SlideShare uma empresa Scribd logo
Análise e comentário crítico à presença de referências a respeito das BE, em
Relatórios de Avaliação Externa

                                                         Amostra seleccionada


         Foram seleccionados três relatórios, de forma aleatória, de três Agrupamentos que foram sujeitos à avaliação externa no ano lectivo
transacto (2008/2009), cujas BE integram a Rede de Bibliotecas Escolares. Os agrupamentos pertencem à Delegação Regional do Norte:
Agrupamento de Escolas da Areosa Porto, Agrupamento de Escolas das Taipas Guimarães e Agrupamento de Escolas da Nascente do Este
Braga.



Escola/agrupamento                    Referências à BE no Relatório da IGE                                  Análise/Observações
Agrupamento de Escolas 3.3. Gestão dos recursos materiais e financeiros                        Referência às boas condições do espaço, mas com
da Areosa Porto        “A biblioteca escolar/centro de recursos educativos instalada na escola condicionantes de acesso pelos alunos. Este último
                       sede apresenta-se como um espaço agradável que integra a rede aspecto negativo a ser duas vezes referido no relatório
                       nacional de bibliotecas. Porém, a determinação pelos responsáveis do da IGE.
                       Agrupamento de algumas condicionantes no acesso pelos alunos, revela-
                       se desadequada” (p.10)
                       4.4. Parcerias, protocolos e projectos
                       “O Agrupamento evidencia a importância dada ao desenvolvimento de Os projectos a ter impacto nos resultados escolares,
                       projectos com impacto nos resultados escolares, tais como o Plano de mas sem qualquer referência a evidências dessa


                                                                                                                                                    1
Acção para a Matemática, o Plano Nacional de leitura e a Rede de acção.
                       Bibliotecas Escolares”(p. 11)
                       V Considerações finais
                       Pontos fracos
                       “A existência de algumas condicionantes impostas aos alunos quer no
                       acesso a alguns recursos instalados na biblioteca, quer no acesso e/ou
                       permanência aos espaços da EB2,3 quando não têm actividades lectivas
                       nos períodos da tarde”(p.13)
Agrupamento de Escolas II Caracterização do Agrupamento
das Taipas Guimarães   “A biblioteca é um espaço agradável e procurado. ” (p.3)
                       3. Organização e gestão escolar                                          Referências às boas condições do espaço.
                       “O Agrupamento tem zelado pela manutenção, segurança e salubridade
                       dos espaços. Existem três bibliotecas integradas na Rede De Bibliotecas
                       Escolares.” (p.5)
                       1.2. Participação e desenvolvimento Cívico
                       “O envolvimento dos alunos passa, também: pela organização e Referência a actividades de animação da biblioteca,
                       dinamização de actividades de animação da Biblioteca, envolvendo os embora não seja muito claro em que vertente é feita.
                       alunos de diferentes anos (Piruetas com Letras e Companhia); …” (p.6)
                       2.4. Abrangência do currículo e valorização dos saberes e da
                       aprendizagem                                                             Referência vaga à participação da biblioteca no apoio
                       “ Todas as EB1 possuem algum equipamento informático, nalguns casos ao currículo.
                       um pouco ultrapassado; as bibliotecas existentes têm dinâmicas
                       diferenciadas.” (p.8)
                       “É de realçar o desenvolvimento de projectos ligados à Educação para a Referência `aos projectos da BE, ainda que de forma
                       Saúde…Biblioteca       Escolar/Centro    de      Recursos    Educativos, vaga.
                       demonstrativos de uma oferta educativa que tem em conta as
                       componentes experimentais e as dimensões culturais e sociais.” (p.9)
                       3.3. Gestão dos recursos materiais e financeiros
                       “De realçar as instalações da Biblioteca que funciona como pólo de
                       atracção dos alunos” (p.10)                                              Envolvimento da comunidade como aspecto a realçar.
                       3.4. Participação dos pais e de outros elementos da Comunidade


                                                                                                                                                        2
Educativa
                       “De registar que há pais a frequentar a Biblioteca e a requisitar a livros
                       para leitura domiciliária.
Agrupamento de Escolas II caracterização do Agrupamento                                           As referências à biblioteca são vagas e imprecisas, no
da Nascente do Este    “ O edifício da EB1/JI de Espinho encontra-se degradado…escasseiam         relatório da IGE.
Braga                  espaços para a prática de Educação Física, bibliotecas e salas de
                       informática.” (p.3)                                                        Não mostra o valor e acção da Biblioteca, apenas é
                       2.3. Diferenciação e apoios                                                referida em termos de contributo para a
                       “No que respeita aos apoios para os alunos com dificuldades de             aprendizagem nos apoios a alunos com dificuldades.
                       aprendizagem, o Agrupamentos implementou diversas medidas
                       específicas e abrangentes, como pedagogia diferenciada em sala de aula,
                       apoio tutorial, a Oficina de Matemática, a sala Multimédia, a Biblioteca
                       com o apoio dos docentes…” (p.8)
                       3.3. Gestão dos recursos materiais e financeiros
                       “O Agrupamento tem zelado pela manutenção das instalações e
                       providenciando algumas intervenções de melhoria das condições e dos
                       equipamentos, mais visíveis na escola sede…., da biblioteca…”(p.10)



