SlideShare uma empresa Scribd logo
2 Prova de História
    Turma 2 Ano


       COTIL 2011
    Prof. Kelly Carvalho
1 - Questão 52 (USP – 2011 – 1 Fase) Quando a expansão
comercial européia ganhou os oceanos, a partir do século
XV, rapidamente o mundo conheceu um fenômeno até então
inédito: populações que jamais tinham tido qualquer contato umas
com as outras passaram a se aproximar, em diferentes graus. Uma
das dimensões dramáticas desses novos contatos foi o choque
entre ambientes bacteriológicos estranhos, do qual resultou a
“mundialização” de doenças e, conseqüentemente, altas taxas de
mortalidade em sociedades cujos indivíduos não possuíam
anticorpos      para      enfrentar    tais     doenças.     Isso
ocorreu, primeiro, entre as populações

  a) orientais do continente europeu.
  b) nativas da Oceania.
  c) africanas do Magreb.
  d) indígenas da América Central.
  e) asiáticas da Indonésia.
2 - Questão 53 (USP – 2011 – 1 Fase) Quando os Holandeses passaram à
ofensiva na sua Guerra dos Oitenta Anos pela independência contra a Espanha, no
fim do século XVI, foi contra as possessões coloniais portuguesas, mais do que
contra as espanholas, que os seus ataques mais fortes e mais persistentes se
dirigiram. Uma vez que as possessões ibéricas estavam espalhadas por todo o
mundo, a luta subsequente foi travada em quatro continentes e em sete mares e
esta luta seiscentista merece muito mais ser chamada a Primeira Guerra Mundial do
que o holocausto de 1914-1918, a que geralmente se atribui essa honra duvidosa.
Como é evidente, as baixas provocadas pelo conflito ibero-holandês foram em muito
menor escala, mas a população mundial era muito menor nessa altura e a luta
indubitavelmente mundial. Charles Boxer, O império marítimo português, 1415-
1825. Lisboa: Edições 70, s.d., p.115.
       Podem-se citar, como episódios centrais dessa “luta seiscentista”, a

    a) conquista espanhola do México, a fundação de Salvador pelos portugueses e
a colonização holandesa da Indonésia.
    b) invasão holandesa de Pernambuco, a fundação de Nova Amsterdã (futura
Nova York) pelos holandeses e a perda das Molucas pelos portugueses.
    c) presença holandesa no litoral oriental da África, a fundação de Olinda pelos
portugueses e a colonização espanhola do Japão.
    d) expulsão dos holandeses da Espanha, a fundação da Colônia do Sacramento
pelos portugueses e a perda espanhola do controle do Cabo da Boa Esperança.
    e) conquista holandesa de Angola e Guiné, a fundação de Buenos Aires pelos
espanhóis e a expulsão dos judeus de Portugal.
3 - Questão 54 (USP – 2011 – 1 Fase) É assim extremamente simples a estrutura
social da colônia no primeiro século e meio de colonização. Reduz-se em suma a duas
classes: de um lado os proprietários rurais, a classe abastada dos senhores de engenho e
fazenda; doutro, a massa da população espúria dos trabalhadores do campo, escravos e
semilivres. Da simplicidade da infraestrutura econômica – a terra, única força
produtiva, absorvida pela grande exploração agrícola – deriva a da estrutura social: a
reduzida classe de proprietários e a grande massa, explorada e oprimida. Há
naturalmente no seio desta massa gradações, que assinalamos. Mas, elas não são
contudo bastante profundas para se caracterizarem em situações radicalmente distintas.
Caio Prado Jr., Evolução política do Brasil. 20ª ed. São Paulo: Brasiliense, p.28-29, 1993
[1942].
    Neste trecho, o autor observa que, na sociedade colonial,

