SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 42
Baixar para ler offline
CONCEITOS GESTÃO D QUALIDADE e de SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO   Msc. Marcos Antonio Fregonezi Gestão Integrada em Saúde do Trabaho e Meio Ambiente
EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA QUALIDADE QUALIDADE TECNOLOGIA MERCADO E LUCRO FATORES TECNICO E HUMANO QUALIDADE PRODUZIDA PARTICIPATIVA ABERTURA DE MERCADO HOJE RECNOLOGIOA MERCADO E LUCRO FATOR TECNICO QUALIDADE CONTROLADA POR OBJETIVOS CONCORRENCIA E USO DE TECNOLOGIA 1950 MERCADO E LUCRO FATOR TECNICO RECEIO DE PERDER O EMPREGO CIENTIFICA EM SÉRIE 1920 LUCRO FATOR HUMANO ORGULHO PELO TRABALHO AUTOCRATICA ARTESANAL 1750 OBJETIVO ENFASE CARACTERISTICA DA ÉPOCA MODELO DE ADMINIS-TRAÇÃO TIPO DE PRODUÇÃO/ ANO DE REFERENCIA
DEFINIÇÕES DA QUALIDADE ,[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],DEFINIÇÕES DA QUALIDADE
PRINCIPIOS DE GERENCIAMENTO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PRINCIPIOS BÁSICOS PARA MELHORIA DA QUALIDADE ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],PAM - TT Pensar Tempo Agir Melhorar Treinamento Educação
KAIZEN ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CUSTO DA QUALIDADE ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
F.Externa F.Interna Avaliação Prevenção F.Externa F.Interna Avaliação Prevenção EVOLUÇÃO DOS CUSTOS DA QUALIDADE
MELHORIA CONTINUA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ABORDAGEM DE PROCESSO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
DOIS TEMAS PRINCIPAIS NA ABORDAGEM DE PROCESSO ,[object Object],[object Object],[object Object]
FOCO NO CLIENTE ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
MELHORIA CONTÍNUA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
OITO PRINCÍPIOS DE GESTÃO DA QUALIDADE  ISO 9000:2000 ,[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO
[object Object],Qualidade Meio  Ambiente Segurança & Saúde Recursos Humanos $ ISO 9000 ISO 14001 OHSAS 18001 ATUAÇÃO RESPONSÁVEL SA 8000 QUALIDADE TOTAL
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORÇAMENTOS RECURSOS METAS E PROGRAMAS OBJETIVOS POLÍTICAS
[object Object],[object Object],AÇÕES DE PREVENÇÃO RESPONSABILIDADES & AUTORIDADES FORMALIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS QUALIFICAÇÃO REGISTROS
[object Object],Um Sistema de Gestão Integrada, independentemente das abordagens, deve conter: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],2. RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO Definição de Políticas Definição de Objetivos, Metas e Planos de Ação Definição de Responsabilidades e Autoridades Realização de Análise Crítica do Sistema de Gestão
[object Object],Um Sistema de Gestão Integrada, independentemente das abordagens, deve conter: 3.  ESTRUTURA DO SISTEMA DE GESTÃO Documentação Registros Controle de Documentação Auditorias Internas Ações Corretivas e Preventivas 4.  RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS   Envolvimento Pessoal Treinamento e Desenvolvimento Recursos de Comunicação ( Interno e Externo ) Instalações Equipamentos Métodos Recursos para Monitoramento 5 –  INTERFACE COM PARTES INTERESSADAS Criar canais de comunicação formais com as partes interessadas Manter partes interessadas informadas Identificação das Necessidades e Expectativas
[object Object],Informações e dados colhidos da rotina, capazes de visualizar o desempenho da Empresa, face a uma referência estabelecida. Por exemplo: Volume de água consumida/mês em m3. Grandezas associadas ao objetivo ou quantificação dos mesmos Por exemplo: Meta 1: Reduzir o consumo de água em 10% no ano de 2003 Objetivos são propostas de trabalho condizentes com o texto da Política da empresa, onde a organização exprime suas perspectivas de atuação.  Por exemplo:  Objetivo 1: Otimizar o uso de recursos naturais Código de conduta da Empresa, onde expressa suas intenções com relação às abordagens do Sistema de Gestão. Preferencialmente um Sistema Integrado “pede”uma Política de Sistema Integrado, mas não é mandatório. INDICADORES METAS OBJETIVOS POLÍTICA
[object Object],Gerir sobre um desempenho é agir quando o Indicador de Desempenho relata que um resultado não foi atingido. Todo resultado irregular deve ser avaliado e uma análise de causa deve acontecer, justificando  um Plano de Ação para correção de rotas. Vendas Lucros Satisfação dos Clientes
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ,[object Object],[object Object],[object Object]
Produzir com qualidade, de forma padronizada (ISO 9001), respeitando o meio ambiente (ISO 14001), respeitando a integridade física e a saúde de seus recursos humanos (OHSAS 18001), observando os direitos e deveres destes recursos humanos enquanto seres vivos e cidadãos (SA 8000). Integração das normas nos sistemas : NBR ISO 9001 – Gestão da Qualidade ISO 14001 – Gestão Ambiental OHSAS 18001 – Especificação de Segurança e Saúde no Trabalho SA 8000 – Responsabilidade Social SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO
[object Object],[object Object],SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SISTEMA Conjunto ou combinação de partes ou coisas de modo a formar um todo complexo ou unitário GESTÃO Ato de Gerir INTEGRADO Inteiro, completo
