SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Trabalho de Língua Portuguesa Interpretação de Música
O SILÊNCIO                                      07) O que, de acordo com a letra, foi a primeira coisa que existiu?
antes de existir computador existia tevê
antes de existir tevê existia luz elétrica      08) Qual é o processo de formação da palavra “tevê”?
antes de existir luz elétrica existia bicicleta
antes de existir bicicleta existia enciclopédia 09) Qual o tema dessa canção? Explique sua resposta:
antes de existir enciclopédia existia alfabeto
antes de existir alfabeto existia a voz         10) Das coisas que já existiram qual é a que mais faz falta para
antes de existir a voz existia o silêncio       você?
o silêncio                                      11) O que você entende do verso “Antes de existir a luz elétrica
foi a primeira coisa que existiu                existia bicicleta”?
um silêncio que ninguém ouviu
astro pelo céu em movimento                     12) Que outro título você daria à canção?
e o som do gelo derretendo
o barulho do cabelo em crescimento              13) O poeta faz uma gradação em ordem decrescente das coisas,
e a música do vento                             começando pelo computador, que hoje domina o mundo, até chegar
e a matéria em decomposição                     ao silêncio, o início de tudo. Na sua opinião, qual é a intenção do
a barriga digerindo o pão                       poeta com isso?
explosão de semente sob o chão
diamante nascendo do carvão                     14) Que mensagem a letra de música nos passa?
homem pedra planta bicho flor
luz elétrica tevê computador                    15) O que o eu lírico critica e o que ele valoriza?
batedeira, liquidificador
vamos ouvir esse silêncio meu amor              16) No texto predomina sintagmas nominais ou verbais? Por que
amplificado no amplificador                     será?
do estetoscópio do doutor
no lado esquerdo do peito, esse tambor          17) “Antes de existir computador existia tevê
(Arnaldo Antunes)                                   antes de existir tevê existia luz elétrica..."

01) O texto apresenta uma gradação de           Agora é com você: complete de forma coerente:
invenções humanas.
a) Enumere-as na ordem em que teriam            Antes de existir tevê existia..................
surgido.                                        antes de existir bicicleta existia.............
b) Releia o texto identificando a última        antes de existir enciclopédia existia.........
invenção. Já houve outras após a citada?        antes de existir alfabeto existia..............
Justifique sua resposta:                        antes de existir a voz existia..................

02) Observe o verso "o silêncio que ninguém     Antes de existir.............existia.............
ouviu". Neste verso há:                         antes de existir ........... existia .............
(a) paradoxo                (b) metáfora        antes de existir ............existia .............
(c) pleonasmo              (d) antítese         antes de existir ............existia..............
(e) personificação
                                                18) Explique o que o verso “O silêncio que ninguém ouviu” significa
03) Justifique a sua resposta dada à questão    para você:
anterior:
                                                19) No verso “E o som do gelo derretendo”, temos:
04) Cite dois pontos negativos e dois positivos (a) metonímia;             (b) sinestesia;
em relação à tecnologia:                        (c) comparação;          (d) pleonasmo;
                                                (e) hipérbole;
05) Por que às vezes o silêncio é muito
importante em nossas vidas? Use bons            20) Copie da canção alguns verbos no gerúndio e explique o efeito
argumentos:                                     disso para o texto:
06) O poeta faz uma comparação no último
verso do texto. A que o termo "tambor" está
sendo comparado?



           ANÁLISE DE LETRA DE MÚSICA
                DE REPENTE                           01) Retire, da primeira estrofe, um desvio gramatical,
                                                     desfazendo-o e explicando:
Olhei, não via ela há muito tempo
Ah! quanto tempo faz? Nem me lembro mais             02) Transcreva da canção um exemplo de antítese:
Então, pensei na vida que há algum tempo eu deixei
pra trás                                             03) Existe algum exemplo de hipérbole na letra de música? Se
Não me deixa em paz, se não                          sim, copie e explique seu raciocínio:
Por quê?
Ainda aquele tempo dentro                            04) O poeta usou um recurso muito usado para dar melodia
Entra e sai                                          à poesia: repetição de consoantes... Onde podemos encontrar
Volta, vem e vai, sem acabar                         este recurso (figura de linguagem)? E que nome é dado a
Mas tempo passou                                     ele(a)?
O tempo passou!
E agora eu sei                                       05) Qual a relação entre o título e o corpo do texto? Que
O que eu passei cantei                               outro título você daria a este texto?
Contei, estrelas mil no firmamento
Vão brilhar, depois apagar irão                      06) “Amar e desejar a vida que não deu as mãos”. Em sua
Chorei as lágrimas correndo como nos cristais        opinião, quando a vida não está nas mãos? Explique:
Fogo dos vitrais pagãos
Não é solidão                                        07) Destaque da canção todas as comparações, dizendo de
Amar e desejar a vida que não deu as mãos            qual você mais gostou e por quê:
Mas vai dentro da gente
Como explosão no ar, como um furacão no mar          08) Indique quantos fonemas e quantas letras há em: TEMPO,
De repente você voltou assim                         PASSOU, CHOREI e BRILHAR:
Eu preciso mais, eu preciso?
Eu preciso mais, eu preciso? (Skank)                 09) Como o eu lírico se sente na música?

                                                     10) Por que no final do texto o eu lírico se questiona se
                                                     precisa de mais?

             MEUS BONS AMIGOS                        01) Quantas estrofes e quantos versos o texto apresenta?

