SlideShare uma empresa Scribd logo
GRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
2016/2017
Curso Profissional Técnico de Comércio
Prova de Aptidão Profissional
Ano letivo 2016/2017
Music Strings, Lda.
TEMA: Sociedade por Quotas
Aluna / formanda: Isabella Paixão
Orientadora: Aida Costa
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Índice
Introdução – Pág. 2
Contrato de Sociedade por Quotas – Pág 3
Formulário para constituição de sociedade e registos - Pág. 5
1ª Fase do Plano de Marketing – Pág. 6
2ª Fase do Plano de Marketing - Pág. 6
3ª Fase do Plano de Marketing - Pág. 7
4ª Fase do Plano de Marketing - Pág.8
5ª Fase do Plano de Marketing - Pág. 8
6ª Fase do Plano de Marketing - Pág. 8
Estudo do mercado – Pág. 10
Layout da empresa – Pág. 13
Figuras do interior da loja – Pág. 14
Cálculos dos custos dos produtos no PDV – Pág. 16
Cálculos dos custos em folha de Excel – Pág. 17
Ficheiros de clientes e de fornecedores – Pág. 18
Contabilidade da empresa – Pág. 19
Fatura de Compra – Pág. 19
Fatura de Venda – Pág. 20
Nota de Débito – Pág. 21
Nota de Crédito – Pág. 22
Recibo- Pág. 23
Balanço – Pág. 24
Inventario classificado – Pág. 25
Técnicas de Marketing e publicidade – Pág. 26
MKT – Pág. 26
Publicidade – Pág. 28
Anexos – Documentos utilizados pela empresa - Pág. 29
Conclusão – Pág. 30
Bibliografia – Pág. 32
2
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Introdução
O Curso Profissional Técnico de Comércio teve a duração de 3 anos letivos tendo como
professoras das disciplinas da Componente Técnica deste curso Aida Costa e Anabela
Delgado. O objetivo desta formação profissional consiste em estar habilitada para o
exercício da função de técnico de comércio em qualquer ramo de atividade e também ter
conhecimentos para poder constituir o meu próprio negócio. Este curso deu-me uma boa
preparação nas áreas do Atendimento, Organização e Gestão de Empresas, das Técnicas de
Vendas, do MKT e em Aplicações Informáticas na área Comercial, estando, igualmente,
apta para elaborar documentos comerciais em suporte informático.
A última fase do curso é a apresentação da PAP - Prova de Aptidão Profissional, onde me
foi proposto criar uma empresa fictícia, e assim nasceu a ideia da Music Strings Lda.
dedicada ao comércio de instrumentos musicais.
Será agora pertinente escrever um pouco sobre conceitos de empreendedorismo que me
foram sendo transmitidos ao longo dos 3 anos do curso.
Assim defino empreendedorismo como sendo a iniciativa, inovação e possibilidade de fazer
coisas novas e/ou de maneira diferente, assim como a capacidade de assumir riscos.
Subentende-se, portanto, que as pessoas empreendedoras estejam prontas para agir, desde
que existam condições favoráveis e o apoio necessário. No meu caso particular como
portadora do Curso Profissional Técnico de Comércio disponho de competências adequadas
à constituição da minha própria empresa. Para além das disciplinas da Componente Técnica
que referi anteriormente, este Curso também me facultou formação nas vertentes de índole
cultural, sociocultural.
Após um estudo do mercado, realizado através de um inquérito a um grupo de jovens
(clientes - alvo), pude observar as tendências dos jovens para o mundo da música. Assim
que considerei ter a informação necessária sobre as perspectivas deste negócio, resolvi criar
a minha própria empresa para me dedicar ao comércio de instrumentos musicais.
A minha empresa vai chamar-se Music Strings e tem como objetivo a oferta de um serviço
especializado e diferenciado para pessoas que procuram na música uma vida melhor.
3
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Contrato de Sociedade por Quotas
Constituição de Sociedade Unipessoal por Quotas
Ata
Aos dezassete dias do mês de novembro de dois mil e dezasseis, na cidade de Lisboa,
Município do Lumiar e Comarca de Lisboa, reuniram-se em assembleia geral extraordinária,
para o fim de se constituir uma Sociedade Unipessoal por Quotas, nos termos da Lei nº
5.764, de 16 de dezembro de 1971. A senhora: Isabella Felisberto Paixão com a
nacionalidade brasileira, 18 anos de idade, estado civil solteira e residente na Av. do Brasil
nº 32 3º Dto., profissão de técnica de comércio, pretende assumir a função de sócia gerente
da empresa Music Strings Lda. - Sociedade Unipessoal por Quotas. Esta ata foi lavrada na
presença do notário e secretariada por mim, António Gomes.
Esta reunião teve o objetivo da constituição da Music Strings Lda. e deliberar sobre os
estatutos que deverão reger a vida desta Sociedade.
O capital social, [integralmente realizado em numerário], a depositar no prazo legal de cinco
dias úteis, é no valor de 15 000 € (quinze mil euros) representado pelas seguintes quotas:
- Uma quota com o valor nominal de 15 000 €, pertencentes a Isabella Paixão;
A sócia gerente declara ter sido informada de que deve proceder à entrega da declaração de
início de actividade para efeitos fiscais, no prazo legal de 15 dias.
Depois da leitura dos referidos os estatutos foi colocada à discussão e, como não houve
qualquer objeção sobre os seus dispositivos, foram submetidos à votação e aprovados por
unanimidade, valendo esta deliberação por uma declaração expressa da vontade livre de
todos os presentes de formar esta Sociedade.
Seguidamente, após consultar a Assembleia, o Presidente declarou definitivamente
constituída nesta data, a Music Strings Lda. com sede na Rua Rio Claro nº 55 1750-300 em
Lisboa.
Nada mais havendo a tratar, o Presidente declarou encerrada a sessão da qual se lavrou a
presente ata que depois de lida, votada e aprovada, vai assinada pela Mesa e pelas pessoas
acima indicadas.
Presidente da Mesa: Lauro Marco Seco
4
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Secretário da Mesa: Roberto Marques
Assinaturas do/ dos Associados: Isabella Paixão
O presente ato constitutivo está lavrado no Livro de Atas, onde constam as respetivas
assinaturas.
5
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Formulário para constituição de sociedades e registos – Empresa Music
Strings, Lda.
6
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
PLANO DE MARKETING
1º Fase do PM
Diagnóstico da situação → Perceber como funciona o mercado
Meio Envolvente:
• Analisar a concorrência
• Conseguir bons fornecedores
• Conquistar clientes:
Definir quem são os potenciais consumidores, onde, quando e quanto consomem, quais
as suas motivações de compra e qual o valor psicológico que atribuem aos instrumentos
musicais;
• Distribuição
Esta empresa definiu bem os seus canais de distribuição em termos de condições
contratuais como os prazos de entrega, logística, quantidades e preços praticados.
Posicionamento estratégico da empresa face à concorrência:
Especialização: A empresa vai centrar-se nos produtos que vende, fazendo uma melhoria
continua e apostar nos canais e formas de distribuição, por isso optou pela estratégia da
Especialização
2º Fase do PM:
Análise SWOT da empresa:
Análise Interna:
Pontos fortes:
• Diversificação de produtos;
