SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
PROJETO DE LEITURA: BRINCANDO NO MUNDO DA LITERATURA
A E.M.E.I.E.F. ANTÔNIO FRANCISCO LISBOA
está realizando durante o ano de 2016 o projeto "Brincando no Mundo da
Literatura". É um projeto que vem para trabalhar a leitura com produções de
resultados ao longo do ano letivo, estando o seu encerramento programado
para o dia 20 de dezembro de 2016 com feira literária para visitação da
comunidade e à noite a escola realizará o fechamento de mais um projeto que
é "De mão dadas com Jesus para vencermos a violência" sendo este com
atividades reflexivas e enriquecendo o dia em que a escola pretende montar a
feira literária, assim todos podem contemplar a exposição de diversos autores
mais as produções dos alunos e ao mesmo tempo, refletir com belas
apresentações dos alunos da escola e de outras da nossa região.
Segue a teoria do projeto na íntegra e logo em breve estaremos postando
os resultados dos trabalhos e atividades realizadas pelos alunos e por
todos os professores.
Projeto: “Brincando no mundo da literatura”.
“Viajar pela leitura”.
Sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
Que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
Quem gosta de ler.
Experimente!
Assim, sem compromisso,
Você vai me entender.
Mergulhe de cabeça
Na imaginação!
Clarice Pacheco
IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO
ESCOLA: MUNICIPAL DE ENSINO INFANTIL E FUNDAMENTAL “ANTÔNIO FRANCISCO LISBOA”.
ENDEREÇO: LINHA 31,KM28.
MUNICIPIO: TEIXEIRÓPOLIS
ESTADO:RONDÔNIA
E-MAIL: joseebner@hotmail.com
TELEFONE: (0XX) 69 92665414.
MUNICÍPIO: TEIXEIRÓPOLIS – RO.
CPNJ:
NÚMERO DE ALUNOS:
NOME DO PROJETO: BRINCANDO NO MUNDO DA LITERATURA
AUTORES DO PROJETO: EQUIPE GESTORA E PROFESSORES
EXECUÇÃO: EQUIPE PEDAGÓGICA, CORPODOCENTEE DEMAIS FUNCIONÁRIOS DA ESCOLA.
PÚBLICO ALVO: ALUNOS E COMUNIDADE.
EXECUÇÃO DO PROJETO: DE MARÇO A NOVEMBRO
EQUIPE GESTORA:
DIRETORA: JOANA SOUTO AGUIAR.
VICE-DIRETORA: ELIAS PEREIRA DUARTE.
COORDENADORA PEDAGÓGICA: ROSELI DA SILVA FORMAIO
ORIENTADOR PEDAGÓGICO: JOSÉ EBNER PEREIRA
COORDENADOR DA SALA DE LEITURA: JOSÉ EBNER PEREIRA
ÌNDICE
01- INTRODUÇÃO
02- JUSTIFICATIVA
03 – OBJETIVO
04- METAS
05- METODOLOGIA
06 – CRONOGRAMA
07– RECURSOS
08- AVALIAÇÃO
09 - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1- INTRODUÇÃO
O presente Projeto: “Brincando no mundo da literatura”, será
oferecido para os alunos do Ensino Fundamental da Escola Municipal “Antônio
Francisco Lisboa” do Município de Teixeirópolis-RO, como projeto pedagógico,
destina-se a atender os referidos alunos citados acima. E têm como proposta
fundamental incentivar os participantes a valorizar, sistematizar e organizar.
Sabe-se que Educação vem se realizando no conjunto dos Movimentos sociais,
das lutas e organizações do povo. Nota se que essa educação só é possível se
o público alvo for mantido na escola. Essa clientela precisa ser incentivada a
pensar e agir por si próprios, assumindo sua condição de sujeitos da
aprendizagem, do trabalho e da cultura do meio onde vivem. Eles são os focos
principais dessa educação de qualidade.
Políticas publicas sociais e educacionais estão sendo elaboradas
de modo a oferecer uma educação de qualidade para todos, porque a
Educação é um direito de todos. Assim, segundo essa visão, a educação se
deve realizar como um instrumento do desenvolvimento e este se concretiza e
materializa no dia-a-dia dos homens e mulheres, na realidade onde vivem.
Pensando nisso é que este projeto, como projeto pedagógico, destina-
se a atender a alunos do Ensino Fundamental, tem a proposta inicial incentivar
os participantes a superarem as dificuldades na leitura e na produção de texto,
sem ter que sair do seu ambiente social para a superação dessas dificuldades.
A prática da leitura se faz presente em nossas vidas desde o
momento que começamos a “compreender” o mundo à nossa volta. No
constante desejo de decifrar e interpretar o sentido das coisas que nos cercam,
de perceber o mundo sobre diversas perspectivas, de relacionar a realidade
ficcional com a que vivemos, no contato com um livro, enfim, em todos os
casos estamos de certa forma, lendo – embora, muitas vezes, não nos demos
conta. Desse modo, a leitura se configura com um poderoso e essencial
instrumento libertário para a sobrevivência do homem.
Há, entretanto, uma condição para que a leitura seja de fato prazerosa
e válida: o desejo do leitor. A leitura não pode se tornar uma obrigação,
porque quando ela se transforma em obrigação, a leitura se resume em
simples enfado. Para suscitar esse desejo e garantir o prazer da leitura,
daremos aos nossos alunos o direito de escolher o que quer ler, o de reler, o
de ler em qualquer lugar, ou, até mesmo, o de não ler. Respeitados estes
direitos, o leitor, da mesma forma, passa arespeitar e valorizar a leitura. Está
criado, então, um vínculo indissociável. A leitura passa a ser um imã que atrai
e prende o leitor, numa relação de amor na qual ele, por sua vez, não
deseja desprender-se.
Acredita-se também que o hábito da leitura é fundamental para a
prática de produção de texto, pois o fracasso na produção de texto deve-se
justamente ao fato de haver pouca leitura. Sendo assim, o propósito deste
trabalho é, acima de tudo incentivar o aluno a leitura e a escrita em todos os
seus aspectos e criar condições para que tais atividades se desenvolvam de
modo eficiente e produtivo.
A partir desta proposta elaborou-se este projeto com a finalidade de
levar o conhecimento útil e prático, e seu único mérito é o de colocar o aluno
em contato direto com a leitura e a produção de texto tornando assim,
a aprendizagem mais eficaz e agradável.
2- JUSTIFICATIVA
O projeto “Brincando no mundo da Literatura” tem por objetivo auxiliar o
trabalho dos professores em sala de aula de maneira lúdica e prazerosa, no
sentido de despertá-los para novas técnicas em relação ao processo de
desenvolvimento cognitivo do educando, levando – os a uma prática produtiva
para a vida cotidiana, provocando produção de conhecimento e conceitos
consolidados como conhecimento novo.
A leitura tem lugar cada vez menos no nosso cotidiano, segundo Maruny
Curto (2000), muitas crianças não se interessam pela leitura, pois não recebem
estímulos, se esse não ocorrer por parte dos pais fora da escola, é dever do
professor suprir essa deficiência dentro da escola, tentando despertar nos
alunos esse gosto pela leitura.Ler não é apenas decodificar os signos. Ler é
atravessar o texto, interagindo com o autor na busca e na produção de
sentidos; é ser competente para compreender e decifrar a realidade; é saber
interpretar símbolos, imagens, gestos, etc..., promovendo petições,
interferências e a comunicação das várias formas do texto entre si
(intertextualidade).
Neste sentido buscando subsídios na teoria de alguns autores na
abordagem sócio-interacionista, onde, a aprendizagem acontece por meios de
internalização a partir do processo anterior, de troca, que possui uma dimensão
coletiva. Pois os seres humanos convivem em sociedade, na dimensão moral
da ação que implica em um posicionamento em relação aos valores que
servem, portanto, para verificar a coerência entre prática e princípios,
questionar, reformular e fundamentar onde o individuo seja integrante das
transformações sociais e culturais.
Utilizando recursos acessíveis estaremos contribuindo para a melhoria das
condições de ensino em nossas escolas, sobretudo, nos aspectos relacionados
aos métodos tradicionais e com isso estaremos mais próximos de alcançar
nosso principal objetivo, que é de mediar o conhecimento real e potencial,
através da literatura infanto-juvenil criando situações que suscitem a discussão
acerca de valores, morais, sentimentos e atitudes.
3- OBJETIVOS
GERAL:
Fomentar o gosto pela leitura desde o início das etapas de escolaridade,
onde o professor seja mediador entre a criança e o livro, fazendo com que a
leitura tenha sentido, e esteja contextualizada, interpretando-o e atribuindo-lhe
algum significado. Portanto, torna-se importante a criação de situações para
que o exercício da leitura e escrita produzam reações, interação e
conhecimento, não servindo apenas como uma atividade meramente de cópia
ou de decodificação dos sinais gráficos, alienando os alunos do contexto em
que estão inseridos.
ESPECIFICOS:
 Promover um maior índice de leitura pelos alunos.
 Conhecer o autor e contexto histórico de suas obras;
 Proporcionar aos alunos o hábito e o prazer da leitura;
 Levar o aluno a desenvolver atividade oral;
 Desenvolver as habilidades de artes dos alunos;
 Favorecer as relações sociais por meio de apresentações culturais;
 Reconhecer a leitura como algo imprescindível em sua relação com o outro e
com o mundo;
 Identificar as diferentes formas de viajar através da leitura.
 Entender que a leitura e a escrita desafiam nossa imaginação e
 Possibilita nosso crescimento intelectual;
 Utilizar diferentes linguagens como meio para produzir, expressar e
 Permitir a construção de pontos de vista de uma visão de mundo, e
atribuição de sentido;
 Favorecer o desenvolvimento de um pensamento abstrato, complexo e de
natureza diferenciada daquele permitido pela linguagem oral;
 Propiciar uma relação criativa critica e libertadora com a escrita, mostrando-se
como desafio para qualquer processo de democratização e mudança social
coletiva.
 Incentivar a formação de leitores;
 Despertar o gosto pela leitura, formando estudantes mais críticos,
coerentes e com maior facilidade de interpretação;
 Ampliar o vocabulário, as experiências de leitura com o grupo e
individualmente;
 Incentivar o estudante a compreender e utilizar melhor as regras
ortográficas da Língua Portuguesa;
 Oportunizar aos estudantes o acervo de inúmeras obras literárias de variados
