SlideShare uma empresa Scribd logo
RELAÇÕES PÚBLICAS
NO TURISMO
TCAT:
Módulo 4 Prof.ª :
Idália Gomes
CONCEITO DE RELAÇÕES PÚBLICAS
Existem várias definições de relações
públicas, umas mais abrangentes outras mais
restritas
Algumas definições de relações públicas:
“As RP são o esforço deliberado, planeado, e contínuo
para estabelecer o entendimento mútuo entre uma
organização e os seus públicos.”
“RP são uma filosofia de administração que coloca os
interesses do público em primeiro lugar, em qualquer
atitude ou decisão. Expressa-se em políticas que se levam
ao público, para assegurar compreensão e obter boa
vontade.”
CONCEITO DE RELAÇÕES PÚBLICAS
“RP são o processo contínuo pelo qual a administração
procura obter a boa vontade e compreensão dos seus
clientes, empregados e públicos em geral.”
Resumindo: RP podem ser consideradas uma
técnica de comunicação (*) bidirecional que tem
como objetivo principal a criação de um clima
favorável de entendimento mútuo entre uma
organização e os seus públicos, através de uma
política de informação e de verdade.
CONCEITO DE RELAÇÕES PÚBLICAS
As RP são mais utilizadas para o público interno ou
grupos de influência específicos (comunicação
social, associações patronais, elites, “famosos”,
autarquias, etc.) do que para os consumidores. Os
seus efeitos são de longo prazo e é desenvolvida
preferencialmente na comunicação institucional.
CONCEITO DE RELAÇÕES PÚBLICAS
(*) COMUNICAR É TORNAR COMUM UMA
INFORMAÇÃO, UMA IDEIA OU UMA ATITUDE.
Contudo, para tomarmos uma decisão correta,
necessitamos de conhecer todas as variáveis do
mix da comunicação, pois cada uma delas tem
caraterísticas específicas e distintas. É preciso
utilizar as variáveis certas à conquista dos
objetivos previamente definidos junto do
respetivo público alvo.
DECIDIR ENTRE:
Publicidade/Relações Públicas/Marketing
Direto/Merchandising/Marketing/Patrocínio/etc.
ORIGEM DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Há quem considere que as Relações Públicas têm origem em meados
do século XIX, nos EUA.
Pode considerar-se que começou com a história pessoal de Rockfeller.
ROCKFELLER era um milionário do petróleo.
Tinha uma imagem muito negativa junto do público
Americano
Contratou um “ASSESSOR DE IMPRENSA”
IVY LEE
Tinha como objetivo melhorar a imagem de ROCKFELLE
ORIGEM DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
IVY LEE
1º PASSO:
Passou a ter um bom relacionamento com a imprensa/media.
Assegurou que toda a informação transmitida era feita de forma
correcta a todos os jornais e jornalistas sem privilegiar nenhum deles.
Assume uma postura de rigor, que lhe permite ganhar a CONFIANÇA
ABSOLUTA DOS JORNALISTAS.
ORIGEM DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
IVY LEE
2º PASSO:
Após ter ganho a confiança dos jornalistas, fez fotografar Rockfeller num
ambiente familiar, descontraído, mostrando ao público uma face
simpática e um lado mais humano.
ORIGEM DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
IVY LEE
3º PASSO:
Passou a publicar os balanços das empresas de Rockfeller, fazendo ressalvar os
impostos que ele pagava ao estado, bem como às cidades onde estavam
implantadas.
Deu também ênfase ao número de empregados, ao montante de salários, etc. das
suas empresas.
ORIGEM DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
IVY LEE
CONCLUSÃO
No final todo este conjunto de divulgação de ações desenvolvidas pela
fundação Rockfeller, levou a que a imagem deste milionário passasse a
ser a de um contribuinte generoso e que garantia um elevado número de
empregados.
A comunicação veio contribuir, sobretudo, para a humanização das
relações entre as pessoas e as empresas. As Relações Públicas
construíram a ponte entre as empresas e os grupos económicos.
EVOLUÇÃO DO CONCEITO DAS RP
As R.P. evoluíram.
No início do século XXI, abarcam áreas tão diversificadas
como os “Public Affairs”, a comunicação institucional, de
produto, financeira, de crise e, mais actualmente, a
Comunicação na Internet.
O desenvolvimento do marketing e das marcas provocou,
também, um redobrado interesse pelas Relações Públicas,
já que o valor da marca vai muito para além da venda no
curto prazo – e as Relações Públicas podem ser um
instrumento fortíssimo para criar, reforçar e proteger
marcas. (ex: a McDonald’s).
EVOLUÇÃO DO CONCEITO DAS RP
EM PORTUGAL
As Relações Públicas aparecem em Portugal em 1960,
quase somente nas sociedades multinacionais.
Em 1964, foi criado o Instituto de Novas Profissões com os
