SlideShare uma empresa Scribd logo
O Realismo é uma reação contra oO Realismo é uma reação contra o
Romantismo:Romantismo:
O Romantismo era a apoteose doO Romantismo era a apoteose do
sentimento; - o Realismo é a anatomia dosentimento; - o Realismo é a anatomia do
caráter. É a crítica do homem. É a artecaráter. É a crítica do homem. É a arte
que nos pinta a nossos próprios olhos -que nos pinta a nossos próprios olhos -
para condenar o que houve de mau napara condenar o que houve de mau na
nossa sociedade.nossa sociedade.
(Eça de Queirós)(Eça de Queirós)
REALISMO E NATURALISMOREALISMO E NATURALISMO
As características do realismo estão
intimamente ligadas ao momento
histórico e às novas formas de
pensamento:
•objetivismo = negação do subjetivismo
romântico, homem volta-se para fora, o
não-eu
•universalismo substitui o personalismo
anterior.
Características
• materialismo que leva à negação do
sentimentalismo e da metafísica.
• autores são antimonárquicos e
defendem os ideais republicanos.
• nacionalismo e volta ao passado
histórico são deixados de lado para
enfatizar o presente, o contemporâneo.
• determinismo influenciando o homem e
a obra de arte por 3 fatores: meio,
momento e raça (hereditariedade).
Características
• Descrições e adjetivações objetivas;
• Linguagem culta e direta;
• Mulher não idealizada; real. Ex.: Marcela e Virgília
(Memórias Póstumas de Brás Cubas), Sofia
(Quincas Borba)...
• Amor e outros interesses subordinados aos
interesses sociais;
• Herói problemático;
• Narrativa lenta, tempo psicológico;
• Personagens trabalhados psicologicamente.
Principal autor:
Machado de Assis com “Memórias Póstumas de
Brás Cubas
Características
O quadro abaixo mostra as
principais oposições entre
Romantismo e Realismo /
Naturalismo : 
ROMANTISMO 
REALISMO / NATURALISMO 
subjetividade objetividade
imaginação realidade circundante
sentimento inteligência , razão
verdade individual  verdade universal
fantasia , devaneio fatos observáveis
homem = centro do mundo 
homem = uma peça do
mundo  
volta ao passado  crítica do presente 
• Socialismo, cientificismo,
evolucionismo, positivismo, lutas
antiburguesas, 2ª Rev. Industrial;
• Em 1881, com a publicação de
“Memórias Póstumas de Brás Cubas”, de
Machado de Assis, inicia-se o Realismo
no Brasil;
• No Brasil: abolição, República, romance
naturalista, poesia parnasiana.
Panorama histórico (1881 - 1893)
Principais diferenças entre Romantismo e
Realismo:
    ROMANTISMO (1836-1881)
• Ênfase na fantasia;
• Predomínio da emoção;
• Proximidade emocional entre autor e os
temas;
• Subjetividade;
• Escapismo (literatura como fuga da
realidade);
• Personagens idealizados;
• Nacionalismo;
ROMANTISMO x REALISMO
     
• Ênfase na realidade;
• Predomínio da razão;
• Distanciamento racional entre o autor e os temas;
• Objetividade;
• Engajamento (literatura como forma de
transformar a realidade);
• Retrato fiel das personagens;
• A mulher numa visão real, sem idealizações...
• Universalismo.
REALISMO (1881 – 1893)
    
