SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
A origem da filosofia
PROFESSORA DOUTORA
ANDREIA REGINA MOURA MENDES
A palavra filosofia
Origem grega.
Composição: philos e sophia.
Philo= amizade, amor fraterno e respeito entre iguais.
Sophia= sabedoria.
Filosofia= amizade pela sabedoria, amor e respeito pelo saber.
Filósofo= ama a sabedoria, tem amizade pelo saber, deseja saber.
 “estado de espírito, o da pessoa que ama, isto é, deseja o
conhecimento, o estima, o procura e o respeita”. p.19
Pitágoras
• Considerado inventor da palavra
filosofia.
• Deus tem a sabedoria plena, mas
os homens podem desejar e amar
o saber tornando-se filósofos.
• Metáfora dos jogos olímpicos:
comerciantes, atletas e público.
• O público é como o filósofo:
contempla, avalia e julga.
• O filósofo é movido pelo desejo de
contemplar, julgar, avaliar as
coisas, as ações e a vida.
Pitágoras: 570- 495 a. C.
• Para Pitágoras: O número é o
regente das formas e ideias.
• Tudo no universo se conforma
às regras e relações
matemáticas.
• Se compreendemos o número e
as relações matemáticas,
compreendemos também a
estrutura do cosmos.
• A matemática é o modelo para
o pensamento filosófico.
Pensamento de Pitágoras
•“Há geometria no
som das cordas, há
música no
espaçamento das
esferas”.
•“A razão é imortal,
todo o resto é
mortal”.
O teorema de Pitágoras em diferentes
culturas
A filosofia é grega
 Aspiração ao conhecimento
racional, lógico, sistemático da
realidade natural e humana, da
origem , causa e transformação do
mundo, das ações humanas e do
pensamento.
É um fato grego por causa de suas
características, formas de pensar e
exprimir o pensamento,
estabelecendo concepções sobre a
realidade, o pensamento, a
técnica, as ações.
Outros povos, outras formas de saber
 O princípio chinês doYin eYang.
Yin: princípio feminino passivo,
escuro, frio, úmido.
Yang: princípio masculino ativo,
luz, quente, seco.
A combinação dos dois princípios
formam todas as coisas, que são
feitas de elementos opostos, da
atividade masculina e passividade
feminina.
Yin eYang
• Representam a fusão entre duas forças cósmicas numa só,
conhecida como tai-chi. É simbolizado por um círculo
dividido por uma linha curva em um lado escuro, yin, que
representa a escuridão e a energia feminina, e um lado
branco, que representa a luz e a energia masculina. Cada
metade carrega a semente do outro, um ponto negro no
lado branco e um ponto branco no lado negro. Sua
interdependência significa o equilíbrio no movimento dos
opostos. Simboliza o desejo do Tao de atingir o equilíbrio
perfeito entre os princípios contrários. MALLON, 2009: 114.
Sabedoria grega e chinesa sobre a natureza
• Pitágoras: sistema de relações ou de proporções matemáticas que
aparecem para os sentidos como qualidades contrárias.
• “o pensamento alcança a realidade em sua estrutura matemática, enquanto
nossos sentidos ou nossa percepção alcançam o modo como a estrutura
matemática da Natureza aparece para nós, sob a forma de qualidades
opostas”. p. 20.
• Diferença entre o pensamento chinês e o pensamento grego:
1-Toma duas características próprias de alguns seres e define que todo o
universo é feito das oposições de suas qualidades: princípio sexual.
2- Pitágoras faz distinção entre as qualidades sensoriais que nos aparecem e a
estrutura invisível da natureza: princípio da matemática alcançado pela
inteligência.
Concluindo...
• Filosofia é um modo de pensar e exprimir os pensamentos que surgiu
entre os gregos e tornou-se a forma de pensamento no ocidente a
partir da expansão do helenismo, do domínio romano sobre o mundo
antigo e da cristianização da filosofia pela igreja medieval.
• Os gregos estabeleceram as bases para a razão, a racionalidade,
ciência, ética, política, técnica e arte.
• O pensamento grego foi incorporado por diferentes povos em épocas
distintas.
O legado da filosofia grega para o Ocidente
europeu
• Em função da colonização europeia, partilhamos desse legado, mesmo que
de maneira inferiorizada e colonizada.
• 1- A natureza opera obedecendo a leis e princípios necessários e universais.
Exemplo: Lei da gravitação.
• 2- As leis necessárias da natureza podem ser conhecidas plenamente pelo
pensamento.
• 3- Nosso pensamento opera obedecendo a leis, regras e normas universais e
necessárias.
• 4- As práticas humanas dependem da vontade livre, deliberação, discussão,
escolha passional ou racional.
• 5- Os acontecimentos naturais e humanos são necessários e obedecem a
leis naturais e leis humanas, podendo ser ainda contingentes e acidentais.
• 6- Os seres humanos, por natureza, aspiram ao conhecimento verdadeiro, à
felicidade e à justiça.
Referência bibliográfica
• CHAUÍ, Marilena. Convite à filosofia. 6ª ed. São Paulo: Ática, 1995.
• KIM, Douglas (trad). O livro da filosofia. São Paulo: Globo, 2011.
• MALLON, Brenda. Os símbolos místicos. Um guia completo para
símbolos e sinais mágicos e sagrados. São Paulo: Larousse do Brasil,
2009.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesSócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesBruno Carrasco
 