autores, buscando sempre, ampliar seus conhecimentos e suas capacidades
criativas.
4- METAS
- Promover aos 175 alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental Julieta
Vilela Velozo, momentos de lazer, descontração e desenvolvimento do saber
através de leituras diversas e atraentes que serão responsáveis pela formação
leitora do educando.
5- METODOLOGIA
A Escola Antônio Francisco Lisboa, preocupada em formar bons leitores
apresenta o Projeto “Brincando no mundo da Literatura”, com intuito de
tornar a leitura um momento de prazer para seus alunos. Segundo os
Parâmetros Curriculares Nacionais (1997) a formação de um aluno leitor crítico
se faz a partir do momento em que o professor mostra aos alunos o prazer da
leitura, isso ocorre quando seu trabalho usa de textos diversificados e que vão
de encontro com a realidade do aluno. O papel da escola não é só fazer com
que os alunos leiam e produzam textos, mas sim, que leiam e produzam de
modo que cada criança seja capaz de gerir sozinha sua tarefa de leitura e
escrita. Acreditando nisso a Escola Antônio Francisco Lisboa desenvolverá
durante o ano 2016 o Projeto já citado. Ficando assim dividido:
A professora do 1° ano das séries iniciais selecionou para desenvolver no
projeto “Brincando no Mundo da Literatura “algumas fábulas pois as mesmas
apresentam claras e boas lições para nossas vidas, trazendo sempre uma
moral no final de cada história. A professora trabalhará de forma
dinâmica informações sobre alguns autores e leitura de diversas fábulas e
também a interpretação oral. Em seguida serão levados alguns livros para sala
de aula para que os alunos façam a leitura oral através das imagens. Na sala
da TV escola a professora junto com os alunos assistirão algumas fábulas e a
mesma pedirá aos alunos que reproduzam o texto oralmente, individual
ou coletivamente, mantendo a seqüência dos fatos.Logo em seguida os
alunos serão levados a produzir desenhos em que contem suas próprias
histórias. A educadora com uso de fantoches recontará várias fábulas
aguçando no aluno o interesse pela leitura, também serão desenvolvidas
atividades tais como: caça–palavras, cruzadinhas e produção de paródias com
os personagens da fábula, serão trabalhadas também ilustrações de algumas
fábulas. Ao término do projeto os alunos apresentarão para a comunidade
escolar uma fábula escolhida por eles em forma de peça teatral.
A professora do 2° ano das séries iniciais começará o projeto com um estudo sobre a
vida e obra do autor Mauricio de Souza. Após conhecer um pouco da biografia do
autor, a professora disponibilizará gibis da Turma da Mônica para os alunos para que
os mesmos possam folhear e ler, e assim desenvolverão uma interpretação oral em
forma de conversa com os alunos sobre os personagens criados por ele. Perguntar se
conhecem os personagens da Turma da Mônica. Quais são eles? Fazer perguntas
levando em consideração as características de cada personagem: está certo a Mônica
bater nos meninos? Porque o Cebolinha fala errado? É saudável não tomar banho,
como faz o Cascão? Assim poderá ser trabalhado a importância da higiene e falar dos
animais que vivem no lixo, as doenças que podem transmitir que precisamos tomar
banho todos os dias e lavar as mãos antes das refeições, depois de usar o banheiro
ou brincar. Questionará como é a vida da Mônica, “Com quem ela mora?”, “Como é
sua família?”, “Qual é o seu brinquedo favorito?”. Quais as brincadeiras de que Mônica
mais gosta? A educadora Conversará com a turma sobre a importância da família e
sobre o carinho que a Mônica tem pelo Sansão, seu coelhinho de pelúcia.
Aproveitando o personagem Chico Bento, que mora no campo, valorizará muito a
natureza, com isso explicará para a turma sobre as diferenças entre a Zona rural e
urbana e a importância de se cuidar do meio ambiente.
Logo após todos os trabalhos feitos em sala de aula a educadora pedirá para as
crianças desenharem a personagem ou modelar com massinha, também produzirão
cartazes da Turma da Mônica. A professora irá levar para a turma caça palavras,
cruzadinhas, para os alunos observarem os personagens principais da história. A
mesma explorando a escrita trabalhará com produções de histórias em quadrinhos,
que serão expostas no encerramento do projeto, onde os alunos deverão vir para a
escola neste dia fantasiados do personagem da Turma da Mônica com o qual mais se
identificaram, ou o que mais goste.
O 3° ano das séries iniciais desenvolverá o projeto “Brincando no Mundo da
Literatura” e a professora escolheu o autor Monteiro Lobato levou os alunos ao
laboratório de informática para pesquisarem a biografia e seus principais
personagem “ no caso do sitio do Pica pau amarelo “ do autor citado.Em
seguida fará leitura de vários textos sobre os principais personagens do Sitio
do Pica Pau Amarelo e comentará as características de cada um ressaltando a
diferença entre eles .A professora assistirá juntamente com os alunos um filme
sobre a obra comentada , depois os mesmos falarão a parte que gostaram e
farão uma ilustração da mesma que logo após produzirão textos relacionados
ao filme e com isso possa incentivar cada vez mais as produções textuais,
aproveitando o material lúdico produzido por eles mesmos, baseados no autor
estudado, produzirão também jogo de sete erros, palavras cruzadas , caça
palavras e etc. Desenvolverão com material pesquisado, cartazes e painéis
para sala ou mural da escola. No encerramento do projeto os alunos farão
exposições de todos os trabalhos desenvolvidos durante o ano e também
apresentarão uma peça teatral em que os educandos estarão caracterizados
dos personagens do Sitio do Pica pau Amarelo.
No 4 ° ano das séries iniciais a professora selecionou a autora Ruth Rocha
para desenvolver com seus alunos o projeto “Brincando no Mundo da
Literatura”, primeiramente os alunos serão levados a pesquisarem sobre a
biografia da autora e algumas de suas obras. Em seguida a professora fará a
leitura de algumas obras da autora já mencionada. Em um bate papo com
os alunos a professora perguntará o que lembram das histórias lidas, e com
isso trabalhará o reconto das mesmas, interpretação, ilustrações. A educadora
proporcionará aos alunos preparação de materiais lúdicos baseados na obra da
autora estudada, será desenvolvida com a turma palavras cruzada e caça-
palavras e também será feita no microfone pelos alunos a leitura de poesias da
autora, produções .Em seguida os alunos confeccionarão cartazes e varal de
diversos tipos de textos da autora Ruth Rocha.Ao término do projeto os alunos
farão uma exposição de todos os trabalhos feitos em sala , declamarão
poemas da autora citada acima, em que os mesmos estarão caracterizados
com algum personagem da fábula.
A professora do 5° ano das séries iniciais escolheu como autor o Ziraldo, sendo
assim iniciará o projeto “Brincando no Mundo da Literatura” com a pesquisa da
biografia do autor citado e em seguida assistirão vídeos sobre o autor.
Também desenvolverá ao longo do trabalho a leitura de livros, textos, gibis,
atividades lúdicas (caça palavras, palavras cruzadas...) do autor, questões
como: paisagem rural e urbana; usos e costumes, alimentação e culinária
típica, provérbios, parlendas, trava-línguas, questões ambientais, fauna, flora,
floresta e outros, de acordo como forem surgindo. A professora irá junto com os
alunos confeccionar cartazes, panfletos na sala de informática, pesquisarão
danças, ensaiarão peças teatrais, confeccionarão painéis, e farão edição de
um livro pelos alunos com o tema proposto (obras de Ziraldo), ao longo do ano.
Simultaneamente, na tentativa de ampliar os conhecimentos dos alunos,
tentaremos proporcionar momentos de lazer com a leitura, em
seguida visitarão a biblioteca da escola em que poderão ter acesso a obras do
escritor.
Finalizando o projeto mencionado os alunos farão uma exposição na escola, de
todos os trabalhos produzidos pela turma que são: histórias em quadrinhos,
livros, painéis (ligados ao tema trabalhado) apresentarão pratos de culinária,
típica da terra do autor, para que todos possam apreciar e conhecer cada vez
mais a cultura do Ziraldo. Os alunos farão representação do episódio da bomba
do Menino Maluquinho na escola e dança da música A festa do menino
maluquinho; uma criança se caracterizará de Menino Maluquinho, outro de
Ziraldo e as demais participarão da dança todos com panelas na cabeça
No 6° ano do Ensino fundamental a professora de Língua Portuguesa escolheu
a autora Ana Maria Machado para desenvolver o projeto “Brincando no mundo
da Literatura” dará inicio com a pesquisa da vida e obra da autora já
mencionada. Acomodando os alunos em roda a professora fará leitura de um
poema da autora escolhida, trabalhará a interpretação do texto poético
desenvolvendo um pensamento reflexivo em seguida levará para sala de aula
livros variados de poesias como: Cecília Meireles, Carlos Drummond de
Andrade e etc e pedirá para que os alunos escolham alguma poesia e que
leiam para a turma expressando os sentimentos que aparecem no texto e
com isso os alunos possam perceber o estilo de cada autor ,perceberão as
mensagens nas entrelinhas durante a leitura dos diferentes poemas.
Durante o desenvolvimento deste projeto a professora irá trabalhar toda a
estrutura literária do poema como: estrofes, versos, ritmos, rimas. A mesma
para dinamizar suas aulas trabalhará também com textos recortados onde
estimulará a seqüência correta do poema, depois desenvolverá com a turma a
produção de textos poéticos a partir de um contexto .Proporcionará ambiente
de interação entre diferentes grupos de alunos permitindo brincar com as
palavras e expressar-se por meio de diferentes linguagens. No final do projeto
