SlideShare uma empresa Scribd logo
Aleitamento 
Materno
Recomendação UNICEF/OMS 
para Aleitamento Materno 
Aleitamento materno exclusivo 
Somente leite materno até os 6 meses de idade 
Aleitamento materno total 
Após o sexto mês, início gradual dos alimentos complementares, 
mantendo o aleitamento materno até 2 anos de vida ou mais
Pesquisa de prevalência de AM 
(2009) 
Média da amamentação no Brasil 
Aleitamento Materno Exclusivo – 54 dias (ideal 180 dias) 
Aleitamento Materno Total – 11 meses (ideal 24 meses) 
Redução da mortalidade na infância 
AM é a estratégia isolada que mais previne mortes infantis por causas 
previníveis em crianças menores de cinco anos (13%)
Anatomia da mama na amamentação 
Mamilo 
Músculo peitoral maior 
Glândulas de Montgomery 
Areola 
Alvéolos mamários 
Ductos lactíferos
Anatomia da mama na amamentação 
Aréola 
Ducto Lactífero 
Alvéolo Mamário 
(100.000 em cada mama) 
Mamilo 
Leite 
Principais estruturas da mama
O sangue chega nos Alvéolos pelas arteríolas, trazendo os 
Hormônios Prolactina e Ocitocina liberados com a sucção 
Lúmen 
(cavidade interna) 
Ducto 
(canal) 
Arteríola 
(pequena artéria) 
Vênula 
(pequena veia) 
Célula Mioepitelial 
(contração muscular) 
Célula Lactófora 
(produção do leite) 
Alvéolo Mamário 
O Hormônio Prolactina estimula a produção do leite nas Células Lactóforas 
O Hormônio Ocitocina estimula as Células Mioepitelias a se contrairem, fazendo com 
que o leite produzido nos alvéolos seja levado através dos Ductos Lactíferos para o bebê
Hipotálamo 
Hipotálamo 
Hipófise 
 Hipotálamo faz a integração entre os sistemas nervoso e o endócrino 
 Ativa diversas glândulas a produzir hormônios 
 Possui a dimensão de uma amêndoa
Lobo anterior 
Prolactina 
Neurossecreção 
Ocitocina 
Hipófise 
Hipotálamo 
Lobo posterior 
 A hipófise é uma glândula que produz numerosos e importantes 
hormônios, sendo regulada pelo hipotálamo 
 Possui a dimensão de um grão de ervilha
Sucção 
Hipófise anterior 
Prolactina 
Produção do leite 
nos alvéolos 
Sucção 
Hipófise posterior 
Ocitocina 
Saída do leite 
dos alvéolos 
Fisiologia da Lactação 
Hipófise 
Impulso nervoso 
Sucção 
Ansiedade, tensão, dúvida, dor, estresse, insegurança 
Inibição do reflexo de ejeção
Produção de leite 
 A produção de leite está ligada à sucção 
 Quanto mais o bebê sugar a mama, mais prolactina 
será liberada e mais leite será produzido 
 Quanto menos o bebê sugar a mama, menos prolactina 
será liberada e menos leite será produzido 
 O bebê deve mamar sempre que estiver com fome ou sede, 
de forma livre, sem horários fixos 
O leite só seca quando o bebê não suga a mama
Classificação do leite 
 Colostro (1º leite) 
presente na mama desde a gestação 
continua até 7 dias depois do nascimento 
 Leite de transição – entre 7 a 15 dias 
 Leite maduro – depois de 15 dias
Modificações do leite materno 
 Durante uma mamada 
(leite do começo e leite do final da mamada) 
 Enquanto o bebê está crescendo 
(para adequar às necessidades nutricionais da criança) 
 Bebê prematuro 
(colostro permanece até o final do primeiro mês) 
 O leite materno é completo e perfeito 
 Contém todos os nutrientes necessários para o crescimento e 
desenvolvimento adequado da criança
Leite anterior e posterior 
Leite do começo da mamada (leite anterior) 
 Apresenta grande quantidade de água (mais de 87%) 
 Hidrata e mata a sede do bebê 
 Enquanto o bebê estiver mamando somente no peito, não precisa 
dar água ou chá, nem em dias muito quentes 
Leite do final da mamada (leite posterior) 
 Mais gordura 
 Deixa o bebê satisfeito e ajuda a engordar 
Leite anterior Leite posterior
Aleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPEC
Mamada completa 
Para uma mamada completa, o bebê precisa receber 
o leite do começo e o leite do final da mamada 
 O bebê precisa mamar uma das mamas até que solte espontaneamente 
 Quando o bebê solta a mama é sinal que está satisfeito 
 Na mamada seguinte oferecer a outra mama (mais cheia) 
Não existe leite fraco 
A forma de amamentar o bebê, trocando de peito antes que 
ele finalize a mamada, pode interferir no ganho de peso e 
fazer com que ele chore por não ficar satisfeito
Leite materno 
 É específico para a espécie humana 
 É completo para as necessidades nutricionais do bebê 
 Ajuda o bebê a crescer e se desenvolver adequadamente 
