SlideShare uma empresa Scribd logo
ESTUDO SOBRE O
DESENVOLVIMENTO
HUMANO
Joelson Honorato dos Santos
A importância do estudo do
desenvolvimento humano
 A criança não é um adulto em miniatura. Ao
contrário, apresenta características próprias
de sua idade.
 Estudos e pesquisas demonstram que existem
formas de perceber, compreender e se
comportar diante do mundo, próprias de cada
faixa etária.
 Estudar o desenvolvimento humano significa
conhecer as características comuns de uma
faixa etária permitindo reconhecer as
individualidades.
Fatores que influenciam no
desenvolvimento humano
 Hereditariedade: a carga genética estabelece o
potencial do indivíduo que pode ou não
desenvolver-se.
 Crescimento orgânico: refere-se ao aspecto físico.
 Maturação neurofisiológica: é o que torna possível
determinado padrão de comportamento.
 Meio: o conjunto de influencias e estimulações
ambientais altera os padrões de comportamento do
Aspectos do desenvolvimento
humano
 Aspecto físico-
motor: refere-se ao
crescimento
orgânico, a
capacidade de
manipulação de
objetos e de
exercícios do
próprio.
 Aspecto intelectual:
é a capacidade de
pensamento e de
raciocínio.
 Aspecto afetivo-
emocional: é o
modo particular de o
indivíduo integrar as
suas experiências.
 Aspecto social: é a
maneira como o
indivíduo reage
diante de situações
eu envolvem outras
pessoas.
A teoria do desenvolvimento
humano de Jean Piaget
 O psicólogo e biólogo
suíço Jean Piaget
(1896-1980)
revolucionou o modo
de encarar a educação
de crianças ao mostrar
que elas não pensam
como os adultos e
constroem o próprio
aprendizado. Isso
porque, para o
cientista, o
conhecimento se dá
por descobertas que a
própria criança faz.
 Sua teoria nos ajuda a
responder as
perguntas: como e
porque o indivíduo se
comporta de
determinada forma, em
determinada situação
neste momento de sua
vida.
 Piaget divide os períodos do desenvolvimento
humano de acordo com o aparecimento de
novas qualidades do pensamento, o que por
sua vez, interfere no desenvolvimento global.
 Período sensório-motor: 0 a 2 anos.
 Período pré-operatório: 2 a 7 anos.
 Período das operações concretas: 7 a 11/12
anos.
 Período das operações formais: 11/12 anos em
Período sensório-motor: 0 a 2
anos
 Neste período a criança conquista, através da
percepção e dos movimentos, todo o universo
que o cerca.
 Características: inteligência prática, percepção
de mundo através da experimentação, noção
de objeto permanente.
Período pré-operatório: 2 a 7
anos
(1ª infância)
 Neste período o que de mais
importante acontece é o
aparecimento da linguagem que
irá acarretar modificações nos
aspectos intelectuais, afetivo e
social da criança.
 Características: repertorio verbal
imitativo, possui uma primazia do
próprio ponto de vista (não
consegue colocar-se do ponto de
vista do outro), respeito pelas
pessoas que elas julgam
superiores a ela, surgem os
sentimentos interindividuais, etc.
 No final deste período a criança
passa a procurar a razão causal
e finalista de tudo (é a fase dos
famosos “porquês”).
Período das operações concretas:
7 a 11/12 anos (infância
propriamente dita)
 Os indivíduos conseguem
estabelecer relações que
permitam a coordenação de
pontos de vistas diferentes ,
sendo também capaz de
cooperar, de trabalhar em
grupo e de ter autonomia
pessoal.
 Características: a criança
consegue exercer suas
habilidades e capacidades a
partir de objetos reais,
concretos; aparece a
vontade como qualidade
superior; adquire uma
autonomia crescente em
relação ao adulto; a criança
passa a escolher seus
amigos independente se é
menino ou menina,etc.
Período das operações formais:
11/12 anos em diante (a
adolescência)
 Neste período o
adolescente realiza as
operações no plano das
ideias sem precisar de
manipulação concreta
como no período anterior.
Ele domina, aos poucos, a
capacidade de criar teorias
sobre o mundo,
principalmente sobre
aspectos que gostaria de
reformular.
 Característica: no início
ocorre um processo de
caracterizar-se por uma
fase de interiorização em
que é, aparentemente,
anti-social. Ele se afasta
da família, não aceita
conselhos de adultos, mas
na realidade o alvo de sua
reflexão é a sociedade,
sempre analisada como
passível de ser reformada
e transformada.
Recapitulando
Períodos do
desenvolvimento
humano
Sensório-
motor
Pré-
operatório
Operações
concretas
Operações
formais
 Cada período é caracterizado por aquilo que
de melhor o indivíduo consegue fazer nessas
faixas etárias. Todas as pessoas passam por
todas essas fases nessa seqüência, porém o
início e o término de cada uma delas
dependem das características biológicas do
indivíduo e de fatores educacionais e sociais.
“A humanidade tem seu lugar na ordem das
coisas, e a infância tem o seu lugar da vida
humana: é preciso considerar o homem no
homem e a criança na criança.”
Jean-Jacques Rousseau
Referência
BOCK, A. M. B. (et al). Psicologias: uma
introdução ao estudo da psicologia. 13 ed. São
Paulo: Saraiva, 1999.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desenvolvimento Humano
Desenvolvimento HumanoDesenvolvimento Humano
Desenvolvimento Humano
andressa bonn
 
HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
LIMA, Alan Lucas de
 
Psicologia do desenolvimento
Psicologia do desenolvimentoPsicologia do desenolvimento
Psicologia do desenolvimento
Ana Larissa Perissini
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
Carlos Caldas
 
A Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da AprendizagemA Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da Aprendizagem
O Blog do Pedagogo
 
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: PiagetDesenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
Manô Araújo
 
Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)
Paula Santos
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem   Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem
Faculdade Metropolitanas Unidas - FMU
 
Fases do desenvolvimento - Piaget
Fases do desenvolvimento -  PiagetFases do desenvolvimento -  Piaget
Fases do desenvolvimento - Piaget
Elisms88
 
Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
Lusiane Carvalho da Silva
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Vygotsky
Poliana Tavares
 
Período Sensório-Motor
 Período Sensório-Motor Período Sensório-Motor
Período Sensório-Motor
Iara Benvindo
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
UNIME
 
Apresentação jean piaget
Apresentação jean piagetApresentação jean piaget
Apresentação jean piaget
pibidsociais
 
Teoria de piaget (slides)
Teoria de piaget (slides)Teoria de piaget (slides)
Teoria de piaget (slides)
Débora Rodrigues
 
O estudo do desenvolvimento humano
O estudo do desenvolvimento humanoO estudo do desenvolvimento humano
O estudo do desenvolvimento humano
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Desenvolvimento adolescência
Desenvolvimento adolescênciaDesenvolvimento adolescência
Desenvolvimento adolescência
psicologiaazambuja
 
slides da história da psicologia
slides da história da psicologiaslides da história da psicologia
slides da história da psicologia
joaovitorinopolacimatos
 
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagemPsicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Débora Silveira
 

Mais procurados (20)

Desenvolvimento Humano
Desenvolvimento HumanoDesenvolvimento Humano
Desenvolvimento Humano
 
HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
 
Psicologia do desenolvimento
Psicologia do desenolvimentoPsicologia do desenolvimento
Psicologia do desenolvimento
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
A Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da AprendizagemA Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da Aprendizagem
 
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: PiagetDesenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
 
Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Vygotsky
 
Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem   Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem
 
Fases do desenvolvimento - Piaget
Fases do desenvolvimento -  PiagetFases do desenvolvimento -  Piaget
Fases do desenvolvimento - Piaget
 
Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Vygotsky
 
Período Sensório-Motor
 Período Sensório-Motor Período Sensório-Motor
Período Sensório-Motor
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
 
Apresentação jean piaget
Apresentação jean piagetApresentação jean piaget
Apresentação jean piaget
 
Teoria de piaget (slides)
Teoria de piaget (slides)Teoria de piaget (slides)
Teoria de piaget (slides)
 
O estudo do desenvolvimento humano
O estudo do desenvolvimento humanoO estudo do desenvolvimento humano
O estudo do desenvolvimento humano
 
Desenvolvimento adolescência
Desenvolvimento adolescênciaDesenvolvimento adolescência
Desenvolvimento adolescência
 
slides da história da psicologia
slides da história da psicologiaslides da história da psicologia
slides da história da psicologia
 
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagemPsicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
 

Destaque

Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
Filosofia São Bento
 
estudo do desenvolvimento humano
estudo do desenvolvimento humanoestudo do desenvolvimento humano
estudo do desenvolvimento humano
CRIS TORRES
 
Psicologia Do Desenvolvimento Humano Publicar Slides
Psicologia Do Desenvolvimento Humano   Publicar   SlidesPsicologia Do Desenvolvimento Humano   Publicar   Slides
Psicologia Do Desenvolvimento Humano Publicar Slides
guest2e3f5d
 
Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)
Jazon Pereira
 
Dicas importantes para escrever resumo de trabalho
Dicas importantes para escrever resumo de trabalhoDicas importantes para escrever resumo de trabalho
Dicas importantes para escrever resumo de trabalho
CRIS TORRES
 
Modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
Modelo bioecológico do desenvolvimento de BronfenbrennerModelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
Modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
Thiago de Almeida
 
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
psicologiaazambuja
 

Destaque (7)

Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
estudo do desenvolvimento humano
estudo do desenvolvimento humanoestudo do desenvolvimento humano
estudo do desenvolvimento humano
 
Psicologia Do Desenvolvimento Humano Publicar Slides
Psicologia Do Desenvolvimento Humano   Publicar   SlidesPsicologia Do Desenvolvimento Humano   Publicar   Slides
Psicologia Do Desenvolvimento Humano Publicar Slides
 
Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)
 
Dicas importantes para escrever resumo de trabalho
Dicas importantes para escrever resumo de trabalhoDicas importantes para escrever resumo de trabalho
Dicas importantes para escrever resumo de trabalho
 
Modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
Modelo bioecológico do desenvolvimento de BronfenbrennerModelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
Modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
 
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
 

Semelhante a Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I)

Teoria Do Desenvolvimento Humano Uniube
Teoria Do Desenvolvimento Humano   UniubeTeoria Do Desenvolvimento Humano   Uniube
Teoria Do Desenvolvimento Humano Uniube
Eliane Almeida
 
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOPSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
UFMA e UEMA
 
psicologia do desenvolvimento
psicologia do desenvolvimentopsicologia do desenvolvimento
psicologia do desenvolvimento
EstherMelo9
 
AULA de piaget para curso de pedagogia ead
AULA  de piaget para curso de pedagogia eadAULA  de piaget para curso de pedagogia ead
AULA de piaget para curso de pedagogia ead
LeonardoAndrade769266
 
Teorias contemporâneas da aprendizagem
Teorias contemporâneas da aprendizagemTeorias contemporâneas da aprendizagem
Teorias contemporâneas da aprendizagem
Carlos Caldas
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
842203966
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
842203966
 
T eoria desenvolvimento de warlon 02
T eoria desenvolvimento de warlon 02T eoria desenvolvimento de warlon 02
T eoria desenvolvimento de warlon 02
Paulo Robson
 
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piagetAula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Futuros Medicos
 
Piaget e o construtivismo
Piaget e o construtivismo Piaget e o construtivismo
Piaget e o construtivismo
mluisavalente
 
auladeaprensentaoparaadisciplianpsicologiadodesenvolvimento-110509133653-phpa...
auladeaprensentaoparaadisciplianpsicologiadodesenvolvimento-110509133653-phpa...auladeaprensentaoparaadisciplianpsicologiadodesenvolvimento-110509133653-phpa...
auladeaprensentaoparaadisciplianpsicologiadodesenvolvimento-110509133653-phpa...
AndersonLins21
 
Teoria de desenvolvimento de henri wallon
Teoria de desenvolvimento de henri wallonTeoria de desenvolvimento de henri wallon
Teoria de desenvolvimento de henri wallon
maelyramos
 
Teoria de desenvolvimento de henri wallon
Teoria de desenvolvimento de henri wallonTeoria de desenvolvimento de henri wallon
Teoria de desenvolvimento de henri wallon
maelyramos
 
Psicologia
Psicologia Psicologia
Psicologia
Alelis Gomes
 
Desenvolvimento cognitivo e neuropsicomotor 08 2010
Desenvolvimento cognitivo e neuropsicomotor 08 2010Desenvolvimento cognitivo e neuropsicomotor 08 2010
Desenvolvimento cognitivo e neuropsicomotor 08 2010
Caio Grimberg
 
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.pptHENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
lililele2022
 
HENRI WALLON - Bruno Marques.ppt
HENRI WALLON - Bruno Marques.pptHENRI WALLON - Bruno Marques.ppt
HENRI WALLON - Bruno Marques.ppt
ssuserf58c5a
 
TEORICOS_DA_EDUCAÇÃO_PIAGET_ VYGOTSKY_WALLON_PARTE1.pptx
TEORICOS_DA_EDUCAÇÃO_PIAGET_ VYGOTSKY_WALLON_PARTE1.pptxTEORICOS_DA_EDUCAÇÃO_PIAGET_ VYGOTSKY_WALLON_PARTE1.pptx
TEORICOS_DA_EDUCAÇÃO_PIAGET_ VYGOTSKY_WALLON_PARTE1.pptx
AnieleSousa4
 
unesp-nead_reei1_ee_d06_s01_texto01.pdf
unesp-nead_reei1_ee_d06_s01_texto01.pdfunesp-nead_reei1_ee_d06_s01_texto01.pdf
unesp-nead_reei1_ee_d06_s01_texto01.pdf
ArnaldinoDionsio
 
Fases evolutivas ana paula
Fases evolutivas ana paulaFases evolutivas ana paula
Fases evolutivas ana paula
Henrique Andrade Germano
 

Semelhante a Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I) (20)

Teoria Do Desenvolvimento Humano Uniube
Teoria Do Desenvolvimento Humano   UniubeTeoria Do Desenvolvimento Humano   Uniube
Teoria Do Desenvolvimento Humano Uniube
 
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOPSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
 
psicologia do desenvolvimento
psicologia do desenvolvimentopsicologia do desenvolvimento
psicologia do desenvolvimento
 
AULA de piaget para curso de pedagogia ead
AULA  de piaget para curso de pedagogia eadAULA  de piaget para curso de pedagogia ead
AULA de piaget para curso de pedagogia ead
 
Teorias contemporâneas da aprendizagem
Teorias contemporâneas da aprendizagemTeorias contemporâneas da aprendizagem
Teorias contemporâneas da aprendizagem
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
T eoria desenvolvimento de warlon 02
T eoria desenvolvimento de warlon 02T eoria desenvolvimento de warlon 02
T eoria desenvolvimento de warlon 02
 
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piagetAula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
 
Piaget e o construtivismo
Piaget e o construtivismo Piaget e o construtivismo
Piaget e o construtivismo
 
auladeaprensentaoparaadisciplianpsicologiadodesenvolvimento-110509133653-phpa...
auladeaprensentaoparaadisciplianpsicologiadodesenvolvimento-110509133653-phpa...auladeaprensentaoparaadisciplianpsicologiadodesenvolvimento-110509133653-phpa...
auladeaprensentaoparaadisciplianpsicologiadodesenvolvimento-110509133653-phpa...
 
Teoria de desenvolvimento de henri wallon
Teoria de desenvolvimento de henri wallonTeoria de desenvolvimento de henri wallon
Teoria de desenvolvimento de henri wallon
 
Teoria de desenvolvimento de henri wallon
Teoria de desenvolvimento de henri wallonTeoria de desenvolvimento de henri wallon
Teoria de desenvolvimento de henri wallon
 
Psicologia
Psicologia Psicologia
Psicologia
 
Desenvolvimento cognitivo e neuropsicomotor 08 2010
Desenvolvimento cognitivo e neuropsicomotor 08 2010Desenvolvimento cognitivo e neuropsicomotor 08 2010
Desenvolvimento cognitivo e neuropsicomotor 08 2010
 
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.pptHENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
 
HENRI WALLON - Bruno Marques.ppt
HENRI WALLON - Bruno Marques.pptHENRI WALLON - Bruno Marques.ppt
HENRI WALLON - Bruno Marques.ppt
 
TEORICOS_DA_EDUCAÇÃO_PIAGET_ VYGOTSKY_WALLON_PARTE1.pptx
TEORICOS_DA_EDUCAÇÃO_PIAGET_ VYGOTSKY_WALLON_PARTE1.pptxTEORICOS_DA_EDUCAÇÃO_PIAGET_ VYGOTSKY_WALLON_PARTE1.pptx
TEORICOS_DA_EDUCAÇÃO_PIAGET_ VYGOTSKY_WALLON_PARTE1.pptx
 
unesp-nead_reei1_ee_d06_s01_texto01.pdf
unesp-nead_reei1_ee_d06_s01_texto01.pdfunesp-nead_reei1_ee_d06_s01_texto01.pdf
unesp-nead_reei1_ee_d06_s01_texto01.pdf
 
Fases evolutivas ana paula
Fases evolutivas ana paulaFases evolutivas ana paula
Fases evolutivas ana paula
 

Mais de Joelson Honoratto

Quanto eu te amo
Quanto eu te amoQuanto eu te amo
Quanto eu te amo
Joelson Honoratto
 
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Joelson Honoratto
 
Alinhamento técnico 2017 - 1º dia
Alinhamento técnico 2017 - 1º diaAlinhamento técnico 2017 - 1º dia
Alinhamento técnico 2017 - 1º dia
Joelson Honoratto
 
Scfv para idosos
Scfv para idososScfv para idosos
Scfv para idosos
Joelson Honoratto
 
Eixos norteadores do scfv
Eixos norteadores do scfvEixos norteadores do scfv
Eixos norteadores do scfv
Joelson Honoratto
 
Paif e scfv
Paif e scfvPaif e scfv
Paif e scfv
Joelson Honoratto
 
Acolhimento no SCFV
Acolhimento no SCFVAcolhimento no SCFV
Acolhimento no SCFV
Joelson Honoratto
 
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte II)
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte II)Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte II)
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte II)
Joelson Honoratto
 
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Joelson Honoratto
 

Mais de Joelson Honoratto (9)

Quanto eu te amo
Quanto eu te amoQuanto eu te amo
Quanto eu te amo
 
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
 
Alinhamento técnico 2017 - 1º dia
Alinhamento técnico 2017 - 1º diaAlinhamento técnico 2017 - 1º dia
Alinhamento técnico 2017 - 1º dia
 
Scfv para idosos
Scfv para idososScfv para idosos
Scfv para idosos
 
Eixos norteadores do scfv
Eixos norteadores do scfvEixos norteadores do scfv
Eixos norteadores do scfv
 
Paif e scfv
Paif e scfvPaif e scfv
Paif e scfv
 
Acolhimento no SCFV
Acolhimento no SCFVAcolhimento no SCFV
Acolhimento no SCFV
 
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte II)
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte II)Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte II)
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte II)
 
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
 

Último

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 

Último (20)

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 

Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I)

  • 2. A importância do estudo do desenvolvimento humano  A criança não é um adulto em miniatura. Ao contrário, apresenta características próprias de sua idade.  Estudos e pesquisas demonstram que existem formas de perceber, compreender e se comportar diante do mundo, próprias de cada faixa etária.  Estudar o desenvolvimento humano significa conhecer as características comuns de uma faixa etária permitindo reconhecer as individualidades.
  • 3. Fatores que influenciam no desenvolvimento humano  Hereditariedade: a carga genética estabelece o potencial do indivíduo que pode ou não desenvolver-se.  Crescimento orgânico: refere-se ao aspecto físico.  Maturação neurofisiológica: é o que torna possível determinado padrão de comportamento.  Meio: o conjunto de influencias e estimulações ambientais altera os padrões de comportamento do
  • 4. Aspectos do desenvolvimento humano  Aspecto físico- motor: refere-se ao crescimento orgânico, a capacidade de manipulação de objetos e de exercícios do próprio.  Aspecto intelectual: é a capacidade de pensamento e de raciocínio.  Aspecto afetivo- emocional: é o modo particular de o indivíduo integrar as suas experiências.  Aspecto social: é a maneira como o indivíduo reage diante de situações eu envolvem outras pessoas.
  • 5. A teoria do desenvolvimento humano de Jean Piaget  O psicólogo e biólogo suíço Jean Piaget (1896-1980) revolucionou o modo de encarar a educação de crianças ao mostrar que elas não pensam como os adultos e constroem o próprio aprendizado. Isso porque, para o cientista, o conhecimento se dá por descobertas que a própria criança faz.  Sua teoria nos ajuda a responder as perguntas: como e porque o indivíduo se comporta de determinada forma, em determinada situação neste momento de sua vida.
  • 6.  Piaget divide os períodos do desenvolvimento humano de acordo com o aparecimento de novas qualidades do pensamento, o que por sua vez, interfere no desenvolvimento global.  Período sensório-motor: 0 a 2 anos.  Período pré-operatório: 2 a 7 anos.  Período das operações concretas: 7 a 11/12 anos.  Período das operações formais: 11/12 anos em
  • 7. Período sensório-motor: 0 a 2 anos  Neste período a criança conquista, através da percepção e dos movimentos, todo o universo que o cerca.  Características: inteligência prática, percepção de mundo através da experimentação, noção de objeto permanente.
  • 8. Período pré-operatório: 2 a 7 anos (1ª infância)  Neste período o que de mais importante acontece é o aparecimento da linguagem que irá acarretar modificações nos aspectos intelectuais, afetivo e social da criança.  Características: repertorio verbal imitativo, possui uma primazia do próprio ponto de vista (não consegue colocar-se do ponto de vista do outro), respeito pelas pessoas que elas julgam superiores a ela, surgem os sentimentos interindividuais, etc.  No final deste período a criança passa a procurar a razão causal e finalista de tudo (é a fase dos famosos “porquês”).
  • 9. Período das operações concretas: 7 a 11/12 anos (infância propriamente dita)  Os indivíduos conseguem estabelecer relações que permitam a coordenação de pontos de vistas diferentes , sendo também capaz de cooperar, de trabalhar em grupo e de ter autonomia pessoal.  Características: a criança consegue exercer suas habilidades e capacidades a partir de objetos reais, concretos; aparece a vontade como qualidade superior; adquire uma autonomia crescente em relação ao adulto; a criança passa a escolher seus amigos independente se é menino ou menina,etc.
  • 10. Período das operações formais: 11/12 anos em diante (a adolescência)  Neste período o adolescente realiza as operações no plano das ideias sem precisar de manipulação concreta como no período anterior. Ele domina, aos poucos, a capacidade de criar teorias sobre o mundo, principalmente sobre aspectos que gostaria de reformular.  Característica: no início ocorre um processo de caracterizar-se por uma fase de interiorização em que é, aparentemente, anti-social. Ele se afasta da família, não aceita conselhos de adultos, mas na realidade o alvo de sua reflexão é a sociedade, sempre analisada como passível de ser reformada e transformada.
  • 12.  Cada período é caracterizado por aquilo que de melhor o indivíduo consegue fazer nessas faixas etárias. Todas as pessoas passam por todas essas fases nessa seqüência, porém o início e o término de cada uma delas dependem das características biológicas do indivíduo e de fatores educacionais e sociais.
  • 13. “A humanidade tem seu lugar na ordem das coisas, e a infância tem o seu lugar da vida humana: é preciso considerar o homem no homem e a criança na criança.” Jean-Jacques Rousseau
  • 14. Referência BOCK, A. M. B. (et al). Psicologias: uma introdução ao estudo da psicologia. 13 ed. São Paulo: Saraiva, 1999.