já citado os alunos farão exposição de suas poesias e recitarão algumas de
suas produções e também poesias da autora Ana Maria Machado.
No 7° ano do ensino fundamental a professora escolheu como autor Pedro
Bandeira para que possa trabalhar a poesia em sala de aula utilizando
assim diversas estratégias para desenvolver o conhecimento da vida e obra do
autor e assim levará para sala poemas e textos diversos e do autor escolhido,
em que fará a leitura percebendo a postura e a entonação de cada texto,
fazendo com que os alunos percebam a diferença entre texto poético e não
poético observando a musicalidade, ritmo, diagramação. A professora durante
as suas leituras estimulará a interpretação oral e depois escrita a mesma fará
com que os alunos conheçam alguns poetas e descubram a importância de
ouvir e de declamar os poemas.Trabalhará a produção de poesias em que
resgatem sentimentos e valores onde poderá ser observado a ortografia e
coerência presentes no texto, levando os alunos a identificar o poema como
gênero textual. A educadora trabalhará em grupos leitura e análise de
poemas e construirá um cantinho para fixar vários tipos de poesia é um
método eficaz para o incentivo da leitura e interpretação poética, pois quanto
mais se lê, mais se aprende e cria o hábito da leitura não só de poesia como de
outros tipos de textos.E para o encerramento os alunos declamarão no pátio
da escola várias poesias também em forma de danças, desenhos
e interpretação teatral tanto do autor Pedro Bandeira como próprias.
Para dar início ao projeto “Brincando no Mundo da Literatura “ com os alunos
do 8° ano do Ensino fundamental , a professora de Língua Portuguesa
escolheu o autor Luis Fernando Veríssimo, que no primeiro momento pedirá
aos alunos para pesquisarem sobre a biografia do autor e também o conceito
e modelos de crônicas, sendo que cada aluno realizará uma pesquisa
individual em jornais, revistas, etc., sobre este tema. Os conceitos serão
levados para sala de aula onde serão socializados.
A seguir, a professora irá à biblioteca da escola, onde os alunos conhecerão
as coleções que apresentam crônicas. Cada aluno escolherá seu livro. Após a
leitura, haverá um momento para que cada um exponha o seu parecer em
relação ao livro e à crônica de que mais gostou. A turma será dividida em
grupos, de acordo com as escolhas feitas. Farão a releitura do texto onde,
juntamente com o professor, discutirão o tema, a maneira como o autor
escreve, sua visão de mundo, os aspectos sintáticos, a pontuação, etc. Tudo
será devidamente registrado.
Para trabalhar a crônica escolhida, serão apresentadas três opções, sendo
que se algum grupo sugerir uma outra atividade, esta será analisada.
As opções são: - dramatização, história em quadrinhos.e apresentação
multimídia.
Logo em seguida a professora trabalhará a produção de crônicas assim o
educando será instigado a ler, pesquisar, comparar, debater, criar e reformular
idéias. Deixando de lado esquemas pré-moldados e fechados, ele irá ampliar a
sua percepção de mundo, participando ativamente de uma experiência de
transformação, num processo contínuo de construção. No final do projeto serão
expostas as crônicas em um mural confeccionado pelos próprios alunos.
A professora de Língua Portuguesa do 9° ano do ensino fundamental escolheu
o autor Fernando Sabino, onde proporcionará aos alunos a pesquisa sobre
sua vida e o conhecimento de suas obras, em seguida será explicado o
conceito de crônicaque apresenta múltiplas faces, pois trata de política,
família, de cultura, de economia, de arte, de sexualidade, de culinária e está
em cartas, artigos de revista, em livros próprios e nos jornais. Ela é leve,
acessível e tem um quê de atualidade, renovando o trabalho em sala de
aula. Também será feita a leitura e análise de diversas crônicas, em que será
trabalhada a gramática, linguagem que é simples porém, bem elaborada ,
interpretação, dramatização, confecções de cartazes, levando assim o
educando a perceber a importância da leitura, não só como enriquecimento do
vocabulário, mas também como fonte de riqueza cultural. O aluno será
instigado a produzir sua própria crônica, usando fatos do cotidiano, depois com
o auxilio da educadora o educando poderá fazer a releitura a reescrita
observando a pontuação de seu texto. Após os trabalhos desenvolvidos em
sala de aula os mesmos usarão recursos como fantoches para
apresentarem as demais turmas da escola.
No encerramento do projeto a professora irá propor que os alunos exponham
suas produções no mural , no pátio da escola e que façam alguma
dramatização explorando o que aprenderam no decorrer do trabalho. .
A cada atividade proposta os educandos produzirão textos, em que poderão
montar peças teatrais. Mostrando para o aluno que “existe uma grande
interação entre leitura e escrita, pois é necessário dominar a leitura para
escrever e dominar a escrita para ler” ( Jolibert, 1994).
No final do projeto “Brincando no mundo da Literatura” recitarão poesias e
uma exposição de todos os trabalhos também serão feitas algumas
dramatizações e terá a culinária típica de cada autor na própria escola,
cuidando que cada um tenha o registro do processo, portanto serão feitos
Portfólios com atividades desenvolvidas durante a execução do projeto.
6- CRONOGRAMA
Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro
Elaboração do
Projeto
X
Pesquisa sobre o
autor escolhido
pelo professor X X
Leitura de algumas
obras do autor
escolhido X X X X X
Produção de textos X X X X X
Recontos das
histórias dos
autores escolhidos X X
Dramatização das
histórias lidas
X X X
Confecções de
cartazes
X X
Exposições de
cartazes
X
Ilustrações de
trechos das obras
X X
Roda de leitura X
Apresentações de
slides referentes a
cada
autor estudado
X X
Leitura de diversos
poemas
X X X X
Produção de
poemas
X X
Confecção de varal
de poemas
X
Montagem de
portifólio: histórias
em quadrinho X X X
Leitura de crônicas X X X X X
Produção de
crônicas
X X X X
Dramatizações de
crônicas
X X
Organizações das
atividades para a
exposição do
projeto
X X X
Ensaios para as
apresentações do
projeto X X X
Apresentações
finalizando o
projeto “Brincando
com o mundo da
Literatura”
X
7- RECURSOS
. HUMANOS:
 Coordenadora da Sala de leitura.
 Coordenadoras do projeto;
 Coordenação pedagógica;
 Corpo técnico e administrativo;
 Grupo gestor.
 Professores e alunos.
– MATERIAIS:
 Sala de leitura e telessala;Sala de apoio;DVDs pertinentes ao tema;Arquivos da
internet pertinentes ao tema;Computador e
impressora;Livros;Revistas;Cartolinas;Tesouras;CDs de histórias
infantis;Literatura infantil e Infanto-juvenil ,Papel pardo, Papel laminado, Papel
camurça ,Cola ,Barbante ,TNT ,Fita adesiva, Cadernos , Lápis ,Borracha ,Lápis
de cor ,Literatura brasileira ,Tinta para impressora Papel A4 ,Pincéis Atômico
,Cadernos ,DVDs (vídeo) TV, aparelho de DVD; ,Papel crepom ,Papel cartão
Revistas em quadrinho, Revistas: Veja, horóscopo, fofocas, e outras. Pincel
para quadro branco, Grampeador, Grampos, Jogos educativos, Xérox, Quebra-
cabeça.
8- AVALIAÇÃO
Ao longo dos anos percebe-se a evolução do conceito de avaliação
daaprendizagem, uma concepção tecnicista em que avaliar significava
medir, atribuir nota, classificar, para uma concepção de avaliação crítica vista
em um contexto sociopolítico-cultural.
A prática da avaliação se explicita por uma relação
autoritária, conservadora, que coloca os alunos como objetos, apassivados.
Esse exercício autoritário provém do poder que tem a avaliação e que permite
ao professor manter a disciplina, o silêncio, a atenção dos alunos etc.
Acredito em uma avaliação que parta de uma concepção de
apreensão de conhecimento nem estática, nem cumulativa, mas dinâmica,
contraditória e criativa. O aluno é visto como sujeito do processo, ativo, que
não só memoriza e reproduz conhecimentos, mas também os constrói.
De acordo com os PCNs (1998), a avaliação é parte importantíssima
noprocesso educacional, que vai muito além da realidade tradicional,
focalizando o próprio controle externo do aluno por meio de notas e também os
conceitos que não poderíamos deixar de abordá-los.
“A avaliação, assim entendida, reforça sua natureza de ser inerente à ação, à ação intencional
característica exclusiva do ser humano que deverá conduzi-lo progressivamente a constituir-se
num sujeito autônomo, liberto para o conhecimento, um pensador livre, crítico, criativo
e responsável perante o contexto sócio, econômico, político e cultural em que está inserido”.
(2000: 179)
Portanto e de acordo com os PCNs (p.79):
“a função da avaliação é alimentar, sustentar e orientar a ação pedagógica e não apenas
constatar um certo nível de conhecimento do aluno... torna- se deste modo uma atividade
iluminada e alimentadora do processo do ensino, aprendizagem, uma vez que dá retorno ao
professor sobre como melhorar a qualidade do ensino, possibilitando correções no percurso,
e retorno ao aluno sobre seu próprio desenvolvimento”.
Após essa breve afirmação inserida nos PCNs, a avaliação ocorrerá
através da efetuação do processo gradativo e contínuo, em que
estaremos analisaremos possíveis falhas e oportunizando as correções
necessárias, dessa forma, o aluno é participante ativo do processo de
avaliação, em todos os seus momentos, também se auto-avaliando.
Participação na avaliação é sinônimo de avaliação permanente. Aprender a
avaliar-se e a criticar-se para melhorar é a contribuição central da participação
para a avaliação.
No encerramento do projeto será feito um portifólio contendo o registro
das atividades desenvolvidas por cada turma durante o projeto.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borgespdescola
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observaçãoArte Tecnologia
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOEdlauva Santos
 
