SlideShare uma empresa Scribd logo
“O primeiro passo para vencer é nunca desistir”.
APRESENTAÇÃO
§ Técnico em Eletrônica e em Radiologia.
§ Tecnólogo em Radiologia – IFPI.
§ Acadêmico de Medicina – UFPI.
§ Esp. Imaginologia, TC, Docência e RM.
§ HU-UFPI, HPA-MA e PxOnline.
§ Developer Mobile – SWIFT | DART.
§ Professor convidado: Instituto
Latosensu (TC/RM).
§ Outras experiências: Hospital São
Marcos, CEPROSC e Pós-Técnico
(Latosensu).
qIntrodução
qAngio-TC
qExames
qPerguntas
ANGIO-TC
qIntrodução
qAngio-TC
qPerguntas
ANGIO-TC
qIntrodução
qAngio-TC
qPerguntas
ANGIO-TC
qIntrodução
qAngio-TC
qPerguntas
ANGIO-TC
• Angiografia ou angiograma é um método de
realização de um exame radiológico dos vasos
sanguíneos.
• O nome vem do grego angeion, vaso, e graphein,
escrever.
ANGIOGRAFIA
SISTEMA CIRCULATÓRIO
VASOS SANGUÍNEOS
PATOLOGIAS
PATOLOGIAS
PATOLOGIAS
PATOLOGIAS
STENT
ANGIOPLASTIA
ANEURISMA: TRATAMENTO
EMBOLIZAÇÃO
DIAGNÓSTICO
“Imagens que valorizam a vida”.
A Tecnologia está mudando...
E rapidamente....
TECNOLOGIA
CONTRASTE
• Distancia entre o branco
e preto.
• Tons de cinza
• Qualidade da imagem
CONTRASTE: QUAL O MAIOR?
• Hemodinâmica
• Arco cirúrgico
• Radiografia
• Ressonância Magnética
• Tomografia Computadorizada
ANGIOGRAFIA
TOMOGRAFIA
“Te vejo por dentro”.
TOMOGRAFIA SIEMENS - 16 CANAIS
TOMOGRAFIA
VOLUME
TRANSFORMADA DE FOURIER
TRANSFORMADA DE FOURIER
Espessura do corte de 5mm e de 1 mm
PLANOS SECCIONAIS
PLANOS SECCIONAIS
PLANOS SECCIONAIS
PLANOS SECCIONAIS
(RE)FORMATAR
REFORMATAR
REFORMATAR
MPR
MEIOS DE CONTRASTE
MEIOS DE CONTRASTE
MEIOS DE CONTRASTE
• Definição das imagens
• Qualidade da informação
morfológica
• Diferenciação de estruturas
anatômicas e/ou
patológicas.
MEIOS DE CONTRASTE
• Baixa toxicidade:
hidrossolúvel.
• Fácil administração
• Fácil eliminação
• Fornecer contraste
adequado.
• Viscosidade
• Osmolaridade e osmolalidade
• Quantidade
• Índices de reações adversas
MEIOS DE CONTRASTE
• Efeito nocivo ou indesejado
• Grau de severidade
• Tempo decorrido
• Fatores de risco
• Tratamento
REAÇOES ADVERSAS
UNIDADE INJETORA
DELAY= Tempo de espera entre o início da injeção e a aquisição dos cortes.
MEIOS DE CONTRASTE
UNIDADE INJETORA: CONSOLE
MEIOS DE CONTRASTE
Pode utilizar a unidade injetora?
E AGORA?
Extravasamento – M.C
E AGORA?
v ANAMNESE
v CADASTRO
v EXAME
v PROCESSAMENTO
ANGIO-TC
ANAMNESE
CADASTRO DO PACIENTE
EXAME - ETAPAS
POSICIONAMENTO
PROTOCOLO
PROTOCOLO
TOPOGRAMA E PLANEJAMENTO
• Meio de contraste
iodado.
• Utilização da unidade
injetora.
• É utilizado entre 1 e 2
mL por Kg.
• Administração:
endovenosa.
MEIOS DE CONTRASTE
AQUISIÇÕES: ANGIO-TC
FLUOROSCOPIA
(Monitoring)
q Monitoramento da captação
do meio de contraste através da
escala Hounsfield, na qual é
selecionado uma pequena área
do vaso e o aparelho irá liberar
o exame.
AQUISIÇÕES: ANGIO-TC
SMART PREP
q Monitoramento da captação
do meio de contraste em um
órgão ou estrutura, através da
injeção de uma pequena
quantidade de contraste para se
obter imagem com densidade
uniforme em toda sua extensão.
Scan
Phase
CT #
Peak Enhancement
Monitor
Phase
Operator-Defined Threshold
Time
AQUISIÇÕES: ANGIO-TC
EXEMPLO: ANGIO-RM