• Determinismo biológico;
• Objetivismo científico;
• Temas de patologia social;
• Observação e análise da realidade;
Naturalismo
(características):
• Ser humano descrito sob a ótica do
animalesco e do sensual;
• Linguagem simples;
• Descrição e narrativa lentas
• Impessoalidade;
• Preocupação com detalhes.
Principais autores:
• Aluísio Azevedo, “O mulato”, em 1881:
início do Naturalismo no Brasil; “O Cortiço”,
• Raul Pompéia, “O Ateneu”.
Naturalismo
(características):
• Forte influência da literatura de Gustave Flaubert (França).
• Romance documental, apoiado na observação e na
análise.
• A investigação da sociedade e dos caracteres individuais
é feita “de dentro para fora”, por meio de análise psicológica
capaz de abranger sua complexidade, utilizando a ironia,
que sugere e aponta, em vez de afirmar.
• Volta-se para a psicologia, centrando-se mais no
indivíduo.
• As obras retratam e criticam as classes dominantes, a alta
burguesia urbana e, normalmente, os personagens
pertencem a esta classe social.
• O tratamento imparcial e objetivo dos temas garante ao
leitor um espaço de interpretação, de elaboração de suas
próprias conclusões a respeito das obras.
DIFERENÇAS ENTRE REALISMO E
NATURALISMO
• Forte influência da literatura de Émile Zola (França).
• Romance experimental, apoiado na experimentação e
observação científica.
• A investigação da sociedade e dos caracteres individuais ocorre
“de fora para dentro”, os personagens tendem a se simplificar,
pois são vistos como joguetes, pacientes dos fatores biológicos,
históricos e sociais que determinam suas ações, pensamentos e
sentimento.
• Volta-se para a biologia e a patologia, centrando-se mais no
social.
• As obras retratam as camadas inferiores, o proletariado, os
marginalizados e, normalmente, os personagens são oriundos
dessas classes sociais mais baixas.
• O tratamento dos temas com base em uma visão determinista
conduz e direciona as conclusões do leitor e empobrece
literariamente os textos.
Naturalismo
É uma narrativa mais preocupada com a
análise psicológica,fazendo crítica à
sociedade a partir do comportamento de
determinados personagens. Faz uma análise
da sociedade "por cima", visto que seus
personagens são capitalistas, pertencentes à
classe dominante. Este tipo de romance é
documental, sendo retrato de uma época. Foi
cultivado no Brasil por Machado de Assis, em
obras como "Memórias Póstumas de Brás
Cubas", "Quincas Borba" e "Dom Casmurro".
Romance realista
Sua narrativa é marcada pela análise social a partir
dos grupos humanos marginalizados, valorizando o
coletivo. A influência de Darwin é marcante na
máxima naturalista segundo a qual o homem é um
animal, deixando-se levar pelos instintos naturais,
que não podem ser reprimidos pela moral da classe
dominante. A constante repressão leva às taras
patológicas, bem ao gosto dos naturalistas; esses
romances são mais ousados, apresentando
descrições minuciosas de atos sexuais, tocando até
em temas como o homossexualismo.
Romance Naturalista
Foi cultivado no Brasil por Aluísio de Azevedo
("O Mulato") e Júlio Ribeiro. Raul Pompéia é um
caso a parte, pois seu romance, "O Ateneu",
apresenta características ora naturalistas, ora
realistas, ora impressionistas. Existem várias
semelhanças entre o romance realista e o
naturalista, podendo-se até mesmo afirmar que
ambos partem de um ponto comum para
chegarem a mesma conclusão, sendo que
percorrendo caminhos distintos.
Romance Naturalista
Principais Representantes no Brasil
Machado de Assis
Raul Pompéia
Aluízio de Azevedo
SÍNTESE DOS AUTORES
DO REALISMO/NATURALISMO
BRASILEIRO:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)
Equipemundi2014
 
Realismo x Naturalismo
Realismo x NaturalismoRealismo x Naturalismo
Realismo x Naturalismo
adenicio
 
Romantismo no Brasil - 1ª geração
Romantismo no Brasil - 1ª geraçãoRomantismo no Brasil - 1ª geração
Romantismo no Brasil - 1ª geração
Quezia Neves
 
O pré modernismo
O pré modernismoO pré modernismo
O pré modernismo
Ana Batista
 
Romantismo brasileiro
Romantismo brasileiroRomantismo brasileiro
Romantismo brasileiro
Seduc/AM
 
Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..
guesta61019
 
Romantismo No Brasil
Romantismo No BrasilRomantismo No Brasil
Romantismo No Brasil
martinsramon
 
