SlideShare uma empresa Scribd logo
Independência da américa portuguesa
Independência do BrasilIndependência do Brasil
O riacho IpirangaO riacho Ipiranga
UmaUma problematizaçãoproblematização do temado tema
Em setembro de 1822, às margens do Ipiranga, D. Pedro bradouEm setembro de 1822, às margens do Ipiranga, D. Pedro bradou
Independência ou MorteIndependência ou Morte e o Brasil se libertou de Portugal. Esta é umae o Brasil se libertou de Portugal. Esta é uma
visão simplificada. È preciso considerar outros fatos.visão simplificada. È preciso considerar outros fatos.
▪▪ O que fizeram os grandes comerciantes e os proprietários de terras?O que fizeram os grandes comerciantes e os proprietários de terras?
▪▪ E os pobres e escravos?E os pobres e escravos?
▪▪ Qual a participação da Inglaterra e da França?Qual a participação da Inglaterra e da França?
A transferência da corte portuguesa para o BrasilA transferência da corte portuguesa para o Brasil
BloqueioBloqueio
ContinentalContinental
A fuga de Dom JoãoA fuga de Dom João
Com ajuda inglesa D. JoãoCom ajuda inglesa D. João
veio para o Brasil com 15veio para o Brasil com 15
mil pessoas distribuídasmil pessoas distribuídas
em 14 naviosem 14 navios..
O fim do pacto colonialO fim do pacto colonial
•• Abertura dos portosAbertura dos portos →→ oos ingleses e os países amigos poderiams ingleses e os países amigos poderiam
comerciar com o Brasil. Era o fim do monopólio comercial.comerciar com o Brasil. Era o fim do monopólio comercial.
•• Tratados de comércio e AmizadeTratados de comércio e Amizade (1810)(1810) →→ tarifas preferenciais para ostarifas preferenciais para os
ingleses e extinção do tráfico.ingleses e extinção do tráfico.
•• Anulação do Alvará de 1785Anulação do Alvará de 1785 →→ parapara facilitar a criação de fábricas, masfacilitar a criação de fábricas, mas
era difícil desenvolver a indústria com trabalho escravo e numa sociedadeera difícil desenvolver a indústria com trabalho escravo e numa sociedade
aristocrática. Os tratados comerciais também dificultavam.aristocrática. Os tratados comerciais também dificultavam.
Mudanças no BrasilMudanças no Brasil
▪▪ Modernização da capital;Modernização da capital;
▪▪ A criação do Banco do Brasil;A criação do Banco do Brasil;
▪▪ fundação da Biblioteca Real, Escolafundação da Biblioteca Real, Escola
de Medicina e Jardim Botânico.de Medicina e Jardim Botânico.
▪▪ Imprensa Régia;Imprensa Régia;
▪▪ Reino Unido de Brasil, Portugal eReino Unido de Brasil, Portugal e
Algarves.Algarves.
Política externa agressivaPolítica externa agressiva
▪▪ Invasão da GuianaInvasão da Guiana
FrancesaFrancesa
▪▪ Invasão da Banda OrientalInvasão da Banda Oriental
(atual Uruguai)(atual Uruguai)
E Portugal?E Portugal?
►►Enquanto D. João estava no Brasil, em Portugal a população enfrentavaEnquanto D. João estava no Brasil, em Portugal a população enfrentava
problemas: oproblemas: o caos político e econômico.caos político e econômico.
•• A Revolução Liberal do PortoA Revolução Liberal do Porto →→ em 1820, a população portuguesaem 1820, a população portuguesa
liderada pela burguesia se revoltou; exigiu que as tropas inglesas saíssemliderada pela burguesia se revoltou; exigiu que as tropas inglesas saíssem
do país e convocaram uma Constituinte.do país e convocaram uma Constituinte.
•• As Cortes de LisboaAs Cortes de Lisboa →→ os rebeldes formaram asos rebeldes formaram as CortesCortes de Lisboa, umde Lisboa, um
Parlamento: o mais importante órgão doParlamento: o mais importante órgão do governo revolucionário.governo revolucionário.
Entre os objetivos das Cortes de Lisboa, podemos destacar:Entre os objetivos das Cortes de Lisboa, podemos destacar:
▪▪ expulsar as tropas inglesas de Portugal (o governo português recebiaexpulsar as tropas inglesas de Portugal (o governo português recebia
influência do inglês, Lord Beresford);influência do inglês, Lord Beresford);
▪▪ elaborar uma nova Constituição pondo fim ao absolutismo;elaborar uma nova Constituição pondo fim ao absolutismo;
▪▪ exigir o retorno de D. João VI para Portugal;exigir o retorno de D. João VI para Portugal;
▪▪ recolonizar o Brasil e restabelecer o monopólio comercial português.recolonizar o Brasil e restabelecer o monopólio comercial português.
A solução: a regência de D. PedroA solução: a regência de D. Pedro
▪▪ Manter a unidade do país, daí a opçãoManter a unidade do país, daí a opção
pela monarquia;pela monarquia;
▪▪ Manter o trabalho escravo e o latifúndio;Manter o trabalho escravo e o latifúndio;
▪▪ Excluir as classes populares das decisõesExcluir as classes populares das decisões
políticas.políticas.
►► Com a ascensão de D. Pedro a elite brasileira que se beneficiou doCom a ascensão de D. Pedro a elite brasileira que se beneficiou do
período joanino percebeu a oportunidade de promover a independência. Talperíodo joanino percebeu a oportunidade de promover a independência. Tal
elite tinha alguns objetivos:elite tinha alguns objetivos:
A ruptura com PortugalA ruptura com Portugal
•• O Dia do Fico (9 de janeiro de 1822)O Dia do Fico (9 de janeiro de 1822)
““Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povoSe é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo
que fico”.que fico”.
•• O cumpra-se (maio de 1822)O cumpra-se (maio de 1822)
▪▪ O Grito do IpirangaO Grito do Ipiranga
Pedro Américo (1888)Pedro Américo (1888)
Não foi bem assimNão foi bem assim
▪▪ Pedro Américo fezPedro Américo fez
uma obra imagináriauma obra imaginária
▪▪ A Guarda ImperialA Guarda Imperial
não existianão existia
▪▪ Pedro Américo sePedro Américo se
baseou em outrabaseou em outra
obra:obra: “A batalha“A batalha
de Fritzalandde Fritzaland””

