JPedroSR
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Rita Quaresma Avellar
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
O ILUMINISMO
Paulo Alexandre
 
Liberalismo e Socialismo no século XIX
Liberalismo e Socialismo no século XIXLiberalismo e Socialismo no século XIX
Liberalismo e Socialismo no século XIX
Edenilson Morais
 
Liberalismo
LiberalismoLiberalismo
Liberalismo
harlissoncarvalho
 
Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Filósofos iluministas
Filósofos iluministasFilósofos iluministas
Filósofos iluministas
Eunice Carmo
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
secretaria estadual de educação
 
Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.
Dênis Ribas
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
Douglas Barraqui
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
harlissoncarvalho
 
Revolução chinesa
Revolução chinesaRevolução chinesa
Revolução chinesa
Fatima Freitas
 
Revolucao inglesa (1)
Revolucao inglesa (1)Revolucao inglesa (1)
Revolucao inglesa (1)
Norma Almeida
 
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
Odairdesouza
 

Mais procurados (20)

O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
 
Crise do sistema colonial
Crise do sistema colonialCrise do sistema colonial
Crise do sistema colonial
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Antigo Regime
Antigo RegimeAntigo Regime
Antigo Regime
 
O iluminismo(Resumo)
O iluminismo(Resumo)O iluminismo(Resumo)
O iluminismo(Resumo)
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
O ILUMINISMO
 
Liberalismo e Socialismo no século XIX
Liberalismo e Socialismo no século XIXLiberalismo e Socialismo no século XIX
Liberalismo e Socialismo no século XIX
 
Liberalismo
LiberalismoLiberalismo
Liberalismo
 
Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848
 
Filósofos iluministas
Filósofos iluministasFilósofos iluministas
Filósofos iluministas
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Revolução chinesa
Revolução chinesaRevolução chinesa
Revolução chinesa
 
Revolucao inglesa (1)
Revolucao inglesa (1)Revolucao inglesa (1)
Revolucao inglesa (1)
 
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
 

Semelhante a Iluminismo

Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido  Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
Fatima Freitas
 
iluminismo, seus pensadores e influências
iluminismo, seus pensadores e influênciasiluminismo, seus pensadores e influências
iluminismo, seus pensadores e influências
KleginaldoPaz2
 
Iluminismos
IluminismosIluminismos
Iluminismos
REYSDS
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
José Gomes
 
Resumo iluminismo
Resumo iluminismoResumo iluminismo
Resumo iluminismo
barbara martins
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
Murderdoll_Natty
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Walquiria Dutra
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Janayna Lira
 
liberalismo e nacionaismo 1.ppt
liberalismo e nacionaismo 1.pptliberalismo e nacionaismo 1.ppt
liberalismo e nacionaismo 1.ppt
FakeDaKbM
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
Marília Pimentel
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
Alexandroca Simões
 
Antigo Regime
Antigo RegimeAntigo Regime
Antigo Regime
Laerciolns12
 
Iluminismo e liberalismo
Iluminismo e liberalismoIluminismo e liberalismo
Iluminismo e liberalismo
Elton Zanoni
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
maida marciano
 
ILUMINISMO
ILUMINISMOILUMINISMO
ILUMINISMO
Nívia Sales
 
O iiLUMINISMO
O iiLUMINISMOO iiLUMINISMO
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismowww.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
Anna Paula
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismowww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
AulasDeHistoriaApoio
 
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismowww.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
EnsinoFundamental
 

Semelhante a Iluminismo (20)

Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
Iluminismo 2021
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido  Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
 
iluminismo, seus pensadores e influências
iluminismo, seus pensadores e influênciasiluminismo, seus pensadores e influências
iluminismo, seus pensadores e influências
 
Iluminismos
IluminismosIluminismos
Iluminismos
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
Resumo iluminismo
Resumo iluminismoResumo iluminismo
Resumo iluminismo
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
liberalismo e nacionaismo 1.ppt
liberalismo e nacionaismo 1.pptliberalismo e nacionaismo 1.ppt
liberalismo e nacionaismo 1.ppt
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Antigo Regime
Antigo RegimeAntigo Regime
Antigo Regime
 
Iluminismo e liberalismo
Iluminismo e liberalismoIluminismo e liberalismo
Iluminismo e liberalismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
ILUMINISMO
ILUMINISMOILUMINISMO
ILUMINISMO
 
O iiLUMINISMO
O iiLUMINISMOO iiLUMINISMO
O iiLUMINISMO
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismowww.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismowww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
 
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismowww.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
 

Último

Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 

Último (20)

Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 

Iluminismo

  • 1. O ILUMINISMO “Só haverá liberdade quando o último rei for enforcado com as tripas do último padre” Voltaire
  • 2. Relembrando: Com a queda do feudalismo (observar o particularismo feudal) => ANTIGO REGIME (séc. XV ao séc. XVIII) => aliança REI + BURGUESIA Poder Político: nobreza / Poder Econômico: Burguesia Política Econômica: Mercantilismo => Conjunto de normas e práticas comerciais, exemplo Pacto Colonial
  • 3.
  • 4. O ILUMINISMO – Século XVIII => século das luzes “Conjunto de ideias em sintonia com a necessidade burguesa de superar as barreiras sobreviventes da antiga ordem feudal, encarnada agora no absolutismo e nas práticas sócio-econômicas do Estado Moderno” O que pretendiam abolir? Absolutismo (Teoria do Direito Divino) e o Mercantilismo O que almejavam? O desenvolvimento da economia capitalista
  • 5. -O pensamento iluminista encontra sua origem no século XVII, quando os pensadores René Decartes, John Locke e Isaac Newton produziram uma verdadeira revolução científica. -René Decartes: a razão é a única fonte de chegar ao conhecimento verdadeiro dos fatos. -Isaac Newton: os acontecimentos da natureza são regidos por leis universais que governam e explicam os fenômenos naturais, sem a participação direta das forças divinas.
  • 6. BASE DO PENSAMENTO ILUMINISTA => A razão humana é guia do conhecimento e da ação do homem. O mundo está em contínu progresso, guiado pelo desenvolvimento da razão humana. Nunca devemos admitir senão aquilo que a razão nos mostra como evidente; em caso algum podemos aceitar o que nos é imposto pela nossa imaginação ou pelos nossos sentidos.” Descartes, Meditações Metafísicas, 1640
  • 8. JHON LOCKE (ING): (1632-1704) => Precursor do Iluminismo (considerado o “Pai” do Iluminismo). Obra: Segundo Tratado do Governo Civil Os homens nascem livres e racionais e são iguais, independentes e governados pela razão. Todo homem possui alguns direitos naturais e inalienáveis: liberdade, propriedade privada e a resistência contra governos tirânicos. Os governos existem para preservar esses direitos. Propunha, em substituição ao absolutismo, uma relação “contratual” entre governantes e governados, tendo suas bases estabelecidas por um conjunto de leis escritas: a Constituição. Esboçou a divisão do poder
  • 9. BARÃO DE MONTESQUIEU (1689-1755) – OBRA => O Espírito das Leis Desenvolveu a teoria da separação dos poderes em Judiciário, executivo e legislativo. Cada um dos poderes deveria agir de forma a limitar a força dos outros dois, estabelecendo-se um relacionamento equilibrado e harmônico. Na França do século XVIII, a teoria da separação dos poderes significava a restrição dos poderes do rei, mas Montesquieu, da mesma forma que Voltaire, possuía uma atitude de desprezo pelo povo, que ele classificava de “ralé”. Assim, defendeu o liberalismo político, mas estava muito longe de ser um democrata na acepção plena do termo.
  • 10. •Voltaire: (1694-1778) • OBRA => Cartas Inglesas Sua principal arma nos ataques dirigidos à nobreza e à administração real era a sátira. Era favorável ao regime monárquico, desde que ele se mostrasse sensível aos interesses e direitos da burguesia. O monarca deveria ser esclarecido => Déspota Esclarecido “O povo precisa de uma canga” “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você diz, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.”
  • 11. JEAN JACQUES ROUSSEAU (1712-1778) OBRA => Contrato Social A propriedade privada foi quem introduziu a desigualdade entre os homens Representou o pensamento das camadas populares da época. Propunha a limitação da propriedade.
  • 12.
  • 13. Na escola fisiocrata: François Quesnay Criticava a intervenção do Estado na economia. Seu lema era laissez faire, laissez passer (deixai fazer, deixai passar ... que o mundo caminha por si só) Para os fisiocratas a terra era a única fonte de riqueza, daí a importância maior da agricultura dentro da economia Teorias para a economia
  • 14. Na escola do liberalismo econômico: Adam Smith: o Estado não deveria intervir na vida econômica, uma vez que desviaria os capitais do emprego mais produtivo, para o qual seriam espontaneamente dirigidos. Desenvolveu a teoria de que uma “mão invisível” dirigia a economia Defendia que a verdadeira fonte de riqueza era o trabalho (a divisão do trabalho A economia deveria ser dirigida pelo livre jogo da oferta e da procura de mercado (Laissez-faire). Teorias para a economia
  • 15. Teorias para a sociedade liberal •Denis Diderot e Jean Le Rond D’Alembert foram os principais organizadores de uma ENCICLOPÉDIA de 33 volumes, 130 colaboradores, na qual pretendiam reunir os principais conhecimentos da época nos campos artístico, científico e filosófico.
  • 16. As luzes da razão A enciclopédia que iluminava. A enciclopédia abordava todos os assuntos e divulgava as ideias filosóficas e políticas do Iluminismo.
  • 17. Despotismo Esclarecido Os governantes absolutistas de alguns países europeus adotaram certos princípios do Iluminismo, promovendo em seus estados uma série de reformas nos campos social e econômico. Esses governantes ficaram conhecidos como déspotas esclarecidos. Déspotas esclarecidos – de modo geral, a palavra déspota refere-se a “ditador”, mas no nosso estudo ela designa o “monarca absolutista”. E, por mostrarem-se receptivos a certos princípios do Iluminismo, ficaram conhecidos através dessa expressão.
  • 18. “A Humanidade só estará livre no dia em que o último Rei morrer enforcado nas tripas do último padre.” Dennis Diderot Representa o Conflito do 3º Estado (Burguesia) contra os privilégios do 1º (Clero) e 2º (Nobreza) Estados.