SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 61
Baixar para ler offline
Filosofia da Educação
A origem, o nascimento e o
desenvolvimento da Filosofia
2
FILOSOFIA
O que é Filosofia?
– Sentido mais comum = ato de pensar.
– Sentido menos comum = saber viver com
sabedoria, de acordo com uma doutrina, com
uma Filosofia.
– Sentido mais específico = procurar e/ou
encontrar a verdade por meio de uma
atividade racional.
3
 Atribui-se ao filósofo grego Pitágoras
de Samos a invenção da palavra
Filosofia.
“Pitágoras teria afirmado que a
sabedoria plena e completa pertence
aos deuses, mas que os seres
humanos podem desejá-la ou amá-
la, tornando-se filósofos” (Chauí,
2003:25).
FILOSOFIA
4
 FILÓSOFO = o que ama ser sábio;
que é amigo do sábio ou tem
amizade pelo saber; deseja ser sábio.
(Chauí, 2003:25)
 FILOSOFAR = é criar, ter uma
atitude filosófica (busca pelo saber
diferente do senso comum,
questionando o óbvio).
FILOSOFIA
5
A atitude filosófica tem como
característica:
Dizer não ao pré-conceito aos pré-
juízos, ao que todo mundo pensa, ao
estabelecido.
Ser uma interrogação sobre o que são as
coisas, as idéias, os fatos, as situações, os
comportamentos, os valores, nós mesmos.
Indagações fundamentais da atitude
filosófica: O que é? Por que é? Como é?
FILOSOFIA
6
A face negativa e a face positiva da
atitude filosófica é chamada de
atitude crítica.
 A palavra crítica significa:
Capacidade de julgar, discernir e decidir
corretamente;Exame racional de todas
as coisas sem preconceito e sem pré-
julgamento;Atividade de examinar e
avaliar detalhadamente uma idéia,
um valor, um costume, um
comportamento, uma obra artística
ou científica.
FILOSOFIA
7
 Para que Filosofia?
 Muitos dizem que a Filosofia não serve para nada.
 Qual sua opinião?
 Nossa cultura costuma valorizar aquilo que tem
uma utilidade prática visível. A Filosofia, num
primeiro
momento não parece cumprir estes requisitos.
FILOSOFIA
8
FILOSOFIA
A Filosofia é a base do surgimento de
todas as ciências;
 Várias transformações no mundo
surgiram através do “pensar
filosófico”;
 Conforme Adorno: “só se põe a
filosofar quem suporta a
contradição, o conflito”.
9
 A Filosofia leva o ser humano à
reflexão, voltar a si mesmo.
 A reflexão filosófica = conhece-te a
ti mesmo. Busca a realidade interior
dos seres humanos.
FILOSOFIA
10
 As indagações filosóficas são sistêmicas.
 Um sistema é um conjunto de partes
que são inter-relacionadas,
interdependentes, interatuantes.
“No caso do pensamento, significa um
conjunto de idéias internamente
articuladas e relacionadas, graças a
princípios comuns ou a certas regras e
normas de argumentação e
demonstração que as ordenem e as
relacionam num todo coerente”
(Chauí, 2003:21).
FILOSOFIA
11
A Filosofia, como conhecimento
sistemático, é originária da Grécia,
há mais de 2.500 anos.
 É uma marca da civilização
ocidental.
 Os povos que não falavam grego
eram chamados de “bárbaros”.
FILOSOFIA
12
A filosofia é grega
“Filosofia é um modo de pensar e exprimir os
pensamentos que surgiu especificamente com os
gregos e que por razões históricas e políticas,
tornou-se depois o modo de pensar e de se
exprimir predominante da chamada cultura
européia ocidental da qual, em decorrência da
colonização portuguesa do Brasil, nós também
participamos” (p.21).
FILOSOFIA
13
FILOSOFIA
“Palavras como lógica, técnica, ética, política,
monarquia, anarquia, democracia, física, diálogo,
biologia, cronologia, gênese, genealogia, cirurgia,
ortopedia, pedagogia, farmácia, entre muitas
outras, são palavras gregas, para percebermos a
