SlideShare uma empresa Scribd logo
Aleitamento
Materno
Enfermeira: Tuanny Sampaio
Revisão anatomica das mamas
• Nos homens e mulheres, as mamas são
idênticas ate a puberdade;
• Os cinco estágios das mamas:
- 1°- mama púbere.
- 2°- Brotamento mamário
- 3°- Aumento adicional do tecido mamário e
aréola
- 4°- Mamilo e aréola formam um monte
secundário no ápice do tecido mamário.
- 5°- Desenvolvimento contínuo do alargamento
da mama com contorno único.
• Os tecidos que compõem a mama são:
- Tecido glandular
- Tecido ductal
- Tecido fibroso
- Tecido adiposo- 85%
• Estão localizadas entre a 2° e 6° costela
sobre o músculo peitoral maior desde o
esterno ate a linha axilar média.
• Cada mama consiste em 12 e 20 lobos
constituídos de lóbulos que contém grupo
de ácinos que terminam em ductos que
desemboca em ampolas e estas no mamilo.
Produção de leite
• Na gestação a placenta secreta estrogênio, progesterona e
hormônio lactogênico placentário humano.
• Há aumento fisiológico de cortisol plasmático livre, insulina e
tireoxina na gestação.
• A prolactina começa a ser produzida no 1° trimestre
progressivamente ate o nascimento.
• A lactogênese, inicia-se após o nascimento do bebê,
estabelecida pela atuação da prolactina.
• Mais ou menos no terceiro dia pós-
parto, ocorre a apojadura.
• Ocorre aumento do fluxo sanguíneo
local e intensificação da secreção
produzindo calor na região.
• A manutenção da lactação (lactopoiese)
ocorre pelo reflexo neuroendócrino. A
sucção do mamilo estimula as
terminações nervosas no local, gerando
impulso nervoso que agem na hipófise.
Ocitocina
• Produzida na parte posterior da
hipófise
• Atua nas células mieloepiteliais,
fazendo contração nos alvéolos e
promovendo a ejeção de leite.
• Atua na contração uterina,
diminuindo a perda sanguínea na
loquiação e involução do útero
para a cavidade pélvica.
Tipos de leite
• Colostro: Tem cor amarelo-gema, está presente até o sétimo
dia pós-parto, contém mais proteína e menos gordura e
maior concentração de componentes imunoprotetores.
• Leite de transição: Se mistura ao colostro, de cor amarelo
claro, pode durar do sétimo ao décimo quarto dia.
• Leite branco ou maduro: Produzido nos alvéolos sobre ação
da prolactina, dura do décimo quarto dia ate o fim da
lactação.
Preparo das mamas
• Lavar as mamas apenas com água
• Evitar uso de qualquer produto nos seios.
• Tomar banho de sol de 5 a 10 minutos. Antes das 9 horas ou
depois das 16 horas.
• Lavar bem as mãos com água e sabão;
• Iniciar amamentação na sala de parto;
• Sempre oferecer o peito quando o bebê pedir;
• Manter a mãe bem posicionada para amamentar;
• Limpar o peito apenas com o leite;
• Cuidar para que o bebê abocanhe a maior parte da aréola
alem de todo o mamilo;
• Levar o bebê ao peito. Manter posição “barriga com barriga” ;
• Observar a abertura da boca e posição dos lábios;
• Deixar o bebê esvaziar um peito antes de oferecer o outro;
• Fazer o bebê arrotar;
• Esvaziar as mamas se necessário;
• Retirar o mamilo da boca do bebê, introduzindo o mindinho
no canto direito do bebê.
A pega correta
Técnica de ordenha
• Realizada quando a mama fica cheia, pesada ou empedrada
ou quando o bebê não puder mamar.
• Utilizar EPI’s;
• Orientar a mãe da lavagem das mãos e higienização do seio
• Secagem da mão e seio;
• Explicar a finalidade da massagem;
.
• Apoiar a mama com uma das mãos;
• Fazer massagem circular com a ponta dos dedos da mão livre;
• Posicionar os dedos onde termina a aréola;
• Posicionar um pote estéril debaixo do mamilo para aparar o
leite;