cursos de Relações Públicas e de Turismo.
Em 1968 foi fundada em Lisboa a SOPREP - Sociedade
Portuguesa de Relações Públicas e na década de setenta
foi criada a Escola Superior de Meios de Comunicação.
EVOLUÇÃO DO CONCEITO DAS RP
EM PORTUGAL
Após o 25 de Abril, surgiu uma curta época de grande
crise neste sector. O recomeço dá-se logo nos anos
imediatos, primeiro em departamentos da Administração
Pública e depois nas empresas privadas, mantendo-se
em crescendo constante, embora lento.
A 16 de Abril de 1978, em Assembleia Geral da
Confédération Européen des Relations Publiques que teve
lugar em Lisboa, foi aprovado o Código Europeu de
Conduta Profissional de Relações Públicas - o Código de
Lisboa, ainda vigente.
EVOLUÇÃO DO CONCEITO DAS RP
EM PORTUGAL
Na altura da integração de Portugal na Comunidade Económica
Europeia (1986), apenas existiam três agências de Relações
Públicas em Portugal. Poucos anos depois esse número era já de
trinta e cinco, embora algumas delas não se dedicassem em
exclusivo à comunicação Relacional.
Com vista ao reforço do prestígio desta atividade foi criada em
Setembro de 1989 a APECOM - Associação Portuguesa das
Empresas de Conselho em Comunicação e Relações Públicas.
OBJETIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Objetivo geral: promover a aceitação geral da empresa,
organização ou pessoa, dar a conhecer ao público os serviços
que presta ou os bens que produz e dele recolher opiniões no
sentido de aconselhar a organização nas políticas e
procedimentos a seguir.
(Visando persuadir as pessoas a mudarem de opinião, a
consolidar opiniões não formadas ou pouco desenvolvidas
e a reforçar opiniões existentes)
São 3 as etapas fundamentais de uma mensagem de RP:
CHAMAR A ATENÇÃO;
DESPERTAR O INTERESSE;
INFORMAR O DESTINATÁRIO.
OBJETIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Entre os objetivos da RP destacam-se os seguintes:
•Aumentar/recuperar confiança;
•Estabelecer identidade;
•Aumentar vendas;
•Promover a mudança;
•Comunicar situações de crise;
•Prevenir e solucionar questões laborais;
•Criar e sustentar a confiança na comunidade onde a empresa
opera;
•Superar mal entendidos e combater falsos preconceitos que
possam prejudicar a empresa;
•Investigar as atitudes dos diversos grupos sociais, internos e
externos, para com a empresa;
•Outros
ATIVIDADES EXERCIDAS PELO DEPARTAMENTO
DE RELAÇÕES PÚBLICAS
PESQUISA – realizar sondagens de opinião a empregados, acionistas,
clientes, fornecedores, comunidade sobre tendências sociais,
económicas e políticas;
PLANEAMENTO - estabelecer objetivos, determinar métodos de
comunicação, atribuição de orçamentos e pessoal;
COORDENAÇÃO – prestar informações e recomendações aos
empregados, diretores, chefes, grupos de planos de ação, membros da
comunidade, baseados na informação recolhida;
ADMINISTRAÇÃO - gerir o departamento de RP que presta serviço aos
vários departamentos da instituição;
PRODUÇÃO – execução de publicidade, filmes, publicações,
propaganda institucional, acontecimentos especiais, discursos,
correspondência e boletins, participação na vida da comunidade.
PRINCIPAIS MEIOS AO DISPÔR DE UM
PROFISSIONAL DE RP PARA INFLUENCIAR OS
SEUS PÚBLICOS:
CONTATOS PESSOAIS: encontros, participação em congressos e
seminários, reuniões, clubes ou associações de índole social ou
profissional, acolhimento e integração de trabalhadores;
EVENTOS: realização de encontros, colóquios, seminários, concursos,
conferências de imprensa, galas, festas, feiras e certames;
PUBLICAÇÕES: em brochuras, folhetos, artigos e notícias em revistas,
jornal interno, audiovisuais, cartazes, quadro informativo, manual de
acolhimento, relatório anula de contas
PRINCIPAIS MEIOS AO DISPÔR DE UM
PROFISSIONAL DE RP PARA INFLUENCIAR OS
SEUS PÚBLICOS:
PATROCÍNIOS: apoio financeiro ou não a manifestações de carácter
desportivo, cultural ou outras com contrapartidas negociadas em termos
de visibilidade do patrocinador;
ATIVIDADES DE SERVIÇO PÚBLICO: ações de proteção do ambiente,
ecologia, proteção de espécies animais e vegetais, causas sociais,
programas educativos dirigidos a públicos juvenis;
DIVERSOS: referências à empresa em filmes, livros técnicos e
científicos, visitas às instalações, entre outros.
“Relações públicas e o público estão interligados”
2 de Dezembro – dia das Relações públicas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relações públicas
Relações públicasRelações públicas
Relações públicas
francisco
 