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
Marcos Oliveira
 
AFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASILAFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASIL
Isabel Aguiar
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
Nila Michele Bastos Santos
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Aulas de História
 
Conjuração Mineira
Conjuração MineiraConjuração Mineira
Conjuração Mineira
Renan Rodrigues
 
America pré-colombiana
America pré-colombianaAmerica pré-colombiana
America pré-colombiana
Edenilson Morais
 
O imperialismo no século xix
O imperialismo no século xixO imperialismo no século xix
O imperialismo no século xix
Auxiliadora
 
5 Governo Geral
5 Governo Geral5 Governo Geral
5 Governo Geral
Renato Coutinho
 
Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)
Valéria Shoujofan
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
O populismo no brasil
O populismo no brasilO populismo no brasil
O populismo no brasil
homago
 
Idade moderna
Idade modernaIdade moderna
Idade moderna
Privada
 
Independência da américa
Independência da américaIndependência da américa
Independência da américa
harlissoncarvalho
 
Revoltas do brasil colonial
Revoltas do brasil colonialRevoltas do brasil colonial
Revoltas do brasil colonial
Rodrigo HistóriaGeografia
 
o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
Daniel Alves Bronstrup
 
Egito 6 ano
Egito 6 anoEgito 6 ano
Egito 6 ano
Escolacsm
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
Fabiana Tonsis
 
Brasil Império
Brasil ImpérioBrasil Império
Brasil Império
Munis Pedro
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
Marcos Azevedo
 

Mais procurados (20)

Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
 
AFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASILAFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASIL
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
Conjuração Mineira
Conjuração MineiraConjuração Mineira
Conjuração Mineira
 
America pré-colombiana
America pré-colombianaAmerica pré-colombiana
America pré-colombiana
 
O imperialismo no século xix
O imperialismo no século xixO imperialismo no século xix
O imperialismo no século xix
 
