SlideShare uma empresa Scribd logo
História 1 – Volume 4

Gabarito – Volume 4

Gabarito

Aula 16 – A expansão
do Islamismo

bam envolvendo a fé com as questões sociopolíticas.
Daí ficarem vulneráveis a evoluírem e fazerem atos
que assustam os mais esclarecidos.

Aula 17 – A Guerra Santa
na Idade Média

	

Deve-se compreender que eram vários os objetivos
dos cruzados. Além de combater os turcos na Terra
Santa, também tinham como objetivos expulsar os
mouros da Península Ibérica e reprimir com violência os heréticos europeus, como foi o caso dos albi­
genses, na cidade francesa de Albi, quando todos
foram mortos.

02.	 Resposta A.
	

Como já foi comentado anteriormente, as Cruzadas
trouxeram muitos produtos e técnicas do Oriente
para a Europa. O consumo do açúcar com certeza
foi bastante impulsionado pelos cruzados entre os
séculos XI e XIII modificando também os hábitos alimentares dos europeus.

01.	 Resposta B.
	

02.	 Resposta D.
	

03.	 Resposta B.
	

A Península Ibérica conheceu forte presença muçulmana durante séculos, marcada por tolerância;
foi responsável pela introdução de conhecimentos
filosóficos, científicos e técnicos em diversas áreas,
destacando-se a arquitetura e a tradução de obras
de origem greco-romana, assim como novas técnicas de irrigação, que possibilitaram forte desenvolvimento da agricultura, em paralelo com o comércio.

04.	 Resposta E.
	

O discurso do ex-primeiro-ministro Tony Blair enfatiza
que os ataques de 11 de setembro não só afetou a vida
das pessoas, mas especialmente, afetou a economia
ao se referir às empresas, ao turismo e às indústrias.

05.	 Resposta E.
	

É preciso deixar claro que o extremismo religioso
não é obra apenas dos fundamentalistas islâmicos.
Hoje existe fundamentalismo para todos os gostos
de católicos, hindus, protestantes, budistas e por aí
vai. Todas as religiões, de modo geral, quando procuram seguir seus fundamentos mais radicais aca-

Em 1905, o discurso ou pronunciamento do Papa
Urbano II em Clermont servirá de incentivo a uma
guerra santa feita pelos cristãos contra os muçulmanos que controlavam os lugares santos da Igreja.
Dois textos de autores diferentes, um de origem europeia e outro de origem árabe, mostram posições
diferentes acerca das Cruzadas, guerras de libertação da “Terra Santa”, ocorridas nos séculos XII e
XIII. São feitas três afirmativas comparando os dois
textos, e o candidato deve escolher quais afirmativas
interpretam os textos adequadamente. A afirmativa
incorreta é aquela que diz terem sido os conflitos
gerados pelas Cruzadas resolvidos com base no respeito cultural e na tolerância religiosa.

03.	 Resposta E.
	

A corveia pode ser considerada a maior forma de
exploração do feudalismo, pois os servos trabalhavam vários dias na terra do senhor e não se apropriavam de nada.

04.	 Resposta C.
	

A relação de suserania e vassalagem só acontecia
entre os senhores. Os servos só possuíam a sua força de trabalho e pagavam uma séria de obrigações
como impostos que os deixavam numa vida miserável.

05.	 Resposta E.
	

Como já foi comentado, as Cruzadas irão provocar
a reabertura do comércio do Mediterrâneo para a
Europa e também provocar uma verdadeira transformação não só nas relações econômicas, mas também culturais.

1

história 1

01.	 Resposta C.
Gabarito – Volume 4

Aula 18 – O

renascimento

comercial e urbano

02.	 Resposta C.
	

01.	 Resposta D.
	

Com a transferência do eixo econômico do Mediterrâneo para o Atlântico, Portugal passou a ter o
domínio das especiarias.

03.	 Resposta D.
	

02.	 Resposta C.
	

As transformações econômicas e sociais provocadas
pelo comércio trouxeram também transformações
culturais, principalmente nas cidades “italianas” enriquecidas. Muitos burgueses passaram a incentivar,
investindo nas artes.

03.	 Resposta C.
	

Eram associações, uma espécie de “cartel” que estabelecia a qualidade da matéria-prima, o valor e o
monopólio do produto.

04.	 Resposta D.
	

história 1

2

Desde o início do seu surgimento, as cidades
precisaram da produção agrícola para prosperarem. Alguns historiadores defendem que não
só foi o comércio responsável pelo surgimento
dos centros urbanos. Ressaltam ainda a origem
feudal da maioria das cidades medievais, quando houve um grande fluxo de famílias nobres do
campo para a cidade e que passaram a atuar
como comerciantes.