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
120kV/230mA/2.5mmEsp/0.8seg
Volume Rendering MPVR/MIP
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
120kV/250mA/2.5mmEsp./0.8seg
3D/Angio
MIP
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
PROCESSAMENTO
ANGIO-TC
ANGIO-TC
q Cabeça
q Pescoço
q Tórax
q Abdome
q Extremidades
ANGIO-TC
q Cabeça
q Pescoço
q Tórax
q Abdome
q Extremidades
ANGIO-CABEÇA: CRÂNIO
Injeção: 4.5ml por seg
Fase Inicial Fase Tardia
Modo (pitch3)1.25/3.75mm
Pausa de 15seg
Tempo Total de Scan 22seg
MIP VR
ANGIO-CABEÇA: CRÂNIO
ANGIO-CABEÇA
ANGIO-PESCOÇO
ANGIO-PESCOÇO
Carótidas
Navigator
ANGIO-PESCOÇO
AVA
(Advanced Vessel Analysis)
Estenose de
Carótida
ANGIO-PESCOÇO
CURIOSIDADE: R.FORENSE
HENRI II
ANGIO-TÓRAX: TEP
Créditos: YouTube - Heimo
ANGIO-TÓRAX: TEP
Créditos: YouTube - Heimo
ANGIO-TÓRAX: TEP
Créditos: YouTube - Heimo
ANGIO-TÓRAX: TEP
ANGIO-TÓRAX: TEP
ANGIO-TÓRAX: TEP
ANGIO-TÓRAX
ANGIO-TÓRAX
ANGIO-TÓRAX
ANGIO-CORONÁRIAS
R L
BW
RG
PROCEDIMENTO
Ø posicionar o paciente
Ø conectar os eletrodos
Ø visualizar os bpm no ECG
q SmartScore > calcificação
q CardIQ/Function > mobilidade
q CardIQ/Analysis > análise cardíaca
ANGIO-CORONÁRIAS
Programa de pós processamento de
imagem que isola o coração das
outras estruturas, reconstruindo-o
em 3D, onde é possivel visualizar a
anatomia cardiaca, artéria e veia
coronária, anomalias congênitas,
cavidades do coração, enxerto,
Stents e o completo sistema
vascular.
CardIQ
(Analisys)
ANGIO-CORONÁRIAS
ANGIO-CORONÁRIAS
q Programa é usado para calcular
e exibir variações anatômicas e
funcionais do coração.
q Pode-se quantificar o volume
ventricular esquerdo e direito assim
como volume do miocárdio,
endocárdio e epicárdio
q É necessário somente uso de
contraste EV para se poder fazer a
análise cardíaca funcional.
CardIQ
(Function)
ANGIO-CORONÁRIAS
3D
Epicárdio e Endocárdio
CardIQ
(Function)
ANGIO-CORONÁRIAS
q Método não invasivo que
mede quantitativamente a
extensão do depósito de cálcio
na Artéria Coronária.
SmartScore
(Cardiac CT)
ANGIO-CORONÁRIAS
VR MIP
ANGIO-CORONÁRIAS
ANGIO-CORONÁRIAS
ANGIO-CORONÁRIAS
ANGIO-CORONÁRIAS
ANGIO-CORONÁRIAS
Hemodinâmica CT
Aneurisma de artéria coronária esquerda
ANGIO-CORONÁRIAS
FLUXO DE TRABALHO - CARDIAC CT IMAGING
ECG- Scan
Imagem SnapShot
Recon
Pós processo
CardIQ
Auto transfer
Resultado
ReformataçãoAnálise de vaso 3D Coronárias3D Heart VR
3D Quick View
MulF-Phase rfmt Reviewer
~2 min
Function
ANGIO-ABDOME
ANGIO-ABDOME
ANGIO-ABDOME
ANGIO-ABDOME
ANGIO-ABDOME
ANGIO-ABDOME
ANGIO-ABDOME
AVAq Com este programa é possível fazer
análise e medidas de volume, distância e
angulação dos vasos inclusive em em 3D .
q Visualizar o tamanho de estenoses.
q Fazer comparação quantitativa exata em
estudo sequencial para avaliar a
progressão da doença.
ANGIO-ABDOME
AVA
(Advanced Vessel Analysis)
Aneurisma de Aorta Abdominal
HEMODINÂMICA
ANGIO-EXTREMIDADES
ANGIO-TC: DIA A DIA
1) ÅHRE, Ali Mashalla. COVID-19 pneumonia. 2020. Disponível em: hBps://radiopaedia.org/cases/covid-19-pneumonia-15?lang=us. Acesso em:
29 nov. 2020.
2) Centers For Disease Control And PrevenNon. How to Protect Yourself. 2020. Disponível em: hBps://www.cdc.gov/coronavirus/2019-
