SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
1. Princípios administrativos
2. PLANEJAMENTO
3. ORGANIZAÇÃO
4. CONTROLE
5. DIREÇÃO
6. ENTREVISTA COM UM CHEFE ADMINISTRATIVO
7. ATIVIDADES
administeracional.blogspot.com
Adm. Jesus Martins Oliveira Junior
Mestrando em Administração
administeracional.blogspot.com
 Passado, Presente e Futuro, são apenas palavras para nos ajudar a situar
informações e fatos no tempo e no espaço; de fato o que há é um presente passado,
um presente ocorrendo neste momento e um futuro que logo será presente.
Portanto qualquer modificação de trajetória exige ações imediatas, do contrário
logo não teremos mais domínio sobre os fatos e eles serão parte do passado em
definitivo.
 Segundo do Dicionário Aurélio, (2004), Plano:
 “Projeto ou empreendimento com fim determinado.Conjunto de métodos e medidas
para a execução de um empreendimento:
Osvaldo Cruz estabeleceu um plano para a erradicação da febre amarela.
11.Documento que encerra um conjunto de ações governamentais a serem
adotadas, visando determinado objetivo:
plano de metas;
plano plurianual de investimentos;
plano nacional de educação. “
 Segundo a Wikipédia o que vem a ser Planejamento:
 “Ferramenta administrativa, que possibilita perceber a realidade, avaliar os
caminhos, construir um referencial futuro, estruturando o trâmite adequado e
reavaliar todo o processo a que o planejamento se destina. Sendo, portanto, o lado
racional da ação. Tratando-se de um processo de deliberação abstrato e explícito
que escolhe e organiza ações, antecipando os resultados esperados. Esta
deliberação busca alcançar, da melhor forma possível, alguns objetivos pré-
definidos.” Acessado em 14/03/2013 às 02:46h
 Encontramos no Livro Ascensão e queda do Planejamento Estratégico de Henry
Mintzberg, os seguntes trechos que merecem destaque, a respeito do que seria
planejamento:
 Plano de ação é uma ferramenta administrativa que serve como referência para
realização de ações no curto e médio prazo de forma organizada e obedecendo aos
objetivos estratégicos, sendo uma descrição da execução das metas situando-as no
tempo espaço e as quantificando.
 Um dos instrumentos mais utilizados na confecção de Plano de Ação é a técnica do
5w2h, extremamente útil quando vamos utiliza-la na realização de uma ação.
 O que é o 5w2h?
 Ferramenta Administrativa utilizada para mapear determinado processo de forma
que se possa estabelecer os prazos e meios para execução de dada tarefa sem que
possa restar dúvidas aos executores desta ação, ou quer pessoa que tenha acesso a
esta explanação que por conveniência é feita em uma tabela para melhor
orgaização do dados. Os componentes da ferramenta são:
 What – O que será feito (etapas)
Why – Por que será feito (justificativa)
Where – Onde será feito (local)
When – Quando será feito (tempo)
Who – Por quem será feito (responsabilidade)
How – Como será feito (método)
How much – Quanto custará fazer (custo)
PLANO DE AÇÃO
OBJETIVO Tornar a empresa 15% mais lucrativa no próximo trimestre
TAREFA 1
O QUÊ Reduzir custos com conta de luz em até 45%. Valor do gasto atual chega a R$ 3.000,
precisamos diminuir para R$ 1.650
ONDE Todos os departamentos da empresa.
PORQUE A atual instalação elétrica já está mesmo precisando de reforma, funcionários não estão
conscientizados, a conta é alta e pode afetar a lucratividade de forma direta.
COMO 01 - Instalação dos conectores Dersehn. 02 - Troca do fio (fio fino aumenta o consumo) 03 -
Fazer um sistema de aterramento 04 - Instalar mais disjuntores 05 - Treinamento para
pessoal.
QUEM Luiz - Eletricista e Elaine - RH
QUANDO Data1 Data2
30/04/2009
QUANTO R$ 2.000,00
 Definição de Estratégias
 Matriz GUT?
 Mesmo sabendo realizar os Planos de Ação as vezes, fica difícil determinar qual a
função mais urgente a ser executada. É nesse prisma que surge então a
ferramenta administrativa matriz GUT para aferirmos o que é mais urgentes de
fato em cenários, onde tudo parece ser urgente. Definir ainda estratégias.
 Esta matriz é uma ferramenta de análise de prioridades de problemas/trabalhos
num âmbito organizacional e/ou pessoal e entra em consideração com a gravidade,
a urgência e a tendência de cada problema.

