SlideShare uma empresa Scribd logo
NATURALISMO
Século XIX. Nessa época surgiram novas concepções a respeito do homem e da vida em
sociedade e os estudos da Biologia,Psicologia e Sociologia estavam em alta.
Os naturalistas começaram a analisar o comportamento humano e social, apontando
saídas e soluções.
Aqui no Brasil, os escritores naturalistas ocuparam-se, principalmente, com os temas
mais obscuros da alma humana (patológicos) e, por causa disso, outros fatos importantes
da nossa história como a Abolição da Escravatura e a República foram deixados de lado.
O Naturalismo surgiu na França, em 1870, com a publicação da obra “Germinal” de Émile
Zola. O livro fala das péssimas condições de vida dos trabalhadores das minas de carvão
na França do século XIX.
O naturalismo é uma ramificação do Realismo e uma das suas principais características
é a retratação da sociedade de uma forma bem objetiva.
Os naturalistas abordam a existência humana de forma materialista. O homem é
encarado como produto biológico passando a agir de acordo com seus instintos,
chegando a ser comparado com os animais (zoomorfização).
Segundo o Naturalismo, o homem é desprovido do livre-arbítrio, ou seja, o homem é uma
máquina guiada por vários fatores: leis físicas e químicas, hereditariedade e meio social,
além de estar sempre à mercê de forças que nem sempre consegue controlar. Para os
naturalistas, o homem é um brinquedo nas mãos do destino e deve ser estudado
cientificamente.
NATURALISMO
Tanto o Naturalismo, quanto o Realismo, detêm semelhanças e
diferenças entre si. O segundo faz um retrato do ser humano em sua
interação com os meios sociais em geral. Já o Naturalismo expõe o
homem como uma espécie de produto de sua própria e da natureza do
ambiente que o cerca e, por isso, os temas comuns às obras literárias
desses autores do período envolvem a psique humana, sexualidade e
as funções mais animais e biológicas do homem.
Em geral, todos os artistas do estilo Naturalista acreditavam que uma
pessoa é um produto de todas as características hereditárias. Tinham
muito apreço pela teoria da Evolução das Espécies, de Charles Darwin,
e postulavam também que era a seleção natural, o fator responsável
por transformar todas as espécies. Por isso, os personagens
Naturalistas são tão caracterizados por uma natureza selvagem,
fisiológica, se mostrando irascíveis, erotizados e violentos.
PRINCIPAIS NATURALISTAS E SUAS OBRAS
ESTRANGEIROS:
 - Émile Zola - escritor francês, criador e representante principal da literatura naturalista.
Principais obras: Germinal; Como se casa, Como se morre; O paraíso das
damas; J'accuse a verdade em marcha; A besta humana.
 - Thomas Hardy - poeta e novelista britânico. Principais obras: A bem-amada e Judas, o
obscuro.
 - Giovani Verga - escritor italiano. Principal obra: Los Malavoglia.
BRASILEIROS:
 - Aluísio de Azevedo - romancista, contista, caricaturista, cronista e jornalista brasileiro.
Considerado o pioneiro do naturalismo no Brasil. Principais obras: O Mulato e O Cortiço.
 - Adolfo Caminha - escritor cearense, considerado um dos principais autores da literatura
naturalista brasileira. Principal obra: Bom Crioulo.
 - Inglês de Souza - escritor, jornalista e professor paraense. Principais obras: Contos
Amazônicos e O Missionário.
 - Raul Pompéia - escritor carioca. Principal obra: O Ateneu.
 - Adherbal de Carvalho - romancista, crítico literário e professor brasileiro. Principal
obra: A Noiva.
CARACTERÍSTICAS DO NATURALISMO
O naturalismo é uma ramificação do Realismo e uma das suas principais características
é a retratação da sociedade de uma forma bem objetiva.
Os naturalistas abordam a existência humana de forma materialista. O homem é
encarado como produto biológico passando a agir de acordo com seus instintos,
chegando a ser comparado com os animais (zoomorfização).
Segundo o Naturalismo, o homem é desprovido do livre-arbítrio, ou seja, o homem é uma
máquina guiada por vários fatores: leis físicas e químicas, hereditariedade e meio social,
além de estar sempre à mercê de forças que nem sempre consegue controlar. Para os
naturalistas, o homem é um brinquedo nas mãos do destino e deve ser estudado
cientificamente.
 A principal característica do Naturalismo é o cientificismo exagerado que transformou o
homem e a sociedade em objetos de experiências.
 Descrições minuciosas e linguagem simples
 Preferência por temas como miséria, adultério, crimes, problemas sociais, taras sexuais e
etc. A exploração de temas patológicos traduz a vontade de analisar todas as podridões
sociais e humanas sem se preocupar com a reação do público.
 Ao analisar os problemas sociais, o naturalista mostra uma vontade de reformar a
sociedade, ou seja, denunciar estes problemas, era uma forma de tentar reformar a
sociedade.
BIBLIOGRAFIA
 Naturalismo: http://www.infoescola.com/literatura/naturalismo/
e http://www.colegioweb.com.br/trabalhos-escolares/literatura/naturalismo.html#ixzz3HvtOI2QW
 Naturalista e suas obras:
http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/escritores_naturalismo.htm
http://www.colegioweb.com.br/trabalhos-escolares/literatura/naturalismo.html#ixzz3Hw1mnjd0
 Características do Naturalismo:
http://www.infoescola.com/literatura/naturalismo/
4° BIMESTRE
Colégio Estadual Visconde de Cairu
Alunos: Alan Camilo n° 01
Robson Lucas n° 33
Cleber Rodrigues n° 09
Gabriel Marques n°11
Pierre Souza n°29
Turma:2019
Professora: Clarice Menezes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Modernismo
Modernismo Modernismo
Modernismo
Cláudia Heloísa
 