                                                     02) Podemos encontrar nessa canção traços do Barroco,
Meus bons amigos, onde estão?                        através de uma figura de linguagem característica dessa
Notícias de todos quero saber                        escola literária. Que figura é essa? Comprove com passagens
Cada um fez sua vida de forma diferente              do texto:
Às vezes me pergunto: Malditos ou inocentes?
Nossos sonhos, realidades                            03) O texto possui uma linguagem coloquial e há uma palavra
Todas as vertigens, crueldades                       que só deve ser usada na oralidade e não na escrita. Que
Sobre nossos ombros aprendemos a carregar            palavra é essa?
Toda a vontade que faz vingar
No bem que fez pra mim                               04) Qual é a principal indagação do poeta?
Assim, assim, me fez feliz, assim
O amor sem fim                                       05) Em “Sobre NOSSOS OMBROS aprendemos a carregar”
Não esconde o medo                                   que figura de linguagem o termo em destaque exemplifica?
De ser completo e imperfeito                         Justifique seu raciocínio:
Meus bons amigos, onde estão?
Notícias de todos quero saber               06) Reescreva o primeiro e o segundo versos na ordem direta:
Sobre nossos ombros aprendemos a carregar
Toda a vontade que faz vingar               07) Faça uma lista dos seus grandes amigos e ao lado de cada
No bem que fez pra mim                      nome responda a primeira pergunta da letra da música:
Assim, assim, me fez feliz, assim
O amor sem fim                              08) Use a mesma lista da questão anterior e escreva na frente
Não esconde o medo                          de cada nome duas características (adjetivos), evitando
De ser completo e imperfeito                repeti-los:
O amor sem fim
Não esconde o medo                          09) Diga como você entendeu o questionamento do eu-lírico
De ser completo e imperfeito                quando diz “Malditos ou inocentes?”:
(Barão Vermelho)
                                            10) Qual o sentido da palavra VINGAR, no oitavo verso?

                                            11) O texto foi escrito em que pessoa? Justifique sua
                                            resposta:

                                            12) Quem é o eu-lírico do texto? Como ele se sente? Quem são
                                            seus interlocutores?

                                            13) Retire do texto um exemplo de antítese:

                                            14) Qual o conceito da palavra AMIGO para você?

                                            15) “O homem pode orgulhar-se de ter muitos amigos , mas há
                                            amigo mais chegado do que um irmão”. Você concorda ou não
                                            com essa afirmação? Explique:

                                            16) O título está de acordo com o que diz a canção? Que outro
                                            título você daria?

                                            17) Copie do texto um exemplo de vocativo:




                   DANDARA                  01) Destaque da música o verso que mais lhe chamou a
                                            atenção, explicando o porquê:

Ela tem nome de mulher guerreira            02) Caracterize com, no mínimo, 05 adjetivos, a Dandara:
E se veste de um jeito que só ela
Ela vive entre o aqui e o alheio            03) Por que será que as meninas não gostam dela?
As meninas não gostam muito dela
                                            04) Interprete o verso “Ela vive entre o aqui e o alheio”:
Ela tem um tribal n tornozelo
E na nuca adormece uma serpente             05) Ilustre toda a música, aproveitando todos os detalhes
O que faz ela ser quase um segredo          fornecidos:
É o ser ela assim, tão transparente
                                            06) Retire do texto cinco palavras com dígrafo:
Ela é livre e ser livre a faz brilhar
Ela é filha da terra, céu e mar             07) Explique o verso: “E na nuca adormece uma serpente”:
Dandara
                                            08) Seguindo a caracterização da personagem, faça um
Ela faz mechas claras nos cabelos         desenho que a represente:
E caminha na areia pelo raso
Eu procuro saber os seus roteiros         09) Imagine um diálogo entre o eu-lírico e a personagem
Pra fingir que a encontro por acaso       (Dandara) num provável encontro. Como seria?

Ela fala num celular vermelho             10) Que tipo de sentimento o eu-lírico sente por Dandara?
Com amigos e com seu namorado             Comprove com trechos da canção:
Ela tem perto dela o mundo inteiro
E à volta outro mundo, admirado           11) Dandara é o nome da mulher do grande guerreiro Zumbi
                                          dos Palmares, descendente de ex-escravos do reino de Daomé,
Ela é livre e ser livre a faz brilhar     onde se falava a língua iorubá. Você acha que a Dandara da
Ela é filha da terra, céu e mar           canção é a mesma que fora a mulher de Zumbi? Por quê?
Dandara
(Ivan Lins e Francisco Bosco)             12) Explique o que entende com os versos:"O que faz ela ser
                                          quase um segredo/ É o ser ela assim, tão transparente":

                                          13) Identifique, na terceira estrofe, uma antítese,
                                          justificando sua resposta:
                                          14) Na quarta estrofe, há quantas orações? Elas são
                                          coordenadas ou subordinadas? Classifique-as:

HOMEM-ARANHA                              01) Quem são os dois super herois citados na música?

