SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Estadual ProfessorRonaldoMarquesdaSilva
Professor(a):________________________________________________
Disciplina:___________________________________________________
Aluno(a)____________________________________________________
Ano/série:_______________________________ Turma:________
Data: ___/___/___
Conceitos:_O PONTO, PONTILHISMO E A SEMANA DA ARTE MODERNA DE
1922
AVALIAÇÃODE ARTE
Ele é o primeiro elemento importante para a produção artística. Todo
artista usa o ponto na realização de suas obras, assim como a linha, a forma e
a cor. Muitas vezes, não damos a devida importância a esses recursos, até
percebermos o quanto são indispensáveis para que a obra produzida tenha um
significado estético. Vamos estudar esses elementos um a um, começando
pelo ponto.
1ª) Pensar no ponto ou nos pontos que usamos para realizar um desenho,
pintura etc. Significa executar uma
(A) composição textual (B) composição de medicamentos.
(C) composição artística (D) composição poética.
2ª) Em se tratando do ponto geométrico podemos afirmar:
(A) Ele não é usado na Geometria.
(B) Ele é usado na Geometria para determinar um lugar no plano ou no
espaço.
(C)O ponto geométrico não se origina do encontro de duas retas como
num X.
(D) O ponto geométrico não é espacial.
3ª) chamamos de ponto gráfico àquele em que
(A) sua forma e dimensão são definidas pelo artista.
(B) não há definição por parte do artista.
(C)a ponta do lápis não precisa de pressão sobre o papel.
(D) forma e dimensão não têm nada a ver.
4ª) Quanto ao ponto físico podemos declarar:
(A) Uma bolinha desenhada no papel é um bom exemplo de ponto físico.
(B) O ponto físico que tem largura, altura e profundidade é aquele que
determina um lugar, um objeto; tipo a bolinha de gude.
(C) O ponto físico não pode determinar um lugar e tampouco objeto.
(D)Bolinha de gude não tem nada a ver com o ponto físico.
5ª) Em seus trabalhos artísticos você pode utilizar o ponto para conseguir
diversos efeitos. Em se tratando do pontilhismo, contornar significa:
(A) Pontilhar os contornos da figura.
(B) Não rodear a figura.
(C)Preencher o espaço interno, dando a noção de volume.
(D)Todas as alternativas estão corretas.
6ª) Delinear: é pontilhar o contorno e os detalhes da forma, ou seja:
(A) Pontilhar apenas uma parte da figura.
(B) Desenhar os traços e contornos gerais da figura com pontos.
(C) Desenhar os traços da figura sem a necessidade de contorná-la.
(D) Esboçar a figura apenas com linhas retas.
7ª) Sombrear significa:
(A) Preencheroespaço externo,dandoanoção de volume.
(B) Preenchero espaço interno, dando a noção de volume.
(C) Não há necessidade de preencherespaços.
(D) Preenchero espaço externo, semacabamento.
O PONTILHISMO
O PONTILHISMO surgiu em 1886, com artistas Paul Sinac e Georges Seurat. Este
último é considerado o criador dessa técnica, que se constituía no uso de pontos como
elemento compositivo e expressivo. Reduzia as pinceladas a um sistema de pontos
uniformes que, no seu conjunto, dão ao observador a percepção de uma cena.
8ª) O pontilhismose constitui nouso de um elementocompositivoe expressivochamado:
(A) Reta (B) Curva (C) Ponto (D) Círculo
9ª) O PONTILHISMO reduzia as pinceladas a um sistema de pontos uniformes que,
no seu conjunto, dão ao observador a
(A) Percepçãode uma cena. (B) Percepçãode um textoliterário
(C)Percepçãode um pensamento. (D) Percepçãode um animal.
Origem do pontilhismo
10ª) Muitos pesquisadores e historiadores entendem que o pontilhismo foi um
movimento artístico que iniciou por volta do século XX com as tendências do
impressionismo.O pontilhismo teve o seu surgimento na França por volta de 1880 com
as obras de dois grandes artistas do impressionismo:
(A) PedroAméricoe Artur TimóteodaCosta (B) Monet e Pierre AugustRenoir
(C) Edgar Degas e Belmirode Almeida (D) George Seurat e Paul Signac
SEMANA DA ARTE MODERNA DE 1922
A Semana de Arte Moderna ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo, em 1922, tendo como
objetivo mostrar as novas tendências artísticas que já vigoravam na Europa. Esta nova forma
de expressão não foi compreendida pela elite paulista, que era influenciada pelas formas
estéticas europeias mais conservadoras. O idealizador deste evento artístico e cultural foi o
pintorDi Cavalcanti.
11ª) Em um período repleto de agitações, os intelectuais brasileiros se viramem um momento
emque precisavamabandonarosvaloresestéticosantigos paradar lugara
(A) um velhoestiloultrapassado.
(B) um estilo conhecidodasociedade.
(C) um novoestilocompletamentecontrário.
(D) um estilo obsoleto.
12ª) A Semana de Arte Moderna ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo, em 1922, tendo
como objetivo
(A) mostrar as velhastendências artísticasque já vigoravamnaEuropa.
(B) manteras formasestéticas antigas.
(C) conservar as formas estéticas europeias.
(D) mostrar as novastendênciasartísticasque jávigoravamnaEuropa.
13ª) O idealizadordesse eventoartísticoe cultural foi opintor(a)
(A) Vicente doRegoMonteiro.
(B) AnitaMalfatti.
(C) Inácioda Costa Ferreira.
(D) Di Cavalcante.
14ª) A Semanada Arte Modernafoi realizadaentre osdias
(A) 12 e 19 de janeirode 1921.
(B) 11 e 18 de fevereirode 1922.
(C) 11 e 18 de janeirode 1924.
(D) 13 e 20 de fevereirode 1923.
15ª) A Semana,realizadaentre 11e 18 de fevereirode 1922, foi a explosãode
(A) Ideiasobsoletas.
(B) Ideiasultrapassadas.
(C) Ideiasinovadoras.
(D) Ideiasconservadoras.
Boa sorte e ótimaavaliação!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembroAvaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
Moesio Alves
 
