SlideShare uma empresa Scribd logo
2 Prova Bimestral de
      História 

      Cotil – Unicamp – 012
       Prof. Kelly Carvalho
(PUC/SP-2007)
      1 “No caso da Grécia, a evolução intelectual que vai de Hesíodo (séc. VIII a. C.) a
     Aristóteles (séc. IV a. C.) pareceu-nos seguir, no essencial, duas orientações: em
     primeiro lugar, estabelece-se uma distinção clara entre o mundo da natureza, o
     mundo humano, o mundo das forças sagradas, sempre mais ou menos mesclados
     ou aproximados pela imaginação mítica, que às vezes confunde esses diversos
     domínios (...).” (VERNANT, Jean-Pierre. Mito e Pensamento entre os Gregos. Rio de
     Janeiro: Paz e Terra, 1990,p. 17.)
          A partir da citação acima e de seus conhecimentos, pode-se afirmar que, no
       período indicado, os gregos:
a)     separavam completamente a razão do mito, diferenciando a experiência humana
       de suas crenças irracionais.
b)     acreditavam em seus mitos, relacionando-os com acontecimentos reais e
       usando-os para entender o mundo humano.
c)     definiram o caráter irracional do ser humano, garantindo plena liberdade de
       culto e crença religiosa.
d)     privilegiaram o mundo sagrado em relação ao humano e ao natural, recusando-
       se a misturar um ao outro.
2 (FGV-2005)
  A Paz Romana no século I representou:
a) a consolidação territorial do Império e a prosperidade
    das províncias.
b) um sinal de fraqueza frente aos bárbaros e a decadência
    econômica.
c) a vitória pessoal de Augusto frente ao Senado militarista.
d) o deslocamento do eixo político do Império, de Roma para
    a Gália.
e) o primeiro grande sucesso do Cristianismo e seu
    pacifismo.
3 (PUC/PR-2007)
              Após a expansão no Mediterrâneo, a sociedade romana
       experimentou uma série de mudanças.
I.       Com o enriquecimento geral da população, não houve mais
         necessidade de escravos.
II.      Multiplicou-se o número de desocupados nas cidades, em virtude
         do aumento da mão de obra escrava.
III.     A religião sofreu uma grande reforma face às influências
         monoteístas oriundas do Oriente, já no início do Império.
IV.      Houve o enriquecimento da minoria patrícia, enquanto que a
         maioria plebeia empobreceu, aumentando o número de cliente.
V.       A conquista do Oriente trouxe uma orientalização dos costumes e
         a tendência a divinização dos imperadores.

         São afirmações corretas:
a)      I, II e V.
b)      I, III e IV.
c)      I, III e V.
d)      II, III e IV.
e)      II, IV e V.
4 (FUVEST-2003) 29
          “A história da Antigüidade Clássica é a
   história das cidades, porém, de cidades
   baseadas na propriedade da terra e na
   agricultura.” K. Marx. Formações econômicas
   pré-capitalistas.
           Em decorrência da frase de Marx, é
   correto afirmar que
a) os comerciantes eram o setor urbano com
   maior poder na Antigüidade, mas
   dependiam da produção agrícola.
b) o comércio e as manufaturas eram atividades
   desconhecidas nas cidades em torno do
   Mediterrâneo.
c) as populações das cidades greco-romanas
   dependiam da agricultura para a acumulação
   de riqueza monetária.
d) a sociedade urbana greco-romana se
   caracterizava pela ausência de diferenças
   sociais.
e) os privilégios dos cidadãos das cidades
   gregas e romanas se originavam da
   condição de proprietários rurais.
Jogos Navais na Roma
5 (FUVEST-2011) 50
             As cidades [do Mediterrâneo antigo]
   se formaram, opondo-se ao internacionalismo
   praticado pelas antigas aristocracias. Elas se
   fecharam e criaram uma identidade própria,
   que lhes dava força e significado. Norberto Luiz
   Guarinello, A cidade na Antiguidade Clássica.
   São Paulo: Atual, p.20, 2006. Adaptado. As
   cidades-estados gregas da Antiguidade Clássica
   podem ser caracterizadas pela
a) autossuficiência econômica e igualdade de
   direitos políticos entre seus habitantes.
b) disciplina militar imposta a todas as crianças
   durante sua formação escolar.
c) ocupação de territórios herdados de ancestrais
   e definição de leis e moeda próprias.
d) concentração populacional em núcleos urbanos
   e isolamento em relação aos grupos que
   habitavam o meio rural.
e) submissão da sociedade às decisões dos
   governantes       e    adoção     de     modelos
   democráticos de organização política
6 (FUVEST/SP-2007) 45
                        “Num processo em que era acusado e a multidão ateniense atuava como juiz,
     Demóstenes (orador político, 384-322 a. C.) jogou na cara do adversário (também orador político) a
     s seguintes criticas: ‘Sou melhor que Ésquines e mais bem nascido; não gostaria de dar a impressão
     de insultar a pobreza, mas devo dizer que meu quinhão foi, quando criança, frequentar boas
     escolas e ter bastante fortuna para que a necessidade não me obrigasse a trabalhos (...). Tu,
     Ésquines, foi teu destino, quando criança, varrer como um escravo a sala de aula onde o teu pai
     lecionava.’ Demóstenes ganhou triunfalmente o processo.” (Paul Veyne. História da Vida Privada, 1,
     1992)
                    A fala de Demóstenes expressa a:

a)     a transformação política que fez Atenas retornar ao regime aristocrático depois de derrotar
       Esparta na Guerra do Peloponeso.
b)     continuidade dos mesmos valores sociais igualitários que marcaram Atenas a partir do momento
       em que se tornou uma democracia.
c)     valorização da independência econômica e do ócio, imperante não só em Atenas, mas em todo
       o mundo grego antigo.
d)     crítica ao princípio da igualdade entre os cidadãos, mesmo quando a democracia era forma de
       governo dominante em Atenas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3 grecia.gabarito
3 grecia.gabarito3 grecia.gabarito
3 grecia.gabarito
Kerol Brombal
 
Exercicios grecia antiga
Exercicios grecia antigaExercicios grecia antiga
Exercicios grecia antiga
Adail Silva
 
Civilização Greco-Romana - De Minos à Homero
Civilização Greco-Romana - De Minos à HomeroCivilização Greco-Romana - De Minos à Homero
Civilização Greco-Romana - De Minos à Homero
Luiz Valentim
 
Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga
Frederico Marques Sodré
 
Pré barra grécia antiga
Pré barra grécia antigaPré barra grécia antiga
Pré barra grécia antiga
Jorge Marcos Oliveira
 
Exercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano greciaExercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano grecia
Mila E Wlamir
 
Banco de questoes de Historia Completo Prof. Marco Aurelio Gondim [gondim.net]
Banco de questoes de Historia Completo Prof. Marco Aurelio Gondim [gondim.net]Banco de questoes de Historia Completo Prof. Marco Aurelio Gondim [gondim.net]
Banco de questoes de Historia Completo Prof. Marco Aurelio Gondim [gondim.net]
Marco Aurélio Gondim
 
Uem historia geral (1)
Uem   historia geral (1)Uem   historia geral (1)
Uem historia geral (1)
Ligia Amaral
 
Roma Antiga Editado
Roma Antiga EditadoRoma Antiga Editado
Roma Antiga Editado
fernandacarolinestang
 
Mesopotâmia, sumérios, e reino da núbia
Mesopotâmia, sumérios, e reino da núbiaMesopotâmia, sumérios, e reino da núbia
Mesopotâmia, sumérios, e reino da núbia
Eduardo Mariño Rial
 
Exercícios de historia
Exercícios de historiaExercícios de historia
Exercícios de historia
Isabela MF
 
Avaliação história l.fora iv bimestre
Avaliação história l.fora iv bimestreAvaliação história l.fora iv bimestre
Avaliação história l.fora iv bimestre
Juciene Oliveira
 
2012 mesopotâmia
2012 mesopotâmia2012 mesopotâmia
2012 mesopotâmia
MARIANO C7S
 
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigoQuestões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
Zé Knust
 
Td 4 história i
Td 4   história iTd 4   história i
Td 4 história i
MatheusMesquitaMelo
 
Td 2 história i
Td 2   história iTd 2   história i
Td 2 história i
MatheusMesquitaMelo
 
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckmanAspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Eliphas Rodrigues
 
Decadência do Império Romano
Decadência do Império RomanoDecadência do Império Romano
Decadência do Império Romano
Vítor Santos
 
6 ano 3 trimestre exercicios rev provao
6 ano 3 trimestre exercicios rev provao6 ano 3 trimestre exercicios rev provao
6 ano 3 trimestre exercicios rev provao
Carlos Zaranza
 
Forte militar
Forte militarForte militar
Forte militar
Íris Ferreira
 

Mais procurados (20)

3 grecia.gabarito
3 grecia.gabarito3 grecia.gabarito
3 grecia.gabarito
 
Exercicios grecia antiga
Exercicios grecia antigaExercicios grecia antiga
Exercicios grecia antiga
 
Civilização Greco-Romana - De Minos à Homero
Civilização Greco-Romana - De Minos à HomeroCivilização Greco-Romana - De Minos à Homero
Civilização Greco-Romana - De Minos à Homero
 
Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga
 
Pré barra grécia antiga
Pré barra grécia antigaPré barra grécia antiga
Pré barra grécia antiga
 
Exercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano greciaExercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano grecia
 
Banco de questoes de Historia Completo Prof. Marco Aurelio Gondim [gondim.net]
Banco de questoes de Historia Completo Prof. Marco Aurelio Gondim [gondim.net]Banco de questoes de Historia Completo Prof. Marco Aurelio Gondim [gondim.net]
Banco de questoes de Historia Completo Prof. Marco Aurelio Gondim [gondim.net]
 
Uem historia geral (1)
Uem   historia geral (1)Uem   historia geral (1)
Uem historia geral (1)
 
Roma Antiga Editado
Roma Antiga EditadoRoma Antiga Editado
Roma Antiga Editado
 
Mesopotâmia, sumérios, e reino da núbia
Mesopotâmia, sumérios, e reino da núbiaMesopotâmia, sumérios, e reino da núbia
Mesopotâmia, sumérios, e reino da núbia
 
Exercícios de historia
Exercícios de historiaExercícios de historia
Exercícios de historia
 
Avaliação história l.fora iv bimestre
Avaliação história l.fora iv bimestreAvaliação história l.fora iv bimestre
Avaliação história l.fora iv bimestre
 
2012 mesopotâmia
2012 mesopotâmia2012 mesopotâmia
2012 mesopotâmia
 
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigoQuestões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
 
Td 4 história i
Td 4   história iTd 4   história i
Td 4 história i
 
Td 2 história i
Td 2   história iTd 2   história i
Td 2 história i
 
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckmanAspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
 
Decadência do Império Romano
Decadência do Império RomanoDecadência do Império Romano
Decadência do Império Romano
 
6 ano 3 trimestre exercicios rev provao
6 ano 3 trimestre exercicios rev provao6 ano 3 trimestre exercicios rev provao
6 ano 3 trimestre exercicios rev provao
 
Forte militar
Forte militarForte militar
Forte militar
 

Destaque

Provinhas para 2º ano
Provinhas para 2º anoProvinhas para 2º ano
Provinhas para 2º anoSherly Martins
 
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
André Moraes
 
Atividades avaliativas para o 2º ano
Atividades avaliativas para o 2º anoAtividades avaliativas para o 2º ano
Atividades avaliativas para o 2º ano
Eliete Soares E Soares
 
1 República Semana de 1922
1 República Semana de 19221 República Semana de 1922
1 República Semana de 1922
KellyCarvalho2011
 
Ditadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no BrasilDitadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no Brasil
KellyCarvalho2011
 
Exercício 4
Exercício 4Exercício 4
Exercício 4
KellyCarvalho2011
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
KellyCarvalho2011
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
KellyCarvalho2011
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
KellyCarvalho2011
 
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
KellyCarvalho2011
 
2.4 gabarito
2.4 gabarito2.4 gabarito
2.4 gabarito
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
KellyCarvalho2011
 
