SlideShare uma empresa Scribd logo

Transtornos mentais

J
J

Este trabalho sobre transtornos mentais pode lhe ajudar.

Transtornos mentais

1 de 34
Baixar para ler offline
Transtornos mentais
7. Doenças mentais mais significativas
no âmbito do direito e seus critérios de
diagnósticos pelo DMS-IV
•Muitos são os Transtornos mentais e no campo
especifico da Psicologia Jurídica o conhecimento
desses transtornos permite a compreensão de
fenômenos que interessam diretamente ao Direito
Penal; em síntese, a todos os ramos de direito,
incluíndo o Direito do trabalho, Direito da criança e
do adolescente e o Direito do Idoso.
A classificação das doenças mentais
acompanhou a história da medicina e da
psicologia
As dificuldades de consenso porém se
mantiveram como um obstáculo que se renova
permanente, bastando notar que as classificações
necessitam de contínuas revisões (DSM-I; DSM-II;
DSM-III; DSM-IV-TR; DSM-V ; CID-9, CID-10 Por
exemplo.
Dentre os Transtornos,
os Mais Importantes são:
• 7.1. Transtornos do controle dos impulsos (DSM-IV-
TR,2003,P623);
• 7.2. Retardo Mental;
• 7.3. Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade(TDAH);
• 7.4. Transtorno Desafiador e Opositivo;
• 7.5. Esquizofrenia e Transtorno Psicóticos Associados;
• 7.6. Transtorno Delirante;
• 7.7. Transtornos Mentais Relacionados a Substâncias;
• 7.8. Transtornos Sexuais;
• 7.9. Demência;
• 7.10.Transtornos da Personalidade
7.1 Transtornos do controle dos
impulsos (DSM-IV-TR,2003,P623)
Tem como característica essencial o que
denota essa categoria é o fracasso em resistir a
um impulso ou tentação de exercuta um ato
perigoso para a própria pessoa ou para terceiros.
O individuo apresenta uma crescente tensão
ou excitação antes de cometer o ato
descontrolado.
A Classificação
Transtornos do Controle dos Impulsos
São:
• F63.5 Transtorno Explosivo Intermitente;
(Xingamento, ameaça e destrói objetos)
• F63.2 Cleptomania (Roubo patológico);
• F63.1 Piromania; (Comportamento Incendiário)
• F63.0 Jogo Patológico; ( Vício incontrolável)
• F63.3 Tricotilomania; (Puxam os cabelos)
• F64.4 Outros Transtornos de Impulsos

Recomendados

Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeSaúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeAroldo Gavioli
 
Transtornos mentais comuns e somatização
Transtornos mentais comuns e somatização Transtornos mentais comuns e somatização
Transtornos mentais comuns e somatização Inaiara Bragante
 
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaTranstornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaAroldo Gavioli
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula saúde mental - Recursos Existentes
Aula saúde mental - Recursos ExistentesAula saúde mental - Recursos Existentes
Aula saúde mental - Recursos ExistentesArnaldo Carvalho
 
AULA 12 - PROGRANA NACIONAL DE SAUDE MENTAL.pptx
AULA 12 - PROGRANA NACIONAL DE SAUDE MENTAL.pptxAULA 12 - PROGRANA NACIONAL DE SAUDE MENTAL.pptx
AULA 12 - PROGRANA NACIONAL DE SAUDE MENTAL.pptxVanessaAlvesDeSouza4
 
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...Aroldo Gavioli
 
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e PsiquiatriaO papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e PsiquiatriaAliny Lima
 
Apresentação do caps
Apresentação do capsApresentação do caps
Apresentação do capsAdriana Emidio
 
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...Aroldo Gavioli
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeCaio Maximino
 
História e reforma psiquiátrica parte 1
História e reforma psiquiátrica parte 1História e reforma psiquiátrica parte 1
História e reforma psiquiátrica parte 1Eduardo Gomes da Silva
 
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
 Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mentalLorena Albuquerque Vieira
 
Aula 5 necessidades humanas básicas
Aula 5 necessidades humanas básicasAula 5 necessidades humanas básicas
Aula 5 necessidades humanas básicasJesiele Spindler
 
Saude mental na APS rodder
Saude mental  na APS rodderSaude mental  na APS rodder
Saude mental na APS rodderIVSS
 

