SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Universidade Federal da Bahia
Faculdade de Direito
História do Direito
Prof. Dr. Julio Cesar de Sá da Rocha
Pré-história e povos sem escrita
Pré-História e Direito
Paleolítico – datação 2,5 milhões – 10.000
Homo Habilis: 2 milhões (África)
Homo Erectus: 1,8 mllhão, ancestral direto
*A domesticação do fogo 500 mil
Neanthertal: 400 mil
Homo sapiens sapiens: 150 mil
*A linguagem surge 100 mil
Neolítico – 10.000 a.C
Começo da história a. C “com a escrita” 3.000 a.C
1. Mundo: Homo sapiens sapiens começa a se espalhar
no mundo: 100.000 anos atrás (70.000 Oriente Médio,
50.000 Austrália, 33.000 Europa, 30.000 Filipinas)
2.Américas: Concepção da via de entrega pelo Estreito de
Behring – 11 mil e 11.500 anos atrás
Fluxo migratório único mongol (arqueologia norte-
americana) – modelo Clóvis (sítio encontrado na localidade
de Clóvis, Novo México)
Em 1974, descoberta de Luzia (Brasil) – parece um tipo
intermediário entre pigmóides e mongoloides, influência
negróide– 11.400 a 16.400 anos
•Pesquisas arqueológicas em São Raimundo Nonato,
organizadas pela arqueóloga Niède Guidon no interior do
Piauí, registram indícios da presença humana datados
como anteriores a 10 mil anos. A maioria dos
pesquisadores acreditam que o povoamento da América
do Sul deu-se a partir de 20 mil a.C.
•Cleonice Vergne (UNEB) “resquícios de 60 mil a.C.”
•3. Estudos atuais a partir de 1996
•Modelo das quatro migrações: fluxo de populações não
mongóis (africanas e aborígenes australianos) mongóis
(DNA das populações indígenas atuais)
•A escrita modifica o direito mas não o cria (Norbert
Rouland)
Estudos indicam que o homem pré-histórico pôde
conhecer o casamento (preferencialmente entre primos), a
divisão do trabalho, o controle da fecundidade
(infanticídiio, atraso na idade do casamento, tabus que
limitavam períodos das relações sexuais)
Os indícios atestam a existência daquilo que chamamos
direito.
Comunidades tradicionais Malinowski (1884 -1942) caso
Trobriand Polinésia
No direito primitivo ou tribal existe uma separação entre lei
civil e penal
“Há , portanto, na sociedade primitiva certo conjunto de
regras costumeiras (legais) que se distingue de outro
conjunto de regras costumeiras (costumes religiosos, as
formas de interaçào social”
A diferenciação das regras legais sobre as demais é que
estabelecem obrigações para uma pessoa e direitos para
outra
•Conceito de direito segundo Boaventura de Sousa
Santos
•“corpo de procedimentos regularizados e de padrões
normativos, considerados justificáveis num dado grupo
social, que contribui para a criação e prevenção de litígios,
e para a sua resolução através de um discurso
argumentativo, articulado com a ameaça de força”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Direito na Mesopotâmia
Direito na MesopotâmiaDireito na Mesopotâmia
Direito na Mesopotâmia
Lyssa Martins
 

Mais procurados (20)

Apresentaçãohistdir15
Apresentaçãohistdir15Apresentaçãohistdir15
Apresentaçãohistdir15
 
Apresentaçãohistdir9
Apresentaçãohistdir9Apresentaçãohistdir9
Apresentaçãohistdir9
 
Apresentaçãohistdir11415
Apresentaçãohistdir11415Apresentaçãohistdir11415
Apresentaçãohistdir11415
 
Apresentaçãohistdir3
Apresentaçãohistdir3Apresentaçãohistdir3
Apresentaçãohistdir3
 
Apresentaçãohistdir7
Apresentaçãohistdir7Apresentaçãohistdir7
Apresentaçãohistdir7
 
Apresentaçãohistdir6
Apresentaçãohistdir6Apresentaçãohistdir6
Apresentaçãohistdir6
 