Slide realismo naturalismo 09 ago 13
Slide realismo  naturalismo 09 ago 13Slide realismo  naturalismo 09 ago 13
Slide realismo naturalismo 09 ago 13
Ajudar Pessoas
 
A Poesia Marginal
A Poesia MarginalA Poesia Marginal
A Poesia Marginal
ma.no.el.ne.ves
 
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASLITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
Amelia Barros
 
Geração de 1945
Geração de 1945Geração de 1945
Geração de 1945
Lourdinas
 
Realismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - LiteraturaRealismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - Literatura
Cynthia Funchal
 
Literatura - Humanismo e o Teatro de Gil vicente
Literatura - Humanismo e o Teatro de Gil vicenteLiteratura - Humanismo e o Teatro de Gil vicente
Literatura - Humanismo e o Teatro de Gil vicente
Miriam Zelmikaitis
 
Romantismo e realismo
Romantismo e realismoRomantismo e realismo
Romantismo e realismo
isaianabrito
 
Trovadorismo humanismo
Trovadorismo humanismoTrovadorismo humanismo
Trovadorismo humanismo
Josi Motta
 
Pré-modernismo
Pré-modernismoPré-modernismo
Pré-modernismo
Walace Cestari
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
Robert Harris
 
Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)
Equipemundi2014
 
Biografia de camilo
Biografia de camiloBiografia de camilo
Biografia de camilo
Anabela Fernandes
 
Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..
guesta61019
 
Naturalismo brasileiro e português
Naturalismo brasileiro e portuguêsNaturalismo brasileiro e português
Naturalismo brasileiro e português
Colégio Santa Luzia
 
O Realismo no Brasil
O Realismo no BrasilO Realismo no Brasil
O Realismo no Brasil
Israel Ferreira
 
Metrificação e escansão
Metrificação e escansãoMetrificação e escansão
Metrificação e escansão
Flavio Maia Custodio
 
Literatura - Realismo
Literatura - RealismoLiteratura - Realismo
Literatura - Realismo
NAPNE
 
