SlideShare uma empresa Scribd logo
NO SCFV
Acolhimento no SCFV
 Acolher é receber bem, ouvir a demanda,
buscar formas de compreendê-la.
Desenvolver formas adequada de receber os
usuários de buscam ajuda no serviço,
contribuindo, assim, para a humanização do
atendimento socioassistencial.
 O acolhimento é uma diretriz da Política
Nacional de Humanização (PNH), que não tem
local nem hora certa para acontecer, nem um
profissional específico para fazê-lo: deve
fazer parte de todos os encontros do serviço,
desde a entrada até a sua saída.
Acolhimento no SCFV
 No SCFV podemos fazer dois tipos de
acolhida: a acolhida em grupo e a acolhida
particularizada.
 Na acolhida em grupo a utilização de filmes,
dinâmicas, mensagens, poesias e músicas
para a sensibilização, a oferta de lanche
(quando possível) e uma escuta livre são
ferramentas essenciais para a criação de
vínculos entre os usuários e o serviço.
 A acolhida particularizada consiste na
recepção e escuta dos usuários de forma
espontânea, ou não, para atender as
necessidades e demandas trazidas pela por
eles mesmos.
 A acolhida em grupo pode ser empregada de
modo prévio à acolhida particularizada
caracterizando-se como essencial para a
identificação das situações de
vulnerabilidades vivenciadas, das
potencialidades e dos recursos que os
usuários e suas famílias dispõem
proporcionando o conhecimento necessário e
imprescindível para sua inserção no SCFV.
 A acolhida deve funcionar como uma
estratégia fundamental para a criação e o
fortalecimento do vínculo entre SCFV, família
e comunidade. É neste momento que as
famílias, grupos e indivíduos recebem as
informações primordiais para o acesso aos
direitos e serviços ofertados pelo CRAS, pela
rede socioassistencial e demais políticas
setoriais.
Acolhimento no SCFV

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

11 cras orientações técnicas (1)
11  cras orientações técnicas (1)11  cras orientações técnicas (1)
11 cras orientações técnicas (1)
Alinebrauna Brauna
 
Modelo parecer social
Modelo  parecer socialModelo  parecer social
Modelo parecer social
Rosane Domingues
 
08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
Janaina Anjos
 
CRAS - Centro de Referencia de Assistência Social
CRAS - Centro de Referencia de Assistência SocialCRAS - Centro de Referencia de Assistência Social
CRAS - Centro de Referencia de Assistência Social
Allan Shinkoda
 
COMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSCOMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOS
Daiane Daine
 
Cras
CrasCras
Relatório final de estágio
Relatório final de estágio Relatório final de estágio
Relatório final de estágio
Monique Elen Rodrigues de Araújo Oliveira
 
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de VínculosPerguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
PERCURSO SCFV 6 A 15 ANOS (1).pdf
PERCURSO SCFV 6 A 15 ANOS (1).pdfPERCURSO SCFV 6 A 15 ANOS (1).pdf
PERCURSO SCFV 6 A 15 ANOS (1).pdf
Daiane Bernardon
 
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
Rosane Domingues
 
Serviços do CRAS
Serviços do CRASServiços do CRAS
Serviços do CRAS
Daniele Aguiar Oliveira
 
Slides CRAS.pptx
Slides CRAS.pptxSlides CRAS.pptx
Slides CRAS.pptx
Amanda Fontes
 
OFICINA DE SERVIÇO SOCIAL - ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS E LAUDOS.
OFICINA DE SERVIÇO SOCIAL - ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS E LAUDOS.OFICINA DE SERVIÇO SOCIAL - ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS E LAUDOS.
OFICINA DE SERVIÇO SOCIAL - ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS E LAUDOS.
Rosane Domingues
 
Relatório de atividades Semas
Relatório de atividades SemasRelatório de atividades Semas
Relatório de atividades Semas
Cicero Coutinho
 
Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2
Alinebrauna Brauna
 
Apresentação serviços social
Apresentação serviços socialApresentação serviços social
Apresentação serviços social
jorge luiz dos santos de souza
 
Creas serviços
Creas  serviçosCreas  serviços
Creas serviços
Rosane Domingues
 
Centro de referência da assistência social - CRAS
Centro de referência da assistência social - CRASCentro de referência da assistência social - CRAS
Centro de referência da assistência social - CRAS
Rosane Domingues
 
CRONOGRAMA CRONOGRAMA MENSAL DE ATIVIDADES DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTAL...
CRONOGRAMA CRONOGRAMA MENSAL DE ATIVIDADES DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTAL...CRONOGRAMA CRONOGRAMA MENSAL DE ATIVIDADES DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTAL...
CRONOGRAMA CRONOGRAMA MENSAL DE ATIVIDADES DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTAL...
SimonyDosRemdiosDorn
 