Tribunalderelac
TribunalderelacTribunalderelac
Tribunalderelac
 
Apresentaçãohistdir13
Apresentaçãohistdir13Apresentaçãohistdir13
Apresentaçãohistdir13
 
Apresentaçãohistdir3
Apresentaçãohistdir3Apresentaçãohistdir3
Apresentaçãohistdir3
 
Apresentaçãohistdir12
Apresentaçãohistdir12Apresentaçãohistdir12
Apresentaçãohistdir12
 
Apresentaçãohistdir10
Apresentaçãohistdir10Apresentaçãohistdir10
Apresentaçãohistdir10
 
Apresentaçãohistdir5
Apresentaçãohistdir5Apresentaçãohistdir5
Apresentaçãohistdir5
 
Apresentaçãohistdir2
Apresentaçãohistdir2Apresentaçãohistdir2
Apresentaçãohistdir2
 
Apresentaçãohistdir18
Apresentaçãohistdir18Apresentaçãohistdir18
Apresentaçãohistdir18
 
Apresentaçãohistdir7
Apresentaçãohistdir7Apresentaçãohistdir7
Apresentaçãohistdir7
 
Direito na Mesopotâmia
Direito na MesopotâmiaDireito na Mesopotâmia
Direito na Mesopotâmia
 
História do direito português
História do direito portuguêsHistória do direito português
História do direito português
 
Direito grego
Direito gregoDireito grego
Direito grego
 
A Civilização Romana
A Civilização RomanaA Civilização Romana
A Civilização Romana
 
babilonia
babiloniababilonia
babilonia
 

Destaque

207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
Julio Rocha
 
Faculdade de direitoufba2semdirambiental
Faculdade de direitoufba2semdirambientalFaculdade de direitoufba2semdirambiental
Faculdade de direitoufba2semdirambiental
Julio Rocha
 

Destaque (16)

Apresentaçãohistdir17
Apresentaçãohistdir17Apresentaçãohistdir17
Apresentaçãohistdir17
 
Apresentaçãohistdir18
Apresentaçãohistdir18Apresentaçãohistdir18
Apresentaçãohistdir18
 
Apresentaçãohistdir9ampliada
Apresentaçãohistdir9ampliadaApresentaçãohistdir9ampliada
Apresentaçãohistdir9ampliada
 
ética5
ética5ética5
ética5
 
Apresentaçãosocdir14
Apresentaçãosocdir14Apresentaçãosocdir14
Apresentaçãosocdir14
 
Ciência política6
Ciência política6Ciência política6
Ciência política6
 
Apresentaçãosocdir11
Apresentaçãosocdir11Apresentaçãosocdir11
Apresentaçãosocdir11
 
Aula7 hist
Aula7 histAula7 hist
Aula7 hist
 
Caderno justia_pelas_guasweb
Caderno  justia_pelas_guaswebCaderno  justia_pelas_guasweb
Caderno justia_pelas_guasweb
 
Aula2 hist
Aula2 histAula2 hist
Aula2 hist
 
Cronograhistdir
CronograhistdirCronograhistdir
Cronograhistdir
 
Faculdade de direitoufba2sem
Faculdade de direitoufba2semFaculdade de direitoufba2sem
Faculdade de direitoufba2sem
 
Governanca pblica das_guas
Governanca pblica das_guasGovernanca pblica das_guas
Governanca pblica das_guas
 
Aula6 hist
Aula6 histAula6 hist
Aula6 hist
 
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
 
Faculdade de direitoufba2semdirambiental
Faculdade de direitoufba2semdirambientalFaculdade de direitoufba2semdirambiental
Faculdade de direitoufba2semdirambiental
 

Semelhante a Apresentaçãohistdir2

Antropologia jurídica.
Antropologia jurídica. Antropologia jurídica.
Antropologia jurídica.
Direito2012sl08
 
Antropologia 2.011.1
Antropologia   2.011.1Antropologia   2.011.1
Antropologia 2.011.1
MarcoAMuniz
 
Aula de revisao_-_antropologia_juridica
Aula de revisao_-_antropologia_juridicaAula de revisao_-_antropologia_juridica
Aula de revisao_-_antropologia_juridica
Elenir Flores
 
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Claudia araujo
 
Cap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformaçãoCap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformação
Joao Balbi
 
Cap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformaçãoCap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformação
Joao Balbi
 
Objetivos da aula dia 04 março
Objetivos da aula dia 04 marçoObjetivos da aula dia 04 março
Objetivos da aula dia 04 março
brubialet
 
Hendrix silveira -_a_cultura_religiosa_dos_iorubas
Hendrix silveira -_a_cultura_religiosa_dos_iorubasHendrix silveira -_a_cultura_religiosa_dos_iorubas
Hendrix silveira -_a_cultura_religiosa_dos_iorubas
Rodrigo Botelho
 

Semelhante a Apresentaçãohistdir2 (20)

Antropologia jurídica.
Antropologia jurídica. Antropologia jurídica.
Antropologia jurídica.
 
Antropologia 2.011.1
Antropologia   2.011.1Antropologia   2.011.1
Antropologia 2.011.1
 
Aula 1 antropologia
Aula 1   antropologiaAula 1   antropologia
Aula 1 antropologia
 
Aula de revisao_-_antropologia_juridica
Aula de revisao_-_antropologia_juridicaAula de revisao_-_antropologia_juridica
Aula de revisao_-_antropologia_juridica
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
 
Cap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformaçãoCap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformação
 
Cap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformaçãoCap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformação
 
2 origem humana
2   origem humana2   origem humana
2 origem humana
 
Primeiros humanos
Primeiros humanosPrimeiros humanos
Primeiros humanos
 
A pré história
A pré históriaA pré história
A pré história
 
Capítulo 2 - A Aventura Humana
Capítulo 2 - A Aventura HumanaCapítulo 2 - A Aventura Humana
Capítulo 2 - A Aventura Humana
 
Paleoantropologia para iniciantes
Paleoantropologia para iniciantesPaleoantropologia para iniciantes
Paleoantropologia para iniciantes
 
A História da Humanidade.ppt
A História da Humanidade.pptA História da Humanidade.ppt
A História da Humanidade.ppt
 
Objetivos da aula dia 04 março
Objetivos da aula dia 04 marçoObjetivos da aula dia 04 março
Objetivos da aula dia 04 março
 
A aventura humana
A aventura humanaA aventura humana
A aventura humana
 
A Pré História Humana
A Pré História HumanaA Pré História Humana
A Pré História Humana
 
Hendrix silveira -_a_cultura_religiosa_dos_iorubas
Hendrix silveira -_a_cultura_religiosa_dos_iorubasHendrix silveira -_a_cultura_religiosa_dos_iorubas
Hendrix silveira -_a_cultura_religiosa_dos_iorubas
 
Pré-História
Pré-HistóriaPré-História
Pré-História
 

Mais de UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Faculdade de Direito

Mais de UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Faculdade de Direito (20)

Apresentaçãosocdir13
Apresentaçãosocdir13Apresentaçãosocdir13
Apresentaçãosocdir13
 
Ciência política5
Ciência política5Ciência política5
Ciência política5
 
Ciência política4
Ciência política4Ciência política4
Ciência política4
 
Ciência política3
Ciência política3Ciência política3
Ciência política3
 
Apresentaçãosocdir12
Apresentaçãosocdir12Apresentaçãosocdir12
Apresentaçãosocdir12
 
Ciência política2
Ciência política2Ciência política2
Ciência política2
 
Ciência política1
Ciência política1Ciência política1
Ciência política1
 
ética 4
ética 4ética 4
ética 4
 
ètica3
ètica3ètica3
ètica3
 
ètica2
ètica2ètica2
ètica2
 
Introdução ética
Introdução éticaIntrodução ética
Introdução ética
 
Apresentaçãosocdir10
Apresentaçãosocdir10Apresentaçãosocdir10
Apresentaçãosocdir10
 
Direitoafricanoantigo
DireitoafricanoantigoDireitoafricanoantigo
Direitoafricanoantigo
 
Convençãodabiodiversidadeepovosindigenas
ConvençãodabiodiversidadeepovosindigenasConvençãodabiodiversidadeepovosindigenas
Convençãodabiodiversidadeepovosindigenas
 
Ensinojurídico
EnsinojurídicoEnsinojurídico
Ensinojurídico
 
Romaquedalegadoiuscommune
RomaquedalegadoiuscommuneRomaquedalegadoiuscommune
Romaquedalegadoiuscommune
 
Direitoshumanos4
Direitoshumanos4Direitoshumanos4
Direitoshumanos4
 
Faculdadede direitodirambiental20141
Faculdadede direitodirambiental20141Faculdadede direitodirambiental20141
Faculdadede direitodirambiental20141
 
Direitoshumanos
DireitoshumanosDireitoshumanos
Direitoshumanos
 
Direitoshumanos3
Direitoshumanos3Direitoshumanos3
Direitoshumanos3
 

Último

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 

Último (20)

Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 

Apresentaçãohistdir2

  • 1. Universidade Federal da Bahia Faculdade de Direito História do Direito Prof. Dr. Julio Cesar de Sá da Rocha Pré-história e povos sem escrita
  • 2. Pré-História e Direito Paleolítico – datação 2,5 milhões – 10.000 Homo Habilis: 2 milhões (África) Homo Erectus: 1,8 mllhão, ancestral direto *A domesticação do fogo 500 mil Neanthertal: 400 mil Homo sapiens sapiens: 150 mil *A linguagem surge 100 mil Neolítico – 10.000 a.C Começo da história a. C “com a escrita” 3.000 a.C
  • 3. 1. Mundo: Homo sapiens sapiens começa a se espalhar no mundo: 100.000 anos atrás (70.000 Oriente Médio, 50.000 Austrália, 33.000 Europa, 30.000 Filipinas) 2.Américas: Concepção da via de entrega pelo Estreito de Behring – 11 mil e 11.500 anos atrás Fluxo migratório único mongol (arqueologia norte- americana) – modelo Clóvis (sítio encontrado na localidade de Clóvis, Novo México) Em 1974, descoberta de Luzia (Brasil) – parece um tipo intermediário entre pigmóides e mongoloides, influência negróide– 11.400 a 16.400 anos
  • 4. •Pesquisas arqueológicas em São Raimundo Nonato, organizadas pela arqueóloga Niède Guidon no interior do Piauí, registram indícios da presença humana datados como anteriores a 10 mil anos. A maioria dos pesquisadores acreditam que o povoamento da América do Sul deu-se a partir de 20 mil a.C. •Cleonice Vergne (UNEB) “resquícios de 60 mil a.C.” •3. Estudos atuais a partir de 1996 •Modelo das quatro migrações: fluxo de populações não mongóis (africanas e aborígenes australianos) mongóis (DNA das populações indígenas atuais)
  • 5. •A escrita modifica o direito mas não o cria (Norbert Rouland) Estudos indicam que o homem pré-histórico pôde conhecer o casamento (preferencialmente entre primos), a divisão do trabalho, o controle da fecundidade (infanticídiio, atraso na idade do casamento, tabus que limitavam períodos das relações sexuais) Os indícios atestam a existência daquilo que chamamos direito.
  • 6. Comunidades tradicionais Malinowski (1884 -1942) caso Trobriand Polinésia No direito primitivo ou tribal existe uma separação entre lei civil e penal “Há , portanto, na sociedade primitiva certo conjunto de regras costumeiras (legais) que se distingue de outro conjunto de regras costumeiras (costumes religiosos, as formas de interaçào social” A diferenciação das regras legais sobre as demais é que estabelecem obrigações para uma pessoa e direitos para outra
  • 7. •Conceito de direito segundo Boaventura de Sousa Santos •“corpo de procedimentos regularizados e de padrões normativos, considerados justificáveis num dado grupo social, que contribui para a criação e prevenção de litígios, e para a sua resolução através de um discurso argumentativo, articulado com a ameaça de força”