                                                          Comentário Crítico


       A limitação da amostra, não permite fazer generalizações, no entanto, conclui que a biblioteca escolar é mencionada em todos os relatórios analisados.
Da análise realizada aos três relatórios da IGE verifiquei que as referências à BE são vagas, estereotipadas e redutoras não traduzindo o real valor da BE
no contexto da escola e no contributo para o processo de ensino aprendizagem e para o sucesso educativo. O maior número de referências à BE ocorre no
domínio: 3. Organização e gestão escolar. No relatório do segundo Agrupamento analisado encontram-se mais referências à BE do que nos outros dois,




                                                                                                                                                           3
nomeadamente nos pontos: 1.2. Participação e desenvolvimento Cívico e 2.4. Abrangência do currículo e valorização dos saberes e da aprendizagem.
Embora as referências também não sejam muito precisas.
       Parece-me pertinente proceder a alguns acertos da IGE com a RBE para que sejam incluídos dados obtidos através do processo de Auto-
Avaliação da BE no quadro de referência para a avaliação de escolas e agrupamentos, nomeadamente ao nível dos factores que contribuem para a
concretização dos domínios:
       1. Resultados
       2. Prestação do serviço educativo
       3. Organização e gestão escolar
       4. Liderança
       5. Capacidade de auto-regulação e melhoria da escola.


       Acho importante dar a conhecer e sensibilizar a IGE para a importância que a BE tem na escola/agrupamento e o contributo para as
aprendizagens, para o sucesso educativo e para a aprendizagem ao longo da vida. Talvez as escolas ainda não estejam sensibilizadas para o verdadeiro
valor da biblioteca, assim como as equipas da Avaliação Externa, pois a BE é mais reconhecida como recurso físico importante e não como parte
integrante no processo de ensino e aprendizagem. No entanto, cabe ao professor bibliotecário o papel de demonstrar e promover a BE dentro da escola,
através do impacto das actividades no processo de ensino e de aprendizagem, bem como a eficácia e a qualidade dos serviços prestados. Essa
sensibilização deve começar logo no seio da comunidade educativa, dando a conhecer a missão e os objectivos da BE e envolvendo-a no processo de
auto-avaliação da BE e incorporando os dados resultantes dessa avaliação no processo de auto-avaliação da própria escola.




                                                                                                                                                       4

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trabalho 6 analise e-comentario_critico_a_presenca_de_referencias_a_respeit...
Trabalho 6   analise e-comentario_critico_a_presenca_de_referencias_a_respeit...Trabalho 6   analise e-comentario_critico_a_presenca_de_referencias_a_respeit...
Trabalho 6 analise e-comentario_critico_a_presenca_de_referencias_a_respeit...
jorgemferreira
 
Sessão 1
Sessão 1Sessão 1
2 plano-de-melhoria-2017-2018
2 plano-de-melhoria-2017-20182 plano-de-melhoria-2017-2018
2 plano-de-melhoria-2017-2018
antoniojosetavares
 
Análise de Relatórios Tarefa 6
Análise de Relatórios Tarefa 6Análise de Relatórios Tarefa 6
Análise de Relatórios Tarefa 6
isabelsousaalves
 
Roteiro_be
Roteiro_beRoteiro_be
Roteiro_be
AELPB
 
7 relatorio-de-avaliacao2020-2021
7 relatorio-de-avaliacao2020-20217 relatorio-de-avaliacao2020-2021
7 relatorio-de-avaliacao2020-2021
antoniojosetavares
 
Tabela 1 27_10
Tabela 1 27_10Tabela 1 27_10
Tabela 1 27_10
antoniopadeira
 
Relatorio bibllioteca da eb1 mãe soberana
Relatorio bibllioteca da eb1 mãe soberanaRelatorio bibllioteca da eb1 mãe soberana
Relatorio bibllioteca da eb1 mãe soberana
Biblioteca Mãe Soberana
 
Plano de Melhoria das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas nº 1 de...
Plano de Melhoria das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas nº 1 de...Plano de Melhoria das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas nº 1 de...
Plano de Melhoria das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas nº 1 de...
bepedronunes
 
