SlideShare uma empresa Scribd logo
APRENDER A APRENDER 
Perspectiva das relações de ensino 
aprendizagem com as novas tecnologias e 
gerações. 
Quem é o sujeito da 
Contemporaneidade
É histórico capitalista; sustentado pelo 
jurídico e sua individualização pelo 
Estado. 
O Sujeito
Sujeito 
•Histórico; 
• Social; 
•Emocional; 
•Individual.
O Sujeito da 
Contempoarneidade 
FORA 
• Percebe os 
sintomas da 
atualidade; 
• Recua e resiste a 
modernidade. 
DENTR 
O 
O 
U •Vivencia os sintomas 
da contemporaneidade; 
•Se envolve e se 
capacita para os 
movimentos da 
moderniade.
Conceito Básico do Sujeito da 
Cotemporaneidade 
•Tem Consciência de 
pertencimento da história da 
humanidade; 
•É autor da mesma sentindo-se 
inserido no processo.
O Sujeito inserido na 
contemporaneiade 
•Procura atualizações científicas ; 
•Não resiste às Tecnologias; 
•Reconhece os nativos contemporâneos & sua 
adaptação ao mesmo; 
•Procura tecnologias.
•A técnica; 
Importante ao sujeito da 
Contempoaraneiddade 
•A Comunicação; 
•A informação.
SUJEITO 
Aperfeiçoamento 
e conhecimento 
do novo. 
Acessíbilidade e 
Participação 
TÉCNICA COMUNICAÇÃO INFORMAÇÃO 
COMO APRENDER A APRENDER NA 
CONTEMPORANEIDADE?
APRENDER A APRENDER 
TRILOGIA DO ATO DO APRENDER A 
APRENDER 
ESTIMULAR 
PROCESSAR 
USAR
Era do conhecimento 
Hoje você precisa ter muito conhecimento e, muitas 
vezes, eles têm que ser super focado. 
Peter Druker 
Conhecimento memorizado não é conhecimento 
construído. 
Paulo Freire
O CÉREBRO 
PROCESSA 
R VER E 
AVALIAR 
USAR
ESTADO MELHOR PARA 
APRENDER A APRENDER 
MOTIVAÇÃO 
ALERTA 
RELAXADO 
OBJETIVO 
CURIOSIDA 
DE 
INTERESSE
APRENDIZAGEM 
 É o processo pelo qual o cérebro reage aos estímulos do ambiente, ativa essas 
sinapses (ligações entre os neurônios por onde passam os estímulos), tornado-as 
mais "intensas". 
INDIVÍDUO 
•HEREDITARIEDADE 
•BIOLOGIA 
•NATUREZA 
•FATORES 
INTRÍSECOS 
TAREFA 
•ASPECTOS 
MOTORES 
•ASPECTOS 
PERCEPTIVOS 
•ASPECTOS 
ENERGÉTICOS 
AMBIENTE 
•EXPERIÊNCIA 
•APRENDIZAGEM 
•ENCORAJAMENTO 
•FATORES 
INTRÍNSECOS 
ESTIMULAÇÃO 
OCASIONAL ESTIMULAÇÃO 
ORGANIZADA
MOTIVAÇÃO 
 O uso de estratégias adequadas em um processo de ensino dinâmico 
e prazeroso provocará consequentemente, alterações na quantidade e 
qualidade das conexões sinápticas, afetando assim o funcionamento 
cerebral, de forma positiva e permanente, com resultados 
extremamente satisfatórios. 
 A aprendizagem ocorre quando dois ou mais sistemas funcionam de 
forma inter - relacionada. 
Área estimulada 
Sinaptogenese. 
Se não for estimulada 
não aumenta ou se parar 
o estimulo e também 
a Sinaptogenese.
SISTEMA DE RECOMPENSAS 
 Outra grande descoberta das neurociências é que 
através de atividades prazerosas e desafiadoras o 
"disparo" entre as células neurais acontece mais 
facilmente: as sinapses se fortalecem e redes 
neurais se estabelecem com mais facilidade. 
ESTÍMULO E PLASTICIDADE 
NOVAS 
RAMIFICAÇÕES
TALENTO 
Através da neurociência, talentos podem surgir 
independentes dos saberes inatos do sujeito. 
•Estímulo; 
•Treinamento; 
•Motivação; 
•Conquistas; 
•Prática.
MEMÓRIA 
1.Repetição 
2.Elaboração 
3.Consolidação 
Obs. Podem está em vários níveis de ativação 
(forte ou fraco) 
Memória explícita – (faz uso de processos 
conscientes)
MEMÓRIA IMPLÍCITA (NÃO FAZ USO DE 
PROCESSOS CONSCIENTES) 
Memória de procedimento envolve as habilidades 
sensório motoras que acumulamos no cotidiano.
CONCLUSÕES NEUROCIENTÍFICAS 
LIGADAS AO ATO DE APRENDER A 
APRENDER Emoção 
Ela interfere no processo de retenção da informação. 
Motivação 
Ela é necessária para aprender. 
Atenção 
Ela é fundamental para a percepção e para a aprendizagem 
A influência do meio 
É importante e mantém a relação com o outro e o ato de aprender. 
Memória 
Ela é mais efetiva na associação com um conhecimento já adquirido
ASSESSORIA E CONSULTORIA EDUCACIONAL 
& CLÍNICA ESPECIALIZADA 
3033 3620 / 92803620 
Lusiane Carvalho Psicopedagoga 
lusianecarvalho@hotmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Escrita para todos a aplicação da neurociência na docência e na aprendizagem
Escrita para todos a aplicação da neurociência na docência e na aprendizagemEscrita para todos a aplicação da neurociência na docência e na aprendizagem
Escrita para todos a aplicação da neurociência na docência e na aprendizagem
Susana Felix
 
Artigo suzane neuroeducação
Artigo suzane neuroeducaçãoArtigo suzane neuroeducação
Artigo suzane neuroeducação
Foz Censupeg
 
como o cerebro aprende
como o cerebro aprendecomo o cerebro aprende
como o cerebro aprende
Valdiane Melo
 
Neurociências em benefício da educação! neuropsicopedagogia clínica
Neurociências em benefício da educação!  neuropsicopedagogia clínicaNeurociências em benefício da educação!  neuropsicopedagogia clínica
Neurociências em benefício da educação! neuropsicopedagogia clínica
Andre Silva
 
Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem   Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem
Faculdade Metropolitanas Unidas - FMU
 
Ufrgs neurociências na formação básica do professor
Ufrgs neurociências na formação básica do professorUfrgs neurociências na formação básica do professor
Ufrgs neurociências na formação básica do professor
Ana Lúcia Hennemann
 
Neuroaprendizagem
NeuroaprendizagemNeuroaprendizagem
Neuroaprendizagem
Samara Brito
 
Neurociencia como-ela-ajuda-a-entender-a-aprendizagem
Neurociencia como-ela-ajuda-a-entender-a-aprendizagemNeurociencia como-ela-ajuda-a-entender-a-aprendizagem
Neurociencia como-ela-ajuda-a-entender-a-aprendizagem
Claudinéia da Silva de Oliveira
 
A neurociência deve ir para sala de aula
A neurociência deve ir para sala de aulaA neurociência deve ir para sala de aula
A neurociência deve ir para sala de aula
Ana Lúcia Hennemann
 
Como o cérebro aprende
Como o cérebro aprendeComo o cérebro aprende
Como o cérebro aprende
Anna Kowalska Guimarães
 
Impacto da neurociência na sala de aula
Impacto da neurociência na sala de aulaImpacto da neurociência na sala de aula
Impacto da neurociência na sala de aula
Claudinéia da Silva de Oliveira
 
Neuropsicopedagogia novas perspectivas para a aprendizagem
Neuropsicopedagogia novas perspectivas para a aprendizagemNeuropsicopedagogia novas perspectivas para a aprendizagem
Neuropsicopedagogia novas perspectivas para a aprendizagem
Ana Lúcia Hennemann
 
COMO O CÉREBRO APRENDE
COMO O CÉREBRO APRENDECOMO O CÉREBRO APRENDE
COMO O CÉREBRO APRENDE
Valdiane Melo
 
Monografia neuropedagogia of.doc
Monografia neuropedagogia of.docMonografia neuropedagogia of.doc
Monografia neuropedagogia of.doc
Universidade Oeste do Paraná
 
COMO O CÉREBRO APRENDE - Cómo Aprende el Cerebro
COMO O CÉREBRO APRENDE - Cómo Aprende el CerebroCOMO O CÉREBRO APRENDE - Cómo Aprende el Cerebro
COMO O CÉREBRO APRENDE - Cómo Aprende el Cerebro
IFRS - Campus Sertão
 
As bases neurologicas dos disturbios e dificuldades de aprendizagem
As bases neurologicas  dos disturbios e dificuldades de aprendizagemAs bases neurologicas  dos disturbios e dificuldades de aprendizagem
As bases neurologicas dos disturbios e dificuldades de aprendizagem
glauciacorreaperes
 
Neuropsicopedagogia clínica
Neuropsicopedagogia clínicaNeuropsicopedagogia clínica
Neuropsicopedagogia clínica
Ana Lúcia Hennemann
 
Fundamentos da Neurociência
Fundamentos da NeurociênciaFundamentos da Neurociência
Fundamentos da Neurociência
Instituto Consciência GO
 
O funcionamento do cerebro no processo ensino aprendizagem
O funcionamento do cerebro no processo ensino aprendizagemO funcionamento do cerebro no processo ensino aprendizagem
O funcionamento do cerebro no processo ensino aprendizagem
Maria Aparecida Capellari
 

Mais procurados (19)

Escrita para todos a aplicação da neurociência na docência e na aprendizagem
Escrita para todos a aplicação da neurociência na docência e na aprendizagemEscrita para todos a aplicação da neurociência na docência e na aprendizagem
Escrita para todos a aplicação da neurociência na docência e na aprendizagem
 
Artigo suzane neuroeducação
Artigo suzane neuroeducaçãoArtigo suzane neuroeducação
Artigo suzane neuroeducação
 
como o cerebro aprende
como o cerebro aprendecomo o cerebro aprende
como o cerebro aprende
 
Neurociências em benefício da educação! neuropsicopedagogia clínica
Neurociências em benefício da educação!  neuropsicopedagogia clínicaNeurociências em benefício da educação!  neuropsicopedagogia clínica
Neurociências em benefício da educação! neuropsicopedagogia clínica
 
Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem   Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem
 
Ufrgs neurociências na formação básica do professor
Ufrgs neurociências na formação básica do professorUfrgs neurociências na formação básica do professor
Ufrgs neurociências na formação básica do professor
 
Neuroaprendizagem
NeuroaprendizagemNeuroaprendizagem
Neuroaprendizagem
 
Neurociencia como-ela-ajuda-a-entender-a-aprendizagem
Neurociencia como-ela-ajuda-a-entender-a-aprendizagemNeurociencia como-ela-ajuda-a-entender-a-aprendizagem
Neurociencia como-ela-ajuda-a-entender-a-aprendizagem
 
A neurociência deve ir para sala de aula
A neurociência deve ir para sala de aulaA neurociência deve ir para sala de aula
A neurociência deve ir para sala de aula
 
Como o cérebro aprende
Como o cérebro aprendeComo o cérebro aprende
Como o cérebro aprende
 
Impacto da neurociência na sala de aula
Impacto da neurociência na sala de aulaImpacto da neurociência na sala de aula
Impacto da neurociência na sala de aula
 
Neuropsicopedagogia novas perspectivas para a aprendizagem
Neuropsicopedagogia novas perspectivas para a aprendizagemNeuropsicopedagogia novas perspectivas para a aprendizagem
Neuropsicopedagogia novas perspectivas para a aprendizagem
 
COMO O CÉREBRO APRENDE
COMO O CÉREBRO APRENDECOMO O CÉREBRO APRENDE
COMO O CÉREBRO APRENDE
 
Monografia neuropedagogia of.doc
Monografia neuropedagogia of.docMonografia neuropedagogia of.doc
Monografia neuropedagogia of.doc
 
COMO O CÉREBRO APRENDE - Cómo Aprende el Cerebro
COMO O CÉREBRO APRENDE - Cómo Aprende el CerebroCOMO O CÉREBRO APRENDE - Cómo Aprende el Cerebro
COMO O CÉREBRO APRENDE - Cómo Aprende el Cerebro
 
As bases neurologicas dos disturbios e dificuldades de aprendizagem
As bases neurologicas  dos disturbios e dificuldades de aprendizagemAs bases neurologicas  dos disturbios e dificuldades de aprendizagem
As bases neurologicas dos disturbios e dificuldades de aprendizagem
 
Neuropsicopedagogia clínica
Neuropsicopedagogia clínicaNeuropsicopedagogia clínica
Neuropsicopedagogia clínica
 
Fundamentos da Neurociência
Fundamentos da NeurociênciaFundamentos da Neurociência
Fundamentos da Neurociência
 
O funcionamento do cerebro no processo ensino aprendizagem
O funcionamento do cerebro no processo ensino aprendizagemO funcionamento do cerebro no processo ensino aprendizagem
O funcionamento do cerebro no processo ensino aprendizagem
 

Destaque

Neuropsicologia da consciência, funções executivas e inteligência
Neuropsicologia da consciência, funções executivas e inteligência Neuropsicologia da consciência, funções executivas e inteligência
Neuropsicologia da consciência, funções executivas e inteligência
Paulo Pedro P. R. Costa
 
Educando Sofia (OUT/2016) Palestra 2 - Como nosso cérebro aprende?
Educando Sofia (OUT/2016) Palestra 2 - Como nosso cérebro aprende?Educando Sofia (OUT/2016) Palestra 2 - Como nosso cérebro aprende?
Educando Sofia (OUT/2016) Palestra 2 - Como nosso cérebro aprende?
Educando Sofia: Palestras sobre Aprendizado
 
Neurônios espelhos
Neurônios espelhosNeurônios espelhos
Neurônios espelhos
Ana Lúcia Hennemann
 
Av neuropsicologia adolescente
Av neuropsicologia adolescenteAv neuropsicologia adolescente
Av neuropsicologia adolescente
Rosalina Fialho
 
X fragil neuropsicologia
X fragil neuropsicologiaX fragil neuropsicologia
X fragil neuropsicologia
Rosalina Fialho
 
Fundamentos da Neurociência e Bioética
Fundamentos da Neurociência e BioéticaFundamentos da Neurociência e Bioética
Fundamentos da Neurociência e Bioética
Instituto Consciência GO
 
Aprendizagem musical e neuropsicologia
Aprendizagem musical e neuropsicologiaAprendizagem musical e neuropsicologia
Aprendizagem musical e neuropsicologia
Selmy Araujo
 
avaliação neuropsicológica infantil
avaliação neuropsicológica infantilavaliação neuropsicológica infantil
avaliação neuropsicológica infantil
Jeane Araujo
 
Apostila neuropsicologia
Apostila neuropsicologiaApostila neuropsicologia
Apostila neuropsicologia
Omep Cuiabá
 
Reabilitação neuropsicológica e pei
Reabilitação neuropsicológica e peiReabilitação neuropsicológica e pei
Reabilitação neuropsicológica e pei
Adriana Campos
 
Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica: Desenvolvimento Histórico e Perspe...
Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica: Desenvolvimento Histórico e Perspe...Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica: Desenvolvimento Histórico e Perspe...
Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica: Desenvolvimento Histórico e Perspe...
Amer Hamdan
 
Neuropsicologia do retardo mental estudo de caso
Neuropsicologia do retardo mental estudo de casoNeuropsicologia do retardo mental estudo de caso
Neuropsicologia do retardo mental estudo de caso
Jeane Araujo
 
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia_ Luciana Mara
A ciência na história CHAUÍ_  Pedagogia_  Luciana MaraA ciência na história CHAUÍ_  Pedagogia_  Luciana Mara
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia_ Luciana Mara
Luciana Mara Silveira
 
Neuropsicologia e Educação
Neuropsicologia e EducaçãoNeuropsicologia e Educação
Neuropsicologia e Educação
Jhonatan Max
 
Dificuldades de aprendizagem e retardo mental: estudo de caso
Dificuldades de aprendizagem e retardo mental: estudo de casoDificuldades de aprendizagem e retardo mental: estudo de caso
Dificuldades de aprendizagem e retardo mental: estudo de caso
oficinadeaprendizagemace
 
Neurônios Espelho
Neurônios EspelhoNeurônios Espelho
Neurônios Espelho
mayarafn
 
Neuropsicologia para Educadores
Neuropsicologia para EducadoresNeuropsicologia para Educadores
Neuropsicologia para Educadores
Gisele Cortoni Calia
 
Neurociência e a educação
Neurociência e a educaçãoNeurociência e a educação
Neurociência e a educação
angelafreire
 
Quem sou faz a diferença
Quem sou faz a diferençaQuem sou faz a diferença
Quem sou faz a diferença
Presentepravoce SOS
 
A evolução da ciência
A evolução da ciênciaA evolução da ciência
A evolução da ciência
Patrícia Santos
 

Destaque (20)

Neuropsicologia da consciência, funções executivas e inteligência
Neuropsicologia da consciência, funções executivas e inteligência Neuropsicologia da consciência, funções executivas e inteligência
Neuropsicologia da consciência, funções executivas e inteligência
 
Educando Sofia (OUT/2016) Palestra 2 - Como nosso cérebro aprende?
Educando Sofia (OUT/2016) Palestra 2 - Como nosso cérebro aprende?Educando Sofia (OUT/2016) Palestra 2 - Como nosso cérebro aprende?
Educando Sofia (OUT/2016) Palestra 2 - Como nosso cérebro aprende?
 
Neurônios espelhos
Neurônios espelhosNeurônios espelhos
Neurônios espelhos
 
Av neuropsicologia adolescente
Av neuropsicologia adolescenteAv neuropsicologia adolescente
Av neuropsicologia adolescente
 
X fragil neuropsicologia
X fragil neuropsicologiaX fragil neuropsicologia
X fragil neuropsicologia
 
Fundamentos da Neurociência e Bioética
Fundamentos da Neurociência e BioéticaFundamentos da Neurociência e Bioética
Fundamentos da Neurociência e Bioética
 
Aprendizagem musical e neuropsicologia
Aprendizagem musical e neuropsicologiaAprendizagem musical e neuropsicologia
Aprendizagem musical e neuropsicologia
 
avaliação neuropsicológica infantil
avaliação neuropsicológica infantilavaliação neuropsicológica infantil
avaliação neuropsicológica infantil
 
Apostila neuropsicologia
Apostila neuropsicologiaApostila neuropsicologia
Apostila neuropsicologia
 
Reabilitação neuropsicológica e pei
Reabilitação neuropsicológica e peiReabilitação neuropsicológica e pei
Reabilitação neuropsicológica e pei
 
Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica: Desenvolvimento Histórico e Perspe...
Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica: Desenvolvimento Histórico e Perspe...Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica: Desenvolvimento Histórico e Perspe...
Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica: Desenvolvimento Histórico e Perspe...
 
Neuropsicologia do retardo mental estudo de caso
Neuropsicologia do retardo mental estudo de casoNeuropsicologia do retardo mental estudo de caso
Neuropsicologia do retardo mental estudo de caso
 
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia_ Luciana Mara
A ciência na história CHAUÍ_  Pedagogia_  Luciana MaraA ciência na história CHAUÍ_  Pedagogia_  Luciana Mara
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia_ Luciana Mara
 
Neuropsicologia e Educação
Neuropsicologia e EducaçãoNeuropsicologia e Educação
Neuropsicologia e Educação
 
Dificuldades de aprendizagem e retardo mental: estudo de caso
Dificuldades de aprendizagem e retardo mental: estudo de casoDificuldades de aprendizagem e retardo mental: estudo de caso
Dificuldades de aprendizagem e retardo mental: estudo de caso
 
Neurônios Espelho
Neurônios EspelhoNeurônios Espelho
Neurônios Espelho
 
Neuropsicologia para Educadores
Neuropsicologia para EducadoresNeuropsicologia para Educadores
Neuropsicologia para Educadores
 
Neurociência e a educação
Neurociência e a educaçãoNeurociência e a educação
Neurociência e a educação
 
Quem sou faz a diferença
Quem sou faz a diferençaQuem sou faz a diferença
Quem sou faz a diferença
 
A evolução da ciência
A evolução da ciênciaA evolução da ciência
A evolução da ciência
 

Semelhante a APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO

Pós - Ensino e Aprendizagem na Educação
Pós - Ensino e Aprendizagem na EducaçãoPós - Ensino e Aprendizagem na Educação
Pós - Ensino e Aprendizagem na Educação
Érica Paula
 
Terezinha Lindino
Terezinha LindinoTerezinha Lindino
Terezinha Lindino
Agência Estado
 
Lâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacogniçãoLâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacognição
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Estimulacao aprendizagem e_plasticidade_do_sistema_nervoso
Estimulacao aprendizagem e_plasticidade_do_sistema_nervosoEstimulacao aprendizagem e_plasticidade_do_sistema_nervoso
Estimulacao aprendizagem e_plasticidade_do_sistema_nervoso
UEM
 
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
Glaucia Correa Peres
 
Texto metacognição[1]
Texto metacognição[1]Texto metacognição[1]
Texto metacognição[1]
SUPORTE EDUCACIONAL
 
CBTD 2006
CBTD 2006CBTD 2006
CBTD 2006
Karla Lopez
 
Estimulos positivos cerebrais, neurociencias.pdf
Estimulos positivos cerebrais, neurociencias.pdfEstimulos positivos cerebrais, neurociencias.pdf
Estimulos positivos cerebrais, neurociencias.pdf
AndressaMolina3
 
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptxAULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
ssuser187a51
 
Texto metacognição[1]
Texto metacognição[1]Texto metacognição[1]
Texto metacognição[1]
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Lâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacogniçãoLâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacognição
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Como aprende o cerebro
Como aprende o cerebroComo aprende o cerebro
Como aprende o cerebro
Leonardo Faria
 
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdfARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdfARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
SimoneHelenDrumond
 
11 ARTIGO NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
11 ARTIGO NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf11 ARTIGO NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
11 ARTIGO NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdfARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
SimoneHelenDrumond
 
BASES NEUROCOGNITIVAS E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO ESPECIAL - AULA.pptx
BASES NEUROCOGNITIVAS E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO ESPECIAL - AULA.pptxBASES NEUROCOGNITIVAS E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO ESPECIAL - AULA.pptx
BASES NEUROCOGNITIVAS E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO ESPECIAL - AULA.pptx
DanilloPalmeira1
 
David ausubel - Aprendizagem Significativa
David ausubel - Aprendizagem SignificativaDavid ausubel - Aprendizagem Significativa
David ausubel - Aprendizagem Significativa
Kete Martins Rufino
 
As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias
Adriana Bruno
 
Redes E Conhecimento
Redes E ConhecimentoRedes E Conhecimento
Redes E Conhecimento
tdee2007
 

Semelhante a APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO (20)

Pós - Ensino e Aprendizagem na Educação
Pós - Ensino e Aprendizagem na EducaçãoPós - Ensino e Aprendizagem na Educação
Pós - Ensino e Aprendizagem na Educação
 
Terezinha Lindino
Terezinha LindinoTerezinha Lindino
Terezinha Lindino
 
Lâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacogniçãoLâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacognição
 
Estimulacao aprendizagem e_plasticidade_do_sistema_nervoso
Estimulacao aprendizagem e_plasticidade_do_sistema_nervosoEstimulacao aprendizagem e_plasticidade_do_sistema_nervoso
Estimulacao aprendizagem e_plasticidade_do_sistema_nervoso
 
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
 
Texto metacognição[1]
Texto metacognição[1]Texto metacognição[1]
Texto metacognição[1]
 
CBTD 2006
CBTD 2006CBTD 2006
CBTD 2006
 
Estimulos positivos cerebrais, neurociencias.pdf
Estimulos positivos cerebrais, neurociencias.pdfEstimulos positivos cerebrais, neurociencias.pdf
Estimulos positivos cerebrais, neurociencias.pdf
 
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptxAULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
 
Texto metacognição[1]
Texto metacognição[1]Texto metacognição[1]
Texto metacognição[1]
 
Lâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacogniçãoLâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacognição
 
Como aprende o cerebro
Como aprende o cerebroComo aprende o cerebro
Como aprende o cerebro
 
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdfARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
 
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdfARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
 
11 ARTIGO NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
11 ARTIGO NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf11 ARTIGO NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
11 ARTIGO NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
 
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdfARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
ARTIGO 3 NEUROCIÊNCIAS E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM.pdf
 
BASES NEUROCOGNITIVAS E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO ESPECIAL - AULA.pptx
BASES NEUROCOGNITIVAS E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO ESPECIAL - AULA.pptxBASES NEUROCOGNITIVAS E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO ESPECIAL - AULA.pptx
BASES NEUROCOGNITIVAS E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO ESPECIAL - AULA.pptx
 
David ausubel - Aprendizagem Significativa
David ausubel - Aprendizagem SignificativaDavid ausubel - Aprendizagem Significativa
David ausubel - Aprendizagem Significativa
 
As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias
 
Redes E Conhecimento
Redes E ConhecimentoRedes E Conhecimento
Redes E Conhecimento
 

Mais de Lusiane Carvalho da Silva

Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
Lusiane Carvalho da Silva
 
Reunião fi e edc inf
Reunião fi e edc infReunião fi e edc inf
Reunião fi e edc inf
Lusiane Carvalho da Silva
 
Niveis da escrita
Niveis da escritaNiveis da escrita
Niveis da escrita
Lusiane Carvalho da Silva
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
Lusiane Carvalho da Silva
 
Niveis da escrita
Niveis da escritaNiveis da escrita
Niveis da escrita
Lusiane Carvalho da Silva
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
Lusiane Carvalho da Silva
 
Apresentação peca publico
Apresentação peca publicoApresentação peca publico
Apresentação peca publico
Lusiane Carvalho da Silva
 
Cre – são caetano
Cre – são caetanoCre – são caetano
Cre – são caetano
Lusiane Carvalho da Silva
 
Apresentação slide biomatematicas 2
Apresentação  slide  biomatematicas 2Apresentação  slide  biomatematicas 2
Apresentação slide biomatematicas 2
Lusiane Carvalho da Silva
 
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Lusiane Carvalho da Silva
 
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppiiIi seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Lusiane Carvalho da Silva
 
Desmatamento e animais em extinção
Desmatamento e animais em extinçãoDesmatamento e animais em extinção
Desmatamento e animais em extinção
Lusiane Carvalho da Silva
 
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Lusiane Carvalho da Silva
 
Slaide contração muscular
Slaide contração muscularSlaide contração muscular
Slaide contração muscular
Lusiane Carvalho da Silva
 
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppiiIi seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Lusiane Carvalho da Silva
 
Festa das mães
Festa das mãesFesta das mães
Festa das mães
Lusiane Carvalho da Silva
 
Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Alimentos orgânicos
Alimentos orgânicosAlimentos orgânicos
Alimentos orgânicos
Lusiane Carvalho da Silva
 
Frmação Continuada módulo 3
 Frmação Continuada  módulo 3 Frmação Continuada  módulo 3
Frmação Continuada módulo 3
Lusiane Carvalho da Silva
 
Habilidades e conpetências
Habilidades e conpetênciasHabilidades e conpetências
Habilidades e conpetências
Lusiane Carvalho da Silva
 

Mais de Lusiane Carvalho da Silva (20)

Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
 
Reunião fi e edc inf
Reunião fi e edc infReunião fi e edc inf
Reunião fi e edc inf
 
Niveis da escrita
Niveis da escritaNiveis da escrita
Niveis da escrita
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
 
Niveis da escrita
Niveis da escritaNiveis da escrita
Niveis da escrita
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
 
Apresentação peca publico
Apresentação peca publicoApresentação peca publico
Apresentação peca publico
 
Cre – são caetano
Cre – são caetanoCre – são caetano
Cre – são caetano
 
Apresentação slide biomatematicas 2
Apresentação  slide  biomatematicas 2Apresentação  slide  biomatematicas 2
Apresentação slide biomatematicas 2
 
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
 
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppiiIi seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
 
Desmatamento e animais em extinção
Desmatamento e animais em extinçãoDesmatamento e animais em extinção
Desmatamento e animais em extinção
 
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
 
Slaide contração muscular
Slaide contração muscularSlaide contração muscular
Slaide contração muscular
 
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppiiIi seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
 
Festa das mães
Festa das mãesFesta das mães
Festa das mães
 
Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Argumentação
 
Alimentos orgânicos
Alimentos orgânicosAlimentos orgânicos
Alimentos orgânicos
 
Frmação Continuada módulo 3
 Frmação Continuada  módulo 3 Frmação Continuada  módulo 3
Frmação Continuada módulo 3
 
Habilidades e conpetências
Habilidades e conpetênciasHabilidades e conpetências
Habilidades e conpetências
 

