Sala de leitura e alfabetização: apoio pedagógico?

821 visualizações

Publicada em

Slides Fabiana Esteves

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
821
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
112
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sala de leitura e alfabetização: apoio pedagógico?

  1. 1. caxiasleitora.blogspot.com Sala de Leitura e alfabetização: apoio pedagógico?
  2. 2. - JUNTO E MISTURADO: AUTORES E LEITORES EM UM ABRAÇO LITERÁRIO (encontros e grupo no facebook) - DOAÇÃO DE BEST SELLERS PARA JOVENS E ADULTOS (Sacolas literárias) - PARCERIA COM A DIVISÃO DE CULTURA, ARTISTAS E ESCRITORES DO MUNICÍPIO dcultura@smeduquedecaxias.rj.gov.br
  3. 3.  Art. 25 – A função do Dinamizador de Leitura e de Biblioteca será exercida por Professor  regente, prioritariamente Professor II, indicado pelo Diretor, de acordo com critérios pré-  estabelecidos pela Equipe de Leitura e autorizado pelo Departamento Geral de Educação da  Secretaria Municipal de Educação.  Parágrafo Único - Sua função deverá ser a de incentivar, difundir e promover a leitura  como instrumento de informação, de formação, de prazer e de criticidade.  Art. 26 – São atribuições do Dinamizador de Leitura e de Biblioteca:  I-conhecer e manter organizado o acervo bibliográfico da Unidade Escolar; 9/2/2015Equipe de Supervisão Educacional 13  II-incentivar e desenvolver práticas leitoras inclusivas, democratizando a leitura;  III-organizar o planejamento de atividades que promovam a leitura, previstas no  Calendário Escolar, estimulando na Comunidade Escolar o prazer de ler, através de  encontros literários, leitura programada de textos, debates e/ou quaisquer outras atividades;  IV-desenvolver projetos alternativos de leitura e produção textual;  V-desenvolver um trabalho integrado com o Orientador Educacional e Orientador  Pedagógico;  VI-planejar, atender, acompanhar e avaliar, permanentemente, o processo de formação do  leitor com a Equipe Diretiva e Corpo Docente da Unidade Escolar;  VII-incentivar e propor projetos específicos de leitura e desenvolver os propostos pela  Secretaria Municipal de Educação;  VIII-participar da construção e elaboração coletiva do Projeto Político- Pedagógico da  Unidade Escolar;  IX-participar de reuniões, oficinas pedagógicas, cursos, seminários, encontros e palestras  promovidos pela Unidade Escolar e pela Secretaria Municipal de Educação;  X-fazer uso do horário de planejamento para a análise de materiais e registros.  Art. 27 – São atribuições do Dinamizador de Leitura:  I-desenvolver o trabalho de leitura diretamente com o aluno, em constante parceria com o  Professor Regente da turma;  II-estimular e controlar, quando na ausência do Dinamizador de Biblioteca, a rotatividade  do acervo;  III-atuar em espaço alternativo, sempre que não houver espaço físico específico disponível.  Art. 28 – São atribuições do Dinamizador de Biblioteca:  I-orientar, toda comunidade escolar, na realização das pesquisas solicitadas;  II-criar mecanismos de controle e rotatividade do acervo;  III-fazer da Biblioteca um local agradável e atraente, que estimule o gosto pela leitura, a  curiosidade e a pesquisa, facilitando o acesso do leitor ao acervo;  IV-pesquisar novos títulos para solicitar a atualização do acervo.  Art. 29 – A Secretaria Municipal de Educação estabelecerá normas complementares a este
  4. 4.  Integração com o projeto ou tema gerador da escola?  Necessidades da comunidade?  Interesse dos alunos?  Orientações da SME?
  5. 5.  Recreio Literário  Grupo no Facebook  Jornal Escolar  Jovens escritores (produção de livro)  Mural “Quem sou eu?”  Blog com resenhas de livros  Clube do Livro com funcionários e responsáveis  Mediadores de Leitura (Leitura Pública)
  6. 6. Concepções redutoras de Leitura  Ler é traduzir a escrita em fala  Ler é decodificar mensagens  Ler é dar respostas a sinais gráficos  Ler é extrair a ideia central  Ler é seguir os passos da lição do livro didático  Ler é apreciar os clássicos Concepção interacionista de Leitura Ler é interagir Ler é produzir sentidos Ler é compreender e interpretar
  7. 7. 1- ANTECIPAÇÃO Torna possível prever o que ainda está por vir, com base em informações explícitas e em suposições. Se a linguagem não for muito rebuscada e o conteúdo não for muito novo, nem muito difícil, é possível eliminar letras em cada uma das palavras escritas em um texto, e até mesmo uma palavra a cada cinco outras, sem que a falta de informações prejudique a compreensão. Além das letras, sílabas e palavras, antecipamos significados. 2- INFERÊNCIA Permite captar o que não está dito no texto de forma explícita. A inferência é aquilo que ‘lemos’, mas não está escrito. São adivinhações baseadas tanto em pistas dadas pelo próprio texto como em conhecimentos que o leitor possui. Às vezes essas inferências se confirmam, e às vezes não; de qualquer forma, não são adivinhações aleatórias. Além do significado, inferimos também palavras, sílabas ou letras. Boa parte do conteúdo de um texto pode ser antecipada ou inferida em função do contexto: portadores, circunstâncias de aparição ou propriedades do texto. O contexto, na verdade, contribui decisivamente para a interpretação do texto e, com frequência, até mesmo para inferir a intenção do autor.
  8. 8. 3- SELEÇÃO Permite que o leitor se atenha aos índices úteis, desprezando os irrelevantes. Ao ler, fazemos isso o tempo todo: nosso cérebro “sabe”, por exemplo, que não precisa se deter na letra que vem após o “q”, pois certamente será “u”; ou que nem sempre é o caso de se fixar nos artigos, pois o gênero está definido pelo substantivo. 4- VERIFICAÇÃO Torna possível o controle da eficácia ou não das demais estratégias, permitindo confirmar, ou não, as especulações realizadas. Esse tipo de checagem para confirmar – ou não – a compreensão é inerente à leitura. Utilizamos todas as estratégias de leitura mais ou menos ao mesmo tempo, sem ter consciência disso. Só nos damos conta do que estamos fazendo se formos analisar com cuidado nosso processo de leitura, como estamos fazendo ao longo deste texto. (Para ensinar a ler, Rosaura Soligo)
  9. 9. - ACREDITAR-SE LEITOR - ENTENDER AS FUNÇÕES DA ESCRITA - (SITUAÇÕES SIGNIFICATIVAS) - ADQUIRIR CONHECIMENTO SOBRE A - LINGUAGEM ESCRITA - (LEITURAS COMPARTILHADAS/REPERTORIAR) - TER A CHANCE DE APRENDER - (AUXÍLIO DO LEITOR COMPETENTE)

×