ncov/prevent-geRng- sick/prevenNon.html?CDC_AA_refVal=hBps%3A%2F%2Fwww.cdc.gov%2Fcor onavirus%2F2019-
ncov%2Fprepare%2FprevenNon.html. Acesso em: 29 mar. 2020.
3) Centers For Disease Control And PrevenNon. People who are at higher risk for severe illness. 2020. Disponível em:
hBps://www.cdc.gov/coronavirus/2019- ncov/need-extra-precauNons/people-at-higher-risk.html. Acesso em: 29 mar. 2020.
4) CHEN, Yu; LIU, Qianyun; GUO, Deyin. Emerging coronaviruses: Genome structure, replicaNon, and pathogenesis. Journal Of Medical Virology,
v. 92, n. 4, p.418-423, 7 fev. 2020. hBp://dx.doi.org/10.1002/jmv.25681.
5) Colégio Brasileiro de Radiologia. Recomendações de uso de métodos de imagem para pacientes suspeitos de infecção pelo COVID-19. 2020.
Disponível em: hBps://cbr.org.br/wp- content/uploads/2020/03/CBR_Recomenda%C3%A7%C3%B5es-de-uso-de- m%C3%A9todos-de-
imagem_16-03-2020.pdf. Acesso em: 29 mar. 2020.
6) DAI, Wei-cai et al. CT Imaging and DifferenNal Diagnosis of COVID-
19. Canadian AssociaNon Of Radiologists Journal, p.1-6, 4 mar. 2020. hBp://dx.doi.org/10.1177/0846537120913033.
7) GUAN, Wei-jie et al. Clinical CharacterisNcs of Coronavirus Disease 2019 in China. New England Journal Of Medicine, p.1-13, 28 fev. 2020.
hBp://dx.doi.org/10.1056/nejmoa2002032.
8) GU, Jinyang; HAN, Bing; WANG, Jian. COVID-19: GastrointesNnal manifestaNons and potenNal fecal-oral transmission. Gastroenterology, p.1-6,
mar. 2020. hBp://dx.doi.org/10.1053/j.gastro.2020.02.054.
9) HAMMING, I et al. Tissue distribuNon of ACE2 protein, the funcNonal receptor for SARS coronavirus. A first step in understanding SARS
pathogenesis. The Journal Of Pathology, v. 203, n. 2, p.631-637, 7 maio 2004. hBp://dx.doi.org/10.1002/path.1570.
10)HEYMANN, David L; SHINDO, Nahoko. COVID-19: what is next for public health?. The Lancet, v. 395, n. 10224, p.542-545, fev. 2020.
hBp://dx.doi.org/10.1016/s0140-6736(20)30374-3.
11)HUI, David S. et al. The conNnuing 2019-nCoV epidemic threat of novel coronaviruses to global health — The latest 2019 novel coronavirus
outbreak in Wuhan, China. InternaNonal Journal Of InfecNous Diseases, v. 91, p.264-266, fev. 2020. hBp://dx.doi.org/10.1016/j.ijid.2020.01.009.
12) HU, Zhiliang et al. Clinical characterisNcs of 24 asymptomaNc infecNons with COVID-19 screened among close contacts in Nanjing, China.
Science China Life Sciences, p.1-6, 4 mar. 2020. hBp://dx.doi.org/10.1007/s11427-020-1661- 4.
13) ISHIGURO, Takashi et al. Viral Pneumonia Requiring DifferenNaNon from Acute and Progressive Diffuse IntersNNal Lung Diseases. Internal
Medicine, v. 58, n. 24, p.3509-3519, 15 dez. 2019. hBp://dx.doi.org/10.2169/internalmedicine.2696- 19.
14) KANNE, Jeffrey P. et al. EssenNals for Radiologists on COVID-19: An Update— Radiology ScienNfic Expert Panel. Radiology, p.1-4, 27 fev. 2020.
hBp://dx.doi.org/10.1148/radiol.2020200527.
15) LAUER, Stephen A. et al. The IncubaNon Period of Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) From Publicly Reported Confirmed Cases:
EsNmaNon and ApplicaNon. Annals Of Internal Medicine, 10 mar. 2020. hBp://dx.doi.org/10.7326/m20-0504.
REFERÊNCIAS
OBRIGADO! #RADIOLOGIAPORAMOR

