0
ESCANOMETRIA - MEMBRO INFERIOR
Objetivo:
Esse exame para os membros inferiores é comumente realizado em cada membro
sepa...
1
perpendicular. Centralize a porção superior do filme no raio central. Faça um campo de
colimação estreito para incluir a...
2
ESCANOMETRIA - MEMBRO SUPERIOR
Objetivo:
A discrepância de comprimento dos ossos longos dos membros superiores é menos c...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Escanometria

415 visualizações

Publicada em

escanometria

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
415
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Escanometria

  1. 1. 0 ESCANOMETRIA - MEMBRO INFERIOR Objetivo: Esse exame para os membros inferiores é comumente realizado em cada membro separadamente, e as medições são comparadas quanto a discrepâncias de comprimento dos membros. Ele também pode ser feito bilateralmente através da colocação de uma régua sob cada membro (ou de uma régua a meio caminho entre eles) e da radiografia de ambos os membros simultaneamente em um filme maior colocado longitudinalmente. Esse método exige centralização do raio central a meio caminho entre os membros no nível das respectivas articulações. Medições mais precisas são possíveis, entretanto, se cada membro é radiografado separadamente, devido ao raio central localizado mais centralmente. A seleção de método deve ser determinada por protocolo departamental, mas algumas referências sugerem que, se a discrepância de comprimento dos membros inferiores é de mais de 2,5 cm, os membros devem ser radiografados separadamente. Tamanho do filme: 24 x 30 cm, 30 x 35 cm ou 35 x 43 cm, dependendo da idade ou do tamanho do paciente e se será obtido unilateralmente em um filme ou bilateralmente no mesmo filme, colocado longitudinalmente70-80 Kvp, grade de Bucky com o chassis na bandeja de Bucky de forma que possa ser movimentado entre as exposições sem movimento do paciente ou da régua Exige régua do tipo "Bell-Thompson" longa com marcas metálicas. Proteção: Coloque cuidadosamente o escudo protetor para ovários ou para testículos de tamanho apropriado, de forma que nem os quadris nem a régua sejam obscurecidos. Posicionamento e Raio Central - Exposição Unilateral: Posicione o paciente em decúbito dorsal, com a perna estendida e os pés para cima. Centralize o quadril e toda a perna a ser examinada no raio central, e assegure-se de que não haja rotação da pelve. Coloque a régua diretamente ao lado ou sob o membro. Assegure-se de que a régua esteja colocada em altura suficiente no sentido do comprimento, de forma que a exposição em ambas às extremidades inclua porções de leitura calibradas da régua. Imobilize o pé e/ou a perna se necessário para assegurar que não haja movimento da perna ou da régua entre as exposições. A régua pode ser fixada ao topo da mesa. Quadril em AP: Centralize a cabeça e o pescoço (aproximadamente 2 cm (3/4 de polegada) acima do nível da sínfise pubiana ou no nível superior do trocanter maior) para raio central
  2. 2. 1 perpendicular. Centralize a porção superior do filme no raio central. Faça um campo de colimação estreito para incluir as regiões da cabeça, do pescoço e do trocanter maior. Assegure-se de que a margem superior da cabeça do fêmur esteja incluída no filme para medição do comprimento total do fêmur. Joelho em AP: Centralize a articulação do joelho (2 cm (3/4 de polegada) distal ao ápice da patela) para raio central perpendicular. Assegure campo de colimação estreito, centralizado à região média do filme. Reduza os fatores de exposição da técnica de quadril para a de joelho. Tornozelo em AP: Centralize a articulação do tornozelo (a meio caminho entre os maléolos) para raio central perpendicular. Assegure campo de colimação estreito, centralizado no terço inferior do filme. Reduza os fatores de exposição para uma técnica de grade para tornozelo.
  3. 3. 2 ESCANOMETRIA - MEMBRO SUPERIOR Objetivo: A discrepância de comprimento dos ossos longos dos membros superiores é menos comum do que a dos membros inferiores, mas o procedimento é semelhante, com três exposições feitas nas articulações do ombro, cotovelo e punho, respectivamente. Cada lado é radiografado separadamente. A régua é colocada sob cada membro, e é importante que nem o braço nem a régua sejam movimentados entre as exposições. Tamanho do filme: 24 x 30cm (10 x 12 polegadas), sentido longitudinal, ou 30 x 35 cm (11 x 14 polegadas), dependendo da idade e do tamanho do paciente. Faixa de 60 a 70 kVp, grade com filme na bandeja de Bucky. Régua colocada no sentido longitudinal sob a borda externa do braço e do ombro. Proteção: Proteja a pelve, e também a região mamária em mulheres. Posicionamento e Raio Central: Posicione o paciente em decúbito dorsal, com o braço estendido e a mão. Centralize o ombro, o cotovelo e o punho, respectivamente, para o Rc. Ombro em AP: Centralize a articulação do terço médio do ombro(5 cm inferior e medialmente à borda supero-Iateral do ombro) para raio central perpendicular. Assegure-se de que a régua esteja colocada em altura suficiente para incluir a porção de leitura calibrada da régua no campo de exposição. Assegure campo de colimação estreito para incluir toda a cabeça do úmero, centralizada na porção superior do filme. Cotovelo em AP: Centralize a articulação do terço médio do cotovelopara raio central perpendicular. Assegure campo de colimação estreito para a região da articulação do cotovelo, centralizada para a porção média do filme. Punho em AP: Centralize a região da articulação do terço médio do punhopara raio central perpendicular. Assegure campo de colimação estreito para articulação do punho, centralizada na porção inferior do filme.

×