	

a)	 (F)	 As crianças nativas eram educadas tanto pelos
pais no cotidiano, quanto pelo meio social
coletivo.
b)	 (F)	 Não havia existência da propriedade privada
entre os nativos, pois tudo que era caçado
era dividido para todos.
c)	 (F)	 Não havia a atividade comercial entre os nativos, até porque tudo era coletivo.
d)	 (V)	 Como já foi dito, tudo era dividido de acordo
com as necessidades e na falta de alimentos,
os nativos se mudavam paro outro lugar.
e)	 (F)	Os nativos foram dominados porque não
possuíam as armas bélicas que os brancos
possuíam e não por serem desprovidos de
cultura.

Aula 20 – Absolutismo
e Mercantilismo

Aula 19 – A formação do Estado
Nacional português e espanhol
	

As pesquisas revelam o grande conhecimento náutico para um navegador do século XV. A Guerra
de Reconquista foi travada pelos cristãos contra os
mouros da Península Ibérica. A historiografia tradicional enfatizou a visão eurocêntrica em detrimento
das civilizações ameríndias que foram dizimadas pelos europeus. A alternativa D expressa os problemas
enfrentados pelos espanhóis para a realização dos
empreendimentos marítimos.

A civilização inca possuía muitas características similares à civilização egípcia, tais como: o modo de
produção asiático, a mumificação do Imperador,
sacerdotes e militares compondo uma sociedade
hierarquizada sem que houvesse a possibilidade de
mudança no extrato social.

05.	 Resposta D.

Como as feiras (cidades) estavam dentro dos limites territoriais dos senhores, as cidades não tinham autonomia e os mercadores tinham que se
submeter ao pagamento de pedágios e impostos
cobrados pelos senhores. Desse modo, as cidades
se rebelaram contra seus amos (senhores) através
das “cartas de franquia” ou pela violência para
terem a autonomia completa das cidades e, obviamente, aumentarem seus lucros, ficando livres
dos impostos cobrados.

01.	 Resposta D.

Apesar de ser numericamente superior em relação
aos dominadores europeus, a população ame­índia
r
nativa foi devastada pelas doenças, pelos conflitos
intertribais provocados pelos espanhóis e pelo poder
bélico dos dominadores. No entanto, as populações
nativas antes da chegada dos espanhóis já se confrontavam, inclusive com sacrifícios humanos. O valor
simbólico do ouro para os incas era apenas para
ornamentar templos, palácios ou de uso pessoal, totalmente diferente dos espanhóis, que tinham o ouro
como valor de troca no sentido capitalista moderno.

04.	 Resposta E.

05.	 Resposta A.
	

O poema de Fernando Pessoa reflete ainda o pensamento medieval de que a Terra era plana e que o
Cabo Bojador era o “fim do mundo”.

01.	 Resposta C.
	

Maquiavel funda o pensamento moderno ao entender que a tradição política, tendo como finalidade
o bem comum, defendida pelos pensadores gregos,
romanos e cristãos (Igreja) era uma máscara usada pelas elites para a manutenção do poder. Desse
modo, não aceitava o regime legítimo seja o hereditário e o ilegítimo, o usurpado pela conquista. Para
ele, qualquer regime político – tenha a forma que
tiver e tenha a origem que tiver – poderá ser legítimo
ou ilegítimo, pois o critério seria a liberdade. Assim,
Gabarito – Volume 4
o poder do príncipe para ele deveria ser superior ao
dos grandes e estar a serviço do povo.

Anotações

02.	 Resposta E.
	

Para Maquiavel, o príncipe deveria ser temido e
amado, mas nunca odiado, contudo tinha que manter o seu poder a qualquer custo, mesmo com o emprego da violência.

03.	 Resposta E.
	

O filósofo francês Michel Foucault expressa a concepção de que as leis nascem dos conflitos entre
homens, especialmente pela violência. Desse modo,
surgem as relações de poder na sociedade.

04.	 Resposta A.
	

O Mercantilismo era a forma de exploração econô­
mica praticada pelos Estados Nacionais europeus
sobre suas respectivas colônias.

05.	 Resposta E.
Para a prática de exploração econômica do Mercantilismo, a rentabilidade do tráfico de escravos
africanos foi uma importante fonte de acumulação
de capital para as metrópoles.

Aula 21 – Humanismo
renascentista
01.	 Resposta B.
	

A Igreja fazia a prática do mecenato, portanto, os
artistas produziam obras da Igreja. Nenhum dos artistas eram ateus e não excluíam Deus de suas obras.

02.	 Resposta B.
	

A filosofia ou manifesto renascentista celebrava o
homem como a essência intermediária do mundo
da matéria e do espírito.