influência decisiva e predominante na filosofia
grega sobre a formação do pensamento e das
instituições das sociedades européias ocidentais”
(p.21).
14
FILOSOFIA
O legado da Filosofia
A idéia de que a Natureza opera
obedecendo a leis e princípios necessários e
universais, isto é, os mesmos em toda parte
em todos os tempos.
A idéia de que as leis necessárias e
universais da Natureza podem ser
plenamente conhecidas pelo nosso
pensamento.
15
FILOSOFIA
A idéia de que nosso pensamento também opera
obedecendo a leis, regras e normas universais e
necessárias, segundo as quais podemos distinguir o
verdadeiro do falso.
A idéia de que as práticas humanas, isto é, a
ação moral, a política, as técnicas e artes
dependem da vontade livre, da deliberação e da
discussão, da nossa escolha passional (ou
emocional), ou racional, de nossas preferências
segundo certos valores e padrões que foram
estabelecidos pelos próprios seres humanos e não
por imposições misteriosas e incompreensíveis,
que lhes teriam sido feitas por forças secretas,
invisíveis sejam elas divinas ou naturais, e
impossíveis de serem conhecidas.
16
FILOSOFIA
A idéia de que os acontecimentos naturais e humanos
são necessários, porque obedecem a leis naturais ou da
natureza humana, mas também podem ser contingentes
ou acidentais quando dependem das escolhas e
deliberações dos homens, em condições determinadas.
A idéia de que os seres humanos, por Natureza,
aspiram ao conhecimento verdadeiro, à felicidade, à
justiça, isto é, que os seres humanos não vivem nem
agem cegamente mas criam valores pelos quais dão
sentido às suas vidas e às suas ações.
17
 Os três maiores expoentes da
Filosofia grega:
 Sócrates
 Platão
 Aristóteles
FILOSOFIA
18
FILOSOFIA
O que perguntavam os primeiros filósofos?
Por que os seres nascem e morrem?
Por que tudo muda?
Por que a doença invade os corpos, rouba-lhes a
cor, a força?
Por que o que parecia uno se multiplica em
tantos outros?
Por que nada permanece idêntico a si mesmo?
Filosofia: oriental, revolução, ou mito?
19
FILOSOFIA
Condições históricas para o surgimento da
Filosofia
As viagens marítimas
A invenção do calendário
A invenção da moeda
O surgimento da vida urbana
A invenção da escrita alfabética
A invenção da política
20
FILOSOFIA
 Antecedentes
 Os pré-socráticos
Razão/tudo que existia
sempre existiu
Parmênides
ar
Anaxímenes
infinito
Anaximandro
água
Tales de Mileto
Foco/A origem de todas
as coisas
Filósofo
21
FILOSOFIA
átomos
Demócrito
partículas minúsculas
Anaxágoras
4 elementos: fogo, ar, água, terra
Empédocles
experiências sensoriais/constante
transformação
Heráclito
Foco/A origem de todas as
coisas
Filósofo
Os sofistas = céticos que se ocupavam com a questão do
ser humano e seu lugar na sociedade.
Protágoras = o ser humano é a medida de todas as
coisas.
22
FILOSOFIA
23
FILOSOFIA
Principais características da Filosofia nascente
Tendência à racionalidade.
Tendência a oferecer respostas conclusivas
para os problemas.
Exigência de que o pensamento apresente
suas regras de funcionamento.
Recusa de explicações preestabelecidas.
Tendência à generalização.
24
FILOSOFIA
Períodos da Filosofia
Pré socrático ou cosmológico – final do século VII
ao final do século V a.C., quando a Filosofia se ocupa
fundamentalmente com a origem do mundo e as
causas das transformações da natureza.
Socrático ou antropológico – final do século V e
todo o século IV a.C, quando a Filosofia investiga as
questões humanas, isto é, a ética, a política e
técnicas (em grego ântropos quer dizer homem, por