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologiasProjeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologiasNayane Mertens
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularNethy Marques
 
Ficha de avaliação
Ficha de avaliaçãoFicha de avaliação
Ficha de avaliaçãoIsa ...
 
Plano aula modelo gasparim genero textual
Plano aula modelo gasparim  genero textualPlano aula modelo gasparim  genero textual
Plano aula modelo gasparim genero textualLuis Carlos Santos
 
Relatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarRelatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarMaryanne Monteiro
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêCirlei Santos
 
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloAtividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloMaria de Lourdes Lourenço
 
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática. (20...
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.  (20...Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.  (20...
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática. (20...Mary Alvarenga
 
Modelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógicaModelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógicatatyathaydes
 
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em ComunidadeProjeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em ComunidadeVania Brasileiro
 
Gênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelGênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelMary Alvarenga
 
Plano diagnóstico de Matemática - 5º ano
Plano diagnóstico  de Matemática  - 5º ano  Plano diagnóstico  de Matemática  - 5º ano
Plano diagnóstico de Matemática - 5º ano Mary Alvarenga
 
Plano de curso arte 5º ano
Plano de curso arte   5º anoPlano de curso arte   5º ano
Plano de curso arte 5º anoMary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
 
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologiasProjeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
 
Ficha de avaliação
Ficha de avaliaçãoFicha de avaliação
Ficha de avaliação
 
Plano aula modelo gasparim genero textual
Plano aula modelo gasparim  genero textualPlano aula modelo gasparim  genero textual
Plano aula modelo gasparim genero textual
 
Relatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarRelatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolar
 
Plano de ação 2011
Plano de ação 2011Plano de ação 2011
Plano de ação 2011
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloAtividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
 
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática. (20...
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.  (20...Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.  (20...
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática. (20...
 
Projeto carnaval
Projeto carnavalProjeto carnaval
Projeto carnaval
 
Relatório
RelatórioRelatório
Relatório
 
Modelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógicaModelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógica
 
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em ComunidadeProjeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
 
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogicomodelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
 
Gênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelGênero textual: Cordel
Gênero textual: Cordel
 
Plano diagnóstico de Matemática - 5º ano
Plano diagnóstico  de Matemática  - 5º ano  Plano diagnóstico  de Matemática  - 5º ano
Plano diagnóstico de Matemática - 5º ano
 
Plano de curso arte 5º ano
Plano de curso arte   5º anoPlano de curso arte   5º ano
Plano de curso arte 5º ano
 

Semelhante a Projeto incentiva leitura e produção de texto em escola

Projeto de leitura Semeando Leitura Colhendo Sonhos
 Projeto de leitura Semeando Leitura Colhendo Sonhos Projeto de leitura Semeando Leitura Colhendo Sonhos
Projeto de leitura Semeando Leitura Colhendo SonhosEnnySantos1
 
Celoi fabbrin
Celoi fabbrin Celoi fabbrin
Celoi fabbrin equipetics
 
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldoProjeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldoelianegeraldo
 
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docxPROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docxEscolaMunicipalMaria16
 
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docxPROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docxEscolaMunicipalMaria16
 
PROJETO DE LEITURA.docx
PROJETO DE LEITURA.docxPROJETO DE LEITURA.docx
PROJETO DE LEITURA.docxPaulaAraujo83
 