Pré modernismo-slides
Pré modernismo-slidesPré modernismo-slides
Pré modernismo-slides
Zenia Ferreira
 
3ª fase do modernismo blog
3ª fase do modernismo blog3ª fase do modernismo blog
3ª fase do modernismo blog
Luciene Gomes
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
Carolina Loçasso Pereira
 
Modernismo 2 fase (geração de 30)
Modernismo 2 fase (geração de 30)Modernismo 2 fase (geração de 30)
Modernismo 2 fase (geração de 30)
Josie Ubiali
 
Pré-modernismo
Pré-modernismoPré-modernismo
Pré-modernismo
Ingrid Coelho
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
7 de Setembro
 
O cortiço
O cortiçoO cortiço
O cortiço
Cláudia Heloísa
 
Quinhentismo
Quinhentismo Quinhentismo
Quinhentismo
Cláudia Heloísa
 
Literatura - Realismo
Literatura - RealismoLiteratura - Realismo
Literatura - Realismo
NAPNE
 
Realismo - Machado de assis
Realismo - Machado de assisRealismo - Machado de assis
Realismo - Machado de assis
Walace Cestari
 
Aula 06 naturalismo e realismo
Aula 06 naturalismo e realismoAula 06 naturalismo e realismo
Aula 06 naturalismo e realismo
Marcio Duarte
 
Morte e vida severina
Morte e vida severinaMorte e vida severina
Morte e vida severina
José Ricardo Lima
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
Walace Cestari
 

Mais procurados (20)

Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)
 
Realismo x Naturalismo
Realismo x NaturalismoRealismo x Naturalismo
Realismo x Naturalismo
 
Romantismo no Brasil - 1ª geração
Romantismo no Brasil - 1ª geraçãoRomantismo no Brasil - 1ª geração
Romantismo no Brasil - 1ª geração
 
O pré modernismo
O pré modernismoO pré modernismo
O pré modernismo
 
Romantismo brasileiro
Romantismo brasileiroRomantismo brasileiro
Romantismo brasileiro
 
Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..
 
Romantismo No Brasil
Romantismo No BrasilRomantismo No Brasil
Romantismo No Brasil
 
Pré modernismo-slides
Pré modernismo-slidesPré modernismo-slides
Pré modernismo-slides
 
3ª fase do modernismo blog
3ª fase do modernismo blog3ª fase do modernismo blog
3ª fase do modernismo blog
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
 
Modernismo 2 fase (geração de 30)
Modernismo 2 fase (geração de 30)Modernismo 2 fase (geração de 30)
Modernismo 2 fase (geração de 30)
 
Pré-modernismo
Pré-modernismoPré-modernismo
Pré-modernismo
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
 
O cortiço
O cortiçoO cortiço
O cortiço
 
Quinhentismo
Quinhentismo Quinhentismo
Quinhentismo
 
Literatura - Realismo
Literatura - RealismoLiteratura - Realismo
Literatura - Realismo
 
Realismo - Machado de assis
Realismo - Machado de assisRealismo - Machado de assis
Realismo - Machado de assis
 
Aula 06 naturalismo e realismo
Aula 06 naturalismo e realismoAula 06 naturalismo e realismo
Aula 06 naturalismo e realismo
 
Morte e vida severina
Morte e vida severinaMorte e vida severina
Morte e vida severina
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 

Destaque

Realismo
RealismoRealismo
Realismo
martinsramon
 
O Realismo
O RealismoO Realismo
O Realismo
MissBlackBerryBush
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
Carla Teixeira
 
Naturalismo, realismo
Naturalismo, realismo Naturalismo, realismo
Naturalismo, realismo
Ana Barreiros
 
Realismo e naturalismo no brasil completo
Realismo e naturalismo no brasil completoRealismo e naturalismo no brasil completo
Realismo e naturalismo no brasil completo
lucasmota251
 
Realismo e naturalismo no brasil
Realismo e naturalismo no brasilRealismo e naturalismo no brasil
Realismo e naturalismo no brasil
Hindemburg Henrique Tamiarana
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
CrisBiagio
 