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tomografia Computadorizada - Introdução
Tomografia Computadorizada - IntroduçãoTomografia Computadorizada - Introdução
Tomografia Computadorizada - Introduçãocelais0814
 
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia ComputadorizadaAula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia ComputadorizadaJaqueline Almeida
 
Tomografia posicionamento
Tomografia posicionamentoTomografia posicionamento
Tomografia posicionamentoFLAVIO LOBATO
 
EED - Seriografia do Esôfago Estomago e Duodeno
EED - Seriografia do Esôfago Estomago e DuodenoEED - Seriografia do Esôfago Estomago e Duodeno
EED - Seriografia do Esôfago Estomago e DuodenoAline Gonçalves Silva
 
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de Crânio
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de  CrânioAnatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de  Crânio
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de CrânioAlex Eduardo Ribeiro
 
protocolos de tomografia geral tc protocolos G E R A L CORPO TOO.pdf
protocolos de tomografia geral tc protocolos  G E R A L CORPO TOO.pdfprotocolos de tomografia geral tc protocolos  G E R A L CORPO TOO.pdf
protocolos de tomografia geral tc protocolos G E R A L CORPO TOO.pdfLazaro Fideles
 
Renderização de volume aplicado a angiotomografia (atual)
Renderização de volume aplicado a angiotomografia (atual)Renderização de volume aplicado a angiotomografia (atual)
Renderização de volume aplicado a angiotomografia (atual)Fabiano Ladislau
 
Crânio e Face Posicionamento radiográfico.
Crânio e Face Posicionamento radiográfico.Crânio e Face Posicionamento radiográfico.
Crânio e Face Posicionamento radiográfico.MiguelArcangeo
 

Mais procurados (20)

Tomografia Computadorizada - Introdução
Tomografia Computadorizada - IntroduçãoTomografia Computadorizada - Introdução
Tomografia Computadorizada - Introdução
 
EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICAEXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
 
Tomografia trabalho
Tomografia trabalhoTomografia trabalho
Tomografia trabalho
 
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia ComputadorizadaAula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
 
Tomografia posicionamento
Tomografia posicionamentoTomografia posicionamento
Tomografia posicionamento
 