Atividades de Artes 6° ao 9° Ano
Atividades de Artes 6° ao 9° AnoAtividades de Artes 6° ao 9° Ano
Atividades de Artes 6° ao 9° Ano
Leoneide Carvalho
 
Avaliação arte musica
Avaliação arte musicaAvaliação arte musica
Avaliação arte musica
Atividades Diversas Cláudia
 
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
Fabiola Oliveira
 
Iii avaliação bimestral em ensino da arte
Iii avaliação bimestral em ensino da arteIii avaliação bimestral em ensino da arte
Iii avaliação bimestral em ensino da arte
Nil-Késia Camargo
 
PROVA DE ARTE INDIGENA
PROVA DE ARTE INDIGENAPROVA DE ARTE INDIGENA
PROVA DE ARTE INDIGENA
Francisco Antonio Machado Araujo
 
7º ano avaliação de arte 1º bimestre
7º ano avaliação de arte 1º bimestre7º ano avaliação de arte 1º bimestre
7º ano avaliação de arte 1º bimestre
Fabiola Oliveira
 
Questões simulado
Questões simuladoQuestões simulado
Questões simulado
Marcelo Malafaia
 
Atividade de Arte - Música
Atividade de Arte  - MúsicaAtividade de Arte  - Música
Atividade de Arte - Música
Mary Alvarenga
 
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
Fabiola Oliveira
 
Avaliacao 8-ano-arte
Avaliacao 8-ano-arteAvaliacao 8-ano-arte
Avaliacao 8-ano-arte
ProfRodrigoAndradeAr
 
Simulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arteSimulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arte
Josycrissantos
 
Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )
graduartes
 
Arte 7 ano
Arte 7 anoArte 7 ano
Plano de Aula Tarsila do Amaral
Plano de Aula Tarsila  do AmaralPlano de Aula Tarsila  do Amaral
Plano de Aula Tarsila do Amaral
ANA MARIA DE PAULA E SILVA
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Geo Honório
 