Comunicação escrita
Comunicação escritaComunicação escrita
Comunicação escrita
ppoliveira1
 
Relações Públicas no Desporto
Relações Públicas no DesportoRelações Públicas no Desporto
Relações Públicas no Desporto
CatarinaNeivas
 
Comunicação Mercadológica
Comunicação MercadológicaComunicação Mercadológica
Comunicação Mercadológica
Claudio Toldo
 
Relações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissãoRelações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissão
DAC UFS
 
Fundamentos de relações públicas
Fundamentos de relações públicasFundamentos de relações públicas
Fundamentos de relações públicas
Paulo Marquêz
 
183519659 manual-ufcd-6225-tecnicas-de-normalizacao-documental
183519659 manual-ufcd-6225-tecnicas-de-normalizacao-documental183519659 manual-ufcd-6225-tecnicas-de-normalizacao-documental
183519659 manual-ufcd-6225-tecnicas-de-normalizacao-documental
Ana Brandão
 
Aula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicaçãoAula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicação
Tassiany Pereira
 
Comunicação institucional
Comunicação   institucionalComunicação   institucional
Comunicação institucional
Diego Andreasi
 
Plano de comunicação
Plano de comunicaçãoPlano de comunicação
Plano de comunicação
Carlos Alves
 
Comunicação Integrada
Comunicação IntegradaComunicação Integrada
Comunicação Integrada
Claudio Toldo
 
Aula 01 Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
Aula 01   Teorias da Comunicação - Preliminares e DefiniçõesAula 01   Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
Aula 01 Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
Elizeu Nascimento Silva
 
Classificação e tipologia de eventos
Classificação e tipologia de eventosClassificação e tipologia de eventos
Classificação e tipologia de eventos
Jaqueline dos Santos
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
cattonia
 
Introdução à comunicação empresarial
Introdução à comunicação empresarialIntrodução à comunicação empresarial
Introdução à comunicação empresarial
Carlos Alves
 
Assessoria de imprensa - O que é e como funciona
Assessoria de imprensa - O que é e como funcionaAssessoria de imprensa - O que é e como funciona
Assessoria de imprensa - O que é e como funciona
Happy Hour Comunicação
 
Relações Públicas no Desporto / 12ºano
Relações Públicas no Desporto / 12ºanoRelações Públicas no Desporto / 12ºano
Relações Públicas no Desporto / 12ºano
desportob
 
Definições de relações públicas de acordo com diversos autores
Definições de relações públicas de acordo com diversos autoresDefinições de relações públicas de acordo com diversos autores
Definições de relações públicas de acordo com diversos autores
tainagabrielearaujo
 
O que é Relações Publicas?
O que é Relações Publicas?O que é Relações Publicas?
O que é Relações Publicas?
Josiane Costa
 
3 objectivos e públicos das relações públicas
3 objectivos e públicos das relações públicas3 objectivos e públicos das relações públicas
3 objectivos e públicos das relações públicas
Wellington Lima
 

Mais procurados (20)

Relações públicas
Relações públicasRelações públicas
Relações públicas
 
Comunicação escrita
Comunicação escritaComunicação escrita
Comunicação escrita
 
Relações Públicas no Desporto
Relações Públicas no DesportoRelações Públicas no Desporto
Relações Públicas no Desporto
 
Comunicação Mercadológica
Comunicação MercadológicaComunicação Mercadológica
Comunicação Mercadológica
 
Relações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissãoRelações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissão
 
Fundamentos de relações públicas
Fundamentos de relações públicasFundamentos de relações públicas
Fundamentos de relações públicas
 
183519659 manual-ufcd-6225-tecnicas-de-normalizacao-documental
183519659 manual-ufcd-6225-tecnicas-de-normalizacao-documental183519659 manual-ufcd-6225-tecnicas-de-normalizacao-documental
183519659 manual-ufcd-6225-tecnicas-de-normalizacao-documental
 
Aula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicaçãoAula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicação
 
Comunicação institucional
Comunicação   institucionalComunicação   institucional
Comunicação institucional
 
Plano de comunicação
Plano de comunicaçãoPlano de comunicação
Plano de comunicação
 
Comunicação Integrada
Comunicação IntegradaComunicação Integrada
Comunicação Integrada
 
Aula 01 Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
Aula 01   Teorias da Comunicação - Preliminares e DefiniçõesAula 01   Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
Aula 01 Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
 
Classificação e tipologia de eventos
Classificação e tipologia de eventosClassificação e tipologia de eventos
Classificação e tipologia de eventos
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Introdução à comunicação empresarial
Introdução à comunicação empresarialIntrodução à comunicação empresarial
Introdução à comunicação empresarial
 
Assessoria de imprensa - O que é e como funciona
Assessoria de imprensa - O que é e como funcionaAssessoria de imprensa - O que é e como funciona
Assessoria de imprensa - O que é e como funciona
 
Relações Públicas no Desporto / 12ºano
Relações Públicas no Desporto / 12ºanoRelações Públicas no Desporto / 12ºano
Relações Públicas no Desporto / 12ºano
 
Definições de relações públicas de acordo com diversos autores
Definições de relações públicas de acordo com diversos autoresDefinições de relações públicas de acordo com diversos autores
Definições de relações públicas de acordo com diversos autores
 
O que é Relações Publicas?
O que é Relações Publicas?O que é Relações Publicas?
O que é Relações Publicas?
 