1.6 gabarito
1.6 gabarito1.6 gabarito
1.6 gabarito
KellyCarvalho2011
 
Prova comentada 2 ano
Prova comentada   2 anoProva comentada   2 ano
Prova comentada 2 ano
KellyCarvalho2011
 
2.5 gabarito
2.5 gabarito2.5 gabarito
2.5 gabarito
KellyCarvalho2011
 
1.4 gabarito
1.4 gabarito1.4 gabarito
1.4 gabarito
KellyCarvalho2011
 
Atividades do curso de história 2 ano
Atividades do curso de história   2 anoAtividades do curso de história   2 ano
Atividades do curso de história 2 ano
KellyCarvalho2011
 
1 prova de historia 3 ano 2012
1 prova de historia   3 ano 20121 prova de historia   3 ano 2012
1 prova de historia 3 ano 2012
KellyCarvalho2011
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
KellyCarvalho2011
 
Nazifascismo
Nazifascismo Nazifascismo
Nazifascismo
KellyCarvalho2011
 

Destaque (20)

Provinhas para 2º ano
Provinhas para 2º anoProvinhas para 2º ano
Provinhas para 2º ano
 
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
 
Atividades avaliativas para o 2º ano
Atividades avaliativas para o 2º anoAtividades avaliativas para o 2º ano
Atividades avaliativas para o 2º ano
 
1 República Semana de 1922
1 República Semana de 19221 República Semana de 1922
1 República Semana de 1922
 
Ditadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no BrasilDitadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no Brasil
 
Exercício 4
Exercício 4Exercício 4
Exercício 4
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
 
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
 
2.4 gabarito
2.4 gabarito2.4 gabarito
2.4 gabarito
 
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
 
1.6 gabarito
1.6 gabarito1.6 gabarito
1.6 gabarito
 
Prova comentada 2 ano
Prova comentada   2 anoProva comentada   2 ano
Prova comentada 2 ano
 
2.5 gabarito
2.5 gabarito2.5 gabarito
2.5 gabarito
 
1.4 gabarito
1.4 gabarito1.4 gabarito
1.4 gabarito
 
Atividades do curso de história 2 ano
Atividades do curso de história   2 anoAtividades do curso de história   2 ano
Atividades do curso de história 2 ano
 
1 prova de historia 3 ano 2012
1 prova de historia   3 ano 20121 prova de historia   3 ano 2012
1 prova de historia 3 ano 2012
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
 
Nazifascismo
Nazifascismo Nazifascismo
Nazifascismo
 

Semelhante a 2 prova de história 2 ano

1 simulado geral antiguidade grega
1 simulado geral antiguidade grega1 simulado geral antiguidade grega
1 simulado geral antiguidade grega
Cristiane Pantoja
 
3˚ano: exercícios Grécia
3˚ano: exercícios Grécia3˚ano: exercícios Grécia
3˚ano: exercícios Grécia
Kerol Brombal
 
Questões simulado 2 bimestre.docx
Questões simulado 2 bimestre.docxQuestões simulado 2 bimestre.docx
Questões simulado 2 bimestre.docx
Diego Rocha
 
História antiga oriental e ocidental
História antiga oriental e ocidentalHistória antiga oriental e ocidental
História antiga oriental e ocidental
Whistoriapi
 
Gabarito 2o simulado-sas-enem_1o_dia
Gabarito 2o simulado-sas-enem_1o_diaGabarito 2o simulado-sas-enem_1o_dia
Gabarito 2o simulado-sas-enem_1o_dia
Isaquel Silva
 
Exercicios antiguidadeclassica1[1]
Exercicios antiguidadeclassica1[1]Exercicios antiguidadeclassica1[1]
Exercicios antiguidadeclassica1[1]
Lúcia Texeira
 
REVISAO - ANTIGUIDADE E MEDIEVALISMO.pptx
REVISAO - ANTIGUIDADE E MEDIEVALISMO.pptxREVISAO - ANTIGUIDADE E MEDIEVALISMO.pptx
REVISAO - ANTIGUIDADE E MEDIEVALISMO.pptx
dawdsoncangussu
 
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e RomaAntiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
Marilia Pimentel
 
Simuladão de história para o paebes 9º ano
Simuladão de história para o paebes 9º anoSimuladão de história para o paebes 9º ano
Simuladão de história para o paebes 9º ano
Merigrei
 
2bimestre-161116215357.pdf
2bimestre-161116215357.pdf2bimestre-161116215357.pdf
2bimestre-161116215357.pdf
Elizeu filho
 
Antiguidade Clássica - História
Antiguidade Clássica - HistóriaAntiguidade Clássica - História
Antiguidade Clássica - História
migueldrj
 
RESOLUÇÃO DE QUESTÕES HISTÓRIA GERAL - INTERAÇÃO.pptx
RESOLUÇÃO DE QUESTÕES HISTÓRIA GERAL - INTERAÇÃO.pptxRESOLUÇÃO DE QUESTÕES HISTÓRIA GERAL - INTERAÇÃO.pptx
RESOLUÇÃO DE QUESTÕES HISTÓRIA GERAL - INTERAÇÃO.pptx
LusFernando224842
 
1º Ano Exercico de história
1º Ano   Exercico de história1º Ano   Exercico de história
1º Ano Exercico de história
Jorge Marcos Oliveira
 
Revisão de história 3º ano
Revisão de história 3º anoRevisão de história 3º ano
Revisão de história 3º ano
eunamahcado
 
Roteiro de grécia antiga
Roteiro de grécia antigaRoteiro de grécia antiga
Roteiro de grécia antiga
Jonas Araújo
 
História Geral e do Brasil
História Geral e do BrasilHistória Geral e do Brasil
História Geral e do Brasil
JHONNYVIANA GEOGRAFIA
 
História grecia-roma
História   grecia-romaHistória   grecia-roma
História grecia-roma
Murilo Cisalpino
 
Grécia.17
Grécia.17Grécia.17
12.grecia antiga 15
12.grecia antiga 1512.grecia antiga 15
12.grecia antiga 15
Jose Ribamar Santos
 
Cidadania e democracia na antiguidade grecia
Cidadania e democracia na antiguidade greciaCidadania e democracia na antiguidade grecia
Cidadania e democracia na antiguidade grecia
Jonas Araújo
 

Semelhante a 2 prova de história 2 ano (20)

1 simulado geral antiguidade grega
1 simulado geral antiguidade grega1 simulado geral antiguidade grega
1 simulado geral antiguidade grega
 
3˚ano: exercícios Grécia
3˚ano: exercícios Grécia3˚ano: exercícios Grécia
3˚ano: exercícios Grécia
 
Questões simulado 2 bimestre.docx
Questões simulado 2 bimestre.docxQuestões simulado 2 bimestre.docx
Questões simulado 2 bimestre.docx
 
História antiga oriental e ocidental
História antiga oriental e ocidentalHistória antiga oriental e ocidental
História antiga oriental e ocidental
 
Gabarito 2o simulado-sas-enem_1o_dia
Gabarito 2o simulado-sas-enem_1o_diaGabarito 2o simulado-sas-enem_1o_dia
Gabarito 2o simulado-sas-enem_1o_dia
 
Exercicios antiguidadeclassica1[1]
Exercicios antiguidadeclassica1[1]Exercicios antiguidadeclassica1[1]
Exercicios antiguidadeclassica1[1]
 
REVISAO - ANTIGUIDADE E MEDIEVALISMO.pptx
REVISAO - ANTIGUIDADE E MEDIEVALISMO.pptxREVISAO - ANTIGUIDADE E MEDIEVALISMO.pptx
REVISAO - ANTIGUIDADE E MEDIEVALISMO.pptx
 
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e RomaAntiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
 
Simuladão de história para o paebes 9º ano
Simuladão de história para o paebes 9º anoSimuladão de história para o paebes 9º ano
Simuladão de história para o paebes 9º ano
 
2bimestre-161116215357.pdf
2bimestre-161116215357.pdf2bimestre-161116215357.pdf
2bimestre-161116215357.pdf
 
Antiguidade Clássica - História
Antiguidade Clássica - HistóriaAntiguidade Clássica - História
Antiguidade Clássica - História
 
RESOLUÇÃO DE QUESTÕES HISTÓRIA GERAL - INTERAÇÃO.pptx
RESOLUÇÃO DE QUESTÕES HISTÓRIA GERAL - INTERAÇÃO.pptxRESOLUÇÃO DE QUESTÕES HISTÓRIA GERAL - INTERAÇÃO.pptx
RESOLUÇÃO DE QUESTÕES HISTÓRIA GERAL - INTERAÇÃO.pptx
 
1º Ano Exercico de história
1º Ano   Exercico de história1º Ano   Exercico de história
1º Ano Exercico de história
 
Revisão de história 3º ano
Revisão de história 3º anoRevisão de história 3º ano
Revisão de história 3º ano
 
Roteiro de grécia antiga
Roteiro de grécia antigaRoteiro de grécia antiga
Roteiro de grécia antiga
 
História Geral e do Brasil
História Geral e do BrasilHistória Geral e do Brasil
História Geral e do Brasil
 
História grecia-roma
História   grecia-romaHistória   grecia-roma
História grecia-roma
 
Grécia.17
Grécia.17Grécia.17
Grécia.17
 
12.grecia antiga 15
12.grecia antiga 1512.grecia antiga 15
12.grecia antiga 15
 
Cidadania e democracia na antiguidade grecia
Cidadania e democracia na antiguidade greciaCidadania e democracia na antiguidade grecia
Cidadania e democracia na antiguidade grecia
 

Mais de KellyCarvalho2011

2 guerra mundial
2 guerra mundial2 guerra mundial
2 guerra mundial
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
KellyCarvalho2011
 
2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito
KellyCarvalho2011
 
1 prova de história 2 ano
1 prova de história   2 ano1 prova de história   2 ano
1 prova de história 2 ano
KellyCarvalho2011
 
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
2 prova das turmas de 2 ano  gabarito2 prova das turmas de 2 ano  gabarito
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
KellyCarvalho2011
 
Prova comentada 3 Ano
Prova comentada  3 AnoProva comentada  3 Ano
Prova comentada 3 Ano
KellyCarvalho2011
 
Tratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhasTratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhas
KellyCarvalho2011
 

Mais de KellyCarvalho2011 (8)

2 guerra mundial
2 guerra mundial2 guerra mundial
2 guerra mundial
 
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
 
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
 
2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito
 
1 prova de história 2 ano
1 prova de história   2 ano1 prova de história   2 ano
1 prova de história 2 ano
 
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
2 prova das turmas de 2 ano  gabarito2 prova das turmas de 2 ano  gabarito
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
 
Prova comentada 3 Ano
Prova comentada  3 AnoProva comentada  3 Ano
Prova comentada 3 Ano
 
Tratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhasTratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhas
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 

2 prova de história 2 ano

  • 1. 2 Prova Bimestral de História  Cotil – Unicamp – 012 Prof. Kelly Carvalho
  • 2. (PUC/SP-2007) 1 “No caso da Grécia, a evolução intelectual que vai de Hesíodo (séc. VIII a. C.) a Aristóteles (séc. IV a. C.) pareceu-nos seguir, no essencial, duas orientações: em primeiro lugar, estabelece-se uma distinção clara entre o mundo da natureza, o mundo humano, o mundo das forças sagradas, sempre mais ou menos mesclados ou aproximados pela imaginação mítica, que às vezes confunde esses diversos domínios (...).” (VERNANT, Jean-Pierre. Mito e Pensamento entre os Gregos. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990,p. 17.) A partir da citação acima e de seus conhecimentos, pode-se afirmar que, no período indicado, os gregos: a) separavam completamente a razão do mito, diferenciando a experiência humana de suas crenças irracionais. b) acreditavam em seus mitos, relacionando-os com acontecimentos reais e usando-os para entender o mundo humano. c) definiram o caráter irracional do ser humano, garantindo plena liberdade de culto e crença religiosa. d) privilegiaram o mundo sagrado em relação ao humano e ao natural, recusando- se a misturar um ao outro.
  • 3. 2 (FGV-2005) A Paz Romana no século I representou: a) a consolidação territorial do Império e a prosperidade das províncias. b) um sinal de fraqueza frente aos bárbaros e a decadência econômica. c) a vitória pessoal de Augusto frente ao Senado militarista. d) o deslocamento do eixo político do Império, de Roma para a Gália. e) o primeiro grande sucesso do Cristianismo e seu pacifismo.
  • 4. 3 (PUC/PR-2007) Após a expansão no Mediterrâneo, a sociedade romana experimentou uma série de mudanças. I. Com o enriquecimento geral da população, não houve mais necessidade de escravos. II. Multiplicou-se o número de desocupados nas cidades, em virtude do aumento da mão de obra escrava. III. A religião sofreu uma grande reforma face às influências monoteístas oriundas do Oriente, já no início do Império. IV. Houve o enriquecimento da minoria patrícia, enquanto que a maioria plebeia empobreceu, aumentando o número de cliente. V. A conquista do Oriente trouxe uma orientalização dos costumes e a tendência a divinização dos imperadores. São afirmações corretas: a) I, II e V. b) I, III e IV. c) I, III e V. d) II, III e IV. e) II, IV e V.
  • 5. 4 (FUVEST-2003) 29 “A história da Antigüidade Clássica é a história das cidades, porém, de cidades baseadas na propriedade da terra e na agricultura.” K. Marx. Formações econômicas pré-capitalistas. Em decorrência da frase de Marx, é correto afirmar que a) os comerciantes eram o setor urbano com maior poder na Antigüidade, mas dependiam da produção agrícola. b) o comércio e as manufaturas eram atividades desconhecidas nas cidades em torno do Mediterrâneo. c) as populações das cidades greco-romanas dependiam da agricultura para a acumulação de riqueza monetária. d) a sociedade urbana greco-romana se caracterizava pela ausência de diferenças sociais. e) os privilégios dos cidadãos das cidades gregas e romanas se originavam da condição de proprietários rurais.
  • 7. 5 (FUVEST-2011) 50 As cidades [do Mediterrâneo antigo] se formaram, opondo-se ao internacionalismo praticado pelas antigas aristocracias. Elas se fecharam e criaram uma identidade própria, que lhes dava força e significado. Norberto Luiz Guarinello, A cidade na Antiguidade Clássica. São Paulo: Atual, p.20, 2006. Adaptado. As cidades-estados gregas da Antiguidade Clássica podem ser caracterizadas pela a) autossuficiência econômica e igualdade de direitos políticos entre seus habitantes. b) disciplina militar imposta a todas as crianças durante sua formação escolar. c) ocupação de territórios herdados de ancestrais e definição de leis e moeda próprias. d) concentração populacional em núcleos urbanos e isolamento em relação aos grupos que habitavam o meio rural. e) submissão da sociedade às decisões dos governantes e adoção de modelos democráticos de organização política
  • 8. 6 (FUVEST/SP-2007) 45 “Num processo em que era acusado e a multidão ateniense atuava como juiz, Demóstenes (orador político, 384-322 a. C.) jogou na cara do adversário (também orador político) a s seguintes criticas: ‘Sou melhor que Ésquines e mais bem nascido; não gostaria de dar a impressão de insultar a pobreza, mas devo dizer que meu quinhão foi, quando criança, frequentar boas escolas e ter bastante fortuna para que a necessidade não me obrigasse a trabalhos (...). Tu, Ésquines, foi teu destino, quando criança, varrer como um escravo a sala de aula onde o teu pai lecionava.’ Demóstenes ganhou triunfalmente o processo.” (Paul Veyne. História da Vida Privada, 1, 1992) A fala de Demóstenes expressa a: a) a transformação política que fez Atenas retornar ao regime aristocrático depois de derrotar Esparta na Guerra do Peloponeso. b) continuidade dos mesmos valores sociais igualitários que marcaram Atenas a partir do momento em que se tornou uma democracia. c) valorização da independência econômica e do ócio, imperante não só em Atenas, mas em todo o mundo grego antigo. d) crítica ao princípio da igualdade entre os cidadãos, mesmo quando a democracia era forma de governo dominante em Atenas.