Pré modernismo-slides
Pré modernismo-slidesPré modernismo-slides
Pré modernismo-slides
Zenia Ferreira
 
Quinhentismo
Quinhentismo Quinhentismo
Quinhentismo
Cláudia Heloísa
 

Mais procurados (20)

Modernismo
Modernismo Modernismo
Modernismo
 
Slide realismo naturalismo 09 ago 13
Slide realismo  naturalismo 09 ago 13Slide realismo  naturalismo 09 ago 13
Slide realismo naturalismo 09 ago 13
 
A Poesia Marginal
A Poesia MarginalA Poesia Marginal
A Poesia Marginal
 
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASLITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
 
Geração de 1945
Geração de 1945Geração de 1945
Geração de 1945
 
Realismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - LiteraturaRealismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - Literatura
 
Literatura - Humanismo e o Teatro de Gil vicente
Literatura - Humanismo e o Teatro de Gil vicenteLiteratura - Humanismo e o Teatro de Gil vicente
Literatura - Humanismo e o Teatro de Gil vicente
 
Romantismo e realismo
Romantismo e realismoRomantismo e realismo
Romantismo e realismo
 
Trovadorismo humanismo
Trovadorismo humanismoTrovadorismo humanismo
Trovadorismo humanismo
 
Pré-modernismo
Pré-modernismoPré-modernismo
Pré-modernismo
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
 
Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)
 
Biografia de camilo
Biografia de camiloBiografia de camilo
Biografia de camilo
 
Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..
 
Naturalismo brasileiro e português
Naturalismo brasileiro e portuguêsNaturalismo brasileiro e português
Naturalismo brasileiro e português
 
O Realismo no Brasil
O Realismo no BrasilO Realismo no Brasil
O Realismo no Brasil
 
Metrificação e escansão
Metrificação e escansãoMetrificação e escansão
Metrificação e escansão
 
Literatura - Realismo
Literatura - RealismoLiteratura - Realismo
Literatura - Realismo
 
Pré modernismo-slides
Pré modernismo-slidesPré modernismo-slides
Pré modernismo-slides
 
Quinhentismo
Quinhentismo Quinhentismo
Quinhentismo
 

Destaque

Naturalismo
NaturalismoNaturalismo
Naturalismo
Clarice Menezes
 
Realismo
Realismo Realismo
Realismo
Clarice Menezes
 
Direito à Comunicação
Direito à ComunicaçãoDireito à Comunicação
Direito à Comunicação
Luiz Felipe Ferreira Stevanim
 
Realismo
Realismo Realismo
Realismo
Clarice Menezes
 
Realismo e naturalismo no brasil
Realismo e naturalismo no brasilRealismo e naturalismo no brasil
Realismo e naturalismo no brasil
Hindemburg Henrique Tamiarana
 
O realismo e o naturalismo no brasil
O realismo e o naturalismo no brasilO realismo e o naturalismo no brasil
O realismo e o naturalismo no brasil
hipolitus
 
Trabalho de química - 1a O2.
Trabalho de química - 1a O2.Trabalho de química - 1a O2.
Trabalho de química - 1a O2.
EEB Francisco Mazzola
 
Realismo x Romantismo
Realismo x RomantismoRealismo x Romantismo
Realismo x Romantismo
Amanda Rodrigues
 

Destaque (8)

Naturalismo
NaturalismoNaturalismo
Naturalismo
 
Realismo
Realismo Realismo
Realismo
 
Direito à Comunicação
Direito à ComunicaçãoDireito à Comunicação
Direito à Comunicação
 
Realismo
Realismo Realismo
Realismo
 
Realismo e naturalismo no brasil
Realismo e naturalismo no brasilRealismo e naturalismo no brasil
Realismo e naturalismo no brasil
 
O realismo e o naturalismo no brasil
O realismo e o naturalismo no brasilO realismo e o naturalismo no brasil
O realismo e o naturalismo no brasil
 
Trabalho de química - 1a O2.
Trabalho de química - 1a O2.Trabalho de química - 1a O2.
Trabalho de química - 1a O2.
 