 Protege o bebê contra inúmeras doenças 
 É a primeira proteção do bebê (anticorpos) 
 Fortelece o vínculo entre pai e mãe com o bebê
Saúde da mulher 
 Protege contra o câncer de mama e de ovário 
 Ampliando o espaçamento entre os partos 
(98% - AME + amenorreia) 
 Involução uterina mais rápida 
 Diminuição do sangramento pós-parto e de anemia
Sugar a mama 
 Corrige o retrognatismo fisiológico 
 Desenvolve o sistema estomagnático 
(mastigação, deglutição, respiração e fonoarticulação ) 
 Facilita o correto padrão de respiração nasal 
 Promove fala e mastigação adequadas
Riscos do uso de outro leite 
no primeiro ano de vida 
Morte por diarréia 
14 vezes maior em crianças não amamentadas 
3,6 vezes maior em crianças com aleitamento misto 
Internação por pneumonia 
61 vezes maior em crianças não amamentadas 
(até 3 meses de idade)
Início da Amamentação 
 Na primeira hora após o parto 
 A sucção espontânea do recém-nascido pode não ocorrer 
antes de 45 minutos a 2 horas após o parto 
 Contato pele-a-pele imediatamente após o parto 
 Alojamento conjunto (aprendizado materno) 
 AM livre demanda 
 Tempo de mamada livre 
(habilidade do bebê / leite posterior)
Posições para amamentar 
Clássica Cavaleiro Invertida 
Deitada
Amamentação de gemelares 
Invertida Clássica 
Clássica / Invertida
Técnica de amamentação 
 Retirada adequada do leite da mama 
(leite anterior e posterior) 
 Prevenção das fissuras mamilares 
 Prevenção do ingurgitamento
Forma correta de mamar 
Boca de frente para a mama 
Mamilo toca no lábio do bebê 
Reflexo de abertura de boca 
Língua se projeta para frente e para baixo 
Bebê abocanha boa parte da aréola
Avaliação da mamada 
 Mamada não dói 
 Bebê retira bem o leite do peito 
 Respira, mama e deglute 
Ponta do nariz encostada 
na mama 
Narina livre para a respiração 
Boa parte da aréola 
dentro da boca do bebê 
Mamilo flexível se acomoda 
na cavidade oral 
Lábio inferior virado para fora 
Queixo encostado na mama
Ondulação da língua 
Deglutição 
Ductos 
Como o bebê suga
Sucção da mama
Pega incorreta 
Boa parte da aréola visível 
Bebê abocanhando somente a ponta (mamilo) 
Dor Lesão no mamilo Ingurgitamento mamário Abcesso mamário
Consequências 
Lesão no mamilo 
Ingurgitamento mamário 
(leite estocado nos alvéolos) 
Abcesso mamário 
(infecção)
Sucção de bicos de borracha 
Chupeta e Mamadeira 
Língua se projeta para trás (para o bebê não engasgar) 
 Língua comprime o bico de borracaha contra o palato duro (céu da boca) 
 Alteração da estrutura óssea 
 Redução do espaço para a passagem do ar pelo nariz respirador bucal
Consequências do uso de 
chupetas e mamadeiras 
 Confusão de bico 
 Desmame precoce 
 Deformidades ortodônticas 
 Alteração fala, mastigação, respiração 
Síndrome do respirador bucal
Síndrome do respirador bucal 
Compromete respiração, fala , mastigação, sono, aprendizado
Uso do copo 
 Para oferecer leite materno ordenhado 
(quando a mãe não está presente para amamentar) 
 Para oferecer água e suco depois dos seis meses de idade
Por que as mulheres não amamentam? 
Falta de informação 
Recebem informações incorretas 
Mitos ligados a amametação 
Profissionais da saúde desatualizados e despreparados 
Falta de apoio quando apresentam dificuldades 
Experiências negativas na família 
Opiniões desencontradas de familiares, amigos e profissionais da saúde 
Desmame precoce
Retorno ao trabalho 
 Retirada do leite para armazenamento 
(15 dias antes do início do retorno ao trabalho) 
 Armazenamento: 
- 12 horas na geladeira 
- 15 dias no freezer 
 Aquecimento em banho-maria 
- aquecer somente o volume para consumo 
- desprezar o leite aquecido e não consumido 
 Oferta em copo
Políticas públicas 
 Iniciativa Hospital Amigo da Criança – IHAC 
 Metodologia Mãe Canguru – atenção humanizada ao 
recém-nascido prematuro e de baixo peso 
 Rede Brasileira de Bancos de Leite 
 Rede Amamenta Brasil (UBS Amiga da Amamentação) 
 Licença maternidade 6 meses 
 NBCAL (Lei 11.265) 
 Sala de Amamentação nas empresas 
 Estratégia Nacional para Alimentação Complementar Saudável (MS 2010)
Semana Mundial de 
Aleitamento Materno 
1 a 7 de Agosto 
Iniciativa da WABA (1992) 
(Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno) 
Um tema novo a cada ano (WABA) 
Participação do Ministério da Saúde e da 
Sociedade Brasileira de Pediatria
Agradeço a atenção