Crânio
CrânioCrânio
Crânio
 
2. Meios de contraste.pptx
2. Meios de contraste.pptx2. Meios de contraste.pptx
2. Meios de contraste.pptx
 
APOSTILA TOMOGRAFIA
APOSTILA TOMOGRAFIAAPOSTILA TOMOGRAFIA
APOSTILA TOMOGRAFIA
 
Interpretação de Imagens Tomográficas (TC)
Interpretação de Imagens Tomográficas (TC)Interpretação de Imagens Tomográficas (TC)
Interpretação de Imagens Tomográficas (TC)
 
RM CRÂNIO
RM CRÂNIORM CRÂNIO
RM CRÂNIO
 
EED - Seriografia do Esôfago Estomago e Duodeno
EED - Seriografia do Esôfago Estomago e DuodenoEED - Seriografia do Esôfago Estomago e Duodeno
EED - Seriografia do Esôfago Estomago e Duodeno
 
HEMODINÂMICA - RADIOLOGIA
HEMODINÂMICA - RADIOLOGIAHEMODINÂMICA - RADIOLOGIA
HEMODINÂMICA - RADIOLOGIA
 
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de Crânio
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de  CrânioAnatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de  Crânio
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de Crânio
 
ANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
ANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICAANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
ANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
 
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
 
protocolos de tomografia geral tc protocolos G E R A L CORPO TOO.pdf
protocolos de tomografia geral tc protocolos  G E R A L CORPO TOO.pdfprotocolos de tomografia geral tc protocolos  G E R A L CORPO TOO.pdf
protocolos de tomografia geral tc protocolos G E R A L CORPO TOO.pdf
 
Renderização de volume aplicado a angiotomografia (atual)
Renderização de volume aplicado a angiotomografia (atual)Renderização de volume aplicado a angiotomografia (atual)
Renderização de volume aplicado a angiotomografia (atual)
 
Tomografia Computadorizada: Patologias do Tórax
Tomografia Computadorizada: Patologias do TóraxTomografia Computadorizada: Patologias do Tórax
Tomografia Computadorizada: Patologias do Tórax
 
Crânio e Face Posicionamento radiográfico.
Crânio e Face Posicionamento radiográfico.Crânio e Face Posicionamento radiográfico.
Crânio e Face Posicionamento radiográfico.
 
RADIOLOGIA DIGITAL
RADIOLOGIA DIGITALRADIOLOGIA DIGITAL
RADIOLOGIA DIGITAL
 

Semelhante a ANGIOTOMOGRAFIA

Angio ressonância Magnética
Angio ressonância MagnéticaAngio ressonância Magnética
Angio ressonância MagnéticaDanielle Climaco
 
24 como selecionar o paciente para cirurgia ou rxtqt
24   como selecionar o paciente para cirurgia ou rxtqt24   como selecionar o paciente para cirurgia ou rxtqt
24 como selecionar o paciente para cirurgia ou rxtqtONCOcare
 
CONARAD-A-evolucao-tecnologica-e-o-estado-da-arte-em-Tomografia-Computadoriza...
CONARAD-A-evolucao-tecnologica-e-o-estado-da-arte-em-Tomografia-Computadoriza...CONARAD-A-evolucao-tecnologica-e-o-estado-da-arte-em-Tomografia-Computadoriza...
CONARAD-A-evolucao-tecnologica-e-o-estado-da-arte-em-Tomografia-Computadoriza...KarlosEduardo30
 
Considerações anestésicas no tratamento da doença valvar aórtica por via cirú...
Considerações anestésicas no tratamento da doença valvar aórtica por via cirú...Considerações anestésicas no tratamento da doença valvar aórtica por via cirú...
Considerações anestésicas no tratamento da doença valvar aórtica por via cirú...machareth
 
Aula de tomografia 2019
Aula de tomografia   2019Aula de tomografia   2019
Aula de tomografia 2019FLAVIO LOBATO
 