Prova de Artes EJA Ensino Médio
Prova de Artes EJA Ensino MédioProva de Artes EJA Ensino Médio
Prova de Artes EJA Ensino Médio
dicionarista
 
Artes O Teatro e Atividades
Artes O Teatro e AtividadesArtes O Teatro e Atividades
Artes O Teatro e Atividades
Geo Honório
 
Historia da musica atividades
Historia da musica atividadesHistoria da musica atividades
Historia da musica atividades
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova arte 1º ANO - EM
Prova arte 1º ANO - EMProva arte 1º ANO - EM
Prova arte 1º ANO - EM
Denise Nunes
 

Mais procurados (20)

Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembroAvaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
 
Atividades de Artes 6° ao 9° Ano
Atividades de Artes 6° ao 9° AnoAtividades de Artes 6° ao 9° Ano
Atividades de Artes 6° ao 9° Ano
 
Avaliação arte musica
Avaliação arte musicaAvaliação arte musica
Avaliação arte musica
 
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
 
Iii avaliação bimestral em ensino da arte
Iii avaliação bimestral em ensino da arteIii avaliação bimestral em ensino da arte
Iii avaliação bimestral em ensino da arte
 
PROVA DE ARTE INDIGENA
PROVA DE ARTE INDIGENAPROVA DE ARTE INDIGENA
PROVA DE ARTE INDIGENA
 
7º ano avaliação de arte 1º bimestre
7º ano avaliação de arte 1º bimestre7º ano avaliação de arte 1º bimestre
7º ano avaliação de arte 1º bimestre
 
Questões simulado
Questões simuladoQuestões simulado
Questões simulado
 
Atividade de Arte - Música
Atividade de Arte  - MúsicaAtividade de Arte  - Música
Atividade de Arte - Música
 
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
 
Avaliacao 8-ano-arte
Avaliacao 8-ano-arteAvaliacao 8-ano-arte
Avaliacao 8-ano-arte
 
Simulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arteSimulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arte
 
Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )
 
Arte 7 ano
Arte 7 anoArte 7 ano
Arte 7 ano
 
Plano de Aula Tarsila do Amaral
Plano de Aula Tarsila  do AmaralPlano de Aula Tarsila  do Amaral
Plano de Aula Tarsila do Amaral
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
 
Prova de Artes EJA Ensino Médio
Prova de Artes EJA Ensino MédioProva de Artes EJA Ensino Médio
Prova de Artes EJA Ensino Médio
 
Artes O Teatro e Atividades
Artes O Teatro e AtividadesArtes O Teatro e Atividades
Artes O Teatro e Atividades
 
Historia da musica atividades
Historia da musica atividadesHistoria da musica atividades
Historia da musica atividades
 
Prova arte 1º ANO - EM
Prova arte 1º ANO - EMProva arte 1º ANO - EM
Prova arte 1º ANO - EM
 

Semelhante a EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA ARTE MODERNA DE 1922.

Prova.pb.arte.2serie.manha.especial.4bim.pmd
Prova.pb.arte.2serie.manha.especial.4bim.pmdProva.pb.arte.2serie.manha.especial.4bim.pmd
Prova.pb.arte.2serie.manha.especial.4bim.pmd
EE Drº afiz gebara
 
Gabarito Unificada 2012 2º período
Gabarito Unificada 2012 2º períodoGabarito Unificada 2012 2º período
Gabarito Unificada 2012 2º período
Adriana Guimarães Manaro
 
Guião de visita pdf
Guião de visita pdfGuião de visita pdf
Guião de visita pdf
Cainha18
 
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Andreza Andrade
 
Atividades educativas 5 ano a e b 22 fevereiro
Atividades educativas 5 ano a e b 22 fevereiroAtividades educativas 5 ano a e b 22 fevereiro
Atividades educativas 5 ano a e b 22 fevereiro
Washington Rocha
 
2º bim 2014 artes
2º bim 2014 artes2º bim 2014 artes
Atividades educativas 5 ano A e B 22 fevereiro
Atividades educativas 5 ano A e B 22 fevereiroAtividades educativas 5 ano A e B 22 fevereiro
Atividades educativas 5 ano A e B 22 fevereiro
Washington Rocha
 