Realismo x Romantismo
Realismo x RomantismoRealismo x Romantismo
Realismo x Romantismo
 

Semelhante a Naturalismo

Realismo e naturalismo
Realismo e naturalismoRealismo e naturalismo
Realismo e naturalismo
Natália Araújo
 
NATURALISMO e PARNASIANISMO no Brasil.pptx
NATURALISMO e PARNASIANISMO  no Brasil.pptxNATURALISMO e PARNASIANISMO  no Brasil.pptx
NATURALISMO e PARNASIANISMO no Brasil.pptx
José Helder da Silva
 
Naturalismo no Brasil
Naturalismo no BrasilNaturalismo no Brasil
Naturalismo no Brasil
José Ricardo Lima
 
Naturalismo no Brasil
Naturalismo  no BrasilNaturalismo  no Brasil
Naturalismo no Brasil
José Ricardo Lima
 
Prova de literatura
Prova de literaturaProva de literatura
Prova de literatura
Isabella Silva
 
Realismo Vs Naturalismo
Realismo Vs NaturalismoRealismo Vs Naturalismo
Realismo Vs Naturalismo
MariaVerde1995
 
Trabalho portugues realismo naturalismo
Trabalho portugues realismo naturalismoTrabalho portugues realismo naturalismo
Trabalho portugues realismo naturalismo
LuizBraz9
 
Naturalismo
NaturalismoNaturalismo
Naturalismo
profanajulia
 
Segundo leila
Segundo leilaSegundo leila
Segundo leila
Monica Silva
 
Existencialismo de Jean paul sarte
Existencialismo de Jean paul sarteExistencialismo de Jean paul sarte
Existencialismo de Jean paul sarte
Jarimbaa
 
Naturalismo pdf.pdf
Naturalismo pdf.pdfNaturalismo pdf.pdf
Naturalismo pdf.pdf
Sil Queiroz
 
Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
Isabella Silva
 
Realismo e naturalismo brasil e portugal [salvo automaticamente]
Realismo e naturalismo brasil e portugal [salvo automaticamente]Realismo e naturalismo brasil e portugal [salvo automaticamente]
Realismo e naturalismo brasil e portugal [salvo automaticamente]
Claudia Ribeiro
 
Realismo e naturalismo Brasil e Portugal [salvo automaticamente]
Realismo e naturalismo Brasil e Portugal [salvo automaticamente]Realismo e naturalismo Brasil e Portugal [salvo automaticamente]
Realismo e naturalismo Brasil e Portugal [salvo automaticamente]
Claudia Ribeiro
 
Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
Isabella Silva
 
Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
Isabella Silva
 
Revisão realismo e naturalismo
Revisão realismo e naturalismoRevisão realismo e naturalismo
Revisão realismo e naturalismo
Ivana Mayrink
 
Realismo x Naturalismo
Realismo x NaturalismoRealismo x Naturalismo
Realismo x Naturalismo
adenicio
 
2ª série - LP 19.pptx
2ª série - LP 19.pptx2ª série - LP 19.pptx
2ª série - LP 19.pptx
GoisTec
 
Ativ2 apreaula-ivonilde
Ativ2 apreaula-ivonildeAtiv2 apreaula-ivonilde
Ativ2 apreaula-ivonilde
ivocar21
 

Semelhante a Naturalismo (20)

Realismo e naturalismo
Realismo e naturalismoRealismo e naturalismo
Realismo e naturalismo
 
NATURALISMO e PARNASIANISMO no Brasil.pptx
NATURALISMO e PARNASIANISMO  no Brasil.pptxNATURALISMO e PARNASIANISMO  no Brasil.pptx
NATURALISMO e PARNASIANISMO no Brasil.pptx
 
Naturalismo no Brasil
Naturalismo no BrasilNaturalismo no Brasil
Naturalismo no Brasil
 
Naturalismo no Brasil
Naturalismo  no BrasilNaturalismo  no Brasil
Naturalismo no Brasil
 