Estudo Multiparamétrico da Hiperplasia e Câncer de Próstata - CONGRESSO NACIO...
Estudo Multiparamétrico da Hiperplasia e Câncer de Próstata - CONGRESSO NACIO...Estudo Multiparamétrico da Hiperplasia e Câncer de Próstata - CONGRESSO NACIO...
Estudo Multiparamétrico da Hiperplasia e Câncer de Próstata - CONGRESSO NACIO...Fabiano Ladislau
 
Slides sobre o manuseio do arco em c.
Slides sobre o manuseio do arco em c.Slides sobre o manuseio do arco em c.
Slides sobre o manuseio do arco em c.Ruan Macedo
 
Radioterapia no Cancro da Próstata
Radioterapia no Cancro da PróstataRadioterapia no Cancro da Próstata
Radioterapia no Cancro da PróstataRui P Rodrigues
 
Medicina Nuclear Aula Inicial Graduacao
Medicina Nuclear   Aula Inicial   GraduacaoMedicina Nuclear   Aula Inicial   Graduacao
Medicina Nuclear Aula Inicial Graduacaocaduanselmi
 
Us doppler de carótidas
Us doppler de carótidasUs doppler de carótidas
Us doppler de carótidasIared
 
ADRENALECTOMIA LAPAROSCÓPICA TRANSPERITONEAL
ADRENALECTOMIA LAPAROSCÓPICA TRANSPERITONEALADRENALECTOMIA LAPAROSCÓPICA TRANSPERITONEAL
ADRENALECTOMIA LAPAROSCÓPICA TRANSPERITONEALUrovideo.org
 
Como fazer SRS, SBRT, IGRT com EPID Casos Clínicos
Como fazer SRS, SBRT, IGRT com EPID Casos ClínicosComo fazer SRS, SBRT, IGRT com EPID Casos Clínicos
Como fazer SRS, SBRT, IGRT com EPID Casos ClínicosJean Carlo Cadillo López
 
Radiologia de tórax
Radiologia de tórax Radiologia de tórax
Radiologia de tórax LdioBarbosa
 
Anestesia para Video-Laparoscopia em Urologia - 2010
Anestesia para Video-Laparoscopia em Urologia - 2010Anestesia para Video-Laparoscopia em Urologia - 2010
Anestesia para Video-Laparoscopia em Urologia - 2010Urovideo.org
 
Nefrectomia Parcial
Nefrectomia Parcial Nefrectomia Parcial
Nefrectomia Parcial Urovideo.org
 
Laparoscopia em Urologia
Laparoscopia em UrologiaLaparoscopia em Urologia
Laparoscopia em UrologiaUrovideo.org
 

Semelhante a ANGIOTOMOGRAFIA (20)

Ango rm
Ango rmAngo rm
Ango rm
 
Angio ressonância Magnética
Angio ressonância MagnéticaAngio ressonância Magnética
Angio ressonância Magnética
 
24 como selecionar o paciente para cirurgia ou rxtqt
24   como selecionar o paciente para cirurgia ou rxtqt24   como selecionar o paciente para cirurgia ou rxtqt
24 como selecionar o paciente para cirurgia ou rxtqt
 
CONARAD-A-evolucao-tecnologica-e-o-estado-da-arte-em-Tomografia-Computadoriza...
CONARAD-A-evolucao-tecnologica-e-o-estado-da-arte-em-Tomografia-Computadoriza...CONARAD-A-evolucao-tecnologica-e-o-estado-da-arte-em-Tomografia-Computadoriza...
CONARAD-A-evolucao-tecnologica-e-o-estado-da-arte-em-Tomografia-Computadoriza...
 
Considerações anestésicas no tratamento da doença valvar aórtica por via cirú...
Considerações anestésicas no tratamento da doença valvar aórtica por via cirú...Considerações anestésicas no tratamento da doença valvar aórtica por via cirú...
Considerações anestésicas no tratamento da doença valvar aórtica por via cirú...
 
