SlideShare uma empresa Scribd logo
Paciente Internado
Enf. Tuanny Sampaio
Procedimento
para
Admissão
● Entrada do paciente no Local
● SAE
- Entrevista
- Exame Físico
- Prescrição de enfermagem
- Encaminhar o paciente para o setor
- Orientar sobre normas e rotinas do lugar.
- Comunicar aos setores
Registrar a admissão do cliente com: horário da
admissão, motivo da internação, sinais vitais,
procedência, apresentação do cliente, dados referidos
pelo cliente sobre seu histórico de saúde, alergia,
medicações em uso e outros.
Exemplo de admissão
09h00- Admitida na unidade de clínica cirúrgica para tratamento cirúrgico de
histerectomia, proveniente do ambulatório, acompanhada de sua filha, deambulando,
comunicativa, calma.Trouxe RX de abdômen, exames de laboratório e USG de abdômen.
Refere ser hipertensa, faz uso de adalat 10mg , 2 vezes ao dia, tabagista há mais de 20
anos. Apresenta sangramento vaginal em média quantidade. PA: 120X80 mmHg, FR:24
rpm, T:36ºC, FC:86 bpm. ---------------------------------------------------------------------Carimbo ou
assina
Anotação de enfermagem
● Informações fornecidas pela equipe de enfermagem
● Condições bio-psico-sócio-espirituais:
- Assistência prestada,
- Exames realizados,
- Justificativas da não realização dos exames
- Cuidados planejados,
- Reação do cliente frente ao tratamentos,
- Exames e todos os fatos ocorrido com o cliente
Evite Erros
● Não deixar espaço em branco para evitar que alguém altere o registro feito.
● Não rasurar, pois isso poderá caracterizar alteração a registro feitos.
● Se errar uma palavra, colocar ‘’digo’’ e proceder com o termo correto .Ex: esudadto,
digo, exsudato.
● Se houver erro de uma frase inteira ou realizar a anotação em prontuário indevido,
colocar todo o termo entre { } chaves e escrever sem efeito.
● Se rasurar, não usar corretivos.
● Medicação não administrada deve ser esclarecido o motivo.Ex: jejum para exames,
cirurgias, rejeição pelo cliente,outros;
Discriminar, sequencialmente, o estado geral, considerando: neurológico,
respiratório, circulatório, digestivo, nutricional, locomotor e geniturinário;
Passagem de Plantão
● Terminar todas as tarefas pendentes do seu plantão
● Deixar tudo organizado para a próxima equipe
● Só ir embora quando seu substituto chegar
● Profissional que assumir o plantão chegar 10 a 15 minutos mais cedo
● A passagem deve ser feita sem brincadeiras, de forma rápida e esclarecedora
Alta Hospitalar/ Transferência
● Tipos:
- Alta hospitalar ou melhorada
- Evasão: quando o cliente sai do hospital sem condições
clínicas e sem assinatura do médico responsável.
- Alta condicionada ou Licença médica
● Horário, condições do cliente, local e setor de destino,
medicação, dieta, pertences e meio de transporte.
Rotina da Alta
● Conferir se a alta hospitalar está assinada pelo médico do cliente
com data e horário;
● Preencher o aviso de alta em duas vias em impresso próprio da
instituição hospitalar;
● Encaminhar o comunicado de alta hospitalar ;
● Aguardar o familiar e/ou responsável para retirar o cliente;
● Nunca permitir que o cliente se ausente desacompanhado do
hospital;
● Orientar o cliente e/ou familiares ;
● Entregar ao cliente os exames realizados ou cópias;
● Entregar a receita médica e esclarecer dúvidas, se houver;
● Entregar aos familiares os pertences do cliente e conferi-los.
● Fazer anotação de enfermagem referente à saída do cliente,
Óbito
● Realizar os encaminhamentos necessários no caso de óbito.
● Materiais:
- Impresso referente ao aviso de óbito
- Prontuário do cliente;
- Pertences do cliente
- Descrição do procedimento
● Registrar no prontuário o horário do óbito e o médico que declarou.
● Identificar o corpo.
● Preencher os avisos de óbito e encaminhá-los, segundo a rotina do hospital.
● Realizar tamponamento – SVO - atestado.
● Encaminhar o corpo ao necrotério.
Limpeza da Unidade diária
● Limpeza Concorrente: Úmida e menos completa. Não envolve
máquinas. Limpeza diária.
● Limpeza Terminal: A lavagem vai desde o teto e paredes ao chão.
Boa parte sendo feita por máquinas.
Tipos de Cama
Cama aberta: Leito que está preparado para receber o paciente
quando ele é admitido no setor.
Cama Fechada: sendo ocupada por
um paciente, mas ele não permanece
no leito.
Arrumação dos leitos
Higiene dos pacientes
F
e
m
i
n
i
n
a
Paciente internado
Banho no leito
Paciente internado
Obrigado!
Referências:
- Cofen:http://www.cofen.gov.br/
- Coren:https://portal.coren-
sp.gov.br/sites/default/files/Limpeza%20hospitalar.p
df
- Editora Rideel: http://www.editorarideel.com.br/wp-
content/uploads/2015/07/MIOLO_Tecnicas_Enferma
gem.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Admissão do paciente na unidade
Admissão do paciente na unidadeAdmissão do paciente na unidade
Admissão do paciente na unidade
ISCISA
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Will Nunes
 