Mais procurados (20)

Aula saúde mental - Recursos Existentes
Aula saúde mental - Recursos ExistentesAula saúde mental - Recursos Existentes
Aula saúde mental - Recursos Existentes
 
A rede de atenção psicossocial (raps)
A rede de atenção psicossocial (raps)A rede de atenção psicossocial (raps)
A rede de atenção psicossocial (raps)
 
Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
 
Apresentação saude mental 1
Apresentação saude mental 1Apresentação saude mental 1
Apresentação saude mental 1
 
Saúde Mental
Saúde Mental Saúde Mental
Saúde Mental
 
AULA 12 - PROGRANA NACIONAL DE SAUDE MENTAL.pptx
AULA 12 - PROGRANA NACIONAL DE SAUDE MENTAL.pptxAULA 12 - PROGRANA NACIONAL DE SAUDE MENTAL.pptx
AULA 12 - PROGRANA NACIONAL DE SAUDE MENTAL.pptx
 
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
 
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e PsiquiatriaO papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
 
Apresentação do caps
Apresentação do capsApresentação do caps
Apresentação do caps
 
Saude mental aula 3
Saude mental aula 3Saude mental aula 3
Saude mental aula 3
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedade
 
Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
 
História e reforma psiquiátrica parte 1
História e reforma psiquiátrica parte 1História e reforma psiquiátrica parte 1
História e reforma psiquiátrica parte 1
 
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
 Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
 
Aula 5 necessidades humanas básicas
Aula 5 necessidades humanas básicasAula 5 necessidades humanas básicas
Aula 5 necessidades humanas básicas
 
Psicofarmacologia
PsicofarmacologiaPsicofarmacologia
Psicofarmacologia
 
Transtornos mentais
 Transtornos mentais Transtornos mentais
Transtornos mentais
 
Saude mental na APS rodder
Saude mental  na APS rodderSaude mental  na APS rodder
Saude mental na APS rodder
 

Semelhante a Transtornos mentais

Desktop
DesktopDesktop
Desktopedu197
 
Webpalestra_TranstornosMentais Infância_Adolescência.pdf
Webpalestra_TranstornosMentais Infância_Adolescência.pdfWebpalestra_TranstornosMentais Infância_Adolescência.pdf
Webpalestra_TranstornosMentais Infância_Adolescência.pdfDaniloRibeirodosSant3
 
3553_-_saude_mental_na_3._idade.pptx
3553_-_saude_mental_na_3._idade.pptx3553_-_saude_mental_na_3._idade.pptx
3553_-_saude_mental_na_3._idade.pptxMartaMatos44
 
Esquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridadeEsquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridadecleytonlopes
 
diferentes_deficiencias_e_seus_conceitos (1).pdf
diferentes_deficiencias_e_seus_conceitos (1).pdfdiferentes_deficiencias_e_seus_conceitos (1).pdf
diferentes_deficiencias_e_seus_conceitos (1).pdfMaykonJulio1
 
Deficiência Mental, Autismo
Deficiência Mental, AutismoDeficiência Mental, Autismo
Deficiência Mental, Autismocraeditgd
 
Seminario saude mental
Seminario saude mentalSeminario saude mental
Seminario saude mentalmorganal13
 
6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx
6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx
6579-_cuidados_de_saude_mental.pptxLuis Monteiro
 
Doenças mentais e a incapacidade em atividades sociais
Doenças mentais e a incapacidade em atividades sociaisDoenças mentais e a incapacidade em atividades sociais
Doenças mentais e a incapacidade em atividades sociaisTookmed
 
Guia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicosesGuia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicosesSUELI SANTOS
 
Critérios para o diagnósstico de Perturbações de Desenvolvimento..pdf
Critérios para o diagnósstico de Perturbações de Desenvolvimento..pdfCritérios para o diagnósstico de Perturbações de Desenvolvimento..pdf
Critérios para o diagnósstico de Perturbações de Desenvolvimento..pdfssuser07c142
 
UFCD -6579- Cuidados de Saúde Mental
UFCD -6579-  Cuidados de Saúde MentalUFCD -6579-  Cuidados de Saúde Mental
UFCD -6579- Cuidados de Saúde MentalNome Sobrenome
 