• Parcerias;
• Ambiente agradável (bom trabalho de equipe);
Pontos fracos:
7
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
• Falta de formação por parte de alguns funcionários;
• Pouco investimento;
• Gastos em formação de funcionários
Análise Externa:
Oportunidades:
• Rápido crescimento de mercado;
• Bons fornecedores;
• Boa imagem;
• Bom posicionamento estratégico.
Ameaças
• Concorrência;
• Impostos;
• Leis;
3º Fase do PM:
Objetivos da empresa:
Esta empresa considera ser de primordial importância estabelecer os objectivos na medida
em que inicia o seu processo de estratégia de MKT.
Desta forma a empresa determina que os objectivos deverão ser claros, reais e realistas para
poderem ser comparados no futuro com os resultados efectivamente alcançados.
Esta empresa vai também estabelecer objectivos quanto ao volume de vendas a alcançar,
quanto ao índice de satisfação dos clientes e quanto à quota do mercado, entre outros
aspetos.
Objetivo:
O objetivo da empresa é realizar os sonhos dos clientes, através da música, comercializando
instrumentos musicais e acessórios de boa qualidade provendo um atendimento de
excelência para chamar os clientes à loja.
Missão:
8
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
A missão é vender instrumentos musicais de qualidade para fidelizar um maior número de
clientes.
Visão:
A visão é ser uma referência nacional em instrumentos de corda, sopro e percussão com
ótimo custo e qualidade e continuar a investir na inovação.
Valores:
• Compromisso com o cliente;
• Respeito e honestidade;
• Qualidade;
• Confiança;
4º Fase do PM:
Elaborar a estratégia do MKT
Com o objetivo de conquistar clientes esta empresa vai promover formação musical
(ensinando a tocar alguns instrumentos musicais) para que o cliente tenha de renunciar aos
produtos da concorrência e opte pela nossa marca. É importante ter-se em atenção a
fidelização dos clientes como estratégia.
5º Fase do PM:
Crítica do MKT Mix:
A empresa conhece a importância das políticas praticadas pelos concorrentes em relação aos
designados ‘’4 P’s’’ do MKT.
1. Preços
2. Produtos
9
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
3. Promoções
4. PDV - espaço de venda
6º Fase do PM
Orçamento do Marketing
O orçamento da minha empresa irá ser organizado por categorias, todas elas sob o meu
controlo, responsabilizando uma chefia por cada área. As áreas contempladas pelo
orçamento são as seguintes:
• Vendas
• Publicidade e MKT
• SPV – Serviço Pós Venda
• Pesquisa/Inovação
Importante:
Rever o orçamento com alguma regularidade para verificar se está conforme previsto ou
não, no sentido de se poder analisar se está a correr conforme planificado para se poder
reagir se houver variações negativas.
Num orçamento todos os gastos devem ser justificados e os custos devem ser aprovados
pela gerência e devendo o orçamento seguir a estratégia escolhida pela empresa.
O prazo para a concretização do orçamento para este Plano de Marketing será de 3 anos.
Ps: O controlo de resultados, tal como foi referido anteriormente, deverá ser feito com
regularidade.
10
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Estudo de mercado – Music Strings
O estudo de mercado sobre a loja de instrumentos musicais ‘’Music Strings’’ foi elaborado
através de um inquérito com 7 perguntas para saber da oportunidade da abertura de uma loja
de música na área de residência dos inquiridos. O inquérito foi feito a um universo de 30
pessoas.
As 7 perguntas foram:
11
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
12
43%
57%
1ª Questão: Sexo
Feminino
Masculino
23%
30%
47%
2ª Questão: Idade
15-19
20-24
24-30+
40%
37%
23%
3ª Questão: Qual tipo de
instrumentotoca?
Corda
Percussão
Sopro
57%
33%
10%
4ª Questão: Qual a sua opinião
sobre o valor dos preços dos
instrumentos?
Elevado
Pouco elevado
Muito elevado
CLASSIFICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
13
80%
20%
5ª Questão: Compraria algum
produto da nossa loja?
Sim
Não 60%
40%
6ª Questão: Qual o motivo da
compra?
Para o proprio
ara oferta
Conclusão:
1) O público-alvo da empresa Music Strings é do sexo masculino (57%);
2) A idade dos inqueridos (47%) têm idade entre aos 24 anos e os 30 anos;
3) 40% dos inqueridos tocam instrumentos de corda;
4) Os inqueridos classificaram ‘’elevado’’ os preços dos instrumentos (57%);
5) 80% dos inqueridos comprariam algum produto na loja;
6) O motivo da compra seria para o próprio (60%);
7) O motivo que levariam os inqueridos a fidelizar-se como cliente da loja seria a
qualidade do produto (33%)
33%
30%
20%
17%
7ª Questão: Qual o motivo que o
levaria a fidelizar-se como cliente da
loja?
Qualidade do produto
Qualidade do
atendimento
Qualidade/Preço
Preço do produto
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
LAYOUT DA EMPRESA
A entrada da loja está centrada entre duas vitrines abertas para que o cliente possa visualizar
o seu fundo.
Ao lado esquerdo está a vitrine de instrumentos de corda e ao lado direito está vitrine de
instrumentos de percussão.
O centro da loja tem duas caixas e duas ilhas de merchandising (tshirts, canecas, canetas,
gorros, livros, pulseiras, posters, mochilas etc) com o espaço adequado para os clientes
poderem circular.
No lado esquerdo da loja estão os instrumentos de corda (guitarras, baixos, violino, ukuelele
etc).
No lado direito estão os instrumentos de percussão (bateria, bongós, congas, triângulo,
pratos etc) e os instrumentos de sopro (flauta, clarinete, trompete, trompa, tuba etc).
No fundo da loja estão os acessórios para os instrumentos de corda e percussão e também
uma sala de aparelhos para gravação de áudio.
14
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Music Strings por dentro
15
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
16
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
CÁLCULOS DOS CUSTOS DOS PRODUTOS NO PDV:
GUITARRA CLÁSSICA
• Produção: 30 €
• Transporte para armazém: 5 €
• Armazém: 15 €
• Transporte do armazém para o PDV: 5 €
Sub Total: 55 €
• PDV – Percentagem das quebras (5%): 2,75 € (Total:
57,75 €)
• Lucro das lojas do PDV (50%): 28, 88 €
(Total: 86,63€)
• IVA (23%): 19,92€
• Total de venda ao consumidor: 106,55 €
BATERIA:
• Produção: 100 €
• Transporte para armazém: 30 €
• Armazém: 50 €
• Transporte do armazém para o PDV: 15 €
Sub Total: 195 €
• PDV – Percentagem das quebras (5%): 9,75 € (Total:
204,75 €)
• Lucro das lojas do PDV (50%): 102,38 €
(Total: 307,13 €)
• IVA (23%): 70,64 €
• Total de venda ao consumidor: 377,76 €
17
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
FLAUTA TRANSVERSAL:
• Produção: 40 €
• Transporte para armazém: 20 €
• Armazém: 30 €
• Transporte do armazém para o PDV: 5 €
Sub Total: 95 €
• PDV – Percentagem das quebras (5%): 4,75 €
(Total: 99,75 €)
• Lucro das lojas do PDV (50%): 49,88 €
(Total: 149,63 €)
• IVA (23%): 34,41 €
• Total de venda ao consumidor: 184,04 €
18
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
CÁLCULOS DOS CUSTOS DOS PRODUTOS EM EXCEL
19
Guitarra acustica Bateria Flauta transversal