Eu adoro andar no abismo                  02) Na frase "Eu tô na tua teia", o que significa o termo "tô"?
Numa noite viril de perseguição           Qual a que classe gramatical dessa palavra?
Saltando entre os edifícios
Vi você                                   03) A canção de Jorge Vercilo fala de um personagem
Em poder de um fugitivo                   tradicional de história em quadrinhos: o Homem-Aranha. Como
Que cercado pela polícia                  o personagem é visto na canção?
Te fez refém lá nos precipícios
Foi paixão à primeira vista               04) No verso "saltando entre os edifícios". O sentido da
Me joguei de onde o céu arranha           expressão grifada é delugar. Copie do texto outro verso que
Te salvando com a minha teia              apresenta o mesmo sentido (advérbio de lugar):
Prazer, me chamam de Homem-aranha
Seu heroi                                 05) No final da canção, a "voz" do herói apaixonado declara
Hoje o heroi agüenta o peso               que teve "uma ideia": "Você na minha teia". Os dois pontos
Das compras do mês                        usados após a palavra ideia, na construção do texto, servem
No telhado, ajeitando a antena da tevê    para:
Acordado a noite inteira pra ninar bebê   ( ) estabelecer condição                 ( ) indicar uma dúvida
Chega de bandido pra prender              ( ) despistar a atenção                  ( ) apresentar um
De bala perdida pra deter                 fato.
Eu tenho uma idéia:
Você na minha teia                        06) O que é um herói para você? Explique:
Chega de assalto pra impedir,
Seja em Brasília ou aqui                  07) Qual a intenção do autor ao citar Brasília na última
Eu tive a grande idéia:                   estrofe?
Você na minha teia
Hoje eu estou nas suas mãos               08) O texto se constrói com base em comparações.O que está
Nessa sua ingênua sedução                 sendo comparado?
Que me pegou na veia
Eu to na tua teia. (Jorge Vercilo)        09) Qual o tempo verbal predominante no texto em estudo?
                                          Justifique:
10) Transcreva duas ocorrências do uso da linguagem coloquial,
e depois passe-as para a linguagem culta:

11) Leia atentamente o trecho:
"Em poder de um fugitivo. Que cercado pela polícia. Te fez
refém lá nos precipícios"
Subentende-se um verbo que está oculto. Que verbo é esse?
( ) ser; ( )viver; ( ) estar; ( ) parecer ; ( ) ficar

12) A música é composta por duas estrofes, dividindo a vida do
herói em antes e depois. Explicite como era antes e como é
hoje:

13) A primeira estrofe (o antes) está com o verbo "adoro" no
presente. Reescreva-a, colocando-o no Pretérito imperfeito do
indicativo e diga que efeito de sentido surgiu:

14) Na primeira parte da música há uma afirmação: o homem-
aranha é o herói. Na segunda parte, a pessoa continua
afirmando ser herói, porém de uma maneira diferente. Qual a
diferença (ou semelhança) desses "dois heróis"?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013Fabiola Oliveira
 
Baladão Spaece e Saeb
Baladão Spaece e Saeb Baladão Spaece e Saeb
Baladão Spaece e Saeb liliansales4
 
Atividades de Artes 6° ao 9° Ano
Atividades de Artes 6° ao 9° AnoAtividades de Artes 6° ao 9° Ano
Atividades de Artes 6° ao 9° AnoLeoneide Carvalho
 
Prova arte 1º ANO - EM
Prova arte 1º ANO - EMProva arte 1º ANO - EM
Prova arte 1º ANO - EMDenise Nunes
 
Interpretação de tirinha preconceito
Interpretação de tirinha preconceitoInterpretação de tirinha preconceito
Interpretação de tirinha preconceitoRose Tavares
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesGeo Honório
 
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide CarvalhoP rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide CarvalhoLeoneide Carvalho
 
Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )graduartes
 
Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )graduartes
 
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfFICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfNatália Moura
 
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da músicaTrem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da músicaMary Alvarenga
 
Grafite - Arte nas paredes e nos muros
   Grafite - Arte nas paredes e nos muros   Grafite - Arte nas paredes e nos muros
Grafite - Arte nas paredes e nos murosMary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
 
Baladão Spaece e Saeb
Baladão Spaece e Saeb Baladão Spaece e Saeb
Baladão Spaece e Saeb
 
AVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLO
AVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLOAVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLO
AVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLO
 
Atividades de Artes 6° ao 9° Ano
Atividades de Artes 6° ao 9° AnoAtividades de Artes 6° ao 9° Ano
Atividades de Artes 6° ao 9° Ano
 
Prova arte 1º ANO - EM
Prova arte 1º ANO - EMProva arte 1º ANO - EM
Prova arte 1º ANO - EM
 
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6° AO 9º ANO
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6°  AO  9º ANOAVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6°  AO  9º ANO
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6° AO 9º ANO
 
Simulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arteSimulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arte
 
Interpretação de tirinha preconceito
Interpretação de tirinha preconceitoInterpretação de tirinha preconceito
Interpretação de tirinha preconceito
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
 
Questões Arte
Questões ArteQuestões Arte
Questões Arte
 
Avaliação 9 ano grafite
Avaliação 9 ano grafiteAvaliação 9 ano grafite
Avaliação 9 ano grafite
 
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide CarvalhoP rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
 
Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )
 
Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )
 
Prova de arte 8ano 3b pronta
Prova de arte 8ano 3b prontaProva de arte 8ano 3b pronta
Prova de arte 8ano 3b pronta
 
Apostila de-arte-eja
Apostila de-arte-ejaApostila de-arte-eja
Apostila de-arte-eja
 
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfFICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
 
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da músicaTrem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da música
 
Prova 9°Ano
Prova 9°AnoProva 9°Ano
Prova 9°Ano
 
Grafite - Arte nas paredes e nos muros
   Grafite - Arte nas paredes e nos muros   Grafite - Arte nas paredes e nos muros
Grafite - Arte nas paredes e nos muros
 

Destaque

Projeto música aquarela
Projeto música aquarelaProjeto música aquarela
Projeto música aquarelaGraça Sousa
 
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSimulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSilvânia Silveira
 
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª GecienyAquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª GecienyAntonio Pinto Pereira
 