5 Governo Geral
5 Governo Geral5 Governo Geral
5 Governo Geral
 
Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
O populismo no brasil
O populismo no brasilO populismo no brasil
O populismo no brasil
 
Idade moderna
Idade modernaIdade moderna
Idade moderna
 
Independência da américa
Independência da américaIndependência da américa
Independência da américa
 
Revoltas do brasil colonial
Revoltas do brasil colonialRevoltas do brasil colonial
Revoltas do brasil colonial
 
o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
 
Egito 6 ano
Egito 6 anoEgito 6 ano
Egito 6 ano
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Brasil Império
Brasil ImpérioBrasil Império
Brasil Império
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
 

Destaque

O processo de independência da américa portuguesa
O processo de independência da américa portuguesaO processo de independência da américa portuguesa
O processo de independência da américa portuguesa
Hugo Figueira
 
O processo de independência da américa portuguesa
O processo de independência da américa portuguesaO processo de independência da américa portuguesa
O processo de independência da américa portuguesa
Luciana Soares
 
Imperialismo do século xix
Imperialismo do século xixImperialismo do século xix
Imperialismo do século xix
Rodrigo Luiz
 
Atividades de revisão: a Era Vargas
Atividades de revisão: a Era VargasAtividades de revisão: a Era Vargas
Atividades de revisão: a Era Vargas
Rodrigo Luiz
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
Rodrigo Luiz
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Rodrigo Luiz
 
A contracultura
A contraculturaA contracultura
A contracultura
Rodrigo Luiz
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
Rodrigo Luiz
 
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulãoA Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
Rodrigo Luiz
 
Resolução de questões
Resolução de questõesResolução de questões
Resolução de questões
Rodrigo Luiz
 
Primeira Guerra
Primeira GuerraPrimeira Guerra
Primeira Guerra
Rodrigo Luiz
 
2° ano - Processos de Independência na América
2° ano - Processos de Independência na América2° ano - Processos de Independência na América
2° ano - Processos de Independência na América
Daniel Alves Bronstrup
 
Independencias
IndependenciasIndependencias
Independencias
dinicmax
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Rodrigo Luiz
 
A américa pré colombiana
A américa pré colombianaA américa pré colombiana
A américa pré colombiana
Rodrigo Luiz
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
Rodrigo Luiz
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
Rodrigo Luiz
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
Rodrigo Luiz
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Rodrigo Luiz
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
Rodrigo Luiz
 

Destaque (20)

O processo de independência da américa portuguesa
O processo de independência da américa portuguesaO processo de independência da américa portuguesa
O processo de independência da américa portuguesa
 
O processo de independência da américa portuguesa
O processo de independência da américa portuguesaO processo de independência da américa portuguesa
O processo de independência da américa portuguesa
 
Imperialismo do século xix
Imperialismo do século xixImperialismo do século xix
Imperialismo do século xix
 
Atividades de revisão: a Era Vargas
Atividades de revisão: a Era VargasAtividades de revisão: a Era Vargas
Atividades de revisão: a Era Vargas
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
A contracultura
A contraculturaA contracultura
A contracultura
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
 
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulãoA Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
 
Resolução de questões
Resolução de questõesResolução de questões
Resolução de questões
 
Primeira Guerra
Primeira GuerraPrimeira Guerra
Primeira Guerra
 
2° ano - Processos de Independência na América
2° ano - Processos de Independência na América2° ano - Processos de Independência na América
2° ano - Processos de Independência na América
 
Independencias
IndependenciasIndependencias
Independencias
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
A américa pré colombiana
A américa pré colombianaA américa pré colombiana
A américa pré colombiana
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
 

Semelhante a Independência da américa portuguesa

O brasil no século XIX
O brasil no século XIXO brasil no século XIX
O brasil no século XIX
Camila Souza
 
Evolução política do brasil caio prado júnior
Evolução política do brasil   caio prado júniorEvolução política do brasil   caio prado júnior
Evolução política do brasil caio prado júnior
Marcos Rocha
 
Chegada ao Brasil.pptx
Chegada ao Brasil.pptxChegada ao Brasil.pptx
Chegada ao Brasil.pptx
RafaelyLeite1
 