Realismo x Romantismo
Realismo x RomantismoRealismo x Romantismo
Realismo x Romantismo
Amanda Rodrigues
 
Memórias Póstumas de Brás Cubas
Memórias Póstumas de Brás CubasMemórias Póstumas de Brás Cubas
Memórias Póstumas de Brás Cubas
Rita Ribeiro
 
Realismo naturalismo
Realismo   naturalismoRealismo   naturalismo
Realismo naturalismo
nagelaviana
 
O realismo e o naturalismo no brasil
O realismo e o naturalismo no brasilO realismo e o naturalismo no brasil
O realismo e o naturalismo no brasil
hipolitus
 
Apresenta o - realismo
Apresenta  o - realismoApresenta  o - realismo
Apresenta o - realismo
Arielly Winchester
 
Machado de assis análise da obra
Machado de assis análise da obraMachado de assis análise da obra
Machado de assis análise da obra
José Alexandre Dos Santos
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
Robert Harris
 
Naturalismo e Realismo na Pintura
Naturalismo e Realismo na PinturaNaturalismo e Realismo na Pintura
Naturalismo e Realismo na Pintura
Carlos Pinheiro
 
Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
Isabella Silva
 
O romantismo na literatura brasileira
O romantismo na literatura brasileiraO romantismo na literatura brasileira
O romantismo na literatura brasileira
Bruna Jaynara Gomes de Miranda
 
Introdução ao Realismo
Introdução ao RealismoIntrodução ao Realismo
Introdução ao Realismo
CrisBiagio
 
Realismo em Portugal
Realismo em Portugal Realismo em Portugal
Realismo em Portugal
Daniel Gonçalves
 
Realismo em portugal
Realismo em portugalRealismo em portugal
Realismo em portugal
Lucélia Rodrigues
 

Destaque (20)

Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
O Realismo
O RealismoO Realismo
O Realismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Naturalismo, realismo
Naturalismo, realismo Naturalismo, realismo
Naturalismo, realismo
 
Realismo e naturalismo no brasil completo
Realismo e naturalismo no brasil completoRealismo e naturalismo no brasil completo
Realismo e naturalismo no brasil completo
 
Realismo e naturalismo no brasil
Realismo e naturalismo no brasilRealismo e naturalismo no brasil
Realismo e naturalismo no brasil
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Realismo x Romantismo
Realismo x RomantismoRealismo x Romantismo
Realismo x Romantismo
 
Memórias Póstumas de Brás Cubas
Memórias Póstumas de Brás CubasMemórias Póstumas de Brás Cubas
Memórias Póstumas de Brás Cubas
 
Realismo naturalismo
Realismo   naturalismoRealismo   naturalismo
Realismo naturalismo
 
O realismo e o naturalismo no brasil
O realismo e o naturalismo no brasilO realismo e o naturalismo no brasil
O realismo e o naturalismo no brasil
 
Apresenta o - realismo
Apresenta  o - realismoApresenta  o - realismo
Apresenta o - realismo
 
Machado de assis análise da obra
Machado de assis análise da obraMachado de assis análise da obra
Machado de assis análise da obra
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
 
Naturalismo e Realismo na Pintura
Naturalismo e Realismo na PinturaNaturalismo e Realismo na Pintura
Naturalismo e Realismo na Pintura
 
Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
 
O romantismo na literatura brasileira
O romantismo na literatura brasileiraO romantismo na literatura brasileira
O romantismo na literatura brasileira
 
Introdução ao Realismo
Introdução ao RealismoIntrodução ao Realismo
Introdução ao Realismo
 
Realismo em Portugal
Realismo em Portugal Realismo em Portugal
Realismo em Portugal
 
Realismo em portugal
Realismo em portugalRealismo em portugal
Realismo em portugal
 