03.	 Resposta B.
	

As imagens expressam cada uma, respectivamente:
o classicismo, o naturalismo, o individualismo e o
experimentalismo.

04.	 Resposta D.
	

Tanto Nicolau Copérnico como Leonardo Da Vinci
buscam a valorização da experiência e da observação como método de pesquisa.

05.	 Resposta C.
	

A alternativa C é a correta. No entanto, apesar da
oposição da Idade Moderna à Idade Média, não se
pode dizer que o pensamento renascentista rompeu
definitivamente com os padrões estéticos medievais.
Isso só veio acontecer no século XVIII com o Iluminismo.

3

história 1

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Prova de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eoProva de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eo
Atividades Diversas Cláudia
 
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º diaCobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Isaquel Silva
 
7º ano-históri afeudalismo
7º ano-históri afeudalismo7º ano-históri afeudalismo
7º ano-históri afeudalismo
Nivea Neves
 
7o ano-historia28170710
7o ano-historia281707107o ano-historia28170710
7o ano-historia28170710
Nivea Neves
 
Atividades Expansão Marítima e Colonizações
Atividades   Expansão Marítima e ColonizaçõesAtividades   Expansão Marítima e Colonizações
Atividades Expansão Marítima e Colonizações
Eduardo Mariño Rial
 
Gabarito 3o. ano história - 2o. bim
Gabarito 3o. ano   história - 2o. bimGabarito 3o. ano   história - 2o. bim
Gabarito 3o. ano história - 2o. bim
stjamesmkt
 
Gabarito 1o. bim história
Gabarito 1o. bim   históriaGabarito 1o. bim   história
Gabarito 1o. bim história
Ligia Amaral
 
Lista de exercícios 1a fase - história geral - uel
Lista de exercícios   1a fase - história geral - uelLista de exercícios   1a fase - história geral - uel
Lista de exercícios 1a fase - história geral - uel
stjamesmkt
 
Lista de exercícios.pdf manoel
Lista de exercícios.pdf manoelLista de exercícios.pdf manoel
Lista de exercícios.pdf manoel
profnelton
 
Trabalho de historia brasil colonia e imperio
Trabalho de historia brasil colonia e imperioTrabalho de historia brasil colonia e imperio
Trabalho de historia brasil colonia e imperio
Atividades Diversas Cláudia
 
UPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro diaUPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro dia
Jornal do Commercio
 
Td 3 história i
Td 3   história iTd 3   história i
Td 3 história i
MatheusMesquitaMelo
 
UFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetivaUFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetiva
cursohistoria
 
Vestibular: Questões de História [pucrs 2000 2010 = 267 slides]
Vestibular: Questões de História [pucrs 2000   2010 = 267 slides]Vestibular: Questões de História [pucrs 2000   2010 = 267 slides]
Vestibular: Questões de História [pucrs 2000 2010 = 267 slides]
Alex Pinheiro
 
Td 2 história i
Td 2   história iTd 2   história i
Td 2 história i
MatheusMesquitaMelo
 
Atividades Colonialismo
Atividades   ColonialismoAtividades   Colonialismo
Atividades Colonialismo
Eduardo Mariño Rial
 
Uesb2015 cad2
Uesb2015 cad2Uesb2015 cad2
Uesb2015 cad2
Privada
 
His ano7 uni6_resp
His ano7 uni6_respHis ano7 uni6_resp
His ano7 uni6_resp
julio2012souto
 

Mais procurados (18)

Prova de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eoProva de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eo
 
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º diaCobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
 
7º ano-históri afeudalismo
7º ano-históri afeudalismo7º ano-históri afeudalismo
7º ano-históri afeudalismo
 
7o ano-historia28170710
7o ano-historia281707107o ano-historia28170710
7o ano-historia28170710
 
Atividades Expansão Marítima e Colonizações
Atividades   Expansão Marítima e ColonizaçõesAtividades   Expansão Marítima e Colonizações
Atividades Expansão Marítima e Colonizações
 
Gabarito 3o. ano história - 2o. bim
Gabarito 3o. ano   história - 2o. bimGabarito 3o. ano   história - 2o. bim
Gabarito 3o. ano história - 2o. bim
 
Gabarito 1o. bim história
Gabarito 1o. bim   históriaGabarito 1o. bim   história
Gabarito 1o. bim história
 
Lista de exercícios 1a fase - história geral - uel
Lista de exercícios   1a fase - história geral - uelLista de exercícios   1a fase - história geral - uel
Lista de exercícios 1a fase - história geral - uel
 
Lista de exercícios.pdf manoel
Lista de exercícios.pdf manoelLista de exercícios.pdf manoel
Lista de exercícios.pdf manoel
 