isso o período recebeu o nome de antropológico).
25
FILOSOFIA
Período sistemático – final do século IV ao final
do III a.C., quando a Filosofia busca reunir e
sistematizar tudo quanto foi pensado sobre a
cosmologia e a antropologia, interessando-se,
sobretudo, em mostrar que tudo pode ser objeto
do conhecimento filosófico desde que as leis do
pensamento e de suas demonstrações estejam
firmemente estabelecidas para oferecer os
critérios da verdade e da ciência.
26
FILOSOFIA
Período helenístico, ou greco-romano –
final do século III a.C., até o século VI d.C.
Nesse longo período, que já alcança Roma e
o pensamento dos primeiros padres da
Igreja, a Filosofia se ocupa, sobretudo, com
as questões da ética, do conhecimento
humano e das relações entre o Homem e a
Natureza e de ambos com Deus.
27
FILOSOFIA
 Sócrates:
Filósofo mais importante. Dedicou-se ao ensino da
Filosofia. Não deixou nada escrito. Teve suas
idéias divulgadas por Xenofonte e Platão. Se
indispôs com os poderosos sendo acusado de não
crer nos deuses e corromper a mocidade.Partia
do pressuposto “só sei que nada sei”. Seu
método: parte destrutiva – ironia (em grego
perguntar); segunda parte – maiêutica (parto =
dar a luz a novas idéias. Nem sempre tem
respostas para suas perguntas.
28
FILOSOFIA
Platão:
Fundou a escola denominada
Academia. Seu pensamento é
ilustrado pelo Mito da Caverna. A
Filosofia, a busca da verdade, liberta
o ser humano da caverna.
29
FILOSOFIA
Aristóteles:
Aluno de Platão. Seu pai era médico de
Filipe, rei da Macedônia. Foi professor de
Alexandre, filho de Filipe. Alexandre o
Grande (Magno). Em 340 a.C. funda em
Atenas o Liceu, assim chamado por ser
vizinho do templo de Apolo Lício.
Contribuiu para: ética, política, Física,
Lógica ...
30
FILOSOFIA
Filosofia na história
Filosofia antiga – do século VI a.C. ao século VI d.C.
Filosofia patrística – do século I ao século VII
Filosofia medieval – do século VIII ao século XIV
Filosofia da Renascença – do século XIV ao século XVI
Filosofia moderna – do século XVII a meados do século
XVIII
Filosofia da ilustração ou Iluminismo – meados do
século XVIII ao começo do século XIX
Filosofia contemporânea – meados do século XIX ao
período atual
31
FILOSOFIA
Aspectos da Filosofia contemporânea
História e progresso
As ciências e as técnicas
A cultura
Fim da Filosofia?
32
FILOSOFIA
 A Idade Média:
O centro é Deus
- Santo Agostinho: influenciado pelo
neoplatonismo (divisão entre alma e
corpo). O mal surge da desobediência
do ser humano. Existe um abismo
intransponível entre Deus e o mundo
porém, Deus teria escolhido alguns para
serem salvos. “Cristianizou” Platão
(deixou de ser uma ameaça para a
doutrina cristã).
33
FILOSOFIA
- São Tomaz de Aquino:conseguiu a
grande síntese (fusão) entre fé e o
conhecimento. “Cristianizou”
Aristóteles que, em sua filosofia,
pressupunha a existência de um
Deus.
34
FILOSOFIA
A Filosofia Moderna
O Renascimento:
O centro é o ser humano.
Visão naturalista = o ser humano é parte da
natureza e pode agir sobre ela através da
alquimia, da magia natural e da astrologia.
O trabalho começa a ser visto como algo
positivo.
A natureza deixa de ser “irmã” do ser humano
(São Francisco) e passa a ser sua “serva”.
35
FILOSOFIA
O Iluminismo (Esclarecimento):
O centro é a razão humana.
Tudo pode ser iluminado, esclarecido,
conhecido melhor por meio da razão
humana.
Pela razão, e só por ela, o ser humano
pode conquistar a liberdade e a
felicidade social e política.
Ser moderno é ser esclarecido.
36
FILOSOFIA
Filosofia Contemporânea:
É uma crítica ao racionalismo. O saber
não é um bem absoluto. O
conhecimento não é uma explicação
da realidade e sim uma
interpretação.
37
FILOSOFIA
ÉTICA
Origem da palavra =
Ethos = costume
Definição: parte da filosofia que se ocupa
com a reflexão a respeito das noções e
princípios que fundamentam a vida moral.
38
FILOSOFIA
MORAL
Origem da palavra =
Mos, moris = costume
Definição: conjunto de normas livre e
conscientemente adotadas que visam
organizar as relações das pessoas na sociedade
tendo em vista o bem e o mal.
39
FILOSOFIA
A Filosofia Moral ou a disciplina denominada
ética nasce quando se passa a indagar o que
são, de onde vêm e o que valem os costumes
e também quando se busca compreender o
caráter das pessoas, o senso moral e a
consciência moral individuais.
Costume = prática antiga e geral, comportamento,
procedimento.
40
FILOSOFIA
A ética surge com a Filosofia, com
Sócrates, Platão e Aristóteles.
Na Filosofia grego-romana: o foco da
ética e da virtude era na relação
cidadão/pólis.
41
FILOSOFIA
Na Filosofia da Idade Média: teria virtude
quem cumprisse a vontade de Deus.
Predominava a teologia moral fundada
na fé.
Na Filosofia moderna: o foco dos valores,
do bem/mal era fundamentado na
razão humana.
42
FILOSOFIA
Segundo Kant: “algo só pode ser bom
para alguém se puder ser bom para
todos os seres humanos”.
A questão da ética pressupõe a
convivência entre os indivíduos, caso
contrário, não haveria necessidade de
determinação de preceitos éticos e
morais.
43
FILOSOFIA
Termos presentes na discussão sobre Ética:
- Senso moral: a maneira como avaliamos
nossa situação e a de nossos semelhantes
segundo idéias como as de justiça e
injustiça.
Também a avaliação de nosso
comportamento segundo idéias como as
de certo e errado.
44
FILOSOFIA
- Consciência moral: é formada por nossas
dúvidas quanto à decisão a tomar, diante
de diversas situações enfrentadas. É a
avaliação de nossa conduta.
O Senso Moral e a Consciência Moral fazem
parte de nossa existência e são balizadores
de nossas ações, em relação aos outros
sujeitos.
45
FILOSOFIA
Juízo de fato: são os juízos emitidos em
relação ao que é constatado por nós.
Ex.: faz calor.
Juízo de valor: são juízos emitidos quando
interpretamos e avaliamos o
acontecimento.
Ex.: o calor é gostoso.
46
FILOSOFIA
Os constituintes do campo ético:
Agente livre = sujeito moral (ou pessoa
moral)
Valores e obrigações que formam a
conduta moral = virtudes
47
FILOSOFIA
O agente moral:
Só existe se:
- For consciente de si e dos outros;
- For dotado de vontade;
- For responsável;
- For livre.
48
FILOSOFIA
Os valores ou fins éticos:
Do ponto de vista dos valores, a ética
exprime a maneira como uma
cultura e uma sociedade definem
para si mesmas o que julgam ser o
mal e o vício, a violência e o crime, o
que consideram ser o bem e a
virtude.
Virtude = excelência, a realização perfeita de
um modo de ser.
49
FILOSOFIA
Os meios morais:
São outros elementos do campo ético,
junto com a pessoal moral e com os
valores morais.
São os meios para que o sujeito realize
os fins.
50
FILOSOFIA
Diante da constatação de que a ética
ocorre porque, apesar de indivíduos,
vivemos em sociedade é possível
existir uma ética para cada grupo,
dentro desta sociedade?
51
FILOSOFIA
52
FILOSOFIA
53
FILOSOFIA
54
FILOSOFIA
55
FILOSOFIA
56
FILOSOFIA
57
FILOSOFIA
58
FILOSOFIA
59
FILOSOFIA
60
FILOSOFIA
61
Bibliografia consultada
CHAUÍ, Marilena. Convite à
Filosofia. São Paulo: Ática, 1997.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a FILOSOFIA 1°ANO.ppt

Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIOTrabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIOFabiana Melo Sousa
 
Trabalho De Filosofia
Trabalho De FilosofiaTrabalho De Filosofia
Trabalho De Filosofiaguest3d04b3
 
Filo 2 trimestre larissa e monique 26
Filo 2 trimestre larissa e monique 26Filo 2 trimestre larissa e monique 26
Filo 2 trimestre larissa e monique 26Alexandre Misturini
 
Trabalho De Filosofia
Trabalho De FilosofiaTrabalho De Filosofia
Trabalho De Filosofiaguest3d04b3
 
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.Altair Moisés Aguilar
 
1.Filosofia e Filosofar
1.Filosofia e Filosofar1.Filosofia e Filosofar
1.Filosofia e FilosofarMaraCoelho27
 
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25Alexandre Misturini
 
Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1iranildespm
 
Slide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiaSlide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiairanildespm
 
Slides - Aula 02 - Sofistas e Sócrates.pdf
Slides - Aula 02 - Sofistas e Sócrates.pdfSlides - Aula 02 - Sofistas e Sócrates.pdf
Slides - Aula 02 - Sofistas e Sócrates.pdfNatan Baptista
 
Sócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesSócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesBruno Carrasco
 
O que é a Filosofia.pptx
O que é a Filosofia.pptxO que é a Filosofia.pptx
O que é a Filosofia.pptxTercioSantana2
 

Semelhante a FILOSOFIA 1°ANO.ppt (20)

Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIOTrabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
 
mcientifica.ppt
mcientifica.pptmcientifica.ppt
mcientifica.ppt
 
Trabalho De Filosofia
Trabalho De FilosofiaTrabalho De Filosofia
Trabalho De Filosofia
 
Filo 2 trimestre larissa e monique 26
Filo 2 trimestre larissa e monique 26Filo 2 trimestre larissa e monique 26
Filo 2 trimestre larissa e monique 26
 
Trabalho De Filosofia
Trabalho De FilosofiaTrabalho De Filosofia
Trabalho De Filosofia
 
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
 
Capitulo 1 a origem da filosofia
Capitulo 1   a origem da filosofiaCapitulo 1   a origem da filosofia
Capitulo 1 a origem da filosofia
 
O que é filosofia
O que é filosofiaO que é filosofia
O que é filosofia
 
O que é filosofia
O que é filosofiaO que é filosofia
O que é filosofia
 
1.Filosofia e Filosofar
1.Filosofia e Filosofar1.Filosofia e Filosofar
1.Filosofia e Filosofar
 
Filosofia 2
Filosofia 2Filosofia 2
Filosofia 2
 
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
 
Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1
 
Slide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiaSlide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofia
 
Origem da Filosofia
Origem da FilosofiaOrigem da Filosofia
Origem da Filosofia
 
Slides - Aula 02 - Sofistas e Sócrates.pdf
Slides - Aula 02 - Sofistas e Sócrates.pdfSlides - Aula 02 - Sofistas e Sócrates.pdf
Slides - Aula 02 - Sofistas e Sócrates.pdf
 
Sócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesSócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e Aristóteles
 
O que é a Filosofia.pptx
O que é a Filosofia.pptxO que é a Filosofia.pptx
O que é a Filosofia.pptx
 

