SlideShare uma empresa Scribd logo
História 7º ano Prof. Carla Freitas

Consequências das Invasões
Instabilidade Política
Regressão da Economia
Insegurança
Guerra
 Incapacidade dos reis para organizarem a defesa
 Reforço do poder dos nobres (exército próprio)
Relembra
REGRESSÃO
ECONÓMICA
A POPULAÇÃO DECRESCEU
A PRODUÇÃO
AGRÍCOLA DIMINUIU
O COMÉRCIO
ENFRAQUECEU
AS CIDADES
PERDERAM
IMPORTÂNCIA.
Prática do pousio
Instrumentos e técnicas rudimentares
Pouca utilização de adubos
Terras cansadas
Maior parte da
população
concentra-se nos
campos
Economia de
subsistência
Regiões
autossuficientes

P
r
i
v
i
l
e
g
i
a
d
o
s
Sociedade Trinitária

Sociedade Feudal
Hierarquizada  Sociedade dividida em
camadas, que se sobrepõem
umas às outras de acordo
com o seu grau de poder e de
riqueza.
Estratificada Classificação das pessoas em
grupos com base em condições
socioeconómicas comuns. Esta
estrutura era reflexo da
estrutura celeste.
Fechada Quem nascia numa família de
servos ou de nobres deveriam
permanecer nessas condições para
sempre, o mesmo acontecendo com
gerações seguintes
A outra classe é a dos não livres. Esta raça de
infelizes nada possui sem sofrimento. São eles
quem fornece a todos provisões e vestuário; por
isso nenhum homem livre poderia viver sem eles.
Aos membros do clero, Deus manda ensinar a
manter a verdadeira fé e a ministrar a sagrada
água do baptismo(...). Devem, sem cessar, rezar
pelo bem do povo.
Os nobres são os guerreiros, os protectores das
igrejas. Defendem todos os homens, grandes e
pequenos (...)
Rezar
Lutar
Trabalhar

REGULAR
BISPOS
PÁROCOS
Vivem com a
população
ABADES
MONGES
Vivem nos
Conventos
e
Mosteiros
ALTO
CLERO
BAIXO
CLERO
Clero

Prestavam assistência às populações.
Pobres
Doentes
Peregrinos
Atividades

IGREJA
HOSPEDARIA
ENFERMARIAREFEITÓRIOPOMAR
HORTA
SCRIPTÓRIO
DORMITÓRIO
CLAUSTROS
Um Mosteiro na Idade Média

Oravam
Trabalhavam nos campos
Estudavam
Copiavam livros
Ensinavam
Nos Mosteiros

Comunidades de cavaleiros unidos por um modo de vida religioso,
semelhante ao dos monges
Lutavam em nome de Deus contra os muçulmanos.
Ordens Religiosas Militares

Eram portadores de armas benzidas pelo clero.
Eram vistos como cavaleiros puros e espirituais ao serviço de Cristo e da
cristandade.
Pertenciam a diversas ordens religiosas
Participavam nas CRUZADAS
Luta contra os muçulmanos
Cruzados

Era independente do domínio dos grandes senhores e reis
A nomeação dos bispos e abades era competência exclusiva da igreja.
Forçou a submissão dos reis à autoridade da igreja.
Efetuava a coroação dos soberanos
Coroação de Carlos Magno Coroação de Henrique IV de Inglaterra
Igreja

Nobreza

Tinham exército
próprio
Aplicavam a
justiça
Recebiam
impostos
Cunhavam
moeda
Nobreza
Privilégios/Poderes

Torneios/Justas
CaçaJogos de tabuleiro
Atividades Recreativas

Para evitar a frequência dessas guerras instituiu-se:
► Paz de Deus – proibição de atacar pessoas indefesas
► Tréguas de Deus – proibição de fazer guerra em determinados períodos
do calendário litúrgico.
Guerras Privadas

Domínio Senhorial/Senhorio
Reserva:
•Habitação do Senhor
•Terrenos de cultivo do
senhor (onde trabalhavam
os servos)
•Forno, moinho e lagar
Mansos
•Habitações dos
camponeses colonos
•Terrenos arrendados aos
colonos

“A base da alimentação dos ricos era a carne. Ao lado das
carnes de matadouro ou carnes gordas – vaca, porco,
carneiro, cabrito – consumia-se largamente caça e criação,
que não variava muito da de hoje: galinhas, patos, gansos,
pombos, faisões, pavões, rolas e coelhos,(…).”
Nobreza & Clero
Alimentação

Nobreza
Habitação

Greguescos – Calções largos, vestidos por baixo
de túnicas.
Pelotes – Forrados com peles ou seda, eram
usados como coberturas para as pernas, por baixo
das túnicas.
Saios – Vestidos sem botões que chegavam à
altura do joelho.
Capa – Curtas ou longas, eram obrigatórias nas
viagens.
Capuz – Cobriam a cabeça.
Túnicas – Fechadas desde o pescoço e apertadas
na cintura.
Gloneles – Vestido com mangas largas.
Polainas – Meias tricotadas.
Brial – antiga roupa íntima, pregada por alfinetes,
que chegava até à altura dos joelhos.
Nobreza
Vestuário/Homens

Vasquinha -Vestido justo, com pequenos decotes
e ornamentados com joias em ouro na cintura.
Sobreveste – Casaquinho com ou sem mangas,
vestia-se por cima da vasquinha, abrilhantando o
traje.
Túnicas –Largas com mangas afuniladas e
estreitavam perto do pulso.
Mantos ou véus – Cobriam a cabeça e
acompanhavam as túnicas.
Capa – Curtas ou longas, eram obrigatórias nas
viagens.
Polainas – Meias tricotadas.
Toucas – Cobriam a cabeça, feitas de tecido fino e
eram utilizadas por baixo de um véu.
Mantilhas - Peça de tecido fino que recobria a
cabeça, o cabelo e o pescoço, como sinal de
retidão moral.
Nobreza
Vestuário /Mulheres

Sem privilégios têm vários deveres:
Povo

Guardar cereais
Tratar dos animais
Tratar dos campos
Povo
Trabalhos Agrícolas

Pagamentos em
Géneros ou Moeda
•Arrendamento;
•Corveias (dias de
trabalho);
•Banalidades (uso do
moinho, forno, etc.);
•Dízima (Igreja)
Povo/Tributos

“As pessoas do povo, em França, bebem apenas água e comem
maçãs com pão escuro de centeio. Não comem carne, salvo
algumas vezes, um pouco de toucinho ou as tripas e a cabeça dos
animais que matam para os nobres (...)”
Povo
Alimentação

PLANTA DE UMA CASA DE CAMPONÊS
1 – Banco-arca 2 – Armário 3 – Leito fechado 4 – Arca
5 – Lareira 6 – Banco 7 – Mesa arca
Povo
Vestuário e Habitação
SAIO
GREVAS

Feudalismo

Feudalismo
SUSERANO
VASSALO
Proteção
Feudo
Auxílio militar
Conselho e fidelidade
Relações Feudais

Homenagem
Juramento
Investidura
Entrega do Feudo
Contrato de Vassalagem
Cerimónia
Feudo –Benefício que o senhor doava a um
nobre, era muitas vezes uma área
territorial.