Prova de literatura
Prova de literaturaProva de literatura
Prova de literatura
 
Realismo Vs Naturalismo
Realismo Vs NaturalismoRealismo Vs Naturalismo
Realismo Vs Naturalismo
 
Trabalho portugues realismo naturalismo
Trabalho portugues realismo naturalismoTrabalho portugues realismo naturalismo
Trabalho portugues realismo naturalismo
 
Naturalismo
NaturalismoNaturalismo
Naturalismo
 
Segundo leila
Segundo leilaSegundo leila
Segundo leila
 
Existencialismo de Jean paul sarte
Existencialismo de Jean paul sarteExistencialismo de Jean paul sarte
Existencialismo de Jean paul sarte
 
Naturalismo pdf.pdf
Naturalismo pdf.pdfNaturalismo pdf.pdf
Naturalismo pdf.pdf
 
Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
 
Realismo e naturalismo brasil e portugal [salvo automaticamente]
Realismo e naturalismo brasil e portugal [salvo automaticamente]Realismo e naturalismo brasil e portugal [salvo automaticamente]
Realismo e naturalismo brasil e portugal [salvo automaticamente]
 
Realismo e naturalismo Brasil e Portugal [salvo automaticamente]
Realismo e naturalismo Brasil e Portugal [salvo automaticamente]Realismo e naturalismo Brasil e Portugal [salvo automaticamente]
Realismo e naturalismo Brasil e Portugal [salvo automaticamente]
 
Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
 
Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
 
Revisão realismo e naturalismo
Revisão realismo e naturalismoRevisão realismo e naturalismo
Revisão realismo e naturalismo
 
Realismo x Naturalismo
Realismo x NaturalismoRealismo x Naturalismo
Realismo x Naturalismo
 
2ª série - LP 19.pptx
2ª série - LP 19.pptx2ª série - LP 19.pptx
2ª série - LP 19.pptx
 
Ativ2 apreaula-ivonilde
Ativ2 apreaula-ivonildeAtiv2 apreaula-ivonilde
Ativ2 apreaula-ivonilde
 

Mais de Clarice Menezes

Cecília Meireles_apres_3008.pptx
Cecília Meireles_apres_3008.pptxCecília Meireles_apres_3008.pptx
Cecília Meireles_apres_3008.pptx
Clarice Menezes
 
vinicius-de-moraes_apres_3007.pptx
vinicius-de-moraes_apres_3007.pptxvinicius-de-moraes_apres_3007.pptx
vinicius-de-moraes_apres_3007.pptx
Clarice Menezes
 
A-SEMANA-DE-ARTE-MODERNA_apres.pptx
A-SEMANA-DE-ARTE-MODERNA_apres.pptxA-SEMANA-DE-ARTE-MODERNA_apres.pptx
A-SEMANA-DE-ARTE-MODERNA_apres.pptx
Clarice Menezes
 
vinicius_de_moraes_apres_3008.pptx
vinicius_de_moraes_apres_3008.pptxvinicius_de_moraes_apres_3008.pptx
vinicius_de_moraes_apres_3008.pptx
Clarice Menezes
 
murilo_mendes_apres.pdf
murilo_mendes_apres.pdfmurilo_mendes_apres.pdf
murilo_mendes_apres.pdf
Clarice Menezes
 
Raquel de Queiroz .pdf
Raquel de Queiroz .pdfRaquel de Queiroz .pdf
Raquel de Queiroz .pdf
Clarice Menezes
 
Apresentação_celular_1
Apresentação_celular_1Apresentação_celular_1
Apresentação_celular_1
Clarice Menezes
 
Apresentação 2 celular_ead
Apresentação 2 celular_eadApresentação 2 celular_ead
Apresentação 2 celular_ead
Clarice Menezes
 
Apresentação_Projeto_Mitos_e_Lendas
Apresentação_Projeto_Mitos_e_LendasApresentação_Projeto_Mitos_e_Lendas
Apresentação_Projeto_Mitos_e_Lendas
Clarice Menezes
 