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ISO 9000 As normas da família NBR ISO 9000, foram desenvolvidas para apoiar organizações, de todos os tipos e tamanhos, na implementação e operação de sistemas de gestão da qualidade eficazes. Princípios de gestão da qualidade Normas ISO 9001/2008 Requisitos Responsabilidade da direção Gestão de recursos Realização do produto Medição, análise e melhoria  
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ISO 14001   Organizações de todos os tipos estão cada vez mais preocupadas em atingir e  demonstrar um desempenho ambiental correto, controlando o impacto de suas  atividades, produtos ou serviços no meio ambiente, levando em consideração  sua política e seus objetivos ambientais.  Convém observar que esta Norma não estabelece requisitos absolutos para o desempenho ambiental além do comprometimento, expresso na política, de  atender à legislação e regulamentos aplicáveis e com a melhoria contínua.  Assim, duas organizações que desenvolvam atividades similares, mas que  apresentem níveis diferentes de desempenho ambiental, podem, ambas, atender  aos seus requisitos.        
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Requisitos ISO14001:2004 Requisitos do SGA Requisitos Gerais  Política Ambiental  Planejamento Aspectos Ambientais  Requisitos Legais e Outros  Objetivos, Metas e Programa(s)  Implementação e Operação Competência, Treinamento e Conscientização  Comunicação
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Requisitos ISO14001:2004 Documentação  Controle de Documentos  Controle Operacional  Preparação e Atendimento a Emergências  Verificação e Ação Corretiva Avaliação da Conformidade  Não-Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva  Controle de Registros  Auditoria Interna  Análise Crítica pela Direção     
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO OHSAS 18001:2007 A "norma" OHSAS 18001, cuja sigla significa Occupational Health and Safety Assessment Series, foi oficialmente publicada pela BSI – British Standards Institution – e entrou em vigor no dia 15/4/99. A nova OHSAS 18001 é uma especificação que tem por objetivo prover às organizações os elementos de um Sistema de Gestão da SST eficaz, passível de integração com outros requisitos de gestão, de forma a auxiliá-las a alcançar seus objetivos de segurança e saúde ocupacional. Ela define os requisitos de um Sistema de Gestão da SST, tendo sido redigida de forma a aplicar-se a todos os tipos e portes de empresas, e para adequar-se a diferentes condições geográficas, culturais e sociais. O sucesso do sistema depende do comprometimento de todos os níveis e funções, especialmente da alta administração. Um sistema desse tipo permite a uma organização estabelecer e avaliar a eficácia dos procedimentos destinados a definir uma política e objetivos de SST, atingir a conformidade com eles e demonstrá-la a terceiros.
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO A OHSAS 18001 baseia-se na premissa de que a organização irá, periodicamente, analisar criticamente e avaliar o seu Sistema de Gestão da SST, de forma a identificar oportunidades de melhoria e a implementação das ações necessárias. O Sistema de Gestão da SST fornece um processo estruturado para atingir a melhoria contínua, cujo ritmo e amplitude são determinados pela organização à luz de circunstâncias econômicas e outras. Embora alguma melhoria no desempenho da SST possa ser esperada devido à adoção de uma abordagem sistemática, entende-se que o Sistema de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho é uma ferramenta que permite a uma empresa atingir, e sistematicamente controlar, o nível do desempenho da SST por ela mesma estabelecido. O desenvolvimento do Sistema de Gestão da SST, por si só, não resultará, necessariamente, na redução imediata de acidentes e doenças do trabalho.
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO 5.1- Requisitos  Requisitos Gerais Política de Saúde e Segurança no Trabalho Planejamento Planejamento para Identificação de perigos e avaliação e controle de riscos Requisitos Legais e outros requisitos Objetivos Programas de Gestão da SST. Implementação e Operação Estrutura e Responsabilidade Treinamento, conscientização e competência Consulta e comunicação Documentação  Controle de Documentos e Dados
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO
SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO A integração de sistemas de gestão é uma tendência e um fator importante para os sucessos das organizações, pois pode torná-las mais eficiente, assim como reduzir custos e tempo em determinadas atividades. A palavra “pode” usada no primeiro parágrafo denota que, além de fatores relacionados com as normas tomadas como base, o grau de integração dos sistemas depende de estrutura organizacional e da maturidade da organização, considerando seus sistemas de gestão.   CONCLUSÃO
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestão da Qualidade Total na Petrobrás
Gestão da Qualidade Total na PetrobrásGestão da Qualidade Total na Petrobrás
Gestão da Qualidade Total na PetrobrásAugusto Canuto
 