Trabalho de historia brasil colonia e imperio
Trabalho de historia brasil colonia e imperioTrabalho de historia brasil colonia e imperio
Trabalho de historia brasil colonia e imperio
 
UPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro diaUPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro dia
 
Td 3 história i
Td 3   história iTd 3   história i
Td 3 história i
 
UFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetivaUFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetiva
 
Vestibular: Questões de História [pucrs 2000 2010 = 267 slides]
Vestibular: Questões de História [pucrs 2000   2010 = 267 slides]Vestibular: Questões de História [pucrs 2000   2010 = 267 slides]
Vestibular: Questões de História [pucrs 2000 2010 = 267 slides]
 
Td 2 história i
Td 2   história iTd 2   história i
Td 2 história i
 
Atividades Colonialismo
Atividades   ColonialismoAtividades   Colonialismo
Atividades Colonialismo
 
Uesb2015 cad2
Uesb2015 cad2Uesb2015 cad2
Uesb2015 cad2
 
His ano7 uni6_resp
His ano7 uni6_respHis ano7 uni6_resp
His ano7 uni6_resp
 

Destaque

Fergie big girls analysis
Fergie big girls analysisFergie big girls analysis
Fergie big girls analysis
haverstockmedia
 
Análisis Far Cry 3
Análisis Far Cry 3Análisis Far Cry 3
Análisis Far Cry 3
bashjcb
 
December 10, 2013 Analyst Site Visit
December 10, 2013 Analyst Site VisitDecember 10, 2013 Analyst Site Visit
December 10, 2013 Analyst Site Visit
Lake Shore Gold
 
Шизофрения - просто о сложном 2013 ( версия 4)
Шизофрения - просто о сложном 2013 ( версия 4)Шизофрения - просто о сложном 2013 ( версия 4)
Шизофрения - просто о сложном 2013 ( версия 4)
Igor Kleiner
 
hist 2
hist 2hist 2
hist 2
Denisplay
 
Sales and the Barrett 7 levels
Sales and the Barrett 7 levelsSales and the Barrett 7 levels
Sales and the Barrett 7 levels
1-degree INC
 
John geddes lawrence & tyron garner v texas
John geddes lawrence & tyron garner v texasJohn geddes lawrence & tyron garner v texas
John geddes lawrence & tyron garner v texas
Muhamad Ishak
 
Che cosa è la Rete - Oscar Green 2013
Che cosa è la Rete - Oscar Green 2013Che cosa è la Rete - Oscar Green 2013
Che cosa è la Rete - Oscar Green 2013
Guido Romeo
 
Catástrofes Naturales
Catástrofes NaturalesCatástrofes Naturales
Catástrofes Naturales
IES Floridablanca
 
Os descendentes de Merlin - Os guardiães dos manuscritos mágicos
Os descendentes de Merlin - Os guardiães dos manuscritos mágicosOs descendentes de Merlin - Os guardiães dos manuscritos mágicos
Os descendentes de Merlin - Os guardiães dos manuscritos mágicos
Rita Vilela
 
El grunge
El grungeEl grunge
El rock alternativo
El rock alternativoEl rock alternativo
El rock alternativo
jguijarromolina19
 

Destaque (12)

Fergie big girls analysis
Fergie big girls analysisFergie big girls analysis
Fergie big girls analysis
 
Análisis Far Cry 3
Análisis Far Cry 3Análisis Far Cry 3
Análisis Far Cry 3
 
December 10, 2013 Analyst Site Visit
December 10, 2013 Analyst Site VisitDecember 10, 2013 Analyst Site Visit
December 10, 2013 Analyst Site Visit
 
Шизофрения - просто о сложном 2013 ( версия 4)
Шизофрения - просто о сложном 2013 ( версия 4)Шизофрения - просто о сложном 2013 ( версия 4)
Шизофрения - просто о сложном 2013 ( версия 4)
 
hist 2
hist 2hist 2
hist 2
 
Sales and the Barrett 7 levels
Sales and the Barrett 7 levelsSales and the Barrett 7 levels
Sales and the Barrett 7 levels
 
John geddes lawrence & tyron garner v texas
John geddes lawrence & tyron garner v texasJohn geddes lawrence & tyron garner v texas
John geddes lawrence & tyron garner v texas
 
Che cosa è la Rete - Oscar Green 2013
Che cosa è la Rete - Oscar Green 2013Che cosa è la Rete - Oscar Green 2013
Che cosa è la Rete - Oscar Green 2013
 
Catástrofes Naturales
Catástrofes NaturalesCatástrofes Naturales
Catástrofes Naturales
 