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pré natal-e-recém-nascido
Pré natal-e-recém-nascidoPré natal-e-recém-nascido
Pré natal-e-recém-nascido
Astra Veículos
 
Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno
Juliana Maciel
 
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pósOrientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
Patrícia Müller
 
Aleitamento materno 1
Aleitamento materno 1Aleitamento materno 1
Aleitamento materno 1
Gray Rodrigues
 
Aleitamento materno outubro 2011
Aleitamento materno outubro 2011Aleitamento materno outubro 2011
Aleitamento materno outubro 2011
Walquíria Domingues
 
Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Eduardo Gomes da Silva
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
Cleidenisia Daiana
 
Gestação de Risco: Cuidados Básicos e Imprescindíveis
Gestação de Risco: Cuidados Básicos e ImprescindíveisGestação de Risco: Cuidados Básicos e Imprescindíveis
Gestação de Risco: Cuidados Básicos e Imprescindíveis
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Atenção à Saúde da Puérpera Profa. Ana Paula
Atenção à Saúde da Puérpera Profa. Ana PaulaAtenção à Saúde da Puérpera Profa. Ana Paula
Atenção à Saúde da Puérpera Profa. Ana Paula
Prof Ana Paula Gonçalves
 
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Agosto Dourado 2021: Proteger a Amamentação
Agosto Dourado 2021: Proteger a AmamentaçãoAgosto Dourado 2021: Proteger a Amamentação
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEFAleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?
Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?
Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Alojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagemAlojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagem
jusantos_
 
ALEITAMENTO MATERNO
ALEITAMENTO MATERNOALEITAMENTO MATERNO
ALEITAMENTO MATERNO
Lara Martins
 
Grupo com gestantes
Grupo com gestantesGrupo com gestantes
Grupo com gestantes
Alinebrauna Brauna
 
Gravidez e parto
Gravidez e partoGravidez e parto
Gravidez e parto
Alessandra Vieira da Silva
 
Aula 3 prénatal
Aula 3 prénatalAula 3 prénatal
Aula 3 prénatal
Rejane Durães
 
Mitos e verdades sobre amamentação
Mitos  e verdades sobre amamentaçãoMitos  e verdades sobre amamentação
Mitos e verdades sobre amamentação
Isaque Reis
 

Mais procurados (20)

Pré natal-e-recém-nascido
Pré natal-e-recém-nascidoPré natal-e-recém-nascido
Pré natal-e-recém-nascido
 
Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno
 
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pósOrientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
 
Aleitamento materno 1
Aleitamento materno 1Aleitamento materno 1
Aleitamento materno 1
 
Aleitamento materno outubro 2011
Aleitamento materno outubro 2011Aleitamento materno outubro 2011
Aleitamento materno outubro 2011
 
Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascido
 
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
 
Gestação de Risco: Cuidados Básicos e Imprescindíveis
Gestação de Risco: Cuidados Básicos e ImprescindíveisGestação de Risco: Cuidados Básicos e Imprescindíveis
Gestação de Risco: Cuidados Básicos e Imprescindíveis
 
Atenção à Saúde da Puérpera Profa. Ana Paula
Atenção à Saúde da Puérpera Profa. Ana PaulaAtenção à Saúde da Puérpera Profa. Ana Paula
Atenção à Saúde da Puérpera Profa. Ana Paula
 
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Agosto Dourado 2021: Proteger a Amamentação
Agosto Dourado 2021: Proteger a AmamentaçãoAgosto Dourado 2021: Proteger a Amamentação
Agosto Dourado 2021: Proteger a Amamentação
 
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEFAleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
 
Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?
Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?
Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?
 
Alojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagemAlojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagem
 
ALEITAMENTO MATERNO
ALEITAMENTO MATERNOALEITAMENTO MATERNO
ALEITAMENTO MATERNO
 
Grupo com gestantes
Grupo com gestantesGrupo com gestantes
Grupo com gestantes
 
Gravidez e parto
Gravidez e partoGravidez e parto
Gravidez e parto
 
Aula 3 prénatal
Aula 3 prénatalAula 3 prénatal
Aula 3 prénatal
 
Mitos e verdades sobre amamentação
Mitos  e verdades sobre amamentaçãoMitos  e verdades sobre amamentação
Mitos e verdades sobre amamentação
 

Destaque

Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
Alexandre Donha
 
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Aleitamento Materno
Laped Ufrn
 
Como o leite vai do peito para o bebê
Como o leite vai do peito para o bebêComo o leite vai do peito para o bebê
Como o leite vai do peito para o bebê
Rebeca - Doula
 
Como iniciar a amamentação
Como iniciar a amamentaçãoComo iniciar a amamentação
Como iniciar a amamentação
Rebeca - Doula
 
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vidaAmamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Rebeca - Doula
 
Cartilha mae trabalhadora_amamenta - cópia
Cartilha mae trabalhadora_amamenta - cópiaCartilha mae trabalhadora_amamenta - cópia
Cartilha mae trabalhadora_amamenta - cópia
Rebeca - Doula
 
Metodo da Amenorreia da Lactaçao (LAM)
Metodo da Amenorreia da Lactaçao (LAM)Metodo da Amenorreia da Lactaçao (LAM)
Metodo da Amenorreia da Lactaçao (LAM)
ivanaferraz
 
Mitos e verdades sobre a amamntação
Mitos e verdades sobre a amamntaçãoMitos e verdades sobre a amamntação
Mitos e verdades sobre a amamntação
Jeferson de Paula
 
Torax iii(glandula mamaria)
Torax iii(glandula mamaria)Torax iii(glandula mamaria)
Torax iii(glandula mamaria)
Astriid Baheena
 
Como promover a amamentação na gravidez e parto
Como promover a amamentação na gravidez e partoComo promover a amamentação na gravidez e parto
Como promover a amamentação na gravidez e parto
Rebeca - Doula
 
A importância do leite materno !
A importância do leite materno !A importância do leite materno !
A importância do leite materno !
DAniela Fonseca
 
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundialAleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
Rebeca - Doula
 
Aula 6 câncer de mama associado à gestação
Aula 6   câncer de mama associado à gestaçãoAula 6   câncer de mama associado à gestação
Aula 6 câncer de mama associado à gestação
Guilherme Novita Garcia
 
WABA: SMAM 2017 - Tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno é anunciado
WABA: SMAM 2017 - Tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno é anunciadoWABA: SMAM 2017 - Tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno é anunciado
WABA: SMAM 2017 - Tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno é anunciado
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Bebês que recusam o peito
Bebês que recusam o peitoBebês que recusam o peito
Bebês que recusam o peito
Rebeca - Doula
 
Anomalias de glandulas mamarias
Anomalias de glandulas mamariasAnomalias de glandulas mamarias
Anomalias de glandulas mamarias
VanneSarmiento483
 
Hormonas Sexuales Femeninas I
Hormonas Sexuales Femeninas IHormonas Sexuales Femeninas I
Hormonas Sexuales Femeninas I
elgrupo13
 
Prolactina e Ocitocina
Prolactina e OcitocinaProlactina e Ocitocina
Prolactina e Ocitocina
Lucas Guimarães
 
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
Dr. Benevenuto
 
Hormônios do Parto
Hormônios do Parto Hormônios do Parto
Hormônios do Parto
Aláya Dullius
 

Destaque (20)

Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
 
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Como o leite vai do peito para o bebê
Como o leite vai do peito para o bebêComo o leite vai do peito para o bebê
Como o leite vai do peito para o bebê
 
Como iniciar a amamentação
Como iniciar a amamentaçãoComo iniciar a amamentação
Como iniciar a amamentação
 
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vidaAmamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
 
Cartilha mae trabalhadora_amamenta - cópia
Cartilha mae trabalhadora_amamenta - cópiaCartilha mae trabalhadora_amamenta - cópia
Cartilha mae trabalhadora_amamenta - cópia
 
Metodo da Amenorreia da Lactaçao (LAM)
Metodo da Amenorreia da Lactaçao (LAM)Metodo da Amenorreia da Lactaçao (LAM)
Metodo da Amenorreia da Lactaçao (LAM)
 
Mitos e verdades sobre a amamntação
Mitos e verdades sobre a amamntaçãoMitos e verdades sobre a amamntação
Mitos e verdades sobre a amamntação
 
Torax iii(glandula mamaria)
Torax iii(glandula mamaria)Torax iii(glandula mamaria)
Torax iii(glandula mamaria)
 
Como promover a amamentação na gravidez e parto
Como promover a amamentação na gravidez e partoComo promover a amamentação na gravidez e parto
Como promover a amamentação na gravidez e parto
 
A importância do leite materno !
A importância do leite materno !A importância do leite materno !
A importância do leite materno !
 