Personalidade limitrofe
Personalidade limitrofePersonalidade limitrofe
Personalidade limitrofeTânia collyer
 
Transtornos da criança e do adolescente 3
Transtornos da criança e do adolescente 3Transtornos da criança e do adolescente 3
Transtornos da criança e do adolescente 3Inaiara Bragante
 
artigo esquizofrenia.pptx
artigo esquizofrenia.pptxartigo esquizofrenia.pptx
artigo esquizofrenia.pptxmilene209662
 
Percepção aula 2- atenção (1)
Percepção  aula 2- atenção (1)Percepção  aula 2- atenção (1)
Percepção aula 2- atenção (1)Universidade FUMEC
 
Transtorno bipolar saúde mental
Transtorno bipolar saúde mental  Transtorno bipolar saúde mental
Transtorno bipolar saúde mental amanda helena
 

Semelhante a Transtornos mentais (20)

Desktop
DesktopDesktop
Desktop
 
Webpalestra_TranstornosMentais Infância_Adolescência.pdf
Webpalestra_TranstornosMentais Infância_Adolescência.pdfWebpalestra_TranstornosMentais Infância_Adolescência.pdf
Webpalestra_TranstornosMentais Infância_Adolescência.pdf
 
3553_-_saude_mental_na_3._idade.pptx
3553_-_saude_mental_na_3._idade.pptx3553_-_saude_mental_na_3._idade.pptx
3553_-_saude_mental_na_3._idade.pptx
 
Esquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridadeEsquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridade
 
diferentes_deficiencias_e_seus_conceitos (1).pdf
diferentes_deficiencias_e_seus_conceitos (1).pdfdiferentes_deficiencias_e_seus_conceitos (1).pdf
diferentes_deficiencias_e_seus_conceitos (1).pdf
 
Deficiência Mental, Autismo
Deficiência Mental, AutismoDeficiência Mental, Autismo
Deficiência Mental, Autismo
 
Seminario saude mental
Seminario saude mentalSeminario saude mental
Seminario saude mental
 
6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx
6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx
6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx
 
Doenças mentais e a incapacidade em atividades sociais
Doenças mentais e a incapacidade em atividades sociaisDoenças mentais e a incapacidade em atividades sociais
Doenças mentais e a incapacidade em atividades sociais
 
Guia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicosesGuia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicoses
 
Critérios para o diagnósstico de Perturbações de Desenvolvimento..pdf
Critérios para o diagnósstico de Perturbações de Desenvolvimento..pdfCritérios para o diagnósstico de Perturbações de Desenvolvimento..pdf
Critérios para o diagnósstico de Perturbações de Desenvolvimento..pdf
 
UFCD -6579- Cuidados de Saúde Mental
UFCD -6579-  Cuidados de Saúde MentalUFCD -6579-  Cuidados de Saúde Mental
UFCD -6579- Cuidados de Saúde Mental
 
Personalidade limitrofe
Personalidade limitrofePersonalidade limitrofe
Personalidade limitrofe
 
Transtornos de personalidade DSM 4 e TCC
Transtornos de personalidade DSM 4 e TCCTranstornos de personalidade DSM 4 e TCC
Transtornos de personalidade DSM 4 e TCC
 
Transtornos da criança e do adolescente 3
Transtornos da criança e do adolescente 3Transtornos da criança e do adolescente 3
Transtornos da criança e do adolescente 3
 
artigo esquizofrenia.pptx
artigo esquizofrenia.pptxartigo esquizofrenia.pptx
artigo esquizofrenia.pptx
 
Transtornos.pptx
Transtornos.pptxTranstornos.pptx
Transtornos.pptx
 
Sídromes trastornos-deficiencias-katiaqueiroz
Sídromes trastornos-deficiencias-katiaqueirozSídromes trastornos-deficiencias-katiaqueiroz
Sídromes trastornos-deficiencias-katiaqueiroz
 
Percepção aula 2- atenção (1)
Percepção  aula 2- atenção (1)Percepção  aula 2- atenção (1)
Percepção aula 2- atenção (1)
 
Transtorno bipolar saúde mental
Transtorno bipolar saúde mental  Transtorno bipolar saúde mental
Transtorno bipolar saúde mental
 