Os descendentes de Merlin - Os guardiães dos manuscritos mágicos
Os descendentes de Merlin - Os guardiães dos manuscritos mágicosOs descendentes de Merlin - Os guardiães dos manuscritos mágicos
Os descendentes de Merlin - Os guardiães dos manuscritos mágicos
 
El grunge
El grungeEl grunge
El grunge
 
El rock alternativo
El rock alternativoEl rock alternativo
El rock alternativo
 

Semelhante a hist 1

2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões
Jorge Marcos Oliveira
 
Questoeshist2
Questoeshist2Questoeshist2
Questões áfrica e civilizações pré colombianas
Questões áfrica e civilizações pré colombianasQuestões áfrica e civilizações pré colombianas
Questões áfrica e civilizações pré colombianas
Acrópole - História & Educação
 
Lista de exercícios de história
Lista de exercícios de históriaLista de exercícios de história
Lista de exercícios de história
eunamahcado
 
Simulado de-historia-geral-idade-media-2017
Simulado de-historia-geral-idade-media-2017Simulado de-historia-geral-idade-media-2017
Simulado de-historia-geral-idade-media-2017
Ricardo Jorge
 
Area lll
Area lllArea lll
Area lll
Otaviano Cabral
 
Simulado de-historia-geral-idade-media-e-idade-moderna-2018
Simulado de-historia-geral-idade-media-e-idade-moderna-2018Simulado de-historia-geral-idade-media-e-idade-moderna-2018
Simulado de-historia-geral-idade-media-e-idade-moderna-2018
Ricardo Jorge
 
História - Das cavernas 3.a.pdf
História - Das cavernas 3.a.pdfHistória - Das cavernas 3.a.pdf
História - Das cavernas 3.a.pdf
MariaEdithMaroca
 
Aula 6 - O Imperialismo e seu discurso civilizatório.pptx
Aula 6 - O Imperialismo e seu discurso civilizatório.pptxAula 6 - O Imperialismo e seu discurso civilizatório.pptx
Aula 6 - O Imperialismo e seu discurso civilizatório.pptx
MarceloDosSantosSoar3
 
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
Brasil síntese histórica
Brasil síntese históricaBrasil síntese histórica
Brasil síntese histórica
AEDFL
 
His7ano1tri 947-4d6ea56da7cdf
His7ano1tri 947-4d6ea56da7cdfHis7ano1tri 947-4d6ea56da7cdf
His7ano1tri 947-4d6ea56da7cdf
Luciana Lyra de Aguiar
 
Roma monarquia e república
Roma monarquia e repúblicaRoma monarquia e república
Roma monarquia e república
Denis Gasco
 
Aula sobre o Imperialismo Europeu no século XIX
Aula sobre o Imperialismo Europeu no século XIXAula sobre o Imperialismo Europeu no século XIX
Aula sobre o Imperialismo Europeu no século XIX
Acrópole - História & Educação
 
Gabarito- Ciências Humanas e da Natureza 3ª Simulado ENEM P6M 2012
Gabarito- Ciências Humanas e da Natureza 3ª Simulado ENEM P6M 2012  Gabarito- Ciências Humanas e da Natureza 3ª Simulado ENEM P6M 2012
Gabarito- Ciências Humanas e da Natureza 3ª Simulado ENEM P6M 2012
Wendel Vasconcelos
 
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
1º história
1º história1º história
1º história
newtonbonfim
 
Vestibular Furg: Exercícios de História 2000 - 2010 (211 slides)
Vestibular Furg: Exercícios de História 2000 - 2010 (211 slides)Vestibular Furg: Exercícios de História 2000 - 2010 (211 slides)
Vestibular Furg: Exercícios de História 2000 - 2010 (211 slides)
Alex Pinheiro
 
Prova vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPEProva vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPE
Portal NE10
 
Prova vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro diaProva vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro dia
pepontocom
 

Semelhante a hist 1 (20)

2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões
 
Questoeshist2
Questoeshist2Questoeshist2
Questoeshist2
 
Questões áfrica e civilizações pré colombianas
Questões áfrica e civilizações pré colombianasQuestões áfrica e civilizações pré colombianas
Questões áfrica e civilizações pré colombianas
 
Lista de exercícios de história
Lista de exercícios de históriaLista de exercícios de história
Lista de exercícios de história
 
Simulado de-historia-geral-idade-media-2017
Simulado de-historia-geral-idade-media-2017Simulado de-historia-geral-idade-media-2017
Simulado de-historia-geral-idade-media-2017
 
Area lll
Area lllArea lll
Area lll
 
Simulado de-historia-geral-idade-media-e-idade-moderna-2018
Simulado de-historia-geral-idade-media-e-idade-moderna-2018Simulado de-historia-geral-idade-media-e-idade-moderna-2018
Simulado de-historia-geral-idade-media-e-idade-moderna-2018
 