ENSINANDO PARA APRENDER, APRENDENDO PARA ENSINAR: EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO IN...
ENSINANDO PARA APRENDER, APRENDENDO PARA ENSINAR: EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO IN...ENSINANDO PARA APRENDER, APRENDENDO PARA ENSINAR: EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO IN...
ENSINANDO PARA APRENDER, APRENDENDO PARA ENSINAR: EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO IN...ProfessorPrincipiante
 
Trabalhando com fábulas e historias infantis artigo neli 2017
Trabalhando com fábulas e historias infantis artigo neli 2017Trabalhando com fábulas e historias infantis artigo neli 2017
Trabalhando com fábulas e historias infantis artigo neli 2017cefaprodematupa
 
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagemO ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagemRogério Almeida
 
A formação projeto de Leitura SLIDES.pdf
A formação projeto de Leitura SLIDES.pdfA formação projeto de Leitura SLIDES.pdf
A formação projeto de Leitura SLIDES.pdf52dspjxttv
 
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"Cirlei Santos
 
A leitura literária e a formação do
A leitura literária e a formação doA leitura literária e a formação do
A leitura literária e a formação doElis Silva
 
Investigando a promoção da leitura em ambientes escolares, borges, scheffer, ...
Investigando a promoção da leitura em ambientes escolares, borges, scheffer, ...Investigando a promoção da leitura em ambientes escolares, borges, scheffer, ...
Investigando a promoção da leitura em ambientes escolares, borges, scheffer, ...pibiduergsmontenegro
 

Semelhante a Projeto incentiva leitura e produção de texto em escola (20)

Projeto de leitura Semeando Leitura Colhendo Sonhos
 Projeto de leitura Semeando Leitura Colhendo Sonhos Projeto de leitura Semeando Leitura Colhendo Sonhos
Projeto de leitura Semeando Leitura Colhendo Sonhos
 
Celoi fabbrin
Celoi fabbrin Celoi fabbrin
Celoi fabbrin
 
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldoProjeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
 
Projeto jucelsa final
Projeto jucelsa finalProjeto jucelsa final
Projeto jucelsa final
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
 
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docxPROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
 
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docxPROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
 
Alto Rio Possmozer
Alto Rio PossmozerAlto Rio Possmozer
Alto Rio Possmozer
 
PROJETO DE LEITURA.docx
PROJETO DE LEITURA.docxPROJETO DE LEITURA.docx
PROJETO DE LEITURA.docx
 
ENSINANDO PARA APRENDER, APRENDENDO PARA ENSINAR: EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO IN...
ENSINANDO PARA APRENDER, APRENDENDO PARA ENSINAR: EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO IN...ENSINANDO PARA APRENDER, APRENDENDO PARA ENSINAR: EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO IN...
ENSINANDO PARA APRENDER, APRENDENDO PARA ENSINAR: EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO IN...
 
Trabalhando com fábulas e historias infantis artigo neli 2017
Trabalhando com fábulas e historias infantis artigo neli 2017Trabalhando com fábulas e historias infantis artigo neli 2017
Trabalhando com fábulas e historias infantis artigo neli 2017
 
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagemO ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
 
Luana aparecida monica
Luana aparecida monicaLuana aparecida monica
Luana aparecida monica
 
A formação projeto de Leitura SLIDES.pdf
A formação projeto de Leitura SLIDES.pdfA formação projeto de Leitura SLIDES.pdf
A formação projeto de Leitura SLIDES.pdf
 
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
 
A arvore generosa
A arvore generosaA arvore generosa
A arvore generosa
 
A leitura literária e a formação do
A leitura literária e a formação doA leitura literária e a formação do
A leitura literária e a formação do
 
São josé do rio preto
São josé do rio pretoSão josé do rio preto
São josé do rio preto
 
Projeto eeefm maria de abreu alvim
Projeto eeefm maria de abreu alvimProjeto eeefm maria de abreu alvim
Projeto eeefm maria de abreu alvim
 
Investigando a promoção da leitura em ambientes escolares, borges, scheffer, ...
Investigando a promoção da leitura em ambientes escolares, borges, scheffer, ...Investigando a promoção da leitura em ambientes escolares, borges, scheffer, ...
Investigando a promoção da leitura em ambientes escolares, borges, scheffer, ...
 

Último

TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 

Último (20)

TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 

Projeto incentiva leitura e produção de texto em escola

  • 1. PROJETO DE LEITURA: BRINCANDO NO MUNDO DA LITERATURA A E.M.E.I.E.F. ANTÔNIO FRANCISCO LISBOA está realizando durante o ano de 2016 o projeto "Brincando no Mundo da Literatura". É um projeto que vem para trabalhar a leitura com produções de resultados ao longo do ano letivo, estando o seu encerramento programado para o dia 20 de dezembro de 2016 com feira literária para visitação da comunidade e à noite a escola realizará o fechamento de mais um projeto que é "De mão dadas com Jesus para vencermos a violência" sendo este com atividades reflexivas e enriquecendo o dia em que a escola pretende montar a feira literária, assim todos podem contemplar a exposição de diversos autores mais as produções dos alunos e ao mesmo tempo, refletir com belas apresentações dos alunos da escola e de outras da nossa região. Segue a teoria do projeto na íntegra e logo em breve estaremos postando os resultados dos trabalhos e atividades realizadas pelos alunos e por todos os professores. Projeto: “Brincando no mundo da literatura”. “Viajar pela leitura”. Sem rumo, sem intenção.
  • 2. Só para viver a aventura Que é ter um livro nas mãos. É uma pena que só saiba disso Quem gosta de ler. Experimente! Assim, sem compromisso, Você vai me entender. Mergulhe de cabeça Na imaginação! Clarice Pacheco
  • 3. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO ESCOLA: MUNICIPAL DE ENSINO INFANTIL E FUNDAMENTAL “ANTÔNIO FRANCISCO LISBOA”. ENDEREÇO: LINHA 31,KM28. MUNICIPIO: TEIXEIRÓPOLIS ESTADO:RONDÔNIA E-MAIL: joseebner@hotmail.com TELEFONE: (0XX) 69 92665414. MUNICÍPIO: TEIXEIRÓPOLIS – RO. CPNJ: NÚMERO DE ALUNOS: NOME DO PROJETO: BRINCANDO NO MUNDO DA LITERATURA AUTORES DO PROJETO: EQUIPE GESTORA E PROFESSORES EXECUÇÃO: EQUIPE PEDAGÓGICA, CORPODOCENTEE DEMAIS FUNCIONÁRIOS DA ESCOLA. PÚBLICO ALVO: ALUNOS E COMUNIDADE. EXECUÇÃO DO PROJETO: DE MARÇO A NOVEMBRO EQUIPE GESTORA: DIRETORA: JOANA SOUTO AGUIAR. VICE-DIRETORA: ELIAS PEREIRA DUARTE. COORDENADORA PEDAGÓGICA: ROSELI DA SILVA FORMAIO ORIENTADOR PEDAGÓGICO: JOSÉ EBNER PEREIRA COORDENADOR DA SALA DE LEITURA: JOSÉ EBNER PEREIRA ÌNDICE 01- INTRODUÇÃO 02- JUSTIFICATIVA
  • 4. 03 – OBJETIVO 04- METAS 05- METODOLOGIA 06 – CRONOGRAMA 07– RECURSOS 08- AVALIAÇÃO 09 - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 1- INTRODUÇÃO O presente Projeto: “Brincando no mundo da literatura”, será oferecido para os alunos do Ensino Fundamental da Escola Municipal “Antônio Francisco Lisboa” do Município de Teixeirópolis-RO, como projeto pedagógico, destina-se a atender os referidos alunos citados acima. E têm como proposta fundamental incentivar os participantes a valorizar, sistematizar e organizar. Sabe-se que Educação vem se realizando no conjunto dos Movimentos sociais, das lutas e organizações do povo. Nota se que essa educação só é possível se o público alvo for mantido na escola. Essa clientela precisa ser incentivada a pensar e agir por si próprios, assumindo sua condição de sujeitos da aprendizagem, do trabalho e da cultura do meio onde vivem. Eles são os focos principais dessa educação de qualidade. Políticas publicas sociais e educacionais estão sendo elaboradas de modo a oferecer uma educação de qualidade para todos, porque a Educação é um direito de todos. Assim, segundo essa visão, a educação se deve realizar como um instrumento do desenvolvimento e este se concretiza e materializa no dia-a-dia dos homens e mulheres, na realidade onde vivem. Pensando nisso é que este projeto, como projeto pedagógico, destina- se a atender a alunos do Ensino Fundamental, tem a proposta inicial incentivar os participantes a superarem as dificuldades na leitura e na produção de texto, sem ter que sair do seu ambiente social para a superação dessas dificuldades. A prática da leitura se faz presente em nossas vidas desde o momento que começamos a “compreender” o mundo à nossa volta. No constante desejo de decifrar e interpretar o sentido das coisas que nos cercam, de perceber o mundo sobre diversas perspectivas, de relacionar a realidade ficcional com a que vivemos, no contato com um livro, enfim, em todos os casos estamos de certa forma, lendo – embora, muitas vezes, não nos demos conta. Desse modo, a leitura se configura com um poderoso e essencial instrumento libertário para a sobrevivência do homem. Há, entretanto, uma condição para que a leitura seja de fato prazerosa e válida: o desejo do leitor. A leitura não pode se tornar uma obrigação,
  • 5. porque quando ela se transforma em obrigação, a leitura se resume em simples enfado. Para suscitar esse desejo e garantir o prazer da leitura, daremos aos nossos alunos o direito de escolher o que quer ler, o de reler, o de ler em qualquer lugar, ou, até mesmo, o de não ler. Respeitados estes direitos, o leitor, da mesma forma, passa arespeitar e valorizar a leitura. Está criado, então, um vínculo indissociável. A leitura passa a ser um imã que atrai e prende o leitor, numa relação de amor na qual ele, por sua vez, não deseja desprender-se. Acredita-se também que o hábito da leitura é fundamental para a prática de produção de texto, pois o fracasso na produção de texto deve-se justamente ao fato de haver pouca leitura. Sendo assim, o propósito deste trabalho é, acima de tudo incentivar o aluno a leitura e a escrita em todos os seus aspectos e criar condições para que tais atividades se desenvolvam de modo eficiente e produtivo. A partir desta proposta elaborou-se este projeto com a finalidade de levar o conhecimento útil e prático, e seu único mérito é o de colocar o aluno em contato direto com a leitura e a produção de texto tornando assim, a aprendizagem mais eficaz e agradável. 2- JUSTIFICATIVA O projeto “Brincando no mundo da Literatura” tem por objetivo auxiliar o trabalho dos professores em sala de aula de maneira lúdica e prazerosa, no sentido de despertá-los para novas técnicas em relação ao processo de desenvolvimento cognitivo do educando, levando – os a uma prática produtiva para a vida cotidiana, provocando produção de conhecimento e conceitos consolidados como conhecimento novo. A leitura tem lugar cada vez menos no nosso cotidiano, segundo Maruny Curto (2000), muitas crianças não se interessam pela leitura, pois não recebem estímulos, se esse não ocorrer por parte dos pais fora da escola, é dever do professor suprir essa deficiência dentro da escola, tentando despertar nos alunos esse gosto pela leitura.Ler não é apenas decodificar os signos. Ler é atravessar o texto, interagindo com o autor na busca e na produção de sentidos; é ser competente para compreender e decifrar a realidade; é saber interpretar símbolos, imagens, gestos, etc..., promovendo petições, interferências e a comunicação das várias formas do texto entre si (intertextualidade). Neste sentido buscando subsídios na teoria de alguns autores na abordagem sócio-interacionista, onde, a aprendizagem acontece por meios de internalização a partir do processo anterior, de troca, que possui uma dimensão coletiva. Pois os seres humanos convivem em sociedade, na dimensão moral da ação que implica em um posicionamento em relação aos valores que servem, portanto, para verificar a coerência entre prática e princípios, questionar, reformular e fundamentar onde o individuo seja integrante das
  • 6. transformações sociais e culturais. Utilizando recursos acessíveis estaremos contribuindo para a melhoria das condições de ensino em nossas escolas, sobretudo, nos aspectos relacionados aos métodos tradicionais e com isso estaremos mais próximos de alcançar nosso principal objetivo, que é de mediar o conhecimento real e potencial, através da literatura infanto-juvenil criando situações que suscitem a discussão acerca de valores, morais, sentimentos e atitudes. 3- OBJETIVOS GERAL: Fomentar o gosto pela leitura desde o início das etapas de escolaridade, onde o professor seja mediador entre a criança e o livro, fazendo com que a leitura tenha sentido, e esteja contextualizada, interpretando-o e atribuindo-lhe algum significado. Portanto, torna-se importante a criação de situações para que o exercício da leitura e escrita produzam reações, interação e conhecimento, não servindo apenas como uma atividade meramente de cópia ou de decodificação dos sinais gráficos, alienando os alunos do contexto em que estão inseridos. ESPECIFICOS:  Promover um maior índice de leitura pelos alunos.  Conhecer o autor e contexto histórico de suas obras;  Proporcionar aos alunos o hábito e o prazer da leitura;  Levar o aluno a desenvolver atividade oral;  Desenvolver as habilidades de artes dos alunos;  Favorecer as relações sociais por meio de apresentações culturais;  Reconhecer a leitura como algo imprescindível em sua relação com o outro e com o mundo;  Identificar as diferentes formas de viajar através da leitura.  Entender que a leitura e a escrita desafiam nossa imaginação e  Possibilita nosso crescimento intelectual;  Utilizar diferentes linguagens como meio para produzir, expressar e  Permitir a construção de pontos de vista de uma visão de mundo, e atribuição de sentido;  Favorecer o desenvolvimento de um pensamento abstrato, complexo e de natureza diferenciada daquele permitido pela linguagem oral;  Propiciar uma relação criativa critica e libertadora com a escrita, mostrando-se como desafio para qualquer processo de democratização e mudança social coletiva.  Incentivar a formação de leitores;  Despertar o gosto pela leitura, formando estudantes mais críticos, coerentes e com maior facilidade de interpretação;  Ampliar o vocabulário, as experiências de leitura com o grupo e individualmente;