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República
 

Mais procurados (20)

11 cras orientações técnicas (1)
11  cras orientações técnicas (1)11  cras orientações técnicas (1)
11 cras orientações técnicas (1)
 
Modelo parecer social
Modelo  parecer socialModelo  parecer social
Modelo parecer social
 
08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
 
CRAS - Centro de Referencia de Assistência Social
CRAS - Centro de Referencia de Assistência SocialCRAS - Centro de Referencia de Assistência Social
CRAS - Centro de Referencia de Assistência Social
 
COMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSCOMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOS
 
Cras
CrasCras
Cras
 
Relatório final de estágio
Relatório final de estágio Relatório final de estágio
Relatório final de estágio
 
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de VínculosPerguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
 
PERCURSO SCFV 6 A 15 ANOS (1).pdf
PERCURSO SCFV 6 A 15 ANOS (1).pdfPERCURSO SCFV 6 A 15 ANOS (1).pdf
PERCURSO SCFV 6 A 15 ANOS (1).pdf
 
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
 
Serviços do CRAS
Serviços do CRASServiços do CRAS
Serviços do CRAS
 
Slides CRAS.pptx
Slides CRAS.pptxSlides CRAS.pptx
Slides CRAS.pptx
 
OFICINA DE SERVIÇO SOCIAL - ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS E LAUDOS.
OFICINA DE SERVIÇO SOCIAL - ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS E LAUDOS.OFICINA DE SERVIÇO SOCIAL - ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS E LAUDOS.
OFICINA DE SERVIÇO SOCIAL - ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS E LAUDOS.
 
Relatório de atividades Semas
Relatório de atividades SemasRelatório de atividades Semas
Relatório de atividades Semas
 
Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2
 
Apresentação serviços social
Apresentação serviços socialApresentação serviços social
Apresentação serviços social
 
Creas serviços
Creas  serviçosCreas  serviços
Creas serviços
 
Centro de referência da assistência social - CRAS
Centro de referência da assistência social - CRASCentro de referência da assistência social - CRAS
Centro de referência da assistência social - CRAS
 
CRONOGRAMA CRONOGRAMA MENSAL DE ATIVIDADES DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTAL...
CRONOGRAMA CRONOGRAMA MENSAL DE ATIVIDADES DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTAL...CRONOGRAMA CRONOGRAMA MENSAL DE ATIVIDADES DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTAL...
CRONOGRAMA CRONOGRAMA MENSAL DE ATIVIDADES DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTAL...
 
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
 

Destaque

Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básicaCartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básica
Rosane Domingues
 
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Educação
 
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Rosane Domingues
 
Jornalzinho
JornalzinhoJornalzinho
Jornalzinho
funsag
 
Capacitação para educadores sociais - PME
Capacitação para educadores sociais - PMECapacitação para educadores sociais - PME
Capacitação para educadores sociais - PME
FERNANDO CAPUZZI
 
Centro de referência da assistência social cras
Centro de referência da assistência social   crasCentro de referência da assistência social   cras
Centro de referência da assistência social cras
Luiza Cristina Ribas
 
26. apresentação centro sul paif volante
26. apresentação centro sul paif volante26. apresentação centro sul paif volante
26. apresentação centro sul paif volante
NandaTome
 
Assistência Social e Análise do Comportamento - diálogos necessários sobre os...
Assistência Social e Análise do Comportamento - diálogos necessários sobre os...Assistência Social e Análise do Comportamento - diálogos necessários sobre os...
Assistência Social e Análise do Comportamento - diálogos necessários sobre os...
Denilso Paixão
 
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazemEducadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
sandrinavalente
 
Slide Educadores Sociais
Slide Educadores SociaisSlide Educadores Sociais
Slide Educadores Sociais
Adriano Monteiro
 
Formulario ingresso scfv
Formulario ingresso scfvFormulario ingresso scfv
Formulario ingresso scfv
NandaTome
 
Alinhamento técnico 2017 - 1º dia
Alinhamento técnico 2017 - 1º diaAlinhamento técnico 2017 - 1º dia
Alinhamento técnico 2017 - 1º dia
Joelson Honoratto
 
Idosos ou velhos
Idosos ou velhosIdosos ou velhos
Idosos ou velhos
Mensagens Virtuais
 
18. apresentação cras lomba segurança alimentar
18. apresentação cras lomba segurança alimentar18. apresentação cras lomba segurança alimentar
18. apresentação cras lomba segurança alimentar
NandaTome
 
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República
 
Audiência de prestação de contas Slide Assistência Social
Audiência de prestação de contas Slide Assistência SocialAudiência de prestação de contas Slide Assistência Social
Audiência de prestação de contas Slide Assistência Social
Cândido Sales
 