Produção 30,00 € 100,00 € 40,00 €
Transporte p/ armazém 5,00 € 30,00 € 20,00 €
Armazém 15,00 € 50,00 € 30,00 €
Transporte p/ armazém p/ PDV 5,00 € 15,00 € 5,00 €
Subtotal 55,00 € 195,00 € 95,00 €
PDV - Percentagem das quebras (5%) 2,75 € 9,75 € 4,75 €
Total 57,75 € 204,75 € 99,75 €
Lucro das lojas do PDV (50%) 28,88 € 102,38 € 49,88 €
Total 86,63 € 307,13 € 149,63 €
IVA 23% 19,92 € 70,64 € 34,41 €
Total de venda ao consumidor 106,55 € 377,76 € 184,04 €
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
FICHEIROS DE CLIENTES E FORNECEDORES
LISTA DE CLIENTES
LISTA DE FORNECEDORES
20
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Contabilidade da empresa
Fatura de Compra
21
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Fatura de Venda
22
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Nota de débito
23
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Nota de crédito
24
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Nota de recibo
25
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
26
BALANÇO
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
27
BALANÇO EM 10 DE JANEIRO DE 2017 (Modelo Reduzido)
UNIDADE
MONETÁRIA (1)
RUBRICAS
NOTAS DATAS
31 XXX N 31 XXX N-1
ACTIVO
Activo não corrente
Activos fixos tan
gíveis 4500
Propriedades de investimento
Activos intangíveis
Investimentos financeiros
Accionistas/sócios
4500 0
Activo Corrente
Inventários 10500
Clientes
Adiantamentos a fornecedores
Estados e outros entes públicos
Accionistas/sócios
Outras contas a receber
Diferimentos
Outros activos financeiros
Caixa e depósitos bancários
10500 0
Total do activo 15000 0
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO
Capital próprio
Capital realizado 15000
Acções (quotas) próprias
Outros instrumentos de capital próprio
Prémios de emissão
Reservas legais
Outras reservas
Resultados transitados
Excedentes de revalorização
Outras variações no capital próprio
Resultado líquido do período
Total do capital próprio 15000 0
Passivo
Passivo não corrente
Provisões
Financiamentos obtidos
Outras contas a pagar
0 0
Passivo corrente
Fornecedores
Adiantamentos de clientes
Estado e outros entes públicos
Accionistas/sócios
Financiamentos obtidos
Diferimentos
Outras contas a pagar
Outros passivos financeiros
0 0
Total do passivo 0 0
Total do capital próprio e do passivo 15000 0
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
INVENTÁRIO CLASSIFICADO
ATIVO
Ativos fixos tangíveis
Equipamento de escritório
Equipamento diversos 2.000 €
Viatura 2.500 €
Total dos A. Fixos tangíveis 4.500 €
Inventários e ativos biológicos
Instrumentos de corda 3.000 €
Instrumentos de percussão 3.000 €
Instrumentos de sopro 3.000 €
Merchandising 1.500 €
Total dos inventários e A.B 10.500 €
Total do ativo 15.000 €
28
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
TÉCNICAS DE MARKETING E PUBLICIDADE
Marketing
29
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
30
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
Publicidade
31
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
ANEXO: 1
Cartão de identificação de Pessoa Coletiva
(personalidade jurídica)
Fatura de compra
32
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
CONCLUSÃO
A Prova de Aptidão Profissional é o projeto mais marcante de todo o Curso Profissional
Técnico de Comércio pois vai permitir-me demonstrar as variadíssimas capacidades e
conhecimentos obtidos, particularmente, ao nível da Componente Técnica do referido curso.
Esta formação profissional conferiu-me preparação para conseguir realizar este trabalho
pois a sua concretização é o reflexo de todas as aprendizagens adquiridas ao longo dos 3
anos letivos do curso.
O meu Projeto consistiu na elaboração de um trabalho sobre a constituição de uma empresa
fictícia que poderá constituir um documento de consulta para formar uma empresa real.
Para conseguir concluir a Prova de Aptidão Profissional foi necessário apelar à criatividade,
estar envolvida no Projeto, ter motivação e persistência para cumprir as tarefas que me
foram sendo propostas pela Diretora de Curso e orientadora da PAP, professora Aida Costa,
em cada uma das fases da referida Prova.
A elaboração da PAP envolveu um grande esforço e dedicação da minha parte apelando
também às competências técnicas e diversas capacidades que este trabalho exigiu. Os
conhecimentos adquiridos com a experiência constituíram uma mais-valia para mim, a nível
profissional e a nível cultural e social, uma vez que no futuro irei enfrentar outros desafios,
tão ou mais importantes que este.
É com grande satisfação que vejo o meu projeto terminar e, sobretudo, ter realizado um
trabalho com aplicação real e prática que considero ser bastante enriquecedor para o meu
currículo.
Naturalmente que, no decorrer da realização da PAP, senti diversas dificuldades que só
puderam ser ultrapassadas com a capacidade de trabalho que exigi de mim própria e com o
constante apoio da Diretora de Curso.
Não deixo, contudo, de valorizar o contributo que a professora Anabela Delgado deu numa
das partes desta Prova. De referir também o apoio dado pela professora Vitória Serrano na
elaboração das duas tabelas em Access que se encontram no trabalho.
Valorizo também a experiência que tive no ano letivo anterior com a participação no Projeto
sobre "A Empresa" no âmbito do Empreendedorismo promovido pela Junior Achievment.
Agradeço os preciosos contributos dos engenheiros da SIBS Samuel Santos, Paulo Amaral e
Eduardo Coutinho que, em colaboração com a professora Aida Costa, dedicaram algumas
33
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
horas/ aulas, no ano lectivo anterior, à minha turma para nos orientarem a concretizar o
Projeto (desafio) proposto cujo trabalho se veio a revelar muito bem-sucedido.
A estas pessoas dedico o meu profundo reconhecimento por me terem proporcionado uma
experiência única - apresentar, em conjunto com 3 colegas da minha turma, e perante um
júri nacional e um grande público no Centro Comercial Colombo, a nossa empresa que se
propôs ser uma Sociedade por Quotas ligada à música.
O balanço que faço sobre o desenvolvimento da PAP é positivo, quer pela aprendizagem,
quer pela experiência e também pelo resultado final - um documento que poderá ser
consultado por quem deseje saber informações sobre os principais procedimentos para
constituir uma empresa real.
Quanto ao Curso Profissional Técnico de Comércio, a minha opinião é, igualmente, positiva
pois ganhei muitos conhecimentos que me serão, certamente, úteis a nível profissional e
também a nível pessoal.
Este Projeto encontra-se, materialmente, sob a forma de um livro mas a PAP também se
encontra em formato digital.
34
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA
BIBLIOGRAFIA:
- Consultas de sites da Internet;
- Consultas de jornais e revistas (ligadas às áreas de
negócios)
- Consulta de apontamentos das disciplinas das aulas da
Componente Técnica do Curso;
- Informações/orientações dadas pela orientadora da PAP;
35