Avaliação da classe 5 da coleção da BE da ESB
Avaliação da classe 5 da coleção da BE da ESBAvaliação da classe 5 da coleção da BE da ESB
Avaliação da classe 5 da coleção da BE da ESB
Biblioteca Esbocage
 
6 relatorio-de-execucao-do-plano-de-melhoria-2019-20
6 relatorio-de-execucao-do-plano-de-melhoria-2019-206 relatorio-de-execucao-do-plano-de-melhoria-2019-20
6 relatorio-de-execucao-do-plano-de-melhoria-2019-20
antoniojosetavares
 
1 avaliacao2012-2013
1 avaliacao2012-20131 avaliacao2012-2013
1 avaliacao2012-2013
antoniojosetavares
 
Biblioteca EB1 Mãe Soberana Auto avaliaçã - Dominio C- 20112012
Biblioteca EB1 Mãe Soberana   Auto avaliaçã - Dominio C- 20112012Biblioteca EB1 Mãe Soberana   Auto avaliaçã - Dominio C- 20112012
Biblioteca EB1 Mãe Soberana Auto avaliaçã - Dominio C- 20112012
Biblioteca Mãe Soberana
 
Biblioteca EB1 Mãe Soberana - Auto avaliação - Dominio A - 2010/2011
Biblioteca EB1 Mãe Soberana -  Auto avaliação - Dominio A - 2010/2011Biblioteca EB1 Mãe Soberana -  Auto avaliação - Dominio A - 2010/2011
Biblioteca EB1 Mãe Soberana - Auto avaliação - Dominio A - 2010/2011
Biblioteca Mãe Soberana
 
2 relatdeaval2013-2014
2 relatdeaval2013-20142 relatdeaval2013-2014
2 relatdeaval2013-2014
antoniojosetavares
 
3 avaliacao2014-2015
3 avaliacao2014-20153 avaliacao2014-2015
3 avaliacao2014-2015
antoniojosetavares
 
Dgc 7.0
Dgc 7.0Dgc 7.0
Dgc 7.0
Julieta Silva
 
Grelha paa be
Grelha paa beGrelha paa be
Relatório de avaliação intermédia da Biblioteca Escolar
Relatório de avaliação intermédia da Biblioteca EscolarRelatório de avaliação intermédia da Biblioteca Escolar

Mais procurados (19)

Trabalho 6 analise e-comentario_critico_a_presenca_de_referencias_a_respeit...
Trabalho 6   analise e-comentario_critico_a_presenca_de_referencias_a_respeit...Trabalho 6   analise e-comentario_critico_a_presenca_de_referencias_a_respeit...
Trabalho 6 analise e-comentario_critico_a_presenca_de_referencias_a_respeit...
 
Sessão 1
Sessão 1Sessão 1
Sessão 1
 
2 plano-de-melhoria-2017-2018
2 plano-de-melhoria-2017-20182 plano-de-melhoria-2017-2018
2 plano-de-melhoria-2017-2018
 
Análise de Relatórios Tarefa 6
Análise de Relatórios Tarefa 6Análise de Relatórios Tarefa 6
Análise de Relatórios Tarefa 6
 
Roteiro_be
Roteiro_beRoteiro_be
Roteiro_be
 
7 relatorio-de-avaliacao2020-2021
7 relatorio-de-avaliacao2020-20217 relatorio-de-avaliacao2020-2021
7 relatorio-de-avaliacao2020-2021
 
Tabela 1 27_10
Tabela 1 27_10Tabela 1 27_10
Tabela 1 27_10
 
Relatorio bibllioteca da eb1 mãe soberana
Relatorio bibllioteca da eb1 mãe soberanaRelatorio bibllioteca da eb1 mãe soberana
Relatorio bibllioteca da eb1 mãe soberana
 
Plano de Melhoria das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas nº 1 de...
Plano de Melhoria das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas nº 1 de...Plano de Melhoria das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas nº 1 de...
Plano de Melhoria das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas nº 1 de...
 
Avaliação da classe 5 da coleção da BE da ESB
Avaliação da classe 5 da coleção da BE da ESBAvaliação da classe 5 da coleção da BE da ESB
Avaliação da classe 5 da coleção da BE da ESB
 
6 relatorio-de-execucao-do-plano-de-melhoria-2019-20
6 relatorio-de-execucao-do-plano-de-melhoria-2019-206 relatorio-de-execucao-do-plano-de-melhoria-2019-20
6 relatorio-de-execucao-do-plano-de-melhoria-2019-20
 
1 avaliacao2012-2013
1 avaliacao2012-20131 avaliacao2012-2013
1 avaliacao2012-2013
 
