SlideShare uma empresa Scribd logo
Função excretora
FUNÇÃO EXCRETORA
“ ELIMINAÇÃO DOS PRODUTOS DA ATIVIDADE CELULAR”
Durante a atividade celular, em que se liberta a energia dos
alimentos, produzem-se novas substâncias: umas são úteis ao
organismo, outras são prejudiciais e têm de ser eliminadas. À
expulsão destas substâncias dá-se o nome de excreção.
Os produtos a eliminar do organismo são: dióxido de carbono,
suor e urina.
Assim a função excretora inclui os seguintes órgãos:
Os pulmões e as vias respiratórias eliminam a maior parte do
dióxido de carbono e vapor de água.
A pele liberta o suor.
O sistema urinário produz e expulsa a urina.
SISTEMA URINÁRIO
O sistema urinário tem como função produzir a urina nos rins e
enviá-la para o exterior.
SISTEMA URINÁRIO 1 – RINS
Rins
URETERES
2 – VIAS URINÁRIAS BEXIGA
URETRA
Ureteres
Bexiga
Uretra
1 – RINS São dois órgãos, em forma de feijão, situados na
cavidade abdominal de um e de outro lado da coluna vertebral.
2 – VIAS URINÁRIAS Levam a urina dos rins até ao exterior.
FUNÇÕES DOS ÓRGÃOS DO SISTEMA URINÁRIO
RINS São os órgãos responsáveis pela filtração de algumas
substâncias tóxicas, que juntamente com a água forma a urina.
NOTA – Os rins tem uma função purificadora e reguladora.
URETERES São dois tubos musculosos e elásticos que saem
dos rins e vão dar à bexiga para onde conduzem a urina.
BEXIGA Órgão de paredes musculosas e muito elásticas que
armazena a urina até esta ser expulsa.
URETRA Canal ligado à bexiga e que comunica com o exterior
do corpo humano, através do qual é feita a expulsão da urina.
FORMAÇÃO DA URINA
FORMAÇÃO DA URINA – No sangue acumulam-se substâncias
prejudiciais ao organismo e que vão ser eliminadas pelos rins. O
sangue arterial chega através das artérias renais, aí por um
processo de filtração ficam as substâncias nocivas que
juntamente com a água formam a urina, líquido amarelado,
constituído por ureia, ácido úrico e sais minerais.
Depois de formada é libertada para os ureteres que a conduzem
gota a gota para a bexiga e passado algum tempo é expulsa para o
exterior através da uretra.
CONSTITUIÇÃO DA URINA
A urina é um líquido amarelado com a seguinte constituição:
ÁGUA – 95%
UREIA – 2%
CLORETO DE SÓDIO – 1%
5% - OUTRAS SUBSTÂNCIAS – 2%
(Ácido úrico – amoníaco – sais de
cálcio – magnésio – potássio … )
A PELE
A pele que cobre todo o nosso corpo é um órgão elástico, flexível,
resistente e que realiza parte da função excretora.
A pele é constituída por:
1 – EPIDERME – Camada
exterior da pele, coberta
por células mortas que estão
em constante renovação uma
vez que são facilmente destruídas
pelas agressões do meio.
2 – DERME – Camada profunda da pele onde se encontram os
nervos, os vasos sanguíneos, as glândulas sudoríparas e as
glândulas sebáceas.
FORMAÇÃO DO SUOR
O suor é um líquido incolor que se forma nas glândulas
sudoríparas. Estas encontram-se envolvidas por vasos capilares,
que aí depositam parte da água com produtos residuais.
NOTA – O suor é eliminado para o exterior pelos poros da pele.
Esse processo ajuda a diminuir a temperatura do corpo e tem o
nome de transpiração.
CONSTITUIÇÃO DO SUOR
O suor é um líquido incolor e que tem a seguinte constituição:
ÁGUA – 98%
Sais minerais – 1%
(cloreto de sódio…)
2% Substâncias orgânicas – 1%
(ureia, gordura…)
NOTA – A pele permite:
A eliminação do suor
A respiração cutânea
A protecção contra as agressões do meio ambiente
A regulação da temperatura do corpo.
HIGIENE DO SISTEMA EXCRETOR
SISTEMA URINÁRIO
A PELE
IMPORTANTE
Actualmente existem técnicas que permitem às pessoas, cujos
rins deixaram de funcionar, levar uma vida perfeitamente normal,
graças à Hemodiálise e ao Transplante renal.
Hemodiálise – Processo que permite que uma máquina faça a
filtração do sangue e ele volte novamente ao corpo já purificado.
Transplante renal – Implantação de um rim saudável numa pessoa
cujos rins deixaram de funcionar.
CURIOSIDADES
O camelo e o dromedário podem permanecer sem beber
durante 15 dias, mas quando bebem ingerem cerca de 135
litros em 10 minutos.
Uma pessoa normal liberta cerca de 41000 litros de urina
durante toda a sua vida, o que daria para encher 8500
garrafões de 5 litros.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