Tomografia feixe conico
Tomografia feixe conicoTomografia feixe conico
Tomografia feixe conico
 
Aula de tomografia 2019
Aula de tomografia   2019Aula de tomografia   2019
Aula de tomografia 2019
 
Angiografia por Ressonância Magnética. Gadolínio e Tc
Angiografia por Ressonância Magnética. Gadolínio e TcAngiografia por Ressonância Magnética. Gadolínio e Tc
Angiografia por Ressonância Magnética. Gadolínio e Tc
 
Estudo Multiparamétrico da Hiperplasia e Câncer de Próstata - CONGRESSO NACIO...
Estudo Multiparamétrico da Hiperplasia e Câncer de Próstata - CONGRESSO NACIO...Estudo Multiparamétrico da Hiperplasia e Câncer de Próstata - CONGRESSO NACIO...
Estudo Multiparamétrico da Hiperplasia e Câncer de Próstata - CONGRESSO NACIO...
 
Mr3
Mr3Mr3
Mr3
 
Slides sobre o manuseio do arco em c.
Slides sobre o manuseio do arco em c.Slides sobre o manuseio do arco em c.
Slides sobre o manuseio do arco em c.
 
Radioterapia no Cancro da Próstata
Radioterapia no Cancro da PróstataRadioterapia no Cancro da Próstata
Radioterapia no Cancro da Próstata
 
Medicina Nuclear Aula Inicial Graduacao
Medicina Nuclear   Aula Inicial   GraduacaoMedicina Nuclear   Aula Inicial   Graduacao
Medicina Nuclear Aula Inicial Graduacao
 
Us doppler de carótidas
Us doppler de carótidasUs doppler de carótidas
Us doppler de carótidas
 
ADRENALECTOMIA LAPAROSCÓPICA TRANSPERITONEAL
ADRENALECTOMIA LAPAROSCÓPICA TRANSPERITONEALADRENALECTOMIA LAPAROSCÓPICA TRANSPERITONEAL
ADRENALECTOMIA LAPAROSCÓPICA TRANSPERITONEAL
 
Como fazer SRS, SBRT, IGRT com EPID Casos Clínicos
Como fazer SRS, SBRT, IGRT com EPID Casos ClínicosComo fazer SRS, SBRT, IGRT com EPID Casos Clínicos
Como fazer SRS, SBRT, IGRT com EPID Casos Clínicos
 
Radiologia de tórax
Radiologia de tórax Radiologia de tórax
Radiologia de tórax
 
Anestesia para Video-Laparoscopia em Urologia - 2010
Anestesia para Video-Laparoscopia em Urologia - 2010Anestesia para Video-Laparoscopia em Urologia - 2010
Anestesia para Video-Laparoscopia em Urologia - 2010
 
Nefrectomia Parcial
Nefrectomia Parcial Nefrectomia Parcial
Nefrectomia Parcial
 
Laparoscopia em Urologia
Laparoscopia em UrologiaLaparoscopia em Urologia
Laparoscopia em Urologia
 

Mais de Herculys Douglas Clímaco Marques

Segurança em ressonância magnética - dispositivos médicos
Segurança em ressonância magnética - dispositivos médicosSegurança em ressonância magnética - dispositivos médicos
Segurança em ressonância magnética - dispositivos médicosHerculys Douglas Clímaco Marques
 
HEMODINÂMICA: EMBOLOTERAPIA E QUIMIOEMBOLIZAÇÃO HEPÁTICA
HEMODINÂMICA: EMBOLOTERAPIA E QUIMIOEMBOLIZAÇÃO HEPÁTICAHEMODINÂMICA: EMBOLOTERAPIA E QUIMIOEMBOLIZAÇÃO HEPÁTICA
HEMODINÂMICA: EMBOLOTERAPIA E QUIMIOEMBOLIZAÇÃO HEPÁTICAHerculys Douglas Clímaco Marques
 

Mais de Herculys Douglas Clímaco Marques (20)

Neuroimagem
NeuroimagemNeuroimagem
Neuroimagem
 
Segurança em ressonância magnética - dispositivos médicos
Segurança em ressonância magnética - dispositivos médicosSegurança em ressonância magnética - dispositivos médicos
Segurança em ressonância magnética - dispositivos médicos
 