Último

LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOxogilo3990
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxfran50171
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLucineideDosSantos2
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfkeiciany
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxssuser86fd77
 
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...Colaborar Educacional
 
Livro de Português- Santillana.pdf
Livro de Português- Santillana.pdfLivro de Português- Santillana.pdf
Livro de Português- Santillana.pdfDinisOliveira30
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfalexandrerodriguespk
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfkeiciany
 
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfApresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfAndreiaSilva852193
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxrafabebum
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfkeiciany
 
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfIntrodução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfssuser2af87a
 
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...Colaborar Educacional
 

Último (20)

LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
 
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdfAPOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
 
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
 
Livro de Português- Santillana.pdf
Livro de Português- Santillana.pdfLivro de Português- Santillana.pdf
Livro de Português- Santillana.pdf
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
 
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfApresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
 
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfIntrodução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
 
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
 

Transtornos mentais

  • 2. 7. Doenças mentais mais significativas no âmbito do direito e seus critérios de diagnósticos pelo DMS-IV •Muitos são os Transtornos mentais e no campo especifico da Psicologia Jurídica o conhecimento desses transtornos permite a compreensão de fenômenos que interessam diretamente ao Direito Penal; em síntese, a todos os ramos de direito, incluíndo o Direito do trabalho, Direito da criança e do adolescente e o Direito do Idoso.
  • 3. A classificação das doenças mentais acompanhou a história da medicina e da psicologia As dificuldades de consenso porém se mantiveram como um obstáculo que se renova permanente, bastando notar que as classificações necessitam de contínuas revisões (DSM-I; DSM-II; DSM-III; DSM-IV-TR; DSM-V ; CID-9, CID-10 Por exemplo.
  • 4. Dentre os Transtornos, os Mais Importantes são: • 7.1. Transtornos do controle dos impulsos (DSM-IV- TR,2003,P623); • 7.2. Retardo Mental; • 7.3. Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade(TDAH); • 7.4. Transtorno Desafiador e Opositivo; • 7.5. Esquizofrenia e Transtorno Psicóticos Associados; • 7.6. Transtorno Delirante; • 7.7. Transtornos Mentais Relacionados a Substâncias; • 7.8. Transtornos Sexuais; • 7.9. Demência; • 7.10.Transtornos da Personalidade
  • 5. 7.1 Transtornos do controle dos impulsos (DSM-IV-TR,2003,P623) Tem como característica essencial o que denota essa categoria é o fracasso em resistir a um impulso ou tentação de exercuta um ato perigoso para a própria pessoa ou para terceiros. O individuo apresenta uma crescente tensão ou excitação antes de cometer o ato descontrolado.
  • 6. A Classificação Transtornos do Controle dos Impulsos São: • F63.5 Transtorno Explosivo Intermitente; (Xingamento, ameaça e destrói objetos) • F63.2 Cleptomania (Roubo patológico); • F63.1 Piromania; (Comportamento Incendiário) • F63.0 Jogo Patológico; ( Vício incontrolável) • F63.3 Tricotilomania; (Puxam os cabelos) • F64.4 Outros Transtornos de Impulsos
  • 7. Exemplos desses transtornos: Transtorno Explosivo Intermitente: caracterizado por episódios distintos de fracasso em resistir a impulsos agressivos, resultando em sérias agressões ou destruição de propriedades. Cleptomania: caracteriza-se por um fracasso recorrente de resistir a impulsos de subtrair objetos desnessário ou sem valor monetário. Piromania: Caracterizado por um padrão de comportamento incendiário por prazer ou delito,pelo gosto de atear fogo com gratificação ou alívio de tensão e ansiedade. (é crime art.163)
