SlideShare uma empresa Scribd logo

Esquizofrenia e bipolaridade

Esquizofrenia e bipolaridade

1 de 40
Baixar para ler offline
PROFº ENFº CLEYTON
LOPES
ESQUIZOFRENIA E BIPOLARIDADE
A Esquizofrenia é uma
doença mental causado
por diversos fatores
biopsicossociais que
interagem, criando
situações, as quais
podem ser favoráveis
ou não ao aparecimento
do transtorno.
Ansiedade muito intensa,
estado de estresse elevado,
fobia social e situações
sociais e emocionais
intensas.
Ligados à genética, lesão
ou anormalidade de
estruturas cerebrais e
deficiência em
neurotransmissores.
Epidemiologia
A idade de início é tradicionalmente considerada como
um fator importante para o prognóstico.
Quando a doença
se inicia antes dos
20 anos, o
prognóstico é pior!
O final da adolescência e
início da vida adulta é
uma fase bastante
conturbada, pois envolve
transformações físicas,
emocionais e aquisição
de novas
responsabilidades e
papéis, da pessoa, em
seu ambiente social.
Epidemiologia
A idade de início no
homem é menor que na
mulher, 15 a 25 anos e 25
a 35 anos
respectivamente.
Os rapazes sofrem estresse mais cedo que as
moças, que apresentam taxas de hormônios
contínuas. Os hormônios femininos têm efeitos
parecidos com os neurolépticos, por isso os
sintomas aparecem mais tardiamente, somente
quando as taxas hormonais começam a
Manifestaçõ
es
Os primeiros sinais da esquizofrenia
aparecem em geral sob a forma de
mudanças do COMPORTAMENTO.
Surto
psicótico Caracterizado pela
manifestação mais intensa de
sintomas como alucinações e
delírios.

Recomendados

Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativaTranstornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativaAroldo Gavioli
 
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasAula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasLampsi
 
Bipolar Apresentação final?
Bipolar Apresentação final?Bipolar Apresentação final?
Bipolar Apresentação final?adglm
 
Transtorno bipolar e transtornos relacionados
Transtorno bipolar e transtornos relacionadosTranstorno bipolar e transtornos relacionados
Transtorno bipolar e transtornos relacionadosCaio Maximino
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Transtornos de personalidade
Transtornos de personalidadeTranstornos de personalidade
Transtornos de personalidadegfolive
 
História e reforma psiquiátrica parte 1
História e reforma psiquiátrica parte 1História e reforma psiquiátrica parte 1
História e reforma psiquiátrica parte 1Eduardo Gomes da Silva
 
Transtorno de personalidade
Transtorno de personalidadeTranstorno de personalidade
Transtorno de personalidadeLuisa Sena
 
PSICOPATOLOGIA II: Aula 01 (introdução à CID-10)
PSICOPATOLOGIA II: Aula 01 (introdução à CID-10)PSICOPATOLOGIA II: Aula 01 (introdução à CID-10)
PSICOPATOLOGIA II: Aula 01 (introdução à CID-10)Alexandre Simoes
 
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaTranstornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaAroldo Gavioli
 
Transtorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineTranstorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineNilson Dias Castelano
 
Psicopatologia I - Aula 1: Introdução aos Conceitos da Psicopatologia.
Psicopatologia I - Aula 1: Introdução aos Conceitos da Psicopatologia.Psicopatologia I - Aula 1: Introdução aos Conceitos da Psicopatologia.
Psicopatologia I - Aula 1: Introdução aos Conceitos da Psicopatologia.Alexandre Simoes
 
Apresentação do caps
Apresentação do capsApresentação do caps
Apresentação do capsAdriana Emidio
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
EsquizofreniaDiel St
 
Transtorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarTranstorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarRodolpho David
 
TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃO
TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃOTERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃO
TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃOSerafim Carvalho, MD, PhD
 
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
 Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mentalLorena Albuquerque Vieira
 
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevençãoSuicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevençãoWashington Costa
 

Mais procurados (20)

Transtornos de personalidade
Transtornos de personalidadeTranstornos de personalidade
Transtornos de personalidade
 
Transtorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarTranstorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolar
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Psicofarmacologia
PsicofarmacologiaPsicofarmacologia
Psicofarmacologia
 
psicofarmacologia 2
psicofarmacologia 2psicofarmacologia 2
psicofarmacologia 2
 
Transtorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarTranstorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolar
 
História e reforma psiquiátrica parte 1
História e reforma psiquiátrica parte 1História e reforma psiquiátrica parte 1
História e reforma psiquiátrica parte 1
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Transtorno de personalidade
Transtorno de personalidadeTranstorno de personalidade
Transtorno de personalidade
 
PSICOPATOLOGIA II: Aula 01 (introdução à CID-10)
PSICOPATOLOGIA II: Aula 01 (introdução à CID-10)PSICOPATOLOGIA II: Aula 01 (introdução à CID-10)
PSICOPATOLOGIA II: Aula 01 (introdução à CID-10)
 
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaTranstornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
 
Transtorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineTranstorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade Borderline
 
Psicopatologia I - Aula 1: Introdução aos Conceitos da Psicopatologia.
Psicopatologia I - Aula 1: Introdução aos Conceitos da Psicopatologia.Psicopatologia I - Aula 1: Introdução aos Conceitos da Psicopatologia.
Psicopatologia I - Aula 1: Introdução aos Conceitos da Psicopatologia.
 
Esquizofrênia - Leonardo Nunes
Esquizofrênia - Leonardo NunesEsquizofrênia - Leonardo Nunes
Esquizofrênia - Leonardo Nunes
 
Apresentação do caps
Apresentação do capsApresentação do caps
Apresentação do caps
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Transtorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarTranstorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolar
 
TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃO
TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃOTERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃO
TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃO
 
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
 Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
 
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevençãoSuicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
 

Destaque (8)

Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
TRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLARTRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLAR
 
Trastorno bipolar
Trastorno bipolarTrastorno bipolar
Trastorno bipolar
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 

Semelhante a Esquizofrenia e bipolaridade

Semelhante a Esquizofrenia e bipolaridade (20)

Esquizo
EsquizoEsquizo
Esquizo
 
Saúde mental
Saúde mentalSaúde mental
Saúde mental
 
artigo esquizofrenia.pptx
artigo esquizofrenia.pptxartigo esquizofrenia.pptx
artigo esquizofrenia.pptx
 
Seminario saude mental
Seminario saude mentalSeminario saude mental
Seminario saude mental
 
TRANSTORNO DELIRANTE.pdf
TRANSTORNO DELIRANTE.pdfTRANSTORNO DELIRANTE.pdf
TRANSTORNO DELIRANTE.pdf
 
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docxPsicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
 
Apresentação de Esquizofrenia.pptx
Apresentação de  Esquizofrenia.pptxApresentação de  Esquizofrenia.pptx
Apresentação de Esquizofrenia.pptx
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]
Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]
Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]
 
Transtorno Bipolar
Transtorno BipolarTranstorno Bipolar
Transtorno Bipolar
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
 
Esquizofrenia e outros transtornos psicóticos
Esquizofrenia e outros transtornos psicóticosEsquizofrenia e outros transtornos psicóticos
Esquizofrenia e outros transtornos psicóticos
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Apresentação esquizofrenia
Apresentação esquizofreniaApresentação esquizofrenia
Apresentação esquizofrenia
 
Apresentação esquizofrenia
Apresentação esquizofreniaApresentação esquizofrenia
Apresentação esquizofrenia
 
H.5 esquizofrenia-portuguese-2016
H.5 esquizofrenia-portuguese-2016H.5 esquizofrenia-portuguese-2016
H.5 esquizofrenia-portuguese-2016
 
Transtorno bipolar saúde mental
Transtorno bipolar saúde mental  Transtorno bipolar saúde mental
Transtorno bipolar saúde mental
 
Esquizofrenia 1a
Esquizofrenia 1aEsquizofrenia 1a
Esquizofrenia 1a
 
PRIMEIRA AULA.pdf
PRIMEIRA AULA.pdfPRIMEIRA AULA.pdf
PRIMEIRA AULA.pdf
 

Último

Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdf
Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdfAlcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdf
Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdfRafaelSantos459300
 