3 objectivos e públicos das relações públicas
3 objectivos e públicos das relações públicas3 objectivos e públicos das relações públicas
3 objectivos e públicos das relações públicas
 

Destaque

O que é Relações Públicas?
O que é Relações Públicas?O que é Relações Públicas?
O que é Relações Públicas?
brunaschorn
 
CONTEXTO HISTORICO DO NASCIMENTO DAS RELACOES PUBLICAS
CONTEXTO HISTORICO DO NASCIMENTO DAS RELACOES PUBLICASCONTEXTO HISTORICO DO NASCIMENTO DAS RELACOES PUBLICAS
CONTEXTO HISTORICO DO NASCIMENTO DAS RELACOES PUBLICAS
Virginia Gabriele
 
A ciência das relações públicas
A ciência das relações públicasA ciência das relações públicas
A ciência das relações públicas
Dragodragons
 
Módulo 4
Módulo 4Módulo 4
Módulo 4
Amélia Baião
 
Conceitos de Relações Públicas
 Conceitos de Relações Públicas Conceitos de Relações Públicas
Conceitos de Relações Públicas
lacerdadacosta
 
Aula 3 - Técnica de Relações Públicas I
Aula 3 - Técnica de Relações Públicas IAula 3 - Técnica de Relações Públicas I
Aula 3 - Técnica de Relações Públicas I
Comunidados
 
Tcat power point(1)
Tcat power point(1)Tcat power point(1)
Tcat power point(1)
Tania Morais Morais
 
Marketing pessoal networking Modulo 4 (TCAT)
Marketing pessoal networking Modulo 4 (TCAT)Marketing pessoal networking Modulo 4 (TCAT)
Marketing pessoal networking Modulo 4 (TCAT)
francisco
 
Planejamento de Relações Públicas
Planejamento de Relações PúblicasPlanejamento de Relações Públicas
Planejamento de Relações Públicas
DAC UFS
 
Relações Públicas: teorias, técnicas e conceitos
Relações Públicas: teorias, técnicas e conceitosRelações Públicas: teorias, técnicas e conceitos
Relações Públicas: teorias, técnicas e conceitosrickinha
 
Público
PúblicoPúblico
Público
Comunidados
 
Públicos / Stakeholders
Públicos / StakeholdersPúblicos / Stakeholders
Públicos / Stakeholders
Lais Kerry
 
Atitude
AtitudeAtitude
Atitude
kyzinha
 
instrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação internainstrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação interna
Lorredana Pereira
 
Perfil do novo profissional de Relações Públicas
Perfil do novo profissional de Relações PúblicasPerfil do novo profissional de Relações Públicas
Perfil do novo profissional de Relações Públicas
MAZÁAA! COMUNICAÇÃO NA PRÁTICA
 
Opiniao pública e os públicos da instituição
Opiniao pública e os públicos da instituiçãoOpiniao pública e os públicos da instituição
Opiniao pública e os públicos da instituição
Pedro Almeida
 
Sumarios de tcat
Sumarios de tcatSumarios de tcat
Sumarios de tcat
francisco
 
Mecenato
MecenatoMecenato
Mecenato
totosalvia18
 
Tcat
TcatTcat
Tcat
Karyn XP
 
TCAT módulo 1
TCAT módulo 1TCAT módulo 1
TCAT módulo 1
Carla Freitas
 

Destaque (20)

O que é Relações Públicas?
O que é Relações Públicas?O que é Relações Públicas?
O que é Relações Públicas?
 
CONTEXTO HISTORICO DO NASCIMENTO DAS RELACOES PUBLICAS
CONTEXTO HISTORICO DO NASCIMENTO DAS RELACOES PUBLICASCONTEXTO HISTORICO DO NASCIMENTO DAS RELACOES PUBLICAS
CONTEXTO HISTORICO DO NASCIMENTO DAS RELACOES PUBLICAS
 
A ciência das relações públicas
A ciência das relações públicasA ciência das relações públicas
A ciência das relações públicas
 
Módulo 4
Módulo 4Módulo 4
Módulo 4
 
Conceitos de Relações Públicas
 Conceitos de Relações Públicas Conceitos de Relações Públicas
Conceitos de Relações Públicas
 
Aula 3 - Técnica de Relações Públicas I
Aula 3 - Técnica de Relações Públicas IAula 3 - Técnica de Relações Públicas I
Aula 3 - Técnica de Relações Públicas I
 
Tcat power point(1)
Tcat power point(1)Tcat power point(1)
Tcat power point(1)
 