 Gravidade: impacto do problema sobre coisas, pessoas, resultados, processos ou
organizações e efeitos que surgirão a longo prazo, se o problema não for resolvido.

 Urgência: relação com o tempo disponível ou necessário para resolver o problema.

 Tendência: potencial de crescimento do problema, avaliação da tendência de
crescimento, redução ou desaparecimento do problema.
Matriz GUT
Organização: Grupo de Monitoramento do Sistema Carcerário
Processo: Objetivos estratégicos:
G U T Total Priorização
1 Implantar sistema de informação prisional único e eficiente. 3 3 5 11 3º
2
Ampliar a assistência jurídica gratuita a todas as unidades
prisionais do sistema carcerário maranhense. 5 5 5 15 2º
3
Reduzir a reincidência criminal, através da ampliação do
programa começar de novo e suas práticas. 5 5 5 15 1º
4
Transformar projetos implantados no estado do maranhão em
projetos pilotos para proposição ao governo federal assegurando a
perpetuidade das estratégias adotadas 2 2 2 6 4º
 Planejamento + Ação = Resultados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Treinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na GestãoTreinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na GestãoGrupo E. Fabris
 
Organização da Rotina de Trabalho
Organização da Rotina de TrabalhoOrganização da Rotina de Trabalho
Organização da Rotina de TrabalhoGrupo E. Fabris
 
Unidade 1 GestãO De Pessoas Unidade 01
Unidade 1   GestãO De Pessoas Unidade 01Unidade 1   GestãO De Pessoas Unidade 01
Unidade 1 GestãO De Pessoas Unidade 01milkinha
 
ADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizaçõesADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizaçõesGabriel Faustino
 
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃOAula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃOAlexandre Conte
 
Apostila rotinas administrativa 2013
Apostila rotinas administrativa 2013Apostila rotinas administrativa 2013
Apostila rotinas administrativa 2013Anderson Vasconcelos
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativasValéria Lins
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão FinanceiraCadernos PPT
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicasCorreios
 
Gestão Estratégica das Organizações
Gestão Estratégica das OrganizaçõesGestão Estratégica das Organizações
Gestão Estratégica das OrganizaçõesKenneth Corrêa
 
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10Wandick Rocha de Aquino
 
Gestão Estratégica de Pessoas
Gestão Estratégica de PessoasGestão Estratégica de Pessoas
Gestão Estratégica de Pessoasmarcelaosoares
 

Mais procurados (20)

Treinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na GestãoTreinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na Gestão
 
Organização da Rotina de Trabalho
Organização da Rotina de TrabalhoOrganização da Rotina de Trabalho
Organização da Rotina de Trabalho
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
 
Unidade 1 GestãO De Pessoas Unidade 01
Unidade 1   GestãO De Pessoas Unidade 01Unidade 1   GestãO De Pessoas Unidade 01
Unidade 1 GestãO De Pessoas Unidade 01
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
 
ADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizaçõesADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizações
 
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃOAula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
 
Apostila rotinas administrativa 2013
Apostila rotinas administrativa 2013Apostila rotinas administrativa 2013
Apostila rotinas administrativa 2013
 
FinançAs
FinançAsFinançAs
FinançAs
 
Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão Financeira
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
 
Planejamento, Organização, Direção e Controle
Planejamento, Organização, Direção e ControlePlanejamento, Organização, Direção e Controle
Planejamento, Organização, Direção e Controle
 
Tipos de Empresas
Tipos de Empresas Tipos de Empresas
Tipos de Empresas
 
Gestão Estratégica das Organizações
Gestão Estratégica das OrganizaçõesGestão Estratégica das Organizações
Gestão Estratégica das Organizações
 
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
 
Gestao de pessoas
Gestao de pessoas Gestao de pessoas
Gestao de pessoas
 
Gestão Estratégica de Pessoas
Gestão Estratégica de PessoasGestão Estratégica de Pessoas
Gestão Estratégica de Pessoas
 
Treinamento & Desenvolvimento
Treinamento & DesenvolvimentoTreinamento & Desenvolvimento
Treinamento & Desenvolvimento
 

Destaque

Tabela 9 – tipos de arquivo do e-social
Tabela 9 – tipos de arquivo do e-socialTabela 9 – tipos de arquivo do e-social
Tabela 9 – tipos de arquivo do e-socialAntonio Josa Santos
 
Case Coca Cola
Case Coca ColaCase Coca Cola
Case Coca Colaelainemass
 
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...Jader Windson
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventesSeduc MT
 

Destaque (10)

Contos empresariais
Contos empresariaisContos empresariais
Contos empresariais
 
Tabela 9 – tipos de arquivo do e-social
Tabela 9 – tipos de arquivo do e-socialTabela 9 – tipos de arquivo do e-social
Tabela 9 – tipos de arquivo do e-social
 
Modelo japonês de administração
Modelo japonês de administraçãoModelo japonês de administração
Modelo japonês de administração
 
Case Coca Cola
Case Coca ColaCase Coca Cola
Case Coca Cola
 
Analise swot cacau show
Analise swot cacau showAnalise swot cacau show
Analise swot cacau show
 
Protocolo e arquivo
Protocolo e arquivoProtocolo e arquivo
Protocolo e arquivo
 
Missão, Visão e Valores
Missão, Visão e ValoresMissão, Visão e Valores
Missão, Visão e Valores
 
metodos de arquivamento
metodos de arquivamentometodos de arquivamento
metodos de arquivamento
 
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes
 

Semelhante a Princípios da administração e planejamento estratégico

Planejamento texto 1 aproximação conceitual + exercicio
Planejamento texto 1   aproximação conceitual + exercicioPlanejamento texto 1   aproximação conceitual + exercicio
Planejamento texto 1 aproximação conceitual + exercicioGLAUCIA CASTRO
 
AULA 2- PROCESSOS ADMINISTRATIVOS..-1.doc
AULA 2- PROCESSOS ADMINISTRATIVOS..-1.docAULA 2- PROCESSOS ADMINISTRATIVOS..-1.doc
AULA 2- PROCESSOS ADMINISTRATIVOS..-1.dockaiphaskakoma
 
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO AMAPÁ.pptx
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO AMAPÁ.pptxADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO AMAPÁ.pptx
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO AMAPÁ.pptxssusere02107
 
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução Ueliton da Costa Leonidio
 
[Ebook] - O guia completo e definitivo de cronograma de projetos.pdf
[Ebook] - O guia completo e definitivo de cronograma de projetos.pdf[Ebook] - O guia completo e definitivo de cronograma de projetos.pdf
[Ebook] - O guia completo e definitivo de cronograma de projetos.pdfJaquelineSakon
 
As melhores práticas de Gerenciamento de Projetos
As melhores práticas de Gerenciamento de ProjetosAs melhores práticas de Gerenciamento de Projetos
As melhores práticas de Gerenciamento de ProjetosSankhya Gestão de Negócios
 
Atps processos administrativos pronta
Atps processos administrativos prontaAtps processos administrativos pronta
Atps processos administrativos prontaRoney Roney
 
PLANO MUNICIPAL PARA A INFÂNCIA E A ADOLESCÊNCIA
PLANO MUNICIPAL PARA A INFÂNCIA E A ADOLESCÊNCIAPLANO MUNICIPAL PARA A INFÂNCIA E A ADOLESCÊNCIA
PLANO MUNICIPAL PARA A INFÂNCIA E A ADOLESCÊNCIAFundação Abrinq
 
Etapa 4 de processo administrativo
Etapa 4 de processo administrativo Etapa 4 de processo administrativo
Etapa 4 de processo administrativo tiago201301
 
5 w2h para_empreendedores
5 w2h para_empreendedores5 w2h para_empreendedores
5 w2h para_empreendedoresDomingos Leão
 
Gestão do tempo
Gestão do tempoGestão do tempo
Gestão do tempoLaysa Cunha
 
Noções básicas de projectos
Noções básicas de projectosNoções básicas de projectos
Noções básicas de projectosUEM/Mozambique
 
Planodeao 131023113658-phpapp02
Planodeao 131023113658-phpapp02Planodeao 131023113658-phpapp02
Planodeao 131023113658-phpapp02Luciano Montezani
 

Semelhante a Princípios da administração e planejamento estratégico (20)

Aula nº 1
Aula nº 1Aula nº 1
Aula nº 1
 
Plano de a_-_-o
Plano de a_-_-oPlano de a_-_-o
Plano de a_-_-o
 
Planejamento texto 1 aproximação conceitual + exercicio
Planejamento texto 1   aproximação conceitual + exercicioPlanejamento texto 1   aproximação conceitual + exercicio
Planejamento texto 1 aproximação conceitual + exercicio
 
AULA 2- PROCESSOS ADMINISTRATIVOS..-1.doc
AULA 2- PROCESSOS ADMINISTRATIVOS..-1.docAULA 2- PROCESSOS ADMINISTRATIVOS..-1.doc
AULA 2- PROCESSOS ADMINISTRATIVOS..-1.doc
 
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO AMAPÁ.pptx
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO AMAPÁ.pptxADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO AMAPÁ.pptx
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO AMAPÁ.pptx
 
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução
 
[Ebook] - O guia completo e definitivo de cronograma de projetos.pdf
[Ebook] - O guia completo e definitivo de cronograma de projetos.pdf[Ebook] - O guia completo e definitivo de cronograma de projetos.pdf
[Ebook] - O guia completo e definitivo de cronograma de projetos.pdf
 
As melhores práticas de Gerenciamento de Projetos
As melhores práticas de Gerenciamento de ProjetosAs melhores práticas de Gerenciamento de Projetos
As melhores práticas de Gerenciamento de Projetos
 
Atps processos administrativos pronta
Atps processos administrativos prontaAtps processos administrativos pronta
Atps processos administrativos pronta
 
PLANO MUNICIPAL PARA A INFÂNCIA E A ADOLESCÊNCIA
PLANO MUNICIPAL PARA A INFÂNCIA E A ADOLESCÊNCIAPLANO MUNICIPAL PARA A INFÂNCIA E A ADOLESCÊNCIA
PLANO MUNICIPAL PARA A INFÂNCIA E A ADOLESCÊNCIA
 
Etapa 4 de processo administrativo
Etapa 4 de processo administrativo Etapa 4 de processo administrativo
Etapa 4 de processo administrativo
 
5 w2h
5 w2h5 w2h
5 w2h
 
5 w2h para_empreendedores
5 w2h para_empreendedores5 w2h para_empreendedores
5 w2h para_empreendedores
 
5 w2h excelente
5 w2h excelente5 w2h excelente
5 w2h excelente
 
Gestão do tempo
Gestão do tempoGestão do tempo
Gestão do tempo
 
Planejamento estratégico
Planejamento estratégicoPlanejamento estratégico
Planejamento estratégico
 
PROCESSO DE PLANEJAMENTO EM ENFERMAGEM
PROCESSO DE PLANEJAMENTO EM ENFERMAGEMPROCESSO DE PLANEJAMENTO EM ENFERMAGEM
PROCESSO DE PLANEJAMENTO EM ENFERMAGEM
 
Noções básicas de projectos
Noções básicas de projectosNoções básicas de projectos
Noções básicas de projectos
 
Aula 4 a importância do planejamento estratégico em unidades de
Aula 4 a importância do planejamento estratégico em unidades deAula 4 a importância do planejamento estratégico em unidades de
Aula 4 a importância do planejamento estratégico em unidades de
 
Planodeao 131023113658-phpapp02
Planodeao 131023113658-phpapp02Planodeao 131023113658-phpapp02
Planodeao 131023113658-phpapp02
 

Último

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfdottoor
 

Último (20)

