ÉTICA 4
ESCOLAS ÉTICAS NA HISTÓRIA
JULIO CESAR DE SÁ DA ROCHA
Ética socrática: Para Sócrates, (469 a.C/399
a.C), a moral é o ápice da filosofia, único
caminho para se atingir a felici...
Ética Platônica : Platão (427 a.C- 347 a.C)
aprofundou as reflexões de Sócrates, propondo
o retorno da sociedade a uma vi...
Ética aristotélica: Enquanto Platão buscava no
mundo ideal a base para a prática do bem,
Aristóteles (384 a.C- 322 a.C) p...
Ética estoica : Desenvolvido durante o
período helenístico, o estoicismo despreza
os prazeres, ao considerá-los como a
fo...
Ética Epicurista: Para o epicurismo
também surgido no helenismo, o bem
consiste na busca do prazer. No entanto,
Epicuro (...
Ética Medieval:. A conduta deve se pautar
no amor a Deus sobre todas as coisas e no
amor ao próximo. Se alguém afirmar: Eu...
Ética Kantiana: Kant fez da ideia de dever
o centro de sua filosofia moral.
Analisando os princípios da consciência
moral...
Ética marxista: Em sua teoria do
materialismo dialético, Marx considera
que o modo como a sociedade se
organiza para a pr...
Ética discursiva: A ética discursiva se
caracteriza pelo uso da razão (razão
comunicativa). Para o filósofo alemão
Haberm...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ética 4

449 visualizações

Publicada em

ÉTICA

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
449
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ética 4

  1. 1. ÉTICA 4 ESCOLAS ÉTICAS NA HISTÓRIA JULIO CESAR DE SÁ DA ROCHA
  2. 2. Ética socrática: Para Sócrates, (469 a.C/399 a.C), a moral é o ápice da filosofia, único caminho para se atingir a felicidade plena consiste na prática da virtude por meio da atitude filosófica. Ele é tido como pai da ética, pois antes dele não há uma reflexão organizada sobre o tema. Sócrates foi um crítico dos sofistas, que, segundo ele, apregoavam uma ética de ocasião. Para ele, o mal era fruto da ignorância, por isso acreditava na racionalidade como meio para se atingir o conhecimento. Sócrates defendia a existência de valores absolutos na ordem metafísica, com base na racionalidade humana da alma.
  3. 3. Ética Platônica : Platão (427 a.C- 347 a.C) aprofundou as reflexões de Sócrates, propondo o retorno da sociedade a uma vida mais simples. Seria necessário reduzir a propriedade ao mínimo e promover a extinção das relações familiares para se criar uma irmandade dirigida pelo Estado. A sociedade deveria ser governada pelos filósofos, os únicos com capacidade de alcançar o bem em seu grau máximo, pois só eles compreendem o supremo bem. A prática da justiça caberia aos filósofos, e as virtudes menores seriam desenvolvidas pelos soldados e pelos trabalhadores comuns
  4. 4. Ética aristotélica: Enquanto Platão buscava no mundo ideal a base para a prática do bem, Aristóteles (384 a.C- 322 a.C) propunha um caminho aparentemente contrário. Segundo ele, a lei que governa a sociedade deveria levar em consideração as limitações humanas e criar instituições capazes de promover o bem e reprimir o mal. Agir corretamente seria praticar a virtude, isto é, buscar o meio termo entre os dois vícios: a prática do excesso e da escassez. A ética aristotélica pode ser definida como teleológica (estudo da finalidade), isto é, visa atingir um objetivo, estando preocupada com as consequências das atitudes.
  5. 5. Ética estoica : Desenvolvido durante o período helenístico, o estoicismo despreza os prazeres, ao considerá-los como a fonte de todos os males do ser humano. Para Zenão (336 a.C- 263 a.C) as paixões devem ser eliminadas, pois só trazem sofrimento. Ser virtuoso consiste em aceitar o destino com serenidade, buscando a paz interior e o autocontrole. O homem sábio vive em harmonia com a razão e com a natureza que o cerca, mas fora da política.
  6. 6. Ética Epicurista: Para o epicurismo também surgido no helenismo, o bem consiste na busca do prazer. No entanto, Epicuro (324 a.C- 271 a. C) principal representante do hedonismo, considerava o prazer físico também uma causa de sofrimento. Ele apregoava uma ataraxia, isto é, uma atitude de desvio do sofrimento em busca dos prazeres espirituais, dentre eles, a amizade.
  7. 7. Ética Medieval:. A conduta deve se pautar no amor a Deus sobre todas as coisas e no amor ao próximo. Se alguém afirmar: Eu amo a Deus, mas odiar seu irmão, é mentiroso por quem não ama seu irmão a quem vê não pode amar a Deus a quem não vê. A ética que foi desenvolvida na Idade Média europeia tinha um caráter sincrético, pois os filósofos desse período herdaram elementos do pensamento grego e os fundiram ao pensamento bíblico (Santo Agostinho e Tomás de Aquino)
  8. 8. Ética Kantiana: Kant fez da ideia de dever o centro de sua filosofia moral. Analisando os princípios da consciência moral, concluiu que ela é capaz de elaborar normas universais, uma vez que a racionalidade é uma marca do ser humano. No Kantismo, a razão humana é legisladora no que concerne à moral, quando essa é regida por imperativos categóricos, que designa um dever que é livremente praticado pela pessoa, pois um ato moral só é válido se praticado de forma autônoma, consciente e por dever.
  9. 9. Ética marxista: Em sua teoria do materialismo dialético, Marx considera que o modo como a sociedade se organiza para a produção econômica condiciona o desenvolvimento das estruturas sociais como a religião, a política, a educação, a moral etc. Isso significa que as manifestações da consciência do ser humano, como a moral, são determinadas pelo modo produtivo da economia.
  10. 10. Ética discursiva: A ética discursiva se caracteriza pelo uso da razão (razão comunicativa). Para o filósofo alemão Habermas, a razão comunicativa se propõe descentralizada, isto é, supõe o diálogo, uma relação entre as pessoas com mediação discursiva. O grande problema desse sistema ético está na possibilidade de se estabelecer uma igualdade de condições para a realização do diálogo livre, visto que a atual sociedade se caracteriza mais pelas desigualdades sociais e pela segregação de minorias.

×