Gestao Estrategica da Qualidade
Gestao Estrategica da QualidadeGestao Estrategica da Qualidade
Gestao Estrategica da QualidadeJairo Siqueira
 
Garantia da qualidade cap.7
Garantia da qualidade   cap.7Garantia da qualidade   cap.7
Garantia da qualidade cap.7emc5714
 
Qualidade produtividade
Qualidade produtividadeQualidade produtividade
Qualidade produtividadeNelson Santos
 
Conceitos e Princípios de Gestão da Qualidade
Conceitos e Princípios de Gestão da QualidadeConceitos e Princípios de Gestão da Qualidade
Conceitos e Princípios de Gestão da QualidadeRogério Souza
 
Gestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - LogísticaGestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - LogísticaAdeildo Caboclo
 
Aulas Gestão de Processos & Produtividade
Aulas Gestão de Processos & ProdutividadeAulas Gestão de Processos & Produtividade
Aulas Gestão de Processos & ProdutividadeMarcos Magnanti
 
Apresentação qualidade 2
Apresentação qualidade 2Apresentação qualidade 2
Apresentação qualidade 2Paulo Soares
 
Princípios da gestão de qualidade_ Aula de Controle e Qualidade
Princípios da gestão de qualidade_ Aula de Controle e QualidadePrincípios da gestão de qualidade_ Aula de Controle e Qualidade
Princípios da gestão de qualidade_ Aula de Controle e QualidadeVitor Reis
 
Aula 06 qs - garantia da qualidade de sw
Aula 06   qs - garantia da qualidade de swAula 06   qs - garantia da qualidade de sw
Aula 06 qs - garantia da qualidade de swJunior Gomes
 
Qualidade Manual Pedagogico Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Qualidade   Manual Pedagogico Joao Jose Saraiva Da FonsecaQualidade   Manual Pedagogico Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Qualidade Manual Pedagogico Joao Jose Saraiva Da Fonsecaguest8096
 
Gestão da Qualidade Total
Gestão da Qualidade TotalGestão da Qualidade Total
Gestão da Qualidade TotalGerisval Pessoa
 