     a) só havia duas classes conhecidas, e que nada é sabido sobre indivíduos que
porventura fizessem parte de outras.
     b) havia muitas classes diferentes, mas só duas estavam diretamente ligadas a
critérios econômicos.
     c) todos os membros das classes existentes queriam se transformar em proprietários
rurais, exceto os pequenos trabalhadores livres, semilivres ou escravos.
     d) diversas classes radicalmente distintas umas das outras compunham um cenário
complexo, marcado por conflitos sociais.
     e) a população se organizava em duas classes, cujas gradações internas não
alteravam a simplicidade da estrutura social.
4 - Questão 17 (USP – 2011 – 1 Fase) Ao abordar, em 1542, o modo pelo qual
   os espanhóis conquistaram a América, o frei Bartolomé de Las Casas escreveu: A
   causa pela qual os espanhóis destruíram tal infinidade de almas foi unicamente
   não terem outra finalidade última senão o ouro, para enriquecer em pouco tempo,
   subindo de um salto a posições que absolutamente não convinham a suas pessoas;
   enfim, não foi senão sua avareza que causou a perda desses povos indígenas, que
   por serem tão dóceis e tão benignos foram tão fáceis de subjugar; e quando os
   índios acreditaram encontrar algum acolhimento favorável entre esses bárbaros,
   viram-se tratados pior que animais e como se fossem menos ainda que o
   excremento das ruas; e assim morreram, sem Fé nem Sacramentos, tantos milhões
   de pessoas. Brevíssimo relato da destruição das Índias Ocidentais. Porto Alegre:
   LP & M, 1984. É correto afirmar que, no documento acima, o autor critica

a) a subversão social e religiosa provocada com o ouro conseguido pelos
    conquistadores.
b) a presença dos missionários espanhóis na América.
c) o fato de os índios, bárbaros que eram, terem morrido sem serem catequizados.
d) a resistência armada dos indígenas à invasão espanhola.
e) a falta de mão de obra para a exploração colonial espanhola.
5 - Questão 73 (USP – 2008 – 1 Fase) “Os cosmógrafos e navegadores
de Portugal e Espanha procuram situar estas costas e ilhas da maneira
mais conveniente aos seus propósitos. Os espanhóis situam-nas mais para
o Oriente, de forma a parecer que pertencem ao Imperador (Carlos V); os
portugueses, por sua vez, situam-nas mais para o Ocidente, pois deste
modo entrariam em sua jurisdição.” Carta de Robert Thorne, comerciante
inglês, ao rei Henrique VIII, em 1527. O texto remete diretamente

   a) à competição entre os países europeus retardatários na corrida
pelos descobrimentos.
   b) aos esforços dos cartógrafos para mapear com precisão as novas
descobertas.
   c) ao duplo papel da marinha da Inglaterra, ao mesmo tempo mercantil
e corsária.
   d) às disputas entre países europeus, decorrentes do Tratado de
Tordesilhas.
   e) à aliança das duas Coroas ibéricas na exploração marítima.
6 - Questão 41 (USP – 2007 – 1 Fase) No Brasil, os escravos

1. trabalhavam tanto no campo quanto na cidade, em atividades econômicas
variadas.
2. sofriam castigos físicos, em praça pública, determinados por seus senhores.
3. resistiam de diversas formas, seja praticando o suicídio, seja organizando
rebeliões.
4. tinham a mesma cultura e religião, já que eram todos provenientes de Angola.
5. estavam proibidos pela legislação de efetuar pagamento por sua alforria.

   Das afirmações acima, são verdadeiras apenas

   a) 1, 2 e 4.
   b) 3, 4 e 5.
   c) 1, 3 e 5.
   d) 1, 2 e 3.
   e) 2, 3 e 5.
7 - Questão 35 (USP – 2006 – 1 Fase) “O que mais espanta os Índios e os faz
fugir dos Portugueses, e por conseqüência das igrejas, são as tiranias que com eles
usam, obrigando-os a servir toda sua vida como escravos, apartando mulheres de
maridos, pais de filhos, ferrando-os, vendendo-os, etc. [...] estas injustiças foram a
causa da destruição das igrejas...” Padre José de Anchieta, na segunda metade do
século XVI.
    A partir do texto, é correto afirmar que