Trichuris trichiura e Enterobius vermiculares
Trichuris trichiura e Enterobius vermicularesTrichuris trichiura e Enterobius vermiculares
Trichuris trichiura e Enterobius vermiculares
 
Tudo sobre Ressonância Magnética (RM)
Tudo sobre Ressonância Magnética (RM)Tudo sobre Ressonância Magnética (RM)
Tudo sobre Ressonância Magnética (RM)
 
Radiologia Intervencionista
Radiologia IntervencionistaRadiologia Intervencionista
Radiologia Intervencionista
 
Avanços Tecnológicos na RM
Avanços Tecnológicos na RM Avanços Tecnológicos na RM
Avanços Tecnológicos na RM
 
TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC)
TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC)TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC)
TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC)
 
Meios de Contraste: TC e RM
Meios de Contraste: TC e RM Meios de Contraste: TC e RM
Meios de Contraste: TC e RM
 
Tomografia Computadorizada Aplicada na Oncologia
Tomografia Computadorizada Aplicada na OncologiaTomografia Computadorizada Aplicada na Oncologia
Tomografia Computadorizada Aplicada na Oncologia
 
Meios de Constraste em Ressonância Magnética
Meios de Constraste em Ressonância MagnéticaMeios de Constraste em Ressonância Magnética
Meios de Constraste em Ressonância Magnética
 
Ressonância Magnética: Equipamentos.
Ressonância Magnética: Equipamentos.Ressonância Magnética: Equipamentos.
Ressonância Magnética: Equipamentos.
 
HEMODINÂMICA: EMBOLOTERAPIA E QUIMIOEMBOLIZAÇÃO HEPÁTICA
HEMODINÂMICA: EMBOLOTERAPIA E QUIMIOEMBOLIZAÇÃO HEPÁTICAHEMODINÂMICA: EMBOLOTERAPIA E QUIMIOEMBOLIZAÇÃO HEPÁTICA
HEMODINÂMICA: EMBOLOTERAPIA E QUIMIOEMBOLIZAÇÃO HEPÁTICA
 
PROFISSÃO: TECNÓLOGO EM RADIOLOGIA
PROFISSÃO: TECNÓLOGO EM RADIOLOGIAPROFISSÃO: TECNÓLOGO EM RADIOLOGIA
PROFISSÃO: TECNÓLOGO EM RADIOLOGIA
 
Ressonância Magnética: Abdome
Ressonância Magnética: AbdomeRessonância Magnética: Abdome
Ressonância Magnética: Abdome
 
Radiologia Forense
Radiologia ForenseRadiologia Forense
Radiologia Forense
 
Estudo de caso: um jovem e a radiologia.
Estudo de caso: um jovem e a radiologia.Estudo de caso: um jovem e a radiologia.
Estudo de caso: um jovem e a radiologia.
 
Meios de contraste: TC e RM
Meios de contraste: TC e RMMeios de contraste: TC e RM
Meios de contraste: TC e RM
 
QUESTÕES DE RADIOLOGIA: CONCURSOS
QUESTÕES DE RADIOLOGIA: CONCURSOSQUESTÕES DE RADIOLOGIA: CONCURSOS
QUESTÕES DE RADIOLOGIA: CONCURSOS
 
Reconstruções: TC e RM
Reconstruções: TC e RMReconstruções: TC e RM
Reconstruções: TC e RM
 
Ressonância Magnética - Oncologia
Ressonância Magnética - OncologiaRessonância Magnética - Oncologia
Ressonância Magnética - Oncologia
 

Último

5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdfedjailmax
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaaCarolineFrancielle
 
Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40vitoriaalyce2011
 
Junho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
Junho Violeta - Sugestão de Ações na IgrejaJunho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
Junho Violeta - Sugestão de Ações na IgrejaComando Resgatai
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-carloseduardogonalve36
 
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisAmérica Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisValéria Shoujofan
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfrarakey779
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkLisaneWerlang
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorCasa Ciências
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 

Último (20)

5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40
 
Junho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
Junho Violeta - Sugestão de Ações na IgrejaJunho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
Junho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisAmérica Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 

ANGIOTOMOGRAFIA