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Modelo de relatório da Prova de Aptidão Profissional
Modelo de relatório da Prova de Aptidão ProfissionalModelo de relatório da Prova de Aptidão Profissional
Estrutura mensagem
Estrutura mensagemEstrutura mensagem
Estrutura mensagem
ameliapadrao
 
A corrupção vs verdade desportiva
A corrupção vs verdade desportivaA corrupção vs verdade desportiva
A corrupção vs verdade desportiva
Davide Ferreira
 
Especialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisicaEspecialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisica
Daniela Costa
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
Dina Baptista
 
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da InfânciaFernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
Samuel Neves
 
Memorial do convento
Memorial do conventoMemorial do convento
Memorial do convento
João Pedro Rodrigues
 
Violência No Desporto
Violência No DesportoViolência No Desporto
Violência No Desporto
SNM
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por Capítulos
Rui Matos
 
Relatório de estágio cursos profissionais
 Relatório de estágio  cursos profissionais Relatório de estágio  cursos profissionais
Relatório de estágio cursos profissionais
Alzira Figueiredo
 
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
FilipaFonseca
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
fromgaliza
 
Amor de perdição
Amor de perdiçãoAmor de perdição
Amor de perdição
Aparecida Mallagoli
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - Poemas
Ana Tapadas
 
Formulario iave-2018-mat-a
Formulario iave-2018-mat-aFormulario iave-2018-mat-a
Formulario iave-2018-mat-a
Susana Fernandes
 
Memorial do convento - Personagens
Memorial do convento - PersonagensMemorial do convento - Personagens
Memorial do convento - Personagens
MiguelavRodrigues
 
Memorial do Convento - Cap. III
Memorial do Convento - Cap. IIIMemorial do Convento - Cap. III
Memorial do Convento - Cap. III
12º A Golegã
 
resumo 12º ano economia c 1º período
resumo 12º ano economia c 1º períodoresumo 12º ano economia c 1º período
resumo 12º ano economia c 1º período
Lia Treacy
 
Poesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - ResumoPoesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - Resumo
Gijasilvelitz 2
 
Capítulo ii
Capítulo iiCapítulo ii
Capítulo ii
Helena Coutinho
 

Mais procurados (20)

Modelo de relatório da Prova de Aptidão Profissional
Modelo de relatório da Prova de Aptidão ProfissionalModelo de relatório da Prova de Aptidão Profissional
Modelo de relatório da Prova de Aptidão Profissional
 
Estrutura mensagem
Estrutura mensagemEstrutura mensagem
Estrutura mensagem
 
A corrupção vs verdade desportiva
A corrupção vs verdade desportivaA corrupção vs verdade desportiva
A corrupção vs verdade desportiva
 
Especialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisicaEspecialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisica
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
 
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da InfânciaFernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
 
Memorial do convento
Memorial do conventoMemorial do convento
Memorial do convento
 
Violência No Desporto
Violência No DesportoViolência No Desporto
Violência No Desporto
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por Capítulos
 
Relatório de estágio cursos profissionais
 Relatório de estágio  cursos profissionais Relatório de estágio  cursos profissionais
Relatório de estágio cursos profissionais
 
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
Amor de perdição
Amor de perdiçãoAmor de perdição
Amor de perdição
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - Poemas
 
Formulario iave-2018-mat-a
Formulario iave-2018-mat-aFormulario iave-2018-mat-a
Formulario iave-2018-mat-a
 
Memorial do convento - Personagens
Memorial do convento - PersonagensMemorial do convento - Personagens
Memorial do convento - Personagens
 
Memorial do Convento - Cap. III
Memorial do Convento - Cap. IIIMemorial do Convento - Cap. III
Memorial do Convento - Cap. III
 
resumo 12º ano economia c 1º período
resumo 12º ano economia c 1º períodoresumo 12º ano economia c 1º período
resumo 12º ano economia c 1º período
 
Poesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - ResumoPoesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - Resumo
 
Capítulo ii
Capítulo iiCapítulo ii
Capítulo ii
 

Semelhante a PAP - TÉCNICO DE COMÉRCIO

Palestra Comece Certo 2009
Palestra Comece Certo 2009Palestra Comece Certo 2009
Palestra Comece Certo 2009
SEBRAE MS
 
Caderno negócios e soluções para comunicação
Caderno negócios e soluções para comunicaçãoCaderno negócios e soluções para comunicação
Caderno negócios e soluções para comunicação
Acontecendo Aqui
 
guia-funil-de-vendas.pdf
guia-funil-de-vendas.pdfguia-funil-de-vendas.pdf
guia-funil-de-vendas.pdf
zarinha
 
Apresentação Institucional
Apresentação InstitucionalApresentação Institucional
Apresentação Institucional
barichos
 
Funil de Vendas na Prática
Funil de Vendas na PráticaFunil de Vendas na Prática
Funil de Vendas na Prática
Adeildo Caboclo
 
Manual do Visitante de Feiras - 2ª Edição
Manual do Visitante de Feiras - 2ª EdiçãoManual do Visitante de Feiras - 2ª Edição
Manual do Visitante de Feiras - 2ª Edição
Feiras do Brasil
 
Curso Trade Marketing | 15a edição - 2012
Curso Trade Marketing | 15a edição - 2012Curso Trade Marketing | 15a edição - 2012
Curso Trade Marketing | 15a edição - 2012
INVENT® - Conhecimento Estratégico
 
07e08072021.pdf
07e08072021.pdf07e08072021.pdf
07e08072021.pdf
ssusera90514
 
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario juniorPalestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Universidade de Pernambuco
 
Manual do Visitante de Feiras
Manual do Visitante de FeirasManual do Visitante de Feiras
Manual do Visitante de Feiras
Gustavo Chaves
 