FILOSOFIA 1°ANO.ppt

  • 1. Filosofia da Educação A origem, o nascimento e o desenvolvimento da Filosofia
  • 2. 2 FILOSOFIA O que é Filosofia? – Sentido mais comum = ato de pensar. – Sentido menos comum = saber viver com sabedoria, de acordo com uma doutrina, com uma Filosofia. – Sentido mais específico = procurar e/ou encontrar a verdade por meio de uma atividade racional.
  • 3. 3  Atribui-se ao filósofo grego Pitágoras de Samos a invenção da palavra Filosofia. “Pitágoras teria afirmado que a sabedoria plena e completa pertence aos deuses, mas que os seres humanos podem desejá-la ou amá- la, tornando-se filósofos” (Chauí, 2003:25). FILOSOFIA
  • 4. 4  FILÓSOFO = o que ama ser sábio; que é amigo do sábio ou tem amizade pelo saber; deseja ser sábio. (Chauí, 2003:25)  FILOSOFAR = é criar, ter uma atitude filosófica (busca pelo saber diferente do senso comum, questionando o óbvio). FILOSOFIA
  • 5. 5 A atitude filosófica tem como característica: Dizer não ao pré-conceito aos pré- juízos, ao que todo mundo pensa, ao estabelecido. Ser uma interrogação sobre o que são as coisas, as idéias, os fatos, as situações, os comportamentos, os valores, nós mesmos. Indagações fundamentais da atitude filosófica: O que é? Por que é? Como é? FILOSOFIA
  • 6. 6 A face negativa e a face positiva da atitude filosófica é chamada de atitude crítica.  A palavra crítica significa: Capacidade de julgar, discernir e decidir corretamente;Exame racional de todas as coisas sem preconceito e sem pré- julgamento;Atividade de examinar e avaliar detalhadamente uma idéia, um valor, um costume, um comportamento, uma obra artística ou científica. FILOSOFIA
  • 7. 7  Para que Filosofia?  Muitos dizem que a Filosofia não serve para nada.  Qual sua opinião?  Nossa cultura costuma valorizar aquilo que tem uma utilidade prática visível. A Filosofia, num primeiro momento não parece cumprir estes requisitos. FILOSOFIA
  • 8. 8 FILOSOFIA A Filosofia é a base do surgimento de todas as ciências;  Várias transformações no mundo surgiram através do “pensar filosófico”;  Conforme Adorno: “só se põe a filosofar quem suporta a contradição, o conflito”.
  • 9. 9  A Filosofia leva o ser humano à reflexão, voltar a si mesmo.  A reflexão filosófica = conhece-te a ti mesmo. Busca a realidade interior dos seres humanos. FILOSOFIA
  • 10. 10  As indagações filosóficas são sistêmicas.  Um sistema é um conjunto de partes que são inter-relacionadas, interdependentes, interatuantes. “No caso do pensamento, significa um conjunto de idéias internamente articuladas e relacionadas, graças a princípios comuns ou a certas regras e normas de argumentação e demonstração que as ordenem e as relacionam num todo coerente” (Chauí, 2003:21). FILOSOFIA
  • 11. 11 A Filosofia, como conhecimento sistemático, é originária da Grécia, há mais de 2.500 anos.  É uma marca da civilização ocidental.  Os povos que não falavam grego eram chamados de “bárbaros”. FILOSOFIA
  • 12. 12 A filosofia é grega “Filosofia é um modo de pensar e exprimir os pensamentos que surgiu especificamente com os gregos e que por razões históricas e políticas, tornou-se depois o modo de pensar e de se exprimir predominante da chamada cultura européia ocidental da qual, em decorrência da colonização portuguesa do Brasil, nós também participamos” (p.21). FILOSOFIA
  • 13. 13 FILOSOFIA “Palavras como lógica, técnica, ética, política, monarquia, anarquia, democracia, física, diálogo, biologia, cronologia, gênese, genealogia, cirurgia, ortopedia, pedagogia, farmácia, entre muitas outras, são palavras gregas, para percebermos a influência decisiva e predominante na filosofia grega sobre a formação do pensamento e das instituições das sociedades européias ocidentais” (p.21).
  • 14. 14 FILOSOFIA O legado da Filosofia A idéia de que a Natureza opera obedecendo a leis e princípios necessários e universais, isto é, os mesmos em toda parte em todos os tempos. A idéia de que as leis necessárias e universais da Natureza podem ser plenamente conhecidas pelo nosso pensamento.
  • 15. 15 FILOSOFIA A idéia de que nosso pensamento também opera obedecendo a leis, regras e normas universais e necessárias, segundo as quais podemos distinguir o verdadeiro do falso. A idéia de que as práticas humanas, isto é, a ação moral, a política, as técnicas e artes dependem da vontade livre, da deliberação e da discussão, da nossa escolha passional (ou emocional), ou racional, de nossas preferências segundo certos valores e padrões que foram estabelecidos pelos próprios seres humanos e não por imposições misteriosas e incompreensíveis, que lhes teriam sido feitas por forças secretas, invisíveis sejam elas divinas ou naturais, e impossíveis de serem conhecidas.
  • 16. 16 FILOSOFIA A idéia de que os acontecimentos naturais e humanos são necessários, porque obedecem a leis naturais ou da natureza humana, mas também podem ser contingentes ou acidentais quando dependem das escolhas e deliberações dos homens, em condições determinadas. A idéia de que os seres humanos, por Natureza, aspiram ao conhecimento verdadeiro, à felicidade, à justiça, isto é, que os seres humanos não vivem nem agem cegamente mas criam valores pelos quais dão sentido às suas vidas e às suas ações.
  • 17. 17  Os três maiores expoentes da Filosofia grega:  Sócrates  Platão  Aristóteles FILOSOFIA
  • 18. 18 FILOSOFIA O que perguntavam os primeiros filósofos? Por que os seres nascem e morrem? Por que tudo muda? Por que a doença invade os corpos, rouba-lhes a cor, a força? Por que o que parecia uno se multiplica em tantos outros? Por que nada permanece idêntico a si mesmo? Filosofia: oriental, revolução, ou mito?
  • 19. 19 FILOSOFIA Condições históricas para o surgimento da Filosofia As viagens marítimas A invenção do calendário A invenção da moeda O surgimento da vida urbana A invenção da escrita alfabética A invenção da política
  • 20. 20 FILOSOFIA  Antecedentes  Os pré-socráticos Razão/tudo que existia sempre existiu Parmênides ar Anaxímenes infinito Anaximandro água Tales de Mileto Foco/A origem de todas as coisas Filósofo
  • 21. 21 FILOSOFIA átomos Demócrito partículas minúsculas Anaxágoras 4 elementos: fogo, ar, água, terra Empédocles experiências sensoriais/constante transformação Heráclito Foco/A origem de todas as coisas Filósofo Os sofistas = céticos que se ocupavam com a questão do ser humano e seu lugar na sociedade. Protágoras = o ser humano é a medida de todas as coisas.
  • 23. 23 FILOSOFIA Principais características da Filosofia nascente Tendência à racionalidade. Tendência a oferecer respostas conclusivas para os problemas. Exigência de que o pensamento apresente suas regras de funcionamento. Recusa de explicações preestabelecidas. Tendência à generalização.
  • 24. 24 FILOSOFIA Períodos da Filosofia Pré socrático ou cosmológico – final do século VII ao final do século V a.C., quando a Filosofia se ocupa fundamentalmente com a origem do mundo e as causas das transformações da natureza. Socrático ou antropológico – final do século V e todo o século IV a.C, quando a Filosofia investiga as questões humanas, isto é, a ética, a política e técnicas (em grego ântropos quer dizer homem, por isso o período recebeu o nome de antropológico).
  • 25. 25 FILOSOFIA Período sistemático – final do século IV ao final do III a.C., quando a Filosofia busca reunir e sistematizar tudo quanto foi pensado sobre a cosmologia e a antropologia, interessando-se, sobretudo, em mostrar que tudo pode ser objeto do conhecimento filosófico desde que as leis do pensamento e de suas demonstrações estejam firmemente estabelecidas para oferecer os critérios da verdade e da ciência.
  • 26. 26 FILOSOFIA Período helenístico, ou greco-romano – final do século III a.C., até o século VI d.C. Nesse longo período, que já alcança Roma e o pensamento dos primeiros padres da Igreja, a Filosofia se ocupa, sobretudo, com as questões da ética, do conhecimento humano e das relações entre o Homem e a Natureza e de ambos com Deus.
  • 27. 27 FILOSOFIA  Sócrates: Filósofo mais importante. Dedicou-se ao ensino da Filosofia. Não deixou nada escrito. Teve suas idéias divulgadas por Xenofonte e Platão. Se indispôs com os poderosos sendo acusado de não crer nos deuses e corromper a mocidade.Partia do pressuposto “só sei que nada sei”. Seu método: parte destrutiva – ironia (em grego perguntar); segunda parte – maiêutica (parto = dar a luz a novas idéias. Nem sempre tem respostas para suas perguntas.
  • 28. 28 FILOSOFIA Platão: Fundou a escola denominada Academia. Seu pensamento é ilustrado pelo Mito da Caverna. A Filosofia, a busca da verdade, liberta o ser humano da caverna.
  • 29. 29 FILOSOFIA Aristóteles: Aluno de Platão. Seu pai era médico de Filipe, rei da Macedônia. Foi professor de Alexandre, filho de Filipe. Alexandre o Grande (Magno). Em 340 a.C. funda em Atenas o Liceu, assim chamado por ser vizinho do templo de Apolo Lício. Contribuiu para: ética, política, Física, Lógica ...
  • 30. 30 FILOSOFIA Filosofia na história Filosofia antiga – do século VI a.C. ao século VI d.C. Filosofia patrística – do século I ao século VII Filosofia medieval – do século VIII ao século XIV Filosofia da Renascença – do século XIV ao século XVI Filosofia moderna – do século XVII a meados do século XVIII Filosofia da ilustração ou Iluminismo – meados do século XVIII ao começo do século XIX Filosofia contemporânea – meados do século XIX ao período atual