Marketing pessoal networking Modulo 4 (TCAT)
Marketing pessoal networking Modulo 4 (TCAT)Marketing pessoal networking Modulo 4 (TCAT)
Marketing pessoal networking Modulo 4 (TCAT)
 
Planejamento de Relações Públicas
Planejamento de Relações PúblicasPlanejamento de Relações Públicas
Planejamento de Relações Públicas
 
Relações Públicas: teorias, técnicas e conceitos
Relações Públicas: teorias, técnicas e conceitosRelações Públicas: teorias, técnicas e conceitos
Relações Públicas: teorias, técnicas e conceitos
 
Público
PúblicoPúblico
Público
 
Públicos / Stakeholders
Públicos / StakeholdersPúblicos / Stakeholders
Públicos / Stakeholders
 
Atitude
AtitudeAtitude
Atitude
 
instrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação internainstrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação interna
 
Perfil do novo profissional de Relações Públicas
Perfil do novo profissional de Relações PúblicasPerfil do novo profissional de Relações Públicas
Perfil do novo profissional de Relações Públicas
 
Opiniao pública e os públicos da instituição
Opiniao pública e os públicos da instituiçãoOpiniao pública e os públicos da instituição
Opiniao pública e os públicos da instituição
 
Sumarios de tcat
Sumarios de tcatSumarios de tcat
Sumarios de tcat
 
Mecenato
MecenatoMecenato
Mecenato
 
Tcat
TcatTcat
Tcat
 
TCAT módulo 1
TCAT módulo 1TCAT módulo 1
TCAT módulo 1
 

Semelhante a Conceito de Relações Públicas

Trabalho de teorias das relaes pblicas (2)
Trabalho de teorias das relaes pblicas (2)Trabalho de teorias das relaes pblicas (2)
Trabalho de teorias das relaes pblicas (2)
andreiafcarvalho
 
Os 4 Rs das Relações Publicas: Reputação
Os 4 Rs das Relações Publicas: ReputaçãoOs 4 Rs das Relações Publicas: Reputação
Os 4 Rs das Relações Publicas: Reputação
marcondes2013-1
 
O indivíduo como marca: A aproximação entre as Relações Públicas e o Personal...
O indivíduo como marca: A aproximação entre as Relações Públicas e o Personal...O indivíduo como marca: A aproximação entre as Relações Públicas e o Personal...
O indivíduo como marca: A aproximação entre as Relações Públicas e o Personal...
Felipe Medeiros
 
Comunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE BásicoComunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE Básico
Carlos Alves
 
comunicaoempresarial
comunicaoempresarialcomunicaoempresarial
comunicaoempresarial
MENTORAMONIZEALMEIDA
 
Santa Maria
Santa MariaSanta Maria
Santa Maria
sacilotorenata
 
Rp resumo
Rp resumoRp resumo
Rp resumo
antonioamar
 
Comunicação nas Organizações
Comunicação nas OrganizaçõesComunicação nas Organizações
Comunicação nas Organizações
DAC UFS
 
A ciência das relações públicas
A ciência das relações públicasA ciência das relações públicas
A ciência das relações públicas
Dragodragons
 
Introdução à Mídia
Introdução à MídiaIntrodução à Mídia
Introdução à Mídia
Doisnovemeia Publicidade
 
Relações Públicas
Relações PúblicasRelações Públicas
Relações Públicas
Above Mocambique
 
Relações publicas em tempo de crise
Relações publicas em tempo de criseRelações publicas em tempo de crise
Relações publicas em tempo de crise
Ana Tomás
 

Semelhante a Conceito de Relações Públicas (12)

Trabalho de teorias das relaes pblicas (2)
Trabalho de teorias das relaes pblicas (2)Trabalho de teorias das relaes pblicas (2)
Trabalho de teorias das relaes pblicas (2)
 
Os 4 Rs das Relações Publicas: Reputação
Os 4 Rs das Relações Publicas: ReputaçãoOs 4 Rs das Relações Publicas: Reputação
Os 4 Rs das Relações Publicas: Reputação
 
O indivíduo como marca: A aproximação entre as Relações Públicas e o Personal...
O indivíduo como marca: A aproximação entre as Relações Públicas e o Personal...O indivíduo como marca: A aproximação entre as Relações Públicas e o Personal...
O indivíduo como marca: A aproximação entre as Relações Públicas e o Personal...
 
Comunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE BásicoComunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE Básico
 
comunicaoempresarial
comunicaoempresarialcomunicaoempresarial
comunicaoempresarial
 
Santa Maria
Santa MariaSanta Maria
Santa Maria
 
Rp resumo
Rp resumoRp resumo
Rp resumo
 
Comunicação nas Organizações
Comunicação nas OrganizaçõesComunicação nas Organizações
Comunicação nas Organizações
 
A ciência das relações públicas
A ciência das relações públicasA ciência das relações públicas
A ciência das relações públicas
 
Introdução à Mídia
Introdução à MídiaIntrodução à Mídia
Introdução à Mídia
 
Relações Públicas
Relações PúblicasRelações Públicas
Relações Públicas
 
Relações publicas em tempo de crise
Relações publicas em tempo de criseRelações publicas em tempo de crise
Relações publicas em tempo de crise
 

Mais de kyzinha

Organizações Governamentais e Não Governamentais
Organizações Governamentais e Não GovernamentaisOrganizações Governamentais e Não Governamentais
Organizações Governamentais e Não Governamentais
kyzinha
 
Nestlé
NestléNestlé
Nestlé
kyzinha
 
Letónia
LetóniaLetónia
Letónia
kyzinha
 
Globalização e Turismo
Globalização e TurismoGlobalização e Turismo
Globalização e Turismo
kyzinha
 
As famílias Portuguesas
As famílias PortuguesasAs famílias Portuguesas
As famílias Portuguesas
kyzinha
 
Animais em extinção
Animais em extinçãoAnimais em extinção
Animais em extinção
kyzinha
 
Nestlé- Uma empresa Suíça no mundo
Nestlé- Uma empresa Suíça no mundoNestlé- Uma empresa Suíça no mundo
Nestlé- Uma empresa Suíça no mundo
kyzinha
 
Arte gótica
Arte gótica Arte gótica
Arte gótica
kyzinha
 
Arquitectura Românica dos Castelos
Arquitectura Românica dos Castelos  Arquitectura Românica dos Castelos
Arquitectura Românica dos Castelos
kyzinha
 
E
EE
Educação Física
Educação Física   Educação Física
Educação Física
kyzinha
 
Caldas da Rainha
Caldas da Rainha Caldas da Rainha
Caldas da Rainha
kyzinha
 
Nestlé
NestléNestlé
Nestlé
kyzinha
 
Nestle
NestleNestle
Nestle
kyzinha
 
Rugby
RugbyRugby
Rugby
kyzinha
 
9º ano Desenvolvimento Sustentavel
9º ano Desenvolvimento Sustentavel9º ano Desenvolvimento Sustentavel
9º ano Desenvolvimento Sustentavel
kyzinha
 
9º-ano Interdependencias
9º-ano Interdependencias9º-ano Interdependencias
9º-ano Interdependencias
kyzinha
 
9º-ano paises desenvolvidos e paises em desenvolvimento
9º-ano paises desenvolvidos e paises em desenvolvimento9º-ano paises desenvolvidos e paises em desenvolvimento
9º-ano paises desenvolvidos e paises em desenvolvimento
kyzinha
 
Delfines de Amor
Delfines de AmorDelfines de Amor
Delfines de Amorkyzinha
 
Relatorio de Simulação de Processos de Fossilização
Relatorio de Simulação de Processos de FossilizaçãoRelatorio de Simulação de Processos de Fossilização
Relatorio de Simulação de Processos de Fossilização
kyzinha
 

Mais de kyzinha (20)

Organizações Governamentais e Não Governamentais
Organizações Governamentais e Não GovernamentaisOrganizações Governamentais e Não Governamentais
Organizações Governamentais e Não Governamentais
 
Nestlé
NestléNestlé
Nestlé
 
Letónia
LetóniaLetónia
Letónia
 
Globalização e Turismo
Globalização e TurismoGlobalização e Turismo
Globalização e Turismo
 
As famílias Portuguesas
As famílias PortuguesasAs famílias Portuguesas
As famílias Portuguesas
 
Animais em extinção
Animais em extinçãoAnimais em extinção
Animais em extinção
 
Nestlé- Uma empresa Suíça no mundo
Nestlé- Uma empresa Suíça no mundoNestlé- Uma empresa Suíça no mundo
Nestlé- Uma empresa Suíça no mundo
 
Arte gótica
Arte gótica Arte gótica
Arte gótica
 
Arquitectura Românica dos Castelos
Arquitectura Românica dos Castelos  Arquitectura Românica dos Castelos
Arquitectura Românica dos Castelos
 
E
EE
E
 
Educação Física
Educação Física   Educação Física
Educação Física
 
Caldas da Rainha
Caldas da Rainha Caldas da Rainha
Caldas da Rainha
 
Nestlé
NestléNestlé
Nestlé
 
Nestle
NestleNestle
Nestle
 
Rugby
RugbyRugby
Rugby
 
9º ano Desenvolvimento Sustentavel
9º ano Desenvolvimento Sustentavel9º ano Desenvolvimento Sustentavel
9º ano Desenvolvimento Sustentavel
 
9º-ano Interdependencias
9º-ano Interdependencias9º-ano Interdependencias
9º-ano Interdependencias
 
9º-ano paises desenvolvidos e paises em desenvolvimento
9º-ano paises desenvolvidos e paises em desenvolvimento9º-ano paises desenvolvidos e paises em desenvolvimento
9º-ano paises desenvolvidos e paises em desenvolvimento
 