Semelhante a O Realismo no Brasil

Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
Isabella Silva
 
Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
Isabella Silva
 
Segundo leila
Segundo leilaSegundo leila
Segundo leila
Monica Silva
 
Slide realismo naturalismo 09 ago 13
Slide realismo  naturalismo 09 ago 13Slide realismo  naturalismo 09 ago 13
Slide realismo naturalismo 09 ago 13
Ajudar Pessoas
 
REALISMO E NATURALISMO
REALISMO E NATURALISMOREALISMO E NATURALISMO
Revisão realismo e naturalismo
Revisão realismo e naturalismoRevisão realismo e naturalismo
Revisão realismo e naturalismo
Ivana Mayrink
 
realismoenaturalismo.pdf
realismoenaturalismo.pdfrealismoenaturalismo.pdf
realismoenaturalismo.pdf
ShirleiCristinadosRe
 
Realismo 2 ano
Realismo 2 anoRealismo 2 ano
Realismo 2 ano
Marilene dos Santos
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
guest25fc455b
 
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie (1).ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie (1).pptrealismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie (1).ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie (1).ppt
ANDRESSASILVADESOUSA
 
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.pptrealismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
AliceEmanuelladeOliv
 
realismo-naturalismo resumo slides.ppt
realismo-naturalismo resumo slides.pptrealismo-naturalismo resumo slides.ppt
realismo-naturalismo resumo slides.ppt
Carlos100coliCoimbra
 
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.pptrealismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
LeandroBolivar1
 
Realismo narturalismo 2016
Realismo narturalismo 2016Realismo narturalismo 2016
Realismo narturalismo 2016
Josi Motta
 
Naturalismo( apostila)
Naturalismo( apostila)Naturalismo( apostila)
Naturalismo( apostila)
sandra polliane
 
Trabalho portugues realismo naturalismo
Trabalho portugues realismo naturalismoTrabalho portugues realismo naturalismo
Trabalho portugues realismo naturalismo
LuizBraz9
 
O Realismo E O Simbolismo
O Realismo E O SimbolismoO Realismo E O Simbolismo
O Realismo E O Simbolismo
Beatriz Dias
 
Realismo
Realismo Realismo
Realismo
Clarice Menezes
 
2ano_machado_de_assis.auladerevisaoparte1ppt
2ano_machado_de_assis.auladerevisaoparte1ppt2ano_machado_de_assis.auladerevisaoparte1ppt
2ano_machado_de_assis.auladerevisaoparte1ppt
FernandaRibeiro419723
 
2ano_machado_de_assis.ppt
2ano_machado_de_assis.ppt2ano_machado_de_assis.ppt
2ano_machado_de_assis.ppt
Valdimiro Cardoso
 

Semelhante a O Realismo no Brasil (20)

Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
 
Romantismo,realismo
Romantismo,realismoRomantismo,realismo
Romantismo,realismo
 
Segundo leila
Segundo leilaSegundo leila
Segundo leila
 
Slide realismo naturalismo 09 ago 13
Slide realismo  naturalismo 09 ago 13Slide realismo  naturalismo 09 ago 13
Slide realismo naturalismo 09 ago 13
 
REALISMO E NATURALISMO
REALISMO E NATURALISMOREALISMO E NATURALISMO
REALISMO E NATURALISMO
 
Revisão realismo e naturalismo
Revisão realismo e naturalismoRevisão realismo e naturalismo
Revisão realismo e naturalismo
 
realismoenaturalismo.pdf
realismoenaturalismo.pdfrealismoenaturalismo.pdf
realismoenaturalismo.pdf
 
Realismo 2 ano
Realismo 2 anoRealismo 2 ano
Realismo 2 ano
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie (1).ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie (1).pptrealismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie (1).ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie (1).ppt
 
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.pptrealismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
 
realismo-naturalismo resumo slides.ppt
realismo-naturalismo resumo slides.pptrealismo-naturalismo resumo slides.ppt
realismo-naturalismo resumo slides.ppt
 
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.pptrealismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
realismo-naturalismo-2c2aa-sc3a9rie.ppt
 