Último

Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 

APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO

  • 1. APRENDER A APRENDER Perspectiva das relações de ensino aprendizagem com as novas tecnologias e gerações. Quem é o sujeito da Contemporaneidade
  • 2. É histórico capitalista; sustentado pelo jurídico e sua individualização pelo Estado. O Sujeito
  • 3. Sujeito •Histórico; • Social; •Emocional; •Individual.
  • 4. O Sujeito da Contempoarneidade FORA • Percebe os sintomas da atualidade; • Recua e resiste a modernidade. DENTR O O U •Vivencia os sintomas da contemporaneidade; •Se envolve e se capacita para os movimentos da moderniade.
  • 5. Conceito Básico do Sujeito da Cotemporaneidade •Tem Consciência de pertencimento da história da humanidade; •É autor da mesma sentindo-se inserido no processo.
  • 6. O Sujeito inserido na contemporaneiade •Procura atualizações científicas ; •Não resiste às Tecnologias; •Reconhece os nativos contemporâneos & sua adaptação ao mesmo; •Procura tecnologias.
  • 7. •A técnica; Importante ao sujeito da Contempoaraneiddade •A Comunicação; •A informação.
  • 8. SUJEITO Aperfeiçoamento e conhecimento do novo. Acessíbilidade e Participação TÉCNICA COMUNICAÇÃO INFORMAÇÃO COMO APRENDER A APRENDER NA CONTEMPORANEIDADE?
  • 9. APRENDER A APRENDER TRILOGIA DO ATO DO APRENDER A APRENDER ESTIMULAR PROCESSAR USAR
  • 10. Era do conhecimento Hoje você precisa ter muito conhecimento e, muitas vezes, eles têm que ser super focado. Peter Druker Conhecimento memorizado não é conhecimento construído. Paulo Freire
  • 11. O CÉREBRO PROCESSA R VER E AVALIAR USAR
  • 12. ESTADO MELHOR PARA APRENDER A APRENDER MOTIVAÇÃO ALERTA RELAXADO OBJETIVO CURIOSIDA DE INTERESSE
  • 13. APRENDIZAGEM  É o processo pelo qual o cérebro reage aos estímulos do ambiente, ativa essas sinapses (ligações entre os neurônios por onde passam os estímulos), tornado-as mais "intensas". INDIVÍDUO •HEREDITARIEDADE •BIOLOGIA •NATUREZA •FATORES INTRÍSECOS TAREFA •ASPECTOS MOTORES •ASPECTOS PERCEPTIVOS •ASPECTOS ENERGÉTICOS AMBIENTE •EXPERIÊNCIA •APRENDIZAGEM •ENCORAJAMENTO •FATORES INTRÍNSECOS ESTIMULAÇÃO OCASIONAL ESTIMULAÇÃO ORGANIZADA
  • 14. MOTIVAÇÃO  O uso de estratégias adequadas em um processo de ensino dinâmico e prazeroso provocará consequentemente, alterações na quantidade e qualidade das conexões sinápticas, afetando assim o funcionamento cerebral, de forma positiva e permanente, com resultados extremamente satisfatórios.  A aprendizagem ocorre quando dois ou mais sistemas funcionam de forma inter - relacionada. Área estimulada Sinaptogenese. Se não for estimulada não aumenta ou se parar o estimulo e também a Sinaptogenese.
  • 15. SISTEMA DE RECOMPENSAS  Outra grande descoberta das neurociências é que através de atividades prazerosas e desafiadoras o "disparo" entre as células neurais acontece mais facilmente: as sinapses se fortalecem e redes neurais se estabelecem com mais facilidade. ESTÍMULO E PLASTICIDADE NOVAS RAMIFICAÇÕES
  • 16. TALENTO Através da neurociência, talentos podem surgir independentes dos saberes inatos do sujeito. •Estímulo; •Treinamento; •Motivação; •Conquistas; •Prática.
  • 17. MEMÓRIA 1.Repetição 2.Elaboração 3.Consolidação Obs. Podem está em vários níveis de ativação (forte ou fraco) Memória explícita – (faz uso de processos conscientes)
  • 18. MEMÓRIA IMPLÍCITA (NÃO FAZ USO DE PROCESSOS CONSCIENTES) Memória de procedimento envolve as habilidades sensório motoras que acumulamos no cotidiano.
  • 19. CONCLUSÕES NEUROCIENTÍFICAS LIGADAS AO ATO DE APRENDER A APRENDER Emoção Ela interfere no processo de retenção da informação. Motivação Ela é necessária para aprender. Atenção Ela é fundamental para a percepção e para a aprendizagem A influência do meio É importante e mantém a relação com o outro e o ato de aprender. Memória Ela é mais efetiva na associação com um conhecimento já adquirido
  • 20. ASSESSORIA E CONSULTORIA EDUCACIONAL & CLÍNICA ESPECIALIZADA 3033 3620 / 92803620 Lusiane Carvalho Psicopedagoga lusianecarvalho@hotmail.com