Seminário Ap e Perfil de Escápula

12.611 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.611
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.148
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
89
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário Ap e Perfil de Escápula

  1. 1. TEMA: AP e Perfil de EscápulaTEMA: AP e Perfil de Escápula PROFESSOR: MAGNO CAVALHEIRO FARIAPROFESSOR: MAGNO CAVALHEIRO FARIA CURSO: TÉCNICO EM RADIOLOGIACURSO: TÉCNICO EM RADIOLOGIA TURMA: 2Vn3TURMA: 2Vn3 ALUNOS: Novais, Cristiane; Santos, Josiana e Matos, Jéssica.ALUNOS: Novais, Cristiane; Santos, Josiana e Matos, Jéssica.
  2. 2. Este trabalho fala sobre Incidências de Escápula, mas concretamente sobre a definição da escápula, incidências em AP e Perfil, posicionamentos e patologias. O objetivo deste trabalho é mostrar quais as melhores técnicas para cada tipo de incidência. Primeiro vamos falar da definição da escápula, depois vamos falar sobre as incidências AP. Perfil e Perfil Decúbito. A metodologia usado foi a pesquisa bibliográfica e algumas pesquisas webgráficas.
  3. 3. ESCÁPULA É um osso par, chato bem fino podendo ser translúcido em certos pontos. Forma a parte dorsal da cintura escapular. Tem a forma triangular apresentando duas faces, três bordas e três ângulos. A escápula articula-se com dois ossos: úmero e clavícula. E possui duas articulações Acrômio clavicular e Gleno Numeral.
  4. 4. Escapula-Vista anterior e posterior
  5. 5. Incidência AP: Escápula Posicionamento: Paciente em ortostático ou decúbito dorsal. Manter a região do ombro em contato com a estativa ou a mesa, não podendo haver rotação no tórax. Manter a escápula na LCM (linha central da mesa) ou LCE (linha central da estativa). Aduzir levemente o braço a 90° e manter o dorso dos dedos sobre a cabeça (frontal).
  6. 6. RC: perpendicular incidindo no meio da escápula. Chassi:18x24 ou 24x30cm panorâmico, com o bucky. Patologia: Fratura Proteção: Protetor Tireoidiano, Pulmonar e Pélvico. Dfofi: 100 cm. Respiração: A técnica de respiração é preferível se o paciente o paciente puder cooperar, Solicite que o paciente respire suavemente sem mover o ombro ou o braço afetado.
  7. 7. Posicionamento Radiografia AP de Escápula AP de Escápula Radiografia A porção lateral da Escápula está livre de superposição . E a porção medial Possibilitando a visibilidade de fraturas entre as estruturas torácicas.
  8. 8. Paciente em ortostático ou em decúbito. Faça com que o paciente deixe o braço afetado do lado do corpo, flexione o cotovelo e em seguida coloque o braço parcialmente abduzido atrás da parte inferior do dorso. RC: Deve estar orientado para o meio da borda vertebral da escápula. Incidência perfil: Escápula
  9. 9. Chassi: 24x30 Patologia: Nessa incidência teremos melhor visualização da cavidade glenóide, e também fratura do angulo inferior da escapula. Proteção: Gonodal na região Pélvica. Dfofi: 100 cm. Respiração: Suspensa durante a exposição.
  10. 10. Posicionamento Radiografia Lateral para o acrômio ou processo coracóide Lateral processo coracóide ou acrômio ( cerca de 5º Oae) Fraturas horizontais da escápula são evidenciadas através deste posicionamento. O braço deve ser posicionado de acordo com a área escapular de interesse.
  11. 11. Incidência perfil decúbito: Escápula Posicionamento: Paciente em decúbito dorsal e coloque o braço afetado em volta do tórax. Então rode o corpo inteiro em cerca de 30º, ou quanto necessário para elevar o ombro afetado até que o corpo da escápula esteja em uma posição lateral verdadeira. Flexione o joelho do lado afetado para auxiliar o paciente na manutenção dessa posição oblíqua do corpo.
  12. 12. RC: Deve estar orientado para o meio da borda lateral da escápula. Chassi: 24x30 cm. Patologia: para visualizar fratura da escápula. Proteção: Pélvico. Dfofi: 100 cm. Respiração: Suspensa durante a exposição.
  13. 13. Posicionamento Radiografia Posição lateral da escápula Radiografia lateral da escápula O corpo da escápula deve ser visto em perfil, livre da superposição das costelas. Assim a área de interesse fica livre para ser demonstradas possíveis fraturas da escápulas.
  14. 14. O trabalho aborda os posicionamentos AP e Perfil de Escápula. Nos da uma orientação sobre como deve ser feito o posicionamento adequado para desvendar uma possíveis patologias localizada na Escápula. Conseguimos observar o posicionamento na radiografia e observar a importância de um posicionamento em uma radiografia para auxiliar em um diagnóstico preciso e eficaz.
  15. 15. Bibliografia  Boisson - Autor: Luiz Fernando Boisson; Editora: Atheneu; Local: SP; Ano: 2007.  Biasoli – Autor: Antônio Mendes Biasoli Jr. ; Editora: Rubio ;Local: SP ; Ano: 2006.  Bontrager – Autor: Kenneth L. Bontrager / John P. Lampignano ; Editora: Mosby ; Local: RJ ; Ano: 2010.
  16. 16. WebGrafia  http://www.auladeanatomia.com
  17. 17. Epígrafe A curiosidade é a ponte que nos leva ao conhecimento. Cristiane Novais

×