Prêmio ABEMD - Jun 2010 - Programa 100% Você
Prêmio ABEMD - Jun 2010 - Programa 100% VocêPrêmio ABEMD - Jun 2010 - Programa 100% Você
Prêmio ABEMD - Jun 2010 - Programa 100% Você
Arilda Vasconcelos
 
A empresa chiquinho motos estar no mercado há 12 anos
A  empresa  chiquinho motos estar no mercado há 12 anosA  empresa  chiquinho motos estar no mercado há 12 anos
A empresa chiquinho motos estar no mercado há 12 anos
Viviane Silva
 
E27 ll07 vf
E27 ll07 vfE27 ll07 vf
E27 ll07 vf
myspakos
 
Lecture 1 Pm 2009 Faap
Lecture 1 Pm 2009 FaapLecture 1 Pm 2009 Faap
Lecture 1 Pm 2009 Faap
fabiogoliveira
 
Agenda Novembro/Dezembro - ER Ribeirão Preto
Agenda Novembro/Dezembro - ER Ribeirão PretoAgenda Novembro/Dezembro - ER Ribeirão Preto
Agenda Novembro/Dezembro - ER Ribeirão Preto
Sebrae-SaoPaulo
 
Ourinhos - Setembro/ Outubro 2015
Ourinhos - Setembro/ Outubro 2015Ourinhos - Setembro/ Outubro 2015
Ourinhos - Setembro/ Outubro 2015
Sebrae-SaoPaulo
 
Araraquara - Maio/ Junho 2015
Araraquara - Maio/ Junho 2015Araraquara - Maio/ Junho 2015
Araraquara - Maio/ Junho 2015
Sebrae-SaoPaulo
 
GMSC - Planejamento 2014
GMSC - Planejamento 2014GMSC - Planejamento 2014
GMSC - Planejamento 2014
grupodemidiasc
 
TNCOM - APRESENTAÇÃO MERCADO IMOBILIÁRIO
TNCOM - APRESENTAÇÃO MERCADO IMOBILIÁRIOTNCOM - APRESENTAÇÃO MERCADO IMOBILIÁRIO
TNCOM - APRESENTAÇÃO MERCADO IMOBILIÁRIO
AGÊNCIA TNCOM
 
Capital Leste 1 - Março/Abril
Capital Leste 1 - Março/AbrilCapital Leste 1 - Março/Abril
Capital Leste 1 - Março/Abril
Sebrae-SaoPaulo
 

Semelhante a PAP - TÉCNICO DE COMÉRCIO (20)

Palestra Comece Certo 2009
Palestra Comece Certo 2009Palestra Comece Certo 2009
Palestra Comece Certo 2009
 
Caderno negócios e soluções para comunicação
Caderno negócios e soluções para comunicaçãoCaderno negócios e soluções para comunicação
Caderno negócios e soluções para comunicação
 
guia-funil-de-vendas.pdf
guia-funil-de-vendas.pdfguia-funil-de-vendas.pdf
guia-funil-de-vendas.pdf
 
Apresentação Institucional
Apresentação InstitucionalApresentação Institucional
Apresentação Institucional
 
Funil de Vendas na Prática
Funil de Vendas na PráticaFunil de Vendas na Prática
Funil de Vendas na Prática
 
Manual do Visitante de Feiras - 2ª Edição
Manual do Visitante de Feiras - 2ª EdiçãoManual do Visitante de Feiras - 2ª Edição
Manual do Visitante de Feiras - 2ª Edição
 
Curso Trade Marketing | 15a edição - 2012
Curso Trade Marketing | 15a edição - 2012Curso Trade Marketing | 15a edição - 2012
Curso Trade Marketing | 15a edição - 2012
 
07e08072021.pdf
07e08072021.pdf07e08072021.pdf
07e08072021.pdf
 
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario juniorPalestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
 
Manual do Visitante de Feiras
Manual do Visitante de FeirasManual do Visitante de Feiras
Manual do Visitante de Feiras
 
Prêmio ABEMD - Jun 2010 - Programa 100% Você
Prêmio ABEMD - Jun 2010 - Programa 100% VocêPrêmio ABEMD - Jun 2010 - Programa 100% Você
Prêmio ABEMD - Jun 2010 - Programa 100% Você
 
A empresa chiquinho motos estar no mercado há 12 anos
A  empresa  chiquinho motos estar no mercado há 12 anosA  empresa  chiquinho motos estar no mercado há 12 anos
A empresa chiquinho motos estar no mercado há 12 anos
 
E27 ll07 vf
E27 ll07 vfE27 ll07 vf
E27 ll07 vf
 
Lecture 1 Pm 2009 Faap
Lecture 1 Pm 2009 FaapLecture 1 Pm 2009 Faap
Lecture 1 Pm 2009 Faap
 
Agenda Novembro/Dezembro - ER Ribeirão Preto
Agenda Novembro/Dezembro - ER Ribeirão PretoAgenda Novembro/Dezembro - ER Ribeirão Preto
Agenda Novembro/Dezembro - ER Ribeirão Preto
 
Ourinhos - Setembro/ Outubro 2015
Ourinhos - Setembro/ Outubro 2015Ourinhos - Setembro/ Outubro 2015
Ourinhos - Setembro/ Outubro 2015
 
Araraquara - Maio/ Junho 2015
Araraquara - Maio/ Junho 2015Araraquara - Maio/ Junho 2015
Araraquara - Maio/ Junho 2015
 
GMSC - Planejamento 2014
GMSC - Planejamento 2014GMSC - Planejamento 2014
GMSC - Planejamento 2014
 
TNCOM - APRESENTAÇÃO MERCADO IMOBILIÁRIO
TNCOM - APRESENTAÇÃO MERCADO IMOBILIÁRIOTNCOM - APRESENTAÇÃO MERCADO IMOBILIÁRIO
TNCOM - APRESENTAÇÃO MERCADO IMOBILIÁRIO
 
Capital Leste 1 - Março/Abril
Capital Leste 1 - Março/AbrilCapital Leste 1 - Março/Abril
Capital Leste 1 - Março/Abril
 