• O polegar ficará na aréola acima do mamilo e o indicador
por baixo, pressionando e soltando;
Armazenamento do leite
• Lavar o frasco com água e sabão neutro ate retirar a sujidade
do copo;
• Ferver o frasco (vidro) e a tampa (plástica) por 10 minutos;
• Deixar secar com o pote virado para baixo;
• O leite materno em temperatura ambiente dura ate duas
horas, na geladeira 12 horas e no freezer 15 dias.
Tipos de mamilos
Posição para amamentação
Complicações comuns á amamentação
• Rachaduras e fissuras
- Verificar a pega correta;
- Orientar a mãe;
- Não utilizar cremes ou pomadas;
- Não esfregar o mamilo;
- Lavar as mãos antes de tocar nos seios
- Realizar massagem
- Realizar ordenha manual
• Ingurgitamento mamário
- Acúmulo de leite nas mamas;
- Avaliar as mamas a procura de nódulos;
- Realizar ordenha manual;
- Orientar a mãe.
• Mastite
- Infecção aguda da mama;
- Causas: déficit na sucção, presença de fissuras e rachaduras;
- Sinais: edema, calor, rubor, febre, tumoração, alteração de
exames;
- Orientar a mãe sobre a mama exclusiva ate os seis meses,
usar sutiã de alças largas, repouso, ordenha a mama;
- Se presença de pus realizar punção ou drenagem e iniciar
antibioticoterapia.
Hipogalactia
• Produção de leite menor que a demanda;
• Orientações:
- Orientar a mãe a beber mais liquido;
- Colocar o bebê para sugar mais vezes;
- Amamentar em lugares calmos
- Ordenha manual produz mais leite.
O aleitamento
• Uso de leite humano da mãe ou doadora fornecido por
diversas formas.
• Pode ser exclusivo (até o sexto mês) ou misto.
• O leite humano transfere anticorpos maternos para o bebê,
protegendo-o contra infecções, diminui o risco para o
desenvolvimento futuro do diabetes, hipertensão, doenças
cardiovasculares, anemia, alergias alimentares e cáries.
O aleitamento
• Para a mulher o aleitamento reduz o risco de câncer de
mama e de ovário , aumento dos hormônios prolactina e
ocitocina, é anticoncepcional temporário, econômico e
pratico, não necessita de preparo.
• O leite humano é rico em ácido graxo insaturado,
aminoácidos, minerais, vitaminas, enzimas, imunoglobulinas
e água.
• O RN mama de 8 a 11 vezes por dia, ate que as mamadas
sejam ajustadas.
O aleitamento
• Nos primeiros após o parto, as mamas secretam o colostro,
protegendo o neonato contra infecções, é laxativo, evita a
icterícia neonatal.
• No inicio das mamadas, o leite e acinzentado, rico em
proteínas, lactose, vitaminas, minerais e água, no final parece
mais claro porque contem mais gordura.
Promover o aleitamento
• Pelo enfermeiro:
- Acolher e escutar a mãe e família;
- Lembrar-se de dar apoio;
- Reforçar as orientações;
- Oferecer orientações;
- Elogiar e incentivar;
• O corpo do bebê deve permanecer alinhado
• A cabeça da criança deve permanecer livre
• Observar se o queixo do bebê está tocando o peito
• Observar os movimentos de sucção
• A mama não deve parecer distendida ou puxada.
• Explicar como posicionar o bebê, realizar e manter a pega da
aréola;
• Supervisionar as primeiras mamadas;
• As roupas devem ser confortáveis;
• A mãe mantém o dorso apoiado e ereto.
Referência
• Santos, Aretha. Guia prático de enfermagem: processos,
técnicas, SAE, NANDA/ Aretha Santos, Tatiane
Marangoni- São Paulo: PAE Editora, 2010
• Souza, Aspásia Basile Gesteira. Enfermagem Neonatal
cuidado integral ao recém-nascido/ Aspásia Basile
Gesteira Souza, organizadora.- São Paulo: Martinari,
2011.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 3 prénatal
Aula 3 prénatalAula 3 prénatal
Aula 3 prénatal
Rejane Durães
 
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-partoCuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Amanda Thomé
 
Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno
Juliana Maciel
 
Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
Pré parto
Pré parto Pré parto
Pré parto
tvf
 
Puerpério
PuerpérioPuerpério
Puerpério
Cleidenisia Daiana
 
Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Neto Pontes
 
Transformações na gestação
Transformações na gestaçãoTransformações na gestação
Transformações na gestação
Alinebrauna Brauna
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
NadjadBarros
 
Apostila puerperio
Apostila puerperioApostila puerperio
Apostila puerperio
Viviane da Silva
 
Aleitamento
AleitamentoAleitamento
Aleitamento
Solange Broggine
 
AssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao PartoAssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao Parto
chirlei ferreira
 
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no 3º e 4º períodos
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no 3º e 4º períodosCuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no 3º e 4º períodos
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no 3º e 4º períodos
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Aleitamento materno slide
Aleitamento materno slideAleitamento materno slide
Aleitamento materno slide
Lorrayne Ferreira
 
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no primeiro período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no primeiro períodoCuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no primeiro período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no primeiro período
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Hemorragia pós-parto
Hemorragia pós-partoHemorragia pós-parto
Cuidados imediatos ao rn
Cuidados imediatos ao rnCuidados imediatos ao rn
Cuidados imediatos ao rn
Alvaro Felipe
 
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele SpindlerAssistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Jesiele Spindler
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
Amanda Corrêa
 

Mais procurados (20)

Aula 3 prénatal
Aula 3 prénatalAula 3 prénatal
Aula 3 prénatal
 
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-partoCuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
 
Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno
 
Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascido
 
Pré parto
Pré parto Pré parto
Pré parto
 
Puerpério
PuerpérioPuerpério
Puerpério
 
Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.
 
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
 
Transformações na gestação
Transformações na gestaçãoTransformações na gestação
Transformações na gestação
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
 
Apostila puerperio
Apostila puerperioApostila puerperio
Apostila puerperio
 
Aleitamento
AleitamentoAleitamento
Aleitamento
 
AssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao PartoAssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao Parto
 
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no 3º e 4º períodos
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no 3º e 4º períodosCuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no 3º e 4º períodos
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no 3º e 4º períodos
 
Aleitamento materno slide
Aleitamento materno slideAleitamento materno slide
Aleitamento materno slide
 
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no primeiro período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no primeiro períodoCuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no primeiro período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no primeiro período
 
Hemorragia pós-parto
Hemorragia pós-partoHemorragia pós-parto
Hemorragia pós-parto
 
Cuidados imediatos ao rn
Cuidados imediatos ao rnCuidados imediatos ao rn
Cuidados imediatos ao rn
 
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele SpindlerAssistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
 

Destaque

Exame Físico do RN
Exame Físico do RNExame Físico do RN
Exame Físico do RN
Herbert Souza
 
Promovendo o Aleitamento Materno
Promovendo o Aleitamento MaternoPromovendo o Aleitamento Materno
Promovendo o Aleitamento Materno
Sorttie Marketing & Conteúdo
 
Miomatose Uterina
Miomatose UterinaMiomatose Uterina
Miomatose Uterina
bubuzinhapj
 
Infecção de transmissão vertical
Infecção de transmissão verticalInfecção de transmissão vertical
Infecção de transmissão vertical
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Curso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento maternoCurso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento materno
Juninho Spina
 
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Aleitamento Materno
Laped Ufrn
 
Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1
Eduardo Gomes da Silva
 
Semiologia do recém nascido
Semiologia do recém nascidoSemiologia do recém nascido
Semiologia do recém nascido
Laped Ufrn
 
Protocolo ms
Protocolo msProtocolo ms
Protocolo ms
Weidson Carvalho Lima
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
GisleneDmingos
 
Aleitamento materno outubro 2011
Aleitamento materno outubro 2011Aleitamento materno outubro 2011
Aleitamento materno outubro 2011
Walquíria Domingues
 
Aleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPEC
Aleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPECAleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPEC
Aleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPEC
associacaoportella
 
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vidaAmamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Rebeca - Doula
 
Joanabordalo Aleitam
Joanabordalo AleitamJoanabordalo Aleitam
Joanabordalo Aleitam
Biblioteca Virtual
 
Ecos II CONGRESSO Virtual de ALEITAMENTO MATERNO - novas fotos
Ecos II CONGRESSO Virtual de ALEITAMENTO MATERNO - novas fotosEcos II CONGRESSO Virtual de ALEITAMENTO MATERNO - novas fotos
Ecos II CONGRESSO Virtual de ALEITAMENTO MATERNO - novas fotos
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Medicações e diluições em neonatologia
Medicações e diluições em neonatologiaMedicações e diluições em neonatologia
Medicações e diluições em neonatologia
Letícia Spina Tapia
 
Temas desenvolv 2013, 19(104) 73 76
Temas desenvolv 2013, 19(104) 73 76Temas desenvolv 2013, 19(104) 73 76
Temas desenvolv 2013, 19(104) 73 76
copobebe
 
Baixa produção de leite
Baixa produção de leiteBaixa produção de leite
Baixa produção de leite
Rebeca - Doula
 
Atencao humanizada recem_nascido_METODOLOGIA MÃE-CANGURU MS
Atencao humanizada recem_nascido_METODOLOGIA MÃE-CANGURU MSAtencao humanizada recem_nascido_METODOLOGIA MÃE-CANGURU MS
Atencao humanizada recem_nascido_METODOLOGIA MÃE-CANGURU MS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Aleitamento Materno Em Prematuros
Aleitamento Materno Em PrematurosAleitamento Materno Em Prematuros
Aleitamento Materno Em Prematuros
Biblioteca Virtual
 

Destaque (20)

Exame Físico do RN
Exame Físico do RNExame Físico do RN
Exame Físico do RN
 
Promovendo o Aleitamento Materno
Promovendo o Aleitamento MaternoPromovendo o Aleitamento Materno
Promovendo o Aleitamento Materno
 
Miomatose Uterina
Miomatose UterinaMiomatose Uterina
Miomatose Uterina
 
Infecção de transmissão vertical
Infecção de transmissão verticalInfecção de transmissão vertical
Infecção de transmissão vertical
 
Curso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento maternoCurso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento materno
 
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1
 
Semiologia do recém nascido
Semiologia do recém nascidoSemiologia do recém nascido
Semiologia do recém nascido
 
Protocolo ms
Protocolo msProtocolo ms
Protocolo ms
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
 
Aleitamento materno outubro 2011
Aleitamento materno outubro 2011Aleitamento materno outubro 2011
Aleitamento materno outubro 2011
 
Aleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPEC
Aleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPECAleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPEC
Aleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPEC
 
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vidaAmamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
 
Joanabordalo Aleitam
Joanabordalo AleitamJoanabordalo Aleitam
Joanabordalo Aleitam
 
Ecos II CONGRESSO Virtual de ALEITAMENTO MATERNO - novas fotos
Ecos II CONGRESSO Virtual de ALEITAMENTO MATERNO - novas fotosEcos II CONGRESSO Virtual de ALEITAMENTO MATERNO - novas fotos
Ecos II CONGRESSO Virtual de ALEITAMENTO MATERNO - novas fotos
 
Medicações e diluições em neonatologia
Medicações e diluições em neonatologiaMedicações e diluições em neonatologia
Medicações e diluições em neonatologia
 
Temas desenvolv 2013, 19(104) 73 76
Temas desenvolv 2013, 19(104) 73 76Temas desenvolv 2013, 19(104) 73 76
Temas desenvolv 2013, 19(104) 73 76
 
Baixa produção de leite
Baixa produção de leiteBaixa produção de leite
Baixa produção de leite
 
Atencao humanizada recem_nascido_METODOLOGIA MÃE-CANGURU MS
Atencao humanizada recem_nascido_METODOLOGIA MÃE-CANGURU MSAtencao humanizada recem_nascido_METODOLOGIA MÃE-CANGURU MS
Atencao humanizada recem_nascido_METODOLOGIA MÃE-CANGURU MS
 
Aleitamento Materno Em Prematuros
Aleitamento Materno Em PrematurosAleitamento Materno Em Prematuros
Aleitamento Materno Em Prematuros
 

Semelhante a Aleitamento Materno

ALEITAMENTO MATERNO (1).pptx
ALEITAMENTO MATERNO (1).pptxALEITAMENTO MATERNO (1).pptx
ALEITAMENTO MATERNO (1).pptx
YasminBeatriz4
 
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptxCampanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
LarissaVasconcelos32
 
Trabalho Amamentação 16-09-2022.pptx
Trabalho Amamentação 16-09-2022.pptxTrabalho Amamentação 16-09-2022.pptx
Trabalho Amamentação 16-09-2022.pptx
AnaCardoso680770
 
Cartilha Odete Valadares
Cartilha Odete ValadaresCartilha Odete Valadares
Cartilha Odete Valadares
Rebeca - Doula
 
Campanha de Doação de Leite Materno 2015
Campanha de Doação de Leite Materno 2015Campanha de Doação de Leite Materno 2015
Campanha de Doação de Leite Materno 2015
Ministério da Saúde
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
Michely Blank
 
Amamentaç[1]..
Amamentaç[1]..Amamentaç[1]..
Amamentaç[1]..
thamiris souza
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
Cleidenisia Daiana
 
01 gestação, amamentação e o recém nascido
01 gestação, amamentação e o recém nascido01 gestação, amamentação e o recém nascido
01 gestação, amamentação e o recém nascido
Praxis Educativa
 
Alterações fisiológicas durante a gestação, aleitamento e (1)
Alterações fisiológicas durante a gestação, aleitamento e (1)Alterações fisiológicas durante a gestação, aleitamento e (1)
Alterações fisiológicas durante a gestação, aleitamento e (1)
LAURA EMANUELLA MARINHO
 
dez passo da amamentação saudável em folheto.doc
dez passo da amamentação saudável em folheto.docdez passo da amamentação saudável em folheto.doc
dez passo da amamentação saudável em folheto.doc
Dessa Reis
 
Aleitamento Materno.ppt
Aleitamento Materno.pptAleitamento Materno.ppt
Aleitamento Materno.ppt
FranciscoFlorencio6
 
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICIDAmamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Liga De Pediatria Med Unicid
 
Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé
Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé
Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Aleitamento materno.pptx.pdf
Aleitamento materno.pptx.pdfAleitamento materno.pptx.pdf
Aleitamento materno.pptx.pdf
VeraLuciaPereira24
 
Amamentação DGS.pdf
Amamentação DGS.pdfAmamentação DGS.pdf
Amamentação DGS.pdf
MariaMachado326543
 
Pré natal-e-recém-nascido
Pré natal-e-recém-nascidoPré natal-e-recém-nascido
Pré natal-e-recém-nascido
Astra Veículos
 
E-book EuSaúde - Crianças
E-book EuSaúde - CriançasE-book EuSaúde - Crianças
E-book EuSaúde - Crianças
EuSaúde
 
aleitamentomaterno_slide.pdf
aleitamentomaterno_slide.pdfaleitamentomaterno_slide.pdf
aleitamentomaterno_slide.pdf
Christina Almeida
 
Bebês que exigem cuidados especiais
Bebês que exigem cuidados especiaisBebês que exigem cuidados especiais
Bebês que exigem cuidados especiais
Rebeca - Doula
 

Semelhante a Aleitamento Materno (20)

ALEITAMENTO MATERNO (1).pptx
ALEITAMENTO MATERNO (1).pptxALEITAMENTO MATERNO (1).pptx
ALEITAMENTO MATERNO (1).pptx
 
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptxCampanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
 
Trabalho Amamentação 16-09-2022.pptx
Trabalho Amamentação 16-09-2022.pptxTrabalho Amamentação 16-09-2022.pptx
Trabalho Amamentação 16-09-2022.pptx
 
Cartilha Odete Valadares
Cartilha Odete ValadaresCartilha Odete Valadares
Cartilha Odete Valadares
 
Campanha de Doação de Leite Materno 2015
Campanha de Doação de Leite Materno 2015Campanha de Doação de Leite Materno 2015
Campanha de Doação de Leite Materno 2015
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
 
Amamentaç[1]..
Amamentaç[1]..Amamentaç[1]..
Amamentaç[1]..
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
 
01 gestação, amamentação e o recém nascido
01 gestação, amamentação e o recém nascido01 gestação, amamentação e o recém nascido
01 gestação, amamentação e o recém nascido
 
Alterações fisiológicas durante a gestação, aleitamento e (1)
Alterações fisiológicas durante a gestação, aleitamento e (1)Alterações fisiológicas durante a gestação, aleitamento e (1)
Alterações fisiológicas durante a gestação, aleitamento e (1)
 
dez passo da amamentação saudável em folheto.doc
dez passo da amamentação saudável em folheto.docdez passo da amamentação saudável em folheto.doc
dez passo da amamentação saudável em folheto.doc
 
Aleitamento Materno.ppt
Aleitamento Materno.pptAleitamento Materno.ppt
Aleitamento Materno.ppt
 
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICIDAmamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
 
Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé
Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé
Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé
 
Aleitamento materno.pptx.pdf
Aleitamento materno.pptx.pdfAleitamento materno.pptx.pdf
Aleitamento materno.pptx.pdf
 
Amamentação DGS.pdf
Amamentação DGS.pdfAmamentação DGS.pdf
Amamentação DGS.pdf
 
Pré natal-e-recém-nascido
Pré natal-e-recém-nascidoPré natal-e-recém-nascido
Pré natal-e-recém-nascido
 
E-book EuSaúde - Crianças
E-book EuSaúde - CriançasE-book EuSaúde - Crianças
E-book EuSaúde - Crianças
 
aleitamentomaterno_slide.pdf
aleitamentomaterno_slide.pdfaleitamentomaterno_slide.pdf
aleitamentomaterno_slide.pdf
 
Bebês que exigem cuidados especiais
Bebês que exigem cuidados especiaisBebês que exigem cuidados especiais
Bebês que exigem cuidados especiais
 

Mais de Tuanny Sampaio - Estética Avançada

Exame Físico
Exame FísicoExame Físico
Alimentação do paciente - Nutrição enteral
Alimentação do paciente - Nutrição enteralAlimentação do paciente - Nutrição enteral
Alimentação do paciente - Nutrição enteral
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Paciente internado
Paciente internadoPaciente internado
Ética Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na EnfermagemÉtica Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na Enfermagem
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Radiofrequência
RadiofrequênciaRadiofrequência
Avaliação da dor no recém-nascido
Avaliação da dor no recém-nascidoAvaliação da dor no recém-nascido
Avaliação da dor no recém-nascido
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal. Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Teste de triagem neonatal
Teste de triagem neonatalTeste de triagem neonatal
Teste de triagem neonatal
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 

Mais de Tuanny Sampaio - Estética Avançada (9)

Exame Físico
Exame FísicoExame Físico
Exame Físico
 
Alimentação do paciente - Nutrição enteral
Alimentação do paciente - Nutrição enteralAlimentação do paciente - Nutrição enteral
Alimentação do paciente - Nutrição enteral
 
Paciente internado
Paciente internadoPaciente internado
Paciente internado
 
Ética Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na EnfermagemÉtica Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na Enfermagem
 
Radiofrequência
RadiofrequênciaRadiofrequência
Radiofrequência
 
Avaliação da dor no recém-nascido
Avaliação da dor no recém-nascidoAvaliação da dor no recém-nascido
Avaliação da dor no recém-nascido
 
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal. Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
 
Teste de triagem neonatal
Teste de triagem neonatalTeste de triagem neonatal
Teste de triagem neonatal
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
 

Último

Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
marjoguedes1
 
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
AmaroAlmeidaChimbala
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do TrabalhoApostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
CatieleAlmeida1
 
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de suturaTipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
DelcioVumbuca
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
sula31
 
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
rickriordan
 

Último (7)

Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
 
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
 
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do TrabalhoApostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
 
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de suturaTipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
 
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
 

Aleitamento Materno

  • 2. Revisão anatomica das mamas • Nos homens e mulheres, as mamas são idênticas ate a puberdade; • Os cinco estágios das mamas: - 1°- mama púbere. - 2°- Brotamento mamário - 3°- Aumento adicional do tecido mamário e aréola - 4°- Mamilo e aréola formam um monte secundário no ápice do tecido mamário. - 5°- Desenvolvimento contínuo do alargamento da mama com contorno único.
  • 3. • Os tecidos que compõem a mama são: - Tecido glandular - Tecido ductal - Tecido fibroso - Tecido adiposo- 85% • Estão localizadas entre a 2° e 6° costela sobre o músculo peitoral maior desde o esterno ate a linha axilar média. • Cada mama consiste em 12 e 20 lobos constituídos de lóbulos que contém grupo de ácinos que terminam em ductos que desemboca em ampolas e estas no mamilo.
  • 4. Produção de leite • Na gestação a placenta secreta estrogênio, progesterona e hormônio lactogênico placentário humano. • Há aumento fisiológico de cortisol plasmático livre, insulina e tireoxina na gestação. • A prolactina começa a ser produzida no 1° trimestre progressivamente ate o nascimento. • A lactogênese, inicia-se após o nascimento do bebê, estabelecida pela atuação da prolactina.
  • 5. • Mais ou menos no terceiro dia pós- parto, ocorre a apojadura. • Ocorre aumento do fluxo sanguíneo local e intensificação da secreção produzindo calor na região. • A manutenção da lactação (lactopoiese) ocorre pelo reflexo neuroendócrino. A sucção do mamilo estimula as terminações nervosas no local, gerando impulso nervoso que agem na hipófise.
  • 6. Ocitocina • Produzida na parte posterior da hipófise • Atua nas células mieloepiteliais, fazendo contração nos alvéolos e promovendo a ejeção de leite. • Atua na contração uterina, diminuindo a perda sanguínea na loquiação e involução do útero para a cavidade pélvica.
  • 7. Tipos de leite • Colostro: Tem cor amarelo-gema, está presente até o sétimo dia pós-parto, contém mais proteína e menos gordura e maior concentração de componentes imunoprotetores. • Leite de transição: Se mistura ao colostro, de cor amarelo claro, pode durar do sétimo ao décimo quarto dia. • Leite branco ou maduro: Produzido nos alvéolos sobre ação da prolactina, dura do décimo quarto dia ate o fim da lactação.
  • 8. Preparo das mamas • Lavar as mamas apenas com água • Evitar uso de qualquer produto nos seios. • Tomar banho de sol de 5 a 10 minutos. Antes das 9 horas ou depois das 16 horas. • Lavar bem as mãos com água e sabão; • Iniciar amamentação na sala de parto;
  • 9. • Sempre oferecer o peito quando o bebê pedir; • Manter a mãe bem posicionada para amamentar; • Limpar o peito apenas com o leite; • Cuidar para que o bebê abocanhe a maior parte da aréola alem de todo o mamilo; • Levar o bebê ao peito. Manter posição “barriga com barriga” ; • Observar a abertura da boca e posição dos lábios;
  • 10. • Deixar o bebê esvaziar um peito antes de oferecer o outro; • Fazer o bebê arrotar; • Esvaziar as mamas se necessário; • Retirar o mamilo da boca do bebê, introduzindo o mindinho no canto direito do bebê.