Palestra iso 9001 ej ros (1)
Palestra iso 9001 ej ros (1)Palestra iso 9001 ej ros (1)
Palestra iso 9001 ej ros (1)Cesar Gonçalves
 
Introdução à qualidade
Introdução à qualidadeIntrodução à qualidade
Introdução à qualidadeJM Consultores
 

Mais procurados (19)

Gestão da Qualidade Total na Petrobrás
Gestão da Qualidade Total na PetrobrásGestão da Qualidade Total na Petrobrás
Gestão da Qualidade Total na Petrobrás
 
Gestao Estrategica da Qualidade
Gestao Estrategica da QualidadeGestao Estrategica da Qualidade
Gestao Estrategica da Qualidade
 
Qualidade e Produtividade
Qualidade e ProdutividadeQualidade e Produtividade
Qualidade e Produtividade
 
Garantia da qualidade cap.7
Garantia da qualidade   cap.7Garantia da qualidade   cap.7
Garantia da qualidade cap.7
 
O que é ISO
O que é ISOO que é ISO
O que é ISO
 
Qualidade produtividade
Qualidade produtividadeQualidade produtividade
Qualidade produtividade
 
Conceitos e Princípios de Gestão da Qualidade
Conceitos e Princípios de Gestão da QualidadeConceitos e Princípios de Gestão da Qualidade
Conceitos e Princípios de Gestão da Qualidade
 
Leitura e interpretação iso 9000
Leitura e interpretação iso 9000Leitura e interpretação iso 9000
Leitura e interpretação iso 9000
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Gestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - LogísticaGestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - Logística
 
Aulas Gestão de Processos & Produtividade
Aulas Gestão de Processos & ProdutividadeAulas Gestão de Processos & Produtividade
Aulas Gestão de Processos & Produtividade
 
Apresentação qualidade 2
Apresentação qualidade 2Apresentação qualidade 2
Apresentação qualidade 2
 
Princípios da gestão de qualidade_ Aula de Controle e Qualidade
Princípios da gestão de qualidade_ Aula de Controle e QualidadePrincípios da gestão de qualidade_ Aula de Controle e Qualidade
Princípios da gestão de qualidade_ Aula de Controle e Qualidade
 
Aula 06 qs - garantia da qualidade de sw
Aula 06   qs - garantia da qualidade de swAula 06   qs - garantia da qualidade de sw
Aula 06 qs - garantia da qualidade de sw
 
Qualidade Manual Pedagogico Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Qualidade   Manual Pedagogico Joao Jose Saraiva Da FonsecaQualidade   Manual Pedagogico Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Qualidade Manual Pedagogico Joao Jose Saraiva Da Fonseca
 
Gestão da Qualidade Total
Gestão da Qualidade TotalGestão da Qualidade Total
Gestão da Qualidade Total
 
Qualidade Total
Qualidade TotalQualidade Total
Qualidade Total
 
Palestra iso 9001 ej ros (1)
Palestra iso 9001 ej ros (1)Palestra iso 9001 ej ros (1)
Palestra iso 9001 ej ros (1)
 
Introdução à qualidade
Introdução à qualidadeIntrodução à qualidade
Introdução à qualidade
 

Semelhante a Gestão da Qualidade e Sistemas Integrados

Apostila principal de desenho técnico mecânico i
Apostila principal de desenho técnico mecânico iApostila principal de desenho técnico mecânico i
Apostila principal de desenho técnico mecânico iPablisson Martins
 
Gestao da qualidade total
Gestao da qualidade totalGestao da qualidade total
Gestao da qualidade totalCÁTIA OLIVEIRA
 
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000elliando dias
 
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdfFORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdfOdsorenMartins
 
Apostila interpretacao-e-implantacao-iso-9001
Apostila interpretacao-e-implantacao-iso-9001Apostila interpretacao-e-implantacao-iso-9001
Apostila interpretacao-e-implantacao-iso-9001MarceloSchali
 
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)Lilian Resende
 
Apresentação qualidade
Apresentação qualidadeApresentação qualidade
Apresentação qualidadeGuilmour Rossi
 
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015Alisson Sena, MBA
 
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptxINTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptxGiseleSouza53260
 