Do conceito à forma: A ilustração de Daniel Bueno
Do conceito à forma: A ilustração de Daniel BuenoDo conceito à forma: A ilustração de Daniel Bueno
Do conceito à forma: A ilustração de Daniel Bueno
Milton Tawamba
 
Exercicios 3º bim 9ano desenho
Exercicios 3º bim   9ano desenhoExercicios 3º bim   9ano desenho
Exercicios 3º bim 9ano desenho
Adriano Capilupe
 
Exercicios 3º bim 9ano desenho
Exercicios 3º bim   9ano desenhoExercicios 3º bim   9ano desenho
Exercicios 3º bim 9ano desenho
Adriano Capilupe
 
Minicurso matemática 9º ano
Minicurso matemática 9º anoMinicurso matemática 9º ano
Minicurso matemática 9º ano
pedagogicosjdelrei
 
Arte Conceitual Definição e Características.ppt
Arte Conceitual Definição e Características.pptArte Conceitual Definição e Características.ppt
Arte Conceitual Definição e Características.ppt
Cléa Lilian Parente
 
6º6º
VIDEOAULA_TOPICO1.pptx
VIDEOAULA_TOPICO1.pptxVIDEOAULA_TOPICO1.pptx
VIDEOAULA_TOPICO1.pptx
MaiconAntonioCalegar
 
3ª atividade 2º bim-1° dia
3ª atividade 2º  bim-1° dia3ª atividade 2º  bim-1° dia
3ª atividade 2º bim-1° dia
Leudo Abreu
 
Revista ilust 32
Revista ilust 32Revista ilust 32
Revista ilust 32
Vivian Miranda
 
Av for mat_fev
Av for mat_fevAv for mat_fev
Av for mat_fev
jotapimentel
 
Tcc 2014 vasco paez neto
Tcc 2014 vasco paez netoTcc 2014 vasco paez neto
Tcc 2014 vasco paez neto
Acervo_DAC
 
Projeto grandes artistas 7º, 8º e 9º ano cest
Projeto grandes artistas   7º, 8º e 9º ano  cestProjeto grandes artistas   7º, 8º e 9º ano  cest
Projeto grandes artistas 7º, 8º e 9º ano cest
SimoneHelenDrumond
 
Apostila completa de_desenho_tecnico
Apostila completa de_desenho_tecnicoApostila completa de_desenho_tecnico
Apostila completa de_desenho_tecnico
Vivaldo Chagas
 

Semelhante a EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA ARTE MODERNA DE 1922. (20)

Prova.pb.arte.2serie.manha.especial.4bim.pmd
Prova.pb.arte.2serie.manha.especial.4bim.pmdProva.pb.arte.2serie.manha.especial.4bim.pmd
Prova.pb.arte.2serie.manha.especial.4bim.pmd
 
Gabarito Unificada 2012 2º período
Gabarito Unificada 2012 2º períodoGabarito Unificada 2012 2º período
Gabarito Unificada 2012 2º período
 
Guião de visita pdf
Guião de visita pdfGuião de visita pdf
Guião de visita pdf
 
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
 
Atividades educativas 5 ano a e b 22 fevereiro
Atividades educativas 5 ano a e b 22 fevereiroAtividades educativas 5 ano a e b 22 fevereiro
Atividades educativas 5 ano a e b 22 fevereiro
 
2º bim 2014 artes
2º bim 2014 artes2º bim 2014 artes
2º bim 2014 artes
 
Atividades educativas 5 ano A e B 22 fevereiro
Atividades educativas 5 ano A e B 22 fevereiroAtividades educativas 5 ano A e B 22 fevereiro
Atividades educativas 5 ano A e B 22 fevereiro
 
Do conceito à forma: A ilustração de Daniel Bueno
Do conceito à forma: A ilustração de Daniel BuenoDo conceito à forma: A ilustração de Daniel Bueno
Do conceito à forma: A ilustração de Daniel Bueno
 