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
 

Princípios da administração e planejamento estratégico

  • 1. 1. Princípios administrativos 2. PLANEJAMENTO 3. ORGANIZAÇÃO 4. CONTROLE 5. DIREÇÃO 6. ENTREVISTA COM UM CHEFE ADMINISTRATIVO 7. ATIVIDADES administeracional.blogspot.com
  • 2. Adm. Jesus Martins Oliveira Junior Mestrando em Administração administeracional.blogspot.com
  • 3.  Passado, Presente e Futuro, são apenas palavras para nos ajudar a situar informações e fatos no tempo e no espaço; de fato o que há é um presente passado, um presente ocorrendo neste momento e um futuro que logo será presente. Portanto qualquer modificação de trajetória exige ações imediatas, do contrário logo não teremos mais domínio sobre os fatos e eles serão parte do passado em definitivo.
  • 4.  Segundo do Dicionário Aurélio, (2004), Plano:  “Projeto ou empreendimento com fim determinado.Conjunto de métodos e medidas para a execução de um empreendimento: Osvaldo Cruz estabeleceu um plano para a erradicação da febre amarela. 11.Documento que encerra um conjunto de ações governamentais a serem adotadas, visando determinado objetivo: plano de metas; plano plurianual de investimentos; plano nacional de educação. “
  • 5.  Segundo a Wikipédia o que vem a ser Planejamento:  “Ferramenta administrativa, que possibilita perceber a realidade, avaliar os caminhos, construir um referencial futuro, estruturando o trâmite adequado e reavaliar todo o processo a que o planejamento se destina. Sendo, portanto, o lado racional da ação. Tratando-se de um processo de deliberação abstrato e explícito que escolhe e organiza ações, antecipando os resultados esperados. Esta deliberação busca alcançar, da melhor forma possível, alguns objetivos pré- definidos.” Acessado em 14/03/2013 às 02:46h
  • 6.  Encontramos no Livro Ascensão e queda do Planejamento Estratégico de Henry Mintzberg, os seguntes trechos que merecem destaque, a respeito do que seria planejamento:
  • 7.
  • 8.
  • 9.  Plano de ação é uma ferramenta administrativa que serve como referência para realização de ações no curto e médio prazo de forma organizada e obedecendo aos objetivos estratégicos, sendo uma descrição da execução das metas situando-as no tempo espaço e as quantificando.  Um dos instrumentos mais utilizados na confecção de Plano de Ação é a técnica do 5w2h, extremamente útil quando vamos utiliza-la na realização de uma ação.
  • 10.  O que é o 5w2h?  Ferramenta Administrativa utilizada para mapear determinado processo de forma que se possa estabelecer os prazos e meios para execução de dada tarefa sem que possa restar dúvidas aos executores desta ação, ou quer pessoa que tenha acesso a esta explanação que por conveniência é feita em uma tabela para melhor orgaização do dados. Os componentes da ferramenta são:  What – O que será feito (etapas) Why – Por que será feito (justificativa) Where – Onde será feito (local) When – Quando será feito (tempo) Who – Por quem será feito (responsabilidade) How – Como será feito (método) How much – Quanto custará fazer (custo)
  • 11. PLANO DE AÇÃO OBJETIVO Tornar a empresa 15% mais lucrativa no próximo trimestre TAREFA 1 O QUÊ Reduzir custos com conta de luz em até 45%. Valor do gasto atual chega a R$ 3.000, precisamos diminuir para R$ 1.650 ONDE Todos os departamentos da empresa. PORQUE A atual instalação elétrica já está mesmo precisando de reforma, funcionários não estão conscientizados, a conta é alta e pode afetar a lucratividade de forma direta. COMO 01 - Instalação dos conectores Dersehn. 02 - Troca do fio (fio fino aumenta o consumo) 03 - Fazer um sistema de aterramento 04 - Instalar mais disjuntores 05 - Treinamento para pessoal. QUEM Luiz - Eletricista e Elaine - RH QUANDO Data1 Data2 30/04/2009 QUANTO R$ 2.000,00
  • 12.  Definição de Estratégias  Matriz GUT?  Mesmo sabendo realizar os Planos de Ação as vezes, fica difícil determinar qual a função mais urgente a ser executada. É nesse prisma que surge então a ferramenta administrativa matriz GUT para aferirmos o que é mais urgentes de fato em cenários, onde tudo parece ser urgente. Definir ainda estratégias.
  • 13.  Esta matriz é uma ferramenta de análise de prioridades de problemas/trabalhos num âmbito organizacional e/ou pessoal e entra em consideração com a gravidade, a urgência e a tendência de cada problema.   Gravidade: impacto do problema sobre coisas, pessoas, resultados, processos ou organizações e efeitos que surgirão a longo prazo, se o problema não for resolvido.   Urgência: relação com o tempo disponível ou necessário para resolver o problema.   Tendência: potencial de crescimento do problema, avaliação da tendência de crescimento, redução ou desaparecimento do problema.
  • 14.
  • 15. Matriz GUT Organização: Grupo de Monitoramento do Sistema Carcerário Processo: Objetivos estratégicos: G U T Total Priorização 1 Implantar sistema de informação prisional único e eficiente. 3 3 5 11 3º 2 Ampliar a assistência jurídica gratuita a todas as unidades prisionais do sistema carcerário maranhense. 5 5 5 15 2º 3 Reduzir a reincidência criminal, através da ampliação do programa começar de novo e suas práticas. 5 5 5 15 1º 4 Transformar projetos implantados no estado do maranhão em projetos pilotos para proposição ao governo federal assegurando a perpetuidade das estratégias adotadas 2 2 2 6 4º
  • 16.  Planejamento + Ação = Resultados