Realismo narturalismo 2016
Realismo narturalismo 2016Realismo narturalismo 2016
Realismo narturalismo 2016
 
Naturalismo( apostila)
Naturalismo( apostila)Naturalismo( apostila)
Naturalismo( apostila)
 
Trabalho portugues realismo naturalismo
Trabalho portugues realismo naturalismoTrabalho portugues realismo naturalismo
Trabalho portugues realismo naturalismo
 
O Realismo E O Simbolismo
O Realismo E O SimbolismoO Realismo E O Simbolismo
O Realismo E O Simbolismo
 
Realismo
Realismo Realismo
Realismo
 
2ano_machado_de_assis.auladerevisaoparte1ppt
2ano_machado_de_assis.auladerevisaoparte1ppt2ano_machado_de_assis.auladerevisaoparte1ppt
2ano_machado_de_assis.auladerevisaoparte1ppt
 
2ano_machado_de_assis.ppt
2ano_machado_de_assis.ppt2ano_machado_de_assis.ppt
2ano_machado_de_assis.ppt
 

O Realismo no Brasil

  • 1. O Realismo é uma reação contra oO Realismo é uma reação contra o Romantismo:Romantismo: O Romantismo era a apoteose doO Romantismo era a apoteose do sentimento; - o Realismo é a anatomia dosentimento; - o Realismo é a anatomia do caráter. É a crítica do homem. É a artecaráter. É a crítica do homem. É a arte que nos pinta a nossos próprios olhos -que nos pinta a nossos próprios olhos - para condenar o que houve de mau napara condenar o que houve de mau na nossa sociedade.nossa sociedade. (Eça de Queirós)(Eça de Queirós) REALISMO E NATURALISMOREALISMO E NATURALISMO
  • 2. As características do realismo estão intimamente ligadas ao momento histórico e às novas formas de pensamento: •objetivismo = negação do subjetivismo romântico, homem volta-se para fora, o não-eu •universalismo substitui o personalismo anterior. Características
  • 3. • materialismo que leva à negação do sentimentalismo e da metafísica. • autores são antimonárquicos e defendem os ideais republicanos. • nacionalismo e volta ao passado histórico são deixados de lado para enfatizar o presente, o contemporâneo. • determinismo influenciando o homem e a obra de arte por 3 fatores: meio, momento e raça (hereditariedade). Características
  • 4. • Descrições e adjetivações objetivas; • Linguagem culta e direta; • Mulher não idealizada; real. Ex.: Marcela e Virgília (Memórias Póstumas de Brás Cubas), Sofia (Quincas Borba)... • Amor e outros interesses subordinados aos interesses sociais; • Herói problemático; • Narrativa lenta, tempo psicológico; • Personagens trabalhados psicologicamente. Principal autor: Machado de Assis com “Memórias Póstumas de Brás Cubas Características
  • 5. O quadro abaixo mostra as principais oposições entre Romantismo e Realismo / Naturalismo :  ROMANTISMO  REALISMO / NATURALISMO  subjetividade objetividade imaginação realidade circundante sentimento inteligência , razão verdade individual  verdade universal fantasia , devaneio fatos observáveis homem = centro do mundo  homem = uma peça do mundo   volta ao passado  crítica do presente 
  • 6. • Socialismo, cientificismo, evolucionismo, positivismo, lutas antiburguesas, 2ª Rev. Industrial; • Em 1881, com a publicação de “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, de Machado de Assis, inicia-se o Realismo no Brasil; • No Brasil: abolição, República, romance naturalista, poesia parnasiana. Panorama histórico (1881 - 1893)
  • 7. Principais diferenças entre Romantismo e Realismo:     ROMANTISMO (1836-1881) • Ênfase na fantasia; • Predomínio da emoção; • Proximidade emocional entre autor e os temas; • Subjetividade; • Escapismo (literatura como fuga da realidade); • Personagens idealizados; • Nacionalismo; ROMANTISMO x REALISMO
  • 8.       • Ênfase na realidade; • Predomínio da razão; • Distanciamento racional entre o autor e os temas; • Objetividade; • Engajamento (literatura como forma de transformar a realidade); • Retrato fiel das personagens; • A mulher numa visão real, sem idealizações... • Universalismo. REALISMO (1881 – 1893)