Independência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptxIndependência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptx
MichaelAgnes2
 
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O BrasilVinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
henrique.jay
 
Família real no brasil
Família real no brasilFamília real no brasil
Família real no brasil
harlissoncarvalho
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
Isabel Aguiar
 
A fr no brasil e a independência
A fr no brasil e a independênciaA fr no brasil e a independência
A fr no brasil e a independência
Wilton Moretto
 
Resumo processo de independência do brasil
Resumo   processo de independência do brasilResumo   processo de independência do brasil
Resumo processo de independência do brasil
Claudenilson da Silva
 
O processo da independência
O processo da independênciaO processo da independência
O processo da independência
Eliphas Rodrigues
 
A vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilA vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasil
Brunno Andrade
 
União ibérica
União ibéricaUnião ibérica
União ibérica
cruchinho
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasil
sueli ramos
 
Capitulo 09 10 independencia do brasil
Capitulo 09 10 independencia do brasilCapitulo 09 10 independencia do brasil
Capitulo 09 10 independencia do brasil
Educandário Imaculada Conceição
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasil
dinicmax
 
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
Amanda Oliveira
 
3ão - Fim da Colonização
3ão - Fim da Colonização 3ão - Fim da Colonização
3ão - Fim da Colonização
Daniel Alves Bronstrup
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
Geová da Silva
 
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasilChegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
Felipe de Souza
 
1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo 1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo
Ana Beatriz Gonçalves
 

Semelhante a Independência da américa portuguesa (20)

O brasil no século XIX
O brasil no século XIXO brasil no século XIX
O brasil no século XIX
 
Evolução política do brasil caio prado júnior
Evolução política do brasil   caio prado júniorEvolução política do brasil   caio prado júnior
Evolução política do brasil caio prado júnior
 
Chegada ao Brasil.pptx
Chegada ao Brasil.pptxChegada ao Brasil.pptx
Chegada ao Brasil.pptx
 
Independência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptxIndependência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptx
 
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O BrasilVinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
 
Família real no brasil
Família real no brasilFamília real no brasil
Família real no brasil
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
A fr no brasil e a independência
A fr no brasil e a independênciaA fr no brasil e a independência
A fr no brasil e a independência
 
Resumo processo de independência do brasil
Resumo   processo de independência do brasilResumo   processo de independência do brasil
Resumo processo de independência do brasil
 
O processo da independência
O processo da independênciaO processo da independência
O processo da independência
 
A vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilA vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasil
 
União ibérica
União ibéricaUnião ibérica
União ibérica
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasil
 
Capitulo 09 10 independencia do brasil
Capitulo 09 10 independencia do brasilCapitulo 09 10 independencia do brasil
Capitulo 09 10 independencia do brasil
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasil
 
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
 
3ão - Fim da Colonização
3ão - Fim da Colonização 3ão - Fim da Colonização
3ão - Fim da Colonização
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
 
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasilChegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
 
1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo 1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo
 

Mais de Rodrigo Luiz

Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
Rodrigo Luiz
 
Cultura, religião e arte na grécia
Cultura, religião e arte na gréciaCultura, religião e arte na grécia
Cultura, religião e arte na grécia
Rodrigo Luiz
 
Imperialismo do século XIX
Imperialismo do século XIXImperialismo do século XIX
Imperialismo do século XIX
Rodrigo Luiz
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
Rodrigo Luiz
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
Rodrigo Luiz
 
As lutas de libertação nacional na áfrica e da ásia 2
As lutas de libertação nacional na áfrica e da ásia 2As lutas de libertação nacional na áfrica e da ásia 2
As lutas de libertação nacional na áfrica e da ásia 2
Rodrigo Luiz
 
Governos poplistas no brasil
Governos poplistas no brasilGovernos poplistas no brasil
Governos poplistas no brasil
Rodrigo Luiz
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
Rodrigo Luiz
 
Governos militares
Governos militaresGovernos militares
Governos militares
Rodrigo Luiz
 
Segunda guerra
Segunda guerraSegunda guerra
Segunda guerra
Rodrigo Luiz
 
Crise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da repúblicaCrise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da república
Rodrigo Luiz
 