Aula 01 filosofia mito, natureza e razão
Aula 01   filosofia mito, natureza e razãoAula 01   filosofia mito, natureza e razão
Aula 01 filosofia mito, natureza e razãoElizeu Nascimento Silva
 
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e Aristóteles
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e  AristótelesFilosofia 02 - Sócrates, Platão e  Aristóteles
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e AristótelesDiego Bian Filo Moreira
 
1 introdução à reflexão filosofica
1 introdução à reflexão filosofica1 introdução à reflexão filosofica
1 introdução à reflexão filosoficaDaniele Rubim
 
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de HiponaAula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de HiponaLeandro Nazareth Souto
 
3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao 3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao Erica Frau
 
Aula de filosofia antiga, tema: Sofistas
Aula de filosofia antiga, tema: SofistasAula de filosofia antiga, tema: Sofistas
Aula de filosofia antiga, tema: SofistasLeandro Nazareth Souto
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaAlison Nunes
 

Mais procurados (20)

Sócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesSócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e Aristóteles
 
Aula 01 filosofia mito, natureza e razão
Aula 01   filosofia mito, natureza e razãoAula 01   filosofia mito, natureza e razão
Aula 01 filosofia mito, natureza e razão
 
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e Aristóteles
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e  AristótelesFilosofia 02 - Sócrates, Platão e  Aristóteles
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e Aristóteles
 
1 introdução à reflexão filosofica
1 introdução à reflexão filosofica1 introdução à reflexão filosofica
1 introdução à reflexão filosofica
 
Francis bacon
Francis baconFrancis bacon
Francis bacon
 
Aula 06 filosofia escolástica
Aula 06   filosofia escolásticaAula 06   filosofia escolástica
Aula 06 filosofia escolástica
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
Platão
PlatãoPlatão
Platão
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Filósofos Pré socráticos
Filósofos Pré socráticosFilósofos Pré socráticos
Filósofos Pré socráticos
 
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de HiponaAula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
 
3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao 3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
PLATÃO
PLATÃOPLATÃO
PLATÃO
 
Antropologia: conceitos basicos
 Antropologia: conceitos basicos Antropologia: conceitos basicos
Antropologia: conceitos basicos
 
Aula de filosofia antiga, tema: Sofistas
Aula de filosofia antiga, tema: SofistasAula de filosofia antiga, tema: Sofistas
Aula de filosofia antiga, tema: Sofistas
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
 
O que é filosofia
O que é filosofiaO que é filosofia
O que é filosofia
 
Schopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracionalSchopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracional
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
 

Destaque

Para que Filosofia - Introdução do livro Convite á Filosofia de Marilena Chauí
Para que Filosofia - Introdução do livro Convite á Filosofia de Marilena ChauíPara que Filosofia - Introdução do livro Convite á Filosofia de Marilena Chauí
Para que Filosofia - Introdução do livro Convite á Filosofia de Marilena ChauíContatonalua
 
Slide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiaSlide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiairanildespm
 
O nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaO nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaRaniery Braga
 
Origem e Nascimento da Filosofia
Origem e Nascimento da FilosofiaOrigem e Nascimento da Filosofia
Origem e Nascimento da FilosofiaLaguat
 