RespiraçãO Celular
RespiraçãO CelularRespiraçãO Celular
RespiraçãO Celular
s1lv1alouro
 
Sistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a PeleSistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a Pele
Helena Borralho
 
Relatório dissecação do coração de porco
Relatório dissecação do coração de porcoRelatório dissecação do coração de porco
Relatório dissecação do coração de porco
Maria Freitas
 
Sistema Urinario
Sistema UrinarioSistema Urinario
Sistema Urinario
Andrea Lemos
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
Carlos Vieira
 
Sistema excretor (1)
Sistema excretor (1)Sistema excretor (1)
Sistema excretor (1)
professoraludmila
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
isabelalexandrapinto
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
César Milani
 
Sistema Excretor (Urinário) Humano
Sistema Excretor (Urinário) HumanoSistema Excretor (Urinário) Humano
Sistema Excretor (Urinário) Humano
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Unidade 7 sistema-excretor-
Unidade 7   sistema-excretor-Unidade 7   sistema-excretor-
Unidade 7 sistema-excretor-
Margarida Cardoso
 
A sociedade egípcia
A sociedade egípciaA sociedade egípcia
A sociedade egípcia
Carlos Vieira
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
Cláudia Moura
 
Romanos
RomanosRomanos
Romanos
cattonia
 
6º Ano Sistema Excretor
6º Ano Sistema Excretor6º Ano Sistema Excretor
6º Ano Sistema Excretor
s1lv1alouro
 
6ª aula sistema urinário
6ª aula sistema urinário6ª aula sistema urinário
6ª aula sistema urinário
Simone Alvarenga
 
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celular
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celularEliminação dos produtos resultantes da atividade celular
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celular
Margarida Catarro
 
1 9ºano o sangue
1 9ºano o sangue1 9ºano o sangue
1 9ºano o sangue
Maria Rocha R
 
Comércio à escala mundial
Comércio à escala mundialComércio à escala mundial
Comércio à escala mundial
Maria Gomes
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
Nuno Correia
 
Romanização blogue
Romanização blogueRomanização blogue
Romanização blogue
Vítor Santos
 

Mais procurados (20)

RespiraçãO Celular
RespiraçãO CelularRespiraçãO Celular
RespiraçãO Celular
 
Sistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a PeleSistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a Pele
 
Relatório dissecação do coração de porco
Relatório dissecação do coração de porcoRelatório dissecação do coração de porco
Relatório dissecação do coração de porco
 
Sistema Urinario
Sistema UrinarioSistema Urinario
Sistema Urinario
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
 
Sistema excretor (1)
Sistema excretor (1)Sistema excretor (1)
Sistema excretor (1)
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
Sistema Excretor (Urinário) Humano
Sistema Excretor (Urinário) HumanoSistema Excretor (Urinário) Humano
Sistema Excretor (Urinário) Humano
 