História - Das cavernas 3.a.pdf
História - Das cavernas 3.a.pdfHistória - Das cavernas 3.a.pdf
História - Das cavernas 3.a.pdf
 
Aula 6 - O Imperialismo e seu discurso civilizatório.pptx
Aula 6 - O Imperialismo e seu discurso civilizatório.pptxAula 6 - O Imperialismo e seu discurso civilizatório.pptx
Aula 6 - O Imperialismo e seu discurso civilizatório.pptx
 
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
8 ano correlllllllllllllllllllllção.pptx
 
Brasil síntese histórica
Brasil síntese históricaBrasil síntese histórica
Brasil síntese histórica
 
His7ano1tri 947-4d6ea56da7cdf
His7ano1tri 947-4d6ea56da7cdfHis7ano1tri 947-4d6ea56da7cdf
His7ano1tri 947-4d6ea56da7cdf
 
Roma monarquia e república
Roma monarquia e repúblicaRoma monarquia e república
Roma monarquia e república
 
Aula sobre o Imperialismo Europeu no século XIX
Aula sobre o Imperialismo Europeu no século XIXAula sobre o Imperialismo Europeu no século XIX
Aula sobre o Imperialismo Europeu no século XIX
 
Gabarito- Ciências Humanas e da Natureza 3ª Simulado ENEM P6M 2012
Gabarito- Ciências Humanas e da Natureza 3ª Simulado ENEM P6M 2012  Gabarito- Ciências Humanas e da Natureza 3ª Simulado ENEM P6M 2012
Gabarito- Ciências Humanas e da Natureza 3ª Simulado ENEM P6M 2012
 
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
 
1º história
1º história1º história
1º história
 
Vestibular Furg: Exercícios de História 2000 - 2010 (211 slides)
Vestibular Furg: Exercícios de História 2000 - 2010 (211 slides)Vestibular Furg: Exercícios de História 2000 - 2010 (211 slides)
Vestibular Furg: Exercícios de História 2000 - 2010 (211 slides)
 
Prova vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPEProva vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPE
 
Prova vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro diaProva vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro dia
 

Mais de Denisplay

quim 2
quim 2quim 2
quim 2
Denisplay
 
quim 1
quim 1quim 1
quim 1
Denisplay
 
port 2
port 2port 2
port 2
Denisplay
 
mate 4
mate 4mate 4
mate 4
Denisplay
 
mate 3
mate 3mate 3
mate 3
Denisplay
 
mate 2
mate 2 mate 2
mate 2
Denisplay
 
mate 1
mate 1mate 1
mate 1
Denisplay
 
literatura
literaturaliteratura
literatura
Denisplay
 
inglês
inglêsinglês
inglês
Denisplay
 
hist 3
hist 3hist 3
hist 3
Denisplay
 
geog 2
 geog 2  geog 2
geog 2
Denisplay
 
geog 1
geog 1geog 1
geog 1
Denisplay
 
fisi 4
fisi 4 fisi 4
fisi 4
Denisplay
 
fisi 3
fisi 3 fisi 3
fisi 3
Denisplay
 
fisi 2
 fisi 2 fisi 2
fisi 2
Denisplay
 
fisi 1
fisi 1 fisi 1
fisi 1
Denisplay
 
espanhol
espanhol espanhol
espanhol
Denisplay
 
bio 4
bio 4 bio 4
bio 4
Denisplay
 
bio 3
bio 3 bio 3
bio 3
Denisplay
 
biol 2
biol 2biol 2
biol 2
Denisplay
 

Mais de Denisplay (20)