Caderno de-orientac3a7c3b5es-paif-e-scfv-mds-2015
Caderno de-orientac3a7c3b5es-paif-e-scfv-mds-2015Caderno de-orientac3a7c3b5es-paif-e-scfv-mds-2015
Caderno de-orientac3a7c3b5es-paif-e-scfv-mds-2015
patriciakvg
 
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 

Destaque (18)

Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básicaCartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básica
 
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
 
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
 
Jornalzinho
JornalzinhoJornalzinho
Jornalzinho
 
Capacitação para educadores sociais - PME
Capacitação para educadores sociais - PMECapacitação para educadores sociais - PME
Capacitação para educadores sociais - PME
 
Centro de referência da assistência social cras
Centro de referência da assistência social   crasCentro de referência da assistência social   cras
Centro de referência da assistência social cras
 
26. apresentação centro sul paif volante
26. apresentação centro sul paif volante26. apresentação centro sul paif volante
26. apresentação centro sul paif volante
 
Assistência Social e Análise do Comportamento - diálogos necessários sobre os...
Assistência Social e Análise do Comportamento - diálogos necessários sobre os...Assistência Social e Análise do Comportamento - diálogos necessários sobre os...
Assistência Social e Análise do Comportamento - diálogos necessários sobre os...
 
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazemEducadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
 
Slide Educadores Sociais
Slide Educadores SociaisSlide Educadores Sociais
Slide Educadores Sociais
 
Formulario ingresso scfv
Formulario ingresso scfvFormulario ingresso scfv
Formulario ingresso scfv
 
Alinhamento técnico 2017 - 1º dia
Alinhamento técnico 2017 - 1º diaAlinhamento técnico 2017 - 1º dia
Alinhamento técnico 2017 - 1º dia
 
Idosos ou velhos
Idosos ou velhosIdosos ou velhos
Idosos ou velhos
 
18. apresentação cras lomba segurança alimentar
18. apresentação cras lomba segurança alimentar18. apresentação cras lomba segurança alimentar
18. apresentação cras lomba segurança alimentar
 
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
 
Audiência de prestação de contas Slide Assistência Social
Audiência de prestação de contas Slide Assistência SocialAudiência de prestação de contas Slide Assistência Social
Audiência de prestação de contas Slide Assistência Social
 
Caderno de-orientac3a7c3b5es-paif-e-scfv-mds-2015
Caderno de-orientac3a7c3b5es-paif-e-scfv-mds-2015Caderno de-orientac3a7c3b5es-paif-e-scfv-mds-2015
Caderno de-orientac3a7c3b5es-paif-e-scfv-mds-2015
 
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
 

Último

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
responder de alfabetização e questoe.pdf
responder de alfabetização e questoe.pdfresponder de alfabetização e questoe.pdf
responder de alfabetização e questoe.pdf
marcos oliveira
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
responder de alfabetização e questoe.pdf
responder de alfabetização e questoe.pdfresponder de alfabetização e questoe.pdf
responder de alfabetização e questoe.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 

Acolhimento no SCFV

  • 3.  Acolher é receber bem, ouvir a demanda, buscar formas de compreendê-la. Desenvolver formas adequada de receber os usuários de buscam ajuda no serviço, contribuindo, assim, para a humanização do atendimento socioassistencial.  O acolhimento é uma diretriz da Política Nacional de Humanização (PNH), que não tem local nem hora certa para acontecer, nem um profissional específico para fazê-lo: deve fazer parte de todos os encontros do serviço, desde a entrada até a sua saída.
  • 5.  No SCFV podemos fazer dois tipos de acolhida: a acolhida em grupo e a acolhida particularizada.  Na acolhida em grupo a utilização de filmes, dinâmicas, mensagens, poesias e músicas para a sensibilização, a oferta de lanche (quando possível) e uma escuta livre são ferramentas essenciais para a criação de vínculos entre os usuários e o serviço.  A acolhida particularizada consiste na recepção e escuta dos usuários de forma espontânea, ou não, para atender as necessidades e demandas trazidas pela por eles mesmos.
  • 6.  A acolhida em grupo pode ser empregada de modo prévio à acolhida particularizada caracterizando-se como essencial para a identificação das situações de vulnerabilidades vivenciadas, das potencialidades e dos recursos que os usuários e suas famílias dispõem proporcionando o conhecimento necessário e imprescindível para sua inserção no SCFV.
  • 7.  A acolhida deve funcionar como uma estratégia fundamental para a criação e o fortalecimento do vínculo entre SCFV, família e comunidade. É neste momento que as famílias, grupos e indivíduos recebem as informações primordiais para o acesso aos direitos e serviços ofertados pelo CRAS, pela rede socioassistencial e demais políticas setoriais.