    a) a defesa dos indígenas feita por Anchieta estava relacionada a problemas de
ordem pessoal entre ele e os colonizadores da capitania de São Paulo.
    b) a escravidão dos índios, a despeito das críticas de Anchieta, foi uma prática
comum durante o período colonial, estimulada pela Coroa portuguesa.
    c) os conflitos entre jesuítas e colonizadores foram constantes em várias
regiões, tais que: Maranhão, São Paulo e Missões dos Sete Povos do Uruguai.
    d) a posição de defesa dos indígenas, assumida por Anchieta, foi isolada nas
Américas, tanto na Portuguesa quanto na Espanhola.
    e) a defesa dos jesuítas foi assumida pela Coroa nos episódios em que essa
ordem religiosa lutou por interesses antagônicos aos dos colonizadores.
8 - Questão 35 (USP – 2005 – 1 Fase) “Depois que a Bíblia foi
traduzida para o inglês, todo homem, ou melhor, todo rapaz e
toda rapariga, capaz de ler o inglês, convenceram-se de que
falavam com Deus onipotente e que entendiam o que Ele dizia”.
Esse comentário de Thomas Hobbes (1588-1679)

     a) ironiza uma das conseqüências da Reforma, que levou
ao livre exame da Bíblia e à alfabetização dos fiéis.
     b) alude à atitude do papado, o qual, por causa da
Reforma, instou os leigos a que não deixassem de ler a Bíblia.
     c) elogia a decisão dos reis Carlos I e Jaime I, ao permitir que
seus súditos escolhessem entre as várias igrejas.
     d) ressalta o papel positivo da liberdade religiosa para o
fortalecimento do absolutismo monárquico.
     e) critica a diminuição da religiosidade, resultante do
incentivo à leitura da Bíblia pelas igrejas protestantes.
9 - Questão 35 (USP – 2004 – 1 Fase) Comparando as
colônias da América portuguesa e da América espanhola, pode-
se afirmar que

   a) as funções dos encomenderos foram idênticas às dos
colonos que receberam sesmarias no Brasil.
   b) a mão-de-obra escrava africana foi a base de sustentação
das atividades mineradoras, em ambas as colônias.
   c) a atuação da Espanha, diferente da de Portugal, foi
contrária às diretrizes mercantilistas para suas colônias.
   d) as manufaturas têxteis foram proibidas por ambas as
Coroas, e perseguidas as tentativas de sua implantação.
   e) as atividades agrárias e mineradoras se constituíram na
base das exportações das colônias das duas Américas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Prova 1 bimestre historia 3 ano
Prova 1 bimestre historia 3 anoProva 1 bimestre historia 3 ano
Prova 1 bimestre historia 3 ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
André Moraes
 
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
Jakson Raphael Pereira Barbosa
 
Simuladão de história para o paebes 9º ano
Simuladão de história para o paebes 9º anoSimuladão de história para o paebes 9º ano
Simuladão de história para o paebes 9º ano
Merigrei
 
Lista de exercícios.pdf manoel
Lista de exercícios.pdf manoelLista de exercícios.pdf manoel
Lista de exercícios.pdf manoel
profnelton
 
UPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro diaUPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro dia
Jornal do Commercio
 
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º diaCobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Isaquel Silva
 
Atividades Expansão Marítima e Colonizações
Atividades   Expansão Marítima e ColonizaçõesAtividades   Expansão Marítima e Colonizações
Atividades Expansão Marítima e Colonizações
Eduardo Mariño Rial
 
Prova de historia 2 ano 4 bimestre
Prova de historia 2  ano 4 bimestreProva de historia 2  ano 4 bimestre
Prova de historia 2 ano 4 bimestre
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de historia 1 ano brasil colonia
Prova de historia 1 ano brasil coloniaProva de historia 1 ano brasil colonia
Prova de historia 1 ano brasil colonia
Atividades Diversas Cláudia
 
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
emanuel
 
Ava historia 8ano
Ava historia 8anoAva historia 8ano
Ava historia 8ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Periodo pré colonial
Periodo pré colonialPeriodo pré colonial
Periodo pré colonial
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eoProva de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eo
Atividades Diversas Cláudia
 
Gabarito 8ano historia
Gabarito 8ano historiaGabarito 8ano historia
Gabarito 8ano historia
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republicaProva historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Atividades Diversas Cláudia
 
Exercício história top 2
Exercício história top 2Exercício história top 2
Exercício história top 2
Atividades Diversas Cláudia
 
Simulado de história do brasil colonial
Simulado de história do brasil colonialSimulado de história do brasil colonial
Simulado de história do brasil colonial
Ricardo Jorge
 
Atividades Brasil Colônia
Atividades Brasil ColôniaAtividades Brasil Colônia
Atividades Brasil Colônia
Eduardo Mariño Rial
 

Mais procurados (19)

Prova 1 bimestre historia 3 ano
Prova 1 bimestre historia 3 anoProva 1 bimestre historia 3 ano
Prova 1 bimestre historia 3 ano
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
 
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
 
Simuladão de história para o paebes 9º ano
Simuladão de história para o paebes 9º anoSimuladão de história para o paebes 9º ano
Simuladão de história para o paebes 9º ano
 
Lista de exercícios.pdf manoel
Lista de exercícios.pdf manoelLista de exercícios.pdf manoel
Lista de exercícios.pdf manoel
 
UPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro diaUPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro dia
 
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º diaCobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
 
Atividades Expansão Marítima e Colonizações
Atividades   Expansão Marítima e ColonizaçõesAtividades   Expansão Marítima e Colonizações
Atividades Expansão Marítima e Colonizações
 
Prova de historia 2 ano 4 bimestre
Prova de historia 2  ano 4 bimestreProva de historia 2  ano 4 bimestre
Prova de historia 2 ano 4 bimestre
 
Prova de historia 1 ano brasil colonia
Prova de historia 1 ano brasil coloniaProva de historia 1 ano brasil colonia
Prova de historia 1 ano brasil colonia
 
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
 
Ava historia 8ano
Ava historia 8anoAva historia 8ano
Ava historia 8ano
 
Periodo pré colonial
Periodo pré colonialPeriodo pré colonial
Periodo pré colonial
 
Prova de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eoProva de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eo
 
Gabarito 8ano historia
Gabarito 8ano historiaGabarito 8ano historia
Gabarito 8ano historia
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republicaProva historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
 
Exercício história top 2
Exercício história top 2Exercício história top 2
Exercício história top 2
 
Simulado de história do brasil colonial
Simulado de história do brasil colonialSimulado de história do brasil colonial
Simulado de história do brasil colonial
 
Atividades Brasil Colônia
Atividades Brasil ColôniaAtividades Brasil Colônia
Atividades Brasil Colônia
 

Destaque

22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
Franciele Marques
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
KellyCarvalho2011
 
1 República Semana de 1922
1 República Semana de 19221 República Semana de 1922
1 República Semana de 1922
KellyCarvalho2011
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
KellyCarvalho2011
 
Exercício 4
Exercício 4Exercício 4
Exercício 4
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral - Turma 1.5
2 Prova Semestral - Turma 1.52 Prova Semestral - Turma 1.5
2 Prova Semestral - Turma 1.5
KellyCarvalho2011
 
Ditadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no BrasilDitadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no Brasil
KellyCarvalho2011
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
KellyCarvalho2011
 
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
KellyCarvalho2011
 
2.4 gabarito
2.4 gabarito2.4 gabarito
2.4 gabarito
KellyCarvalho2011
 
1.6 gabarito
1.6 gabarito1.6 gabarito
1.6 gabarito
KellyCarvalho2011
 
Prova comentada 2 ano
Prova comentada   2 anoProva comentada   2 ano
Prova comentada 2 ano
KellyCarvalho2011
 
1.4 gabarito
1.4 gabarito1.4 gabarito
1.4 gabarito
KellyCarvalho2011
 
2.5 gabarito
2.5 gabarito2.5 gabarito
2.5 gabarito
KellyCarvalho2011
 
Atividades do curso de história 2 ano
Atividades do curso de história   2 anoAtividades do curso de história   2 ano
Atividades do curso de história 2 ano
KellyCarvalho2011
 
1 prova de historia 3 ano 2012
1 prova de historia   3 ano 20121 prova de historia   3 ano 2012
1 prova de historia 3 ano 2012
KellyCarvalho2011
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
KellyCarvalho2011
 
2 prova de história 2 ano
2 prova de história   2 ano2 prova de história   2 ano
2 prova de história 2 ano
KellyCarvalho2011
 
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
KellyCarvalho2011
 

Destaque (20)

22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
 
1 República Semana de 1922
1 República Semana de 19221 República Semana de 1922
1 República Semana de 1922
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
 
Exercício 4
Exercício 4Exercício 4
Exercício 4
 
2 Prova Semestral - Turma 1.5
2 Prova Semestral - Turma 1.52 Prova Semestral - Turma 1.5
2 Prova Semestral - Turma 1.5
 
Ditadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no BrasilDitadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no Brasil
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
 
