SlideShare uma empresa Scribd logo
PAI E MÃE - ACORDEMOS
ENQUANTO TEMOS TEMPO...
...Era quarta-feira, 8 h.
Cheguei a tempo na
escola do meu filho .
–“Não se esqueçam
de vir à reunião de
amanhã, é obrigatória”
– Foi o que a
professora tinha dito
no dia anterior.
Que é o que essa
professora pensa! Acha
que podemos dispor
facilmente do tempo
que ela diz? Se ela
soubesse quanto era
importante a reunião
que eu tinha as 8:30!”
Dela dependia uma boa
negociação e... tive que
cancelá-la.
-“
Lá estávamos nós, mães e pais,
e a professora começou a
tempo, agradeceu nossa
presença e começou a falar.
Não lembro o que
ela dizia, minha
mente estava
pensando em como
iria resolver esse
negócio tão
importante, já me
imaginava
.
comprando aquela
televisão nova, com
o dinheiro.
“João Rodrigues!” – escutei ao
longe – “Não está o pai de João?”
– diz a professora.
“Sim, eu estou aqui” – contestei
indo para receber o boletim
escolar do meu filho.
Voltei pro meu lugar e disse ao abrir
o boletim....
–“Para isso foi que eu vim???? Que é
isso???” O boletim estava cheio de seis e
setes. Guardei rapidamente, para que
ninguém pudesse ver como tinha se
saído meu filho.
De volta para casa,
aumentava ainda
mais minha raiva,
cada vez que
pensava:
“Mas, se eu dou
tudo para ele, não
tem faltado nada!
Agora ele vai
ver!”
Cheguei, entrei
a casa, fechei a
porta dei uma
batida e gritei:
“Vem aqui,
João!”
João estava no
quintal, correu
para abraçarme.
–“Papai!”
– “Nada de papai!”
o afastei de mim,
tirei o meu cinturão
e não lembro
quantas vezes bati
ao mesmo tempo
em que falava o
que pensava dele.
– “Agora vai para o
teu quarto!”

João foi chorando,
sua face estava
vermelha e a sua
boca tremia.
Minha esposa não
falou nada, só mexeu
a cabeça num gesto
de negação e entrou
na cozinha.
Quando fui para cama, já mais
tranquilo, minha esposa me
entregou o boletim do João, que
tinha ficado dentro do meu casaco,
e disse:
- “Leia devagar e depois pense numa
decisão...”
Bem no começo estava escrito:
BOLETIM DO PAPAI
Pelo tempo que teu
pai dedica a conversar
contigo antes de
dormir: 6
Pelo tempo que
teu pai dedica
para brincar
contigo: 6
Pelo tempo que teu
pai dedica para te
ajudar com as tarefas:

6

Pelo tempo que teu
pai dedica para te
levar a passeio com a
família:

7

Pelo tempo que teu
pai dedica para ler
um livro antes de
dormir:

6
Pelo tempo que teu pai
dedica para te abraçar e
te beijar:

6

Pelo tempo que teu pai
dedica para assistir
televisão contigo:

7

Pelo tempo que teu pai
dedica para escutar tuas
dúvidas ou problemas:

6

Pelo tempo que teu pai
dedica para te ensinar
coisas:

7
As crianças tinham qualificado os
seus pais. O meu deu para mim 6 e 7
(sinceramente eu tinha merecido 5 ou
menos)
Me levantei e
corri para o
quarto dele, o
abracei e chorei.

Queria poder
voltar no
tempo... mas isso
não é possível.
João abriu os olhos, ainda com os
olhos inchados pelas lágrimas, sorriu,
me abraçou e disse:
- “Eu te amo papai!” Fechou os olhos
e dormiu.
Acordemos pais!!!
Aprendamos a dar
o valor certo aquilo
que é mais
importante em relação
aos nossos filhos, já que disso
depende o sucesso ou fracasso na
suas vidas.
Já pensou qual
seria a 'nota' que
seu filho daria
para você hoje?
Autor desconhecido

.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

52 Maneiras de Incentivar a leitura da Biblia
52 Maneiras de Incentivar a leitura da Biblia52 Maneiras de Incentivar a leitura da Biblia
52 Maneiras de Incentivar a leitura da Biblia
Jéssica Mendes
 