PAP - TÉCNICO DE COMÉRCIO

  • 1. GRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA 2016/2017 Curso Profissional Técnico de Comércio Prova de Aptidão Profissional Ano letivo 2016/2017 Music Strings, Lda. TEMA: Sociedade por Quotas Aluna / formanda: Isabella Paixão Orientadora: Aida Costa
  • 2. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Índice Introdução – Pág. 2 Contrato de Sociedade por Quotas – Pág 3 Formulário para constituição de sociedade e registos - Pág. 5 1ª Fase do Plano de Marketing – Pág. 6 2ª Fase do Plano de Marketing - Pág. 6 3ª Fase do Plano de Marketing - Pág. 7 4ª Fase do Plano de Marketing - Pág.8 5ª Fase do Plano de Marketing - Pág. 8 6ª Fase do Plano de Marketing - Pág. 8 Estudo do mercado – Pág. 10 Layout da empresa – Pág. 13 Figuras do interior da loja – Pág. 14 Cálculos dos custos dos produtos no PDV – Pág. 16 Cálculos dos custos em folha de Excel – Pág. 17 Ficheiros de clientes e de fornecedores – Pág. 18 Contabilidade da empresa – Pág. 19 Fatura de Compra – Pág. 19 Fatura de Venda – Pág. 20 Nota de Débito – Pág. 21 Nota de Crédito – Pág. 22 Recibo- Pág. 23 Balanço – Pág. 24 Inventario classificado – Pág. 25 Técnicas de Marketing e publicidade – Pág. 26 MKT – Pág. 26 Publicidade – Pág. 28 Anexos – Documentos utilizados pela empresa - Pág. 29 Conclusão – Pág. 30 Bibliografia – Pág. 32 2
  • 3. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Introdução O Curso Profissional Técnico de Comércio teve a duração de 3 anos letivos tendo como professoras das disciplinas da Componente Técnica deste curso Aida Costa e Anabela Delgado. O objetivo desta formação profissional consiste em estar habilitada para o exercício da função de técnico de comércio em qualquer ramo de atividade e também ter conhecimentos para poder constituir o meu próprio negócio. Este curso deu-me uma boa preparação nas áreas do Atendimento, Organização e Gestão de Empresas, das Técnicas de Vendas, do MKT e em Aplicações Informáticas na área Comercial, estando, igualmente, apta para elaborar documentos comerciais em suporte informático. A última fase do curso é a apresentação da PAP - Prova de Aptidão Profissional, onde me foi proposto criar uma empresa fictícia, e assim nasceu a ideia da Music Strings Lda. dedicada ao comércio de instrumentos musicais. Será agora pertinente escrever um pouco sobre conceitos de empreendedorismo que me foram sendo transmitidos ao longo dos 3 anos do curso. Assim defino empreendedorismo como sendo a iniciativa, inovação e possibilidade de fazer coisas novas e/ou de maneira diferente, assim como a capacidade de assumir riscos. Subentende-se, portanto, que as pessoas empreendedoras estejam prontas para agir, desde que existam condições favoráveis e o apoio necessário. No meu caso particular como portadora do Curso Profissional Técnico de Comércio disponho de competências adequadas à constituição da minha própria empresa. Para além das disciplinas da Componente Técnica que referi anteriormente, este Curso também me facultou formação nas vertentes de índole cultural, sociocultural. Após um estudo do mercado, realizado através de um inquérito a um grupo de jovens (clientes - alvo), pude observar as tendências dos jovens para o mundo da música. Assim que considerei ter a informação necessária sobre as perspectivas deste negócio, resolvi criar a minha própria empresa para me dedicar ao comércio de instrumentos musicais. A minha empresa vai chamar-se Music Strings e tem como objetivo a oferta de um serviço especializado e diferenciado para pessoas que procuram na música uma vida melhor. 3
  • 4. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Contrato de Sociedade por Quotas Constituição de Sociedade Unipessoal por Quotas Ata Aos dezassete dias do mês de novembro de dois mil e dezasseis, na cidade de Lisboa, Município do Lumiar e Comarca de Lisboa, reuniram-se em assembleia geral extraordinária, para o fim de se constituir uma Sociedade Unipessoal por Quotas, nos termos da Lei nº 5.764, de 16 de dezembro de 1971. A senhora: Isabella Felisberto Paixão com a nacionalidade brasileira, 18 anos de idade, estado civil solteira e residente na Av. do Brasil nº 32 3º Dto., profissão de técnica de comércio, pretende assumir a função de sócia gerente da empresa Music Strings Lda. - Sociedade Unipessoal por Quotas. Esta ata foi lavrada na presença do notário e secretariada por mim, António Gomes. Esta reunião teve o objetivo da constituição da Music Strings Lda. e deliberar sobre os estatutos que deverão reger a vida desta Sociedade. O capital social, [integralmente realizado em numerário], a depositar no prazo legal de cinco dias úteis, é no valor de 15 000 € (quinze mil euros) representado pelas seguintes quotas: - Uma quota com o valor nominal de 15 000 €, pertencentes a Isabella Paixão; A sócia gerente declara ter sido informada de que deve proceder à entrega da declaração de início de actividade para efeitos fiscais, no prazo legal de 15 dias. Depois da leitura dos referidos os estatutos foi colocada à discussão e, como não houve qualquer objeção sobre os seus dispositivos, foram submetidos à votação e aprovados por unanimidade, valendo esta deliberação por uma declaração expressa da vontade livre de todos os presentes de formar esta Sociedade. Seguidamente, após consultar a Assembleia, o Presidente declarou definitivamente constituída nesta data, a Music Strings Lda. com sede na Rua Rio Claro nº 55 1750-300 em Lisboa. Nada mais havendo a tratar, o Presidente declarou encerrada a sessão da qual se lavrou a presente ata que depois de lida, votada e aprovada, vai assinada pela Mesa e pelas pessoas acima indicadas. Presidente da Mesa: Lauro Marco Seco 4
  • 5. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Secretário da Mesa: Roberto Marques Assinaturas do/ dos Associados: Isabella Paixão O presente ato constitutivo está lavrado no Livro de Atas, onde constam as respetivas assinaturas. 5
  • 6. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Formulário para constituição de sociedades e registos – Empresa Music Strings, Lda. 6
  • 7. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA PLANO DE MARKETING 1º Fase do PM Diagnóstico da situação → Perceber como funciona o mercado Meio Envolvente: • Analisar a concorrência • Conseguir bons fornecedores • Conquistar clientes: Definir quem são os potenciais consumidores, onde, quando e quanto consomem, quais as suas motivações de compra e qual o valor psicológico que atribuem aos instrumentos musicais; • Distribuição Esta empresa definiu bem os seus canais de distribuição em termos de condições contratuais como os prazos de entrega, logística, quantidades e preços praticados. Posicionamento estratégico da empresa face à concorrência: Especialização: A empresa vai centrar-se nos produtos que vende, fazendo uma melhoria continua e apostar nos canais e formas de distribuição, por isso optou pela estratégia da Especialização 2º Fase do PM: Análise SWOT da empresa: Análise Interna: Pontos fortes: • Diversificação de produtos; • Parcerias; • Ambiente agradável (bom trabalho de equipe); Pontos fracos: 7
  • 8. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA • Falta de formação por parte de alguns funcionários; • Pouco investimento; • Gastos em formação de funcionários Análise Externa: Oportunidades: • Rápido crescimento de mercado; • Bons fornecedores; • Boa imagem; • Bom posicionamento estratégico. Ameaças • Concorrência; • Impostos; • Leis; 3º Fase do PM: Objetivos da empresa: Esta empresa considera ser de primordial importância estabelecer os objectivos na medida em que inicia o seu processo de estratégia de MKT. Desta forma a empresa determina que os objectivos deverão ser claros, reais e realistas para poderem ser comparados no futuro com os resultados efectivamente alcançados. Esta empresa vai também estabelecer objectivos quanto ao volume de vendas a alcançar, quanto ao índice de satisfação dos clientes e quanto à quota do mercado, entre outros aspetos. Objetivo: O objetivo da empresa é realizar os sonhos dos clientes, através da música, comercializando instrumentos musicais e acessórios de boa qualidade provendo um atendimento de excelência para chamar os clientes à loja. Missão: 8
  • 9. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA A missão é vender instrumentos musicais de qualidade para fidelizar um maior número de clientes. Visão: A visão é ser uma referência nacional em instrumentos de corda, sopro e percussão com ótimo custo e qualidade e continuar a investir na inovação. Valores: • Compromisso com o cliente; • Respeito e honestidade; • Qualidade; • Confiança; 4º Fase do PM: Elaborar a estratégia do MKT Com o objetivo de conquistar clientes esta empresa vai promover formação musical (ensinando a tocar alguns instrumentos musicais) para que o cliente tenha de renunciar aos produtos da concorrência e opte pela nossa marca. É importante ter-se em atenção a fidelização dos clientes como estratégia. 5º Fase do PM: Crítica do MKT Mix: A empresa conhece a importância das políticas praticadas pelos concorrentes em relação aos designados ‘’4 P’s’’ do MKT. 1. Preços 2. Produtos 9
  • 10. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA 3. Promoções 4. PDV - espaço de venda 6º Fase do PM Orçamento do Marketing O orçamento da minha empresa irá ser organizado por categorias, todas elas sob o meu controlo, responsabilizando uma chefia por cada área. As áreas contempladas pelo orçamento são as seguintes: • Vendas • Publicidade e MKT • SPV – Serviço Pós Venda • Pesquisa/Inovação Importante: Rever o orçamento com alguma regularidade para verificar se está conforme previsto ou não, no sentido de se poder analisar se está a correr conforme planificado para se poder reagir se houver variações negativas. Num orçamento todos os gastos devem ser justificados e os custos devem ser aprovados pela gerência e devendo o orçamento seguir a estratégia escolhida pela empresa. O prazo para a concretização do orçamento para este Plano de Marketing será de 3 anos. Ps: O controlo de resultados, tal como foi referido anteriormente, deverá ser feito com regularidade. 10
  • 11. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Estudo de mercado – Music Strings O estudo de mercado sobre a loja de instrumentos musicais ‘’Music Strings’’ foi elaborado através de um inquérito com 7 perguntas para saber da oportunidade da abertura de uma loja de música na área de residência dos inquiridos. O inquérito foi feito a um universo de 30 pessoas. As 7 perguntas foram: 11
  • 12. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA 12 43% 57% 1ª Questão: Sexo Feminino Masculino 23% 30% 47% 2ª Questão: Idade 15-19 20-24 24-30+ 40% 37% 23% 3ª Questão: Qual tipo de instrumentotoca? Corda Percussão Sopro 57% 33% 10% 4ª Questão: Qual a sua opinião sobre o valor dos preços dos instrumentos? Elevado Pouco elevado Muito elevado CLASSIFICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO
  • 13. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA 13 80% 20% 5ª Questão: Compraria algum produto da nossa loja? Sim Não 60% 40% 6ª Questão: Qual o motivo da compra? Para o proprio ara oferta Conclusão: 1) O público-alvo da empresa Music Strings é do sexo masculino (57%); 2) A idade dos inqueridos (47%) têm idade entre aos 24 anos e os 30 anos; 3) 40% dos inqueridos tocam instrumentos de corda; 4) Os inqueridos classificaram ‘’elevado’’ os preços dos instrumentos (57%); 5) 80% dos inqueridos comprariam algum produto na loja; 6) O motivo da compra seria para o próprio (60%); 7) O motivo que levariam os inqueridos a fidelizar-se como cliente da loja seria a qualidade do produto (33%) 33% 30% 20% 17% 7ª Questão: Qual o motivo que o levaria a fidelizar-se como cliente da loja? Qualidade do produto Qualidade do atendimento Qualidade/Preço Preço do produto
  • 14. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA LAYOUT DA EMPRESA A entrada da loja está centrada entre duas vitrines abertas para que o cliente possa visualizar o seu fundo. Ao lado esquerdo está a vitrine de instrumentos de corda e ao lado direito está vitrine de instrumentos de percussão. O centro da loja tem duas caixas e duas ilhas de merchandising (tshirts, canecas, canetas, gorros, livros, pulseiras, posters, mochilas etc) com o espaço adequado para os clientes poderem circular. No lado esquerdo da loja estão os instrumentos de corda (guitarras, baixos, violino, ukuelele etc). No lado direito estão os instrumentos de percussão (bateria, bongós, congas, triângulo, pratos etc) e os instrumentos de sopro (flauta, clarinete, trompete, trompa, tuba etc). No fundo da loja estão os acessórios para os instrumentos de corda e percussão e também uma sala de aparelhos para gravação de áudio. 14
  • 15. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Music Strings por dentro 15
  • 16. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA 16
  • 17. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA CÁLCULOS DOS CUSTOS DOS PRODUTOS NO PDV: GUITARRA CLÁSSICA • Produção: 30 € • Transporte para armazém: 5 € • Armazém: 15 € • Transporte do armazém para o PDV: 5 € Sub Total: 55 € • PDV – Percentagem das quebras (5%): 2,75 € (Total: 57,75 €) • Lucro das lojas do PDV (50%): 28, 88 € (Total: 86,63€) • IVA (23%): 19,92€ • Total de venda ao consumidor: 106,55 € BATERIA: • Produção: 100 € • Transporte para armazém: 30 € • Armazém: 50 € • Transporte do armazém para o PDV: 15 € Sub Total: 195 € • PDV – Percentagem das quebras (5%): 9,75 € (Total: 204,75 €) • Lucro das lojas do PDV (50%): 102,38 € (Total: 307,13 €) • IVA (23%): 70,64 € • Total de venda ao consumidor: 377,76 € 17
  • 18. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA FLAUTA TRANSVERSAL: • Produção: 40 € • Transporte para armazém: 20 € • Armazém: 30 € • Transporte do armazém para o PDV: 5 € Sub Total: 95 € • PDV – Percentagem das quebras (5%): 4,75 € (Total: 99,75 €) • Lucro das lojas do PDV (50%): 49,88 € (Total: 149,63 €) • IVA (23%): 34,41 € • Total de venda ao consumidor: 184,04 € 18