  • 8. Exemplos desses transtornos: Jogo Patológico Caracteriza-se por um comportamento mal-adaptativo, recorrente e persistente, relacionado a jogos de azar e apostas. Tem como consequências: _ Impossibilita-se de administrar os bens; _ risco de dilapidação do patrimônio; _No âmbito criminal, o combate deve ser direcionado para aqueles que explora o jogo, auferindo vantagem para si em detrimento do empobrecimento aheio, daquele que não consegue refrear o impulso de jogar.
  • 9. Tricotilomania Caracteriza-se pelo ato de puxar de forma recerrente seus próprios cabelos por prazer, gratificação ou alivio de tensão ansiedade acarretantado uma perda capilar perceptivel. Pode esta relacionado a quadros compulsivos e depressivos. Transtorno do Controle dos Impulsos sem Outras Especificações: trata-se de uma fôrmula ampla para permitir a inclusão codificada de outros transtornos que escapam dos outros criterios para qualquer um transtorno.
  • 10. 7.2. RETARDO MENTAL É um indivíduo que tem a sua capacidade intelectual inferior àquela tida como normal, levando a restrições significativas de suas habilidades adaptativas. O transtorno normalmente está presente desde o nascimento, manifestando-se antes dos 18 anos de idade. É irreversível, caracterizada pela dificuldade ou incapacidade de desenvolver uma comunicação normal, o quociente de inteligência (QI) fica abaixo de 70, podendo ser muito menor, na dependência da gravidade do problema.
  • 11. A CLASSIFICAÇÃO DO RETARDO MENTAL F70 Retardo mental leve F71 Retardo mental moderado F72 Retardo mental grave F73 Retardo mental profundo F74 Outro retardo mental F75 Retardo mental não especificado
  • 12. RETARDO MENTAL LEVE: É caracterizado por um quociente intelectual (QI) entre 52 a 68. As crianças com um grau leve de retardo mental podem atingir um nível de leitura similar aos das crianças que cursam entre a 4a e a 6a série escolar, aprender as habilidades educacionais básicas necessárias no dia-a-dia. RETARDO MENTAL MODERADO As crianças com um retardo mental moderado saão assim caracterizadas por apresentarem um quociente de inteligencia (QI) entre 36 e 51 Elas apresentam uma maior lentidão para aprender a falar ou sentar, mas se receber treinamento e apoio adequados, os adultos com esse grau de retardo mental conseguem viver com alguma independência.
  • 13. RETARDO MENTAL GRAVE Apresenta desenvolvimento mental pobre e adquirem pouca ou nenhuma capacidade de fala comunicativa. Durante a idade escolar eles podem aprender a falar e ser treinado em algumas habilidades elementares de higiene. Quando adulto esses suleitos podem ser capazes de desempenhar tarefas simples sob estreita e cuidadosa supervisão.
  • 14. RETARDO MENTAL PROFUNDO • De acordo com o DSM-IV-TR(2003,P.75), esse grupo com Retardo Mental Profundo constitui aproximadamente 1 a 2%. • Quando criança apresenta capacidade mínima para funcionamento sensório-motor, mas um desenvolvimento nas habilidades de higiene e comunicação podem ocorrer com treinamento adequado e supervisionado num ambiente altamente oganizado e estruturado
  • 15. Algumas anormalidades nos cromossomos estão associados com retardo mental. Dentre elas: • Síndrome de Dawn; mongolóides; com olhos oblíquos e nariz achatados. • Síndrome do miado do gato: esses não possui o quinto cromossomo, possuindo choro semelhante ao miado de um gato. • A fenilcetonúria, esses apresentam problema genético com o metabolismo, raramente QI superior 40-50. • Doenças adquirida na infância: meningite, encefalite, assim como traumatismo craniano. • Inflências socioculturais e ambientais, baixas condições econômicas e sociais, desfavorecem os cuidados pre natais, natais e perinatais, importante para o desenvolvimento cognitivo saudável.
  • 16. 7.3.Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade(TDAH O TDAH é um transtorno neurobiológico que atinge varias partes do cérebro, geralmente causa falta de atenção, desinteresse, inquietude, impulsividade. Estudos científicos apontam que a área mais atingida por esse transtorno é a região frontal e suas ligações com o resto do cérebro. Os sintomas podem ser identificados na infância, o primeiro diagnostico, geralmente é feito nas escolas, onde os profissionais da educação identificam a falta de interesse expressiva da criança, falta de atenção nas atividades desenvolvidas nas escolas, inquietude e a impulsividade.
  • 17. 7.4.Transtorno Desafiador e Opositivo • é um tipo de transtorno de conduta que costuma ocorrer com crianças menores. Suas características principais são: • comportamento desafiador, desobediente ou perturbador. • No entanto, não incluem atos delinquentes ou manifestações mais extremas de agressividade ou comportamento antissocial. • Deve-se ser cauteloso no diagnóstico desta categoria, especialmente em crianças mais velhas
  • 18. 7.5. Esquizofrenia e transtornos Psicóticos Associados Os transtornos incluídos neste titulo se caracterizam por possuírem elementos definidor a presença de sintomas psicóticos que abrigam as seguintes espécies: •Transtorno Esquizofreniforme •Transtorno Esquizoafetivo •Transtorno Delirante •Transtorno Psicótico Breve •Transtorno Psicótico Induzido •Transtorno Psicótico Devido a uma Condição Medica Geral •Transtorno Psicótico Induzido por Substancia •Transtorno Psicótico sem Outra especificação
  • 19. Sinais e Sintomas da Esquizofrenia Catalogados pela presença dos quatro “As”: • Alucinação: Alucinações são sensações que parecem ser reais, porém são criadas pela mente. Elas podem afetar os cinco sentidos. • Afeto embotado: é um tipo de comportamento em que o indivíduo apresenta-se com dificuldades em expressar emoções e sentimentos. • Ambivalência: é um estado de ter sentimentos e emoções simultaneamente positivas e negativas em relação a alguém ou alguma coisa. • Autismo: é um distúrbio neurológico caracterizado por comprometimento da interação social, comunicação verbal e não-verbal e comportamento restrito e repetitivo.
  • 20. Tipos de Esquizofrenia • Tipo Paranóide: é o tipo mais comum de uma modalidade de esquizofrenia. Vista como uma significativa perda de contato vital com a realidade. • Tipo Desorganizado: é caracteriza-se por uma acentuada regressão a um comportamento mais primitivo, desinibido e desorganizado. • Tipo Catatônico: é uma acentuada perturbação da função motora, podendo envolver estupor, negativismo, rigidez, excitação ou posturas bizarro. • Tipo Indiferenciado: é um transtorno mental crônico e grave, que é causado por um colapso físico dos processos mentais que resulta em uma perda de respostas emocionais normais. • Tipo Residual: o estágio crônico da esquizofrenia. Após a regressão de um quadro inicial fica uma espécie de quadro tardio onde ocorrem predominantemente sintomas negativos.
  • 21. 7.6. Transtorno Delirante • É um tipo grave de doença mental chamada de “psicose”, em que uma pessoa não pode dizer o que é real ou o que é imaginado. • A principal característica desta doença é a presença de delírios, crenças inabaláveis em algo falso ou sem base na realidade. • São organizados do seguinte modo: F22.0 Transtorno delirante F22.1 Outros transtorno delirantes persistentes F22.2 Transtorno delirante persistente, não especificado.
  • 22. TIPOS DE TRANSTRNO DELIRANTE • Tipo Erotomaniaco. Delírio geralmente envolvido por um amor platônico, idealizado por uma união mais espiritual do que por uma atração sexual. • Tipo Grandioso. Delírio grandioso envolvem a crença em qualidade extraordinária, podendo incluir conteúdo políticos ou religiosos. • Tipo ciumento. O delírio ciumento se constrói a partir da crença errônea de que sua parceira ou conjugue está sendo infiel. • Tipo persecutório. Este delírio refere-se à crença de estar sendo vítima de conspiração, traição, espionagem, perseguição, envenenamento ou intoxicação com drogas. • Tipo Somático: Os delírios somáticos podem ocorrer de diferentes maneiras, desde a crença que seu corpo cheira mal até a concepção de que parte do seu corpo são malformadas. • Tipo Misto. Este subtipo de delírio ocorre quando não há predomínio de um tema delirante. • Tipo Inespecífico. É quando a crença dominante no delírio não ser claramente determinada ou não esta descrita entre os tipos específicos conhecidos.