083 letra da música aquarela com interpretação
083 letra da música aquarela com interpretação083 letra da música aquarela com interpretação
083 letra da música aquarela com interpretaçãoJanaína Borba
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOMara Sueli
 
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2Eunice Mendes de Oliveira
 
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2miesbella
 
Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de CaxiasPnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de CaxiasFabiana Esteves
 
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -Eunice Mendes de Oliveira
 
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
Pnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontroPnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontro
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontrotlfleite
 
Expandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
Expandindo a qualidade da educação pública de minas geraisExpandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
Expandindo a qualidade da educação pública de minas geraisEunice Mendes de Oliveira
 

Destaque (20)

Projeto música aquarela
Projeto música aquarelaProjeto música aquarela
Projeto música aquarela
 
Historia da musica atividades
Historia da musica atividadesHistoria da musica atividades
Historia da musica atividades
 
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSimulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
 
Projeto Aquarela
Projeto AquarelaProjeto Aquarela
Projeto Aquarela
 
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª GecienyAquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
 
083 letra da música aquarela com interpretação
083 letra da música aquarela com interpretação083 letra da música aquarela com interpretação
083 letra da música aquarela com interpretação
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
 
Falarcomdeu sco
Falarcomdeu scoFalarcomdeu sco
Falarcomdeu sco
 
Trabahando com crianças do berçário
Trabahando com crianças do berçárioTrabahando com crianças do berçário
Trabahando com crianças do berçário
 
Mensagem dia dos pais
Mensagem dia dos paisMensagem dia dos pais
Mensagem dia dos pais
 
Dona Licinha conto1
Dona Licinha    conto1Dona Licinha    conto1
Dona Licinha conto1
 
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
 
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
 
Apresentação flexibilização curricular
Apresentação flexibilização curricularApresentação flexibilização curricular
Apresentação flexibilização curricular
 
Letra uber
Letra uberLetra uber
Letra uber
 
Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de CaxiasPnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
 
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
 
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
Pnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontroPnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontro
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
 
Expandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
Expandindo a qualidade da educação pública de minas geraisExpandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
Expandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
 
1 power~1
1 power~11 power~1
1 power~1
 

Semelhante a Interpretação de música

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemMila E Wlamir
 
Simulado língua portuguesa 1º ano b
Simulado língua portuguesa 1º ano bSimulado língua portuguesa 1º ano b
Simulado língua portuguesa 1º ano bElizete Lopes
 
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)MADELOM FERREIRAA
 
Figuras de liguagem exercicio 1
Figuras de liguagem   exercicio 1Figuras de liguagem   exercicio 1
Figuras de liguagem exercicio 1Joao Freitas
 
Exercícios junho 2013_os_sadjetiva
Exercícios  junho 2013_os_sadjetivaExercícios  junho 2013_os_sadjetiva
Exercícios junho 2013_os_sadjetivaChristiane Queiroz
 
Baladão dos Descritores PASSADO.pptx
Baladão dos Descritores PASSADO.pptxBaladão dos Descritores PASSADO.pptx
Baladão dos Descritores PASSADO.pptxMarcos895089
 
Teaching English through Music - Clips
Teaching English through Music - ClipsTeaching English through Music - Clips
Teaching English through Music - ClipsMarina
 
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoPéricles Penuel
 
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"Val Valença
 
Unidade didática português
Unidade didática portuguêsUnidade didática português
Unidade didática portuguêsAleques Mateus
 
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeralAtividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeralProfessora sonhadora
 

Semelhante a Interpretação de música (20)

Atividades musica
Atividades musicaAtividades musica
Atividades musica
 
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Simulado língua portuguesa 1º ano b
Simulado língua portuguesa 1º ano bSimulado língua portuguesa 1º ano b
Simulado língua portuguesa 1º ano b
 
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de liguagem exercicio 1
Figuras de liguagem   exercicio 1Figuras de liguagem   exercicio 1
Figuras de liguagem exercicio 1
 
Exercícios junho 2013_os_sadjetiva
Exercícios  junho 2013_os_sadjetivaExercícios  junho 2013_os_sadjetiva
Exercícios junho 2013_os_sadjetiva
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Baladão dos Descritores PASSADO.pptx
Baladão dos Descritores PASSADO.pptxBaladão dos Descritores PASSADO.pptx
Baladão dos Descritores PASSADO.pptx
 
1 ano prof karol
1 ano prof karol1 ano prof karol
1 ano prof karol
 
Teaching English through Music - Clips
Teaching English through Music - ClipsTeaching English through Music - Clips
Teaching English through Music - Clips
 
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologias
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"
 
Unidade didática português
Unidade didática portuguêsUnidade didática português
Unidade didática português
 
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeralAtividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
 
Desafios de sociologia
Desafios de sociologiaDesafios de sociologia
Desafios de sociologia
 
Portugues vol6
Portugues vol6Portugues vol6
Portugues vol6
 

Mais de Marlene Cunhada

Variação linguística - edição 2021.pptx
Variação linguística  - edição 2021.pptxVariação linguística  - edição 2021.pptx
Variação linguística - edição 2021.pptxMarlene Cunhada
 
3 2 - termos-integrantes-da-oracao-.pptx
3 2 - termos-integrantes-da-oracao-.pptx3 2 - termos-integrantes-da-oracao-.pptx
3 2 - termos-integrantes-da-oracao-.pptxMarlene Cunhada
 
Oracoes subordinadas substantivas.pptx
Oracoes  subordinadas  substantivas.pptxOracoes  subordinadas  substantivas.pptx
Oracoes subordinadas substantivas.pptxMarlene Cunhada
 