Unidade 7 sistema-excretor-
Unidade 7   sistema-excretor-Unidade 7   sistema-excretor-
Unidade 7 sistema-excretor-
 
A sociedade egípcia
A sociedade egípciaA sociedade egípcia
A sociedade egípcia
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
Romanos
RomanosRomanos
Romanos
 
6º Ano Sistema Excretor
6º Ano Sistema Excretor6º Ano Sistema Excretor
6º Ano Sistema Excretor
 
6ª aula sistema urinário
6ª aula sistema urinário6ª aula sistema urinário
6ª aula sistema urinário
 
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celular
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celularEliminação dos produtos resultantes da atividade celular
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celular
 
1 9ºano o sangue
1 9ºano o sangue1 9ºano o sangue
1 9ºano o sangue
 
Comércio à escala mundial
Comércio à escala mundialComércio à escala mundial
Comércio à escala mundial
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Romanização blogue
Romanização blogueRomanização blogue
Romanização blogue
 

Destaque

Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
Nuno Correia
 
Doenças Cardiovasculares
Doenças CardiovascularesDoenças Cardiovasculares
Doenças Cardiovasculares
CNProf
 
Transporte de Nutrientes e oxigénio até às células
Transporte de Nutrientes e oxigénio até às célulasTransporte de Nutrientes e oxigénio até às células
Transporte de Nutrientes e oxigénio até às células
Helena Borralho
 
Anatomia do coração
Anatomia do coraçãoAnatomia do coração
Anatomia do coração
Catir
 
Doenças Cardiovasculares
Doenças CardiovascularesDoenças Cardiovasculares
Doenças Cardiovasculares
Marisa Almeida
 
Sistema reprodutor
Sistema reprodutorSistema reprodutor
Sistema reprodutor
Joaquim André
 
Puberdade
PuberdadePuberdade
Puberdade
pedropereiraeu
 
Eliminação de produtos da actividade celular
Eliminação de produtos da actividade celularEliminação de produtos da actividade celular
Eliminação de produtos da actividade celular
Tânia Reis
 
Sistema cardiovascular a circulação
Sistema cardiovascular   a circulaçãoSistema cardiovascular   a circulação
Sistema cardiovascular a circulação
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Tipos De CirculaçãO
Tipos De CirculaçãOTipos De CirculaçãO
Tipos De CirculaçãO
s1lv1alouro
 
Cosmetologia da pele II: Envelhecimento Cutâneo
Cosmetologia da pele II: Envelhecimento CutâneoCosmetologia da pele II: Envelhecimento Cutâneo
Cosmetologia da pele II: Envelhecimento Cutâneo
Rodrigo Caixeta
 
Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesDoenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares
ap3bmachado
 
3º ano funcao excretora
3º ano funcao excretora3º ano funcao excretora
3º ano funcao excretora
Dark_Neox
 
Pele e anexos
Pele e anexosPele e anexos
Pele e anexos
kassiel
 
Respiracao Celular
Respiracao CelularRespiracao Celular
Respiracao Celular
Domingos Oliveira
 
Transporte De Nutrientes E OxigéNio Até àS CéLulas Sangue
Transporte De Nutrientes E OxigéNio Até àS CéLulas SangueTransporte De Nutrientes E OxigéNio Até àS CéLulas Sangue
Transporte De Nutrientes E OxigéNio Até àS CéLulas Sangue
Helena Borralho
 
O ciclo cardíaco
O ciclo cardíacoO ciclo cardíaco
O ciclo cardíaco
Catir
 
Educateca 3º ano desafios
Educateca 3º ano desafiosEducateca 3º ano desafios
Educateca 3º ano desafios
Sílvia Rocha
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Cláudia Moura
 

Destaque (20)

Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Doenças Cardiovasculares
Doenças CardiovascularesDoenças Cardiovasculares
Doenças Cardiovasculares
 