  • 31. 31 FILOSOFIA Aspectos da Filosofia contemporânea História e progresso As ciências e as técnicas A cultura Fim da Filosofia?
  • 32. 32 FILOSOFIA  A Idade Média: O centro é Deus - Santo Agostinho: influenciado pelo neoplatonismo (divisão entre alma e corpo). O mal surge da desobediência do ser humano. Existe um abismo intransponível entre Deus e o mundo porém, Deus teria escolhido alguns para serem salvos. “Cristianizou” Platão (deixou de ser uma ameaça para a doutrina cristã).
  • 33. 33 FILOSOFIA - São Tomaz de Aquino:conseguiu a grande síntese (fusão) entre fé e o conhecimento. “Cristianizou” Aristóteles que, em sua filosofia, pressupunha a existência de um Deus.
  • 34. 34 FILOSOFIA A Filosofia Moderna O Renascimento: O centro é o ser humano. Visão naturalista = o ser humano é parte da natureza e pode agir sobre ela através da alquimia, da magia natural e da astrologia. O trabalho começa a ser visto como algo positivo. A natureza deixa de ser “irmã” do ser humano (São Francisco) e passa a ser sua “serva”.
  • 35. 35 FILOSOFIA O Iluminismo (Esclarecimento): O centro é a razão humana. Tudo pode ser iluminado, esclarecido, conhecido melhor por meio da razão humana. Pela razão, e só por ela, o ser humano pode conquistar a liberdade e a felicidade social e política. Ser moderno é ser esclarecido.
  • 36. 36 FILOSOFIA Filosofia Contemporânea: É uma crítica ao racionalismo. O saber não é um bem absoluto. O conhecimento não é uma explicação da realidade e sim uma interpretação.
  • 37. 37 FILOSOFIA ÉTICA Origem da palavra = Ethos = costume Definição: parte da filosofia que se ocupa com a reflexão a respeito das noções e princípios que fundamentam a vida moral.
  • 38. 38 FILOSOFIA MORAL Origem da palavra = Mos, moris = costume Definição: conjunto de normas livre e conscientemente adotadas que visam organizar as relações das pessoas na sociedade tendo em vista o bem e o mal.
  • 39. 39 FILOSOFIA A Filosofia Moral ou a disciplina denominada ética nasce quando se passa a indagar o que são, de onde vêm e o que valem os costumes e também quando se busca compreender o caráter das pessoas, o senso moral e a consciência moral individuais. Costume = prática antiga e geral, comportamento, procedimento.
  • 40. 40 FILOSOFIA A ética surge com a Filosofia, com Sócrates, Platão e Aristóteles. Na Filosofia grego-romana: o foco da ética e da virtude era na relação cidadão/pólis.
  • 41. 41 FILOSOFIA Na Filosofia da Idade Média: teria virtude quem cumprisse a vontade de Deus. Predominava a teologia moral fundada na fé. Na Filosofia moderna: o foco dos valores, do bem/mal era fundamentado na razão humana.
  • 42. 42 FILOSOFIA Segundo Kant: “algo só pode ser bom para alguém se puder ser bom para todos os seres humanos”. A questão da ética pressupõe a convivência entre os indivíduos, caso contrário, não haveria necessidade de determinação de preceitos éticos e morais.
  • 43. 43 FILOSOFIA Termos presentes na discussão sobre Ética: - Senso moral: a maneira como avaliamos nossa situação e a de nossos semelhantes segundo idéias como as de justiça e injustiça. Também a avaliação de nosso comportamento segundo idéias como as de certo e errado.
  • 44. 44 FILOSOFIA - Consciência moral: é formada por nossas dúvidas quanto à decisão a tomar, diante de diversas situações enfrentadas. É a avaliação de nossa conduta. O Senso Moral e a Consciência Moral fazem parte de nossa existência e são balizadores de nossas ações, em relação aos outros sujeitos.
  • 45. 45 FILOSOFIA Juízo de fato: são os juízos emitidos em relação ao que é constatado por nós. Ex.: faz calor. Juízo de valor: são juízos emitidos quando interpretamos e avaliamos o acontecimento. Ex.: o calor é gostoso.
  • 46. 46 FILOSOFIA Os constituintes do campo ético: Agente livre = sujeito moral (ou pessoa moral) Valores e obrigações que formam a conduta moral = virtudes
  • 47. 47 FILOSOFIA O agente moral: Só existe se: - For consciente de si e dos outros; - For dotado de vontade; - For responsável; - For livre.
  • 48. 48 FILOSOFIA Os valores ou fins éticos: Do ponto de vista dos valores, a ética exprime a maneira como uma cultura e uma sociedade definem para si mesmas o que julgam ser o mal e o vício, a violência e o crime, o que consideram ser o bem e a virtude. Virtude = excelência, a realização perfeita de um modo de ser.
  • 49. 49 FILOSOFIA Os meios morais: São outros elementos do campo ético, junto com a pessoal moral e com os valores morais. São os meios para que o sujeito realize os fins.
  • 50. 50 FILOSOFIA Diante da constatação de que a ética ocorre porque, apesar de indivíduos, vivemos em sociedade é possível existir uma ética para cada grupo, dentro desta sociedade?
  • 61. 61 Bibliografia consultada CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo: Ática, 1997.