Deu a louca nos contos de fada
Deu a louca nos contos de fadaDeu a louca nos contos de fada
Deu a louca nos contos de fada
josivaldopassos
 
Seja a diferença mensagem
Seja a diferença mensagemSeja a diferença mensagem
Seja a diferença mensagem
josihy
 
Conto alice vieira-rosa-minha-irma-rosa_58pag
Conto alice vieira-rosa-minha-irma-rosa_58pagConto alice vieira-rosa-minha-irma-rosa_58pag
Conto alice vieira-rosa-minha-irma-rosa_58pag
Central Didática
 

Mais procurados (20)

A mãe esquecida
A mãe esquecidaA mãe esquecida
A mãe esquecida
 
Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017
Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017
Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017
 
APOSTILA DE PRE CATEQUESE
APOSTILA DE PRE CATEQUESEAPOSTILA DE PRE CATEQUESE
APOSTILA DE PRE CATEQUESE
 
Reflexao-sobre-a-vida
Reflexao-sobre-a-vidaReflexao-sobre-a-vida
Reflexao-sobre-a-vida
 
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
 
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das CrônicasProjeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
 
1º encontro Quem sou eu?
1º encontro   Quem sou eu?1º encontro   Quem sou eu?
1º encontro Quem sou eu?
 
Importancia da Matemática para a sociedade
Importancia da Matemática para a sociedade Importancia da Matemática para a sociedade
Importancia da Matemática para a sociedade
 
52 Maneiras de Incentivar a leitura da Biblia
52 Maneiras de Incentivar a leitura da Biblia52 Maneiras de Incentivar a leitura da Biblia
52 Maneiras de Incentivar a leitura da Biblia
 
Quadrilhae casamento festajunina
Quadrilhae casamento festajuninaQuadrilhae casamento festajunina
Quadrilhae casamento festajunina
 
Deu a louca em romeu e julieta comédia
Deu a louca em romeu e julieta comédiaDeu a louca em romeu e julieta comédia
Deu a louca em romeu e julieta comédia
 
Casamento caipira
Casamento caipiraCasamento caipira
Casamento caipira
 
Deu a louca nos contos de fada
Deu a louca nos contos de fadaDeu a louca nos contos de fada
Deu a louca nos contos de fada
 
Catequese advento
Catequese adventoCatequese advento
Catequese advento
 
Maria visita isabel
Maria visita isabelMaria visita isabel
Maria visita isabel
 
Tchau
TchauTchau
Tchau
 
Seja a diferença mensagem
Seja a diferença mensagemSeja a diferença mensagem
Seja a diferença mensagem
 
Conto alice vieira-rosa-minha-irma-rosa_58pag
Conto alice vieira-rosa-minha-irma-rosa_58pagConto alice vieira-rosa-minha-irma-rosa_58pag
Conto alice vieira-rosa-minha-irma-rosa_58pag
 
O Menino que não Gostava de Ler
O Menino que não Gostava de LerO Menino que não Gostava de Ler
O Menino que não Gostava de Ler
 
Teatro menina bonita do laço de fita
Teatro menina bonita do laço de fitaTeatro menina bonita do laço de fita
Teatro menina bonita do laço de fita
 

Destaque

Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de CaxiasPnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
Fabiana Esteves
 
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
miesbella
 
PNAIC - Ano 3 unidade 3
PNAIC - Ano 3 unidade 3PNAIC - Ano 3 unidade 3
PNAIC - Ano 3 unidade 3
ElieneDias
 
Apresentaopsicognesedalnguaescrita 110616193411-phpapp01
Apresentaopsicognesedalnguaescrita 110616193411-phpapp01Apresentaopsicognesedalnguaescrita 110616193411-phpapp01
Apresentaopsicognesedalnguaescrita 110616193411-phpapp01
pedagogia para licenciados
 
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aulaPNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
ElieneDias
 

Destaque (20)

Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de CaxiasPnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
Pnaic oficial encontro 5 Fabiana Esteves Duque de Caxias
 
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
Ano 2 pnaic 3º encontro blog2
 
Letra uber
Letra uberLetra uber
Letra uber
 
Expandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
Expandindo a qualidade da educação pública de minas geraisExpandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
Expandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
 
1 power~1
1 power~11 power~1
1 power~1
 
PNAIC - Ano 3 unidade 3
PNAIC - Ano 3 unidade 3PNAIC - Ano 3 unidade 3
PNAIC - Ano 3 unidade 3
 
Ativ.1ºano exibição modoexib.leit.
Ativ.1ºano exibição modoexib.leit.Ativ.1ºano exibição modoexib.leit.
Ativ.1ºano exibição modoexib.leit.
 
Apresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 correto
Apresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 corretoApresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 correto
Apresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 correto
 
Devocional diario (1)
Devocional diario (1)Devocional diario (1)
Devocional diario (1)
 
Apresentaopsicognesedalnguaescrita 110616193411-phpapp01
Apresentaopsicognesedalnguaescrita 110616193411-phpapp01Apresentaopsicognesedalnguaescrita 110616193411-phpapp01
Apresentaopsicognesedalnguaescrita 110616193411-phpapp01
 
Trabahando com crianças do berçário
Trabahando com crianças do berçárioTrabahando com crianças do berçário
Trabahando com crianças do berçário
 
Dona Licinha conto1
Dona Licinha    conto1Dona Licinha    conto1
Dona Licinha conto1
 
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e a neve c
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e  a neve   cAtividade 3 5_eunice slides a formiga e  a neve   c
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e a neve c
 
Pacto nacional unidade 3 ano 1
Pacto nacional unidade 3 ano 1Pacto nacional unidade 3 ano 1
Pacto nacional unidade 3 ano 1
 
Hipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emília
Hipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emíliaHipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emília
Hipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emília
 
Minicurso falando de alfabetizacao e letramento
Minicurso falando de alfabetizacao e letramentoMinicurso falando de alfabetizacao e letramento
Minicurso falando de alfabetizacao e letramento
 
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
 
Planejamento anual 2 ano fund
Planejamento anual 2 ano fundPlanejamento anual 2 ano fund
Planejamento anual 2 ano fund
 
A arte de contar histórias
A arte de contar históriasA arte de contar histórias
A arte de contar histórias
 
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aulaPNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
 

Semelhante a Mensagem dia dos pais

Cartilhas jardim 1 e 2 ciclo
Cartilhas jardim 1 e 2 cicloCartilhas jardim 1 e 2 ciclo
Cartilhas jardim 1 e 2 ciclo
Alice Lirio
 
Cartilhas jardim 1 e 2 ciclo
Cartilhas jardim 1 e 2 cicloCartilhas jardim 1 e 2 ciclo
Cartilhas jardim 1 e 2 ciclo
Alice Lirio
 
E M A I L D E D E U S
E  M A I L  D E  D E U SE  M A I L  D E  D E U S
E M A I L D E D E U S
Nádia Souza
 
Avós são o máximo
Avós são o máximoAvós são o máximo
Avós são o máximo
atilahab
 
E A FamíLia, Como Vai
E A FamíLia, Como VaiE A FamíLia, Como Vai
E A FamíLia, Como Vai
clubeduamor
 
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro MundoLivro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Avós São o Máximo
Avós São o MáximoAvós São o Máximo
Avós São o Máximo
Carlos Correa
 
Histórias Dos Alunos
Histórias Dos AlunosHistórias Dos Alunos
Histórias Dos Alunos
celiagarci
 
Tijela de madeira
Tijela de madeiraTijela de madeira
Tijela de madeira
Sonia Costa
 

Semelhante a Mensagem dia dos pais (20)

Ensino religioso 2
Ensino religioso 2Ensino religioso 2
Ensino religioso 2
 
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
 
Cartilhas jardim 1 e 2 ciclo
Cartilhas jardim 1 e 2 cicloCartilhas jardim 1 e 2 ciclo
Cartilhas jardim 1 e 2 ciclo
 
Cartilhas jardim 1 e 2 ciclo
Cartilhas jardim 1 e 2 cicloCartilhas jardim 1 e 2 ciclo
Cartilhas jardim 1 e 2 ciclo
 
E mail de deus
E mail de deusE mail de deus
E mail de deus
 
JORNAL DA 506 CEJA
JORNAL DA 506 CEJAJORNAL DA 506 CEJA
JORNAL DA 506 CEJA
 
Protagonism osituacoes pdf
Protagonism osituacoes pdfProtagonism osituacoes pdf
Protagonism osituacoes pdf
 
E M A I L D E D E U S
E  M A I L  D E  D E U SE  M A I L  D E  D E U S
E M A I L D E D E U S
 
Avós são o máximo
Avós são o máximoAvós são o máximo
Avós são o máximo
 
Avós são o máximo!
Avós são o máximo!Avós são o máximo!
Avós são o máximo!
 
Avós são o máximo
Avós são o máximoAvós são o máximo
Avós são o máximo
 
Avós são o máximo
Avós são o máximoAvós são o máximo
Avós são o máximo
 
CLARICE
CLARICECLARICE
CLARICE
 
E A FamíLia, Como Vai
E A FamíLia, Como VaiE A FamíLia, Como Vai
E A FamíLia, Como Vai
 
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro MundoLivro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
 
Avós São o Máximo
Avós São o MáximoAvós São o Máximo
Avós São o Máximo
 
Histórias Dos Alunos
Histórias Dos AlunosHistórias Dos Alunos
Histórias Dos Alunos
 
A tigela de madeira
A tigela de madeiraA tigela de madeira
A tigela de madeira
 
Tijela de madeira
Tijela de madeiraTijela de madeira
Tijela de madeira
 
A tigela de madeira
A tigela de madeiraA tigela de madeira
A tigela de madeira
 

Mais de Eunice Mendes de Oliveira

Caderno de boas práticas dos especialistas em educação
Caderno de boas práticas dos especialistas em educaçãoCaderno de boas práticas dos especialistas em educação
Caderno de boas práticas dos especialistas em educação
Eunice Mendes de Oliveira
 

Mais de Eunice Mendes de Oliveira (20)

Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA
Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA
Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA
 
Apresentação flexibilização curricular
Apresentação flexibilização curricularApresentação flexibilização curricular
Apresentação flexibilização curricular
 
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
 
Mensagem ao professor
Mensagem ao professorMensagem ao professor
Mensagem ao professor
 
Falarcomdeu sco
Falarcomdeu scoFalarcomdeu sco
Falarcomdeu sco
 
Aprendizagem orquideas
Aprendizagem orquideasAprendizagem orquideas
Aprendizagem orquideas
 
Minicurso de alfabetização s r e
Minicurso de alfabetização s r eMinicurso de alfabetização s r e
Minicurso de alfabetização s r e
 
Ortografização ok
Ortografização okOrtografização ok
Ortografização ok
 
Dinâmica boas vindas!
Dinâmica boas vindas!Dinâmica boas vindas!
Dinâmica boas vindas!
 
Minicurso de alfabetização s r e
Minicurso de alfabetização s r eMinicurso de alfabetização s r e
Minicurso de alfabetização s r e
 
Planejamento pip 2014 apresent março
Planejamento pip 2014 apresent marçoPlanejamento pip 2014 apresent março
Planejamento pip 2014 apresent março
 
Planejamento pip 2014 apresent março
Planejamento pip 2014 apresent marçoPlanejamento pip 2014 apresent março
Planejamento pip 2014 apresent março
 
Caderno de boas práticas dos especialistas em educação
Caderno de boas práticas dos especialistas em educaçãoCaderno de boas práticas dos especialistas em educação
Caderno de boas práticas dos especialistas em educação
 
Apresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópia
Apresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópiaApresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópia
Apresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópia
 
P18kui0ru717g0avh1aav14hu4go4
P18kui0ru717g0avh1aav14hu4go4P18kui0ru717g0avh1aav14hu4go4
P18kui0ru717g0avh1aav14hu4go4
 
Atividade de leitura_e_escrita[1]
Atividade de leitura_e_escrita[1]Atividade de leitura_e_escrita[1]
Atividade de leitura_e_escrita[1]
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
 
Apresentação flexibilização curricular
Apresentação flexibilização curricularApresentação flexibilização curricular
Apresentação flexibilização curricular
 
Apresenta..[1]
Apresenta..[1]Apresenta..[1]
Apresenta..[1]
 