Transporte de Nutrientes e oxigénio até às células
Transporte de Nutrientes e oxigénio até às célulasTransporte de Nutrientes e oxigénio até às células
Transporte de Nutrientes e oxigénio até às células
 
Anatomia do coração
Anatomia do coraçãoAnatomia do coração
Anatomia do coração
 
Doenças Cardiovasculares
Doenças CardiovascularesDoenças Cardiovasculares
Doenças Cardiovasculares
 
Sistema reprodutor
Sistema reprodutorSistema reprodutor
Sistema reprodutor
 
Puberdade
PuberdadePuberdade
Puberdade
 
Eliminação de produtos da actividade celular
Eliminação de produtos da actividade celularEliminação de produtos da actividade celular
Eliminação de produtos da actividade celular
 
Sistema cardiovascular a circulação
Sistema cardiovascular   a circulaçãoSistema cardiovascular   a circulação
Sistema cardiovascular a circulação
 
Tipos De CirculaçãO
Tipos De CirculaçãOTipos De CirculaçãO
Tipos De CirculaçãO
 
Cosmetologia da pele II: Envelhecimento Cutâneo
Cosmetologia da pele II: Envelhecimento CutâneoCosmetologia da pele II: Envelhecimento Cutâneo
Cosmetologia da pele II: Envelhecimento Cutâneo
 
Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesDoenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares
 
3º ano funcao excretora
3º ano funcao excretora3º ano funcao excretora
3º ano funcao excretora
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
 
Pele e anexos
Pele e anexosPele e anexos
Pele e anexos
 
Respiracao Celular
Respiracao CelularRespiracao Celular
Respiracao Celular
 
Transporte De Nutrientes E OxigéNio Até àS CéLulas Sangue
Transporte De Nutrientes E OxigéNio Até àS CéLulas SangueTransporte De Nutrientes E OxigéNio Até àS CéLulas Sangue
Transporte De Nutrientes E OxigéNio Até àS CéLulas Sangue
 
O ciclo cardíaco
O ciclo cardíacoO ciclo cardíaco
O ciclo cardíaco
 
Educateca 3º ano desafios
Educateca 3º ano desafiosEducateca 3º ano desafios
Educateca 3º ano desafios
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 

Semelhante a Função excretora

Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
Lurdes Féria
 
8ano_sistema_excretor_humano.pdf
8ano_sistema_excretor_humano.pdf8ano_sistema_excretor_humano.pdf
8ano_sistema_excretor_humano.pdf
reginalima840842
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
António Machado
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
Francisca Pilar
 
SISTEMA URINÁRIO - ETI
SISTEMA URINÁRIO - ETISISTEMA URINÁRIO - ETI
SISTEMA URINÁRIO - ETI
Marcos Júnior
 
Eliminação de produtos da atividade celular
Eliminação de produtos da atividade celularEliminação de produtos da atividade celular
Eliminação de produtos da atividade celular
Carla Gomes
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
marcommendes
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
Cássyo Carvalho
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
guesta61019
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
Pelo Siro
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
Pelo Siro
 
Excreção2
Excreção2Excreção2
Excreção2
Andilica
 
Sistema Excretor
Sistema Excretor Sistema Excretor
Sistema Excretor
Rosa Pereira
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
mfatimacnunes
 
Excreção
ExcreçãoExcreção
Excreção
ExcreçãoExcreção
Excreção
Andilica
 
Sistema Excretor 8º ano
Sistema Excretor 8º anoSistema Excretor 8º ano
Sistema Excretor 8º ano
Carlos A Tristtao
 
Sistema excretor prof Ivanise Meyer
Sistema excretor prof Ivanise MeyerSistema excretor prof Ivanise Meyer
Sistema excretor prof Ivanise Meyer
Ivanise Meyer
 