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Karina Pereira
 
Assistencia enfermagem-cirurgica-1
Assistencia enfermagem-cirurgica-1Assistencia enfermagem-cirurgica-1
Assistencia enfermagem-cirurgica-1
Heraldo Maia
 
Anotação de enfermagem, admissão e preencimento de impresso
Anotação de enfermagem, admissão e preencimento de impressoAnotação de enfermagem, admissão e preencimento de impresso
Anotação de enfermagem, admissão e preencimento de impresso
Fabricio Marques Moreira
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM COM SONDA NASOENTERAL ( SNE, SNG, GTT).pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM COM SONDA NASOENTERAL ( SNE, SNG, GTT).pptxCUIDADOS DE ENFERMAGEM COM SONDA NASOENTERAL ( SNE, SNG, GTT).pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM COM SONDA NASOENTERAL ( SNE, SNG, GTT).pptx
Rafaela Amanso
 
Anotação+de+enfermagem
Anotação+de+enfermagemAnotação+de+enfermagem
Anotação+de+enfermagem
Ivanete Dias
 
Sala de recuperação
Sala de recuperaçãoSala de recuperação
Sala de recuperação
Wylla Katherine
 
Relatórios de enfermegem
Relatórios de enfermegemRelatórios de enfermegem
Relatórios de enfermegem
joselene beatriz
 
Sae
SaeSae
Posicionamento cirurgico pdf
Posicionamento cirurgico pdfPosicionamento cirurgico pdf
Posicionamento cirurgico pdf
Cintia da Cruz Silva
 
Banho de leito.atualizada
Banho de leito.atualizadaBanho de leito.atualizada
Banho de leito.atualizada
hospital
 
Evolução de enfermagem
Evolução de enfermagemEvolução de enfermagem
Evolução de enfermagem
Jonathan Silva
 
Prontuário
ProntuárioProntuário
Período Pós Operatório AULA 7
Período Pós Operatório AULA 7Período Pós Operatório AULA 7
Período Pós Operatório AULA 7
Aline Bandeira
 
Aula 1 o ..
Aula 1 o ..Aula 1 o ..
Aula 1 o ..
Vanessa Farias
 
Aula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptx
Aula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptxAula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptx
Aula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptx
NaraLcia2
 
Drenos
DrenosDrenos
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Amanda Moura
 
Aula tempos cirurgicos
Aula tempos cirurgicosAula tempos cirurgicos
Aula tempos cirurgicos
Cacilda Peixoto
 

Mais procurados (20)

Admissão do paciente na unidade
Admissão do paciente na unidadeAdmissão do paciente na unidade
Admissão do paciente na unidade
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
 
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
 
Assistencia enfermagem-cirurgica-1
Assistencia enfermagem-cirurgica-1Assistencia enfermagem-cirurgica-1
Assistencia enfermagem-cirurgica-1
 
Anotação de enfermagem, admissão e preencimento de impresso
Anotação de enfermagem, admissão e preencimento de impressoAnotação de enfermagem, admissão e preencimento de impresso
Anotação de enfermagem, admissão e preencimento de impresso
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM COM SONDA NASOENTERAL ( SNE, SNG, GTT).pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM COM SONDA NASOENTERAL ( SNE, SNG, GTT).pptxCUIDADOS DE ENFERMAGEM COM SONDA NASOENTERAL ( SNE, SNG, GTT).pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM COM SONDA NASOENTERAL ( SNE, SNG, GTT).pptx
 
Anotação+de+enfermagem
Anotação+de+enfermagemAnotação+de+enfermagem
Anotação+de+enfermagem
 
Sala de recuperação
Sala de recuperaçãoSala de recuperação
Sala de recuperação
 
Relatórios de enfermegem
Relatórios de enfermegemRelatórios de enfermegem
Relatórios de enfermegem
 
Sae
SaeSae
Sae
 
Posicionamento cirurgico pdf
Posicionamento cirurgico pdfPosicionamento cirurgico pdf
Posicionamento cirurgico pdf
 
Banho de leito.atualizada
Banho de leito.atualizadaBanho de leito.atualizada
Banho de leito.atualizada
 
Evolução de enfermagem
Evolução de enfermagemEvolução de enfermagem
Evolução de enfermagem
 
Prontuário
ProntuárioProntuário
Prontuário
 
Período Pós Operatório AULA 7
Período Pós Operatório AULA 7Período Pós Operatório AULA 7
Período Pós Operatório AULA 7
 
Aula 1 o ..
Aula 1 o ..Aula 1 o ..
Aula 1 o ..
 
Aula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptx
Aula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptxAula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptx
Aula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptx
 
Drenos
DrenosDrenos
Drenos
 
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
 
Aula tempos cirurgicos
Aula tempos cirurgicosAula tempos cirurgicos
Aula tempos cirurgicos
 

Semelhante a Paciente internado

Apostila
 Apostila Apostila
Apostila
Carlos Brasil
 
Manual do paciente_teste 1
Manual do paciente_teste 1Manual do paciente_teste 1
Manual do paciente_teste 1
BenHurMD2
 
atribuição da enfermagem.pptx
atribuição da enfermagem.pptxatribuição da enfermagem.pptx
atribuição da enfermagem.pptx
ssuser51d27c1
 
Relatório de enfermagem 'Enfermeira Joselene Beatriz'
Relatório de enfermagem 'Enfermeira Joselene Beatriz'Relatório de enfermagem 'Enfermeira Joselene Beatriz'
Relatório de enfermagem 'Enfermeira Joselene Beatriz'
joselene beatriz
 
Aula 6 - Rotina Enfermagem no Centro Cirúrgico.pdf
Aula 6 - Rotina Enfermagem no Centro Cirúrgico.pdfAula 6 - Rotina Enfermagem no Centro Cirúrgico.pdf
Aula 6 - Rotina Enfermagem no Centro Cirúrgico.pdf
Giza Carla Nitz
 
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdfROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
ssuser80ae40
 
aula FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM enf 20..pptx
aula FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM enf 20..pptxaula FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM enf 20..pptx
aula FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM enf 20..pptx
Kelengomez
 
Segurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgênciaSegurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgência
Aroldo Gavioli
 
Normas e rotinas de enfermagem pronto atendimento
Normas e rotinas de enfermagem pronto atendimentoNormas e rotinas de enfermagem pronto atendimento
Normas e rotinas de enfermagem pronto atendimento
Jeferson Silva
 
Registros de Enfermagem.pptx
Registros de Enfermagem.pptxRegistros de Enfermagem.pptx
Registros de Enfermagem.pptx
KeylaSilvaNobrePires
 
Uti
UtiUti
Uti
UtiUti
Classificação
ClassificaçãoClassificação
Classificação
Rodrigo Abreu
 
PRONTUÁRIO DO PACIENTE.pptx
PRONTUÁRIO DO PACIENTE.pptxPRONTUÁRIO DO PACIENTE.pptx
PRONTUÁRIO DO PACIENTE.pptx
bianca375788
 
Manual do residente
Manual do residenteManual do residente
Terapia antineoplasica graziela_0110(2)
Terapia antineoplasica graziela_0110(2)Terapia antineoplasica graziela_0110(2)
Terapia antineoplasica graziela_0110(2)
Kayo Alves Figueiredo
 
Aula SEMIOLOGIA , APRESENTAÇÃO DE SEMIOL
Aula SEMIOLOGIA , APRESENTAÇÃO DE SEMIOLAula SEMIOLOGIA , APRESENTAÇÃO DE SEMIOL
Aula SEMIOLOGIA , APRESENTAÇÃO DE SEMIOL
AlexRoberto13
 
AULA-01- Cuidado Sistematizado de Enfermagem no período pré-operatório.pptx
AULA-01- Cuidado Sistematizado de Enfermagem no período pré-operatório.pptxAULA-01- Cuidado Sistematizado de Enfermagem no período pré-operatório.pptx
AULA-01- Cuidado Sistematizado de Enfermagem no período pré-operatório.pptx
Renata Sousa
 
Medicinaatencaoprimaria
MedicinaatencaoprimariaMedicinaatencaoprimaria
Medicinaatencaoprimaria
numoaver
 
aulatemposcirurgicos-140521160158-phpapp02.pdf
aulatemposcirurgicos-140521160158-phpapp02.pdfaulatemposcirurgicos-140521160158-phpapp02.pdf
aulatemposcirurgicos-140521160158-phpapp02.pdf
RodolfoFreitas21
 

Semelhante a Paciente internado (20)

Apostila
 Apostila Apostila
Apostila
 
Manual do paciente_teste 1
Manual do paciente_teste 1Manual do paciente_teste 1
Manual do paciente_teste 1
 
atribuição da enfermagem.pptx
atribuição da enfermagem.pptxatribuição da enfermagem.pptx
atribuição da enfermagem.pptx
 
Relatório de enfermagem 'Enfermeira Joselene Beatriz'
Relatório de enfermagem 'Enfermeira Joselene Beatriz'Relatório de enfermagem 'Enfermeira Joselene Beatriz'
Relatório de enfermagem 'Enfermeira Joselene Beatriz'
 
Aula 6 - Rotina Enfermagem no Centro Cirúrgico.pdf
Aula 6 - Rotina Enfermagem no Centro Cirúrgico.pdfAula 6 - Rotina Enfermagem no Centro Cirúrgico.pdf
Aula 6 - Rotina Enfermagem no Centro Cirúrgico.pdf
 
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdfROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
 
aula FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM enf 20..pptx
aula FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM enf 20..pptxaula FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM enf 20..pptx
aula FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM enf 20..pptx
 
Segurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgênciaSegurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgência
 
Normas e rotinas de enfermagem pronto atendimento
Normas e rotinas de enfermagem pronto atendimentoNormas e rotinas de enfermagem pronto atendimento
Normas e rotinas de enfermagem pronto atendimento
 
Registros de Enfermagem.pptx
Registros de Enfermagem.pptxRegistros de Enfermagem.pptx
Registros de Enfermagem.pptx
 
Uti
UtiUti
Uti
 
Uti
UtiUti
Uti
 
Classificação
ClassificaçãoClassificação
Classificação
 
PRONTUÁRIO DO PACIENTE.pptx
PRONTUÁRIO DO PACIENTE.pptxPRONTUÁRIO DO PACIENTE.pptx
PRONTUÁRIO DO PACIENTE.pptx
 
Manual do residente
Manual do residenteManual do residente
Manual do residente
 
Terapia antineoplasica graziela_0110(2)
Terapia antineoplasica graziela_0110(2)Terapia antineoplasica graziela_0110(2)
Terapia antineoplasica graziela_0110(2)
 
Aula SEMIOLOGIA , APRESENTAÇÃO DE SEMIOL
Aula SEMIOLOGIA , APRESENTAÇÃO DE SEMIOLAula SEMIOLOGIA , APRESENTAÇÃO DE SEMIOL
Aula SEMIOLOGIA , APRESENTAÇÃO DE SEMIOL
 
AULA-01- Cuidado Sistematizado de Enfermagem no período pré-operatório.pptx
AULA-01- Cuidado Sistematizado de Enfermagem no período pré-operatório.pptxAULA-01- Cuidado Sistematizado de Enfermagem no período pré-operatório.pptx
AULA-01- Cuidado Sistematizado de Enfermagem no período pré-operatório.pptx
 
Medicinaatencaoprimaria
MedicinaatencaoprimariaMedicinaatencaoprimaria
Medicinaatencaoprimaria
 
aulatemposcirurgicos-140521160158-phpapp02.pdf
aulatemposcirurgicos-140521160158-phpapp02.pdfaulatemposcirurgicos-140521160158-phpapp02.pdf
aulatemposcirurgicos-140521160158-phpapp02.pdf
 

Mais de Tuanny Sampaio - Estética Avançada

Exame Físico
Exame FísicoExame Físico
Alimentação do paciente - Nutrição enteral
Alimentação do paciente - Nutrição enteralAlimentação do paciente - Nutrição enteral
Alimentação do paciente - Nutrição enteral
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Ética Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na EnfermagemÉtica Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na Enfermagem
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Radiofrequência
RadiofrequênciaRadiofrequência
Avaliação da dor no recém-nascido
Avaliação da dor no recém-nascidoAvaliação da dor no recém-nascido
Avaliação da dor no recém-nascido
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Infecção de transmissão vertical
Infecção de transmissão verticalInfecção de transmissão vertical
Infecção de transmissão vertical
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal. Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Teste de triagem neonatal
Teste de triagem neonatalTeste de triagem neonatal
Teste de triagem neonatal
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 

Mais de Tuanny Sampaio - Estética Avançada (11)

Exame Físico
Exame FísicoExame Físico
Exame Físico
 
Alimentação do paciente - Nutrição enteral
Alimentação do paciente - Nutrição enteralAlimentação do paciente - Nutrição enteral
Alimentação do paciente - Nutrição enteral
 
Ética Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na EnfermagemÉtica Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na Enfermagem
 
Radiofrequência
RadiofrequênciaRadiofrequência
Radiofrequência
 
Avaliação da dor no recém-nascido
Avaliação da dor no recém-nascidoAvaliação da dor no recém-nascido
Avaliação da dor no recém-nascido
 
Infecção de transmissão vertical
Infecção de transmissão verticalInfecção de transmissão vertical
Infecção de transmissão vertical
 
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal. Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
Hiperbilirrubinemia e fototerapia neonatal.
 
Teste de triagem neonatal
Teste de triagem neonatalTeste de triagem neonatal
Teste de triagem neonatal
 
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
 

Paciente internado

  • 2. Procedimento para Admissão ● Entrada do paciente no Local ● SAE - Entrevista - Exame Físico - Prescrição de enfermagem - Encaminhar o paciente para o setor - Orientar sobre normas e rotinas do lugar. - Comunicar aos setores Registrar a admissão do cliente com: horário da admissão, motivo da internação, sinais vitais, procedência, apresentação do cliente, dados referidos pelo cliente sobre seu histórico de saúde, alergia, medicações em uso e outros.
  • 3. Exemplo de admissão 09h00- Admitida na unidade de clínica cirúrgica para tratamento cirúrgico de histerectomia, proveniente do ambulatório, acompanhada de sua filha, deambulando, comunicativa, calma.Trouxe RX de abdômen, exames de laboratório e USG de abdômen. Refere ser hipertensa, faz uso de adalat 10mg , 2 vezes ao dia, tabagista há mais de 20 anos. Apresenta sangramento vaginal em média quantidade. PA: 120X80 mmHg, FR:24 rpm, T:36ºC, FC:86 bpm. ---------------------------------------------------------------------Carimbo ou assina
  • 4. Anotação de enfermagem ● Informações fornecidas pela equipe de enfermagem ● Condições bio-psico-sócio-espirituais: - Assistência prestada, - Exames realizados, - Justificativas da não realização dos exames - Cuidados planejados, - Reação do cliente frente ao tratamentos, - Exames e todos os fatos ocorrido com o cliente
  • 5. Evite Erros ● Não deixar espaço em branco para evitar que alguém altere o registro feito. ● Não rasurar, pois isso poderá caracterizar alteração a registro feitos. ● Se errar uma palavra, colocar ‘’digo’’ e proceder com o termo correto .Ex: esudadto, digo, exsudato. ● Se houver erro de uma frase inteira ou realizar a anotação em prontuário indevido, colocar todo o termo entre { } chaves e escrever sem efeito. ● Se rasurar, não usar corretivos. ● Medicação não administrada deve ser esclarecido o motivo.Ex: jejum para exames, cirurgias, rejeição pelo cliente,outros; Discriminar, sequencialmente, o estado geral, considerando: neurológico, respiratório, circulatório, digestivo, nutricional, locomotor e geniturinário;
  • 6. Passagem de Plantão ● Terminar todas as tarefas pendentes do seu plantão ● Deixar tudo organizado para a próxima equipe ● Só ir embora quando seu substituto chegar ● Profissional que assumir o plantão chegar 10 a 15 minutos mais cedo ● A passagem deve ser feita sem brincadeiras, de forma rápida e esclarecedora
  • 7. Alta Hospitalar/ Transferência ● Tipos: - Alta hospitalar ou melhorada - Evasão: quando o cliente sai do hospital sem condições clínicas e sem assinatura do médico responsável. - Alta condicionada ou Licença médica ● Horário, condições do cliente, local e setor de destino, medicação, dieta, pertences e meio de transporte.
  • 8. Rotina da Alta ● Conferir se a alta hospitalar está assinada pelo médico do cliente com data e horário; ● Preencher o aviso de alta em duas vias em impresso próprio da instituição hospitalar; ● Encaminhar o comunicado de alta hospitalar ; ● Aguardar o familiar e/ou responsável para retirar o cliente; ● Nunca permitir que o cliente se ausente desacompanhado do hospital; ● Orientar o cliente e/ou familiares ; ● Entregar ao cliente os exames realizados ou cópias; ● Entregar a receita médica e esclarecer dúvidas, se houver; ● Entregar aos familiares os pertences do cliente e conferi-los. ● Fazer anotação de enfermagem referente à saída do cliente,
  • 9. Óbito ● Realizar os encaminhamentos necessários no caso de óbito. ● Materiais: - Impresso referente ao aviso de óbito - Prontuário do cliente; - Pertences do cliente - Descrição do procedimento ● Registrar no prontuário o horário do óbito e o médico que declarou. ● Identificar o corpo. ● Preencher os avisos de óbito e encaminhá-los, segundo a rotina do hospital. ● Realizar tamponamento – SVO - atestado. ● Encaminhar o corpo ao necrotério.
  • 10. Limpeza da Unidade diária ● Limpeza Concorrente: Úmida e menos completa. Não envolve máquinas. Limpeza diária. ● Limpeza Terminal: A lavagem vai desde o teto e paredes ao chão. Boa parte sendo feita por máquinas.
  • 11. Tipos de Cama Cama aberta: Leito que está preparado para receber o paciente quando ele é admitido no setor. Cama Fechada: sendo ocupada por um paciente, mas ele não permanece no leito.
  • 18. Obrigado! Referências: - Cofen:http://www.cofen.gov.br/ - Coren:https://portal.coren- sp.gov.br/sites/default/files/Limpeza%20hospitalar.p df - Editora Rideel: http://www.editorarideel.com.br/wp- content/uploads/2015/07/MIOLO_Tecnicas_Enferma gem.pdf