A era vargas (1930 1945)-2
A era vargas (1930 1945)-2A era vargas (1930 1945)-2
A era vargas (1930 1945)-2
Rodrigo Luiz
 
Da origem do homem aos primeiros estados
Da origem do homem aos primeiros estadosDa origem do homem aos primeiros estados
Da origem do homem aos primeiros estados
Rodrigo Luiz
 
O mundo árabe 2
O mundo árabe 2O mundo árabe 2
O mundo árabe 2
Rodrigo Luiz
 

Mais de Rodrigo Luiz (14)

Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Cultura, religião e arte na grécia
Cultura, religião e arte na gréciaCultura, religião e arte na grécia
Cultura, religião e arte na grécia
 
Imperialismo do século XIX
Imperialismo do século XIXImperialismo do século XIX
Imperialismo do século XIX
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
As lutas de libertação nacional na áfrica e da ásia 2
As lutas de libertação nacional na áfrica e da ásia 2As lutas de libertação nacional na áfrica e da ásia 2
As lutas de libertação nacional na áfrica e da ásia 2
 
Governos poplistas no brasil
Governos poplistas no brasilGovernos poplistas no brasil
Governos poplistas no brasil
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
Governos militares
Governos militaresGovernos militares
Governos militares
 
Segunda guerra
Segunda guerraSegunda guerra
Segunda guerra
 
Crise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da repúblicaCrise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da república
 
A era vargas (1930 1945)-2
A era vargas (1930 1945)-2A era vargas (1930 1945)-2
A era vargas (1930 1945)-2
 
Da origem do homem aos primeiros estados
Da origem do homem aos primeiros estadosDa origem do homem aos primeiros estados
Da origem do homem aos primeiros estados
 
O mundo árabe 2
O mundo árabe 2O mundo árabe 2
O mundo árabe 2
 

Último

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 

Independência da américa portuguesa

  • 3. O riacho IpirangaO riacho Ipiranga
  • 4. UmaUma problematizaçãoproblematização do temado tema Em setembro de 1822, às margens do Ipiranga, D. Pedro bradouEm setembro de 1822, às margens do Ipiranga, D. Pedro bradou Independência ou MorteIndependência ou Morte e o Brasil se libertou de Portugal. Esta é umae o Brasil se libertou de Portugal. Esta é uma visão simplificada. È preciso considerar outros fatos.visão simplificada. È preciso considerar outros fatos. ▪▪ O que fizeram os grandes comerciantes e os proprietários de terras?O que fizeram os grandes comerciantes e os proprietários de terras? ▪▪ E os pobres e escravos?E os pobres e escravos? ▪▪ Qual a participação da Inglaterra e da França?Qual a participação da Inglaterra e da França?
  • 5. A transferência da corte portuguesa para o BrasilA transferência da corte portuguesa para o Brasil BloqueioBloqueio ContinentalContinental
  • 6. A fuga de Dom JoãoA fuga de Dom João Com ajuda inglesa D. JoãoCom ajuda inglesa D. João veio para o Brasil com 15veio para o Brasil com 15 mil pessoas distribuídasmil pessoas distribuídas em 14 naviosem 14 navios..
  • 7. O fim do pacto colonialO fim do pacto colonial •• Abertura dos portosAbertura dos portos →→ oos ingleses e os países amigos poderiams ingleses e os países amigos poderiam comerciar com o Brasil. Era o fim do monopólio comercial.comerciar com o Brasil. Era o fim do monopólio comercial. •• Tratados de comércio e AmizadeTratados de comércio e Amizade (1810)(1810) →→ tarifas preferenciais para ostarifas preferenciais para os ingleses e extinção do tráfico.ingleses e extinção do tráfico. •• Anulação do Alvará de 1785Anulação do Alvará de 1785 →→ parapara facilitar a criação de fábricas, masfacilitar a criação de fábricas, mas era difícil desenvolver a indústria com trabalho escravo e numa sociedadeera difícil desenvolver a indústria com trabalho escravo e numa sociedade aristocrática. Os tratados comerciais também dificultavam.aristocrática. Os tratados comerciais também dificultavam.
  • 8. Mudanças no BrasilMudanças no Brasil ▪▪ Modernização da capital;Modernização da capital; ▪▪ A criação do Banco do Brasil;A criação do Banco do Brasil; ▪▪ fundação da Biblioteca Real, Escolafundação da Biblioteca Real, Escola de Medicina e Jardim Botânico.de Medicina e Jardim Botânico. ▪▪ Imprensa Régia;Imprensa Régia; ▪▪ Reino Unido de Brasil, Portugal eReino Unido de Brasil, Portugal e Algarves.Algarves.
  • 9. Política externa agressivaPolítica externa agressiva ▪▪ Invasão da GuianaInvasão da Guiana FrancesaFrancesa ▪▪ Invasão da Banda OrientalInvasão da Banda Oriental (atual Uruguai)(atual Uruguai)
  • 10. E Portugal?E Portugal? ►►Enquanto D. João estava no Brasil, em Portugal a população enfrentavaEnquanto D. João estava no Brasil, em Portugal a população enfrentava problemas: oproblemas: o caos político e econômico.caos político e econômico. •• A Revolução Liberal do PortoA Revolução Liberal do Porto →→ em 1820, a população portuguesaem 1820, a população portuguesa liderada pela burguesia se revoltou; exigiu que as tropas inglesas saíssemliderada pela burguesia se revoltou; exigiu que as tropas inglesas saíssem do país e convocaram uma Constituinte.do país e convocaram uma Constituinte. •• As Cortes de LisboaAs Cortes de Lisboa →→ os rebeldes formaram asos rebeldes formaram as CortesCortes de Lisboa, umde Lisboa, um Parlamento: o mais importante órgão doParlamento: o mais importante órgão do governo revolucionário.governo revolucionário. Entre os objetivos das Cortes de Lisboa, podemos destacar:Entre os objetivos das Cortes de Lisboa, podemos destacar:
  • 11. ▪▪ expulsar as tropas inglesas de Portugal (o governo português recebiaexpulsar as tropas inglesas de Portugal (o governo português recebia influência do inglês, Lord Beresford);influência do inglês, Lord Beresford); ▪▪ elaborar uma nova Constituição pondo fim ao absolutismo;elaborar uma nova Constituição pondo fim ao absolutismo; ▪▪ exigir o retorno de D. João VI para Portugal;exigir o retorno de D. João VI para Portugal; ▪▪ recolonizar o Brasil e restabelecer o monopólio comercial português.recolonizar o Brasil e restabelecer o monopólio comercial português.
  • 12. A solução: a regência de D. PedroA solução: a regência de D. Pedro ▪▪ Manter a unidade do país, daí a opçãoManter a unidade do país, daí a opção pela monarquia;pela monarquia; ▪▪ Manter o trabalho escravo e o latifúndio;Manter o trabalho escravo e o latifúndio; ▪▪ Excluir as classes populares das decisõesExcluir as classes populares das decisões políticas.políticas. ►► Com a ascensão de D. Pedro a elite brasileira que se beneficiou doCom a ascensão de D. Pedro a elite brasileira que se beneficiou do período joanino percebeu a oportunidade de promover a independência. Talperíodo joanino percebeu a oportunidade de promover a independência. Tal elite tinha alguns objetivos:elite tinha alguns objetivos:
  • 13. A ruptura com PortugalA ruptura com Portugal •• O Dia do Fico (9 de janeiro de 1822)O Dia do Fico (9 de janeiro de 1822) ““Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povoSe é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico”.que fico”. •• O cumpra-se (maio de 1822)O cumpra-se (maio de 1822) ▪▪ O Grito do IpirangaO Grito do Ipiranga
  • 14. Pedro Américo (1888)Pedro Américo (1888)
  • 15. Não foi bem assimNão foi bem assim ▪▪ Pedro Américo fezPedro Américo fez uma obra imagináriauma obra imaginária ▪▪ A Guarda ImperialA Guarda Imperial não existianão existia ▪▪ Pedro Américo sePedro Américo se baseou em outrabaseou em outra obra:obra: “A batalha“A batalha de Fritzalandde Fritzaland””