Delfines de Amor
Delfines de AmorDelfines de Amor
Delfines de Amor
 
Relatorio de Simulação de Processos de Fossilização
Relatorio de Simulação de Processos de FossilizaçãoRelatorio de Simulação de Processos de Fossilização
Relatorio de Simulação de Processos de Fossilização
 

Conceito de Relações Públicas

  • 2. CONCEITO DE RELAÇÕES PÚBLICAS Existem várias definições de relações públicas, umas mais abrangentes outras mais restritas Algumas definições de relações públicas: “As RP são o esforço deliberado, planeado, e contínuo para estabelecer o entendimento mútuo entre uma organização e os seus públicos.” “RP são uma filosofia de administração que coloca os interesses do público em primeiro lugar, em qualquer atitude ou decisão. Expressa-se em políticas que se levam ao público, para assegurar compreensão e obter boa vontade.”
  • 3. CONCEITO DE RELAÇÕES PÚBLICAS “RP são o processo contínuo pelo qual a administração procura obter a boa vontade e compreensão dos seus clientes, empregados e públicos em geral.” Resumindo: RP podem ser consideradas uma técnica de comunicação (*) bidirecional que tem como objetivo principal a criação de um clima favorável de entendimento mútuo entre uma organização e os seus públicos, através de uma política de informação e de verdade.
  • 4. CONCEITO DE RELAÇÕES PÚBLICAS As RP são mais utilizadas para o público interno ou grupos de influência específicos (comunicação social, associações patronais, elites, “famosos”, autarquias, etc.) do que para os consumidores. Os seus efeitos são de longo prazo e é desenvolvida preferencialmente na comunicação institucional.
  • 5. CONCEITO DE RELAÇÕES PÚBLICAS (*) COMUNICAR É TORNAR COMUM UMA INFORMAÇÃO, UMA IDEIA OU UMA ATITUDE. Contudo, para tomarmos uma decisão correta, necessitamos de conhecer todas as variáveis do mix da comunicação, pois cada uma delas tem caraterísticas específicas e distintas. É preciso utilizar as variáveis certas à conquista dos objetivos previamente definidos junto do respetivo público alvo. DECIDIR ENTRE: Publicidade/Relações Públicas/Marketing Direto/Merchandising/Marketing/Patrocínio/etc.
  • 6. ORIGEM DAS RELAÇÕES PÚBLICAS Há quem considere que as Relações Públicas têm origem em meados do século XIX, nos EUA. Pode considerar-se que começou com a história pessoal de Rockfeller. ROCKFELLER era um milionário do petróleo. Tinha uma imagem muito negativa junto do público Americano Contratou um “ASSESSOR DE IMPRENSA” IVY LEE Tinha como objetivo melhorar a imagem de ROCKFELLE
  • 7. ORIGEM DAS RELAÇÕES PÚBLICAS IVY LEE 1º PASSO: Passou a ter um bom relacionamento com a imprensa/media. Assegurou que toda a informação transmitida era feita de forma correcta a todos os jornais e jornalistas sem privilegiar nenhum deles. Assume uma postura de rigor, que lhe permite ganhar a CONFIANÇA ABSOLUTA DOS JORNALISTAS.
  • 8. ORIGEM DAS RELAÇÕES PÚBLICAS IVY LEE 2º PASSO: Após ter ganho a confiança dos jornalistas, fez fotografar Rockfeller num ambiente familiar, descontraído, mostrando ao público uma face simpática e um lado mais humano.
  • 9. ORIGEM DAS RELAÇÕES PÚBLICAS IVY LEE 3º PASSO: Passou a publicar os balanços das empresas de Rockfeller, fazendo ressalvar os impostos que ele pagava ao estado, bem como às cidades onde estavam implantadas. Deu também ênfase ao número de empregados, ao montante de salários, etc. das suas empresas.
  • 10. ORIGEM DAS RELAÇÕES PÚBLICAS IVY LEE CONCLUSÃO No final todo este conjunto de divulgação de ações desenvolvidas pela fundação Rockfeller, levou a que a imagem deste milionário passasse a ser a de um contribuinte generoso e que garantia um elevado número de empregados. A comunicação veio contribuir, sobretudo, para a humanização das relações entre as pessoas e as empresas. As Relações Públicas construíram a ponte entre as empresas e os grupos económicos.
  • 11. EVOLUÇÃO DO CONCEITO DAS RP As R.P. evoluíram. No início do século XXI, abarcam áreas tão diversificadas como os “Public Affairs”, a comunicação institucional, de produto, financeira, de crise e, mais actualmente, a Comunicação na Internet. O desenvolvimento do marketing e das marcas provocou, também, um redobrado interesse pelas Relações Públicas, já que o valor da marca vai muito para além da venda no curto prazo – e as Relações Públicas podem ser um instrumento fortíssimo para criar, reforçar e proteger marcas. (ex: a McDonald’s).