  • 19. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA CÁLCULOS DOS CUSTOS DOS PRODUTOS EM EXCEL 19 Guitarra acustica Bateria Flauta transversal Produção 30,00 € 100,00 € 40,00 € Transporte p/ armazém 5,00 € 30,00 € 20,00 € Armazém 15,00 € 50,00 € 30,00 € Transporte p/ armazém p/ PDV 5,00 € 15,00 € 5,00 € Subtotal 55,00 € 195,00 € 95,00 € PDV - Percentagem das quebras (5%) 2,75 € 9,75 € 4,75 € Total 57,75 € 204,75 € 99,75 € Lucro das lojas do PDV (50%) 28,88 € 102,38 € 49,88 € Total 86,63 € 307,13 € 149,63 € IVA 23% 19,92 € 70,64 € 34,41 € Total de venda ao consumidor 106,55 € 377,76 € 184,04 €
  • 20. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA FICHEIROS DE CLIENTES E FORNECEDORES LISTA DE CLIENTES LISTA DE FORNECEDORES 20
  • 21. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Contabilidade da empresa Fatura de Compra 21
  • 22. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Fatura de Venda 22
  • 23. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Nota de débito 23
  • 24. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Nota de crédito 24
  • 25. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Nota de recibo 25
  • 26. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA 26 BALANÇO
  • 27. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA 27 BALANÇO EM 10 DE JANEIRO DE 2017 (Modelo Reduzido) UNIDADE MONETÁRIA (1) RUBRICAS NOTAS DATAS 31 XXX N 31 XXX N-1 ACTIVO Activo não corrente Activos fixos tan gíveis 4500 Propriedades de investimento Activos intangíveis Investimentos financeiros Accionistas/sócios 4500 0 Activo Corrente Inventários 10500 Clientes Adiantamentos a fornecedores Estados e outros entes públicos Accionistas/sócios Outras contas a receber Diferimentos Outros activos financeiros Caixa e depósitos bancários 10500 0 Total do activo 15000 0 CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO Capital próprio Capital realizado 15000 Acções (quotas) próprias Outros instrumentos de capital próprio Prémios de emissão Reservas legais Outras reservas Resultados transitados Excedentes de revalorização Outras variações no capital próprio Resultado líquido do período Total do capital próprio 15000 0 Passivo Passivo não corrente Provisões Financiamentos obtidos Outras contas a pagar 0 0 Passivo corrente Fornecedores Adiantamentos de clientes Estado e outros entes públicos Accionistas/sócios Financiamentos obtidos Diferimentos Outras contas a pagar Outros passivos financeiros 0 0 Total do passivo 0 0 Total do capital próprio e do passivo 15000 0
  • 28. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA INVENTÁRIO CLASSIFICADO ATIVO Ativos fixos tangíveis Equipamento de escritório Equipamento diversos 2.000 € Viatura 2.500 € Total dos A. Fixos tangíveis 4.500 € Inventários e ativos biológicos Instrumentos de corda 3.000 € Instrumentos de percussão 3.000 € Instrumentos de sopro 3.000 € Merchandising 1.500 € Total dos inventários e A.B 10.500 € Total do ativo 15.000 € 28
  • 29. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA TÉCNICAS DE MARKETING E PUBLICIDADE Marketing 29
  • 30. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA 30
  • 31. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA Publicidade 31
  • 32. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA ANEXO: 1 Cartão de identificação de Pessoa Coletiva (personalidade jurídica) Fatura de compra 32
  • 33. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA CONCLUSÃO A Prova de Aptidão Profissional é o projeto mais marcante de todo o Curso Profissional Técnico de Comércio pois vai permitir-me demonstrar as variadíssimas capacidades e conhecimentos obtidos, particularmente, ao nível da Componente Técnica do referido curso. Esta formação profissional conferiu-me preparação para conseguir realizar este trabalho pois a sua concretização é o reflexo de todas as aprendizagens adquiridas ao longo dos 3 anos letivos do curso. O meu Projeto consistiu na elaboração de um trabalho sobre a constituição de uma empresa fictícia que poderá constituir um documento de consulta para formar uma empresa real. Para conseguir concluir a Prova de Aptidão Profissional foi necessário apelar à criatividade, estar envolvida no Projeto, ter motivação e persistência para cumprir as tarefas que me foram sendo propostas pela Diretora de Curso e orientadora da PAP, professora Aida Costa, em cada uma das fases da referida Prova. A elaboração da PAP envolveu um grande esforço e dedicação da minha parte apelando também às competências técnicas e diversas capacidades que este trabalho exigiu. Os conhecimentos adquiridos com a experiência constituíram uma mais-valia para mim, a nível profissional e a nível cultural e social, uma vez que no futuro irei enfrentar outros desafios, tão ou mais importantes que este. É com grande satisfação que vejo o meu projeto terminar e, sobretudo, ter realizado um trabalho com aplicação real e prática que considero ser bastante enriquecedor para o meu currículo. Naturalmente que, no decorrer da realização da PAP, senti diversas dificuldades que só puderam ser ultrapassadas com a capacidade de trabalho que exigi de mim própria e com o constante apoio da Diretora de Curso. Não deixo, contudo, de valorizar o contributo que a professora Anabela Delgado deu numa das partes desta Prova. De referir também o apoio dado pela professora Vitória Serrano na elaboração das duas tabelas em Access que se encontram no trabalho. Valorizo também a experiência que tive no ano letivo anterior com a participação no Projeto sobre "A Empresa" no âmbito do Empreendedorismo promovido pela Junior Achievment. Agradeço os preciosos contributos dos engenheiros da SIBS Samuel Santos, Paulo Amaral e Eduardo Coutinho que, em colaboração com a professora Aida Costa, dedicaram algumas 33
  • 34. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA horas/ aulas, no ano lectivo anterior, à minha turma para nos orientarem a concretizar o Projeto (desafio) proposto cujo trabalho se veio a revelar muito bem-sucedido. A estas pessoas dedico o meu profundo reconhecimento por me terem proporcionado uma experiência única - apresentar, em conjunto com 3 colegas da minha turma, e perante um júri nacional e um grande público no Centro Comercial Colombo, a nossa empresa que se propôs ser uma Sociedade por Quotas ligada à música. O balanço que faço sobre o desenvolvimento da PAP é positivo, quer pela aprendizagem, quer pela experiência e também pelo resultado final - um documento que poderá ser consultado por quem deseje saber informações sobre os principais procedimentos para constituir uma empresa real. Quanto ao Curso Profissional Técnico de Comércio, a minha opinião é, igualmente, positiva pois ganhei muitos conhecimentos que me serão, certamente, úteis a nível profissional e também a nível pessoal. Este Projeto encontra-se, materialmente, sob a forma de um livro mas a PAP também se encontra em formato digital. 34
  • 35. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROF. LINDLEY CINTRA BIBLIOGRAFIA: - Consultas de sites da Internet; - Consultas de jornais e revistas (ligadas às áreas de negócios) - Consulta de apontamentos das disciplinas das aulas da Componente Técnica do Curso; - Informações/orientações dadas pela orientadora da PAP; 35