Biblioteca EB1 Mãe Soberana Auto avaliaçã - Dominio C- 20112012
Biblioteca EB1 Mãe Soberana   Auto avaliaçã - Dominio C- 20112012Biblioteca EB1 Mãe Soberana   Auto avaliaçã - Dominio C- 20112012
Biblioteca EB1 Mãe Soberana Auto avaliaçã - Dominio C- 20112012
 
Biblioteca EB1 Mãe Soberana - Auto avaliação - Dominio A - 2010/2011
Biblioteca EB1 Mãe Soberana -  Auto avaliação - Dominio A - 2010/2011Biblioteca EB1 Mãe Soberana -  Auto avaliação - Dominio A - 2010/2011
Biblioteca EB1 Mãe Soberana - Auto avaliação - Dominio A - 2010/2011
 
2 relatdeaval2013-2014
2 relatdeaval2013-20142 relatdeaval2013-2014
2 relatdeaval2013-2014
 
3 avaliacao2014-2015
3 avaliacao2014-20153 avaliacao2014-2015
3 avaliacao2014-2015
 
Dgc 7.0
Dgc 7.0Dgc 7.0
Dgc 7.0
 
Grelha paa be
Grelha paa beGrelha paa be
Grelha paa be
 
Relatório de avaliação intermédia da Biblioteca Escolar
Relatório de avaliação intermédia da Biblioteca EscolarRelatório de avaliação intermédia da Biblioteca Escolar
Relatório de avaliação intermédia da Biblioteca Escolar
 

Destaque

Slideamizade
SlideamizadeSlideamizade
Slideamizade
Carolinaragao
 
Woodkid
WoodkidWoodkid
Informe Conjuntural | 1º trimestre de 2014 | Divulgação 11/04/2014
Informe Conjuntural | 1º trimestre de 2014 | Divulgação 11/04/2014Informe Conjuntural | 1º trimestre de 2014 | Divulgação 11/04/2014
Informe Conjuntural | 1º trimestre de 2014 | Divulgação 11/04/2014
Confederação Nacional da Indústria
 
StructureMap, Injetor de Dependência
StructureMap, Injetor de DependênciaStructureMap, Injetor de Dependência
StructureMap, Injetor de Dependência
Rodolfo Fadino Junior
 
Novidades Legislativas71 13-11
Novidades Legislativas71   13-11Novidades Legislativas71   13-11
Novidades Legislativas71 13-11
Confederação Nacional da Indústria
 
V49 1 2-00
V49 1 2-00V49 1 2-00
V49 1 2-00
Sanel Drakovac
 
Apresentação | Fórum Estadão CNI Tributação | FGV
Apresentação | Fórum Estadão CNI Tributação | FGVApresentação | Fórum Estadão CNI Tributação | FGV
Apresentação | Fórum Estadão CNI Tributação | FGV
Confederação Nacional da Indústria
 
Novidades Legislativas Nº28 | 08/05/2013
Novidades Legislativas Nº28 | 08/05/2013Novidades Legislativas Nº28 | 08/05/2013
Novidades Legislativas Nº28 | 08/05/2013
Confederação Nacional da Indústria
 
Informe Conjuntural do 3º trimestre | Setembro 2012
Informe Conjuntural do 3º trimestre | Setembro 2012Informe Conjuntural do 3º trimestre | Setembro 2012
Informe Conjuntural do 3º trimestre | Setembro 2012
Confederação Nacional da Indústria
 
Vencedores | Categoria Internet | Prêmio CNI de Jornalismo
Vencedores | Categoria Internet | Prêmio CNI de JornalismoVencedores | Categoria Internet | Prêmio CNI de Jornalismo
Vencedores | Categoria Internet | Prêmio CNI de Jornalismo
Confederação Nacional da Indústria
 
Pauta Mínima | Agenda Legislativa da Indústria 2014 | Divulgação 27/03/2014
Pauta Mínima | Agenda Legislativa da Indústria 2014 | Divulgação 27/03/2014Pauta Mínima | Agenda Legislativa da Indústria 2014 | Divulgação 27/03/2014
Pauta Mínima | Agenda Legislativa da Indústria 2014 | Divulgação 27/03/2014
Confederação Nacional da Indústria
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
makakuna
 
ApresentaçãSeminário Saneamento | Apresentação GO Associados
ApresentaçãSeminário Saneamento | Apresentação GO AssociadosApresentaçãSeminário Saneamento | Apresentação GO Associados
ApresentaçãSeminário Saneamento | Apresentação GO Associados
Confederação Nacional da Indústria
 
"Novidades Legislativas" 59 | 3 de setembro de 2013
 "Novidades Legislativas" 59 | 3 de setembro de 2013 "Novidades Legislativas" 59 | 3 de setembro de 2013
"Novidades Legislativas" 59 | 3 de setembro de 2013
Confederação Nacional da Indústria
 
