SlideShare uma empresa Scribd logo
II  SEMINÁRIO DE PESQUISA E PRÁTICA PEDAGÓGICA II  A GENÉTICA E A  MANIPULAÇÃO GÊNICA Salvador ABRIL/2009
Angélica Alves da Silva Anilton Pereira dos Santos Elizabeth Ribeiro Colonese José Jorge Bastos Chaves Maristela Vitória de Oliveira Nilton Souza Nascimento Tais Vanessa Pereira de Andrade Trabalho apresentado para Disciplina de Pesquisa e Prática Pedagógica II,  do  Curso de Licenciatura em Biologia sob as orientações das professoras Mabel Esteves e tutora Djenane Dorea. Salvador ABRIL/2009
“ Em todo ser vivo, aquilo que designamos como partes constituintes forma um todo inseparável, que só pode ser estudado em conjunto, pois a parte não permite reconhecer o todo, nem o conjunto deve ser reconhecido nas partes”... Goethe Salvador ABRIL/2009
Genética, do grego  genno (fazer nascer) , é a ciência dos genes, da hereditariedade e da variação dos organismos. Ramo da biologia que estuda a forma como se transmitem as características biológicas de geração para geração. O termo genética foi primeiramente aplicado para descrever o estudo da variação e hereditariedade, pelo cientista William Batesson numa carta dirigida a Adam Sedgewick datada de 18 de Abril de 1908.
CITOLOGIA
DNA  (ácido dioxirribonucléico) Estrutura de cadeia dupla, As bases azotadas são: Adenina, Timina, Guanina e Citosina, Cadeias longas, constituída por milhares de nucleotídeos, Localiza-se no núcleo e em pequenas quantidades nas mitocôndrias e nos cloroplastos. RNA  (ácido ribonucléico) Estrutura de cadeia simples, As bases azotadas são: Adenina, Uracila, Guanina e Citosina, Cadeias curtas, com algumas centenas de nucleotídeos, Localiza-se principalmente no hialoplasma. ÁCIDOS NUCLÉICOS
Clonagem - Método científico artificial de reprodução que utiliza células somáticas (aquelas que formam  órgãos, pele e ossos) no lugar do óvulo e do espermatozóide.
PRINCIPIOS BASICOS DE MENDEL 1° Lei de Mendel- Foram suas experiências com as ervilhas - Características Hereditárias- são determinadas por fatores herdados dos pais e das mães na mesma proporção;  - Cruzamento Executando a fecundação cruzada da parte masculina de uma planta de semente amarela com a feminina de uma verde (geração parental, ou P), observou que os descendentes, que chamou de geração F1
Síntese de Proteína Mitose/Meiose Genótipo / Fenótipo
Alguns aspectos da genética humana que causam distúrbios metabólicos como a fenilcetonúria reconhece a importância do “teste do pezinho”, obrigatório por lei Teste do pezinho Fenilcetonúria:  Doença relacionada a uma alteração genética rara que envolve o metabolismo de proteínas  Objetivos:  manter os níveis plasmáticos de fenilalanina da criança com PKU, próximos aos níveis de uma criança sadia  Metodologia:  É Verificar se a criança tem a doença Resultado  É obrigatório por lei seja obrigação instituída pelo Estatuto da Criança e do adolescente.
Grupos Sangüíneos do sistema ABO e do fator RH Hemácias Fator Rh-  –  É um dos dois grupos de antígenos eritrocitários de maior importância e esta ligado ao sistema ABO. O Sistema ABO  – São grupos sanguíneos. Tipos: A, B, AB e O.
CROMOSSOMOS SEXUAIS Há dois tipos de cromossomos sexuais : o tipo X e o tipo Y. Um zigoto contendo um par de cromossomos X, desenvolve-se como um indivíduo feminino, mas um zigoto com um cromossomo X e um Y, desenvolve-se como um indivíduo masculino
ENGENHARIA GENÉTICA A  Engenharia Genética  é um conjunto de técnicas que envolvem a manipulação de genes de um determinado organismo, geralmente de forma artificial. Esta manipulação envolve duplicação, transferência e isolamento de genes, com o objetivo de produzir organismos geneticamente melhorados para desempenharem melhor suas funções e produzir substâncias úteis ao homem.
Mutação Cromossômica; Descoberta dos Gametas: 1675 Von Leeuwenhoeck   Processo Quimioterápico: Glóbulos Vermelhos Célula do buldo capilar (queda de cabelo)
GENES Transferência de DNA de um organismo para outro: Para transferir o DNA de um organismo para outro, é necessário um vector (plasmídeo), que é uma pequena molécula circular de DNA que se encontra em células bacterianas. Se um dado segmento de DNA for incorporado num plasmídeo e introduzido numa célula bacteriana, podem ser fabricadas centenas de cópias, Os plasmídeos podem ser então extraídos das células e o segmento de DNA que nos interessa removido por meio de enzimas de restrição.
Transferência de DNA de um organismo para outro utilizando enzimas de restrição e clonagem
HEREDITARIEDADE Concepções pré-mendelianas: 1)Teoria da pré-formação; 2)Teoria hegemônica – “A Evolução das Espécies” – Charles Darwin; 3)Teoria da pangênese; 4) Mendel – herança particulada . X Charles Darwin Gregor Mendel A COR DA PELE HUMANA A e B: genes dominantes > prod. Melanina (mais escura a pele) a e b: genes recessivos < prod. Melanina (mais clara a pele) Afinal, o que é a melanina?
Referencias Bibliográficas BOSHILIA, Cleuza. Minimanual compacto de Biologia – Teria e Prática. Editora Globo. BARROS e PAULINO, Carlos e Wilson Roberto. O corpo humano. Editora Ática. PURVES, SADAVA, ORIANS e HELLER, Willian K., David, Gordon H. e H. Craig. VIDA – A ciência da Biologia – Vol. I: Célula e Hereditariedade. Editora Artmed. LINHARES & GEWANDSZNAJDER, Sergio & Fernando, Segundo Grau Vestibular Biologia. Atica, 1985.  UFMG, Síntese e Secreção de Macromoléculas. In: http://www.icb.ufmg.br/mor/biocelch/sintese /texto_sintese.html. Acessado em: 02/04/2009. WIKIPÉDIA, Genética. In: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gen%C3%A9tica. Acessado em 29/03/2009. ESTRUTURA DA MOLÉCULA. In: http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/dna/estrutura-molecular-de-dna.php. Acessado em 29/03/2009. GENÉTICA. In: http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/genetica/genetica1.php.  Acessado em 31/03/2009. 1ª LEI DE MENDEL. In: http://www.brasilescola.com/biologia/primeira-lei-mendel.htm. Acessado em 31/03/2009.  MEDICINA AVANÇADA. In: http://www.drashirleydecampos.com.br/ Acessado em 31/03/2009. GRUPOS SANGUÍNEOS. In: http://www.mundovestibular.com.br/articles/384/1/GRUPOS-SANGUINEOS/Paacutegina1.html. Acessado em 31/03/2009. A LEI DA SEGREGAÇÃO. In: http://www.colegioweb.com.br/biologia/genes. Acessado em 31/03/2009. FATOR RH. In: http://www.colegioweb.com.br/biologia/fator-rh. Acessado em 31/03/2009. WIKIPÉDIA, Engenharia Genética. In: http://pt.wikipedia.org/wiki/Engenharia_gen%C3%A9tica. Acessado em 02/04/2009. WIKIPÉDIA, Cromossomo Sexual. In: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cromossomo_sexual.  Acessado em 02/04/2009. GENÉTICA, Engenharia Genética. In: http://www.brasilescola.com/biologia/engenharia-genetica.htm. Acessado em 02/04/2009. ENGENHARIA GENÉTICA. In: http://www.geocities.com/p_reis/webquest1.html.  Acessado em 02/04/2009. INFO ESCOLA, Engenharia Genética. In: http://www.infoescola.com/biologia/engenharia-genetica/.  Acessado em 02/04/2009. BRASIL ESCOLA, Hereditariedade. In: http://www.brasilescola.com/biologia/hereditariedade.htm.  Acessado em 27/03/2009. A TEORIA MENDELIANA COMO EXEMPLO DE RUPTURA, Concepções Pré-Mendelianas. In: http://www.biotemas.ufsc.br/volumes/pdf/restaurados/13_2/119-135.pdf.  Acessado em 27/03/2009.
“ Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo de vencer é tentar mais uma vez.&quot;  Thomas Edison

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filogenia molecular
Filogenia molecularFilogenia molecular
Filogenia molecular
UERGS
 
19 bases da hereditariedade
19   bases da hereditariedade19   bases da hereditariedade
19 bases da hereditariedade
Rebeca Vale
 
As bases da hereditariedade
As bases da hereditariedadeAs bases da hereditariedade
As bases da hereditariedade
Andrea Cortelazzi
 
Aula 1 fundamentos de genética
Aula 1   fundamentos de genética  Aula 1   fundamentos de genética
Aula 1 fundamentos de genética
Marcelo Gomes
 
Ciência e tecnologia
Ciência e tecnologiaCiência e tecnologia
Ciência e tecnologia
Pedro Almeida
 
Conceitos estruturantes da genética
Conceitos estruturantes da genéticaConceitos estruturantes da genética
Conceitos estruturantes da genética
Andrea Cortelazzi
 
Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Hereditariedade
Ana Nunes
 
Teoria moderna da evolução
Teoria moderna da evoluçãoTeoria moderna da evolução
Teoria moderna da evolução
Kamila Joyce
 
Biologia 3 a genética e os genes
Biologia 3   a genética e os genesBiologia 3   a genética e os genes
Biologia 3 a genética e os genes
Filho João Evangelista
 
Genética do desenvolvimento em organismos modelo cap. 19 klug & cummings
Genética do desenvolvimento em organismos modelo cap. 19 klug & cummingsGenética do desenvolvimento em organismos modelo cap. 19 klug & cummings
Genética do desenvolvimento em organismos modelo cap. 19 klug & cummings
Anderson F. Teixeira
 
Conceitos em genética
Conceitos em genéticaConceitos em genética
Conceitos em genética
mainamgar
 
Genética
GenéticaGenética
Introdução à genética
Introdução à genéticaIntrodução à genética
Introdução à genética
Aline Silva
 
Apresentação1 genetica
Apresentação1 geneticaApresentação1 genetica
Apresentação1 genetica
Iara Da Silva Amorim Dos Anjos
 
Introdgenetica2013 180312162433 (1)
Introdgenetica2013 180312162433 (1)Introdgenetica2013 180312162433 (1)
Introdgenetica2013 180312162433 (1)
Carlos Cicinato
 
3EM #13 Revisão: citologia ENEM
3EM #13 Revisão: citologia ENEM3EM #13 Revisão: citologia ENEM
3EM #13 Revisão: citologia ENEM
Professô Kyoshi
 
Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Revisão de Biologia #01 - Enem 2015
Revisão de Biologia #01 - Enem 2015Revisão de Biologia #01 - Enem 2015
Revisão de Biologia #01 - Enem 2015
Guilherme Orlandi Goulart
 
Conceitos fundamentais em génetica
Conceitos fundamentais em géneticaConceitos fundamentais em génetica
Conceitos fundamentais em génetica
Lilian Monteiro
 

Mais procurados (19)

Filogenia molecular
Filogenia molecularFilogenia molecular
Filogenia molecular
 
19 bases da hereditariedade
19   bases da hereditariedade19   bases da hereditariedade
19 bases da hereditariedade
 
As bases da hereditariedade
As bases da hereditariedadeAs bases da hereditariedade
As bases da hereditariedade
 
Aula 1 fundamentos de genética
Aula 1   fundamentos de genética  Aula 1   fundamentos de genética
Aula 1 fundamentos de genética
 
Ciência e tecnologia
Ciência e tecnologiaCiência e tecnologia
Ciência e tecnologia
 
Conceitos estruturantes da genética
Conceitos estruturantes da genéticaConceitos estruturantes da genética
Conceitos estruturantes da genética
 
Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Hereditariedade
 
Teoria moderna da evolução
Teoria moderna da evoluçãoTeoria moderna da evolução
Teoria moderna da evolução
 
Biologia 3 a genética e os genes
Biologia 3   a genética e os genesBiologia 3   a genética e os genes
Biologia 3 a genética e os genes
 
Genética do desenvolvimento em organismos modelo cap. 19 klug & cummings
Genética do desenvolvimento em organismos modelo cap. 19 klug & cummingsGenética do desenvolvimento em organismos modelo cap. 19 klug & cummings
Genética do desenvolvimento em organismos modelo cap. 19 klug & cummings
 
Conceitos em genética
Conceitos em genéticaConceitos em genética
Conceitos em genética
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
 
Introdução à genética
Introdução à genéticaIntrodução à genética
Introdução à genética
 
Apresentação1 genetica
Apresentação1 geneticaApresentação1 genetica
Apresentação1 genetica
 
Introdgenetica2013 180312162433 (1)
Introdgenetica2013 180312162433 (1)Introdgenetica2013 180312162433 (1)
Introdgenetica2013 180312162433 (1)
 
3EM #13 Revisão: citologia ENEM
3EM #13 Revisão: citologia ENEM3EM #13 Revisão: citologia ENEM
3EM #13 Revisão: citologia ENEM
 
Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Hereditariedade
 
Revisão de Biologia #01 - Enem 2015
Revisão de Biologia #01 - Enem 2015Revisão de Biologia #01 - Enem 2015
Revisão de Biologia #01 - Enem 2015
 
Conceitos fundamentais em génetica
Conceitos fundamentais em géneticaConceitos fundamentais em génetica
Conceitos fundamentais em génetica
 

Semelhante a Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii

Trabalho de ciencias milena
Trabalho de ciencias milenaTrabalho de ciencias milena
Trabalho de ciencias milena
milenaespindola
 
Trabalho de ciencias milena
Trabalho de ciencias milenaTrabalho de ciencias milena
Trabalho de ciencias milena
milenaespindola
 
Apostila de Genética do EJA.pdf
Apostila de Genética do EJA.pdfApostila de Genética do EJA.pdf
Apostila de Genética do EJA.pdf
VvianNascimento2
 
Apostila de genética
Apostila de genéticaApostila de genética
Apostila de genética
raphael sanzio
 
Aula 1 Genetica - Introducao a Genetica.ppt
Aula 1 Genetica - Introducao a Genetica.pptAula 1 Genetica - Introducao a Genetica.ppt
Aula 1 Genetica - Introducao a Genetica.ppt
EuclidesTrinta1
 
Genética e cérebro
Genética e cérebroGenética e cérebro
Genética e cérebro
ribeiroliliana
 
Genética e cérebro
Genética e cérebroGenética e cérebro
Genética e cérebro
superego
 
3 biologia do-desenvolvimento_animal_comparado
3 biologia do-desenvolvimento_animal_comparado3 biologia do-desenvolvimento_animal_comparado
3 biologia do-desenvolvimento_animal_comparado
Beatriz COUTINHO
 
T a g (thyago andrey geovanny)
T a  g      (thyago andrey geovanny)T a  g      (thyago andrey geovanny)
T a g (thyago andrey geovanny)
EvertonAlvesdeMelo
 
EPIGENÉTICA E O MEIO-AMBIENTE- DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DA BIODANZA | CAMILA C...
EPIGENÉTICA E O MEIO-AMBIENTE- DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DA BIODANZA | CAMILA C...EPIGENÉTICA E O MEIO-AMBIENTE- DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DA BIODANZA | CAMILA C...
EPIGENÉTICA E O MEIO-AMBIENTE- DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DA BIODANZA | CAMILA C...
Escola de Biodanza Rio de Janeiro
 
Engenharia genética
Engenharia genéticaEngenharia genética
Engenharia genética
katiuscecardoso
 
Slide Genética
Slide GenéticaSlide Genética
Biotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
BiotecnologiaatualizadokatiaqueirozBiotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
Biotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Introduçao a genetica
Introduçao a geneticaIntroduçao a genetica
Introduçao a genetica
emibio
 
Psicologia-Genética
Psicologia-GenéticaPsicologia-Genética
Psicologia-Genética
norberto faria
 
Hereditariedade9
Hereditariedade9Hereditariedade9
Hereditariedade9
joao.azinhaga94
 
Biologia juciene
Biologia jucieneBiologia juciene
Biologia juciene
NTE
 
conceitosestruturantesdagentica-210910205452 (1).pptx
conceitosestruturantesdagentica-210910205452 (1).pptxconceitosestruturantesdagentica-210910205452 (1).pptx
conceitosestruturantesdagentica-210910205452 (1).pptx
VictorGomes173122
 
8 ano GENÉTICA BÁSICA
8 ano GENÉTICA BÁSICA8 ano GENÉTICA BÁSICA
8 ano GENÉTICA BÁSICA
Sarah Lemes
 
2 genotipo e fenotipo e gémeos
2   genotipo e fenotipo e gémeos2   genotipo e fenotipo e gémeos
2 genotipo e fenotipo e gémeos
Henrique Vieira
 

Semelhante a Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii (20)

Trabalho de ciencias milena
Trabalho de ciencias milenaTrabalho de ciencias milena
Trabalho de ciencias milena
 
Trabalho de ciencias milena
Trabalho de ciencias milenaTrabalho de ciencias milena
Trabalho de ciencias milena
 
Apostila de Genética do EJA.pdf
Apostila de Genética do EJA.pdfApostila de Genética do EJA.pdf
Apostila de Genética do EJA.pdf
 
Apostila de genética
Apostila de genéticaApostila de genética
Apostila de genética
 
Aula 1 Genetica - Introducao a Genetica.ppt
Aula 1 Genetica - Introducao a Genetica.pptAula 1 Genetica - Introducao a Genetica.ppt
Aula 1 Genetica - Introducao a Genetica.ppt
 
Genética e cérebro
Genética e cérebroGenética e cérebro
Genética e cérebro
 
Genética e cérebro
Genética e cérebroGenética e cérebro
Genética e cérebro
 
3 biologia do-desenvolvimento_animal_comparado
3 biologia do-desenvolvimento_animal_comparado3 biologia do-desenvolvimento_animal_comparado
3 biologia do-desenvolvimento_animal_comparado
 
T a g (thyago andrey geovanny)
T a  g      (thyago andrey geovanny)T a  g      (thyago andrey geovanny)
T a g (thyago andrey geovanny)
 
EPIGENÉTICA E O MEIO-AMBIENTE- DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DA BIODANZA | CAMILA C...
EPIGENÉTICA E O MEIO-AMBIENTE- DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DA BIODANZA | CAMILA C...EPIGENÉTICA E O MEIO-AMBIENTE- DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DA BIODANZA | CAMILA C...
EPIGENÉTICA E O MEIO-AMBIENTE- DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DA BIODANZA | CAMILA C...
 
Engenharia genética
Engenharia genéticaEngenharia genética
Engenharia genética
 
Slide Genética
Slide GenéticaSlide Genética
Slide Genética
 
Biotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
BiotecnologiaatualizadokatiaqueirozBiotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
Biotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
 
Introduçao a genetica
Introduçao a geneticaIntroduçao a genetica
Introduçao a genetica
 
Psicologia-Genética
Psicologia-GenéticaPsicologia-Genética
Psicologia-Genética
 
Hereditariedade9
Hereditariedade9Hereditariedade9
Hereditariedade9
 
Biologia juciene
Biologia jucieneBiologia juciene
Biologia juciene
 
conceitosestruturantesdagentica-210910205452 (1).pptx
conceitosestruturantesdagentica-210910205452 (1).pptxconceitosestruturantesdagentica-210910205452 (1).pptx
conceitosestruturantesdagentica-210910205452 (1).pptx
 
8 ano GENÉTICA BÁSICA
8 ano GENÉTICA BÁSICA8 ano GENÉTICA BÁSICA
8 ano GENÉTICA BÁSICA
 
2 genotipo e fenotipo e gémeos
2   genotipo e fenotipo e gémeos2   genotipo e fenotipo e gémeos
2 genotipo e fenotipo e gémeos
 

Mais de Lusiane Carvalho da Silva

APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO
APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃOAPRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO
APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO
Lusiane Carvalho da Silva
 
Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
Lusiane Carvalho da Silva
 
Reunião fi e edc inf
Reunião fi e edc infReunião fi e edc inf
Reunião fi e edc inf
Lusiane Carvalho da Silva
 
Niveis da escrita
Niveis da escritaNiveis da escrita
Niveis da escrita
Lusiane Carvalho da Silva
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
Lusiane Carvalho da Silva
 
Niveis da escrita
Niveis da escritaNiveis da escrita
Niveis da escrita
Lusiane Carvalho da Silva
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
Lusiane Carvalho da Silva
 
Apresentação peca publico
Apresentação peca publicoApresentação peca publico
Apresentação peca publico
Lusiane Carvalho da Silva
 
Cre – são caetano
Cre – são caetanoCre – são caetano
Cre – são caetano
Lusiane Carvalho da Silva
 
Apresentação slide biomatematicas 2
Apresentação  slide  biomatematicas 2Apresentação  slide  biomatematicas 2
Apresentação slide biomatematicas 2
Lusiane Carvalho da Silva
 
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Lusiane Carvalho da Silva
 
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppiiIi seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Lusiane Carvalho da Silva
 
Desmatamento e animais em extinção
Desmatamento e animais em extinçãoDesmatamento e animais em extinção
Desmatamento e animais em extinção
Lusiane Carvalho da Silva
 
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Lusiane Carvalho da Silva
 
Slaide contração muscular
Slaide contração muscularSlaide contração muscular
Slaide contração muscular
Lusiane Carvalho da Silva
 
Festa das mães
Festa das mãesFesta das mães
Festa das mães
Lusiane Carvalho da Silva
 
Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Alimentos orgânicos
Alimentos orgânicosAlimentos orgânicos
Alimentos orgânicos
Lusiane Carvalho da Silva
 
Frmação Continuada módulo 3
 Frmação Continuada  módulo 3 Frmação Continuada  módulo 3
Frmação Continuada módulo 3
Lusiane Carvalho da Silva
 
Habilidades e conpetências
Habilidades e conpetênciasHabilidades e conpetências
Habilidades e conpetências
Lusiane Carvalho da Silva
 

Mais de Lusiane Carvalho da Silva (20)

APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO
APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃOAPRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO
APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO
 
Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
 
Reunião fi e edc inf
Reunião fi e edc infReunião fi e edc inf
Reunião fi e edc inf
 
Niveis da escrita
Niveis da escritaNiveis da escrita
Niveis da escrita
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
 
Niveis da escrita
Niveis da escritaNiveis da escrita
Niveis da escrita
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
 
Apresentação peca publico
Apresentação peca publicoApresentação peca publico
Apresentação peca publico
 
Cre – são caetano
Cre – são caetanoCre – são caetano
Cre – são caetano
 
Apresentação slide biomatematicas 2
Apresentação  slide  biomatematicas 2Apresentação  slide  biomatematicas 2
Apresentação slide biomatematicas 2
 
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
 
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppiiIi seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
 
Desmatamento e animais em extinção
Desmatamento e animais em extinçãoDesmatamento e animais em extinção
Desmatamento e animais em extinção
 
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
 
Slaide contração muscular
Slaide contração muscularSlaide contração muscular
Slaide contração muscular
 
Festa das mães
Festa das mãesFesta das mães
Festa das mães
 
Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Argumentação
 
Alimentos orgânicos
Alimentos orgânicosAlimentos orgânicos
Alimentos orgânicos
 
Frmação Continuada módulo 3
 Frmação Continuada  módulo 3 Frmação Continuada  módulo 3
Frmação Continuada módulo 3
 
Habilidades e conpetências
Habilidades e conpetênciasHabilidades e conpetências
Habilidades e conpetências
 

Último

Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LucliaMartins5
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 

Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii

  • 1. II SEMINÁRIO DE PESQUISA E PRÁTICA PEDAGÓGICA II A GENÉTICA E A MANIPULAÇÃO GÊNICA Salvador ABRIL/2009
  • 2. Angélica Alves da Silva Anilton Pereira dos Santos Elizabeth Ribeiro Colonese José Jorge Bastos Chaves Maristela Vitória de Oliveira Nilton Souza Nascimento Tais Vanessa Pereira de Andrade Trabalho apresentado para Disciplina de Pesquisa e Prática Pedagógica II, do Curso de Licenciatura em Biologia sob as orientações das professoras Mabel Esteves e tutora Djenane Dorea. Salvador ABRIL/2009
  • 3. “ Em todo ser vivo, aquilo que designamos como partes constituintes forma um todo inseparável, que só pode ser estudado em conjunto, pois a parte não permite reconhecer o todo, nem o conjunto deve ser reconhecido nas partes”... Goethe Salvador ABRIL/2009
  • 4. Genética, do grego genno (fazer nascer) , é a ciência dos genes, da hereditariedade e da variação dos organismos. Ramo da biologia que estuda a forma como se transmitem as características biológicas de geração para geração. O termo genética foi primeiramente aplicado para descrever o estudo da variação e hereditariedade, pelo cientista William Batesson numa carta dirigida a Adam Sedgewick datada de 18 de Abril de 1908.
  • 6. DNA (ácido dioxirribonucléico) Estrutura de cadeia dupla, As bases azotadas são: Adenina, Timina, Guanina e Citosina, Cadeias longas, constituída por milhares de nucleotídeos, Localiza-se no núcleo e em pequenas quantidades nas mitocôndrias e nos cloroplastos. RNA (ácido ribonucléico) Estrutura de cadeia simples, As bases azotadas são: Adenina, Uracila, Guanina e Citosina, Cadeias curtas, com algumas centenas de nucleotídeos, Localiza-se principalmente no hialoplasma. ÁCIDOS NUCLÉICOS
  • 7. Clonagem - Método científico artificial de reprodução que utiliza células somáticas (aquelas que formam  órgãos, pele e ossos) no lugar do óvulo e do espermatozóide.
  • 8. PRINCIPIOS BASICOS DE MENDEL 1° Lei de Mendel- Foram suas experiências com as ervilhas - Características Hereditárias- são determinadas por fatores herdados dos pais e das mães na mesma proporção; - Cruzamento Executando a fecundação cruzada da parte masculina de uma planta de semente amarela com a feminina de uma verde (geração parental, ou P), observou que os descendentes, que chamou de geração F1
  • 9. Síntese de Proteína Mitose/Meiose Genótipo / Fenótipo
  • 10. Alguns aspectos da genética humana que causam distúrbios metabólicos como a fenilcetonúria reconhece a importância do “teste do pezinho”, obrigatório por lei Teste do pezinho Fenilcetonúria: Doença relacionada a uma alteração genética rara que envolve o metabolismo de proteínas Objetivos: manter os níveis plasmáticos de fenilalanina da criança com PKU, próximos aos níveis de uma criança sadia Metodologia: É Verificar se a criança tem a doença Resultado É obrigatório por lei seja obrigação instituída pelo Estatuto da Criança e do adolescente.
  • 11. Grupos Sangüíneos do sistema ABO e do fator RH Hemácias Fator Rh- – É um dos dois grupos de antígenos eritrocitários de maior importância e esta ligado ao sistema ABO. O Sistema ABO – São grupos sanguíneos. Tipos: A, B, AB e O.
  • 12. CROMOSSOMOS SEXUAIS Há dois tipos de cromossomos sexuais : o tipo X e o tipo Y. Um zigoto contendo um par de cromossomos X, desenvolve-se como um indivíduo feminino, mas um zigoto com um cromossomo X e um Y, desenvolve-se como um indivíduo masculino
  • 13. ENGENHARIA GENÉTICA A Engenharia Genética é um conjunto de técnicas que envolvem a manipulação de genes de um determinado organismo, geralmente de forma artificial. Esta manipulação envolve duplicação, transferência e isolamento de genes, com o objetivo de produzir organismos geneticamente melhorados para desempenharem melhor suas funções e produzir substâncias úteis ao homem.
  • 14. Mutação Cromossômica; Descoberta dos Gametas: 1675 Von Leeuwenhoeck Processo Quimioterápico: Glóbulos Vermelhos Célula do buldo capilar (queda de cabelo)
  • 15. GENES Transferência de DNA de um organismo para outro: Para transferir o DNA de um organismo para outro, é necessário um vector (plasmídeo), que é uma pequena molécula circular de DNA que se encontra em células bacterianas. Se um dado segmento de DNA for incorporado num plasmídeo e introduzido numa célula bacteriana, podem ser fabricadas centenas de cópias, Os plasmídeos podem ser então extraídos das células e o segmento de DNA que nos interessa removido por meio de enzimas de restrição.
  • 16. Transferência de DNA de um organismo para outro utilizando enzimas de restrição e clonagem
  • 17. HEREDITARIEDADE Concepções pré-mendelianas: 1)Teoria da pré-formação; 2)Teoria hegemônica – “A Evolução das Espécies” – Charles Darwin; 3)Teoria da pangênese; 4) Mendel – herança particulada . X Charles Darwin Gregor Mendel A COR DA PELE HUMANA A e B: genes dominantes > prod. Melanina (mais escura a pele) a e b: genes recessivos < prod. Melanina (mais clara a pele) Afinal, o que é a melanina?
  • 18. Referencias Bibliográficas BOSHILIA, Cleuza. Minimanual compacto de Biologia – Teria e Prática. Editora Globo. BARROS e PAULINO, Carlos e Wilson Roberto. O corpo humano. Editora Ática. PURVES, SADAVA, ORIANS e HELLER, Willian K., David, Gordon H. e H. Craig. VIDA – A ciência da Biologia – Vol. I: Célula e Hereditariedade. Editora Artmed. LINHARES & GEWANDSZNAJDER, Sergio & Fernando, Segundo Grau Vestibular Biologia. Atica, 1985. UFMG, Síntese e Secreção de Macromoléculas. In: http://www.icb.ufmg.br/mor/biocelch/sintese /texto_sintese.html. Acessado em: 02/04/2009. WIKIPÉDIA, Genética. In: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gen%C3%A9tica. Acessado em 29/03/2009. ESTRUTURA DA MOLÉCULA. In: http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/dna/estrutura-molecular-de-dna.php. Acessado em 29/03/2009. GENÉTICA. In: http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/genetica/genetica1.php. Acessado em 31/03/2009. 1ª LEI DE MENDEL. In: http://www.brasilescola.com/biologia/primeira-lei-mendel.htm. Acessado em 31/03/2009. MEDICINA AVANÇADA. In: http://www.drashirleydecampos.com.br/ Acessado em 31/03/2009. GRUPOS SANGUÍNEOS. In: http://www.mundovestibular.com.br/articles/384/1/GRUPOS-SANGUINEOS/Paacutegina1.html. Acessado em 31/03/2009. A LEI DA SEGREGAÇÃO. In: http://www.colegioweb.com.br/biologia/genes. Acessado em 31/03/2009. FATOR RH. In: http://www.colegioweb.com.br/biologia/fator-rh. Acessado em 31/03/2009. WIKIPÉDIA, Engenharia Genética. In: http://pt.wikipedia.org/wiki/Engenharia_gen%C3%A9tica. Acessado em 02/04/2009. WIKIPÉDIA, Cromossomo Sexual. In: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cromossomo_sexual. Acessado em 02/04/2009. GENÉTICA, Engenharia Genética. In: http://www.brasilescola.com/biologia/engenharia-genetica.htm. Acessado em 02/04/2009. ENGENHARIA GENÉTICA. In: http://www.geocities.com/p_reis/webquest1.html. Acessado em 02/04/2009. INFO ESCOLA, Engenharia Genética. In: http://www.infoescola.com/biologia/engenharia-genetica/. Acessado em 02/04/2009. BRASIL ESCOLA, Hereditariedade. In: http://www.brasilescola.com/biologia/hereditariedade.htm. Acessado em 27/03/2009. A TEORIA MENDELIANA COMO EXEMPLO DE RUPTURA, Concepções Pré-Mendelianas. In: http://www.biotemas.ufsc.br/volumes/pdf/restaurados/13_2/119-135.pdf. Acessado em 27/03/2009.
  • 19. “ Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo de vencer é tentar mais uma vez.&quot; Thomas Edison