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
 
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
 
2.4 gabarito
2.4 gabarito2.4 gabarito
2.4 gabarito
 
1.6 gabarito
1.6 gabarito1.6 gabarito
1.6 gabarito
 
Prova comentada 2 ano
Prova comentada   2 anoProva comentada   2 ano
Prova comentada 2 ano
 
1.4 gabarito
1.4 gabarito1.4 gabarito
1.4 gabarito
 
2.5 gabarito
2.5 gabarito2.5 gabarito
2.5 gabarito
 
Atividades do curso de história 2 ano
Atividades do curso de história   2 anoAtividades do curso de história   2 ano
Atividades do curso de história 2 ano
 
1 prova de historia 3 ano 2012
1 prova de historia   3 ano 20121 prova de historia   3 ano 2012
1 prova de historia 3 ano 2012
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
 
2 prova de história 2 ano
2 prova de história   2 ano2 prova de história   2 ano
2 prova de história 2 ano
 
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
 

Semelhante a 2 prova das turmas de 2 ano gabarito

Prova historia 2 ano 2 bimestre11
Prova historia 2 ano 2 bimestre11Prova historia 2 ano 2 bimestre11
Prova historia 2 ano 2 bimestre11
Atividades Diversas Cláudia
 
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptxLIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
RejaneConceiodeArajo
 
Prova vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPEProva vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPE
Portal NE10
 
Prova vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro diaProva vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro dia
pepontocom
 
hist 1
hist 1hist 1
hist 1
Denisplay
 
Td 3 história i
Td 3   história iTd 3   história i
Td 3 história i
MatheusMesquitaMelo
 
Questões de vestibular sobre Expansão Marítima
Questões de vestibular sobre Expansão MarítimaQuestões de vestibular sobre Expansão Marítima
Questões de vestibular sobre Expansão Marítima
Zé Knust
 
Lista exercícios grandes navegações
Lista exercícios grandes navegaçõesLista exercícios grandes navegações
Lista exercícios grandes navegações
Elisângela Martins Rodrigues
 
Brasil síntese histórica
Brasil síntese históricaBrasil síntese histórica
Brasil síntese histórica
AEDFL
 
UFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetivaUFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetiva
cursohistoria
 
Lista de exercícios - 1º semestre
Lista de exercícios - 1º semestreLista de exercícios - 1º semestre
Lista de exercícios - 1º semestre
Felipe Vaitsman
 
Prova comentada 3 Ano
Prova comentada  3 AnoProva comentada  3 Ano
Prova comentada 3 Ano
KellyCarvalho2011
 
Hist 3-aula012011-110710164412-phpapp02
Hist 3-aula012011-110710164412-phpapp02Hist 3-aula012011-110710164412-phpapp02
Hist 3-aula012011-110710164412-phpapp02
eebcjn
 
Atividade 11 colegial
Atividade 11 colegialAtividade 11 colegial
Atividade 11 colegial
Elisângela Martins Rodrigues
 
História 1º-ano-editorado
História 1º-ano-editoradoHistória 1º-ano-editorado
História 1º-ano-editorado
brunoguimaraes44
 
Questões simulado 2 bimestre.docx
Questões simulado 2 bimestre.docxQuestões simulado 2 bimestre.docx
Questões simulado 2 bimestre.docx
Diego Rocha
 
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões
Jorge Marcos Oliveira
 
05 as novas representações da humanidade
05 as novas representações da humanidade05 as novas representações da humanidade
05 as novas representações da humanidade
Vítor Santos
 
Revisional
RevisionalRevisional
Revisional
Privada
 

Semelhante a 2 prova das turmas de 2 ano gabarito (20)

Prova historia 2 ano 2 bimestre11
Prova historia 2 ano 2 bimestre11Prova historia 2 ano 2 bimestre11
Prova historia 2 ano 2 bimestre11
 
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptxLIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
 
Prova vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPEProva vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPE
 
Prova vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro diaProva vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro dia
 
hist 1
hist 1hist 1
hist 1
 
Td 3 história i
Td 3   história iTd 3   história i
Td 3 história i
 
Questões de vestibular sobre Expansão Marítima
Questões de vestibular sobre Expansão MarítimaQuestões de vestibular sobre Expansão Marítima
Questões de vestibular sobre Expansão Marítima
 
Lista exercícios grandes navegações
Lista exercícios grandes navegaçõesLista exercícios grandes navegações
Lista exercícios grandes navegações
 
Brasil síntese histórica
Brasil síntese históricaBrasil síntese histórica
Brasil síntese histórica
 
UFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetivaUFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetiva
 
Lista de exercícios - 1º semestre
Lista de exercícios - 1º semestreLista de exercícios - 1º semestre
Lista de exercícios - 1º semestre
 
Prova comentada 3 Ano
Prova comentada  3 AnoProva comentada  3 Ano
Prova comentada 3 Ano
 
Hist 3-aula012011-110710164412-phpapp02
Hist 3-aula012011-110710164412-phpapp02Hist 3-aula012011-110710164412-phpapp02
Hist 3-aula012011-110710164412-phpapp02
 
Atividade 11 colegial
Atividade 11 colegialAtividade 11 colegial
Atividade 11 colegial
 
História 1º-ano-editorado
História 1º-ano-editoradoHistória 1º-ano-editorado
História 1º-ano-editorado
 
Questões simulado 2 bimestre.docx
Questões simulado 2 bimestre.docxQuestões simulado 2 bimestre.docx
Questões simulado 2 bimestre.docx
 
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
 
2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões
 
05 as novas representações da humanidade
05 as novas representações da humanidade05 as novas representações da humanidade
05 as novas representações da humanidade
 
Revisional
RevisionalRevisional
Revisional
 

Mais de KellyCarvalho2011

2 guerra mundial
2 guerra mundial2 guerra mundial
2 guerra mundial
KellyCarvalho2011
 
Nazifascismo
Nazifascismo Nazifascismo
Nazifascismo
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
KellyCarvalho2011
 
2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito
KellyCarvalho2011
 
1 prova de história 2 ano
1 prova de história   2 ano1 prova de história   2 ano
1 prova de história 2 ano
KellyCarvalho2011
 
Tratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhasTratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhas
KellyCarvalho2011
 

Mais de KellyCarvalho2011 (8)

2 guerra mundial
2 guerra mundial2 guerra mundial
2 guerra mundial
 
Nazifascismo
Nazifascismo Nazifascismo
Nazifascismo
 
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
 
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
 
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
 
2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito
 
1 prova de história 2 ano
1 prova de história   2 ano1 prova de história   2 ano
1 prova de história 2 ano
 
Tratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhasTratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhas
 

Último

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 

Último (20)

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 

2 prova das turmas de 2 ano gabarito

  • 1. 2 Prova de História Turma 2 Ano COTIL 2011 Prof. Kelly Carvalho
  • 2. 1 - Questão 52 (USP – 2011 – 1 Fase) Quando a expansão comercial européia ganhou os oceanos, a partir do século XV, rapidamente o mundo conheceu um fenômeno até então inédito: populações que jamais tinham tido qualquer contato umas com as outras passaram a se aproximar, em diferentes graus. Uma das dimensões dramáticas desses novos contatos foi o choque entre ambientes bacteriológicos estranhos, do qual resultou a “mundialização” de doenças e, conseqüentemente, altas taxas de mortalidade em sociedades cujos indivíduos não possuíam anticorpos para enfrentar tais doenças. Isso ocorreu, primeiro, entre as populações a) orientais do continente europeu. b) nativas da Oceania. c) africanas do Magreb. d) indígenas da América Central. e) asiáticas da Indonésia.
  • 3. 2 - Questão 53 (USP – 2011 – 1 Fase) Quando os Holandeses passaram à ofensiva na sua Guerra dos Oitenta Anos pela independência contra a Espanha, no fim do século XVI, foi contra as possessões coloniais portuguesas, mais do que contra as espanholas, que os seus ataques mais fortes e mais persistentes se dirigiram. Uma vez que as possessões ibéricas estavam espalhadas por todo o mundo, a luta subsequente foi travada em quatro continentes e em sete mares e esta luta seiscentista merece muito mais ser chamada a Primeira Guerra Mundial do que o holocausto de 1914-1918, a que geralmente se atribui essa honra duvidosa. Como é evidente, as baixas provocadas pelo conflito ibero-holandês foram em muito menor escala, mas a população mundial era muito menor nessa altura e a luta indubitavelmente mundial. Charles Boxer, O império marítimo português, 1415- 1825. Lisboa: Edições 70, s.d., p.115. Podem-se citar, como episódios centrais dessa “luta seiscentista”, a a) conquista espanhola do México, a fundação de Salvador pelos portugueses e a colonização holandesa da Indonésia. b) invasão holandesa de Pernambuco, a fundação de Nova Amsterdã (futura Nova York) pelos holandeses e a perda das Molucas pelos portugueses. c) presença holandesa no litoral oriental da África, a fundação de Olinda pelos portugueses e a colonização espanhola do Japão. d) expulsão dos holandeses da Espanha, a fundação da Colônia do Sacramento pelos portugueses e a perda espanhola do controle do Cabo da Boa Esperança. e) conquista holandesa de Angola e Guiné, a fundação de Buenos Aires pelos espanhóis e a expulsão dos judeus de Portugal.
  • 4. 3 - Questão 54 (USP – 2011 – 1 Fase) É assim extremamente simples a estrutura social da colônia no primeiro século e meio de colonização. Reduz-se em suma a duas classes: de um lado os proprietários rurais, a classe abastada dos senhores de engenho e fazenda; doutro, a massa da população espúria dos trabalhadores do campo, escravos e semilivres. Da simplicidade da infraestrutura econômica – a terra, única força produtiva, absorvida pela grande exploração agrícola – deriva a da estrutura social: a reduzida classe de proprietários e a grande massa, explorada e oprimida. Há naturalmente no seio desta massa gradações, que assinalamos. Mas, elas não são contudo bastante profundas para se caracterizarem em situações radicalmente distintas. Caio Prado Jr., Evolução política do Brasil. 20ª ed. São Paulo: Brasiliense, p.28-29, 1993 [1942]. Neste trecho, o autor observa que, na sociedade colonial, a) só havia duas classes conhecidas, e que nada é sabido sobre indivíduos que porventura fizessem parte de outras. b) havia muitas classes diferentes, mas só duas estavam diretamente ligadas a critérios econômicos. c) todos os membros das classes existentes queriam se transformar em proprietários rurais, exceto os pequenos trabalhadores livres, semilivres ou escravos. d) diversas classes radicalmente distintas umas das outras compunham um cenário complexo, marcado por conflitos sociais. e) a população se organizava em duas classes, cujas gradações internas não alteravam a simplicidade da estrutura social.
  • 5. 4 - Questão 17 (USP – 2011 – 1 Fase) Ao abordar, em 1542, o modo pelo qual os espanhóis conquistaram a América, o frei Bartolomé de Las Casas escreveu: A causa pela qual os espanhóis destruíram tal infinidade de almas foi unicamente não terem outra finalidade última senão o ouro, para enriquecer em pouco tempo, subindo de um salto a posições que absolutamente não convinham a suas pessoas; enfim, não foi senão sua avareza que causou a perda desses povos indígenas, que por serem tão dóceis e tão benignos foram tão fáceis de subjugar; e quando os índios acreditaram encontrar algum acolhimento favorável entre esses bárbaros, viram-se tratados pior que animais e como se fossem menos ainda que o excremento das ruas; e assim morreram, sem Fé nem Sacramentos, tantos milhões de pessoas. Brevíssimo relato da destruição das Índias Ocidentais. Porto Alegre: LP & M, 1984. É correto afirmar que, no documento acima, o autor critica a) a subversão social e religiosa provocada com o ouro conseguido pelos conquistadores. b) a presença dos missionários espanhóis na América. c) o fato de os índios, bárbaros que eram, terem morrido sem serem catequizados. d) a resistência armada dos indígenas à invasão espanhola. e) a falta de mão de obra para a exploração colonial espanhola.
  • 6. 5 - Questão 73 (USP – 2008 – 1 Fase) “Os cosmógrafos e navegadores de Portugal e Espanha procuram situar estas costas e ilhas da maneira mais conveniente aos seus propósitos. Os espanhóis situam-nas mais para o Oriente, de forma a parecer que pertencem ao Imperador (Carlos V); os portugueses, por sua vez, situam-nas mais para o Ocidente, pois deste modo entrariam em sua jurisdição.” Carta de Robert Thorne, comerciante inglês, ao rei Henrique VIII, em 1527. O texto remete diretamente a) à competição entre os países europeus retardatários na corrida pelos descobrimentos. b) aos esforços dos cartógrafos para mapear com precisão as novas descobertas. c) ao duplo papel da marinha da Inglaterra, ao mesmo tempo mercantil e corsária. d) às disputas entre países europeus, decorrentes do Tratado de Tordesilhas. e) à aliança das duas Coroas ibéricas na exploração marítima.
  • 7. 6 - Questão 41 (USP – 2007 – 1 Fase) No Brasil, os escravos 1. trabalhavam tanto no campo quanto na cidade, em atividades econômicas variadas. 2. sofriam castigos físicos, em praça pública, determinados por seus senhores. 3. resistiam de diversas formas, seja praticando o suicídio, seja organizando rebeliões. 4. tinham a mesma cultura e religião, já que eram todos provenientes de Angola. 5. estavam proibidos pela legislação de efetuar pagamento por sua alforria. Das afirmações acima, são verdadeiras apenas a) 1, 2 e 4. b) 3, 4 e 5. c) 1, 3 e 5. d) 1, 2 e 3. e) 2, 3 e 5.
  • 8. 7 - Questão 35 (USP – 2006 – 1 Fase) “O que mais espanta os Índios e os faz fugir dos Portugueses, e por conseqüência das igrejas, são as tiranias que com eles usam, obrigando-os a servir toda sua vida como escravos, apartando mulheres de maridos, pais de filhos, ferrando-os, vendendo-os, etc. [...] estas injustiças foram a causa da destruição das igrejas...” Padre José de Anchieta, na segunda metade do século XVI. A partir do texto, é correto afirmar que a) a defesa dos indígenas feita por Anchieta estava relacionada a problemas de ordem pessoal entre ele e os colonizadores da capitania de São Paulo. b) a escravidão dos índios, a despeito das críticas de Anchieta, foi uma prática comum durante o período colonial, estimulada pela Coroa portuguesa. c) os conflitos entre jesuítas e colonizadores foram constantes em várias regiões, tais que: Maranhão, São Paulo e Missões dos Sete Povos do Uruguai. d) a posição de defesa dos indígenas, assumida por Anchieta, foi isolada nas Américas, tanto na Portuguesa quanto na Espanhola. e) a defesa dos jesuítas foi assumida pela Coroa nos episódios em que essa ordem religiosa lutou por interesses antagônicos aos dos colonizadores.
  • 9. 8 - Questão 35 (USP – 2005 – 1 Fase) “Depois que a Bíblia foi traduzida para o inglês, todo homem, ou melhor, todo rapaz e toda rapariga, capaz de ler o inglês, convenceram-se de que falavam com Deus onipotente e que entendiam o que Ele dizia”. Esse comentário de Thomas Hobbes (1588-1679) a) ironiza uma das conseqüências da Reforma, que levou ao livre exame da Bíblia e à alfabetização dos fiéis. b) alude à atitude do papado, o qual, por causa da Reforma, instou os leigos a que não deixassem de ler a Bíblia. c) elogia a decisão dos reis Carlos I e Jaime I, ao permitir que seus súditos escolhessem entre as várias igrejas. d) ressalta o papel positivo da liberdade religiosa para o fortalecimento do absolutismo monárquico. e) critica a diminuição da religiosidade, resultante do incentivo à leitura da Bíblia pelas igrejas protestantes.
  • 10. 9 - Questão 35 (USP – 2004 – 1 Fase) Comparando as colônias da América portuguesa e da América espanhola, pode- se afirmar que a) as funções dos encomenderos foram idênticas às dos colonos que receberam sesmarias no Brasil. b) a mão-de-obra escrava africana foi a base de sustentação das atividades mineradoras, em ambas as colônias. c) a atuação da Espanha, diferente da de Portugal, foi contrária às diretrizes mercantilistas para suas colônias. d) as manufaturas têxteis foram proibidas por ambas as Coroas, e perseguidas as tentativas de sua implantação. e) as atividades agrárias e mineradoras se constituíram na base das exportações das colônias das duas Américas.