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptxINTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptxFábio Nascimento
 
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptxINTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptxclaudio864549
 
Modulo gestão da qualidade
Modulo   gestão da qualidadeModulo   gestão da qualidade
Modulo gestão da qualidadeTiberio Soares
 
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISO
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISOCERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISO
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISOEder Nogueira
 

Semelhante a Gestão da Qualidade e Sistemas Integrados (20)

Apostila principal de desenho técnico mecânico i
Apostila principal de desenho técnico mecânico iApostila principal de desenho técnico mecânico i
Apostila principal de desenho técnico mecânico i
 
Gestao da qualidade total
Gestao da qualidade totalGestao da qualidade total
Gestao da qualidade total
 
Gestão da Qualidade
Gestão da QualidadeGestão da Qualidade
Gestão da Qualidade
 
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
 
Palestra - iso 9001
Palestra - iso 9001Palestra - iso 9001
Palestra - iso 9001
 
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdfFORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
 
51 210-1-pb
51 210-1-pb51 210-1-pb
51 210-1-pb
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
ISO 9001
 
Apostila interpretacao-e-implantacao-iso-9001
Apostila interpretacao-e-implantacao-iso-9001Apostila interpretacao-e-implantacao-iso-9001
Apostila interpretacao-e-implantacao-iso-9001
 
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
 
Apresentação qualidade
Apresentação qualidadeApresentação qualidade
Apresentação qualidade
 
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
 
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
 
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptxINTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
 
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptxINTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
 
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptxINTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
INTRODUÇÃO SISTEMAS DA QUALIDADE.pptx
 
Modulo gestão da qualidade
Modulo   gestão da qualidadeModulo   gestão da qualidade
Modulo gestão da qualidade
 
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISO
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISOCERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISO
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISO
 
Gestão De Processos
Gestão De ProcessosGestão De Processos
Gestão De Processos
 
Gestão De Processos
Gestão De ProcessosGestão De Processos
Gestão De Processos
 

Mais de Fregonezi

Anexo 5 Tabela Auto Explic Signif
Anexo 5   Tabela Auto Explic SignifAnexo 5   Tabela Auto Explic Signif
Anexo 5 Tabela Auto Explic SignifFregonezi
 
Anexo 5 Tabela Auto Explic Significancia
Anexo 5   Tabela Auto Explic SignificanciaAnexo 5   Tabela Auto Explic Significancia
Anexo 5 Tabela Auto Explic SignificanciaFregonezi
 
Anexo 1 Conceitos GestãO Qualidade Sig
Anexo 1   Conceitos GestãO Qualidade SigAnexo 1   Conceitos GestãO Qualidade Sig
Anexo 1 Conceitos GestãO Qualidade SigFregonezi
 
Anexo 7 Cronograma Sgi
Anexo 7   Cronograma SgiAnexo 7   Cronograma Sgi
Anexo 7 Cronograma SgiFregonezi
 
Anexo 6 Plano De AçãO
Anexo 6   Plano De AçãOAnexo 6   Plano De AçãO
Anexo 6 Plano De AçãOFregonezi
 
Anexo 4 It Aval Significancia
Anexo 4   It Aval SignificanciaAnexo 4   It Aval Significancia
Anexo 4 It Aval SignificanciaFregonezi
 
Anexo 3 Mapeamento Processo Cozinha
Anexo 3  Mapeamento Processo CozinhaAnexo 3  Mapeamento Processo Cozinha
Anexo 3 Mapeamento Processo CozinhaFregonezi
 
Anexo 8 Indicador De Desempenho
Anexo 8   Indicador De DesempenhoAnexo 8   Indicador De Desempenho
Anexo 8 Indicador De DesempenhoFregonezi
 
A N E X O 3 M A P E A M E N T O P R O C E S S O C O Z I N H A
A N E X O 3   M A P E A M E N T O  P R O C E S S O  C O Z I N H AA N E X O 3   M A P E A M E N T O  P R O C E S S O  C O Z I N H A
A N E X O 3 M A P E A M E N T O P R O C E S S O C O Z I N H AFregonezi
 