10 hábitos de estudos que valem a pena
10 hábitos de estudos que valem a pena10 hábitos de estudos que valem a pena
10 hábitos de estudos que valem a pena
Clarice Menezes
 

Mais de Clarice Menezes (10)

Cecília Meireles_apres_3008.pptx
Cecília Meireles_apres_3008.pptxCecília Meireles_apres_3008.pptx
Cecília Meireles_apres_3008.pptx
 
vinicius-de-moraes_apres_3007.pptx
vinicius-de-moraes_apres_3007.pptxvinicius-de-moraes_apres_3007.pptx
vinicius-de-moraes_apres_3007.pptx
 
A-SEMANA-DE-ARTE-MODERNA_apres.pptx
A-SEMANA-DE-ARTE-MODERNA_apres.pptxA-SEMANA-DE-ARTE-MODERNA_apres.pptx
A-SEMANA-DE-ARTE-MODERNA_apres.pptx
 
vinicius_de_moraes_apres_3008.pptx
vinicius_de_moraes_apres_3008.pptxvinicius_de_moraes_apres_3008.pptx
vinicius_de_moraes_apres_3008.pptx
 
murilo_mendes_apres.pdf
murilo_mendes_apres.pdfmurilo_mendes_apres.pdf
murilo_mendes_apres.pdf
 
Raquel de Queiroz .pdf
Raquel de Queiroz .pdfRaquel de Queiroz .pdf
Raquel de Queiroz .pdf
 
Apresentação_celular_1
Apresentação_celular_1Apresentação_celular_1
Apresentação_celular_1
 
Apresentação 2 celular_ead
Apresentação 2 celular_eadApresentação 2 celular_ead
Apresentação 2 celular_ead
 
Apresentação_Projeto_Mitos_e_Lendas
Apresentação_Projeto_Mitos_e_LendasApresentação_Projeto_Mitos_e_Lendas
Apresentação_Projeto_Mitos_e_Lendas
 
10 hábitos de estudos que valem a pena
10 hábitos de estudos que valem a pena10 hábitos de estudos que valem a pena
10 hábitos de estudos que valem a pena
 

Último

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
KeilianeOliveira3
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
GiselaAlves15
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Luana Neres
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 

Último (20)

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 

Naturalismo

  • 1. NATURALISMO Século XIX. Nessa época surgiram novas concepções a respeito do homem e da vida em sociedade e os estudos da Biologia,Psicologia e Sociologia estavam em alta. Os naturalistas começaram a analisar o comportamento humano e social, apontando saídas e soluções. Aqui no Brasil, os escritores naturalistas ocuparam-se, principalmente, com os temas mais obscuros da alma humana (patológicos) e, por causa disso, outros fatos importantes da nossa história como a Abolição da Escravatura e a República foram deixados de lado. O Naturalismo surgiu na França, em 1870, com a publicação da obra “Germinal” de Émile Zola. O livro fala das péssimas condições de vida dos trabalhadores das minas de carvão na França do século XIX. O naturalismo é uma ramificação do Realismo e uma das suas principais características é a retratação da sociedade de uma forma bem objetiva. Os naturalistas abordam a existência humana de forma materialista. O homem é encarado como produto biológico passando a agir de acordo com seus instintos, chegando a ser comparado com os animais (zoomorfização). Segundo o Naturalismo, o homem é desprovido do livre-arbítrio, ou seja, o homem é uma máquina guiada por vários fatores: leis físicas e químicas, hereditariedade e meio social, além de estar sempre à mercê de forças que nem sempre consegue controlar. Para os naturalistas, o homem é um brinquedo nas mãos do destino e deve ser estudado cientificamente.
  • 2. NATURALISMO Tanto o Naturalismo, quanto o Realismo, detêm semelhanças e diferenças entre si. O segundo faz um retrato do ser humano em sua interação com os meios sociais em geral. Já o Naturalismo expõe o homem como uma espécie de produto de sua própria e da natureza do ambiente que o cerca e, por isso, os temas comuns às obras literárias desses autores do período envolvem a psique humana, sexualidade e as funções mais animais e biológicas do homem. Em geral, todos os artistas do estilo Naturalista acreditavam que uma pessoa é um produto de todas as características hereditárias. Tinham muito apreço pela teoria da Evolução das Espécies, de Charles Darwin, e postulavam também que era a seleção natural, o fator responsável por transformar todas as espécies. Por isso, os personagens Naturalistas são tão caracterizados por uma natureza selvagem, fisiológica, se mostrando irascíveis, erotizados e violentos.
  • 3. PRINCIPAIS NATURALISTAS E SUAS OBRAS ESTRANGEIROS:  - Émile Zola - escritor francês, criador e representante principal da literatura naturalista. Principais obras: Germinal; Como se casa, Como se morre; O paraíso das damas; J'accuse a verdade em marcha; A besta humana.  - Thomas Hardy - poeta e novelista britânico. Principais obras: A bem-amada e Judas, o obscuro.  - Giovani Verga - escritor italiano. Principal obra: Los Malavoglia. BRASILEIROS:  - Aluísio de Azevedo - romancista, contista, caricaturista, cronista e jornalista brasileiro. Considerado o pioneiro do naturalismo no Brasil. Principais obras: O Mulato e O Cortiço.  - Adolfo Caminha - escritor cearense, considerado um dos principais autores da literatura naturalista brasileira. Principal obra: Bom Crioulo.  - Inglês de Souza - escritor, jornalista e professor paraense. Principais obras: Contos Amazônicos e O Missionário.  - Raul Pompéia - escritor carioca. Principal obra: O Ateneu.  - Adherbal de Carvalho - romancista, crítico literário e professor brasileiro. Principal obra: A Noiva.
  • 4. CARACTERÍSTICAS DO NATURALISMO O naturalismo é uma ramificação do Realismo e uma das suas principais características é a retratação da sociedade de uma forma bem objetiva. Os naturalistas abordam a existência humana de forma materialista. O homem é encarado como produto biológico passando a agir de acordo com seus instintos, chegando a ser comparado com os animais (zoomorfização). Segundo o Naturalismo, o homem é desprovido do livre-arbítrio, ou seja, o homem é uma máquina guiada por vários fatores: leis físicas e químicas, hereditariedade e meio social, além de estar sempre à mercê de forças que nem sempre consegue controlar. Para os naturalistas, o homem é um brinquedo nas mãos do destino e deve ser estudado cientificamente.  A principal característica do Naturalismo é o cientificismo exagerado que transformou o homem e a sociedade em objetos de experiências.  Descrições minuciosas e linguagem simples  Preferência por temas como miséria, adultério, crimes, problemas sociais, taras sexuais e etc. A exploração de temas patológicos traduz a vontade de analisar todas as podridões sociais e humanas sem se preocupar com a reação do público.  Ao analisar os problemas sociais, o naturalista mostra uma vontade de reformar a sociedade, ou seja, denunciar estes problemas, era uma forma de tentar reformar a sociedade.
  • 5. BIBLIOGRAFIA  Naturalismo: http://www.infoescola.com/literatura/naturalismo/ e http://www.colegioweb.com.br/trabalhos-escolares/literatura/naturalismo.html#ixzz3HvtOI2QW  Naturalista e suas obras: http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/escritores_naturalismo.htm http://www.colegioweb.com.br/trabalhos-escolares/literatura/naturalismo.html#ixzz3Hw1mnjd0  Características do Naturalismo: http://www.infoescola.com/literatura/naturalismo/
  • 6. 4° BIMESTRE Colégio Estadual Visconde de Cairu Alunos: Alan Camilo n° 01 Robson Lucas n° 33 Cleber Rodrigues n° 09 Gabriel Marques n°11 Pierre Souza n°29 Turma:2019 Professora: Clarice Menezes