O vassalo ao receber as terras:
 tornava-se senhor das terras, que recebia
mas não era proprietário do feudo.
 Podia doar parte dessas terras a um outro
homem, e assim tornar-se também
suserano ou senhor mas...
 Estava proibido de vender a terra.
 Só a partir do século IX se tornou um bem
hereditário.
Contrato de Vassalagem
Deveres e Obrigações
 Cruzados – Membros de ordens militares religiosas ou nobres que participavam
nas cruzadas.
 Reserva senhorial – Terra do domínio senhorial explorada diretamente pelo
senhor e donde lhe provinha o seu rpincipal rendimento. Incluía as terras mais
férteis, o lagar, o forno, o moinho, etc.
 Mansos – Pequena extensão de terra entregue a um camponês pelo senhor, para
garantir o seu sustento mediante.
 Colono – Camponês livre que cultiva o manso mediante um pagamento.
 Servos– Camponês não-livre dependente do senhor, era considerado parte
integrante da propriedade.
 Banalidades – Utilização (obrigatória ou livre) pelos vassalos das coisas que
pertenciam ao senhor feudal, por meio de pagamento.
 Corveias – Trabalho gratuito que os servos prestavam ao senhor feudal durante
certo número de dias.
 Vassalo – No feudalismo, indivíduo ligado a um suserano por juramento de fé e
homenagem; ficava na dependência de um senhoir mais poderoso, o que
implicava um conjunto de direitos e deveres.
 Suserano – Senhor feudal que possuía um feudo de que dependiam outros
feudos.
 Feudo – Terra, renda, cargo ou função atríbuida por um senhor a um vassalo.
 Feudalismo – Sistema económico, político e social que se fundamenta
basicamente sobre a propriedade da terra e se baseia em relações de dependência
mútua.
Conceitos a Reter
Metas
O que deves saber desta matéria
1. Justificar a regressão da economia na
Idade média.
2. Identificar os principais grupos sociais, sua
composição e funções.
3. Descrever um domínio senhorial.
4. Caracterizar as condições de vida do
povo.
5. Definir feudalismo.
6. Explicar em que consiste um contrato de
vassalagem.
7. Descrever a relação entre suserano e
vassalo.
E a seguir...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Feudalismo Prof Medeiros 2015
O Feudalismo Prof Medeiros 2015O Feudalismo Prof Medeiros 2015
O Feudalismo Prof Medeiros 2015
João Medeiros
 
O fim do Império Romano
O fim do Império RomanoO fim do Império Romano
O fim do Império Romano
Patrícia Costa Grigório
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Fatima Freitas
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
joana71
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
Geová da Silva
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
edna2
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
Janayna Lira
 
Feudalismo (476-1453)
Feudalismo (476-1453)Feudalismo (476-1453)
Feudalismo (476-1453)
Munis Pedro
 
Sociedade Medieval
Sociedade MedievalSociedade Medieval
Sociedade Medieval
Carlos Vieira
 
O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
Edenilson Morais
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
Douglas Barraqui
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
Eduard Henry
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
Douglas Barraqui
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
edna2
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
Douglas Barraqui
 
Império Carolíngio - os francos
Império Carolíngio -  os francosImpério Carolíngio -  os francos
Império Carolíngio - os francos
Carlos Zaranza
 
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
Edenilson Morais
 

Mais procurados (20)

O Feudalismo Prof Medeiros 2015
O Feudalismo Prof Medeiros 2015O Feudalismo Prof Medeiros 2015
O Feudalismo Prof Medeiros 2015
 
O fim do Império Romano
O fim do Império RomanoO fim do Império Romano
O fim do Império Romano
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
Feudalismo (476-1453)
Feudalismo (476-1453)Feudalismo (476-1453)
Feudalismo (476-1453)
 
Sociedade Medieval
Sociedade MedievalSociedade Medieval
Sociedade Medieval
 
O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Império Carolíngio - os francos
Império Carolíngio -  os francosImpério Carolíngio -  os francos
Império Carolíngio - os francos
 
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
 

Destaque

Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Elaine Bogo Pavani
 
Idade média feudalismo
Idade média   feudalismoIdade média   feudalismo
Idade média feudalismo
Fatima Freitas
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Alê Maldonado
 
A formação do império feudal 7º anos
A formação do império feudal   7º anosA formação do império feudal   7º anos
A formação do império feudal 7º anos
Íris Ferreira
 
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º anoCap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
MyMariane
 
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIOQUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
Isabel Aguiar
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
Gisele Finatti Baraglio
 
C2 a sociedade europeia nos séculos ix a xii
C2 a sociedade europeia nos séculos ix a xiiC2 a sociedade europeia nos séculos ix a xii
C2 a sociedade europeia nos séculos ix a xii
Vítor Santos
 
Europa crista secs_VI_a_IX
Europa crista secs_VI_a_IXEuropa crista secs_VI_a_IX
Europa crista secs_VI_a_IX
Teresa Maia
 
Idade média slide
Idade média slideIdade média slide
Idade média slide
fernando1011
 
Idade Média - História Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Idade Média - História Geral -  Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]Idade Média - História Geral -  Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Idade Média - História Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Marco Aurélio Gondim
 
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XIIA Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
Jorge Almeida
 
Sociedade Medieval
Sociedade MedievalSociedade Medieval
Sociedade Medieval
Eduardo Sousa
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Karina Calixto
 
Slide imigração e fim trafico negreiro
Slide imigração e fim trafico negreiro Slide imigração e fim trafico negreiro
Slide imigração e fim trafico negreiro
Isabel Aguiar
 
AFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASILAFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASIL
Isabel Aguiar
 
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASILABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
Isabel Aguiar
 
Feudalismo trabalho michelle, carol e curioni
Feudalismo   trabalho  michelle, carol e curioniFeudalismo   trabalho  michelle, carol e curioni
Feudalismo trabalho michelle, carol e curioni
Patrícia Lima
 
Formação da Europa feudal
Formação da Europa feudalFormação da Europa feudal
Formação da Europa feudal
Renata Telha
 
Aula 1- 7 Ano
Aula 1- 7 AnoAula 1- 7 Ano
Aula 1- 7 Ano
profnelton
 

Destaque (20)

Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Idade média feudalismo
Idade média   feudalismoIdade média   feudalismo
Idade média feudalismo
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
A formação do império feudal 7º anos
A formação do império feudal   7º anosA formação do império feudal   7º anos
A formação do império feudal 7º anos
 
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º anoCap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
 
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIOQUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
 
C2 a sociedade europeia nos séculos ix a xii
C2 a sociedade europeia nos séculos ix a xiiC2 a sociedade europeia nos séculos ix a xii
C2 a sociedade europeia nos séculos ix a xii
 
Europa crista secs_VI_a_IX
Europa crista secs_VI_a_IXEuropa crista secs_VI_a_IX
Europa crista secs_VI_a_IX
 
Idade média slide
Idade média slideIdade média slide
Idade média slide
 
Idade Média - História Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Idade Média - História Geral -  Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]Idade Média - História Geral -  Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Idade Média - História Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
 
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XIIA Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
 
Sociedade Medieval
Sociedade MedievalSociedade Medieval
Sociedade Medieval
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Slide imigração e fim trafico negreiro
Slide imigração e fim trafico negreiro Slide imigração e fim trafico negreiro
Slide imigração e fim trafico negreiro
 
AFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASILAFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASIL
 
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASILABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
 
Feudalismo trabalho michelle, carol e curioni
Feudalismo   trabalho  michelle, carol e curioniFeudalismo   trabalho  michelle, carol e curioni
Feudalismo trabalho michelle, carol e curioni
 
Formação da Europa feudal
Formação da Europa feudalFormação da Europa feudal
Formação da Europa feudal
 
Aula 1- 7 Ano
Aula 1- 7 AnoAula 1- 7 Ano
Aula 1- 7 Ano
 

Semelhante a 17 sociedade feudal

País rural e senhorial
País rural e senhorialPaís rural e senhorial
País rural e senhorial
Escola Luis de Freitas Branco
 
Apresentação 3
Apresentação 3Apresentação 3
Apresentação 3
Carla Teixeira
 
Apresentação 3
Apresentação 3Apresentação 3
Apresentação 3
Carla Teixeira
 
A sociedade europeia
A sociedade europeiaA sociedade europeia
A sociedade europeia
NTTL98
 
feudalismo-7o-ano.ppt formatura de edson
feudalismo-7o-ano.ppt formatura de edsonfeudalismo-7o-ano.ppt formatura de edson
feudalismo-7o-ano.ppt formatura de edson
Alanjones119642
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
lena_23
 
feudalismo [Salvo automaticamente].pptx
feudalismo [Salvo automaticamente].pptxfeudalismo [Salvo automaticamente].pptx
feudalismo [Salvo automaticamente].pptx
WLLIANEMARTINSDESOUS
 
A Sociedade Senhorial
A Sociedade SenhorialA Sociedade Senhorial
A Sociedade Senhorial
Patrícia Morais
 
A sociedade europeia nos séculos ix a xii
A sociedade europeia nos séculos ix a xiiA sociedade europeia nos séculos ix a xii
A sociedade europeia nos séculos ix a xii
diogomonteiro77
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Luiz Neto
 
Feudalismo (1)
Feudalismo (1)Feudalismo (1)
Feudalismo 2
Feudalismo 2Feudalismo 2
Feudalismo 2
Jorge Basílio
 
O Feudalismo
O FeudalismoO Feudalismo
O FEUDALISMO.pptx
O FEUDALISMO.pptxO FEUDALISMO.pptx
O FEUDALISMO.pptx
WirlanPaje2
 
Feudalismo.ppt
Feudalismo.pptFeudalismo.ppt
Feudalismo.ppt
FrancisRasseli
 
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial  módulo II- 10º ANOPaís rural e senhorial  módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
Carina Vale
 
Sociedade medieval
Sociedade medievalSociedade medieval
Sociedade medieval
cattonia
 
O feudalismo
O feudalismoO feudalismo
O feudalismo
Daniele Duque
 
A sociedade feudal
A sociedade feudalA sociedade feudal
A sociedade feudal
Nelia Salles Nantes
 
A sociedade feudal
A sociedade feudalA sociedade feudal
A sociedade feudal
Nelia Salles Nantes
 

Semelhante a 17 sociedade feudal (20)

País rural e senhorial
País rural e senhorialPaís rural e senhorial
País rural e senhorial
 
Apresentação 3
Apresentação 3Apresentação 3
Apresentação 3
 
Apresentação 3
Apresentação 3Apresentação 3
Apresentação 3
 
A sociedade europeia
A sociedade europeiaA sociedade europeia
A sociedade europeia
 
feudalismo-7o-ano.ppt formatura de edson
feudalismo-7o-ano.ppt formatura de edsonfeudalismo-7o-ano.ppt formatura de edson
feudalismo-7o-ano.ppt formatura de edson
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
 
feudalismo [Salvo automaticamente].pptx
feudalismo [Salvo automaticamente].pptxfeudalismo [Salvo automaticamente].pptx
feudalismo [Salvo automaticamente].pptx
 
A Sociedade Senhorial
A Sociedade SenhorialA Sociedade Senhorial
A Sociedade Senhorial
 
A sociedade europeia nos séculos ix a xii
A sociedade europeia nos séculos ix a xiiA sociedade europeia nos séculos ix a xii
A sociedade europeia nos séculos ix a xii
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Feudalismo (1)
Feudalismo (1)Feudalismo (1)
Feudalismo (1)
 
Feudalismo 2
Feudalismo 2Feudalismo 2
Feudalismo 2
 
O Feudalismo
O FeudalismoO Feudalismo
O Feudalismo
 
O FEUDALISMO.pptx
O FEUDALISMO.pptxO FEUDALISMO.pptx
O FEUDALISMO.pptx
 
Feudalismo.ppt
Feudalismo.pptFeudalismo.ppt
Feudalismo.ppt
 
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial  módulo II- 10º ANOPaís rural e senhorial  módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
 
Sociedade medieval
Sociedade medievalSociedade medieval
Sociedade medieval
 
O feudalismo
O feudalismoO feudalismo
O feudalismo
 
A sociedade feudal
A sociedade feudalA sociedade feudal
A sociedade feudal
 
A sociedade feudal
A sociedade feudalA sociedade feudal
A sociedade feudal
 

Mais de Carla Freitas

11 ha m6 u1
11 ha m6 u111 ha m6 u1
11 ha m6 u1
Carla Freitas
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
Carla Freitas
 
11 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 111 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 1
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e RealismoMódulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Carla Freitas
 
11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
Carla Freitas
 
11 ha m5 u2
11 ha m5 u211 ha m5 u2
11 ha m5 u2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 311 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 3
Carla Freitas
 
11 ha m5 u1
11 ha m5 u111 ha m5 u1
11 ha m5 u1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 311 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 3
Carla Freitas
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 111 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 211 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 111 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 111 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u1
11 ha m4 u111 ha m4 u1
11 ha m4 u1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 311 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 3
Carla Freitas
 

Mais de Carla Freitas (20)

11 ha m6 u1
11 ha m6 u111 ha m6 u1
11 ha m6 u1
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
 
11 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 111 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 1
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
 
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e RealismoMódulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
 
11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
 
11 ha m5 u2
11 ha m5 u211 ha m5 u2
11 ha m5 u2
 
11 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 311 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 3
 
11 ha m5 u1
11 ha m5 u111 ha m5 u1
11 ha m5 u1
 
11 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 311 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 3
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
 
11 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 111 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 1
 
11 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 211 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 2
 
11 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 111 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 1
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
 
11 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 111 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 1
 
11 ha m4 u1
11 ha m4 u111 ha m4 u1
11 ha m4 u1
 
11 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 311 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 3
 

17 sociedade feudal

  • 1. História 7º ano Prof. Carla Freitas
  • 2.  Consequências das Invasões Instabilidade Política Regressão da Economia Insegurança Guerra  Incapacidade dos reis para organizarem a defesa  Reforço do poder dos nobres (exército próprio) Relembra
  • 3. REGRESSÃO ECONÓMICA A POPULAÇÃO DECRESCEU A PRODUÇÃO AGRÍCOLA DIMINUIU O COMÉRCIO ENFRAQUECEU AS CIDADES PERDERAM IMPORTÂNCIA. Prática do pousio Instrumentos e técnicas rudimentares Pouca utilização de adubos Terras cansadas Maior parte da população concentra-se nos campos Economia de subsistência Regiões autossuficientes
  • 5.  Sociedade Feudal Hierarquizada  Sociedade dividida em camadas, que se sobrepõem umas às outras de acordo com o seu grau de poder e de riqueza. Estratificada Classificação das pessoas em grupos com base em condições socioeconómicas comuns. Esta estrutura era reflexo da estrutura celeste. Fechada Quem nascia numa família de servos ou de nobres deveriam permanecer nessas condições para sempre, o mesmo acontecendo com gerações seguintes
  • 6. A outra classe é a dos não livres. Esta raça de infelizes nada possui sem sofrimento. São eles quem fornece a todos provisões e vestuário; por isso nenhum homem livre poderia viver sem eles. Aos membros do clero, Deus manda ensinar a manter a verdadeira fé e a ministrar a sagrada água do baptismo(...). Devem, sem cessar, rezar pelo bem do povo. Os nobres são os guerreiros, os protectores das igrejas. Defendem todos os homens, grandes e pequenos (...) Rezar Lutar Trabalhar
  • 7.  REGULAR BISPOS PÁROCOS Vivem com a população ABADES MONGES Vivem nos Conventos e Mosteiros ALTO CLERO BAIXO CLERO Clero
  • 8.  Prestavam assistência às populações. Pobres Doentes Peregrinos Atividades
  • 11.  Comunidades de cavaleiros unidos por um modo de vida religioso, semelhante ao dos monges Lutavam em nome de Deus contra os muçulmanos. Ordens Religiosas Militares
  • 12.  Eram portadores de armas benzidas pelo clero. Eram vistos como cavaleiros puros e espirituais ao serviço de Cristo e da cristandade. Pertenciam a diversas ordens religiosas Participavam nas CRUZADAS Luta contra os muçulmanos Cruzados
  • 13.  Era independente do domínio dos grandes senhores e reis A nomeação dos bispos e abades era competência exclusiva da igreja. Forçou a submissão dos reis à autoridade da igreja. Efetuava a coroação dos soberanos Coroação de Carlos Magno Coroação de Henrique IV de Inglaterra Igreja
  • 17.  Para evitar a frequência dessas guerras instituiu-se: ► Paz de Deus – proibição de atacar pessoas indefesas ► Tréguas de Deus – proibição de fazer guerra em determinados períodos do calendário litúrgico. Guerras Privadas
  • 18.  Domínio Senhorial/Senhorio Reserva: •Habitação do Senhor •Terrenos de cultivo do senhor (onde trabalhavam os servos) •Forno, moinho e lagar Mansos •Habitações dos camponeses colonos •Terrenos arrendados aos colonos
  • 19.  “A base da alimentação dos ricos era a carne. Ao lado das carnes de matadouro ou carnes gordas – vaca, porco, carneiro, cabrito – consumia-se largamente caça e criação, que não variava muito da de hoje: galinhas, patos, gansos, pombos, faisões, pavões, rolas e coelhos,(…).” Nobreza & Clero Alimentação
  • 21.  Greguescos – Calções largos, vestidos por baixo de túnicas. Pelotes – Forrados com peles ou seda, eram usados como coberturas para as pernas, por baixo das túnicas. Saios – Vestidos sem botões que chegavam à altura do joelho. Capa – Curtas ou longas, eram obrigatórias nas viagens. Capuz – Cobriam a cabeça. Túnicas – Fechadas desde o pescoço e apertadas na cintura. Gloneles – Vestido com mangas largas. Polainas – Meias tricotadas. Brial – antiga roupa íntima, pregada por alfinetes, que chegava até à altura dos joelhos. Nobreza Vestuário/Homens
  • 22.  Vasquinha -Vestido justo, com pequenos decotes e ornamentados com joias em ouro na cintura. Sobreveste – Casaquinho com ou sem mangas, vestia-se por cima da vasquinha, abrilhantando o traje. Túnicas –Largas com mangas afuniladas e estreitavam perto do pulso. Mantos ou véus – Cobriam a cabeça e acompanhavam as túnicas. Capa – Curtas ou longas, eram obrigatórias nas viagens. Polainas – Meias tricotadas. Toucas – Cobriam a cabeça, feitas de tecido fino e eram utilizadas por baixo de um véu. Mantilhas - Peça de tecido fino que recobria a cabeça, o cabelo e o pescoço, como sinal de retidão moral. Nobreza Vestuário /Mulheres
  • 23.  Sem privilégios têm vários deveres: Povo
  • 24.  Guardar cereais Tratar dos animais Tratar dos campos Povo Trabalhos Agrícolas
  • 25.  Pagamentos em Géneros ou Moeda •Arrendamento; •Corveias (dias de trabalho); •Banalidades (uso do moinho, forno, etc.); •Dízima (Igreja) Povo/Tributos
  • 26.  “As pessoas do povo, em França, bebem apenas água e comem maçãs com pão escuro de centeio. Não comem carne, salvo algumas vezes, um pouco de toucinho ou as tripas e a cabeça dos animais que matam para os nobres (...)” Povo Alimentação
  • 27.  PLANTA DE UMA CASA DE CAMPONÊS 1 – Banco-arca 2 – Armário 3 – Leito fechado 4 – Arca 5 – Lareira 6 – Banco 7 – Mesa arca Povo Vestuário e Habitação SAIO GREVAS
  • 31.  Homenagem Juramento Investidura Entrega do Feudo Contrato de Vassalagem Cerimónia Feudo –Benefício que o senhor doava a um nobre, era muitas vezes uma área territorial.
  • 32.  O vassalo ao receber as terras:  tornava-se senhor das terras, que recebia mas não era proprietário do feudo.  Podia doar parte dessas terras a um outro homem, e assim tornar-se também suserano ou senhor mas...  Estava proibido de vender a terra.  Só a partir do século IX se tornou um bem hereditário. Contrato de Vassalagem Deveres e Obrigações
  • 33.  Cruzados – Membros de ordens militares religiosas ou nobres que participavam nas cruzadas.  Reserva senhorial – Terra do domínio senhorial explorada diretamente pelo senhor e donde lhe provinha o seu rpincipal rendimento. Incluía as terras mais férteis, o lagar, o forno, o moinho, etc.  Mansos – Pequena extensão de terra entregue a um camponês pelo senhor, para garantir o seu sustento mediante.  Colono – Camponês livre que cultiva o manso mediante um pagamento.  Servos– Camponês não-livre dependente do senhor, era considerado parte integrante da propriedade.  Banalidades – Utilização (obrigatória ou livre) pelos vassalos das coisas que pertenciam ao senhor feudal, por meio de pagamento.  Corveias – Trabalho gratuito que os servos prestavam ao senhor feudal durante certo número de dias.  Vassalo – No feudalismo, indivíduo ligado a um suserano por juramento de fé e homenagem; ficava na dependência de um senhoir mais poderoso, o que implicava um conjunto de direitos e deveres.  Suserano – Senhor feudal que possuía um feudo de que dependiam outros feudos.  Feudo – Terra, renda, cargo ou função atríbuida por um senhor a um vassalo.  Feudalismo – Sistema económico, político e social que se fundamenta basicamente sobre a propriedade da terra e se baseia em relações de dependência mútua. Conceitos a Reter
  • 34. Metas O que deves saber desta matéria 1. Justificar a regressão da economia na Idade média. 2. Identificar os principais grupos sociais, sua composição e funções. 3. Descrever um domínio senhorial. 4. Caracterizar as condições de vida do povo. 5. Definir feudalismo. 6. Explicar em que consiste um contrato de vassalagem. 7. Descrever a relação entre suserano e vassalo.