SlideShare uma empresa Scribd logo
1 Prova
deHistória
  3 Ano
(FUVEST-2007) 42 Nas reivindicações dos
movimentos políticos que levaram à
independência dos países da América
Espanhola, encontram-se alguns traços
comuns. Entre eles, a
  a) proposta de igualdade social e étnica.
  b) proposição de aliança com a França
revolucionária.
  c) defesa da liberdade de comércio.
  d) adoção do voto universal masculino.
  e) decisão de separar o Estado da Igreja.
FUVEST-2005) 36 A Declaração dos Direitos do Homem e
do Cidadão, votada pela Assembléia Nacional Constituinte
francesa, em 26 de agosto de 1789, visava
   a) romper com a Declaração de Independência dos
Estados Unidos, por esta não ter negado a escravidão.
   b) recuperar os ideais cristãos de liberdade e igualdade,
surgidos na época medieval e esquecidos na moderna.
   c) estimular todos os povos a se revoltarem contra seus
governos, para acabar com a desigualdade social.
   d) assinalar os princípios que, inspirados no Iluminismo,
iriam fundar a nova constituição francesa.
   e) pôr em prática o princípio: a todos, segundo suas
necessidades, a cada um, de acordo com sua capacidade.
(FUVEST-2005)42 Qual das afirmações seguintes, sobre o
regime republicano de governo, é verdadeira?
   a) Na Europa, por volta de 1900, era o regime político da
maioria dos países.
   b) O Brasil adotou esse regime político por intervenção
direta dos demais países da América espanhola.
   c) Os Estados Unidos e o Canadá adotaram
simultaneamente o regime referido.
   d) Como regime político, apareceu no mundo ocidental,
pela primeira vez, no século XVIII.
   e) As ex-colônias espanholas da América adotaram tal
regime político antes de sua ex-metrópole.
(FUVEST 2003) 35 Da Independência dos Estados
Unidos (1776), da Revolução Francesa (1789) e do
processo de independência na América Ibérica (1808-
1824), pode-se dizer que todos esses movimentos
    a) decidiram implementar a abolição do trabalho
escravo e da propriedade privada.
    b) tiveram início devido à pressão popular radical e
terminaram sob o peso de execuções em massa.
    c) conseguiram, com o apoio da burguesia
ilustrada, viabilizar a revolução industrial.
    d) adotaram idéias democráticas e defenderam a
superioridade do homem comum.
    e) sofreram influência das idéias ilustradas, mas
variaram no encaminhamento das soluções políticas.
(FUVEST-2004) 37 “A autoridade do príncipe é limitada
pelas leis da natureza e do Estado... O príncipe não pode,
portanto, dispor de seu poder e de seus súditos sem o
consentimento da nação e independentemente da escolha
estabelecida no contrato de submissão...” Diderot, artigo
“Autoridade política”, Enciclopédia, 1751 Tendo por base esse
texto da Enciclopédia, é correto afirmarque o autor
    a) pressupunha, como os demais iluministas, que os
direitos de cidadania política eram iguais para todos os
grupos sociais e étnicos.
    b) propunha o princípio político que estabelecia leis para
legitimar o poder republicano e democrático.
    c) apoiava uma política para o Estado, submetida aos
princípios da escolha dos dirigentes da nação, por meio do
voto universal.
    d) acreditava, como os demais filósofos do Iluminismo, na
revolução armada como único meio para a deposição de
monarcas absolutistas.
    e) defendia, como a maioria dos filósofos iluministas, os
princípios do liberalismo político que se contrapunham aos
regimes absolutistas.
(Fatec-2008) 2“ – O que é o Terror?
    – O Terror, que se tornou oficial durante certo tempo, é o instrumento usado
para reprimir a contrarevolução.” (VOVELLE, Michelle. A Revolução Francesa
explicada à minha
    neta. São Paulo: Editora Unesp, 2007. p. 74.)
    No contexto da Revolução Francesa, o período de setembro de 1793 a julho de
1794 é considerado pelo autor como do “Terror”. Esse período teve como uma de
suas características
    a) a defesa da monarquia constitucional como saída para a grave crise
enfrentada pela França.
    b) a aprovação da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, dentre os
quais se destaca o direito à liberdade pessoal, de pensamento e a igualdade de
tratamento pela lei.
    c) o golpe do 18 brumário, que pôs fim ao governo do Diretório, estabelecendo
um Executivo forte e uma nova Constituição.
    d) a repressão severa à subversão interna, com a execução em massa dos
opositores da revolução, sobretudo os girondinos.
    e) a retirada dos sans-culottes parisienses do poder, que, irritados pela fome e
pelo ódio aos ricos, desestabilizavam a Revolução.
(UFMG – 2008) 26
    Leia este trecho:
    “[As] camadas sociais elevadas, que se pretendem úteis às outras, são de
fato úteis a si mesmas, à custa das outras [...] Saiba ele [o jovem Emílio] que o
homem é naturalmente bom [...], mas veja ele como a sociedade deprava e
perverte os homens, descubra no preconceito a fonte de todos os vícios dos
homens; seja levado a estimar cada indivíduo, mas despreze a multidão; veja
que todos os homens carregam mais ou menos a mesma máscara, mas saiba
também que existem rostos mais belos do que a máscara que os cobre.”
ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emílio ou Da educação. São Paulo: Martins Fontes,
1985. p. 311.
    A partir dessa leitura e considerando-se outros conhecimentos sobre o
assunto, é CORRETO afirmar que o autor
    A) compreende que os preconceitos do homem são inatos e responsáveis
pelos infortúnios sociais e pelas máscaras de que este se reveste.
    B) considera a sociedade responsável pela corrupção do homem, pois cria
uma ordem em que uns vivem às custas dos outros e gera vícios.
    C) deseja que seu discípulo seja como os homens do seu tempo e,
abraçando as máscaras e os preconceitos, contribua para a coesão da
sociedade.
    D) faz uma defesa do homem e da sociedade do seu tempo, em que, graças
à Revolução Francesa, se promoveu uma igualdade social ímpar.
(FATEC – 2007) Artigo 6 – A lei é a expressão da vontade geral; todos os
cidadãos têm o direito de concorrer, pessoalmente ou por seus
representantes, à sua formação; ela deve ser a mesma para todos, seja
protegendo, seja punindo. Todos os cidadãos, sendo iguais a seus olhos, são
igualmente admissíveis a todas as dignidades, lugares e empregos públicos,
segundo sua capacidade e sem outras distinções que as de suas virtudes e
de seus talentos. (Declaração dos direitos do homem e do cidadão, 26 de
agosto de 1789.)
   O artigo acima estava diretamente relacionado aos ideais
   a) socialistas que fizeram parte da Revolução Mexicana.
   b) capitalistas que fizeram parte da Independência dos EUA.
   c) comunistas que fizeram parte da Revolução Russa.
   d) iluministas que fizeram parte da Revolução Francesa.
   e) anarquistas que fizeram parte da Inconfidência Mineira.
(UFMG – 2008) 26
    Leia este trecho:
    “[As] camadas sociais elevadas, que se pretendem úteis às outras,
são de fato úteis a si mesmas, à custa das outras [...] Saiba ele [o jovem
Emílio] que o homem é naturalmente bom [...], mas veja ele como a
sociedade deprava e perverte os homens, descubra no preconceito a
fonte de todos os vícios dos homens; seja levado a estimar cada
indivíduo, mas despreze a multidão; veja que todos os homens
carregam mais ou menos a mesma máscara, mas saiba também que
existem rostos mais belos do que a máscara que os cobre.” ROUSSEAU,
Jean-Jacques. Emílio ou Da educação. São Paulo: Martins Fontes, 1985.
p. 311.
    A partir dessa leitura e considerando-se outros conhecimentos
sobre o assunto, é CORRETO afirmar que o autor
    A) compreende que os preconceitos do homem NÃO são inatos e
responsáveis pelos infortúnios sociais e pelas máscaras de que este se
reveste.
    B) considera a sociedade responsável pela corrupção do homem,
pois cria uma ordem em que uns vivem às custas dos outros e gera
vícios. (PRECONCEITO QUE GERA VÍCIOS)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades sobre o iluminismo
Atividades sobre o iluminismoAtividades sobre o iluminismo
Atividades sobre o iluminismo
Alcineia Pires
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Kerol Brombal
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
João Medeiros
 