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundialAleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
 
Aula 6 câncer de mama associado à gestação
Aula 6   câncer de mama associado à gestaçãoAula 6   câncer de mama associado à gestação
Aula 6 câncer de mama associado à gestação
 
WABA: SMAM 2017 - Tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno é anunciado
WABA: SMAM 2017 - Tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno é anunciadoWABA: SMAM 2017 - Tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno é anunciado
WABA: SMAM 2017 - Tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno é anunciado
 
Bebês que recusam o peito
Bebês que recusam o peitoBebês que recusam o peito
Bebês que recusam o peito
 
Anomalias de glandulas mamarias
Anomalias de glandulas mamariasAnomalias de glandulas mamarias
Anomalias de glandulas mamarias
 
Hormonas Sexuales Femeninas I
Hormonas Sexuales Femeninas IHormonas Sexuales Femeninas I
Hormonas Sexuales Femeninas I
 
Prolactina e Ocitocina
Prolactina e OcitocinaProlactina e Ocitocina
Prolactina e Ocitocina
 
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
 
Hormônios do Parto
Hormônios do Parto Hormônios do Parto
Hormônios do Parto
 

Semelhante a Aleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPEC

ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptxALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
FranciscoFlorencio6
 
Aleitamento materno
Aleitamento materno Aleitamento materno
Aleitamento materno
lipernnatal
 
Aleitamento materno.pptx.pdf
Aleitamento materno.pptx.pdfAleitamento materno.pptx.pdf
Aleitamento materno.pptx.pdf
VeraLuciaPereira24
 
SLIDES MODULO 3 - Nutrição e Dietética nos Ciclos da Vida.pptx (2).pdf
SLIDES MODULO 3 - Nutrição e Dietética nos Ciclos da Vida.pptx (2).pdfSLIDES MODULO 3 - Nutrição e Dietética nos Ciclos da Vida.pptx (2).pdf
SLIDES MODULO 3 - Nutrição e Dietética nos Ciclos da Vida.pptx (2).pdf
SamantaFrancelino
 
Amamentaç[1]..
Amamentaç[1]..Amamentaç[1]..
Amamentaç[1]..
thamiris souza
 
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICIDAmamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Liga De Pediatria Med Unicid
 
Aleitamento Materno, copinho, mamadeiras, complemento e controvérsias por Cla...
Aleitamento Materno, copinho, mamadeiras, complemento e controvérsias por Cla...Aleitamento Materno, copinho, mamadeiras, complemento e controvérsias por Cla...
Aleitamento Materno, copinho, mamadeiras, complemento e controvérsias por Cla...
Claudia Xavier
 
Cartilha Odete Valadares
Cartilha Odete ValadaresCartilha Odete Valadares
Cartilha Odete Valadares
Rebeca - Doula
 
A Importância do Aleitamento Materno e seus mitos
A  Importância do Aleitamento Materno e seus mitosA  Importância do Aleitamento Materno e seus mitos
A Importância do Aleitamento Materno e seus mitos
Jackson Damasceno
 
AMAMENTAÇÃO - livro digital para mães e pais do Click Bebê parte I
AMAMENTAÇÃO - livro digital para mães e pais do Click Bebê parte I AMAMENTAÇÃO - livro digital para mães e pais do Click Bebê parte I
AMAMENTAÇÃO - livro digital para mães e pais do Click Bebê parte I
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
Iume Gomes
 
aleitamentomaterno_slide.pdf
aleitamentomaterno_slide.pdfaleitamentomaterno_slide.pdf
aleitamentomaterno_slide.pdf
Christina Almeida
 
Amamentação em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais / Glossário bilíngue
Amamentação em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais / Glossário bilíngueAmamentação em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais / Glossário bilíngue
Amamentação em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais / Glossário bilíngue
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
dez passo da amamentação saudável em folheto.doc
dez passo da amamentação saudável em folheto.docdez passo da amamentação saudável em folheto.doc
dez passo da amamentação saudável em folheto.doc
Dessa Reis
 