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptx
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptxAula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptx
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptxchrislannebmc
 
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...VictorRodriguesFonse
 
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pele
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da PeleDesvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pele
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pelerljss12
 
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveis
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveisemagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveis
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveisjacianejudite
 
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!Irapoan Dantas
 
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...macedoytam
 
Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultados
Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultadosEmagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultados
Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultadosAna Clara
 
Emagrecimento saudável : Supere os Desafios e Alcance Resultados Duradouros
Emagrecimento saudável : Supere os Desafios e Alcance Resultados DuradourosEmagrecimento saudável : Supere os Desafios e Alcance Resultados Duradouros
Emagrecimento saudável : Supere os Desafios e Alcance Resultados Duradourosjhelyelup3
 
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Peso
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de PesoComo o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Peso
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Pesopeixotoartes95
 
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...viviane30gsa
 
Desvendando os mitos e verdades da dieta low carb
Desvendando os mitos e verdades  da dieta low carbDesvendando os mitos e verdades  da dieta low carb
Desvendando os mitos e verdades da dieta low carbgviviane619
 
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisol
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + VerisolRosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisol
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisolelainelalves91
 
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugas
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugasMitos e Verdades Revelados sobre as rugas
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugaslucasoliveiraa2247
 
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...oliveiraaladiane
 
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...Janaina Master
 
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu Corpo
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu CorpoChef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu Corpo
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu CorpoDiogoFerrazSantana
 
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdf
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdfCONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdf
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdffcris0021
 
CATALOGO PRODUTOS OZONTECK ENCOMENDAS WhatsApp 44 99957 9694 Lusani
CATALOGO PRODUTOS OZONTECK ENCOMENDAS WhatsApp 44 99957 9694 LusaniCATALOGO PRODUTOS OZONTECK ENCOMENDAS WhatsApp 44 99957 9694 Lusani
CATALOGO PRODUTOS OZONTECK ENCOMENDAS WhatsApp 44 99957 9694 LusaniVITRINESMAGAZINE
 

Último (19)

Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdf
Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdfAlcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdf
Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdf
 
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptx
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptxAula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptx
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptx
 
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...
 
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pele
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da PeleDesvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pele
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pele
 
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveis
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveisemagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveis
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveis
 
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!
 
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...
 
Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultados
Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultadosEmagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultados
Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultados
 
Emagrecimento saudável : Supere os Desafios e Alcance Resultados Duradouros
Emagrecimento saudável : Supere os Desafios e Alcance Resultados DuradourosEmagrecimento saudável : Supere os Desafios e Alcance Resultados Duradouros
Emagrecimento saudável : Supere os Desafios e Alcance Resultados Duradouros
 
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Peso
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de PesoComo o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Peso
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Peso
 
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...
 
Desvendando os mitos e verdades da dieta low carb
Desvendando os mitos e verdades  da dieta low carbDesvendando os mitos e verdades  da dieta low carb
Desvendando os mitos e verdades da dieta low carb
 
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisol
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + VerisolRosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisol
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisol
 
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugas
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugasMitos e Verdades Revelados sobre as rugas
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugas
 
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...
 
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...
 
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu Corpo
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu CorpoChef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu Corpo
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu Corpo
 
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdf
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdfCONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdf
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdf
 
CATALOGO PRODUTOS OZONTECK ENCOMENDAS WhatsApp 44 99957 9694 Lusani
CATALOGO PRODUTOS OZONTECK ENCOMENDAS WhatsApp 44 99957 9694 LusaniCATALOGO PRODUTOS OZONTECK ENCOMENDAS WhatsApp 44 99957 9694 Lusani
CATALOGO PRODUTOS OZONTECK ENCOMENDAS WhatsApp 44 99957 9694 Lusani
 