  • 12. EVOLUÇÃO DO CONCEITO DAS RP EM PORTUGAL As Relações Públicas aparecem em Portugal em 1960, quase somente nas sociedades multinacionais. Em 1964, foi criado o Instituto de Novas Profissões com os cursos de Relações Públicas e de Turismo. Em 1968 foi fundada em Lisboa a SOPREP - Sociedade Portuguesa de Relações Públicas e na década de setenta foi criada a Escola Superior de Meios de Comunicação.
  • 13. EVOLUÇÃO DO CONCEITO DAS RP EM PORTUGAL Após o 25 de Abril, surgiu uma curta época de grande crise neste sector. O recomeço dá-se logo nos anos imediatos, primeiro em departamentos da Administração Pública e depois nas empresas privadas, mantendo-se em crescendo constante, embora lento. A 16 de Abril de 1978, em Assembleia Geral da Confédération Européen des Relations Publiques que teve lugar em Lisboa, foi aprovado o Código Europeu de Conduta Profissional de Relações Públicas - o Código de Lisboa, ainda vigente.
  • 14. EVOLUÇÃO DO CONCEITO DAS RP EM PORTUGAL Na altura da integração de Portugal na Comunidade Económica Europeia (1986), apenas existiam três agências de Relações Públicas em Portugal. Poucos anos depois esse número era já de trinta e cinco, embora algumas delas não se dedicassem em exclusivo à comunicação Relacional. Com vista ao reforço do prestígio desta atividade foi criada em Setembro de 1989 a APECOM - Associação Portuguesa das Empresas de Conselho em Comunicação e Relações Públicas.
  • 15. OBJETIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS Objetivo geral: promover a aceitação geral da empresa, organização ou pessoa, dar a conhecer ao público os serviços que presta ou os bens que produz e dele recolher opiniões no sentido de aconselhar a organização nas políticas e procedimentos a seguir. (Visando persuadir as pessoas a mudarem de opinião, a consolidar opiniões não formadas ou pouco desenvolvidas e a reforçar opiniões existentes) São 3 as etapas fundamentais de uma mensagem de RP: CHAMAR A ATENÇÃO; DESPERTAR O INTERESSE; INFORMAR O DESTINATÁRIO.
  • 16. OBJETIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS Entre os objetivos da RP destacam-se os seguintes: •Aumentar/recuperar confiança; •Estabelecer identidade; •Aumentar vendas; •Promover a mudança; •Comunicar situações de crise; •Prevenir e solucionar questões laborais; •Criar e sustentar a confiança na comunidade onde a empresa opera; •Superar mal entendidos e combater falsos preconceitos que possam prejudicar a empresa; •Investigar as atitudes dos diversos grupos sociais, internos e externos, para com a empresa; •Outros
  • 17. ATIVIDADES EXERCIDAS PELO DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES PÚBLICAS PESQUISA – realizar sondagens de opinião a empregados, acionistas, clientes, fornecedores, comunidade sobre tendências sociais, económicas e políticas; PLANEAMENTO - estabelecer objetivos, determinar métodos de comunicação, atribuição de orçamentos e pessoal; COORDENAÇÃO – prestar informações e recomendações aos empregados, diretores, chefes, grupos de planos de ação, membros da comunidade, baseados na informação recolhida; ADMINISTRAÇÃO - gerir o departamento de RP que presta serviço aos vários departamentos da instituição; PRODUÇÃO – execução de publicidade, filmes, publicações, propaganda institucional, acontecimentos especiais, discursos, correspondência e boletins, participação na vida da comunidade.
  • 18. PRINCIPAIS MEIOS AO DISPÔR DE UM PROFISSIONAL DE RP PARA INFLUENCIAR OS SEUS PÚBLICOS: CONTATOS PESSOAIS: encontros, participação em congressos e seminários, reuniões, clubes ou associações de índole social ou profissional, acolhimento e integração de trabalhadores; EVENTOS: realização de encontros, colóquios, seminários, concursos, conferências de imprensa, galas, festas, feiras e certames; PUBLICAÇÕES: em brochuras, folhetos, artigos e notícias em revistas, jornal interno, audiovisuais, cartazes, quadro informativo, manual de acolhimento, relatório anula de contas
  • 19. PRINCIPAIS MEIOS AO DISPÔR DE UM PROFISSIONAL DE RP PARA INFLUENCIAR OS SEUS PÚBLICOS: PATROCÍNIOS: apoio financeiro ou não a manifestações de carácter desportivo, cultural ou outras com contrapartidas negociadas em termos de visibilidade do patrocinador; ATIVIDADES DE SERVIÇO PÚBLICO: ações de proteção do ambiente, ecologia, proteção de espécies animais e vegetais, causas sociais, programas educativos dirigidos a públicos juvenis; DIVERSOS: referências à empresa em filmes, livros técnicos e científicos, visitas às instalações, entre outros.
  • 20. “Relações públicas e o público estão interligados” 2 de Dezembro – dia das Relações públicas