Afirse 2013 tinoca oliveira
Afirse 2013 tinoca oliveiraAfirse 2013 tinoca oliveira
Afirse 2013 tinoca oliveira
Luís Tinoca
 
EmuTerMF
EmuTerMFEmuTerMF
EmuTerMF
marco6juliana
 
Sondagem Indústria da Construção | Dezembro 2013 | Divulgação 29/01/2014
Sondagem Indústria da Construção | Dezembro 2013 | Divulgação 29/01/2014Sondagem Indústria da Construção | Dezembro 2013 | Divulgação 29/01/2014
Sondagem Indústria da Construção | Dezembro 2013 | Divulgação 29/01/2014
Confederação Nacional da Indústria
 
PCI and PCI DSS Overview
PCI and PCI DSS OverviewPCI and PCI DSS Overview
PCI and PCI DSS Overview
Ulisses Castro
 

Destaque (20)

Slideamizade
SlideamizadeSlideamizade
Slideamizade
 
Tema 2
Tema 2Tema 2
Tema 2
 
Woodkid
WoodkidWoodkid
Woodkid
 
Informe Conjuntural | 1º trimestre de 2014 | Divulgação 11/04/2014
Informe Conjuntural | 1º trimestre de 2014 | Divulgação 11/04/2014Informe Conjuntural | 1º trimestre de 2014 | Divulgação 11/04/2014
Informe Conjuntural | 1º trimestre de 2014 | Divulgação 11/04/2014
 
StructureMap, Injetor de Dependência
StructureMap, Injetor de DependênciaStructureMap, Injetor de Dependência
StructureMap, Injetor de Dependência
 
2.maila
2.maila2.maila
2.maila
 
Novidades Legislativas71 13-11
Novidades Legislativas71   13-11Novidades Legislativas71   13-11
Novidades Legislativas71 13-11
 
V49 1 2-00
V49 1 2-00V49 1 2-00
V49 1 2-00
 
Apresentação | Fórum Estadão CNI Tributação | FGV
Apresentação | Fórum Estadão CNI Tributação | FGVApresentação | Fórum Estadão CNI Tributação | FGV
Apresentação | Fórum Estadão CNI Tributação | FGV
 
Novidades Legislativas Nº28 | 08/05/2013
Novidades Legislativas Nº28 | 08/05/2013Novidades Legislativas Nº28 | 08/05/2013
Novidades Legislativas Nº28 | 08/05/2013
 
Informe Conjuntural do 3º trimestre | Setembro 2012
Informe Conjuntural do 3º trimestre | Setembro 2012Informe Conjuntural do 3º trimestre | Setembro 2012
Informe Conjuntural do 3º trimestre | Setembro 2012
 
Vencedores | Categoria Internet | Prêmio CNI de Jornalismo
Vencedores | Categoria Internet | Prêmio CNI de JornalismoVencedores | Categoria Internet | Prêmio CNI de Jornalismo
Vencedores | Categoria Internet | Prêmio CNI de Jornalismo
 
Pauta Mínima | Agenda Legislativa da Indústria 2014 | Divulgação 27/03/2014
Pauta Mínima | Agenda Legislativa da Indústria 2014 | Divulgação 27/03/2014Pauta Mínima | Agenda Legislativa da Indústria 2014 | Divulgação 27/03/2014
Pauta Mínima | Agenda Legislativa da Indústria 2014 | Divulgação 27/03/2014
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
 
ApresentaçãSeminário Saneamento | Apresentação GO Associados
ApresentaçãSeminário Saneamento | Apresentação GO AssociadosApresentaçãSeminário Saneamento | Apresentação GO Associados
ApresentaçãSeminário Saneamento | Apresentação GO Associados
 
"Novidades Legislativas" 59 | 3 de setembro de 2013
 "Novidades Legislativas" 59 | 3 de setembro de 2013 "Novidades Legislativas" 59 | 3 de setembro de 2013
"Novidades Legislativas" 59 | 3 de setembro de 2013
 
Afirse 2013 tinoca oliveira
Afirse 2013 tinoca oliveiraAfirse 2013 tinoca oliveira
Afirse 2013 tinoca oliveira
 
EmuTerMF
EmuTerMFEmuTerMF
EmuTerMF
 
Sondagem Indústria da Construção | Dezembro 2013 | Divulgação 29/01/2014
Sondagem Indústria da Construção | Dezembro 2013 | Divulgação 29/01/2014Sondagem Indústria da Construção | Dezembro 2013 | Divulgação 29/01/2014
Sondagem Indústria da Construção | Dezembro 2013 | Divulgação 29/01/2014
 