quim 2
quim 2quim 2
quim 2
 
quim 1
quim 1quim 1
quim 1
 
port 2
port 2port 2
port 2
 
mate 4
mate 4mate 4
mate 4
 
mate 3
mate 3mate 3
mate 3
 
mate 2
mate 2 mate 2
mate 2
 
mate 1
mate 1mate 1
mate 1
 
literatura
literaturaliteratura
literatura
 
inglês
inglêsinglês
inglês
 
hist 3
hist 3hist 3
hist 3
 
geog 2
 geog 2  geog 2
geog 2
 
geog 1
geog 1geog 1
geog 1
 
fisi 4
fisi 4 fisi 4
fisi 4
 
fisi 3
fisi 3 fisi 3
fisi 3
 
fisi 2
 fisi 2 fisi 2
fisi 2
 
fisi 1
fisi 1 fisi 1
fisi 1
 
espanhol
espanhol espanhol
espanhol
 
bio 4
bio 4 bio 4
bio 4
 
bio 3
bio 3 bio 3
bio 3
 
biol 2
biol 2biol 2
biol 2
 

hist 1

  • 1. História 1 – Volume 4 Gabarito – Volume 4 Gabarito Aula 16 – A expansão do Islamismo bam envolvendo a fé com as questões sociopolíticas. Daí ficarem vulneráveis a evoluírem e fazerem atos que assustam os mais esclarecidos. Aula 17 – A Guerra Santa na Idade Média Deve-se compreender que eram vários os objetivos dos cruzados. Além de combater os turcos na Terra Santa, também tinham como objetivos expulsar os mouros da Península Ibérica e reprimir com violência os heréticos europeus, como foi o caso dos albi­ genses, na cidade francesa de Albi, quando todos foram mortos. 02. Resposta A. Como já foi comentado anteriormente, as Cruzadas trouxeram muitos produtos e técnicas do Oriente para a Europa. O consumo do açúcar com certeza foi bastante impulsionado pelos cruzados entre os séculos XI e XIII modificando também os hábitos alimentares dos europeus. 01. Resposta B. 02. Resposta D. 03. Resposta B. A Península Ibérica conheceu forte presença muçulmana durante séculos, marcada por tolerância; foi responsável pela introdução de conhecimentos filosóficos, científicos e técnicos em diversas áreas, destacando-se a arquitetura e a tradução de obras de origem greco-romana, assim como novas técnicas de irrigação, que possibilitaram forte desenvolvimento da agricultura, em paralelo com o comércio. 04. Resposta E. O discurso do ex-primeiro-ministro Tony Blair enfatiza que os ataques de 11 de setembro não só afetou a vida das pessoas, mas especialmente, afetou a economia ao se referir às empresas, ao turismo e às indústrias. 05. Resposta E. É preciso deixar claro que o extremismo religioso não é obra apenas dos fundamentalistas islâmicos. Hoje existe fundamentalismo para todos os gostos de católicos, hindus, protestantes, budistas e por aí vai. Todas as religiões, de modo geral, quando procuram seguir seus fundamentos mais radicais aca- Em 1905, o discurso ou pronunciamento do Papa Urbano II em Clermont servirá de incentivo a uma guerra santa feita pelos cristãos contra os muçulmanos que controlavam os lugares santos da Igreja. Dois textos de autores diferentes, um de origem europeia e outro de origem árabe, mostram posições diferentes acerca das Cruzadas, guerras de libertação da “Terra Santa”, ocorridas nos séculos XII e XIII. São feitas três afirmativas comparando os dois textos, e o candidato deve escolher quais afirmativas interpretam os textos adequadamente. A afirmativa incorreta é aquela que diz terem sido os conflitos gerados pelas Cruzadas resolvidos com base no respeito cultural e na tolerância religiosa. 03. Resposta E. A corveia pode ser considerada a maior forma de exploração do feudalismo, pois os servos trabalhavam vários dias na terra do senhor e não se apropriavam de nada. 04. Resposta C. A relação de suserania e vassalagem só acontecia entre os senhores. Os servos só possuíam a sua força de trabalho e pagavam uma séria de obrigações como impostos que os deixavam numa vida miserável. 05. Resposta E. Como já foi comentado, as Cruzadas irão provocar a reabertura do comércio do Mediterrâneo para a Europa e também provocar uma verdadeira transformação não só nas relações econômicas, mas também culturais. 1 história 1 01. Resposta C.
  • 2. Gabarito – Volume 4 Aula 18 – O renascimento comercial e urbano 02. Resposta C. 01. Resposta D. Com a transferência do eixo econômico do Mediterrâneo para o Atlântico, Portugal passou a ter o domínio das especiarias. 03. Resposta D. 02. Resposta C. As transformações econômicas e sociais provocadas pelo comércio trouxeram também transformações culturais, principalmente nas cidades “italianas” enriquecidas. Muitos burgueses passaram a incentivar, investindo nas artes. 03. Resposta C. Eram associações, uma espécie de “cartel” que estabelecia a qualidade da matéria-prima, o valor e o monopólio do produto. 