Exercicios 3º bim 9ano desenho
Exercicios 3º bim   9ano desenhoExercicios 3º bim   9ano desenho
Exercicios 3º bim 9ano desenho
 
Exercicios 3º bim 9ano desenho
Exercicios 3º bim   9ano desenhoExercicios 3º bim   9ano desenho
Exercicios 3º bim 9ano desenho
 
Minicurso matemática 9º ano
Minicurso matemática 9º anoMinicurso matemática 9º ano
Minicurso matemática 9º ano
 
Arte Conceitual Definição e Características.ppt
Arte Conceitual Definição e Características.pptArte Conceitual Definição e Características.ppt
Arte Conceitual Definição e Características.ppt
 
6º6º
 
VIDEOAULA_TOPICO1.pptx
VIDEOAULA_TOPICO1.pptxVIDEOAULA_TOPICO1.pptx
VIDEOAULA_TOPICO1.pptx
 
3ª atividade 2º bim-1° dia
3ª atividade 2º  bim-1° dia3ª atividade 2º  bim-1° dia
3ª atividade 2º bim-1° dia
 
Revista ilust 32
Revista ilust 32Revista ilust 32
Revista ilust 32
 
Av for mat_fev
Av for mat_fevAv for mat_fev
Av for mat_fev
 
Tcc 2014 vasco paez neto
Tcc 2014 vasco paez netoTcc 2014 vasco paez neto
Tcc 2014 vasco paez neto
 
Projeto grandes artistas 7º, 8º e 9º ano cest
Projeto grandes artistas   7º, 8º e 9º ano  cestProjeto grandes artistas   7º, 8º e 9º ano  cest
Projeto grandes artistas 7º, 8º e 9º ano cest
 
Apostila completa de_desenho_tecnico
Apostila completa de_desenho_tecnicoApostila completa de_desenho_tecnico
Apostila completa de_desenho_tecnico
 

Mais de Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESAAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: QUEM EU SOU? – 1º OU 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: QUEM EU SOU? – 1º OU 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTALINTERPRETAÇÃO DE TEXTO: QUEM EU SOU? – 1º OU 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: QUEM EU SOU? – 1º OU 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: CUIDE DAS SUAS ATITUDES – 8º OU 9º ANO
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: CUIDE DAS SUAS ATITUDES – 8º OU 9º ANOINTERPRETAÇÃO DE TEXTO: CUIDE DAS SUAS ATITUDES – 8º OU 9º ANO
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: CUIDE DAS SUAS ATITUDES – 8º OU 9º ANO
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA - 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA - 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL  AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA - 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA - 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
PROVA - MERENDEIRA - CONCURSO - SEDUC - AMAZONAS - 2011
PROVA - MERENDEIRA - CONCURSO - SEDUC - AMAZONAS - 2011PROVA - MERENDEIRA - CONCURSO - SEDUC - AMAZONAS - 2011
PROVA - MERENDEIRA - CONCURSO - SEDUC - AMAZONAS - 2011
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA MERENDEIRA ESCOLAR!
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA MERENDEIRA  ESCOLAR!MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA MERENDEIRA  ESCOLAR!
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA MERENDEIRA ESCOLAR!
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Apostila: capacitação de merendeiro.
Apostila: capacitação de merendeiro.Apostila: capacitação de merendeiro.
Apostila: capacitação de merendeiro.
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Caderno de Atividades de Leitura e Escrita
Caderno de Atividades de Leitura e EscritaCaderno de Atividades de Leitura e Escrita
Caderno de Atividades de Leitura e Escrita
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL: 5º ano
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL:    5º anoINTERPRETAÇÃO TEXTUAL:    5º ano
REFORÇO: ALFABETIZAÇÃO!
REFORÇO: ALFABETIZAÇÃO!REFORÇO: ALFABETIZAÇÃO!
SIMULADO II - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA...
SIMULADO II - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA...SIMULADO II - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA...
SIMULADO II - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
SIMULADO I - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA ...
SIMULADO I - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA ...SIMULADO I - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA ...
SIMULADO I - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA ...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: II SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: II SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: II SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: II SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
AVALIAÇÃO NACIONAL DA  ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...AVALIAÇÃO NACIONAL DA  ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
ADJETIVO: FICHA PARA CORREÇÃO DE ERROS E DINÂMICA EM SALA DE AULA
ADJETIVO: FICHA PARA CORREÇÃO DE ERROS E DINÂMICA EM SALA DE AULAADJETIVO: FICHA PARA CORREÇÃO DE ERROS E DINÂMICA EM SALA DE AULA
ADJETIVO: FICHA PARA CORREÇÃO DE ERROS E DINÂMICA EM SALA DE AULA
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
A HISTÓRIA DA REPÚBLICA BRASILEIRA - 5º ANO: 3º E 4º BIMESTRE
A HISTÓRIA DA REPÚBLICA BRASILEIRA - 5º ANO: 3º E 4º BIMESTREA HISTÓRIA DA REPÚBLICA BRASILEIRA - 5º ANO: 3º E 4º BIMESTRE
A HISTÓRIA DA REPÚBLICA BRASILEIRA - 5º ANO: 3º E 4º BIMESTRE
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
GUIA GRAMATICAL: ADJETIVO
GUIA GRAMATICAL: ADJETIVOGUIA GRAMATICAL: ADJETIVO
FICHA DE TRABALHO: ADJETIVOS
FICHA DE TRABALHO: ADJETIVOSFICHA DE TRABALHO: ADJETIVOS
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO:120 Atividades de Matemática para tu...
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO:120 Atividades de Matemática para tu...COLETÂNEA DE ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO:120 Atividades de Matemática para tu...
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO:120 Atividades de Matemática para tu...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Fundamentos da Educação Matemática
Fundamentos da  Educação MatemáticaFundamentos da  Educação Matemática
Fundamentos da Educação Matemática
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 

Mais de Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (20)

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESAAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
 
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: QUEM EU SOU? – 1º OU 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: QUEM EU SOU? – 1º OU 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTALINTERPRETAÇÃO DE TEXTO: QUEM EU SOU? – 1º OU 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: QUEM EU SOU? – 1º OU 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
 
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: CUIDE DAS SUAS ATITUDES – 8º OU 9º ANO
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: CUIDE DAS SUAS ATITUDES – 8º OU 9º ANOINTERPRETAÇÃO DE TEXTO: CUIDE DAS SUAS ATITUDES – 8º OU 9º ANO
INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: CUIDE DAS SUAS ATITUDES – 8º OU 9º ANO
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA - 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA - 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL  AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA - 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA - 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
 
PROVA - MERENDEIRA - CONCURSO - SEDUC - AMAZONAS - 2011
PROVA - MERENDEIRA - CONCURSO - SEDUC - AMAZONAS - 2011PROVA - MERENDEIRA - CONCURSO - SEDUC - AMAZONAS - 2011
PROVA - MERENDEIRA - CONCURSO - SEDUC - AMAZONAS - 2011
 
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA MERENDEIRA ESCOLAR!
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA MERENDEIRA  ESCOLAR!MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA MERENDEIRA  ESCOLAR!
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA MERENDEIRA ESCOLAR!
 
Apostila: capacitação de merendeiro.
Apostila: capacitação de merendeiro.Apostila: capacitação de merendeiro.
Apostila: capacitação de merendeiro.
 
Caderno de Atividades de Leitura e Escrita
Caderno de Atividades de Leitura e EscritaCaderno de Atividades de Leitura e Escrita
Caderno de Atividades de Leitura e Escrita
 
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL: 5º ano
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL:    5º anoINTERPRETAÇÃO TEXTUAL:    5º ano
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL: 5º ano
 
REFORÇO: ALFABETIZAÇÃO!
REFORÇO: ALFABETIZAÇÃO!REFORÇO: ALFABETIZAÇÃO!
REFORÇO: ALFABETIZAÇÃO!
 
SIMULADO II - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA...
SIMULADO II - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA...SIMULADO II - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA...
SIMULADO II - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA...
 
SIMULADO I - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA ...
SIMULADO I - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA ...SIMULADO I - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA ...
SIMULADO I - MATEMÁTICA - 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 2015 - VOLTADO PARA ...
 
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: II SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: II SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: II SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: II SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
 
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
AVALIAÇÃO NACIONAL DA  ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...AVALIAÇÃO NACIONAL DA  ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
 
ADJETIVO: FICHA PARA CORREÇÃO DE ERROS E DINÂMICA EM SALA DE AULA
ADJETIVO: FICHA PARA CORREÇÃO DE ERROS E DINÂMICA EM SALA DE AULAADJETIVO: FICHA PARA CORREÇÃO DE ERROS E DINÂMICA EM SALA DE AULA
ADJETIVO: FICHA PARA CORREÇÃO DE ERROS E DINÂMICA EM SALA DE AULA
 
A HISTÓRIA DA REPÚBLICA BRASILEIRA - 5º ANO: 3º E 4º BIMESTRE
A HISTÓRIA DA REPÚBLICA BRASILEIRA - 5º ANO: 3º E 4º BIMESTREA HISTÓRIA DA REPÚBLICA BRASILEIRA - 5º ANO: 3º E 4º BIMESTRE
A HISTÓRIA DA REPÚBLICA BRASILEIRA - 5º ANO: 3º E 4º BIMESTRE
 
GUIA GRAMATICAL: ADJETIVO
GUIA GRAMATICAL: ADJETIVOGUIA GRAMATICAL: ADJETIVO
GUIA GRAMATICAL: ADJETIVO
 
FICHA DE TRABALHO: ADJETIVOS
FICHA DE TRABALHO: ADJETIVOSFICHA DE TRABALHO: ADJETIVOS
FICHA DE TRABALHO: ADJETIVOS
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO:120 Atividades de Matemática para tu...
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO:120 Atividades de Matemática para tu...COLETÂNEA DE ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO:120 Atividades de Matemática para tu...
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO:120 Atividades de Matemática para tu...
 
Fundamentos da Educação Matemática
Fundamentos da  Educação MatemáticaFundamentos da  Educação Matemática
Fundamentos da Educação Matemática
 

Último

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdfCorreio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdfCorreio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 

EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA ARTE MODERNA DE 1922.