  • 12. Técnica de ordenha • Realizada quando a mama fica cheia, pesada ou empedrada ou quando o bebê não puder mamar. • Utilizar EPI’s; • Orientar a mãe da lavagem das mãos e higienização do seio • Secagem da mão e seio; • Explicar a finalidade da massagem; .
  • 13. • Apoiar a mama com uma das mãos; • Fazer massagem circular com a ponta dos dedos da mão livre; • Posicionar os dedos onde termina a aréola; • Posicionar um pote estéril debaixo do mamilo para aparar o leite; • O polegar ficará na aréola acima do mamilo e o indicador por baixo, pressionando e soltando;
  • 14.
  • 15.
  • 16. Armazenamento do leite • Lavar o frasco com água e sabão neutro ate retirar a sujidade do copo; • Ferver o frasco (vidro) e a tampa (plástica) por 10 minutos; • Deixar secar com o pote virado para baixo; • O leite materno em temperatura ambiente dura ate duas horas, na geladeira 12 horas e no freezer 15 dias.
  • 19. Complicações comuns á amamentação • Rachaduras e fissuras - Verificar a pega correta; - Orientar a mãe; - Não utilizar cremes ou pomadas; - Não esfregar o mamilo; - Lavar as mãos antes de tocar nos seios - Realizar massagem - Realizar ordenha manual
  • 20.
  • 21. • Ingurgitamento mamário - Acúmulo de leite nas mamas; - Avaliar as mamas a procura de nódulos; - Realizar ordenha manual; - Orientar a mãe.
  • 22. • Mastite - Infecção aguda da mama; - Causas: déficit na sucção, presença de fissuras e rachaduras; - Sinais: edema, calor, rubor, febre, tumoração, alteração de exames; - Orientar a mãe sobre a mama exclusiva ate os seis meses, usar sutiã de alças largas, repouso, ordenha a mama; - Se presença de pus realizar punção ou drenagem e iniciar antibioticoterapia.
  • 23. Hipogalactia • Produção de leite menor que a demanda; • Orientações: - Orientar a mãe a beber mais liquido; - Colocar o bebê para sugar mais vezes; - Amamentar em lugares calmos - Ordenha manual produz mais leite.
  • 24. O aleitamento • Uso de leite humano da mãe ou doadora fornecido por diversas formas. • Pode ser exclusivo (até o sexto mês) ou misto. • O leite humano transfere anticorpos maternos para o bebê, protegendo-o contra infecções, diminui o risco para o desenvolvimento futuro do diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares, anemia, alergias alimentares e cáries.
  • 25. O aleitamento • Para a mulher o aleitamento reduz o risco de câncer de mama e de ovário , aumento dos hormônios prolactina e ocitocina, é anticoncepcional temporário, econômico e pratico, não necessita de preparo. • O leite humano é rico em ácido graxo insaturado, aminoácidos, minerais, vitaminas, enzimas, imunoglobulinas e água. • O RN mama de 8 a 11 vezes por dia, ate que as mamadas sejam ajustadas.
  • 26. O aleitamento • Nos primeiros após o parto, as mamas secretam o colostro, protegendo o neonato contra infecções, é laxativo, evita a icterícia neonatal. • No inicio das mamadas, o leite e acinzentado, rico em proteínas, lactose, vitaminas, minerais e água, no final parece mais claro porque contem mais gordura.
  • 27. Promover o aleitamento • Pelo enfermeiro: - Acolher e escutar a mãe e família; - Lembrar-se de dar apoio; - Reforçar as orientações; - Oferecer orientações; - Elogiar e incentivar;
  • 28. • O corpo do bebê deve permanecer alinhado • A cabeça da criança deve permanecer livre • Observar se o queixo do bebê está tocando o peito • Observar os movimentos de sucção • A mama não deve parecer distendida ou puxada. • Explicar como posicionar o bebê, realizar e manter a pega da aréola;
  • 29. • Supervisionar as primeiras mamadas; • As roupas devem ser confortáveis; • A mãe mantém o dorso apoiado e ereto.
  • 30. Referência • Santos, Aretha. Guia prático de enfermagem: processos, técnicas, SAE, NANDA/ Aretha Santos, Tatiane Marangoni- São Paulo: PAE Editora, 2010 • Souza, Aspásia Basile Gesteira. Enfermagem Neonatal cuidado integral ao recém-nascido/ Aspásia Basile Gesteira Souza, organizadora.- São Paulo: Martinari, 2011.