04. Resposta D. história 1 2 Desde o início do seu surgimento, as cidades precisaram da produção agrícola para prosperarem. Alguns historiadores defendem que não só foi o comércio responsável pelo surgimento dos centros urbanos. Ressaltam ainda a origem feudal da maioria das cidades medievais, quando houve um grande fluxo de famílias nobres do campo para a cidade e que passaram a atuar como comerciantes. a) (F) As crianças nativas eram educadas tanto pelos pais no cotidiano, quanto pelo meio social coletivo. b) (F) Não havia existência da propriedade privada entre os nativos, pois tudo que era caçado era dividido para todos. c) (F) Não havia a atividade comercial entre os nativos, até porque tudo era coletivo. d) (V) Como já foi dito, tudo era dividido de acordo com as necessidades e na falta de alimentos, os nativos se mudavam paro outro lugar. e) (F) Os nativos foram dominados porque não possuíam as armas bélicas que os brancos possuíam e não por serem desprovidos de cultura. Aula 20 – Absolutismo e Mercantilismo Aula 19 – A formação do Estado Nacional português e espanhol As pesquisas revelam o grande conhecimento náutico para um navegador do século XV. A Guerra de Reconquista foi travada pelos cristãos contra os mouros da Península Ibérica. A historiografia tradicional enfatizou a visão eurocêntrica em detrimento das civilizações ameríndias que foram dizimadas pelos europeus. A alternativa D expressa os problemas enfrentados pelos espanhóis para a realização dos empreendimentos marítimos. A civilização inca possuía muitas características similares à civilização egípcia, tais como: o modo de produção asiático, a mumificação do Imperador, sacerdotes e militares compondo uma sociedade hierarquizada sem que houvesse a possibilidade de mudança no extrato social. 05. Resposta D. Como as feiras (cidades) estavam dentro dos limites territoriais dos senhores, as cidades não tinham autonomia e os mercadores tinham que se submeter ao pagamento de pedágios e impostos cobrados pelos senhores. Desse modo, as cidades se rebelaram contra seus amos (senhores) através das “cartas de franquia” ou pela violência para terem a autonomia completa das cidades e, obviamente, aumentarem seus lucros, ficando livres dos impostos cobrados. 01. Resposta D. Apesar de ser numericamente superior em relação aos dominadores europeus, a população ame­índia r nativa foi devastada pelas doenças, pelos conflitos intertribais provocados pelos espanhóis e pelo poder bélico dos dominadores. No entanto, as populações nativas antes da chegada dos espanhóis já se confrontavam, inclusive com sacrifícios humanos. O valor simbólico do ouro para os incas era apenas para ornamentar templos, palácios ou de uso pessoal, totalmente diferente dos espanhóis, que tinham o ouro como valor de troca no sentido capitalista moderno. 04. Resposta E. 05. Resposta A. O poema de Fernando Pessoa reflete ainda o pensamento medieval de que a Terra era plana e que o Cabo Bojador era o “fim do mundo”. 01. Resposta C. Maquiavel funda o pensamento moderno ao entender que a tradição política, tendo como finalidade o bem comum, defendida pelos pensadores gregos, romanos e cristãos (Igreja) era uma máscara usada pelas elites para a manutenção do poder. Desse modo, não aceitava o regime legítimo seja o hereditário e o ilegítimo, o usurpado pela conquista. Para ele, qualquer regime político – tenha a forma que tiver e tenha a origem que tiver – poderá ser legítimo ou ilegítimo, pois o critério seria a liberdade. Assim,
  • 3. Gabarito – Volume 4 o poder do príncipe para ele deveria ser superior ao dos grandes e estar a serviço do povo. Anotações 02. Resposta E. Para Maquiavel, o príncipe deveria ser temido e amado, mas nunca odiado, contudo tinha que manter o seu poder a qualquer custo, mesmo com o emprego da violência. 03. Resposta E. O filósofo francês Michel Foucault expressa a concepção de que as leis nascem dos conflitos entre homens, especialmente pela violência. Desse modo, surgem as relações de poder na sociedade. 04. Resposta A. O Mercantilismo era a forma de exploração econô­ mica praticada pelos Estados Nacionais europeus sobre suas respectivas colônias. 05. Resposta E. Para a prática de exploração econômica do Mercantilismo, a rentabilidade do tráfico de escravos africanos foi uma importante fonte de acumulação de capital para as metrópoles. Aula 21 – Humanismo renascentista 01. Resposta B. A Igreja fazia a prática do mecenato, portanto, os artistas produziam obras da Igreja. Nenhum dos artistas eram ateus e não excluíam Deus de suas obras. 02. Resposta B. A filosofia ou manifesto renascentista celebrava o homem como a essência intermediária do mundo da matéria e do espírito. 03. Resposta B. As imagens expressam cada uma, respectivamente: o classicismo, o naturalismo, o individualismo e o experimentalismo. 04. Resposta D. Tanto Nicolau Copérnico como Leonardo Da Vinci buscam a valorização da experiência e da observação como método de pesquisa. 05. Resposta C. A alternativa C é a correta. No entanto, apesar da oposição da Idade Moderna à Idade Média, não se pode dizer que o pensamento renascentista rompeu definitivamente com os padrões estéticos medievais. Isso só veio acontecer no século XVIII com o Iluminismo. 3 história 1