  • 9.      • Determinismo biológico; • Objetivismo científico; • Temas de patologia social; • Observação e análise da realidade; Naturalismo (características):
  • 10. • Ser humano descrito sob a ótica do animalesco e do sensual; • Linguagem simples; • Descrição e narrativa lentas • Impessoalidade; • Preocupação com detalhes. Principais autores: • Aluísio Azevedo, “O mulato”, em 1881: início do Naturalismo no Brasil; “O Cortiço”, • Raul Pompéia, “O Ateneu”. Naturalismo (características):
  • 11. • Forte influência da literatura de Gustave Flaubert (França). • Romance documental, apoiado na observação e na análise. • A investigação da sociedade e dos caracteres individuais é feita “de dentro para fora”, por meio de análise psicológica capaz de abranger sua complexidade, utilizando a ironia, que sugere e aponta, em vez de afirmar. • Volta-se para a psicologia, centrando-se mais no indivíduo. • As obras retratam e criticam as classes dominantes, a alta burguesia urbana e, normalmente, os personagens pertencem a esta classe social. • O tratamento imparcial e objetivo dos temas garante ao leitor um espaço de interpretação, de elaboração de suas próprias conclusões a respeito das obras. DIFERENÇAS ENTRE REALISMO E NATURALISMO
  • 12. • Forte influência da literatura de Émile Zola (França). • Romance experimental, apoiado na experimentação e observação científica. • A investigação da sociedade e dos caracteres individuais ocorre “de fora para dentro”, os personagens tendem a se simplificar, pois são vistos como joguetes, pacientes dos fatores biológicos, históricos e sociais que determinam suas ações, pensamentos e sentimento. • Volta-se para a biologia e a patologia, centrando-se mais no social. • As obras retratam as camadas inferiores, o proletariado, os marginalizados e, normalmente, os personagens são oriundos dessas classes sociais mais baixas. • O tratamento dos temas com base em uma visão determinista conduz e direciona as conclusões do leitor e empobrece literariamente os textos. Naturalismo
  • 13. É uma narrativa mais preocupada com a análise psicológica,fazendo crítica à sociedade a partir do comportamento de determinados personagens. Faz uma análise da sociedade "por cima", visto que seus personagens são capitalistas, pertencentes à classe dominante. Este tipo de romance é documental, sendo retrato de uma época. Foi cultivado no Brasil por Machado de Assis, em obras como "Memórias Póstumas de Brás Cubas", "Quincas Borba" e "Dom Casmurro". Romance realista
  • 14. Sua narrativa é marcada pela análise social a partir dos grupos humanos marginalizados, valorizando o coletivo. A influência de Darwin é marcante na máxima naturalista segundo a qual o homem é um animal, deixando-se levar pelos instintos naturais, que não podem ser reprimidos pela moral da classe dominante. A constante repressão leva às taras patológicas, bem ao gosto dos naturalistas; esses romances são mais ousados, apresentando descrições minuciosas de atos sexuais, tocando até em temas como o homossexualismo. Romance Naturalista
  • 15. Foi cultivado no Brasil por Aluísio de Azevedo ("O Mulato") e Júlio Ribeiro. Raul Pompéia é um caso a parte, pois seu romance, "O Ateneu", apresenta características ora naturalistas, ora realistas, ora impressionistas. Existem várias semelhanças entre o romance realista e o naturalista, podendo-se até mesmo afirmar que ambos partem de um ponto comum para chegarem a mesma conclusão, sendo que percorrendo caminhos distintos. Romance Naturalista
  • 16. Principais Representantes no Brasil Machado de Assis Raul Pompéia Aluízio de Azevedo SÍNTESE DOS AUTORES DO REALISMO/NATURALISMO BRASILEIRO: