SlideShare uma empresa Scribd logo
Fim do tráfico negreiro e imigração
8EF MANHÃ
DIONÍSIO TORRES
O FIM DO TRÁFICO NEGREIRO E A IMIGRAÇÃO NO BRASIL
FIM DO TRÁFICO NEGREIRO NO BRASIL
Muitos países europeus
como Portugal,
Espanha e Inglaterra
exploravam a mão-de-obra
africana em suas colônias.
FIM DO TRÁFICO NEGREIRO NO BRASIL
POR QUE A INGLATERRA
RESOLVEU FINALIZAR O
TRÁFICO DE AFRICANOS?
• Por conta da Revolução
Industrial e com isso os
escravizados não tinham
dinheiro para comprar
produtos ingleses;
• O fim da escravidão nas
colônias inglesas na
América, Ex Jamaica,
encareceram o açúcar
produzido lá;
• Os políticos ingleses
aderiram as ideias
iluministas
FIM DO TRÁFICO NEGREIRO NO BRASIL
O BILL ABERDEEN (1845)
• Lei que autorizava os
navios ingleses
afundar ou prender
navios negreiros
• Seria considerado
criminoso o o dono do
navio, o capitão, o
piloto e os auxiliares.
• O julgamento era feito
na Inglaterra
FIM DO TRÁFICO NEGREIRO NO BRASIL
FIM DO TRÁFICO NEGREIRO NO BRASIL
LEI EUSÉBIO DE QUEIRÓS (1850)
Lei aprovada por D. Pedro II
Proibia DEFINITIVAMENTE a
entrada de escravizados no Brasil
LEI DE TERRAS (1850)
As terras seriam adquiridas através de compra.
A doação ou a posse de terras seria PROIBIDAS
Haveria pagamento de imposto territorial Ex-
escravizados, imigrantes e pobres não teriam acesso
a terra pois não tinham dinheiro. Os preços das
terras eram muito elevados.Os pobres e imigrantes
para sobreviver tinham que trabalhar para grandes
proprietário e comerciantes.
TRÁFICO INTERPROVINCIAL
Consequência da Lei Eusébio de Queirós
O mercado de escravizados passou
a ser interno (para o plantio do café)
Compravam escravizados de outras províncias.
Ex: Nordeste (queda na produção do açúcar)
Eusébio de Queirós
A IMIGRAÇÃO NO BRASIL
• A elite do império considerava negros e
mestiços preguiçosos e indisciplinados
• Havia teorias europeias de que negros
eram de uma RAÇA INFERIOR
• Para o Brasil se tornar civilizado teria
que ter mão-de-obra branca (segundo
eles, raça superior)
• A elite defendia entrada maciça de
estrangeiros para fazer o
BRANQUEAMENTO da população
brasileira
• Havia propaganda na Europa
convidando os europeus pobres para
virem trabalhar no Brasil
• 1871- o governo de SP pagava
passagens de imigrantes e seus
familiares para virem ao Brasil
• Surgiu o COLONATO
Foto retratando a época da imigração
de italianos para o Brasil
(Bento Gonçalves - RS)
O QUE É O COLONATO?
• Aconteceu em SP
• Os colonos, imigrantes, recebia um
salário pelo trabalho no cafezal
• Poderiam plantar milho e mandioca
para consumo próprio ou vender
• Portugueses e espanhóis - RJ, SP
E Salvador
• Italianos , alemães, holandeses e
eslavos (poloneses, russos e
ucranianos) - Sul
• Alemães fundaram São Leopoldo
(RS), Novo Hamburgo (RS)
Blumenau e Joinville (SC)
• Italianos: colônias em Caxias do
Sul, Garibaldi e Bento Gonçalves
• Poloneses: colônias no Paraná
(Curitiba é a cidade com maior
número de descendentes de
poloneses)
Colono italiano
GRÁFICO DE IMIGRAÇÃO
Slide imigração e fim trafico negreiro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1° ano aula slide - feudalismo
1° ano   aula slide - feudalismo1° ano   aula slide - feudalismo
1° ano aula slide - feudalismo
Daniel Alves Bronstrup
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
Edenilson Morais
 
A Escravidão no Brasil colonial
A Escravidão no Brasil colonialA Escravidão no Brasil colonial
A Escravidão no Brasil colonial
Alex Ferreira dos Santos
 
Brasil colônia
Brasil colônia Brasil colônia
Brasil colônia
Elaine Bogo Pavani
 
2012 história do ceará
2012  história do ceará2012  história do ceará
2012 história do ceará
MARIANO C7S
 
Escravidão moderna
Escravidão modernaEscravidão moderna
Escravidão moderna
Andre Lucas
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Aulas de História
 
Povoamento do América
Povoamento do AméricaPovoamento do América
Povoamento do América
Patrícia Costa Grigório
 
Revoltas Coloniais
Revoltas ColoniaisRevoltas Coloniais
Revoltas Coloniais
Edenilson Morais
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
Slides de Tudo
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joanino
dmflores21
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
Fabiana Tonsis
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
Nila Michele Bastos Santos
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
Edenilson Morais
 
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
Nefer19
 
Unificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanhaUnificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanha
Isabel Aguiar
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
Beatriz Dantas
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
Vivihistoria
 
Mineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil ColôniaMineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil Colônia
Jerry Guimarães
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
isameucci
 

Mais procurados (20)

1° ano aula slide - feudalismo
1° ano   aula slide - feudalismo1° ano   aula slide - feudalismo
1° ano aula slide - feudalismo
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
 
A Escravidão no Brasil colonial
A Escravidão no Brasil colonialA Escravidão no Brasil colonial
A Escravidão no Brasil colonial
 
Brasil colônia
Brasil colônia Brasil colônia
Brasil colônia
 
2012 história do ceará
2012  história do ceará2012  história do ceará
2012 história do ceará
 
Escravidão moderna
Escravidão modernaEscravidão moderna
Escravidão moderna
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
Povoamento do América
Povoamento do AméricaPovoamento do América
Povoamento do América
 
Revoltas Coloniais
Revoltas ColoniaisRevoltas Coloniais
Revoltas Coloniais
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joanino
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
 
Unificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanhaUnificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanha
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
 
Mineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil ColôniaMineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil Colônia
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
 

Destaque

GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
Isabel Aguiar
 
REGÊNCIA NO BRASIL
REGÊNCIA NO BRASILREGÊNCIA NO BRASIL
REGÊNCIA NO BRASIL
Isabel Aguiar
 
SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAISEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
Isabel Aguiar
 
EUA E EUROPA NO SÉCULO XIX
EUA E EUROPA NO SÉCULO  XIXEUA E EUROPA NO SÉCULO  XIX
EUA E EUROPA NO SÉCULO XIX
Isabel Aguiar
 
O REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO IO REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO I
Isabel Aguiar
 
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASILEMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
Isabel Aguiar
 
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIALA SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
Isabel Aguiar
 
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASILABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
Isabel Aguiar
 
AFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASILAFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASIL
Isabel Aguiar
 
Rebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blogRebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blog
Isabel Aguiar
 
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEGUNDA GUERRA MUNDIALSEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
Isabel Aguiar
 
Revolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era NapoleonicaRevolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era Napoleonica
Isabel Aguiar
 
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIOQUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
Isabel Aguiar
 
ILUMINISMO SÉCULO XVIII
ILUMINISMO SÉCULO XVIIIILUMINISMO SÉCULO XVIII
ILUMINISMO SÉCULO XVIII
Isabel Aguiar
 
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAINDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
Isabel Aguiar
 
Eua séc XIX
Eua séc XIXEua séc XIX
Eua séc XIX
Isabel Aguiar
 
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
Isabel Aguiar
 
A EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIXA EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIX
Isabel Aguiar
 
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
Isabel Aguiar
 
Segundo reinado slide
Segundo reinado slideSegundo reinado slide
Segundo reinado slide
professordehistoria
 

Destaque (20)

GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
 
REGÊNCIA NO BRASIL
REGÊNCIA NO BRASILREGÊNCIA NO BRASIL
REGÊNCIA NO BRASIL
 
SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAISEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
 
EUA E EUROPA NO SÉCULO XIX
EUA E EUROPA NO SÉCULO  XIXEUA E EUROPA NO SÉCULO  XIX
EUA E EUROPA NO SÉCULO XIX
 
O REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO IO REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO I
 
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASILEMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
 
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIALA SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
 
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASILABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
 
AFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASILAFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASIL
 
Rebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blogRebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blog
 
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEGUNDA GUERRA MUNDIALSEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
 
Revolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era NapoleonicaRevolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era Napoleonica
 
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIOQUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
 
ILUMINISMO SÉCULO XVIII
ILUMINISMO SÉCULO XVIIIILUMINISMO SÉCULO XVIII
ILUMINISMO SÉCULO XVIII
 
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAINDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
 
Eua séc XIX
Eua séc XIXEua séc XIX
Eua séc XIX
 
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
 
A EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIXA EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIX
 
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
 
Segundo reinado slide
Segundo reinado slideSegundo reinado slide
Segundo reinado slide
 

Semelhante a Slide imigração e fim trafico negreiro

Trafico humano do Brasil colônia aos dias atuais.
Trafico humano do Brasil colônia aos dias atuais.Trafico humano do Brasil colônia aos dias atuais.
Trafico humano do Brasil colônia aos dias atuais.
Isaní Vieira Jardim
 
História da vida privada no Brasil- Caras e modos dos migrantes e imigrantes
História da vida privada no Brasil- Caras e modos dos migrantes e imigrantesHistória da vida privada no Brasil- Caras e modos dos migrantes e imigrantes
História da vida privada no Brasil- Caras e modos dos migrantes e imigrantes
Leonardo Lira
 
Aulão HISTÓRIA.ppt
Aulão HISTÓRIA.pptAulão HISTÓRIA.ppt
Aulão HISTÓRIA.ppt
Deisy Bezerra
 
Imigração brasileira
Imigração brasileiraImigração brasileira
Imigração brasileira
vitor moraes ribeiro
 
Portugal sec xviii
Portugal sec xviiiPortugal sec xviii
Portugal sec xviii
anabraga
 
Era dos Impérios.pptx
Era dos Impérios.pptxEra dos Impérios.pptx
Era dos Impérios.pptx
WirlanPaje2
 
A formação do território brasileiro
A formação do território brasileiro A formação do território brasileiro
A formação do território brasileiro
Ricardo Diniz campos
 
Historia e geografia de portugal Resumos
Historia e geografia de portugal ResumosHistoria e geografia de portugal Resumos
Historia e geografia de portugal Resumos
tixinhatsilva
 
Historia e geografia de portugal
Historia e geografia de portugalHistoria e geografia de portugal
Historia e geografia de portugal
tixinhatsilva
 
Os Escravos Africanos nas Minas Gerais
Os Escravos Africanos nas Minas GeraisOs Escravos Africanos nas Minas Gerais
Os Escravos Africanos nas Minas Gerais
Bruce Portes
 
A economia e as questoes de mao de obra II REINADO
A economia e as questoes de mao de obra II REINADOA economia e as questoes de mao de obra II REINADO
A economia e as questoes de mao de obra II REINADO
Êmilly Loren
 
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
Amanda Oliveira
 
Brasil síntese histórica
Brasil síntese históricaBrasil síntese histórica
Brasil síntese histórica
AEDFL
 
Governo Geral, Açúcar e Invasões Holandesas
Governo Geral, Açúcar e Invasões HolandesasGoverno Geral, Açúcar e Invasões Holandesas
Governo Geral, Açúcar e Invasões Holandesas
Valéria Shoujofan
 
América portuguesa
América portuguesaAmérica portuguesa
América portuguesa
Simone Gomes
 
Segundo Reinando: Escravidão e Imigração
Segundo Reinando: Escravidão e ImigraçãoSegundo Reinando: Escravidão e Imigração
Segundo Reinando: Escravidão e Imigração
Valéria Shoujofan
 
Brasil Colônia - ciclo do ouro.pptx
Brasil Colônia - ciclo do ouro.pptxBrasil Colônia - ciclo do ouro.pptx
Brasil Colônia - ciclo do ouro.pptx
MairaDeOliveiraPotri
 
ATIVIDADE 7º ANO 10-11.pdf
ATIVIDADE 7º ANO 10-11.pdfATIVIDADE 7º ANO 10-11.pdf
ATIVIDADE 7º ANO 10-11.pdf
Lívia De Paula
 
HISTORIA DO CERÁ.ppt
HISTORIA DO CERÁ.pptHISTORIA DO CERÁ.ppt
HISTORIA DO CERÁ.ppt
GEILSONJOSEDASILVA
 
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
manuelacarvalho
 

Semelhante a Slide imigração e fim trafico negreiro (20)

Trafico humano do Brasil colônia aos dias atuais.
Trafico humano do Brasil colônia aos dias atuais.Trafico humano do Brasil colônia aos dias atuais.
Trafico humano do Brasil colônia aos dias atuais.
 