  • 7.  Incentivar o estudante a compreender e utilizar melhor as regras ortográficas da Língua Portuguesa;  Oportunizar aos estudantes o acervo de inúmeras obras literárias de variados autores, buscando sempre, ampliar seus conhecimentos e suas capacidades criativas. 4- METAS - Promover aos 175 alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental Julieta Vilela Velozo, momentos de lazer, descontração e desenvolvimento do saber através de leituras diversas e atraentes que serão responsáveis pela formação leitora do educando. 5- METODOLOGIA A Escola Antônio Francisco Lisboa, preocupada em formar bons leitores apresenta o Projeto “Brincando no mundo da Literatura”, com intuito de tornar a leitura um momento de prazer para seus alunos. Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais (1997) a formação de um aluno leitor crítico se faz a partir do momento em que o professor mostra aos alunos o prazer da leitura, isso ocorre quando seu trabalho usa de textos diversificados e que vão de encontro com a realidade do aluno. O papel da escola não é só fazer com que os alunos leiam e produzam textos, mas sim, que leiam e produzam de modo que cada criança seja capaz de gerir sozinha sua tarefa de leitura e escrita. Acreditando nisso a Escola Antônio Francisco Lisboa desenvolverá durante o ano 2016 o Projeto já citado. Ficando assim dividido: A professora do 1° ano das séries iniciais selecionou para desenvolver no projeto “Brincando no Mundo da Literatura “algumas fábulas pois as mesmas apresentam claras e boas lições para nossas vidas, trazendo sempre uma moral no final de cada história. A professora trabalhará de forma dinâmica informações sobre alguns autores e leitura de diversas fábulas e também a interpretação oral. Em seguida serão levados alguns livros para sala de aula para que os alunos façam a leitura oral através das imagens. Na sala da TV escola a professora junto com os alunos assistirão algumas fábulas e a mesma pedirá aos alunos que reproduzam o texto oralmente, individual ou coletivamente, mantendo a seqüência dos fatos.Logo em seguida os alunos serão levados a produzir desenhos em que contem suas próprias histórias. A educadora com uso de fantoches recontará várias fábulas aguçando no aluno o interesse pela leitura, também serão desenvolvidas atividades tais como: caça–palavras, cruzadinhas e produção de paródias com os personagens da fábula, serão trabalhadas também ilustrações de algumas fábulas. Ao término do projeto os alunos apresentarão para a comunidade escolar uma fábula escolhida por eles em forma de peça teatral. A professora do 2° ano das séries iniciais começará o projeto com um estudo sobre a vida e obra do autor Mauricio de Souza. Após conhecer um pouco da biografia do autor, a professora disponibilizará gibis da Turma da Mônica para os alunos para que os mesmos possam folhear e ler, e assim desenvolverão uma interpretação oral em
  • 8. forma de conversa com os alunos sobre os personagens criados por ele. Perguntar se conhecem os personagens da Turma da Mônica. Quais são eles? Fazer perguntas levando em consideração as características de cada personagem: está certo a Mônica bater nos meninos? Porque o Cebolinha fala errado? É saudável não tomar banho, como faz o Cascão? Assim poderá ser trabalhado a importância da higiene e falar dos animais que vivem no lixo, as doenças que podem transmitir que precisamos tomar banho todos os dias e lavar as mãos antes das refeições, depois de usar o banheiro ou brincar. Questionará como é a vida da Mônica, “Com quem ela mora?”, “Como é sua família?”, “Qual é o seu brinquedo favorito?”. Quais as brincadeiras de que Mônica mais gosta? A educadora Conversará com a turma sobre a importância da família e sobre o carinho que a Mônica tem pelo Sansão, seu coelhinho de pelúcia. Aproveitando o personagem Chico Bento, que mora no campo, valorizará muito a natureza, com isso explicará para a turma sobre as diferenças entre a Zona rural e urbana e a importância de se cuidar do meio ambiente. Logo após todos os trabalhos feitos em sala de aula a educadora pedirá para as crianças desenharem a personagem ou modelar com massinha, também produzirão cartazes da Turma da Mônica. A professora irá levar para a turma caça palavras, cruzadinhas, para os alunos observarem os personagens principais da história. A mesma explorando a escrita trabalhará com produções de histórias em quadrinhos, que serão expostas no encerramento do projeto, onde os alunos deverão vir para a escola neste dia fantasiados do personagem da Turma da Mônica com o qual mais se identificaram, ou o que mais goste. O 3° ano das séries iniciais desenvolverá o projeto “Brincando no Mundo da Literatura” e a professora escolheu o autor Monteiro Lobato levou os alunos ao laboratório de informática para pesquisarem a biografia e seus principais personagem “ no caso do sitio do Pica pau amarelo “ do autor citado.Em seguida fará leitura de vários textos sobre os principais personagens do Sitio do Pica Pau Amarelo e comentará as características de cada um ressaltando a diferença entre eles .A professora assistirá juntamente com os alunos um filme sobre a obra comentada , depois os mesmos falarão a parte que gostaram e farão uma ilustração da mesma que logo após produzirão textos relacionados ao filme e com isso possa incentivar cada vez mais as produções textuais, aproveitando o material lúdico produzido por eles mesmos, baseados no autor estudado, produzirão também jogo de sete erros, palavras cruzadas , caça palavras e etc. Desenvolverão com material pesquisado, cartazes e painéis para sala ou mural da escola. No encerramento do projeto os alunos farão exposições de todos os trabalhos desenvolvidos durante o ano e também apresentarão uma peça teatral em que os educandos estarão caracterizados dos personagens do Sitio do Pica pau Amarelo. No 4 ° ano das séries iniciais a professora selecionou a autora Ruth Rocha para desenvolver com seus alunos o projeto “Brincando no Mundo da Literatura”, primeiramente os alunos serão levados a pesquisarem sobre a biografia da autora e algumas de suas obras. Em seguida a professora fará a leitura de algumas obras da autora já mencionada. Em um bate papo com os alunos a professora perguntará o que lembram das histórias lidas, e com
  • 9. isso trabalhará o reconto das mesmas, interpretação, ilustrações. A educadora proporcionará aos alunos preparação de materiais lúdicos baseados na obra da autora estudada, será desenvolvida com a turma palavras cruzada e caça- palavras e também será feita no microfone pelos alunos a leitura de poesias da autora, produções .Em seguida os alunos confeccionarão cartazes e varal de diversos tipos de textos da autora Ruth Rocha.Ao término do projeto os alunos farão uma exposição de todos os trabalhos feitos em sala , declamarão poemas da autora citada acima, em que os mesmos estarão caracterizados com algum personagem da fábula. A professora do 5° ano das séries iniciais escolheu como autor o Ziraldo, sendo assim iniciará o projeto “Brincando no Mundo da Literatura” com a pesquisa da biografia do autor citado e em seguida assistirão vídeos sobre o autor. Também desenvolverá ao longo do trabalho a leitura de livros, textos, gibis, atividades lúdicas (caça palavras, palavras cruzadas...) do autor, questões como: paisagem rural e urbana; usos e costumes, alimentação e culinária típica, provérbios, parlendas, trava-línguas, questões ambientais, fauna, flora, floresta e outros, de acordo como forem surgindo. A professora irá junto com os alunos confeccionar cartazes, panfletos na sala de informática, pesquisarão danças, ensaiarão peças teatrais, confeccionarão painéis, e farão edição de um livro pelos alunos com o tema proposto (obras de Ziraldo), ao longo do ano. Simultaneamente, na tentativa de ampliar os conhecimentos dos alunos, tentaremos proporcionar momentos de lazer com a leitura, em seguida visitarão a biblioteca da escola em que poderão ter acesso a obras do escritor. Finalizando o projeto mencionado os alunos farão uma exposição na escola, de todos os trabalhos produzidos pela turma que são: histórias em quadrinhos, livros, painéis (ligados ao tema trabalhado) apresentarão pratos de culinária, típica da terra do autor, para que todos possam apreciar e conhecer cada vez mais a cultura do Ziraldo. Os alunos farão representação do episódio da bomba do Menino Maluquinho na escola e dança da música A festa do menino maluquinho; uma criança se caracterizará de Menino Maluquinho, outro de Ziraldo e as demais participarão da dança todos com panelas na cabeça No 6° ano do Ensino fundamental a professora de Língua Portuguesa escolheu a autora Ana Maria Machado para desenvolver o projeto “Brincando no mundo da Literatura” dará inicio com a pesquisa da vida e obra da autora já mencionada. Acomodando os alunos em roda a professora fará leitura de um poema da autora escolhida, trabalhará a interpretação do texto poético desenvolvendo um pensamento reflexivo em seguida levará para sala de aula livros variados de poesias como: Cecília Meireles, Carlos Drummond de Andrade e etc e pedirá para que os alunos escolham alguma poesia e que leiam para a turma expressando os sentimentos que aparecem no texto e com isso os alunos possam perceber o estilo de cada autor ,perceberão as mensagens nas entrelinhas durante a leitura dos diferentes poemas. Durante o desenvolvimento deste projeto a professora irá trabalhar toda a estrutura literária do poema como: estrofes, versos, ritmos, rimas. A mesma para dinamizar suas aulas trabalhará também com textos recortados onde
