Palestra iso 9001 ej ros (1)

838 visualizações

Publicada em

Palestra Sistema de Gestão de Qualidade da empresa EJRos Brasil

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
838
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra iso 9001 ej ros (1)

  1. 1. Sistema de Gestão de Qualidade - SGQ (Com foco no Varejo)BASEADO NA NORMA INTERNACIONALDA QUALIDADE, A NBR ISO 9001
  2. 2. Apresentação do Instrutor Everton José De Ros Engenheiro Eletricista (UFRGS) Pós-graduado em Robótica (Instituto Mihajlo Pupin / Yugoslávia) Pós-graduado em CLP’s (Instituto Omron / Japão) MBA em Gestão Empresarial (FGV) Auditor Líder ISO 9001 com mais de 300 Auditorias Realizadas Diretor Executivo da EJRos Representante Regional do BVQI e da Interact Solutions Responsável pelo Sistema de Gestão de mais de 60 empresas em todo Brasil
  3. 3. EJRos Assessoria Técnica Ltda Tornando sua empresa mais competitiva
  4. 4. Pauta do Evento 1 – A NBR ISO 9001:2000 2 – SGQ – Sistema de Gestão da Qualidade Tempo estimado: 1:30h Metodologia: Explanação do Assunto / Cases Dúvidas? Não deixem para depois...
  5. 5. Considerações Iniciais Porquê implementar um Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) na minha empresa?
  6. 6. Considerações Iniciais A decisão por implantar um SGQ em uma organização é uma opção estratégica e deve ser tomada pela alta direção. Esta decisão visa melhorar e padronizar: 1 – A sistemática de Gestão, tornando a empresa mais moderna, prática, dinâmica e efetivamente integrada; 2 – A efetividade das atividades relacionadas ao sucesso da organização; 3 – A Visão Estratégica através de uma Abordagem de Processos, permitindo melhores níveis de controle e melhoria contínua; 4 – Tornar a qualidade uma “filosofia administrativa” fazendo parte de todas as ações e iniciativas da empresa.
  7. 7. Conceitos Preliminares Sistema: Conjunto de elementos inter-relacionados; Gestão: Forma ou método de gerenciamento voltado ao resultado; Qualidade: Grau no qual um conjunto de características inerentes atende a requisitos estabelecidos; Gestão da Qualidade: Atividades coordenadas para orientar e controlar uma organização em relação à qualidade; Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ): Para dirigir e controlar uma organização no que diz respeito à qualidade; Garantia da Qualidade: Parte da gestão da qualidade focalizada em fornecer confiança de que os requisitos serão atendidos;
  8. 8. A NBR ISO 9001:2000 1 - A NBR I SO 9001 (Ver são 2000) N maInter or nacionaldaQal u idade
  9. 9. A NBR ISO 9001:2000 Porque a ISO 9001?  Para melhorar a Gestão do Negócio e conseqüentemente seus resultados Generalidades: - Esta norma se aplica a uma organização quando a mesma necessita demonstrar sua CAPACIDADE quanto a produtos e serviços que atendam a requisitos de clientes, requisitos da própria organização e requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis; - Pretende AUMENTAR a satisfação dos seus clientes. (1.2) – Aplicação: - Requisitos são genéricos: Aplicam-se a qualquer organização
  10. 10. A NBR ISO 9001:2000 Origem da Organização ISO ISO – International Organization for Standardization (Organização Internacional para Normatização) • Organização não governamental; • Elabora normas de aplicação internacional; • Fundada em 23/02/1947; • Sede em Genebra, Suíça; • Atualmente existem aproximadamente 15.000 normas ISO; • Atua desde tamanho de calçados, até cartões magnéticos, folhas de papel (A3, A4, carta, ....).
  11. 11. A NBR ISO 9001:2000 Parte 1 Histórico Versões da ISO 9001 Versão 1987 – Sistema de Qualidade Versão 1994 – Sistema de Garantia da Qualidade Versão 2000 – Sistema de Gestão da Qualidade Nova Versão 2008 – Qualidade + Planej. Estratégico A I SO 9001 hoj e é r econhecida mundialment e e aceit a como base par a uma or ganização que pr et ende demonst r ar sua capacidade e compet ência per ant e os r equisit os de seus client es (e mer cado) – E ist o vale par a o var ej o t ambém!
  12. 12. A NBR ISO 9001:2000 Princípios da Norma ISO 9001 1 – Foco no cliente (Entender as necessidades e expectativas dos clientes) 2 – Liderança (Um líder define metas e objetivos) 3 – Envolvimento das pessoas (As pessoas são a essência da organização) 4 – Abordagem de processos (Gerenciamento de atividades por processos interrelacionados)