História da vida privada no Brasil- Caras e modos dos migrantes e imigrantes
História da vida privada no Brasil- Caras e modos dos migrantes e imigrantesHistória da vida privada no Brasil- Caras e modos dos migrantes e imigrantes
História da vida privada no Brasil- Caras e modos dos migrantes e imigrantes
 
Aulão HISTÓRIA.ppt
Aulão HISTÓRIA.pptAulão HISTÓRIA.ppt
Aulão HISTÓRIA.ppt
 
Imigração brasileira
Imigração brasileiraImigração brasileira
Imigração brasileira
 
Portugal sec xviii
Portugal sec xviiiPortugal sec xviii
Portugal sec xviii
 
Era dos Impérios.pptx
Era dos Impérios.pptxEra dos Impérios.pptx
Era dos Impérios.pptx
 
A formação do território brasileiro
A formação do território brasileiro A formação do território brasileiro
A formação do território brasileiro
 
Historia e geografia de portugal Resumos
Historia e geografia de portugal ResumosHistoria e geografia de portugal Resumos
Historia e geografia de portugal Resumos
 
Historia e geografia de portugal
Historia e geografia de portugalHistoria e geografia de portugal
Historia e geografia de portugal
 
Os Escravos Africanos nas Minas Gerais
Os Escravos Africanos nas Minas GeraisOs Escravos Africanos nas Minas Gerais
Os Escravos Africanos nas Minas Gerais
 
A economia e as questoes de mao de obra II REINADO
A economia e as questoes de mao de obra II REINADOA economia e as questoes de mao de obra II REINADO
A economia e as questoes de mao de obra II REINADO
 
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
História do Brasil e passeio aos Territórios Negros 2014
 
Brasil síntese histórica
Brasil síntese históricaBrasil síntese histórica
Brasil síntese histórica
 
Governo Geral, Açúcar e Invasões Holandesas
Governo Geral, Açúcar e Invasões HolandesasGoverno Geral, Açúcar e Invasões Holandesas
Governo Geral, Açúcar e Invasões Holandesas
 
América portuguesa
América portuguesaAmérica portuguesa
América portuguesa
 
Segundo Reinando: Escravidão e Imigração
Segundo Reinando: Escravidão e ImigraçãoSegundo Reinando: Escravidão e Imigração
Segundo Reinando: Escravidão e Imigração
 
Brasil Colônia - ciclo do ouro.pptx
Brasil Colônia - ciclo do ouro.pptxBrasil Colônia - ciclo do ouro.pptx
Brasil Colônia - ciclo do ouro.pptx
 
ATIVIDADE 7º ANO 10-11.pdf
ATIVIDADE 7º ANO 10-11.pdfATIVIDADE 7º ANO 10-11.pdf
ATIVIDADE 7º ANO 10-11.pdf
 
HISTORIA DO CERÁ.ppt
HISTORIA DO CERÁ.pptHISTORIA DO CERÁ.ppt
HISTORIA DO CERÁ.ppt
 
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
 

Mais de Isabel Aguiar

Astecas, Maias, Incas e Tupis
Astecas, Maias, Incas e TupisAstecas, Maias, Incas e Tupis
Astecas, Maias, Incas e Tupis
Isabel Aguiar
 
A GUERRA FRIA
A GUERRA FRIAA GUERRA FRIA
A GUERRA FRIA
Isabel Aguiar
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
Isabel Aguiar
 
A marcha da colonização da América Portuguesa
A marcha da colonização da América PortuguesaA marcha da colonização da América Portuguesa
A marcha da colonização da América Portuguesa
Isabel Aguiar
 
Quiz Historia
Quiz Historia Quiz Historia
Quiz Historia
Isabel Aguiar
 
Slide pre historia ester torres 6 ano
Slide pre historia ester torres 6 anoSlide pre historia ester torres 6 ano
Slide pre historia ester torres 6 ano
Isabel Aguiar
 
Slide pedro 6 ano pre historia
Slide pedro 6 ano pre historiaSlide pedro 6 ano pre historia
Slide pedro 6 ano pre historia
Isabel Aguiar
 
QUIZ DE HISTÓRIA
QUIZ DE HISTÓRIAQUIZ DE HISTÓRIA
QUIZ DE HISTÓRIA
Isabel Aguiar
 
Acordo de convivencia
Acordo de convivenciaAcordo de convivencia
Acordo de convivencia
Isabel Aguiar
 
SEGUNDO REINADO 1840-1889
SEGUNDO REINADO 1840-1889SEGUNDO REINADO 1840-1889
SEGUNDO REINADO 1840-1889
Isabel Aguiar
 
Brasil colonial
Brasil colonial Brasil colonial
Brasil colonial
Isabel Aguiar
 

Mais de Isabel Aguiar (11)

Astecas, Maias, Incas e Tupis
Astecas, Maias, Incas e TupisAstecas, Maias, Incas e Tupis
Astecas, Maias, Incas e Tupis
 
A GUERRA FRIA
A GUERRA FRIAA GUERRA FRIA
A GUERRA FRIA
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
A marcha da colonização da América Portuguesa
A marcha da colonização da América PortuguesaA marcha da colonização da América Portuguesa
A marcha da colonização da América Portuguesa
 
Quiz Historia
Quiz Historia Quiz Historia
Quiz Historia
 
Slide pre historia ester torres 6 ano
Slide pre historia ester torres 6 anoSlide pre historia ester torres 6 ano
Slide pre historia ester torres 6 ano
 
Slide pedro 6 ano pre historia
Slide pedro 6 ano pre historiaSlide pedro 6 ano pre historia
Slide pedro 6 ano pre historia
 
QUIZ DE HISTÓRIA
QUIZ DE HISTÓRIAQUIZ DE HISTÓRIA
QUIZ DE HISTÓRIA
 
Acordo de convivencia
Acordo de convivenciaAcordo de convivencia
Acordo de convivencia
 
SEGUNDO REINADO 1840-1889
SEGUNDO REINADO 1840-1889SEGUNDO REINADO 1840-1889
SEGUNDO REINADO 1840-1889
 
Brasil colonial
Brasil colonial Brasil colonial
Brasil colonial
 

Último

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 

Slide imigração e fim trafico negreiro

  • 1. Fim do tráfico negreiro e imigração 8EF MANHÃ DIONÍSIO TORRES O FIM DO TRÁFICO NEGREIRO E A IMIGRAÇÃO NO BRASIL
  • 2. FIM DO TRÁFICO NEGREIRO NO BRASIL Muitos países europeus como Portugal, Espanha e Inglaterra exploravam a mão-de-obra africana em suas colônias.
  • 3. FIM DO TRÁFICO NEGREIRO NO BRASIL POR QUE A INGLATERRA RESOLVEU FINALIZAR O TRÁFICO DE AFRICANOS? • Por conta da Revolução Industrial e com isso os escravizados não tinham dinheiro para comprar produtos ingleses; • O fim da escravidão nas colônias inglesas na América, Ex Jamaica, encareceram o açúcar produzido lá; • Os políticos ingleses aderiram as ideias iluministas
  • 4. FIM DO TRÁFICO NEGREIRO NO BRASIL O BILL ABERDEEN (1845) • Lei que autorizava os navios ingleses afundar ou prender navios negreiros • Seria considerado criminoso o o dono do navio, o capitão, o piloto e os auxiliares. • O julgamento era feito na Inglaterra
  • 5. FIM DO TRÁFICO NEGREIRO NO BRASIL
  • 6. FIM DO TRÁFICO NEGREIRO NO BRASIL LEI EUSÉBIO DE QUEIRÓS (1850) Lei aprovada por D. Pedro II Proibia DEFINITIVAMENTE a entrada de escravizados no Brasil LEI DE TERRAS (1850) As terras seriam adquiridas através de compra. A doação ou a posse de terras seria PROIBIDAS Haveria pagamento de imposto territorial Ex- escravizados, imigrantes e pobres não teriam acesso a terra pois não tinham dinheiro. Os preços das terras eram muito elevados.Os pobres e imigrantes para sobreviver tinham que trabalhar para grandes proprietário e comerciantes. TRÁFICO INTERPROVINCIAL Consequência da Lei Eusébio de Queirós O mercado de escravizados passou a ser interno (para o plantio do café) Compravam escravizados de outras províncias. Ex: Nordeste (queda na produção do açúcar) Eusébio de Queirós
  • 7. A IMIGRAÇÃO NO BRASIL • A elite do império considerava negros e mestiços preguiçosos e indisciplinados • Havia teorias europeias de que negros eram de uma RAÇA INFERIOR • Para o Brasil se tornar civilizado teria que ter mão-de-obra branca (segundo eles, raça superior) • A elite defendia entrada maciça de estrangeiros para fazer o BRANQUEAMENTO da população brasileira • Havia propaganda na Europa convidando os europeus pobres para virem trabalhar no Brasil • 1871- o governo de SP pagava passagens de imigrantes e seus familiares para virem ao Brasil • Surgiu o COLONATO Foto retratando a época da imigração de italianos para o Brasil (Bento Gonçalves - RS)
  • 8. O QUE É O COLONATO? • Aconteceu em SP • Os colonos, imigrantes, recebia um salário pelo trabalho no cafezal • Poderiam plantar milho e mandioca para consumo próprio ou vender • Portugueses e espanhóis - RJ, SP E Salvador • Italianos , alemães, holandeses e eslavos (poloneses, russos e ucranianos) - Sul • Alemães fundaram São Leopoldo (RS), Novo Hamburgo (RS) Blumenau e Joinville (SC) • Italianos: colônias em Caxias do Sul, Garibaldi e Bento Gonçalves • Poloneses: colônias no Paraná (Curitiba é a cidade com maior número de descendentes de poloneses) Colono italiano