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º anoIluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
Thais Ribeiro
 
Historia Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8anoHistoria Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8ano
Leonardo Caputo
 
Absolutismo Monárquico 2019
Absolutismo Monárquico 2019Absolutismo Monárquico 2019
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Laboratório de História
 
8ª Ano Unidade 4 Resp p100
8ª Ano Unidade 4 Resp p1008ª Ano Unidade 4 Resp p100
8ª Ano Unidade 4 Resp p100
SEMEC
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
José Gomes
 
Iluminismo
Iluminismo Iluminismo
Iluminismo
Edenilson Morais
 
10
1010
Um século de mudanças - O iluminismo
Um século de mudanças - O iluminismoUm século de mudanças - O iluminismo
Um século de mudanças - O iluminismo
Zé Mário
 
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
deividyalves
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
A crise do antigo regime o iluminismo
A crise do antigo regime   o iluminismoA crise do antigo regime   o iluminismo
A crise do antigo regime o iluminismo
martinha10
 
O iluminismo e a sociedade
O iluminismo e a sociedadeO iluminismo e a sociedade
O iluminismo e a sociedade
Fernanda Carvalho
 
Iluminismo 2010
Iluminismo 2010Iluminismo 2010
Iluminismo 2010
BriefCase
 
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
Laboratório de História
 
Introdução fundamentos e bases da sociologia 2020
Introdução fundamentos e bases da sociologia 2020Introdução fundamentos e bases da sociologia 2020
Introdução fundamentos e bases da sociologia 2020
firminomaissociologiafilosofia2019
 
O Porto Nas Lutas Pela Liberdade
O Porto Nas Lutas Pela LiberdadeO Porto Nas Lutas Pela Liberdade
O Porto Nas Lutas Pela Liberdade
Luisa Lamas
 

Mais procurados (20)

Atividades sobre o iluminismo
Atividades sobre o iluminismoAtividades sobre o iluminismo
Atividades sobre o iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º anoIluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
 
Historia Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8anoHistoria Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8ano
 
Absolutismo Monárquico 2019
Absolutismo Monárquico 2019Absolutismo Monárquico 2019
Absolutismo Monárquico 2019
 
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
 
8ª Ano Unidade 4 Resp p100
8ª Ano Unidade 4 Resp p1008ª Ano Unidade 4 Resp p100
8ª Ano Unidade 4 Resp p100
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
Iluminismo
Iluminismo Iluminismo
Iluminismo
 
10
1010
10
 
Um século de mudanças - O iluminismo
Um século de mudanças - O iluminismoUm século de mudanças - O iluminismo
Um século de mudanças - O iluminismo
 
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
A crise do antigo regime o iluminismo
A crise do antigo regime   o iluminismoA crise do antigo regime   o iluminismo
A crise do antigo regime o iluminismo
 
O iluminismo e a sociedade
O iluminismo e a sociedadeO iluminismo e a sociedade
O iluminismo e a sociedade
 
Iluminismo 2010
Iluminismo 2010Iluminismo 2010
Iluminismo 2010
 
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
 
Introdução fundamentos e bases da sociologia 2020
Introdução fundamentos e bases da sociologia 2020Introdução fundamentos e bases da sociologia 2020
Introdução fundamentos e bases da sociologia 2020
 
O Porto Nas Lutas Pela Liberdade
O Porto Nas Lutas Pela LiberdadeO Porto Nas Lutas Pela Liberdade
O Porto Nas Lutas Pela Liberdade
 

Destaque

Geografia 3 ano
Geografia 3 anoGeografia 3 ano
Geografia 3 ano
Junior Oliveira
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
KellyCarvalho2011
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
KellyCarvalho2011
 
1 República Semana de 1922
1 República Semana de 19221 República Semana de 1922
1 República Semana de 1922
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral - Turma 1.5
2 Prova Semestral - Turma 1.52 Prova Semestral - Turma 1.5
2 Prova Semestral - Turma 1.5
KellyCarvalho2011
 
Exercício 4
Exercício 4Exercício 4
Exercício 4
KellyCarvalho2011
 
Ditadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no BrasilDitadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no Brasil
KellyCarvalho2011
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
KellyCarvalho2011
 
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
KellyCarvalho2011
 
Prova comentada 2 ano
Prova comentada   2 anoProva comentada   2 ano
Prova comentada 2 ano
KellyCarvalho2011
 
1.6 gabarito
1.6 gabarito1.6 gabarito
1.6 gabarito
KellyCarvalho2011
 
2.5 gabarito
2.5 gabarito2.5 gabarito
2.5 gabarito
KellyCarvalho2011
 
1.4 gabarito
1.4 gabarito1.4 gabarito
1.4 gabarito
KellyCarvalho2011
 
Atividades do curso de história 2 ano
Atividades do curso de história   2 anoAtividades do curso de história   2 ano
Atividades do curso de história 2 ano
KellyCarvalho2011
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
KellyCarvalho2011
 
2 prova de história 2 ano
2 prova de história   2 ano2 prova de história   2 ano
2 prova de história 2 ano
KellyCarvalho2011
 
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
KellyCarvalho2011
 
Nazifascismo
Nazifascismo Nazifascismo
Nazifascismo
KellyCarvalho2011
 
2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito
KellyCarvalho2011
 

Destaque (20)

Geografia 3 ano
Geografia 3 anoGeografia 3 ano
Geografia 3 ano
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
 
1 República Semana de 1922
1 República Semana de 19221 República Semana de 1922
1 República Semana de 1922
 
2 Prova Semestral - Turma 1.5
2 Prova Semestral - Turma 1.52 Prova Semestral - Turma 1.5
2 Prova Semestral - Turma 1.5
 
Exercício 4
Exercício 4Exercício 4
Exercício 4
 
Ditadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no BrasilDitadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no Brasil
 
Exercícios e materia da prova
Exercícios e materia da provaExercícios e materia da prova
Exercícios e materia da prova
 
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N2 Prova Semestral - Turma 3.3N
2 Prova Semestral - Turma 3.3N
 
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
SBPC – São Luís do Maranhão - Cotil/Unicamp 2012
 
Prova comentada 2 ano
Prova comentada   2 anoProva comentada   2 ano
Prova comentada 2 ano
 
1.6 gabarito
1.6 gabarito1.6 gabarito
1.6 gabarito
 
2.5 gabarito
2.5 gabarito2.5 gabarito
2.5 gabarito
 
1.4 gabarito
1.4 gabarito1.4 gabarito
1.4 gabarito
 
Atividades do curso de história 2 ano
Atividades do curso de história   2 anoAtividades do curso de história   2 ano
Atividades do curso de história 2 ano
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
 
2 prova de história 2 ano
2 prova de história   2 ano2 prova de história   2 ano
2 prova de história 2 ano
 
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
2 Prova semestral de História - 1.6 gabarito
 
Nazifascismo
Nazifascismo Nazifascismo
Nazifascismo
 
2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito
 

Semelhante a 1 prova de historia 3 ano 2012

Exercícios sobre as ideologias do século XIX
Exercícios sobre as ideologias do século XIXExercícios sobre as ideologias do século XIX
Exercícios sobre as ideologias do século XIX
Acrópole - História & Educação
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Valeria Kosicki
 
Prova 8ºa 1º bi
Prova 8ºa   1º biProva 8ºa   1º bi
Prova 8ºa 1º bi
Íris Ferreira
 
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.
6079winstonsmith
 
Exercicios sobre o iluminismo
Exercicios sobre o iluminismoExercicios sobre o iluminismo
Exercicios sobre o iluminismo
Thais Ribeiro
 
Revolução francesa.pptx
Revolução francesa.pptxRevolução francesa.pptx
Revolução francesa.pptx
ElpidioFloriano
 
Socialismo, Comunismo, história e religião
Socialismo, Comunismo, história e religiãoSocialismo, Comunismo, história e religião
Socialismo, Comunismo, história e religião
ElielCardoso6
 
AVALIAÇÃO HISTÓRIA ILUMINISMO E DESPOTISMO ESCLARECIDO
AVALIAÇÃO HISTÓRIA  ILUMINISMO E DESPOTISMO ESCLARECIDOAVALIAÇÃO HISTÓRIA  ILUMINISMO E DESPOTISMO ESCLARECIDO
AVALIAÇÃO HISTÓRIA ILUMINISMO E DESPOTISMO ESCLARECIDO
Acrópole - História & Educação
 
Direitos humanos e Cidadania Prof. Fernanda.pptx
Direitos humanos e Cidadania Prof. Fernanda.pptxDireitos humanos e Cidadania Prof. Fernanda.pptx
Direitos humanos e Cidadania Prof. Fernanda.pptx
Fernanda Castello
 
Direitos,cidadania e movimentos sociais
Direitos,cidadania e movimentos sociaisDireitos,cidadania e movimentos sociais
Direitos,cidadania e movimentos sociais
Eralda Cruz
 
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptxSOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
dawdsoncangussu
 
AULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docxAULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docx
Prof. Noe Assunção
 
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdfhistoria_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
RAFAELASCARI1
 
6dssssssssdsfggsgssggsdsggdsgf17184.pptx
6dssssssssdsfggsgssggsdsggdsgf17184.pptx6dssssssssdsfggsgssggsdsggdsgf17184.pptx
6dssssssssdsfggsgssggsdsggdsgf17184.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
Anarquismo e Socialismo Utópico
Anarquismo e Socialismo UtópicoAnarquismo e Socialismo Utópico
Anarquismo e Socialismo Utópico
Carla Brígida
 
Sociologia direitosa humanos e cidadania
Sociologia   direitosa humanos e cidadaniaSociologia   direitosa humanos e cidadania
Sociologia direitosa humanos e cidadania
Gustavo Soares
 
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.pptOs Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
ssuser4d9949
 
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.pptOs Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
DefesaCivildeMinasGe
 
Os direitos humanos e a cidadania
Os direitos humanos e a cidadaniaOs direitos humanos e a cidadania
Os direitos humanos e a cidadania
DaniNascimento13
 
Os direitos humanos e a cidadania (1)
Os direitos humanos e a cidadania (1)Os direitos humanos e a cidadania (1)
Os direitos humanos e a cidadania (1)
MaryahdeOliveira
 

Semelhante a 1 prova de historia 3 ano 2012 (20)

Exercícios sobre as ideologias do século XIX
Exercícios sobre as ideologias do século XIXExercícios sobre as ideologias do século XIX
Exercícios sobre as ideologias do século XIX
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Prova 8ºa 1º bi
Prova 8ºa   1º biProva 8ºa   1º bi
Prova 8ºa 1º bi
 
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.
 
Exercicios sobre o iluminismo
Exercicios sobre o iluminismoExercicios sobre o iluminismo
Exercicios sobre o iluminismo
 
Revolução francesa.pptx
Revolução francesa.pptxRevolução francesa.pptx
Revolução francesa.pptx
 
Socialismo, Comunismo, história e religião
Socialismo, Comunismo, história e religiãoSocialismo, Comunismo, história e religião
Socialismo, Comunismo, história e religião
 
AVALIAÇÃO HISTÓRIA ILUMINISMO E DESPOTISMO ESCLARECIDO
AVALIAÇÃO HISTÓRIA  ILUMINISMO E DESPOTISMO ESCLARECIDOAVALIAÇÃO HISTÓRIA  ILUMINISMO E DESPOTISMO ESCLARECIDO
AVALIAÇÃO HISTÓRIA ILUMINISMO E DESPOTISMO ESCLARECIDO
 
Direitos humanos e Cidadania Prof. Fernanda.pptx
Direitos humanos e Cidadania Prof. Fernanda.pptxDireitos humanos e Cidadania Prof. Fernanda.pptx
Direitos humanos e Cidadania Prof. Fernanda.pptx
 
Direitos,cidadania e movimentos sociais
Direitos,cidadania e movimentos sociaisDireitos,cidadania e movimentos sociais
Direitos,cidadania e movimentos sociais
 
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptxSOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
 
AULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docxAULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docx
 
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdfhistoria_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
 
6dssssssssdsfggsgssggsdsggdsgf17184.pptx
6dssssssssdsfggsgssggsdsggdsgf17184.pptx6dssssssssdsfggsgssggsdsggdsgf17184.pptx
6dssssssssdsfggsgssggsdsggdsgf17184.pptx
 
Anarquismo e Socialismo Utópico
Anarquismo e Socialismo UtópicoAnarquismo e Socialismo Utópico
Anarquismo e Socialismo Utópico
 
Sociologia direitosa humanos e cidadania
Sociologia   direitosa humanos e cidadaniaSociologia   direitosa humanos e cidadania
Sociologia direitosa humanos e cidadania
 
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.pptOs Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
 
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.pptOs Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
 
Os direitos humanos e a cidadania
Os direitos humanos e a cidadaniaOs direitos humanos e a cidadania
Os direitos humanos e a cidadania
 
Os direitos humanos e a cidadania (1)
Os direitos humanos e a cidadania (1)Os direitos humanos e a cidadania (1)
Os direitos humanos e a cidadania (1)
 

Mais de KellyCarvalho2011

2 guerra mundial
2 guerra mundial2 guerra mundial
2 guerra mundial
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
KellyCarvalho2011
 
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
KellyCarvalho2011
 
1 prova de história 2 ano
1 prova de história   2 ano1 prova de história   2 ano
1 prova de história 2 ano
KellyCarvalho2011
 
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
2 prova das turmas de 2 ano  gabarito2 prova das turmas de 2 ano  gabarito
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
KellyCarvalho2011
 
Prova comentada 3 Ano
Prova comentada  3 AnoProva comentada  3 Ano
Prova comentada 3 Ano
KellyCarvalho2011
 
Tratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhasTratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhas
KellyCarvalho2011
 

Mais de KellyCarvalho2011 (8)

2 guerra mundial
2 guerra mundial2 guerra mundial
2 guerra mundial
 
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
2 Prova Semestral - 2.6 gabarito
 
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
 
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
2 Prova Semestral - 1.4 Gabarito
 
1 prova de história 2 ano
1 prova de história   2 ano1 prova de história   2 ano
1 prova de história 2 ano
 
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
2 prova das turmas de 2 ano  gabarito2 prova das turmas de 2 ano  gabarito
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
 
Prova comentada 3 Ano
Prova comentada  3 AnoProva comentada  3 Ano
Prova comentada 3 Ano
 
Tratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhasTratado de tordesilhas
Tratado de tordesilhas
 

Último

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 

1 prova de historia 3 ano 2012

  • 2. (FUVEST-2007) 42 Nas reivindicações dos movimentos políticos que levaram à independência dos países da América Espanhola, encontram-se alguns traços comuns. Entre eles, a a) proposta de igualdade social e étnica. b) proposição de aliança com a França revolucionária. c) defesa da liberdade de comércio. d) adoção do voto universal masculino. e) decisão de separar o Estado da Igreja.
  • 3. FUVEST-2005) 36 A Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, votada pela Assembléia Nacional Constituinte francesa, em 26 de agosto de 1789, visava a) romper com a Declaração de Independência dos Estados Unidos, por esta não ter negado a escravidão. b) recuperar os ideais cristãos de liberdade e igualdade, surgidos na época medieval e esquecidos na moderna. c) estimular todos os povos a se revoltarem contra seus governos, para acabar com a desigualdade social. d) assinalar os princípios que, inspirados no Iluminismo, iriam fundar a nova constituição francesa. e) pôr em prática o princípio: a todos, segundo suas necessidades, a cada um, de acordo com sua capacidade.
  • 4. (FUVEST-2005)42 Qual das afirmações seguintes, sobre o regime republicano de governo, é verdadeira? a) Na Europa, por volta de 1900, era o regime político da maioria dos países. b) O Brasil adotou esse regime político por intervenção direta dos demais países da América espanhola. c) Os Estados Unidos e o Canadá adotaram simultaneamente o regime referido. d) Como regime político, apareceu no mundo ocidental, pela primeira vez, no século XVIII. e) As ex-colônias espanholas da América adotaram tal regime político antes de sua ex-metrópole.
  • 5. (FUVEST 2003) 35 Da Independência dos Estados Unidos (1776), da Revolução Francesa (1789) e do processo de independência na América Ibérica (1808- 1824), pode-se dizer que todos esses movimentos a) decidiram implementar a abolição do trabalho escravo e da propriedade privada. b) tiveram início devido à pressão popular radical e terminaram sob o peso de execuções em massa. c) conseguiram, com o apoio da burguesia ilustrada, viabilizar a revolução industrial. d) adotaram idéias democráticas e defenderam a superioridade do homem comum. e) sofreram influência das idéias ilustradas, mas variaram no encaminhamento das soluções políticas.
  • 6. (FUVEST-2004) 37 “A autoridade do príncipe é limitada pelas leis da natureza e do Estado... O príncipe não pode, portanto, dispor de seu poder e de seus súditos sem o consentimento da nação e independentemente da escolha estabelecida no contrato de submissão...” Diderot, artigo “Autoridade política”, Enciclopédia, 1751 Tendo por base esse texto da Enciclopédia, é correto afirmarque o autor a) pressupunha, como os demais iluministas, que os direitos de cidadania política eram iguais para todos os grupos sociais e étnicos. b) propunha o princípio político que estabelecia leis para legitimar o poder republicano e democrático. c) apoiava uma política para o Estado, submetida aos princípios da escolha dos dirigentes da nação, por meio do voto universal. d) acreditava, como os demais filósofos do Iluminismo, na revolução armada como único meio para a deposição de monarcas absolutistas. e) defendia, como a maioria dos filósofos iluministas, os princípios do liberalismo político que se contrapunham aos regimes absolutistas.
  • 7. (Fatec-2008) 2“ – O que é o Terror? – O Terror, que se tornou oficial durante certo tempo, é o instrumento usado para reprimir a contrarevolução.” (VOVELLE, Michelle. A Revolução Francesa explicada à minha neta. São Paulo: Editora Unesp, 2007. p. 74.) No contexto da Revolução Francesa, o período de setembro de 1793 a julho de 1794 é considerado pelo autor como do “Terror”. Esse período teve como uma de suas características a) a defesa da monarquia constitucional como saída para a grave crise enfrentada pela França. b) a aprovação da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, dentre os quais se destaca o direito à liberdade pessoal, de pensamento e a igualdade de tratamento pela lei. c) o golpe do 18 brumário, que pôs fim ao governo do Diretório, estabelecendo um Executivo forte e uma nova Constituição. d) a repressão severa à subversão interna, com a execução em massa dos opositores da revolução, sobretudo os girondinos. e) a retirada dos sans-culottes parisienses do poder, que, irritados pela fome e pelo ódio aos ricos, desestabilizavam a Revolução.
  • 8. (UFMG – 2008) 26 Leia este trecho: “[As] camadas sociais elevadas, que se pretendem úteis às outras, são de fato úteis a si mesmas, à custa das outras [...] Saiba ele [o jovem Emílio] que o homem é naturalmente bom [...], mas veja ele como a sociedade deprava e perverte os homens, descubra no preconceito a fonte de todos os vícios dos homens; seja levado a estimar cada indivíduo, mas despreze a multidão; veja que todos os homens carregam mais ou menos a mesma máscara, mas saiba também que existem rostos mais belos do que a máscara que os cobre.” ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emílio ou Da educação. São Paulo: Martins Fontes, 1985. p. 311. A partir dessa leitura e considerando-se outros conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar que o autor A) compreende que os preconceitos do homem são inatos e responsáveis pelos infortúnios sociais e pelas máscaras de que este se reveste. B) considera a sociedade responsável pela corrupção do homem, pois cria uma ordem em que uns vivem às custas dos outros e gera vícios. C) deseja que seu discípulo seja como os homens do seu tempo e, abraçando as máscaras e os preconceitos, contribua para a coesão da sociedade. D) faz uma defesa do homem e da sociedade do seu tempo, em que, graças à Revolução Francesa, se promoveu uma igualdade social ímpar.
  • 9. (FATEC – 2007) Artigo 6 – A lei é a expressão da vontade geral; todos os cidadãos têm o direito de concorrer, pessoalmente ou por seus representantes, à sua formação; ela deve ser a mesma para todos, seja protegendo, seja punindo. Todos os cidadãos, sendo iguais a seus olhos, são igualmente admissíveis a todas as dignidades, lugares e empregos públicos, segundo sua capacidade e sem outras distinções que as de suas virtudes e de seus talentos. (Declaração dos direitos do homem e do cidadão, 26 de agosto de 1789.) O artigo acima estava diretamente relacionado aos ideais a) socialistas que fizeram parte da Revolução Mexicana. b) capitalistas que fizeram parte da Independência dos EUA. c) comunistas que fizeram parte da Revolução Russa. d) iluministas que fizeram parte da Revolução Francesa. e) anarquistas que fizeram parte da Inconfidência Mineira.
  • 10. (UFMG – 2008) 26 Leia este trecho: “[As] camadas sociais elevadas, que se pretendem úteis às outras, são de fato úteis a si mesmas, à custa das outras [...] Saiba ele [o jovem Emílio] que o homem é naturalmente bom [...], mas veja ele como a sociedade deprava e perverte os homens, descubra no preconceito a fonte de todos os vícios dos homens; seja levado a estimar cada indivíduo, mas despreze a multidão; veja que todos os homens carregam mais ou menos a mesma máscara, mas saiba também que existem rostos mais belos do que a máscara que os cobre.” ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emílio ou Da educação. São Paulo: Martins Fontes, 1985. p. 311. A partir dessa leitura e considerando-se outros conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar que o autor A) compreende que os preconceitos do homem NÃO são inatos e responsáveis pelos infortúnios sociais e pelas máscaras de que este se reveste. B) considera a sociedade responsável pela corrupção do homem, pois cria uma ordem em que uns vivem às custas dos outros e gera vícios. (PRECONCEITO QUE GERA VÍCIOS)