VARIEDADES LINGUÍSTICAS - 1. pptx
VARIEDADES        LINGUÍSTICAS - 1. pptxVARIEDADES        LINGUÍSTICAS - 1. pptx
VARIEDADES LINGUÍSTICAS - 1. pptxMarlene Cunhada
 
reading Comprehension TOM AND HELEN.docx
reading Comprehension TOM AND HELEN.docxreading Comprehension TOM AND HELEN.docx
reading Comprehension TOM AND HELEN.docxMarlene Cunhada
 
Luiz Vaz de Camoes - Vida-e-Obra .ppt
Luiz  Vaz  de  Camoes - Vida-e-Obra .pptLuiz  Vaz  de  Camoes - Vida-e-Obra .ppt
Luiz Vaz de Camoes - Vida-e-Obra .pptMarlene Cunhada
 
1º ANO - VARIAÇÃO LINGUÍSTICA.pptx
1º ANO -       VARIAÇÃO LINGUÍSTICA.pptx1º ANO -       VARIAÇÃO LINGUÍSTICA.pptx
1º ANO - VARIAÇÃO LINGUÍSTICA.pptxMarlene Cunhada
 
Luis - Vaz - de - Camoes-Vida-e-Obra.ppt
Luis - Vaz - de - Camoes-Vida-e-Obra.pptLuis - Vaz - de - Camoes-Vida-e-Obra.ppt
Luis - Vaz - de - Camoes-Vida-e-Obra.pptMarlene Cunhada
 
LINGUA PORTUGUESA - Analise-Sintatica.ppt
LINGUA PORTUGUESA - Analise-Sintatica.pptLINGUA PORTUGUESA - Analise-Sintatica.ppt
LINGUA PORTUGUESA - Analise-Sintatica.pptMarlene Cunhada
 
SLIDES SOBRE Figuras de linguagem.pptx
SLIDES SOBRE   Figuras de linguagem.pptxSLIDES SOBRE   Figuras de linguagem.pptx
SLIDES SOBRE Figuras de linguagem.pptxMarlene Cunhada
 
GENEROS_LITERARIOS_ANGELICA_SOARES_1.pptx
GENEROS_LITERARIOS_ANGELICA_SOARES_1.pptxGENEROS_LITERARIOS_ANGELICA_SOARES_1.pptx
GENEROS_LITERARIOS_ANGELICA_SOARES_1.pptxMarlene Cunhada
 
Slide JOSE - POETA CARLOS DRUMMOND.pptx
Slide JOSE - POETA  CARLOS DRUMMOND.pptxSlide JOSE - POETA  CARLOS DRUMMOND.pptx
Slide JOSE - POETA CARLOS DRUMMOND.pptxMarlene Cunhada
 
BIOGRAFIA DA POETISA CECILIA MEIRELES.pptx
BIOGRAFIA DA POETISA CECILIA MEIRELES.pptxBIOGRAFIA DA POETISA CECILIA MEIRELES.pptx
BIOGRAFIA DA POETISA CECILIA MEIRELES.pptxMarlene Cunhada
 
2º ANO MATUTINO - PARNASIANISMO NO BRASIL
2º ANO MATUTINO - PARNASIANISMO NO BRASIL2º ANO MATUTINO - PARNASIANISMO NO BRASIL
2º ANO MATUTINO - PARNASIANISMO NO BRASILMarlene Cunhada
 
2ª FASE MODERNISTA [Salvo automaticamente].pptx
2ª FASE MODERNISTA [Salvo automaticamente].pptx2ª FASE MODERNISTA [Salvo automaticamente].pptx
2ª FASE MODERNISTA [Salvo automaticamente].pptxMarlene Cunhada
 
1-¦-ano-M-PORTUGUèS-ativ.-08-Conto-de-humor.pdf
1-¦-ano-M-PORTUGUèS-ativ.-08-Conto-de-humor.pdf1-¦-ano-M-PORTUGUèS-ativ.-08-Conto-de-humor.pdf
1-¦-ano-M-PORTUGUèS-ativ.-08-Conto-de-humor.pdfMarlene Cunhada
 
mothers-day-activity_69385.doc
mothers-day-activity_69385.docmothers-day-activity_69385.doc
mothers-day-activity_69385.docMarlene Cunhada
 
family-fun-activities-games_37955.doc
family-fun-activities-games_37955.docfamily-fun-activities-games_37955.doc
family-fun-activities-games_37955.docMarlene Cunhada
 
colors-crossword-crosswords-fun-activities-games_78612.docx
colors-crossword-crosswords-fun-activities-games_78612.docxcolors-crossword-crosswords-fun-activities-games_78612.docx
colors-crossword-crosswords-fun-activities-games_78612.docxMarlene Cunhada
 

Mais de Marlene Cunhada (20)

Variação linguística - edição 2021.pptx
Variação linguística  - edição 2021.pptxVariação linguística  - edição 2021.pptx
Variação linguística - edição 2021.pptx
 
3 2 - termos-integrantes-da-oracao-.pptx
3 2 - termos-integrantes-da-oracao-.pptx3 2 - termos-integrantes-da-oracao-.pptx
3 2 - termos-integrantes-da-oracao-.pptx
 
Oracoes subordinadas substantivas.pptx
Oracoes  subordinadas  substantivas.pptxOracoes  subordinadas  substantivas.pptx
Oracoes subordinadas substantivas.pptx
 