Trabalho tpa 2
Trabalho tpa 2Trabalho tpa 2
Trabalho tpa 2
lejomoyas
 
Resumo trabalho
Resumo  trabalhoResumo  trabalho
Resumo trabalho
TayaaMauricio
 
album_seriado_aleitamento_materno.pdf
album_seriado_aleitamento_materno.pdfalbum_seriado_aleitamento_materno.pdf
album_seriado_aleitamento_materno.pdf
AnaCardoso680770
 
Aleitamento album seriado unicef
Aleitamento album seriado unicefAleitamento album seriado unicef
Aleitamento album seriado unicef
Aline Melo de Aguiar
 
Promovendo o aleitamento materno
Promovendo o aleitamento maternoPromovendo o aleitamento materno
Promovendo o aleitamento materno
gisa_legal
 
Album seriado am
Album seriado amAlbum seriado am
Album seriado am
Alinebrauna Brauna
 

Semelhante a Aleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPEC (20)

ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptxALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
 
Aleitamento materno
Aleitamento materno Aleitamento materno
Aleitamento materno
 
Aleitamento materno.pptx.pdf
Aleitamento materno.pptx.pdfAleitamento materno.pptx.pdf
Aleitamento materno.pptx.pdf
 
SLIDES MODULO 3 - Nutrição e Dietética nos Ciclos da Vida.pptx (2).pdf
SLIDES MODULO 3 - Nutrição e Dietética nos Ciclos da Vida.pptx (2).pdfSLIDES MODULO 3 - Nutrição e Dietética nos Ciclos da Vida.pptx (2).pdf
SLIDES MODULO 3 - Nutrição e Dietética nos Ciclos da Vida.pptx (2).pdf
 
Amamentaç[1]..
Amamentaç[1]..Amamentaç[1]..
Amamentaç[1]..
 
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICIDAmamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
 
Aleitamento Materno, copinho, mamadeiras, complemento e controvérsias por Cla...
Aleitamento Materno, copinho, mamadeiras, complemento e controvérsias por Cla...Aleitamento Materno, copinho, mamadeiras, complemento e controvérsias por Cla...
Aleitamento Materno, copinho, mamadeiras, complemento e controvérsias por Cla...
 
Cartilha Odete Valadares
Cartilha Odete ValadaresCartilha Odete Valadares
Cartilha Odete Valadares
 
A Importância do Aleitamento Materno e seus mitos
A  Importância do Aleitamento Materno e seus mitosA  Importância do Aleitamento Materno e seus mitos
A Importância do Aleitamento Materno e seus mitos
 
AMAMENTAÇÃO - livro digital para mães e pais do Click Bebê parte I
AMAMENTAÇÃO - livro digital para mães e pais do Click Bebê parte I AMAMENTAÇÃO - livro digital para mães e pais do Click Bebê parte I
AMAMENTAÇÃO - livro digital para mães e pais do Click Bebê parte I
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
 
aleitamentomaterno_slide.pdf
aleitamentomaterno_slide.pdfaleitamentomaterno_slide.pdf
aleitamentomaterno_slide.pdf
 
Amamentação em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais / Glossário bilíngue
Amamentação em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais / Glossário bilíngueAmamentação em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais / Glossário bilíngue
Amamentação em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais / Glossário bilíngue
 
dez passo da amamentação saudável em folheto.doc
dez passo da amamentação saudável em folheto.docdez passo da amamentação saudável em folheto.doc
dez passo da amamentação saudável em folheto.doc
 
Trabalho tpa 2
Trabalho tpa 2Trabalho tpa 2
Trabalho tpa 2
 
Resumo trabalho
Resumo  trabalhoResumo  trabalho
Resumo trabalho
 
album_seriado_aleitamento_materno.pdf
album_seriado_aleitamento_materno.pdfalbum_seriado_aleitamento_materno.pdf
album_seriado_aleitamento_materno.pdf
 
Aleitamento album seriado unicef
Aleitamento album seriado unicefAleitamento album seriado unicef
Aleitamento album seriado unicef
 
Promovendo o aleitamento materno
Promovendo o aleitamento maternoPromovendo o aleitamento materno
Promovendo o aleitamento materno
 
Album seriado am
Album seriado amAlbum seriado am
Album seriado am
 

Último

Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptxQualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
MariaJooSilva58
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdfConstrução Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdfCorreio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptxQualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdfConstrução Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdfCorreio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 