PCI and PCI DSS Overview
PCI and PCI DSS OverviewPCI and PCI DSS Overview
PCI and PCI DSS Overview
 

Semelhante a A C

Análise e Comentário Crítico à Presença de Referências a Respeitodas BE nos r...
Análise e Comentário Crítico à Presença de Referências a Respeitodas BE nos r...Análise e Comentário Crítico à Presença de Referências a Respeitodas BE nos r...
Análise e Comentário Crítico à Presença de Referências a Respeitodas BE nos r...
Emília Firmino
 
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
mariaantoniadocarmo
 
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
mariaantoniadocarmo
 
Análise e comentário crítico, AEE
Análise e comentário crítico, AEEAnálise e comentário crítico, AEE
Análise e comentário crítico, AEE
anapaulasilvasanches
 
Analise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externaAnalise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externa
alexandranuneslopes
 
Analise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externaAnalise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externa
alexandranuneslopes
 
Analise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externaAnalise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externa
alexandranuneslopes
 
Sessão 6 -2ª tarefa
Sessão 6 -2ª tarefaSessão 6 -2ª tarefa
Sessão 6 -2ª tarefa
marta.medeiro
 
Análise de relatórios
Análise de relatóriosAnálise de relatórios
Análise de relatórios
Bibliotecajac
 
Quadro vanda bernardino-07-12
Quadro vanda bernardino-07-12Quadro vanda bernardino-07-12
Quadro vanda bernardino-07-12
vandabernardino
 
6ª tarefa - 2ª parte
6ª tarefa - 2ª parte6ª tarefa - 2ª parte
6ª tarefa - 2ª parte
Ana Luísa Fernandes
 
Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa do Agrupamento de Escolas ...
Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa do Agrupamento de Escolas ...Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa do Agrupamento de Escolas ...
Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa do Agrupamento de Escolas ...
margaridafer
 
7ª SessãO 2ª Tarefa ComentáRio CríTico
7ª SessãO  2ª Tarefa ComentáRio CríTico7ª SessãO  2ª Tarefa ComentáRio CríTico
7ª SessãO 2ª Tarefa ComentáRio CríTico
Filipe Pereira
 
7ª O Modelo De Auto AvaliaçãO SessãO 7
7ª   O Modelo De Auto AvaliaçãO SessãO 77ª   O Modelo De Auto AvaliaçãO SessãO 7
7ª O Modelo De Auto AvaliaçãO SessãO 7
andretti26
 
Escolas Comparacao
Escolas  ComparacaoEscolas  Comparacao
Escolas Comparacao
andretti26
 
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
Isabel Nina
 
Metodologias de operacionalização
Metodologias de operacionalizaçãoMetodologias de operacionalização
Metodologias de operacionalização
isabelsilvareis
 
Aprender com a_biblioteca_escolar guião
Aprender com a_biblioteca_escolar guiãoAprender com a_biblioteca_escolar guião
Aprender com a_biblioteca_escolar guião
Sofia Rebêlo
 
Aprender com a_biblioteca_escolar
Aprender com a_biblioteca_escolarAprender com a_biblioteca_escolar
Aprender com a_biblioteca_escolar
Sandra Rebelo
 
1º trabalho
1º trabalho1º trabalho
1º trabalho
Deco10
 

Semelhante a A C (20)

Análise e Comentário Crítico à Presença de Referências a Respeitodas BE nos r...
Análise e Comentário Crítico à Presença de Referências a Respeitodas BE nos r...Análise e Comentário Crítico à Presença de Referências a Respeitodas BE nos r...
Análise e Comentário Crítico à Presença de Referências a Respeitodas BE nos r...
 
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
 
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
 
Análise e comentário crítico, AEE
Análise e comentário crítico, AEEAnálise e comentário crítico, AEE
Análise e comentário crítico, AEE
 
Analise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externaAnalise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externa
 
Analise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externaAnalise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externa
 
Analise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externaAnalise relatorios av.externa
Analise relatorios av.externa
 
Sessão 6 -2ª tarefa
Sessão 6 -2ª tarefaSessão 6 -2ª tarefa
Sessão 6 -2ª tarefa
 
Análise de relatórios
Análise de relatóriosAnálise de relatórios
Análise de relatórios
 
Quadro vanda bernardino-07-12
Quadro vanda bernardino-07-12Quadro vanda bernardino-07-12
Quadro vanda bernardino-07-12
 
6ª tarefa - 2ª parte
6ª tarefa - 2ª parte6ª tarefa - 2ª parte
6ª tarefa - 2ª parte
 
Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa do Agrupamento de Escolas ...
Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa do Agrupamento de Escolas ...Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa do Agrupamento de Escolas ...
Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa do Agrupamento de Escolas ...
 
7ª SessãO 2ª Tarefa ComentáRio CríTico
7ª SessãO  2ª Tarefa ComentáRio CríTico7ª SessãO  2ª Tarefa ComentáRio CríTico
7ª SessãO 2ª Tarefa ComentáRio CríTico
 
7ª O Modelo De Auto AvaliaçãO SessãO 7
7ª   O Modelo De Auto AvaliaçãO SessãO 77ª   O Modelo De Auto AvaliaçãO SessãO 7
7ª O Modelo De Auto AvaliaçãO SessãO 7
 
Escolas Comparacao
Escolas  ComparacaoEscolas  Comparacao
Escolas Comparacao
 
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
 
Metodologias de operacionalização
Metodologias de operacionalizaçãoMetodologias de operacionalização
Metodologias de operacionalização
 
Aprender com a_biblioteca_escolar guião
Aprender com a_biblioteca_escolar guiãoAprender com a_biblioteca_escolar guião
Aprender com a_biblioteca_escolar guião
 
Aprender com a_biblioteca_escolar
Aprender com a_biblioteca_escolarAprender com a_biblioteca_escolar
Aprender com a_biblioteca_escolar
 
1º trabalho
1º trabalho1º trabalho
1º trabalho
 

Mais de bibliosatao

PlanificaçãO Semana De Leitura MarçO
PlanificaçãO Semana De Leitura MarçOPlanificaçãO Semana De Leitura MarçO
PlanificaçãO Semana De Leitura MarçO
bibliosatao
 
A
AA
E
EE
Q
QQ
Af
AfAf
T D
T DT D
Pa
PaPa
Cp
CpCp
Ma
MaMa
Plano Workshop
Plano WorkshopPlano Workshop
Plano Workshop
bibliosatao
 
TM
TMTM

Mais de bibliosatao (11)

PlanificaçãO Semana De Leitura MarçO
PlanificaçãO Semana De Leitura MarçOPlanificaçãO Semana De Leitura MarçO
PlanificaçãO Semana De Leitura MarçO
 
A
AA
A
 
E
EE
E
 
Q
QQ
Q
 
Af
AfAf
Af
 
T D
T DT D
T D
 
Pa
PaPa
Pa
 
Cp
CpCp
Cp
 
Ma
MaMa
Ma
 
Plano Workshop
Plano WorkshopPlano Workshop
Plano Workshop
 
TM
TMTM
TM
 

Último

História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 

Último (7)