Esquizofrenia e bipolaridade

  • 2. A Esquizofrenia é uma doença mental causado por diversos fatores biopsicossociais que interagem, criando situações, as quais podem ser favoráveis ou não ao aparecimento do transtorno.
  • 3. Ansiedade muito intensa, estado de estresse elevado, fobia social e situações sociais e emocionais intensas. Ligados à genética, lesão ou anormalidade de estruturas cerebrais e deficiência em neurotransmissores.
  • 4. Epidemiologia A idade de início é tradicionalmente considerada como um fator importante para o prognóstico. Quando a doença se inicia antes dos 20 anos, o prognóstico é pior! O final da adolescência e início da vida adulta é uma fase bastante conturbada, pois envolve transformações físicas, emocionais e aquisição de novas responsabilidades e papéis, da pessoa, em seu ambiente social.
  • 5. Epidemiologia A idade de início no homem é menor que na mulher, 15 a 25 anos e 25 a 35 anos respectivamente. Os rapazes sofrem estresse mais cedo que as moças, que apresentam taxas de hormônios contínuas. Os hormônios femininos têm efeitos parecidos com os neurolépticos, por isso os sintomas aparecem mais tardiamente, somente quando as taxas hormonais começam a
  • 6. Manifestaçõ es Os primeiros sinais da esquizofrenia aparecem em geral sob a forma de mudanças do COMPORTAMENTO. Surto psicótico Caracterizado pela manifestação mais intensa de sintomas como alucinações e delírios.
  • 7. Sintomas Positivos Os sintomas da esquizofrenia são muito variados e podem envolver: Alucinações: são percepções que ocorrem sem que haja um estímulo sensorial correspondente. Delírios: são crenças falsas que não cedem frente à argumentação lógica ou evidências contrárias.
  • 8. Sintomas Negativos Expressão Emocional: uma pessoa com esquizofrenia pode não mostrar os sinais de uma emoção normal; pode falar com voz monótona, ter as expressões faciais diminuídas e parecer extremamente apática. Retração social: a pessoa pode retrair-se socialmente, evitando contato com os outros. Em alguns casos graves, a pessoa pode passar dias inteiros sem fazer nada, chegando a negligenciar a higiene básica. Desorganização do pensamento: a esquizofrenia comumente afeta a capacidade da pessoa de pensar “corretamente”.
  • 9. Diagnóstic o Para diagnosticar a esquizofrenia é importante: Descartar outras doenças. O abuso de certas drogas pode provocar sintomas semelhantes ao da esquizofrenia. Por esse motivo: A avaliação médica, o exame físico e exames laboratoriais devem ser feitos para afastar outras causas possíveis dos sintomas antes de se concluir que a pessoa tem esquizofrenia.
  • 10. Tratamento Farmacológico O tratamento farmacológico no primeiro episódio da esquizofrenia consiste no uso de medicamentos antipsicóticos, CHAMADOS DE NEUROLÉPTICOS. Existem dois tipos de drogas antipsicóticas: os antipsicóticos típicos ou convencionais e
  • 11. Tratamento Farmacológico Os antipsicóticos típicos ou convencionais são antagonistas da dopamina e seu efeito resulta na diminuição dos sintomas positivos (delírios, alucinações, pensamento incoerente). Os principais medicamentos usados em nosso meio são a CLORPROMAZINA e o HALOPERIDOL.
  • 12. Tratamento Farmacológico Os atípicos ou recentes inibem receptores de dopamina e serotonina, melhorando sintomas positivos e ajudando no tratamento de sintomas negativos sem efeitos extrapiramidais significativos. Os principais medicamentos são a CLOZAPINA, RISPERIDONE E O OLANZAPINA.
  • 13. Intervenção Familiar  A intervenção familiar vem sendo uma alternativa indispensável no primeiro episódio esquizofrênico. Deve-se ter um conhecimento, primeiramente, da família, suas características, limitações, medos e inseguranças.  Sabe-se que, no momento em que a família se depara com a nova situação, ocorre uma