Aleitamento Materno - Colégio Rodin, Cata-Vento e IPEC

  • 2. Recomendação UNICEF/OMS para Aleitamento Materno Aleitamento materno exclusivo Somente leite materno até os 6 meses de idade Aleitamento materno total Após o sexto mês, início gradual dos alimentos complementares, mantendo o aleitamento materno até 2 anos de vida ou mais
  • 3. Pesquisa de prevalência de AM (2009) Média da amamentação no Brasil Aleitamento Materno Exclusivo – 54 dias (ideal 180 dias) Aleitamento Materno Total – 11 meses (ideal 24 meses) Redução da mortalidade na infância AM é a estratégia isolada que mais previne mortes infantis por causas previníveis em crianças menores de cinco anos (13%)
  • 4. Anatomia da mama na amamentação Mamilo Músculo peitoral maior Glândulas de Montgomery Areola Alvéolos mamários Ductos lactíferos
  • 5. Anatomia da mama na amamentação Aréola Ducto Lactífero Alvéolo Mamário (100.000 em cada mama) Mamilo Leite Principais estruturas da mama
  • 6. O sangue chega nos Alvéolos pelas arteríolas, trazendo os Hormônios Prolactina e Ocitocina liberados com a sucção Lúmen (cavidade interna) Ducto (canal) Arteríola (pequena artéria) Vênula (pequena veia) Célula Mioepitelial (contração muscular) Célula Lactófora (produção do leite) Alvéolo Mamário O Hormônio Prolactina estimula a produção do leite nas Células Lactóforas O Hormônio Ocitocina estimula as Células Mioepitelias a se contrairem, fazendo com que o leite produzido nos alvéolos seja levado através dos Ductos Lactíferos para o bebê
  • 7. Hipotálamo Hipotálamo Hipófise  Hipotálamo faz a integração entre os sistemas nervoso e o endócrino  Ativa diversas glândulas a produzir hormônios  Possui a dimensão de uma amêndoa
  • 8. Lobo anterior Prolactina Neurossecreção Ocitocina Hipófise Hipotálamo Lobo posterior  A hipófise é uma glândula que produz numerosos e importantes hormônios, sendo regulada pelo hipotálamo  Possui a dimensão de um grão de ervilha
  • 9. Sucção Hipófise anterior Prolactina Produção do leite nos alvéolos Sucção Hipófise posterior Ocitocina Saída do leite dos alvéolos Fisiologia da Lactação Hipófise Impulso nervoso Sucção Ansiedade, tensão, dúvida, dor, estresse, insegurança Inibição do reflexo de ejeção
  • 10. Produção de leite  A produção de leite está ligada à sucção  Quanto mais o bebê sugar a mama, mais prolactina será liberada e mais leite será produzido  Quanto menos o bebê sugar a mama, menos prolactina será liberada e menos leite será produzido  O bebê deve mamar sempre que estiver com fome ou sede, de forma livre, sem horários fixos O leite só seca quando o bebê não suga a mama
  • 11. Classificação do leite  Colostro (1º leite) presente na mama desde a gestação continua até 7 dias depois do nascimento  Leite de transição – entre 7 a 15 dias  Leite maduro – depois de 15 dias
  • 12. Modificações do leite materno  Durante uma mamada (leite do começo e leite do final da mamada)  Enquanto o bebê está crescendo (para adequar às necessidades nutricionais da criança)  Bebê prematuro (colostro permanece até o final do primeiro mês)  O leite materno é completo e perfeito  Contém todos os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento adequado da criança
  • 13. Leite anterior e posterior Leite do começo da mamada (leite anterior)  Apresenta grande quantidade de água (mais de 87%)  Hidrata e mata a sede do bebê  Enquanto o bebê estiver mamando somente no peito, não precisa dar água ou chá, nem em dias muito quentes Leite do final da mamada (leite posterior)  Mais gordura  Deixa o bebê satisfeito e ajuda a engordar Leite anterior Leite posterior
  • 15. Mamada completa Para uma mamada completa, o bebê precisa receber o leite do começo e o leite do final da mamada  O bebê precisa mamar uma das mamas até que solte espontaneamente  Quando o bebê solta a mama é sinal que está satisfeito  Na mamada seguinte oferecer a outra mama (mais cheia) Não existe leite fraco A forma de amamentar o bebê, trocando de peito antes que ele finalize a mamada, pode interferir no ganho de peso e fazer com que ele chore por não ficar satisfeito
  • 16. Leite materno  É específico para a espécie humana  É completo para as necessidades nutricionais do bebê  Ajuda o bebê a crescer e se desenvolver adequadamente  Protege o bebê contra inúmeras doenças  É a primeira proteção do bebê (anticorpos)  Fortelece o vínculo entre pai e mãe com o bebê
  • 17. Saúde da mulher  Protege contra o câncer de mama e de ovário  Ampliando o espaçamento entre os partos (98% - AME + amenorreia)  Involução uterina mais rápida  Diminuição do sangramento pós-parto e de anemia
  • 18. Sugar a mama  Corrige o retrognatismo fisiológico  Desenvolve o sistema estomagnático (mastigação, deglutição, respiração e fonoarticulação )  Facilita o correto padrão de respiração nasal  Promove fala e mastigação adequadas
  • 19. Riscos do uso de outro leite no primeiro ano de vida Morte por diarréia 14 vezes maior em crianças não amamentadas 3,6 vezes maior em crianças com aleitamento misto Internação por pneumonia 61 vezes maior em crianças não amamentadas (até 3 meses de idade)
  • 20. Início da Amamentação  Na primeira hora após o parto  A sucção espontânea do recém-nascido pode não ocorrer antes de 45 minutos a 2 horas após o parto  Contato pele-a-pele imediatamente após o parto  Alojamento conjunto (aprendizado materno)  AM livre demanda  Tempo de mamada livre (habilidade do bebê / leite posterior)
  • 21. Posições para amamentar Clássica Cavaleiro Invertida Deitada
  • 22. Amamentação de gemelares Invertida Clássica Clássica / Invertida
  • 23. Técnica de amamentação  Retirada adequada do leite da mama (leite anterior e posterior)  Prevenção das fissuras mamilares  Prevenção do ingurgitamento
  • 24. Forma correta de mamar Boca de frente para a mama Mamilo toca no lábio do bebê Reflexo de abertura de boca Língua se projeta para frente e para baixo Bebê abocanha boa parte da aréola
  • 25. Avaliação da mamada  Mamada não dói  Bebê retira bem o leite do peito  Respira, mama e deglute Ponta do nariz encostada na mama Narina livre para a respiração Boa parte da aréola dentro da boca do bebê Mamilo flexível se acomoda na cavidade oral Lábio inferior virado para fora Queixo encostado na mama
  • 26. Ondulação da língua Deglutição Ductos Como o bebê suga
  • 28. Pega incorreta Boa parte da aréola visível Bebê abocanhando somente a ponta (mamilo) Dor Lesão no mamilo Ingurgitamento mamário Abcesso mamário
  • 29. Consequências Lesão no mamilo Ingurgitamento mamário (leite estocado nos alvéolos) Abcesso mamário (infecção)
  • 30. Sucção de bicos de borracha Chupeta e Mamadeira Língua se projeta para trás (para o bebê não engasgar)  Língua comprime o bico de borracaha contra o palato duro (céu da boca)  Alteração da estrutura óssea  Redução do espaço para a passagem do ar pelo nariz respirador bucal
  • 31. Consequências do uso de chupetas e mamadeiras  Confusão de bico  Desmame precoce  Deformidades ortodônticas  Alteração fala, mastigação, respiração Síndrome do respirador bucal
  • 32. Síndrome do respirador bucal Compromete respiração, fala , mastigação, sono, aprendizado
  • 33. Uso do copo  Para oferecer leite materno ordenhado (quando a mãe não está presente para amamentar)  Para oferecer água e suco depois dos seis meses de idade
  • 34. Por que as mulheres não amamentam? Falta de informação Recebem informações incorretas Mitos ligados a amametação Profissionais da saúde desatualizados e despreparados Falta de apoio quando apresentam dificuldades Experiências negativas na família Opiniões desencontradas de familiares, amigos e profissionais da saúde Desmame precoce
  • 35. Retorno ao trabalho  Retirada do leite para armazenamento (15 dias antes do início do retorno ao trabalho)  Armazenamento: - 12 horas na geladeira - 15 dias no freezer  Aquecimento em banho-maria - aquecer somente o volume para consumo - desprezar o leite aquecido e não consumido  Oferta em copo
  • 36. Políticas públicas  Iniciativa Hospital Amigo da Criança – IHAC  Metodologia Mãe Canguru – atenção humanizada ao recém-nascido prematuro e de baixo peso  Rede Brasileira de Bancos de Leite  Rede Amamenta Brasil (UBS Amiga da Amamentação)  Licença maternidade 6 meses  NBCAL (Lei 11.265)  Sala de Amamentação nas empresas  Estratégia Nacional para Alimentação Complementar Saudável (MS 2010)
  • 37. Semana Mundial de Aleitamento Materno 1 a 7 de Agosto Iniciativa da WABA (1992) (Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno) Um tema novo a cada ano (WABA) Participação do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira de Pediatria