História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 

A C

  • 1. Análise e comentário crítico à presença de referências a respeito das BE, em Relatórios de Avaliação Externa Amostra seleccionada Foram seleccionados três relatórios, de forma aleatória, de três Agrupamentos que foram sujeitos à avaliação externa no ano lectivo transacto (2008/2009), cujas BE integram a Rede de Bibliotecas Escolares. Os agrupamentos pertencem à Delegação Regional do Norte: Agrupamento de Escolas da Areosa Porto, Agrupamento de Escolas das Taipas Guimarães e Agrupamento de Escolas da Nascente do Este Braga. Escola/agrupamento Referências à BE no Relatório da IGE Análise/Observações Agrupamento de Escolas 3.3. Gestão dos recursos materiais e financeiros Referência às boas condições do espaço, mas com da Areosa Porto “A biblioteca escolar/centro de recursos educativos instalada na escola condicionantes de acesso pelos alunos. Este último sede apresenta-se como um espaço agradável que integra a rede aspecto negativo a ser duas vezes referido no relatório nacional de bibliotecas. Porém, a determinação pelos responsáveis do da IGE. Agrupamento de algumas condicionantes no acesso pelos alunos, revela- se desadequada” (p.10) 4.4. Parcerias, protocolos e projectos “O Agrupamento evidencia a importância dada ao desenvolvimento de Os projectos a ter impacto nos resultados escolares, projectos com impacto nos resultados escolares, tais como o Plano de mas sem qualquer referência a evidências dessa 1
  • 2. Acção para a Matemática, o Plano Nacional de leitura e a Rede de acção. Bibliotecas Escolares”(p. 11) V Considerações finais Pontos fracos “A existência de algumas condicionantes impostas aos alunos quer no acesso a alguns recursos instalados na biblioteca, quer no acesso e/ou permanência aos espaços da EB2,3 quando não têm actividades lectivas nos períodos da tarde”(p.13) Agrupamento de Escolas II Caracterização do Agrupamento das Taipas Guimarães “A biblioteca é um espaço agradável e procurado. ” (p.3) 3. Organização e gestão escolar Referências às boas condições do espaço. “O Agrupamento tem zelado pela manutenção, segurança e salubridade dos espaços. Existem três bibliotecas integradas na Rede De Bibliotecas Escolares.” (p.5) 1.2. Participação e desenvolvimento Cívico “O envolvimento dos alunos passa, também: pela organização e Referência a actividades de animação da biblioteca, dinamização de actividades de animação da Biblioteca, envolvendo os embora não seja muito claro em que vertente é feita. alunos de diferentes anos (Piruetas com Letras e Companhia); …” (p.6) 2.4. Abrangência do currículo e valorização dos saberes e da aprendizagem Referência vaga à participação da biblioteca no apoio “ Todas as EB1 possuem algum equipamento informático, nalguns casos ao currículo. um pouco ultrapassado; as bibliotecas existentes têm dinâmicas diferenciadas.” (p.8) “É de realçar o desenvolvimento de projectos ligados à Educação para a Referência `aos projectos da BE, ainda que de forma Saúde…Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos, vaga. demonstrativos de uma oferta educativa que tem em conta as componentes experimentais e as dimensões culturais e sociais.” (p.9) 3.3. Gestão dos recursos materiais e financeiros “De realçar as instalações da Biblioteca que funciona como pólo de atracção dos alunos” (p.10) Envolvimento da comunidade como aspecto a realçar. 3.4. Participação dos pais e de outros elementos da Comunidade 2
  • 3. Educativa “De registar que há pais a frequentar a Biblioteca e a requisitar a livros para leitura domiciliária. Agrupamento de Escolas II caracterização do Agrupamento As referências à biblioteca são vagas e imprecisas, no da Nascente do Este “ O edifício da EB1/JI de Espinho encontra-se degradado…escasseiam relatório da IGE. Braga espaços para a prática de Educação Física, bibliotecas e salas de informática.” (p.3) Não mostra o valor e acção da Biblioteca, apenas é 2.3. Diferenciação e apoios referida em termos de contributo para a “No que respeita aos apoios para os alunos com dificuldades de aprendizagem nos apoios a alunos com dificuldades. aprendizagem, o Agrupamentos implementou diversas medidas específicas e abrangentes, como pedagogia diferenciada em sala de aula, apoio tutorial, a Oficina de Matemática, a sala Multimédia, a Biblioteca com o apoio dos docentes…” (p.8) 3.3. Gestão dos recursos materiais e financeiros “O Agrupamento tem zelado pela manutenção das instalações e providenciando algumas intervenções de melhoria das condições e dos equipamentos, mais visíveis na escola sede…., da biblioteca…”(p.10) Comentário Crítico A limitação da amostra, não permite fazer generalizações, no entanto, conclui que a biblioteca escolar é mencionada em todos os relatórios analisados. Da análise realizada aos três relatórios da IGE verifiquei que as referências à BE são vagas, estereotipadas e redutoras não traduzindo o real valor da BE no contexto da escola e no contributo para o processo de ensino aprendizagem e para o sucesso educativo. O maior número de referências à BE ocorre no domínio: 3. Organização e gestão escolar. No relatório do segundo Agrupamento analisado encontram-se mais referências à BE do que nos outros dois, 3
  • 4. nomeadamente nos pontos: 1.2. Participação e desenvolvimento Cívico e 2.4. Abrangência do currículo e valorização dos saberes e da aprendizagem. Embora as referências também não sejam muito precisas. Parece-me pertinente proceder a alguns acertos da IGE com a RBE para que sejam incluídos dados obtidos através do processo de Auto- Avaliação da BE no quadro de referência para a avaliação de escolas e agrupamentos, nomeadamente ao nível dos factores que contribuem para a concretização dos domínios: 1. Resultados 2. Prestação do serviço educativo 3. Organização e gestão escolar 4. Liderança 5. Capacidade de auto-regulação e melhoria da escola. Acho importante dar a conhecer e sensibilizar a IGE para a importância que a BE tem na escola/agrupamento e o contributo para as aprendizagens, para o sucesso educativo e para a aprendizagem ao longo da vida. Talvez as escolas ainda não estejam sensibilizadas para o verdadeiro valor da biblioteca, assim como as equipas da Avaliação Externa, pois a BE é mais reconhecida como recurso físico importante e não como parte integrante no processo de ensino e aprendizagem. No entanto, cabe ao professor bibliotecário o papel de demonstrar e promover a BE dentro da escola, através do impacto das actividades no processo de ensino e de aprendizagem, bem como a eficácia e a qualidade dos serviços prestados. Essa sensibilização deve começar logo no seio da comunidade educativa, dando a conhecer a missão e os objectivos da BE e envolvendo-a no processo de auto-avaliação da BE e incorporando os dados resultantes dessa avaliação no processo de auto-avaliação da própria escola. 4