Chaui metodologia
Chaui metodologiaChaui metodologia
Chaui metodologiaMagila01
 
Para que filosofia capítulo 1 resenha chauí - atualizado
Para que filosofia   capítulo 1 resenha  chauí -  atualizadoPara que filosofia   capítulo 1 resenha  chauí -  atualizado
Para que filosofia capítulo 1 resenha chauí - atualizadoRita Gonçalves
 
A Origem Da Filosofia
A Origem Da FilosofiaA Origem Da Filosofia
A Origem Da FilosofiaJorge Miklos
 
Huberto Rohden - Lao-Tsé - Tao Te Ching
Huberto Rohden - Lao-Tsé - Tao Te ChingHuberto Rohden - Lao-Tsé - Tao Te Ching
Huberto Rohden - Lao-Tsé - Tao Te ChingUniversalismo Cultura
 
Nascimento da filosofia
Nascimento da filosofiaNascimento da filosofia
Nascimento da filosofiaFilazambuja
 

Destaque (20)

Aula O nascimento da filosofia 2015
Aula  O nascimento da filosofia 2015Aula  O nascimento da filosofia 2015
Aula O nascimento da filosofia 2015
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
 
Para que Filosofia - Introdução do livro Convite á Filosofia de Marilena Chauí
Para que Filosofia - Introdução do livro Convite á Filosofia de Marilena ChauíPara que Filosofia - Introdução do livro Convite á Filosofia de Marilena Chauí
Para que Filosofia - Introdução do livro Convite á Filosofia de Marilena Chauí
 
Slide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiaSlide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofia
 
Origem Da Filosofia
Origem Da FilosofiaOrigem Da Filosofia
Origem Da Filosofia
 
O nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaO nascimento da filosofia
O nascimento da filosofia
 
Origem e Nascimento da Filosofia
Origem e Nascimento da FilosofiaOrigem e Nascimento da Filosofia
Origem e Nascimento da Filosofia
 
filosofia
filosofiafilosofia
filosofia
 
Origem e divisão da filosofia
Origem e divisão da filosofiaOrigem e divisão da filosofia
Origem e divisão da filosofia
 
O nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaO nascimento da filosofia
O nascimento da filosofia
 
Chaui metodologia
Chaui metodologiaChaui metodologia
Chaui metodologia
 
Marilena chauí
Marilena chauíMarilena chauí
Marilena chauí
 
Aula Sociologia da educação
Aula Sociologia da educaçãoAula Sociologia da educação
Aula Sociologia da educação
 
A origem da filosofia
A origem da filosofia A origem da filosofia
A origem da filosofia
 
Para que filosofia capítulo 1 resenha chauí - atualizado
Para que filosofia   capítulo 1 resenha  chauí -  atualizadoPara que filosofia   capítulo 1 resenha  chauí -  atualizado
Para que filosofia capítulo 1 resenha chauí - atualizado
 
Apostila sociologia da educação fak
Apostila sociologia da educação   fakApostila sociologia da educação   fak
Apostila sociologia da educação fak
 
A Origem Da Filosofia
A Origem Da FilosofiaA Origem Da Filosofia
A Origem Da Filosofia
 
Huberto Rohden - Lao-Tsé - Tao Te Ching
Huberto Rohden - Lao-Tsé - Tao Te ChingHuberto Rohden - Lao-Tsé - Tao Te Ching
Huberto Rohden - Lao-Tsé - Tao Te Ching
 
O nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaO nascimento da filosofia
O nascimento da filosofia
 
Nascimento da filosofia
Nascimento da filosofiaNascimento da filosofia
Nascimento da filosofia
 

Semelhante a A Origem da Filosofia na Grécia Antiga

Aula de filosofia 1 ano i bimestre 2020
Aula de filosofia 1 ano   i bimestre 2020Aula de filosofia 1 ano   i bimestre 2020
Aula de filosofia 1 ano i bimestre 2020Paulo Alexandre
 
A origem e o nascimento da Filosofia e.pptx
A origem e o nascimento da Filosofia e.pptxA origem e o nascimento da Filosofia e.pptx
A origem e o nascimento da Filosofia e.pptxLaryssaMendes17
 
Filosofia Grécia
Filosofia GréciaFilosofia Grécia
Filosofia GréciaLuci Bonini
 
Filosofia da Educação
Filosofia da Educação  Filosofia da Educação
Filosofia da Educação unieubra
 
UA 3Platão sua vida e obra, com detalhes de sua vida
UA 3Platão sua vida e obra, com detalhes de sua vidaUA 3Platão sua vida e obra, com detalhes de sua vida
UA 3Platão sua vida e obra, com detalhes de sua vidaSavioPereira45
 
Aula 01 - Origens da Filosofia
Aula 01 - Origens da FilosofiaAula 01 - Origens da Filosofia
Aula 01 - Origens da FilosofiaWilliam Ananias
 
Histria da-psicologia
Histria da-psicologiaHistria da-psicologia
Histria da-psicologiathayro
 
FILOSOFIA 1°ANO.ppt
FILOSOFIA 1°ANO.pptFILOSOFIA 1°ANO.ppt
FILOSOFIA 1°ANO.pptcassio franca
 
Passagem do mito à filosofia
Passagem do mito à filosofiaPassagem do mito à filosofia
Passagem do mito à filosofiaPedro Almeida
 
Resumo aula de filosofia parte 1
Resumo aula de filosofia parte 1Resumo aula de filosofia parte 1
Resumo aula de filosofia parte 1Geraldo Batista
 
Filosofia das religiões aulas 1 e 2
Filosofia das religiões aulas 1 e 2Filosofia das religiões aulas 1 e 2
Filosofia das religiões aulas 1 e 2Keiler Vasconcelos
 
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.pptSilvio Gomes
 

Semelhante a A Origem da Filosofia na Grécia Antiga (20)

Aula de filosofia 1 ano i bimestre 2020
Aula de filosofia 1 ano   i bimestre 2020Aula de filosofia 1 ano   i bimestre 2020
Aula de filosofia 1 ano i bimestre 2020
 
A origem e o nascimento da Filosofia e.pptx
A origem e o nascimento da Filosofia e.pptxA origem e o nascimento da Filosofia e.pptx
A origem e o nascimento da Filosofia e.pptx
 
Capitulo 1 a origem da filosofia
Capitulo 1   a origem da filosofiaCapitulo 1   a origem da filosofia
Capitulo 1 a origem da filosofia
 
Filosofia suple
Filosofia supleFilosofia suple
Filosofia suple
 
Filosofia Grécia
Filosofia GréciaFilosofia Grécia
Filosofia Grécia
 
Filosofia da Educação
Filosofia da Educação  Filosofia da Educação
Filosofia da Educação
 
UA 3Platão sua vida e obra, com detalhes de sua vida
UA 3Platão sua vida e obra, com detalhes de sua vidaUA 3Platão sua vida e obra, com detalhes de sua vida
UA 3Platão sua vida e obra, com detalhes de sua vida
 
Aula 01 - Origens da Filosofia
Aula 01 - Origens da FilosofiaAula 01 - Origens da Filosofia
Aula 01 - Origens da Filosofia
 
Histria da-psicologia
Histria da-psicologiaHistria da-psicologia
Histria da-psicologia
 
2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia
 
FILOSOFIA 1°ANO.ppt
FILOSOFIA 1°ANO.pptFILOSOFIA 1°ANO.ppt
FILOSOFIA 1°ANO.ppt
 
Passagem do mito à filosofia
Passagem do mito à filosofiaPassagem do mito à filosofia
Passagem do mito à filosofia
 
Resumo aula de filosofia parte 1
Resumo aula de filosofia parte 1Resumo aula de filosofia parte 1
Resumo aula de filosofia parte 1
 
Filosofia das religiões aulas 1 e 2
Filosofia das religiões aulas 1 e 2Filosofia das religiões aulas 1 e 2
Filosofia das religiões aulas 1 e 2
 
FILOSOFIA_GERAL_OPTATIVA.ppt
FILOSOFIA_GERAL_OPTATIVA.pptFILOSOFIA_GERAL_OPTATIVA.ppt
FILOSOFIA_GERAL_OPTATIVA.ppt
 
Mito
MitoMito
Mito
 
Mito
MitoMito
Mito
 
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
 
Trabalho de filosofia 24 tp 555
Trabalho de filosofia 24 tp 555Trabalho de filosofia 24 tp 555
Trabalho de filosofia 24 tp 555
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 

Mais de Andreia Regina Moura Mendes

Aula O ofício do cientista social- relato de uma pesquisa
Aula O ofício do cientista social- relato de uma pesquisaAula O ofício do cientista social- relato de uma pesquisa
Aula O ofício do cientista social- relato de uma pesquisaAndreia Regina Moura Mendes
 