  13. 13. A NBR ISO 9001:2000 5 – Abordagem sistêmica para gestão (Buscar a eficiência dos processos inter-relacionados) 6 – Melhoria contínua (Deve ser um objetivo permanente da organização) 7 – Abordagem factual para tomada de decisão (Decisões eficazes são baseadas em fatos e dados reais e confiáveis) 8 – Benefícios mútuos nas relações com fornecedores (A valorização dos fornecedores beneficia mutuamente as organizações)
  14. 14. A NBR ISO 9001:2000 Principais Características da Norma: - Norma de gestão (gerenciamento) da qualidade - Adota sistemática de abordagem de processos - Foco no cliente e na melhoria contínua - Todas as áreas, processos e atividades estão envolvidos - Forte envolvimento gerencial em todos os processos - Participação de todos é fundamental - Comunicação interna é auditável - Envolve diretamente a qualidade dos serviços - Uso da ferramenta de processo PDCA - Proporciona o crescimento da organização - Fortalece e melhora a imagem da empresa - Aplicável em qualquer tipo ou porte de empresa
  15. 15. A NBR ISO 9001:2000 “A NBR ISO 9001:2000 é uma norma de gerenciamento da qualidade que visa o crescimento da organização através da busca de seus objetivos (desafios) e fidelização de seus clientes” Revista Times, 2004.
  16. 16. Sistemática da ISO 9001:2000 Medir Para garantir Controle Para obter Melhoria Contínua
  17. 17. Benefícios da aplicação da Norma em uma empresa: I NTERNOS: > Or ganização e Limpeza; > Esclar ecer Obj et ivos; > Def inir papéis e r esponsabilidades; > Desenvolver ações; > Melhor ar o desempenho or ganizacional; > Capacitação da equipe; > Pr omover o Cr esciment o e o f or t aleciment o da empr esa; > Pr evenir f alhas e int er r upções indevidas nos pr ocessos; > Reduzir cust os e aument ar a pr odut ividade. EXTERNOS: > Reconheciment o do mer cado; > Cr edibilidade; > Maior sat isf ação dos client es; > Pr ef er ência e Dif er encial; > Fidelização dos client es; > Facilidades de Cr édit o.
  18. 18. SGQ – Sistema de Gestão da Qualidade 2 – SGQ I mplant ação de um Sist ema de Gest ão da Qualidade
  19. 19. SGQ – Sistema de Gestão da Qualidade FASE 1 – RECONHECIMENTO 1° – Planejar a Implantação (Diagnóstico) e realizar a Abordagem de Processos 2° – Treinar Direção e Envolvidos Diretos 3° – Definir Modelos de Documentos 4° – Documentação Fundamental
  20. 20. Abordagem de Processos (Varejo)
  21. 21. Pirâmide da Documentação Necessária Nível Estratégico Manual do SGQ (MQ) Plano da Qualidade Plano Estratégico Nível Tático Procedimentos da Qualidade Normas e Regulamentos Externos Nível Operacional Instruções ou Rotinas de Trabalho Dados Informatizados (ERP / CRM / BI) Registros da Qualidade
  22. 22. SGQ – Sistema de Gestão da Qualidade FASE 2 - IMPLENTAÇÃO 5° – Treinar Todos os Colaboradores 6° – Implantação Efetiva do Sistema FASE 3 - VERIFICAÇÃO 7° – Realizar Auditorias Internas 8° – Aplicar Ações Corretivas / Preventivas / de Melhorias
  23. 23. SGQ – Sistema de Gestão da Qualidade FASE 4 – CERTIFICAÇÃO 9° – Definir Organismo de Certificação 10° – Realizar a Pré-Auditoria 11° – Realizar a Auditoria Inicial 12° – Entrar na etapa de Melhoria Contínua
  24. 24. Conclusão Um Sist ema de Gest ão da Qualidade visa t or nar uma empr esa mais ágil, qualif icada e pr epar ada par a um mer cado cada vez mais compet it ivo e exigent e. Busca int egr ar e mot ivar t odos os seus par t icipant es na obt enção de r esult ados. Um SGQ é o que se tem de melhor em termos de gerenciamento moderno e atualizado, permitindo aos participantes da organização a utilização das mais eficientes ferramentas gerenciais !
  25. 25. Conclusão No var ej o, especif icament e, o que se obser va é um t endência da cont inuidade e ext ensão da qualidade j á adquir ida e pr at icada na indúst r ia, t ant o como exigência de f or neciment o par a a mesma quant o par a o complement o da cadeia de at endiment o das expect at ivas do consumidor f inal. Qualidade no Varejo, pense nesta idéia!
  26. 26. www.ejros.com.brDados para Contato Everton José De RosEJRos Assessoria Técnica Ltda (54) 3025.7205 (54) 9971.5320 deros@ejros.com.br

×