VARIEDADES LINGUÍSTICAS - 1. pptx
VARIEDADES        LINGUÍSTICAS - 1. pptxVARIEDADES        LINGUÍSTICAS - 1. pptx
VARIEDADES LINGUÍSTICAS - 1. pptx
 
reading Comprehension TOM AND HELEN.docx
reading Comprehension TOM AND HELEN.docxreading Comprehension TOM AND HELEN.docx
reading Comprehension TOM AND HELEN.docx
 
Luiz Vaz de Camoes - Vida-e-Obra .ppt
Luiz  Vaz  de  Camoes - Vida-e-Obra .pptLuiz  Vaz  de  Camoes - Vida-e-Obra .ppt
Luiz Vaz de Camoes - Vida-e-Obra .ppt
 
1º ANO - VARIAÇÃO LINGUÍSTICA.pptx
1º ANO -       VARIAÇÃO LINGUÍSTICA.pptx1º ANO -       VARIAÇÃO LINGUÍSTICA.pptx
1º ANO - VARIAÇÃO LINGUÍSTICA.pptx
 
Luis - Vaz - de - Camoes-Vida-e-Obra.ppt
Luis - Vaz - de - Camoes-Vida-e-Obra.pptLuis - Vaz - de - Camoes-Vida-e-Obra.ppt
Luis - Vaz - de - Camoes-Vida-e-Obra.ppt
 
LINGUA PORTUGUESA - Analise-Sintatica.ppt
LINGUA PORTUGUESA - Analise-Sintatica.pptLINGUA PORTUGUESA - Analise-Sintatica.ppt
LINGUA PORTUGUESA - Analise-Sintatica.ppt
 
SLIDES SOBRE Figuras de linguagem.pptx
SLIDES SOBRE   Figuras de linguagem.pptxSLIDES SOBRE   Figuras de linguagem.pptx
SLIDES SOBRE Figuras de linguagem.pptx
 
GENEROS_LITERARIOS_ANGELICA_SOARES_1.pptx
GENEROS_LITERARIOS_ANGELICA_SOARES_1.pptxGENEROS_LITERARIOS_ANGELICA_SOARES_1.pptx
GENEROS_LITERARIOS_ANGELICA_SOARES_1.pptx
 
Slide JOSE - POETA CARLOS DRUMMOND.pptx
Slide JOSE - POETA  CARLOS DRUMMOND.pptxSlide JOSE - POETA  CARLOS DRUMMOND.pptx
Slide JOSE - POETA CARLOS DRUMMOND.pptx
 
BIOGRAFIA DA POETISA CECILIA MEIRELES.pptx
BIOGRAFIA DA POETISA CECILIA MEIRELES.pptxBIOGRAFIA DA POETISA CECILIA MEIRELES.pptx
BIOGRAFIA DA POETISA CECILIA MEIRELES.pptx
 
2º ANO MATUTINO - PARNASIANISMO NO BRASIL
2º ANO MATUTINO - PARNASIANISMO NO BRASIL2º ANO MATUTINO - PARNASIANISMO NO BRASIL
2º ANO MATUTINO - PARNASIANISMO NO BRASIL
 
2ª FASE MODERNISTA [Salvo automaticamente].pptx
2ª FASE MODERNISTA [Salvo automaticamente].pptx2ª FASE MODERNISTA [Salvo automaticamente].pptx
2ª FASE MODERNISTA [Salvo automaticamente].pptx
 
1-¦-ano-M-PORTUGUèS-ativ.-08-Conto-de-humor.pdf
1-¦-ano-M-PORTUGUèS-ativ.-08-Conto-de-humor.pdf1-¦-ano-M-PORTUGUèS-ativ.-08-Conto-de-humor.pdf
1-¦-ano-M-PORTUGUèS-ativ.-08-Conto-de-humor.pdf
 
VERB TO BE.docx
VERB TO BE.docxVERB TO BE.docx
VERB TO BE.docx
 
mothers-day-activity_69385.doc
mothers-day-activity_69385.docmothers-day-activity_69385.doc
mothers-day-activity_69385.doc
 
family-fun-activities-games_37955.doc
family-fun-activities-games_37955.docfamily-fun-activities-games_37955.doc
family-fun-activities-games_37955.doc
 
colors-crossword-crosswords-fun-activities-games_78612.docx
colors-crossword-crosswords-fun-activities-games_78612.docxcolors-crossword-crosswords-fun-activities-games_78612.docx
colors-crossword-crosswords-fun-activities-games_78612.docx
 

Interpretação de música

  • 1. Trabalho de Língua Portuguesa Interpretação de Música O SILÊNCIO 07) O que, de acordo com a letra, foi a primeira coisa que existiu? antes de existir computador existia tevê antes de existir tevê existia luz elétrica 08) Qual é o processo de formação da palavra “tevê”? antes de existir luz elétrica existia bicicleta antes de existir bicicleta existia enciclopédia 09) Qual o tema dessa canção? Explique sua resposta: antes de existir enciclopédia existia alfabeto antes de existir alfabeto existia a voz 10) Das coisas que já existiram qual é a que mais faz falta para antes de existir a voz existia o silêncio você? o silêncio 11) O que você entende do verso “Antes de existir a luz elétrica foi a primeira coisa que existiu existia bicicleta”? um silêncio que ninguém ouviu astro pelo céu em movimento 12) Que outro título você daria à canção? e o som do gelo derretendo o barulho do cabelo em crescimento 13) O poeta faz uma gradação em ordem decrescente das coisas, e a música do vento começando pelo computador, que hoje domina o mundo, até chegar e a matéria em decomposição ao silêncio, o início de tudo. Na sua opinião, qual é a intenção do a barriga digerindo o pão poeta com isso? explosão de semente sob o chão diamante nascendo do carvão 14) Que mensagem a letra de música nos passa? homem pedra planta bicho flor luz elétrica tevê computador 15) O que o eu lírico critica e o que ele valoriza? batedeira, liquidificador vamos ouvir esse silêncio meu amor 16) No texto predomina sintagmas nominais ou verbais? Por que amplificado no amplificador será? do estetoscópio do doutor no lado esquerdo do peito, esse tambor 17) “Antes de existir computador existia tevê (Arnaldo Antunes) antes de existir tevê existia luz elétrica..." 01) O texto apresenta uma gradação de Agora é com você: complete de forma coerente: invenções humanas. a) Enumere-as na ordem em que teriam Antes de existir tevê existia.................. surgido. antes de existir bicicleta existia............. b) Releia o texto identificando a última antes de existir enciclopédia existia......... invenção. Já houve outras após a citada? antes de existir alfabeto existia.............. Justifique sua resposta: antes de existir a voz existia.................. 02) Observe o verso "o silêncio que ninguém Antes de existir.............existia............. ouviu". Neste verso há: antes de existir ........... existia ............. (a) paradoxo (b) metáfora antes de existir ............existia ............. (c) pleonasmo (d) antítese antes de existir ............existia.............. (e) personificação 18) Explique o que o verso “O silêncio que ninguém ouviu” significa 03) Justifique a sua resposta dada à questão para você: anterior: 19) No verso “E o som do gelo derretendo”, temos: 04) Cite dois pontos negativos e dois positivos (a) metonímia; (b) sinestesia; em relação à tecnologia: (c) comparação; (d) pleonasmo; (e) hipérbole; 05) Por que às vezes o silêncio é muito importante em nossas vidas? Use bons 20) Copie da canção alguns verbos no gerúndio e explique o efeito argumentos: disso para o texto:
  • 2. 06) O poeta faz uma comparação no último verso do texto. A que o termo "tambor" está sendo comparado? ANÁLISE DE LETRA DE MÚSICA DE REPENTE 01) Retire, da primeira estrofe, um desvio gramatical, desfazendo-o e explicando: Olhei, não via ela há muito tempo Ah! quanto tempo faz? Nem me lembro mais 02) Transcreva da canção um exemplo de antítese: Então, pensei na vida que há algum tempo eu deixei pra trás 03) Existe algum exemplo de hipérbole na letra de música? Se Não me deixa em paz, se não sim, copie e explique seu raciocínio: Por quê? Ainda aquele tempo dentro 04) O poeta usou um recurso muito usado para dar melodia Entra e sai à poesia: repetição de consoantes... Onde podemos encontrar Volta, vem e vai, sem acabar este recurso (figura de linguagem)? E que nome é dado a Mas tempo passou ele(a)? O tempo passou! E agora eu sei 05) Qual a relação entre o título e o corpo do texto? Que O que eu passei cantei outro título você daria a este texto? Contei, estrelas mil no firmamento Vão brilhar, depois apagar irão 06) “Amar e desejar a vida que não deu as mãos”. Em sua Chorei as lágrimas correndo como nos cristais opinião, quando a vida não está nas mãos? Explique: Fogo dos vitrais pagãos Não é solidão 07) Destaque da canção todas as comparações, dizendo de Amar e desejar a vida que não deu as mãos qual você mais gostou e por quê: Mas vai dentro da gente Como explosão no ar, como um furacão no mar 08) Indique quantos fonemas e quantas letras há em: TEMPO, De repente você voltou assim PASSOU, CHOREI e BRILHAR: Eu preciso mais, eu preciso? Eu preciso mais, eu preciso? (Skank) 09) Como o eu lírico se sente na música? 10) Por que no final do texto o eu lírico se questiona se precisa de mais? MEUS BONS AMIGOS 01) Quantas estrofes e quantos versos o texto apresenta? 02) Podemos encontrar nessa canção traços do Barroco, Meus bons amigos, onde estão? através de uma figura de linguagem característica dessa Notícias de todos quero saber escola literária. Que figura é essa? Comprove com passagens Cada um fez sua vida de forma diferente do texto: Às vezes me pergunto: Malditos ou inocentes? Nossos sonhos, realidades 03) O texto possui uma linguagem coloquial e há uma palavra Todas as vertigens, crueldades que só deve ser usada na oralidade e não na escrita. Que Sobre nossos ombros aprendemos a carregar palavra é essa? Toda a vontade que faz vingar No bem que fez pra mim 04) Qual é a principal indagação do poeta? Assim, assim, me fez feliz, assim O amor sem fim 05) Em “Sobre NOSSOS OMBROS aprendemos a carregar” Não esconde o medo que figura de linguagem o termo em destaque exemplifica? De ser completo e imperfeito Justifique seu raciocínio:
  • 3. Meus bons amigos, onde estão? Notícias de todos quero saber 06) Reescreva o primeiro e o segundo versos na ordem direta: Sobre nossos ombros aprendemos a carregar Toda a vontade que faz vingar 07) Faça uma lista dos seus grandes amigos e ao lado de cada No bem que fez pra mim nome responda a primeira pergunta da letra da música: Assim, assim, me fez feliz, assim O amor sem fim 08) Use a mesma lista da questão anterior e escreva na frente Não esconde o medo de cada nome duas características (adjetivos), evitando De ser completo e imperfeito repeti-los: O amor sem fim Não esconde o medo 09) Diga como você entendeu o questionamento do eu-lírico De ser completo e imperfeito quando diz “Malditos ou inocentes?”: (Barão Vermelho) 10) Qual o sentido da palavra VINGAR, no oitavo verso? 11) O texto foi escrito em que pessoa? Justifique sua resposta: 12) Quem é o eu-lírico do texto? Como ele se sente? Quem são seus interlocutores? 13) Retire do texto um exemplo de antítese: 14) Qual o conceito da palavra AMIGO para você? 15) “O homem pode orgulhar-se de ter muitos amigos , mas há amigo mais chegado do que um irmão”. Você concorda ou não com essa afirmação? Explique: 16) O título está de acordo com o que diz a canção? Que outro título você daria? 17) Copie do texto um exemplo de vocativo: DANDARA 01) Destaque da música o verso que mais lhe chamou a atenção, explicando o porquê: Ela tem nome de mulher guerreira 02) Caracterize com, no mínimo, 05 adjetivos, a Dandara: E se veste de um jeito que só ela Ela vive entre o aqui e o alheio 03) Por que será que as meninas não gostam dela? As meninas não gostam muito dela 04) Interprete o verso “Ela vive entre o aqui e o alheio”: Ela tem um tribal n tornozelo E na nuca adormece uma serpente 05) Ilustre toda a música, aproveitando todos os detalhes O que faz ela ser quase um segredo fornecidos: É o ser ela assim, tão transparente 06) Retire do texto cinco palavras com dígrafo: Ela é livre e ser livre a faz brilhar Ela é filha da terra, céu e mar 07) Explique o verso: “E na nuca adormece uma serpente”: Dandara 08) Seguindo a caracterização da personagem, faça um
  • 4. Ela faz mechas claras nos cabelos desenho que a represente: E caminha na areia pelo raso Eu procuro saber os seus roteiros 09) Imagine um diálogo entre o eu-lírico e a personagem Pra fingir que a encontro por acaso (Dandara) num provável encontro. Como seria? Ela fala num celular vermelho 10) Que tipo de sentimento o eu-lírico sente por Dandara? Com amigos e com seu namorado Comprove com trechos da canção: Ela tem perto dela o mundo inteiro E à volta outro mundo, admirado 11) Dandara é o nome da mulher do grande guerreiro Zumbi dos Palmares, descendente de ex-escravos do reino de Daomé, Ela é livre e ser livre a faz brilhar onde se falava a língua iorubá. Você acha que a Dandara da Ela é filha da terra, céu e mar canção é a mesma que fora a mulher de Zumbi? Por quê? Dandara (Ivan Lins e Francisco Bosco) 12) Explique o que entende com os versos:"O que faz ela ser quase um segredo/ É o ser ela assim, tão transparente": 13) Identifique, na terceira estrofe, uma antítese, justificando sua resposta: 14) Na quarta estrofe, há quantas orações? Elas são coordenadas ou subordinadas? Classifique-as: HOMEM-ARANHA 01) Quem são os dois super herois citados na música? Eu adoro andar no abismo 02) Na frase "Eu tô na tua teia", o que significa o termo "tô"? Numa noite viril de perseguição Qual a que classe gramatical dessa palavra? Saltando entre os edifícios Vi você 03) A canção de Jorge Vercilo fala de um personagem Em poder de um fugitivo tradicional de história em quadrinhos: o Homem-Aranha. Como Que cercado pela polícia o personagem é visto na canção? Te fez refém lá nos precipícios Foi paixão à primeira vista 04) No verso "saltando entre os edifícios". O sentido da Me joguei de onde o céu arranha expressão grifada é delugar. Copie do texto outro verso que Te salvando com a minha teia apresenta o mesmo sentido (advérbio de lugar): Prazer, me chamam de Homem-aranha Seu heroi 05) No final da canção, a "voz" do herói apaixonado declara Hoje o heroi agüenta o peso que teve "uma ideia": "Você na minha teia". Os dois pontos Das compras do mês usados após a palavra ideia, na construção do texto, servem No telhado, ajeitando a antena da tevê para: Acordado a noite inteira pra ninar bebê ( ) estabelecer condição ( ) indicar uma dúvida Chega de bandido pra prender ( ) despistar a atenção ( ) apresentar um De bala perdida pra deter fato. Eu tenho uma idéia: Você na minha teia 06) O que é um herói para você? Explique: Chega de assalto pra impedir, Seja em Brasília ou aqui 07) Qual a intenção do autor ao citar Brasília na última Eu tive a grande idéia: estrofe? Você na minha teia Hoje eu estou nas suas mãos 08) O texto se constrói com base em comparações.O que está Nessa sua ingênua sedução sendo comparado? Que me pegou na veia Eu to na tua teia. (Jorge Vercilo) 09) Qual o tempo verbal predominante no texto em estudo? Justifique:
  • 5. 10) Transcreva duas ocorrências do uso da linguagem coloquial, e depois passe-as para a linguagem culta: 11) Leia atentamente o trecho: "Em poder de um fugitivo. Que cercado pela polícia. Te fez refém lá nos precipícios" Subentende-se um verbo que está oculto. Que verbo é esse? ( ) ser; ( )viver; ( ) estar; ( ) parecer ; ( ) ficar 12) A música é composta por duas estrofes, dividindo a vida do herói em antes e depois. Explicite como era antes e como é hoje: 13) A primeira estrofe (o antes) está com o verbo "adoro" no presente. Reescreva-a, colocando-o no Pretérito imperfeito do indicativo e diga que efeito de sentido surgiu: 14) Na primeira parte da música há uma afirmação: o homem- aranha é o herói. Na segunda parte, a pessoa continua afirmando ser herói, porém de uma maneira diferente. Qual a diferença (ou semelhança) desses "dois heróis"?