Módulo do curso de didática: A A função social da ensino
Módulo do curso de didática: A A função social da ensinoMódulo do curso de didática: A A função social da ensino
Módulo do curso de didática: A A função social da ensinoAndreia Regina Moura Mendes
 
Aula Os sete saberes necessários à educação do futuro
Aula Os sete saberes necessários à educação do futuroAula Os sete saberes necessários à educação do futuro
Aula Os sete saberes necessários à educação do futuroAndreia Regina Moura Mendes
 
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativasCibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativasAndreia Regina Moura Mendes
 
Avaliação e o trabalho com as TIC's: as novas competências do professor na ci...
Avaliação e o trabalho com as TIC's: as novas competências do professor na ci...Avaliação e o trabalho com as TIC's: as novas competências do professor na ci...
Avaliação e o trabalho com as TIC's: as novas competências do professor na ci...Andreia Regina Moura Mendes
 

Mais de Andreia Regina Moura Mendes (20)

Os deuses gregos e a origem dos mitos
 Os deuses gregos e a origem dos mitos Os deuses gregos e a origem dos mitos
Os deuses gregos e a origem dos mitos
 
Aula O ofício do cientista social- relato de uma pesquisa
Aula O ofício do cientista social- relato de uma pesquisaAula O ofício do cientista social- relato de uma pesquisa
Aula O ofício do cientista social- relato de uma pesquisa
 
Módulo do curso de didática: A A função social da ensino
Módulo do curso de didática: A A função social da ensinoMódulo do curso de didática: A A função social da ensino
Módulo do curso de didática: A A função social da ensino
 
Aula Os sete saberes necessários à educação do futuro
Aula Os sete saberes necessários à educação do futuroAula Os sete saberes necessários à educação do futuro
Aula Os sete saberes necessários à educação do futuro
 
Palestra Competências para a cibercultura
Palestra Competências para a ciberculturaPalestra Competências para a cibercultura
Palestra Competências para a cibercultura
 
Aula Para que serve a filosofia?
Aula  Para que serve a filosofia?Aula  Para que serve a filosofia?
Aula Para que serve a filosofia?
 
Cultura um conceito antropológico
Cultura  um conceito antropológicoCultura  um conceito antropológico
Cultura um conceito antropológico
 
Diferentes modos de se viver a paixão
Diferentes modos de se viver a paixãoDiferentes modos de se viver a paixão
Diferentes modos de se viver a paixão
 
Malhação do Judas: rito e identidade
Malhação do Judas: rito e identidadeMalhação do Judas: rito e identidade
Malhação do Judas: rito e identidade
 
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativasCibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
 
O que é pós moderno
O que é pós modernoO que é pós moderno
O que é pós moderno
 
O conhecimento
O conhecimentoO conhecimento
O conhecimento
 
Ciência com consciência
Ciência com consciênciaCiência com consciência
Ciência com consciência
 
Faces da história
Faces da históriaFaces da história
Faces da história
 
O que é etnocentrismo
O que é etnocentrismoO que é etnocentrismo
O que é etnocentrismo
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
 
Aprender antropologia
Aprender antropologiaAprender antropologia
Aprender antropologia
 
Avaliação e o trabalho com as TIC's: as novas competências do professor na ci...
Avaliação e o trabalho com as TIC's: as novas competências do professor na ci...Avaliação e o trabalho com as TIC's: as novas competências do professor na ci...
Avaliação e o trabalho com as TIC's: as novas competências do professor na ci...
 
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
 
Palestra antropologia visual
Palestra antropologia visual Palestra antropologia visual
Palestra antropologia visual
 

Último

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 

A Origem da Filosofia na Grécia Antiga

  • 1. A origem da filosofia PROFESSORA DOUTORA ANDREIA REGINA MOURA MENDES
  • 2. A palavra filosofia Origem grega. Composição: philos e sophia. Philo= amizade, amor fraterno e respeito entre iguais. Sophia= sabedoria. Filosofia= amizade pela sabedoria, amor e respeito pelo saber. Filósofo= ama a sabedoria, tem amizade pelo saber, deseja saber.  “estado de espírito, o da pessoa que ama, isto é, deseja o conhecimento, o estima, o procura e o respeita”. p.19
  • 3. Pitágoras • Considerado inventor da palavra filosofia. • Deus tem a sabedoria plena, mas os homens podem desejar e amar o saber tornando-se filósofos. • Metáfora dos jogos olímpicos: comerciantes, atletas e público. • O público é como o filósofo: contempla, avalia e julga. • O filósofo é movido pelo desejo de contemplar, julgar, avaliar as coisas, as ações e a vida.
  • 4. Pitágoras: 570- 495 a. C. • Para Pitágoras: O número é o regente das formas e ideias. • Tudo no universo se conforma às regras e relações matemáticas. • Se compreendemos o número e as relações matemáticas, compreendemos também a estrutura do cosmos. • A matemática é o modelo para o pensamento filosófico.
  • 5. Pensamento de Pitágoras •“Há geometria no som das cordas, há música no espaçamento das esferas”. •“A razão é imortal, todo o resto é mortal”.
  • 6. O teorema de Pitágoras em diferentes culturas
  • 7. A filosofia é grega  Aspiração ao conhecimento racional, lógico, sistemático da realidade natural e humana, da origem , causa e transformação do mundo, das ações humanas e do pensamento. É um fato grego por causa de suas características, formas de pensar e exprimir o pensamento, estabelecendo concepções sobre a realidade, o pensamento, a técnica, as ações.
  • 8. Outros povos, outras formas de saber  O princípio chinês doYin eYang. Yin: princípio feminino passivo, escuro, frio, úmido. Yang: princípio masculino ativo, luz, quente, seco. A combinação dos dois princípios formam todas as coisas, que são feitas de elementos opostos, da atividade masculina e passividade feminina.
  • 9. Yin eYang • Representam a fusão entre duas forças cósmicas numa só, conhecida como tai-chi. É simbolizado por um círculo dividido por uma linha curva em um lado escuro, yin, que representa a escuridão e a energia feminina, e um lado branco, que representa a luz e a energia masculina. Cada metade carrega a semente do outro, um ponto negro no lado branco e um ponto branco no lado negro. Sua interdependência significa o equilíbrio no movimento dos opostos. Simboliza o desejo do Tao de atingir o equilíbrio perfeito entre os princípios contrários. MALLON, 2009: 114.
  • 10. Sabedoria grega e chinesa sobre a natureza • Pitágoras: sistema de relações ou de proporções matemáticas que aparecem para os sentidos como qualidades contrárias. • “o pensamento alcança a realidade em sua estrutura matemática, enquanto nossos sentidos ou nossa percepção alcançam o modo como a estrutura matemática da Natureza aparece para nós, sob a forma de qualidades opostas”. p. 20. • Diferença entre o pensamento chinês e o pensamento grego: 1-Toma duas características próprias de alguns seres e define que todo o universo é feito das oposições de suas qualidades: princípio sexual. 2- Pitágoras faz distinção entre as qualidades sensoriais que nos aparecem e a estrutura invisível da natureza: princípio da matemática alcançado pela inteligência.
  • 11. Concluindo... • Filosofia é um modo de pensar e exprimir os pensamentos que surgiu entre os gregos e tornou-se a forma de pensamento no ocidente a partir da expansão do helenismo, do domínio romano sobre o mundo antigo e da cristianização da filosofia pela igreja medieval. • Os gregos estabeleceram as bases para a razão, a racionalidade, ciência, ética, política, técnica e arte. • O pensamento grego foi incorporado por diferentes povos em épocas distintas.
  • 12. O legado da filosofia grega para o Ocidente europeu • Em função da colonização europeia, partilhamos desse legado, mesmo que de maneira inferiorizada e colonizada. • 1- A natureza opera obedecendo a leis e princípios necessários e universais. Exemplo: Lei da gravitação. • 2- As leis necessárias da natureza podem ser conhecidas plenamente pelo pensamento. • 3- Nosso pensamento opera obedecendo a leis, regras e normas universais e necessárias. • 4- As práticas humanas dependem da vontade livre, deliberação, discussão, escolha passional ou racional. • 5- Os acontecimentos naturais e humanos são necessários e obedecem a leis naturais e leis humanas, podendo ser ainda contingentes e acidentais. • 6- Os seres humanos, por natureza, aspiram ao conhecimento verdadeiro, à felicidade e à justiça.
  • 13. Referência bibliográfica • CHAUÍ, Marilena. Convite à filosofia. 6ª ed. São Paulo: Ática, 1995. • KIM, Douglas (trad). O livro da filosofia. São Paulo: Globo, 2011. • MALLON, Brenda. Os símbolos místicos. Um guia completo para símbolos e sinais mágicos e sagrados. São Paulo: Larousse do Brasil, 2009.