  • 1. Escola Estadual ProfessorRonaldoMarquesdaSilva Professor(a):________________________________________________ Disciplina:___________________________________________________ Aluno(a)____________________________________________________ Ano/série:_______________________________ Turma:________ Data: ___/___/___ Conceitos:_O PONTO, PONTILHISMO E A SEMANA DA ARTE MODERNA DE 1922 AVALIAÇÃODE ARTE Ele é o primeiro elemento importante para a produção artística. Todo artista usa o ponto na realização de suas obras, assim como a linha, a forma e a cor. Muitas vezes, não damos a devida importância a esses recursos, até percebermos o quanto são indispensáveis para que a obra produzida tenha um significado estético. Vamos estudar esses elementos um a um, começando pelo ponto. 1ª) Pensar no ponto ou nos pontos que usamos para realizar um desenho, pintura etc. Significa executar uma (A) composição textual (B) composição de medicamentos. (C) composição artística (D) composição poética. 2ª) Em se tratando do ponto geométrico podemos afirmar: (A) Ele não é usado na Geometria. (B) Ele é usado na Geometria para determinar um lugar no plano ou no espaço. (C)O ponto geométrico não se origina do encontro de duas retas como num X. (D) O ponto geométrico não é espacial.
  • 2. 3ª) chamamos de ponto gráfico àquele em que (A) sua forma e dimensão são definidas pelo artista. (B) não há definição por parte do artista. (C)a ponta do lápis não precisa de pressão sobre o papel. (D) forma e dimensão não têm nada a ver.
  • 3. 4ª) Quanto ao ponto físico podemos declarar: (A) Uma bolinha desenhada no papel é um bom exemplo de ponto físico. (B) O ponto físico que tem largura, altura e profundidade é aquele que determina um lugar, um objeto; tipo a bolinha de gude. (C) O ponto físico não pode determinar um lugar e tampouco objeto. (D)Bolinha de gude não tem nada a ver com o ponto físico. 5ª) Em seus trabalhos artísticos você pode utilizar o ponto para conseguir diversos efeitos. Em se tratando do pontilhismo, contornar significa: (A) Pontilhar os contornos da figura. (B) Não rodear a figura. (C)Preencher o espaço interno, dando a noção de volume. (D)Todas as alternativas estão corretas. 6ª) Delinear: é pontilhar o contorno e os detalhes da forma, ou seja: (A) Pontilhar apenas uma parte da figura.
  • 4. (B) Desenhar os traços e contornos gerais da figura com pontos. (C) Desenhar os traços da figura sem a necessidade de contorná-la. (D) Esboçar a figura apenas com linhas retas. 7ª) Sombrear significa: (A) Preencheroespaço externo,dandoanoção de volume. (B) Preenchero espaço interno, dando a noção de volume. (C) Não há necessidade de preencherespaços. (D) Preenchero espaço externo, semacabamento. O PONTILHISMO O PONTILHISMO surgiu em 1886, com artistas Paul Sinac e Georges Seurat. Este último é considerado o criador dessa técnica, que se constituía no uso de pontos como elemento compositivo e expressivo. Reduzia as pinceladas a um sistema de pontos uniformes que, no seu conjunto, dão ao observador a percepção de uma cena.
  • 5. 8ª) O pontilhismose constitui nouso de um elementocompositivoe expressivochamado: (A) Reta (B) Curva (C) Ponto (D) Círculo 9ª) O PONTILHISMO reduzia as pinceladas a um sistema de pontos uniformes que, no seu conjunto, dão ao observador a (A) Percepçãode uma cena. (B) Percepçãode um textoliterário (C)Percepçãode um pensamento. (D) Percepçãode um animal. Origem do pontilhismo 10ª) Muitos pesquisadores e historiadores entendem que o pontilhismo foi um movimento artístico que iniciou por volta do século XX com as tendências do impressionismo.O pontilhismo teve o seu surgimento na França por volta de 1880 com as obras de dois grandes artistas do impressionismo: (A) PedroAméricoe Artur TimóteodaCosta (B) Monet e Pierre AugustRenoir (C) Edgar Degas e Belmirode Almeida (D) George Seurat e Paul Signac SEMANA DA ARTE MODERNA DE 1922 A Semana de Arte Moderna ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo, em 1922, tendo como objetivo mostrar as novas tendências artísticas que já vigoravam na Europa. Esta nova forma de expressão não foi compreendida pela elite paulista, que era influenciada pelas formas estéticas europeias mais conservadoras. O idealizador deste evento artístico e cultural foi o pintorDi Cavalcanti.
  • 6. 11ª) Em um período repleto de agitações, os intelectuais brasileiros se viramem um momento emque precisavamabandonarosvaloresestéticosantigos paradar lugara (A) um velhoestiloultrapassado. (B) um estilo conhecidodasociedade. (C) um novoestilocompletamentecontrário. (D) um estilo obsoleto. 12ª) A Semana de Arte Moderna ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo, em 1922, tendo como objetivo (A) mostrar as velhastendências artísticasque já vigoravamnaEuropa. (B) manteras formasestéticas antigas. (C) conservar as formas estéticas europeias. (D) mostrar as novastendênciasartísticasque jávigoravamnaEuropa. 13ª) O idealizadordesse eventoartísticoe cultural foi opintor(a) (A) Vicente doRegoMonteiro. (B) AnitaMalfatti. (C) Inácioda Costa Ferreira. (D) Di Cavalcante. 14ª) A Semanada Arte Modernafoi realizadaentre osdias (A) 12 e 19 de janeirode 1921. (B) 11 e 18 de fevereirode 1922. (C) 11 e 18 de janeirode 1924. (D) 13 e 20 de fevereirode 1923. 15ª) A Semana,realizadaentre 11e 18 de fevereirode 1922, foi a explosãode (A) Ideiasobsoletas. (B) Ideiasultrapassadas. (C) Ideiasinovadoras. (D) Ideiasconservadoras. Boa sorte e ótimaavaliação!