  • 14. Cuidado de Enfermagem  A enfermagem psiquiátrica está fundamentada no relacionamento interpessoal equipe/paciente, através do qual observa os aspectos biopsicossociais do ser humano.  No aspecto biológico, a enfermagem observa efeitos colaterais da medicação e acompanha a saúde geral do jovem paciente e de sua família.  No campo psicossocial, pode se envolver em diversas atividades, tais como a visita domiciliária, a coordenação de grupos de pacientes em oficinas e outros temas.
  • 15. Cuidado de Enfermagem  A prática em enfermagem psiquiátrica se baseia em ações que visam a melhorar a condição da qualidade de vida do paciente e de sua família, a contribuir no controle do surto da doença, torná-la estabilizada, a ajudar na integração social após o aparecimento da doença, e a cooperar na adesão ao tratamento e à adaptação de sua nova condição.
  • 16. TIPO PARANÓIDE Presença de delírios ou alucinações auditivas proeminentes no contexto de uma relativa preservação do funcionamento cognitivo e do afeto. Os delírios são tipicamente persecutórios ou de grandeza, Os delírios podem ser múltiplos, mas geralmente são organizados em torno de um tema coerente.
  • 17. TIPO PARANÓIDE Mostram menos regressão de suas faculdades mentais, da resposta emocional e do comportamento que os outros tipos de pacientes esquizofrênicos. Os pacientes paranóides típicos são tensos, desconfiados e reservados, e frequentemente hostis e agressivos. Nenhum dos seguintes sintomas é proeminente: discurso desorganizado, comportamento desorganizado ou catatônico, ou afeto embotado ou inadequado.
  • 18. TIPO DESORGANIZADO Discurso desorganizado, comportamento desorganizado e afeto embotado ou inadequado. O discurso desorganizado pode ser acompanhado por atitudes tolas e risos sem relação adequada com o conteúdo do discurso, além de trejeitos faciais. Geralmente são ativos, mas de um modo desprovido de propósito, não-construtivo. Há um pronunciado transtorno do pensamento e o contato com a realidade é pobre. A aparência pessoal e o comportamento social estão dilapidados.
  • 19. TIPO CATATÔNICO Acentuada perturbação psicomotora, que pode envolver imobilidade motora, atividade motora excessiva, extremo negativismo, mutismo, peculiaridades dos movimentos voluntários, ecolalia ou ecopraxia. A imobilidade motora pode ser manifestada por cataplexia (flexibilidade cérea) ou estupor. Às vezes há uma rápida alternância entre os extremos de excitação e estupor.
  • 20. TIPO CATATÔNICO A atividade motora excessiva é aparentemente desprovida de sentido e não é influenciada por estímulos externos. Pode haver extremo negativismo, manifestado pela manutenção de uma postura rígida contra tentativas de mobilização, ou resistência a toda e qualquer instrução. Peculiaridades do movimento voluntário são manifestadas pela adoção voluntária de posturas inadequadas ou bizarras ou por trejeitos faciais proeminentes
  • 21. TIPO RESIDUAL Ausência de delírios e alucinações, discurso desorganizado e comportamento amplamente desorganizado ou catatônico proeminentes; existem evidências contínuas da perturbação, indicadas pela presença de sintomas negativos ou por dois ou mais sintomas relacionados no Critério A para Esquizofrenia, presentes de forma atenuada (por ex., crenças estranhas, experiências perceptuais incomuns).
  • 22. Cuidado de Enfermagem  Outra importante ação da enfermagem é a estimulação dos pacientes de primeiro surto esquizofrênico a usar recursos disponíveis na sociedade como trabalhos voluntários, atividades em grupos, exercícios físicos, lazer, entre outros.
  • 24. O Transtorno Afetivo Bipolar, antigamente denominado de psicose maníaco-depressiva, é caracterizado por oscilações ou mudanças cíclicas de humor.
  • 25. Estas mudanças vão desde oscilações normais, como nos estados de alegria e tristeza, até mudanças patológicas acentuadas e diferentes do normal, como episódios de MANIA, HIPOMANIA, DEPRESSÃO e MISTOS.
  • 26.  A bipolaridade é relativamente comum, acometendo aproximadamente 8 a cada 100 indivíduos, manifestando- se igualmente em mulheres e homens.  O início desse transtorno geralmente se dá em torno dos 20 a 30 anos de idade, mas pode começar mesmo após os 70 anos. Epidemiologia
