Sistema digestivo

478 visualizações

Publicada em

O Sistema Digestivo

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
478
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema digestivo

  1. 1. SISTEMA DIGESTIVO
  2. 2. SISTEMA DIGESTIVO Os alimentos que comemos são substâncias muito complexas e que precisam de ser transformadas em substâncias mais simples – nutrientes - para depois serem utilizados pelas células do nosso organismo. O conjunto de órgãos que realizam essa tarefa é o SISTEMA DIGESTIVO. SISTEMA DIGESTIVO – É formado por: A-TUBO DIGESTIVO B–GLÂNDULAS ANEXAS (através do qual os (ajudam a transformar alimentos passam) os alimentos)
  3. 3. TUBO DIGESTIVO - Boca – Faringe – Esófago – Estômago – Intestino delgado – Intestino grosso e Ânus. GLÂNDULAS ANEXAS – Glândulas salivares – Fígado e Pâncreas. TUBO DIGESTIVO BOCA - Cavidade onde se encontram os dentes e a língua. Local onde os alimentos sofrem as primeiras transformações com a ajuda da língua, dentes e saliva. Incisivos - Cortam 1 – DENTES - Caninos – Rasgam Pré-molares - Amassam Molares – Trituram 2 – LÍNGUA – Órgão musculoso e móvel que ajuda a misturar os alimentos com a saliva.
  4. 4. MAIS INFORMAÇÃO Durante a sua vida, o Homem tem dois tipos de dentição: DENTIÇÃO DE LEITE – É composta por 20 dentes, onde os primeiros surgem por volta dos 6 meses, ficando completa aos 3 anos. • Quatro (4) Incisivos • Dois (2) Caninos • Quatro (4) Molares DENTIÇÃO DEFINITIVA – É composta por 32 dentes. • Quatro (4) Incisivos • Dois (2) Caninos • Quatro (4) Pré-molares • Seis (6) Molares faringe FARINGE - Cavidade afunilada que estabelece a ligação entre a boca e o esófago. esófago ESÓFAGO - Órgão em forma de tubo cilíndrico que se prolonga até ao estômago. ESTÔMAGO - Órgão constituído por paredes musculosas e com o formato de uma “gaita de foles”. Nas suas paredes existem numerosas glândulas que segregam o suco gástrico. Está ligado ao intestino delgado e ao esófago através de válvulas.
  5. 5. INTESTINO DELGADO - Tubo com cerca de 6 a 8 metros e que é constituído por numerosas dobras. Nas suas paredes existem glândulas intestinais. INTESTINO GROSSO -Tubo com um comprimento de cerca de 1,5 metros, mais largo que o intestino delgado, e que termina no ânus. GLÂNDULAS ANEXAS GLÂNDULAS SALIVARES - Estão localizadas na boca e segregam a saliva que vai ajudar a humedecer os alimentos. FÍGADO - É o maior órgão que temos e pesa cerca de 1,5 kg. Produz a bílis que fica armazenada na vesícula biliar. PÂNCREAS - É uma glândula alongada que está situada por baixo e atrás do estômago. Produz o suco pancreático.
  6. 6. TRANSFORMAÇÃO DOS ALIMENTOS É aqui, neste órgão do tubo digestivo, que os alimentos iniciam a longa viagem e se fazem as primeiras transformações com a ajuda dos dentes, da língua (transformações mecânicas) e da saliva (transformações químicas). Os dentes reduzem os alimentos a pequenos fragmentos mastigação. Ao mesmo tempo a língua mistura-os com a saliva – ensalivação. MASTIGAÇÃO – Ação exercida pelos dentes, transformando os alimentos em fragmentos mais pequenos. ENSALIVAÇÃO – Mistura dos alimentos, feita pela língua juntamente com a saliva que é produzida pelas glândulas salivares. RESUMO SALIVA ALIMENTOS LÍNGUA BOLO ALIMENTAR DENTES O produto final das transformações que têm lugar na boca – mastigação e ensalivação – é o Bolo Alimentar.
  7. 7. Depois de formado, na boca, o bolo alimentar, é empurrado pela língua para a faringe e esófago – Deglutição. DEGLUTIÇÃO – Passagem do bolo alimentar da boca para a faringe e de seguida para o esófago. ATENÇÃO – Quando alguns pedaços de bolo alimentar entram mal na laringe e traqueia provocam-nos a tosse. A progressão do bolo alimentar através do esófago vai sendo feita por força das contrações das paredes musculosas do esófago. Estas contrações são chamadas movimentos peristálticos, que vão levar o bolo alimentar até ao estômago. O Bolo alimentar quando chega ao estômago (órgão em forma de saco), permanece cerca de três horas. Durante esse tempo sofre transformações por ação do suco gástrico e dos movimentos peristálticos. Estes movimentos fazem com que o bolo alimentar se misture com o suco gástrico transformando-o em Quimo.
  8. 8. RESUMO SUCO GÁSTRICO BOLO ALIMENTAR MOVIMENTOS QUIMO PERISTÁLTICOS A ação conjunta do suco gástrico e dos movimentos peristálticos transformam o Bolo alimentar em Quimo. O intestino delgado é um órgão, do tubo digestivo, muito comprido (6 a 8 metros). Vamos então dividi-lo em duas partes: Na primeira parte (duodeno), o Quimo sofre a ação de três sucos: Bílis – segregada pelo fígado. Suco Pancreático – segregado pelo pâncreas. Suco Intestinal – segregado pelas glândulas intestinais que ficam nas paredes do intestino Por fim, devido às contrações (movimentos peristálticos), o Quimo é misturado com todos os sucos formando-se um líquido branco leitoso, chamado Quilo, formado por partículas muito simples, que já podem ser utilizadas pelas células.
  9. 9. RESUMO QUIMO • BÍLIS • SUCO PANCREÁTICO • SUCO INTESTINAL • MOVIMENTOS PERISTÁLTICOS QUILO Na segunda parte do intestino delgado, as substâncias alimentares, transformadas ao longo do tubo digestivo, passam para o sangue e para a linfa – dá-se a ABSORÇÃO. Esta passagem dá-se através das Vilosidades Intestinais (saliências em forma de dedo), situadas nas paredes internas do intestino. ABSORÇÃO – É a passagem dos produtos finais da digestão para o sangue e para a linfa NOTA - A maior parte da absorção dá-se no intestino delgado, embora ele possa ocorrer noutros órgãos. O caso da água começa logo a ser absorvida na boca.
  10. 10. Após a absorção, os diferentes nutrientes são conduzidos pelos vasos sanguíneos e vasos linfáticos a todas as células do organismo. Nas células as substâncias muito simples são transformadas noutras mais complexas, parecidas com as próprias células, que lhe servem de alimento e fornecem energia ao organismo – dá-se a ASSIMILAÇÃO. ASSIMILAÇÃO – Processo que consiste no aproveitamento dos nutrientes para: • Construção de novas células. • Obtenção de energia para a realização das atividades vitais DIGESTÃO – É o conjunto dos processos que permitem a transformação dos alimentos ao longo do tubo digestivo.
  11. 11. RESUMO ALIMENTOS DIGESTÃO SUBSTÂNCIAS SIMPLES SANGUE ABSORÇÃO LINFA ASSIMILAÇÃO CÉLULA A parte dos alimentos que não é absorvida passa para o intestino grosso. Aí permanecem durante algum tempo, ocorrendo a absorção da água ficando somente a parte sólida – fezes – que acabará por ser expulsa através do ânus. CONCLUSÃO Podemos concluir que a transformação dos alimentos passa por três etapas importantes: 1.DIGESTÃO 2.ABSORÇÃO 3.ASSIMILAÇÃO CUIDADOS COM O SISTEMA DIGESTIVO TUDO COMEÇA NA BOCA . . .
  12. 12. Uma boa higiene dentária é fundamental para a saúde do teu organismo. CUMPRE ESTAS REGRAS – ABRE A PORTA À SAÚDE !!
  13. 13. SISTEMA DIGESTIVO DE OUTROS ANIMAIS O sistema digestivo dos animais apresenta características particulares que estão relacionadas com o seu regime alimentar. Os animais podem ser: 1. CARNÍVOROS – Alimentam-se essencialmente da carne de outros animais. 2. HERBÍVOROS – Alimentam-se muito à base de plantas. 3. GRANÍVOROS – Alimentam-se de grãos. ANIMAIS CARNÍVOROS – São animais que comem pouca quantidade de alimentos, pois a carne é um alimento rico em nutrientes. Assim, a digestão é mais rápida e, por isso, têm um intestino mais curto. ANIMAIS HERBÍVOROS - São animais que comem grande quantidade de alimentos, uma vez que as plantas são pobres em nutrientes. Têm uma digestão lenta, com um intestino comprido, o que permite uma melhor absorção dos alimentos.
  14. 14. OS RUMINANTES Possuem o estômago composto dividido em quatro partes: PANÇA - BARRETE – FOLHOSO – COALHEIRA. 1.Depois de apanharem os alimentos, estes são engolidos sem serem mastigados, passam pelo esófago e armazenam-se na PANÇA, ficando aí durante algum tempo. 2.Quando os animais estão em repouso, os alimentos voltam à boca passando pelo BARRETE. 3.Na boca, depois de mastigados e ensalivados – Ruminação – os alimentos voltam ao estômago passando pelo FOLHOSO e COALHEIRA, onde sofrem a ação do suco digestivo. Passam depois para o intestino delgado onde se dá a absorção. Ruminação – Processo de mastigação e ensalivação dos alimentos quando estes voltam à boca.
  15. 15. AVES GRANÍVORAS – Possuem uma adaptação especial que é o esófago dilatado e que se chama PAPO. Têm um estômago composto formado por duas partes PROVENTRÍCULO e MOELA. Os grãos depois de serem apanhados pelo bico, vão directamente para o PAPO. Aí ficam durante algum tempo até serem amolecidos. Depois de amolecidos passam pelo esófago para o PROVENTRÍCULO onde são misturados com o suco gástrico. De seguida passam para a MOELA, onde com a ajuda da areia, que bicam, são triturados com a força das paredes musculosas da MOELA.

×