Sondagem 110130111547-phpapp02
Sondagem 110130111547-phpapp02Sondagem 110130111547-phpapp02
Sondagem 110130111547-phpapp02
 

Último

GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
LuanaAlves940822
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
EduardaMedeiros18
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 

Último (20)

AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 

Mensagem dia dos pais

  • 1. PAI E MÃE - ACORDEMOS ENQUANTO TEMOS TEMPO...
  • 2. ...Era quarta-feira, 8 h. Cheguei a tempo na escola do meu filho . –“Não se esqueçam de vir à reunião de amanhã, é obrigatória” – Foi o que a professora tinha dito no dia anterior.
  • 3. Que é o que essa professora pensa! Acha que podemos dispor facilmente do tempo que ela diz? Se ela soubesse quanto era importante a reunião que eu tinha as 8:30!” Dela dependia uma boa negociação e... tive que cancelá-la. -“
  • 4. Lá estávamos nós, mães e pais, e a professora começou a tempo, agradeceu nossa presença e começou a falar.
  • 5. Não lembro o que ela dizia, minha mente estava pensando em como iria resolver esse negócio tão importante, já me imaginava . comprando aquela televisão nova, com o dinheiro.
  • 6. “João Rodrigues!” – escutei ao longe – “Não está o pai de João?” – diz a professora. “Sim, eu estou aqui” – contestei indo para receber o boletim escolar do meu filho.
  • 7. Voltei pro meu lugar e disse ao abrir o boletim.... –“Para isso foi que eu vim???? Que é isso???” O boletim estava cheio de seis e setes. Guardei rapidamente, para que ninguém pudesse ver como tinha se saído meu filho.
  • 8. De volta para casa, aumentava ainda mais minha raiva, cada vez que pensava: “Mas, se eu dou tudo para ele, não tem faltado nada!
  • 9. Agora ele vai ver!” Cheguei, entrei a casa, fechei a porta dei uma batida e gritei: “Vem aqui, João!”
  • 10. João estava no quintal, correu para abraçarme. –“Papai!”
  • 11. – “Nada de papai!” o afastei de mim, tirei o meu cinturão e não lembro quantas vezes bati ao mesmo tempo em que falava o que pensava dele.
  • 12. – “Agora vai para o teu quarto!” João foi chorando, sua face estava vermelha e a sua boca tremia. Minha esposa não falou nada, só mexeu a cabeça num gesto de negação e entrou na cozinha.
  • 13. Quando fui para cama, já mais tranquilo, minha esposa me entregou o boletim do João, que tinha ficado dentro do meu casaco, e disse: - “Leia devagar e depois pense numa decisão...” Bem no começo estava escrito: BOLETIM DO PAPAI
  • 14. Pelo tempo que teu pai dedica a conversar contigo antes de dormir: 6 Pelo tempo que teu pai dedica para brincar contigo: 6
  • 15. Pelo tempo que teu pai dedica para te ajudar com as tarefas: 6 Pelo tempo que teu pai dedica para te levar a passeio com a família: 7 Pelo tempo que teu pai dedica para ler um livro antes de dormir: 6
  • 16. Pelo tempo que teu pai dedica para te abraçar e te beijar: 6 Pelo tempo que teu pai dedica para assistir televisão contigo: 7 Pelo tempo que teu pai dedica para escutar tuas dúvidas ou problemas: 6 Pelo tempo que teu pai dedica para te ensinar coisas: 7
  • 17. As crianças tinham qualificado os seus pais. O meu deu para mim 6 e 7 (sinceramente eu tinha merecido 5 ou menos)
  • 18. Me levantei e corri para o quarto dele, o abracei e chorei. Queria poder voltar no tempo... mas isso não é possível.
  • 19. João abriu os olhos, ainda com os olhos inchados pelas lágrimas, sorriu, me abraçou e disse: - “Eu te amo papai!” Fechou os olhos e dormiu.
  • 20. Acordemos pais!!! Aprendamos a dar o valor certo aquilo que é mais importante em relação aos nossos filhos, já que disso depende o sucesso ou fracasso na suas vidas.
  • 21. Já pensou qual seria a 'nota' que seu filho daria para você hoje? Autor desconhecido .