  • 27.  O início pode ser tanto pela fase depressiva como pela fase maníaca.  Além dos quadros depressivos e maníacos, há também os quadros mistos (sintomas depressivos simultâneos aos maníacos) o que muitas vezes confunde os médicos retardando o diagnóstico. Epidemiologia
  • 28.  Fatores biológicos (genético, relativos a neurotransmissores cerebrais). Etiologia  Fatores sociais (ex. troca de emprego).  Fatores psicológicos (ex. fim de casamento, morte da pessoa querida).
  • 29.  Irritabilidade intensa  Impulsividade  Aparentes “tempestades afetivas”. Manifestações Clínicas
  • 30. O diagnóstico da doença bipolar do humor deve ser feito por um médico psiquiátrico baseado nos sintomas do paciente. Não há exames de imagem ou laboratoriais que auxiliem o diagnóstico. Diagnóstico
  • 31. Tipos Tipo I - FASE MANÍACA Tipo II - FASE DEPRESSIVA
  • 32. Tipo I - FASE MANÍACA  Extrema irritabilidade, impaciência ou “pavio muito curto”;  Agitação, inquietação física e mental;  Aumento de energia, da atividade, começando muitas coisas ao mesmo tempo sem conseguir terminá-las;  Otimismo e confiança exagerados;
  • 33. Tipo I - FASE MANÍACA  Pouca capacidade de julgamento, incapacidade de discernir;  Crenças irreais sobre as próprias capacidades ou poderes, acreditando possuir muitos dons ou poderes especiais;  Ideias grandiosas;  Pensamentos acelerados, fala muito rápida, pulando de uma ideia para outra, tagarelice;
  • 34. Tipo I - FASE MANÍACA  Facilidade em se distrair, incapacidade de se concentrar;  Comportamento inadequado, provocador, intrometido, agressivo ou de risco;  Gastos excessivos;  Desinibição, aumento do contato social, expansividade;  Aumento do impulso sexual;  Agressividade física e/ou verbal;  Insônia e pouca necessidade de sono;  Uso de drogas, em especial cocaína, álcool e soníferos.
  • 35. Tipo II- FASE DEPRESSIVA Humor melancólico, depressivo;  Perda de interesse ou prazer em atividades habitualmente interessantes;  Sentimentos de tristeza, vazio, ou aparência chorosa/melancólica;  Inquietação ou irritabilidade;  Perda ou aumento de apetite/peso, mesmo sem estar de dieta;  Excesso de sono ou incapacidade de dormir;
  • 36. Tipo II- FASE DEPRESSIVA Sentir-se ou estar agitado demais ou excessivamente devagar (lentidão);  Fadiga ou perda de energia;  Sentimentos de falta de esperança, culpa excessiva ou pessimismo;  Dificuldade de concentração, de se lembrar das coisas ou de tomar decisões;  Pensamentos de morte ou suicídio, planejamento ou tentativas de suicídio;  Dores ou outros sintomas corporais persistentes, não provocados por doenças ou lesões físicas.
  • 37. O tratamento, após o diagnóstico preciso, é medicamentoso, envolvendo uma classe de medicações chamada de ESTABILIZADORES DO HUMOR. Tratamento  A CARBAMAZEPINA  A OXCARBAZEPINA  O ÁCIDO VALPRÓICO
  • 38. Um acompanhamento psiquiátrico deve ser mantido por um longo período, sendo que algumas formas de psicoterapia podem colaborar para o tratamento. Tratamento
  • 40. “...Ele se sente bem, realmente bem..., na verdade quase invencível. Ele se sente como não tendo limites para suas capacidades e energia. Poderia até passar dias sem dormir. Ele está cheio de idéias, planos, conquistas e se sentiria muito frustrado se a incapacidade dos outros não o deixasse ir além. Ele mal consegue acabar de expressar uma idéia e já está falando de outra numa lista interminável de novos assuntos. Em alguns momentos ele se aborrece para valer, não se intimida com qualquer forma de cerceamento ou ameaça, não reconhece qualquer forma de autoridade ou posição superior a sua. Com a mesma rapidez com que se zanga, esquece o ocorrido negativo como se nunca tivesse acontecido nada. As coisas que antes não o interessava mais lhe causam agora prazer; mesmo as pessoas com quem não tinha bom relacionamento são para ele amistosas e bondosas.” Exemplo de como um paciente bipolar se sente: