A Tecnologia e o
Desafio da Capacitação
da “Nova Geração”
Denize Dutra
Karla Lopez
Blz vc tah aqui!
Pq este tema interessa
tds?
Acho q gostamos de
Desafios!
EDUCAÇÃO
Formação do
Sujeito
Valores &
Princípios
Instrução &
Formação
Profissional
Cultura &
Cidadania
CAPACITAR =
DESENV...
Pilares da Educação do Futuro
Edgar Morin
Cegueiras paradigmáticas
Princípios do conhecimento :
contexto, global,
multidim...
ALICERCES
| |
Fundamentos da Educação
&
Teorias Da Aprendizagem
ARQUITETURA
| |
Metodologia de
Ensino
&
Modelo Pedagógico
...
PERFIL DAS GERAÇÕES
“BOOMERS” “GERAÇÃO X” GERAÇÃO NET
1945/1965 1965/1977 1977/...
Otimista
Lado positivo
Cético
Questiona...
“BOOMERS” “YOUNGER LEARNER “
Ritmo uniforme e pausado Ritmo acelerado
Instruções e diretrizes
centradas no
instrutor/facil...
1. O sujeito é AUTOR.
2. É preciso desejo de aprender .
3. Aprendemos fazendo.
3. Aprendemos somente o que sentimos
necess...
5. A Aprendizagem se centraliza em problemas e os
problemas devem ser reais. É preciso fazer sentido.
6. Os novos conhecim...
9. A aprendizagem é bilateral
e interativa.
10. Aprendemos por diferentes “canais”(sentidos) e de
diferentes formas.
11. A...
INFLUÊNCIA DOS SENTIDOS
NA APRENDIZAGEM
83%
Visão
11%
Audição
3,5%
Olfato
2% Tato1,5%
Gosto
(Paladar)
RELATO
VIVÊNCIA
PROCESSAMENTO
GENERALIZAÇÃO
CICLO DE APRENDIZAGEM VIVENCIAL
APLICAÇÃO
“A ESSÊNCIA DAS ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM”
REVISÃO DE
OPINIÕES
E CRENÇAS
CONSCIÊNCIA
E
SENSIBILIDADE
DESENVOLVIMENTO
DE CO...
qComputador/Internet =
ampliam a interação social, a
construção e a
democratização do
conhecimento.
q Conteúdo em pílulas ...
qUso intensivo de mídia =
ferramentas do Google,
Orkut, Skype, MSN, Blogs,
Wikis, Podcasts, YouTube,
etc.
qEquilíbrio de e...
Capacitação da Nova Geração
COMO?
q Seja claro e simples.
q Seja visual!
q Use um tom conversacional.
q Mostre mais, diga ...
Capacitação da Nova Geração
COMO?
q Mantenha o aluno o mais
confortável e relaxado
possível = Estresse e
ansiedade reduzem...
Capacitação da Nova Geração
COMO?
q Emocione.
q Não subestime o poder da
diversão para manter a
atenção das pessoas.
q Cri...
Castells: Uma visão critica
INTERNET:
qmassiva utilização para o
trabalho/possibilidade do tele trabalho,
possibilitando a...
Paradoxos da tecnologia
Acessibilidade X Inacessibilidade
Une X Divide
Físico X Virtual
Conexão X Desconexão
Inclusão Soci...
Desafios?
A - Que ações práticas podem ser aplicadas à
realidade da sua empresa, consideradas as
diferenças culturais e de...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

CBTD 2006

332 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

CBTD 2006

  1. 1. A Tecnologia e o Desafio da Capacitação da “Nova Geração” Denize Dutra Karla Lopez
  2. 2. Blz vc tah aqui! Pq este tema interessa tds? Acho q gostamos de Desafios!
  3. 3. EDUCAÇÃO Formação do Sujeito Valores & Princípios Instrução & Formação Profissional Cultura & Cidadania CAPACITAR = DESENVOLVER CAPACIDADES/ COMPETÊNCIAS (CONHECIMENTOS HABILIDADES ATITUDES)
  4. 4. Pilares da Educação do Futuro Edgar Morin Cegueiras paradigmáticas Princípios do conhecimento : contexto, global, multidimensional e complexo. Condição humana. Identidade terrena. Incerteza. Compreensão. Democracia & ética Jaques Delors Aprender a conhecer Aprender a fazer Aprender a viver juntos, aprender a conviver com os outros Aprender a SER
  5. 5. ALICERCES | | Fundamentos da Educação & Teorias Da Aprendizagem ARQUITETURA | | Metodologia de Ensino & Modelo Pedagógico ACABAMENTO | | Recursos Tecnológicos & Comportamentais A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO
  6. 6. PERFIL DAS GERAÇÕES “BOOMERS” “GERAÇÃO X” GERAÇÃO NET 1945/1965 1965/1977 1977/... Otimista Lado positivo Cético Questionador Consciência e conexão globais Trabalho duro Envolvimento Crescimento pessoal Independência Auto-confiança Questiona autoridade Realização Diversidade Colaboração Têm conhecimento e experiência, mas são cercados de temor A vontade Proficientes na tecnologia Tecnologia é algo natural na vida Gostam de aparecer e ser “responsáveis pelo show” Não gostam de aparecer, mas gostam de controlar coisas Gostam de ser parte do show.
  7. 7. “BOOMERS” “YOUNGER LEARNER “ Ritmo uniforme e pausado Ritmo acelerado Instruções e diretrizes centradas no instrutor/facilitador Incentivo à interação e engajamento no processo Focado no conteúdo Aprendizagem Significativa Abordagem linear Variedade de Opções Prudência no uso do lúdico Divertido/ Lúdico Características das Ações de T&D predominantes nas Gerações
  8. 8. 1. O sujeito é AUTOR. 2. É preciso desejo de aprender . 3. Aprendemos fazendo. 3. Aprendemos somente o que sentimos necessidade de aprender. PRINCÍPIOS DA APRENDIZAGEM :
  9. 9. 5. A Aprendizagem se centraliza em problemas e os problemas devem ser reais. É preciso fazer sentido. 6. Os novos conhecimentos devem ser relacionados com suas experiências anteriores e integrados às mesmas, exige uma “construção”. 7. Aprendemos melhor em ambiente informal e descontraído. 8. O sujeito é responsável por sua própria aprendizagem PRINCÍPIOS DA APRENDIZAGEM :
  10. 10. 9. A aprendizagem é bilateral e interativa. 10. Aprendemos por diferentes “canais”(sentidos) e de diferentes formas. 11. Aprendemos utilizando os dois hemisférios cerebrais (razão & emoção). 12. Aprendemos quando conseguimos manter a nossa atenção e interesse.
  11. 11. INFLUÊNCIA DOS SENTIDOS NA APRENDIZAGEM 83% Visão 11% Audição 3,5% Olfato 2% Tato1,5% Gosto (Paladar)
  12. 12. RELATO VIVÊNCIA PROCESSAMENTO GENERALIZAÇÃO CICLO DE APRENDIZAGEM VIVENCIAL APLICAÇÃO
  13. 13. “A ESSÊNCIA DAS ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM” REVISÃO DE OPINIÕES E CRENÇAS CONSCIÊNCIA E SENSIBILIDADE DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS DOMÍNIO DE MUDANÇA DURADOURA (APRENDIZADO PROFUNDO) PETER SENGE
  14. 14. qComputador/Internet = ampliam a interação social, a construção e a democratização do conhecimento. q Conteúdo em pílulas = mais rápido e mais focado q Fim da memorização = apreendo o que faz significado q Necessidade de lidar com maior volume de informações Tendências:
  15. 15. qUso intensivo de mídia = ferramentas do Google, Orkut, Skype, MSN, Blogs, Wikis, Podcasts, YouTube, etc. qEquilíbrio de experiências entre gerações = Princípios + Inovação qMaior interatividade e dinamismo na apresentação de informações Tendências:
  16. 16. Capacitação da Nova Geração COMO? q Seja claro e simples. q Seja visual! q Use um tom conversacional. q Mostre mais, diga menos. q Relacione cada tópico a um benefício. “Por que isso me interessaria?”. q Mantenha o nível de interesse do aluno sempre alto sendo variado e surpreendente. q Redundância para facilitar a compreensão e a retenção - não repetição!
  17. 17. Capacitação da Nova Geração COMO? q Mantenha o aluno o mais confortável e relaxado possível = Estresse e ansiedade reduzem o foco. q Seduza, conquiste. q Incite a curiosidade. q Propicie a oportunidade de pensar. q Empregue o princípio 80/20 (quanto maior o esforço, menor o resultado) e não tenha medo de descartar informações. q Contextualize.
  18. 18. Capacitação da Nova Geração COMO? q Emocione. q Não subestime o poder da diversão para manter a atenção das pessoas. q Crie histórias. q Crie um ritmo para o conteúdo, alternando a parte do cérebro que está sendo exercitada. q O seu trabalho gira em torno de como o aluno se sente sendo parte de uma experiência.
  19. 19. Castells: Uma visão critica INTERNET: qmassiva utilização para o trabalho/possibilidade do tele trabalho, possibilitando a confusão dos tempos e espaços de lazer e trabalho. qreforça padrões sociais vigentes. qutilização ainda restrita as elites. qfacilidade e estimulação sensorial diminuem o esforço psicológico. CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo : Paz e Terra, 1999.
  20. 20. Paradoxos da tecnologia Acessibilidade X Inacessibilidade Une X Divide Físico X Virtual Conexão X Desconexão Inclusão Social X Alienação Social
  21. 21. Desafios? A - Que ações práticas podem ser aplicadas à realidade da sua empresa, consideradas as diferenças culturais e de investimentos? B - Que impacto os conceitos aqui abordados e os desafios identificados podem ter sobre a sua carreira e o seu negócio? C - Como temos nos preparado para enfrentar estes novos desafios de trabalhar com uma geração que vai aprender de forma diferente?

×