A N E X O 4 I T
A N E X O 4    I TA N E X O 4    I T
A N E X O 4 I TFregonezi
 
A N E X O 5 T A B E L A A U T O E X P L I C S I G N I F I C A N C I A
A N E X O 5    T A B E L A  A U T O  E X P L I C  S I G N I F I C A N C I AA N E X O 5    T A B E L A  A U T O  E X P L I C  S I G N I F I C A N C I A
A N E X O 5 T A B E L A A U T O E X P L I C S I G N I F I C A N C I AFregonezi
 
A N E X O 7 C R O N O G R A M A S G I
A N E X O 7    C R O N O G R A M A  S G IA N E X O 7    C R O N O G R A M A  S G I
A N E X O 7 C R O N O G R A M A S G IFregonezi
 
A N E X O 6 P L A N O D E AÇÃ O
A N E X O 6    P L A N O  D E  AÇÃ OA N E X O 6    P L A N O  D E  AÇÃ O
A N E X O 6 P L A N O D E AÇÃ OFregonezi
 
A N E X O 8 I N D I C A D O R D E D E S E M P E N H O
A N E X O 8    I N D I C A D O R  D E  D E S E M P E N H OA N E X O 8    I N D I C A D O R  D E  D E S E M P E N H O
A N E X O 8 I N D I C A D O R D E D E S E M P E N H OFregonezi
 
A N E X O 2 R E S E N H A C R I T I C A
A N E X O 2    R E S E N H A  C R I T I C AA N E X O 2    R E S E N H A  C R I T I C A
A N E X O 2 R E S E N H A C R I T I C AFregonezi
 
A N E X O 5 T A B E L A A U T O E X P L I C S I G N I F
A N E X O 5    T A B E L A  A U T O  E X P L I C  S I G N I FA N E X O 5    T A B E L A  A U T O  E X P L I C  S I G N I F
A N E X O 5 T A B E L A A U T O E X P L I C S I G N I FFregonezi
 

Mais de Fregonezi (16)

Anexo 5 Tabela Auto Explic Signif
Anexo 5   Tabela Auto Explic SignifAnexo 5   Tabela Auto Explic Signif
Anexo 5 Tabela Auto Explic Signif
 
Anexo 5 Tabela Auto Explic Significancia
Anexo 5   Tabela Auto Explic SignificanciaAnexo 5   Tabela Auto Explic Significancia
Anexo 5 Tabela Auto Explic Significancia
 
Anexo 1 Conceitos GestãO Qualidade Sig
Anexo 1   Conceitos GestãO Qualidade SigAnexo 1   Conceitos GestãO Qualidade Sig
Anexo 1 Conceitos GestãO Qualidade Sig
 
Anexo 7 Cronograma Sgi
Anexo 7   Cronograma SgiAnexo 7   Cronograma Sgi
Anexo 7 Cronograma Sgi
 
Anexo 6 Plano De AçãO
Anexo 6   Plano De AçãOAnexo 6   Plano De AçãO
Anexo 6 Plano De AçãO
 
Anexo 4 It Aval Significancia
Anexo 4   It Aval SignificanciaAnexo 4   It Aval Significancia
Anexo 4 It Aval Significancia
 
Anexo 3 Mapeamento Processo Cozinha
Anexo 3  Mapeamento Processo CozinhaAnexo 3  Mapeamento Processo Cozinha
Anexo 3 Mapeamento Processo Cozinha
 
Anexo 8 Indicador De Desempenho
Anexo 8   Indicador De DesempenhoAnexo 8   Indicador De Desempenho
Anexo 8 Indicador De Desempenho
 
A N E X O 3 M A P E A M E N T O P R O C E S S O C O Z I N H A
A N E X O 3   M A P E A M E N T O  P R O C E S S O  C O Z I N H AA N E X O 3   M A P E A M E N T O  P R O C E S S O  C O Z I N H A
A N E X O 3 M A P E A M E N T O P R O C E S S O C O Z I N H A
 
A N E X O 4 I T
A N E X O 4    I TA N E X O 4    I T
A N E X O 4 I T
 
A N E X O 5 T A B E L A A U T O E X P L I C S I G N I F I C A N C I A
A N E X O 5    T A B E L A  A U T O  E X P L I C  S I G N I F I C A N C I AA N E X O 5    T A B E L A  A U T O  E X P L I C  S I G N I F I C A N C I A
A N E X O 5 T A B E L A A U T O E X P L I C S I G N I F I C A N C I A
 
A N E X O 7 C R O N O G R A M A S G I
A N E X O 7    C R O N O G R A M A  S G IA N E X O 7    C R O N O G R A M A  S G I
A N E X O 7 C R O N O G R A M A S G I
 
A N E X O 6 P L A N O D E AÇÃ O
A N E X O 6    P L A N O  D E  AÇÃ OA N E X O 6    P L A N O  D E  AÇÃ O
A N E X O 6 P L A N O D E AÇÃ O
 
A N E X O 8 I N D I C A D O R D E D E S E M P E N H O
A N E X O 8    I N D I C A D O R  D E  D E S E M P E N H OA N E X O 8    I N D I C A D O R  D E  D E S E M P E N H O
A N E X O 8 I N D I C A D O R D E D E S E M P E N H O
 
A N E X O 2 R E S E N H A C R I T I C A
A N E X O 2    R E S E N H A  C R I T I C AA N E X O 2    R E S E N H A  C R I T I C A
A N E X O 2 R E S E N H A C R I T I C A
 
A N E X O 5 T A B E L A A U T O E X P L I C S I G N I F
A N E X O 5    T A B E L A  A U T O  E X P L I C  S I G N I FA N E X O 5    T A B E L A  A U T O  E X P L I C  S I G N I F
A N E X O 5 T A B E L A A U T O E X P L I C S I G N I F
 

Gestão da Qualidade e Sistemas Integrados

  • 1. CONCEITOS GESTÃO D QUALIDADE e de SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO Msc. Marcos Antonio Fregonezi Gestão Integrada em Saúde do Trabaho e Meio Ambiente
  • 2. EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA QUALIDADE QUALIDADE TECNOLOGIA MERCADO E LUCRO FATORES TECNICO E HUMANO QUALIDADE PRODUZIDA PARTICIPATIVA ABERTURA DE MERCADO HOJE RECNOLOGIOA MERCADO E LUCRO FATOR TECNICO QUALIDADE CONTROLADA POR OBJETIVOS CONCORRENCIA E USO DE TECNOLOGIA 1950 MERCADO E LUCRO FATOR TECNICO RECEIO DE PERDER O EMPREGO CIENTIFICA EM SÉRIE 1920 LUCRO FATOR HUMANO ORGULHO PELO TRABALHO AUTOCRATICA ARTESANAL 1750 OBJETIVO ENFASE CARACTERISTICA DA ÉPOCA MODELO DE ADMINIS-TRAÇÃO TIPO DE PRODUÇÃO/ ANO DE REFERENCIA
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11. F.Externa F.Interna Avaliação Prevenção F.Externa F.Interna Avaliação Prevenção EVOLUÇÃO DOS CUSTOS DA QUALIDADE
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29. Produzir com qualidade, de forma padronizada (ISO 9001), respeitando o meio ambiente (ISO 14001), respeitando a integridade física e a saúde de seus recursos humanos (OHSAS 18001), observando os direitos e deveres destes recursos humanos enquanto seres vivos e cidadãos (SA 8000). Integração das normas nos sistemas : NBR ISO 9001 – Gestão da Qualidade ISO 14001 – Gestão Ambiental OHSAS 18001 – Especificação de Segurança e Saúde no Trabalho SA 8000 – Responsabilidade Social SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO
  • 30.
  • 31. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ISO 9000 As normas da família NBR ISO 9000, foram desenvolvidas para apoiar organizações, de todos os tipos e tamanhos, na implementação e operação de sistemas de gestão da qualidade eficazes. Princípios de gestão da qualidade Normas ISO 9001/2008 Requisitos Responsabilidade da direção Gestão de recursos Realização do produto Medição, análise e melhoria  
  • 32. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ISO 14001   Organizações de todos os tipos estão cada vez mais preocupadas em atingir e demonstrar um desempenho ambiental correto, controlando o impacto de suas atividades, produtos ou serviços no meio ambiente, levando em consideração sua política e seus objetivos ambientais. Convém observar que esta Norma não estabelece requisitos absolutos para o desempenho ambiental além do comprometimento, expresso na política, de atender à legislação e regulamentos aplicáveis e com a melhoria contínua. Assim, duas organizações que desenvolvam atividades similares, mas que apresentem níveis diferentes de desempenho ambiental, podem, ambas, atender aos seus requisitos.      
  • 33. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Requisitos ISO14001:2004 Requisitos do SGA Requisitos Gerais Política Ambiental Planejamento Aspectos Ambientais Requisitos Legais e Outros Objetivos, Metas e Programa(s) Implementação e Operação Competência, Treinamento e Conscientização Comunicação
  • 34. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Requisitos ISO14001:2004 Documentação Controle de Documentos Controle Operacional Preparação e Atendimento a Emergências Verificação e Ação Corretiva Avaliação da Conformidade Não-Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva Controle de Registros Auditoria Interna Análise Crítica pela Direção    
  • 35.
  • 36. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO OHSAS 18001:2007 A "norma" OHSAS 18001, cuja sigla significa Occupational Health and Safety Assessment Series, foi oficialmente publicada pela BSI – British Standards Institution – e entrou em vigor no dia 15/4/99. A nova OHSAS 18001 é uma especificação que tem por objetivo prover às organizações os elementos de um Sistema de Gestão da SST eficaz, passível de integração com outros requisitos de gestão, de forma a auxiliá-las a alcançar seus objetivos de segurança e saúde ocupacional. Ela define os requisitos de um Sistema de Gestão da SST, tendo sido redigida de forma a aplicar-se a todos os tipos e portes de empresas, e para adequar-se a diferentes condições geográficas, culturais e sociais. O sucesso do sistema depende do comprometimento de todos os níveis e funções, especialmente da alta administração. Um sistema desse tipo permite a uma organização estabelecer e avaliar a eficácia dos procedimentos destinados a definir uma política e objetivos de SST, atingir a conformidade com eles e demonstrá-la a terceiros.
  • 37. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO A OHSAS 18001 baseia-se na premissa de que a organização irá, periodicamente, analisar criticamente e avaliar o seu Sistema de Gestão da SST, de forma a identificar oportunidades de melhoria e a implementação das ações necessárias. O Sistema de Gestão da SST fornece um processo estruturado para atingir a melhoria contínua, cujo ritmo e amplitude são determinados pela organização à luz de circunstâncias econômicas e outras. Embora alguma melhoria no desempenho da SST possa ser esperada devido à adoção de uma abordagem sistemática, entende-se que o Sistema de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho é uma ferramenta que permite a uma empresa atingir, e sistematicamente controlar, o nível do desempenho da SST por ela mesma estabelecido. O desenvolvimento do Sistema de Gestão da SST, por si só, não resultará, necessariamente, na redução imediata de acidentes e doenças do trabalho.
  • 38. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO 5.1- Requisitos Requisitos Gerais Política de Saúde e Segurança no Trabalho Planejamento Planejamento para Identificação de perigos e avaliação e controle de riscos Requisitos Legais e outros requisitos Objetivos Programas de Gestão da SST. Implementação e Operação Estrutura e Responsabilidade Treinamento, conscientização e competência Consulta e comunicação Documentação Controle de Documentos e Dados
  • 39.
  • 40. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO
  • 41. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO A integração de sistemas de gestão é uma tendência e um fator importante para os sucessos das organizações, pois pode torná-las mais eficiente, assim como reduzir custos e tempo em determinadas atividades. A palavra “pode” usada no primeiro parágrafo denota que, além de fatores relacionados com as normas tomadas como base, o grau de integração dos sistemas depende de estrutura organizacional e da maturidade da organização, considerando seus sistemas de gestão. CONCLUSÃO
  • 42.