  • 23. 7.7. Transtornos Mentais Relacionados a Substâncias Os transtornos Mentais Relacionados a Substâncias encontram correlacionados pelos sistema de classificação de Transtornos Mentais e de comportamento CID- 10(1993,P.192), F10-F19, com a denominação transtornos mentais e de comportamento decorrente do uso de substância psicoativa, na qual se encontram incluídos: •F10 Transtornos Mentais e de comportamento decorrentes do uso de álcool •F11 Transtornos Mentais e de comportamento decorrentes do uso de opioides •F12 Transtorno Mentais e de comportamento decorrentes do uso de canarbióides
  • 24. F13 Transtorno Mentais e de comportamento decorrentes do uso de sedativos ou hipnóticos F14 Transtorno Mentais e de comportamento decorrentes do uso de cocaína F15 Transtorno Mentais e de comportamento decorrentes o uso de outros estimulantes incluindo cafeina F16 Transtorno Mentais e de comportamento decorrentes de uso de alucinógenos F17 Transtorno Mentais e de comportamento decorrente do uso de tabaco F18 Transtorno Mentais e de comportamento decorrente do uso de solventes voláteis F19 Transtorno Mentais e de comportamento decorrente do uso de múltiplas drogas e do uso de outras droga.
  • 25. Fatores que influencia os efeitos das substâncias • Efeitos Dependentes da Dose: Relacionados com a quantidade utilizada. • Diferenças Individuais: Relacionadas com o tipo de personalidade, experiências anteriores e também com a genética. • Interação: Depende das combinações entre as substâncias, combinações potencializam os efeitos para um resultado final. • Tolerância: Com administrações sucessivas, o nível de dosagem precisa ser aumentada para obtenção dos mesmos efeitos.
  • 26. 7.8. TRANSTORNOS SEXUAIS Os Transtornos Sexuais e da Identidade de Gênero, como refere o DSM-IV-TR(2003,P.511), podem ter amplos reflexos no direito penal. •F65 Transtorno de preferencia sexual (Inclui as parafílias). As parafilias se definem em função de meios desviantes da forma de obter satisfação sexual •F65.0 Fetichismo – (excitantes por peças de roupas) •F65.1 Transvestismo fetichismo-(homem que usam roupa feminina) •F65.2 Exibicionismo – (exposição repetitiva dos genitais) •F65.3 Voyeunismo –(ato de observar repetitivamente) •F65.4 Pedofilia –(adulto com uma criança) •F65.5 Sadomasoquismo-(excitação sexual obtida por meio de dor e sofrimento) •F65.6 Transtornos múltiplos de preferência sexual- (presença de mais de um transtorno) •F65.8 Outros transtornos de preferencia sexual-(modo exclusivo prazer) Necrofilia – (relação sexual com cadáver) Zoofilia – (relação sexual com animais •F65.9 Transtorno de preferencia sexual, não especificado
  • 27. PARAFÍLIAS Seus principais sintomas são as fantasias, desejos e excitação sexual do tipo recorrente por: _ Objetos não humanos: Vestidos, sapatos, estátueta, etc.; _ Sofrimento e humilhação; _ Indivíduos não anuentes, como crianças e incapazes de consentir. Dentre os casos identificados de parafilias, a pedofilias constituí o tipo de perversão mais comum. Exibicionistas e Voyeuristas, também geram prolemas de ordem policial e legal. Por isso, os operadores do direito devem conhecer esses Transtornos a fim de promoverem os encaminhamentos jurídicos adequados a cada caso. Os especialistas nunca chegaram a encontrar qualquer alteração orgânica ou psicológica que explicasse a origem de uma parafilia. Relativamente ao tratamento, existem técnicas comportamentais e psicanalíticas, ainda que, de um modo geral, tenham demonstrado ser pouco ou nada eficazes.
  • 28. 7.9. DEMÊNCIA • As demências são transtorno que podem envolver varias funções psíquicas simultaneamente e causar um devastador prejuízo no funcionamento mental do individuo. • Cabe salientar que as demências não estão obrigatoriamente condicionadas ao fator idade avançada, mas que o Estatuto do Idoso constitui um importante instrumento legal para a efetiva proteção do idoso, uma vez que exite uma prevalência dessa condição na população com mais de 65 anos de idade.