  • 10. estimulará a seqüência correta do poema, depois desenvolverá com a turma a produção de textos poéticos a partir de um contexto .Proporcionará ambiente de interação entre diferentes grupos de alunos permitindo brincar com as palavras e expressar-se por meio de diferentes linguagens. No final do projeto já citado os alunos farão exposição de suas poesias e recitarão algumas de suas produções e também poesias da autora Ana Maria Machado. No 7° ano do ensino fundamental a professora escolheu como autor Pedro Bandeira para que possa trabalhar a poesia em sala de aula utilizando assim diversas estratégias para desenvolver o conhecimento da vida e obra do autor e assim levará para sala poemas e textos diversos e do autor escolhido, em que fará a leitura percebendo a postura e a entonação de cada texto, fazendo com que os alunos percebam a diferença entre texto poético e não poético observando a musicalidade, ritmo, diagramação. A professora durante as suas leituras estimulará a interpretação oral e depois escrita a mesma fará com que os alunos conheçam alguns poetas e descubram a importância de ouvir e de declamar os poemas.Trabalhará a produção de poesias em que resgatem sentimentos e valores onde poderá ser observado a ortografia e coerência presentes no texto, levando os alunos a identificar o poema como gênero textual. A educadora trabalhará em grupos leitura e análise de poemas e construirá um cantinho para fixar vários tipos de poesia é um método eficaz para o incentivo da leitura e interpretação poética, pois quanto mais se lê, mais se aprende e cria o hábito da leitura não só de poesia como de outros tipos de textos.E para o encerramento os alunos declamarão no pátio da escola várias poesias também em forma de danças, desenhos e interpretação teatral tanto do autor Pedro Bandeira como próprias. Para dar início ao projeto “Brincando no Mundo da Literatura “ com os alunos do 8° ano do Ensino fundamental , a professora de Língua Portuguesa escolheu o autor Luis Fernando Veríssimo, que no primeiro momento pedirá aos alunos para pesquisarem sobre a biografia do autor e também o conceito e modelos de crônicas, sendo que cada aluno realizará uma pesquisa individual em jornais, revistas, etc., sobre este tema. Os conceitos serão levados para sala de aula onde serão socializados. A seguir, a professora irá à biblioteca da escola, onde os alunos conhecerão as coleções que apresentam crônicas. Cada aluno escolherá seu livro. Após a leitura, haverá um momento para que cada um exponha o seu parecer em relação ao livro e à crônica de que mais gostou. A turma será dividida em grupos, de acordo com as escolhas feitas. Farão a releitura do texto onde, juntamente com o professor, discutirão o tema, a maneira como o autor escreve, sua visão de mundo, os aspectos sintáticos, a pontuação, etc. Tudo será devidamente registrado. Para trabalhar a crônica escolhida, serão apresentadas três opções, sendo que se algum grupo sugerir uma outra atividade, esta será analisada. As opções são: - dramatização, história em quadrinhos.e apresentação multimídia. Logo em seguida a professora trabalhará a produção de crônicas assim o educando será instigado a ler, pesquisar, comparar, debater, criar e reformular idéias. Deixando de lado esquemas pré-moldados e fechados, ele irá ampliar a sua percepção de mundo, participando ativamente de uma experiência de
  • 11. transformação, num processo contínuo de construção. No final do projeto serão expostas as crônicas em um mural confeccionado pelos próprios alunos. A professora de Língua Portuguesa do 9° ano do ensino fundamental escolheu o autor Fernando Sabino, onde proporcionará aos alunos a pesquisa sobre sua vida e o conhecimento de suas obras, em seguida será explicado o conceito de crônicaque apresenta múltiplas faces, pois trata de política, família, de cultura, de economia, de arte, de sexualidade, de culinária e está em cartas, artigos de revista, em livros próprios e nos jornais. Ela é leve, acessível e tem um quê de atualidade, renovando o trabalho em sala de aula. Também será feita a leitura e análise de diversas crônicas, em que será trabalhada a gramática, linguagem que é simples porém, bem elaborada , interpretação, dramatização, confecções de cartazes, levando assim o educando a perceber a importância da leitura, não só como enriquecimento do vocabulário, mas também como fonte de riqueza cultural. O aluno será instigado a produzir sua própria crônica, usando fatos do cotidiano, depois com o auxilio da educadora o educando poderá fazer a releitura a reescrita observando a pontuação de seu texto. Após os trabalhos desenvolvidos em sala de aula os mesmos usarão recursos como fantoches para apresentarem as demais turmas da escola. No encerramento do projeto a professora irá propor que os alunos exponham suas produções no mural , no pátio da escola e que façam alguma dramatização explorando o que aprenderam no decorrer do trabalho. . A cada atividade proposta os educandos produzirão textos, em que poderão montar peças teatrais. Mostrando para o aluno que “existe uma grande interação entre leitura e escrita, pois é necessário dominar a leitura para escrever e dominar a escrita para ler” ( Jolibert, 1994). No final do projeto “Brincando no mundo da Literatura” recitarão poesias e uma exposição de todos os trabalhos também serão feitas algumas dramatizações e terá a culinária típica de cada autor na própria escola, cuidando que cada um tenha o registro do processo, portanto serão feitos Portfólios com atividades desenvolvidas durante a execução do projeto. 6- CRONOGRAMA Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Elaboração do Projeto X Pesquisa sobre o autor escolhido pelo professor X X
  • 12. Leitura de algumas obras do autor escolhido X X X X X Produção de textos X X X X X Recontos das histórias dos autores escolhidos X X Dramatização das histórias lidas X X X Confecções de cartazes X X Exposições de cartazes X Ilustrações de trechos das obras X X Roda de leitura X Apresentações de slides referentes a cada autor estudado X X Leitura de diversos poemas X X X X Produção de poemas X X Confecção de varal de poemas X Montagem de portifólio: histórias em quadrinho X X X Leitura de crônicas X X X X X Produção de crônicas X X X X Dramatizações de crônicas X X
  • 13. Organizações das atividades para a exposição do projeto X X X Ensaios para as apresentações do projeto X X X Apresentações finalizando o projeto “Brincando com o mundo da Literatura” X 7- RECURSOS . HUMANOS:  Coordenadora da Sala de leitura.  Coordenadoras do projeto;  Coordenação pedagógica;  Corpo técnico e administrativo;  Grupo gestor.  Professores e alunos. – MATERIAIS:  Sala de leitura e telessala;Sala de apoio;DVDs pertinentes ao tema;Arquivos da internet pertinentes ao tema;Computador e impressora;Livros;Revistas;Cartolinas;Tesouras;CDs de histórias infantis;Literatura infantil e Infanto-juvenil ,Papel pardo, Papel laminado, Papel camurça ,Cola ,Barbante ,TNT ,Fita adesiva, Cadernos , Lápis ,Borracha ,Lápis de cor ,Literatura brasileira ,Tinta para impressora Papel A4 ,Pincéis Atômico ,Cadernos ,DVDs (vídeo) TV, aparelho de DVD; ,Papel crepom ,Papel cartão Revistas em quadrinho, Revistas: Veja, horóscopo, fofocas, e outras. Pincel para quadro branco, Grampeador, Grampos, Jogos educativos, Xérox, Quebra- cabeça. 8- AVALIAÇÃO Ao longo dos anos percebe-se a evolução do conceito de avaliação daaprendizagem, uma concepção tecnicista em que avaliar significava medir, atribuir nota, classificar, para uma concepção de avaliação crítica vista em um contexto sociopolítico-cultural. A prática da avaliação se explicita por uma relação autoritária, conservadora, que coloca os alunos como objetos, apassivados. Esse exercício autoritário provém do poder que tem a avaliação e que permite ao professor manter a disciplina, o silêncio, a atenção dos alunos etc.
  • 14. Acredito em uma avaliação que parta de uma concepção de apreensão de conhecimento nem estática, nem cumulativa, mas dinâmica, contraditória e criativa. O aluno é visto como sujeito do processo, ativo, que não só memoriza e reproduz conhecimentos, mas também os constrói. De acordo com os PCNs (1998), a avaliação é parte importantíssima noprocesso educacional, que vai muito além da realidade tradicional, focalizando o próprio controle externo do aluno por meio de notas e também os conceitos que não poderíamos deixar de abordá-los. “A avaliação, assim entendida, reforça sua natureza de ser inerente à ação, à ação intencional característica exclusiva do ser humano que deverá conduzi-lo progressivamente a constituir-se num sujeito autônomo, liberto para o conhecimento, um pensador livre, crítico, criativo e responsável perante o contexto sócio, econômico, político e cultural em que está inserido”. (2000: 179) Portanto e de acordo com os PCNs (p.79): “a função da avaliação é alimentar, sustentar e orientar a ação pedagógica e não apenas constatar um certo nível de conhecimento do aluno... torna- se deste modo uma atividade iluminada e alimentadora do processo do ensino, aprendizagem, uma vez que dá retorno ao professor sobre como melhorar a qualidade do ensino, possibilitando correções no percurso, e retorno ao aluno sobre seu próprio desenvolvimento”. Após essa breve afirmação inserida nos PCNs, a avaliação ocorrerá através da efetuação do processo gradativo e contínuo, em que estaremos analisaremos possíveis falhas e oportunizando as correções necessárias, dessa forma, o aluno é participante ativo do processo de avaliação, em todos os seus momentos, também se auto-avaliando. Participação na avaliação é sinônimo de avaliação permanente. Aprender a avaliar-se e a criticar-se para melhorar é a contribuição central da participação para a avaliação. No encerramento do projeto será feito um portifólio contendo o registro das atividades desenvolvidas por cada turma durante o projeto.