  • 29. Catalogação da demencia instituida pelo DSM- IV-TR(2003,P.5168), são estabelecidas as seguintes entidade tipologicas • Demência Tipo Alzheimer; • Demência Vascular; • Demência Devido à Doença da HIV; • Demência Devido a Traumatismo Craniano; • Demência devido à Doença de Parkinson; • Demência Devido à Doença de Huntington; • Demência Devido à Doença de Pink; • Demência Devido à Doença de Creutzfeldt-jakob; • Demência Devido a outras Condições Médicas Gerais; • Demência Persistente Induzida por substância; • Demência Devido a Múltiplas Etiologias. • Metade das demências podem ser prevenidas ou pelo menos adiadas mantendo uma vida social, intelectual e profissional ativa. •
  • 30. 7.10. TRANSTORNO DA PERSONALIDADE • De acordo com as semelhanças descritivas, os transtornos da personalidade podem ser reunidos em três grupos: GRUPO - A Transtorno de Personalidade Paranoide: São pessoas demasiadamente desconfiadas e paranoicas. Não conseguem confiar em outros, sempre alegam que vão ser passados para trás ou que estão tramando e conspirando algo contra ele. Transtorno de Personalidade Esquizoide: Indivíduos isolados socialmente, não expressam ou vivenciam emoções como alegria ou raiva, frios emocionalmente, indiferentes e não fazem questão de manter laços afetivos com outras pessoas, sendo assim, vistos como independentes emocionalmente. Transtorno de Personalidade Esquizotipica: Pessoas com as mesmas características ao esquizoide, contudo, estão mais próximas à esquizofrenia. Desconfiados, alguns podem acreditar que têm poderes especiais, outros podem ser supersticiosos e cheios de "manias", sendo que geralmente possuem crença excessiva ou fanatismo religioso.
  • 31. TRANSTORNO DA PERSONALIDADE GRUPO - B Transtorno da Personalidade Antissocial: São sociopatas, indivíduos egocêntricos desde a adolescência e que mesmo na idade adulta mantêm comportamentos persistentes de desrespeito as normas, regras ou leis sociais.Causam prejuízos e transtornos significativos as pessoas próximas em seu círculo social. Transtorno da Personalidade Borderline: Distúrbio comparável a uma "doença do amor", uma vez que seus sintomas tornam-se muito exacerbados quando apaixonam-se. Essas pessoas têm profundos sentimentos de raiva e vazio crônico, são emocionalmente instáveis, com surtos de carência afetiva, mostrando-se também controladoras e muito ciumentas. Transtorno da Personalidade Histriônica: São pessoas muito emotivas, hipersensíveis, exageradas, superficiais, emocionalmente instáveis, dramáticas, muito preocupadas com a aparência física (vaidosos e provocativos) e com notável tendência a exigir excessiva atenção para si a todo momento. Transtorno da Personalidade Narcisista: Pessoas arrogantes, orgulhosas e que se acham superiores e mais especiais que os outros. Quase sempre se acham "os melhores", "os mais lindos", "os mais ricos" etc.
  • 32. TRANSTORNO DA PERSONALIDADE GRUPO – C Transtorno da Personalidade Esquiva: Indivíduos que são excessivamente tímidos, com grande ansiedade na vida social, sendo que frequentemente carregam um sentimento de inferioridade em relação às outras pessoas. Transtorno da Personalidade Dependente: Pessoas muito dependentes emocionalmente e fisicamente, sempre dependendo de outras pessoas para fazer qualquer coisa. Notavelmente carentes, Com frequência, são submissos às pessoas por quais mantêm um laço afetivo, podendo demonstrar muita empatia ou altruísmo por outras pessoas e pouca preocupação consigo mesmo. Transtorno da Persnalidade Obsessivo Compulsivo: São pessoas teimosas e inflexíveis, excessivamente organizadas, temendo descuidos, desorganizações, sujeira ou qualquer outra forma de "bagunça". Elas priorizam o correto e organizado, podendo gastar muito tempo trabalhando, estudando ou limpando, deixando de lado relacionamentos, diversão e lazer.
  • 33. CONCLUSÃO PARA • Depende do transtorno de personalidade, • depende do grau de comprometimento mental, • depende da rigidez do paciente • depende da motivação para o tratamento. • Sim, podemos curar, mas muitas curas precisam de uma constante auto avaliação do paciente, corrigindo os padrões que foram aprendidos desde a infância.
  • 34. REFERÊNCIA AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION, Manual Diagnóstico Estatístico de Transtornos Mentais. 4ª edição, Porto Alegre: Artmed,2003. WORLD HEALTH ORGANIZATION, Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento CID-10 Porto Alegre: Artmed,1993.