Sistema excretor_05-11-20.pptx
Sistema excretor_05-11-20.pptxSistema excretor_05-11-20.pptx
Sistema excretor_05-11-20.pptx
MarcusBancilon1
 
Sistema Urinário
Sistema UrinárioSistema Urinário
Sistema Urinário
Margarida Pedro da Silva
 

Semelhante a Função excretora (20)

Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
8ano_sistema_excretor_humano.pdf
8ano_sistema_excretor_humano.pdf8ano_sistema_excretor_humano.pdf
8ano_sistema_excretor_humano.pdf
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
SISTEMA URINÁRIO - ETI
SISTEMA URINÁRIO - ETISISTEMA URINÁRIO - ETI
SISTEMA URINÁRIO - ETI
 
Eliminação de produtos da atividade celular
Eliminação de produtos da atividade celularEliminação de produtos da atividade celular
Eliminação de produtos da atividade celular
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Excreção2
Excreção2Excreção2
Excreção2
 
Sistema Excretor
Sistema Excretor Sistema Excretor
Sistema Excretor
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
 
Excreção
ExcreçãoExcreção
Excreção
 
Excreção
ExcreçãoExcreção
Excreção
 
Sistema Excretor 8º ano
Sistema Excretor 8º anoSistema Excretor 8º ano
Sistema Excretor 8º ano
 
Sistema excretor prof Ivanise Meyer
Sistema excretor prof Ivanise MeyerSistema excretor prof Ivanise Meyer
Sistema excretor prof Ivanise Meyer
 
Sistema excretor_05-11-20.pptx
Sistema excretor_05-11-20.pptxSistema excretor_05-11-20.pptx
Sistema excretor_05-11-20.pptx
 
Sistema Urinário
Sistema UrinárioSistema Urinário
Sistema Urinário
 

Mais de Joaquim André

Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Joaquim André
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Joaquim André
 
A importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivoA importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivo
Joaquim André
 
Fotossíntese
FotossínteseFotossíntese
Fotossíntese
Joaquim André
 
Trocas nutricionais
Trocas nutricionaisTrocas nutricionais
Trocas nutricionais
Joaquim André
 
Sistema digestivo
Sistema digestivoSistema digestivo
Sistema digestivo
Joaquim André
 
A Alimentação
A AlimentaçãoA Alimentação
A Alimentação
Joaquim André
 
Locomoção dos animais
Locomoção dos animaisLocomoção dos animais
Locomoção dos animais
Joaquim André
 
Poluição da agua
Poluição da aguaPoluição da agua
Poluição da agua
Joaquim André
 
Importância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivosImportância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivos
Joaquim André
 
Botânica
BotânicaBotânica
Botânica
Joaquim André
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
Joaquim André
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
Joaquim André
 
Classificação seres vivos
Classificação seres vivosClassificação seres vivos
Classificação seres vivos
Joaquim André
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
Joaquim André
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
Joaquim André
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
Joaquim André
 
Cn 5 ( plantas)
Cn   5 ( plantas)Cn   5 ( plantas)
Cn 5 ( plantas)
Joaquim André
 
C.n 5 - (plantas)
C.n   5 - (plantas)C.n   5 - (plantas)
C.n 5 - (plantas)
Joaquim André
 
C.n 5 - (plantas)
C.n   5 - (plantas)C.n   5 - (plantas)
C.n 5 - (plantas)
Joaquim André
 

Mais de Joaquim André (20)

Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
A importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivoA importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivo
 
Fotossíntese
FotossínteseFotossíntese
Fotossíntese
 
Trocas nutricionais
Trocas nutricionaisTrocas nutricionais
Trocas nutricionais
 
Sistema digestivo
Sistema digestivoSistema digestivo
Sistema digestivo
 
A Alimentação
A AlimentaçãoA Alimentação
A Alimentação
 
Locomoção dos animais
Locomoção dos animaisLocomoção dos animais
Locomoção dos animais
 
Poluição da agua
Poluição da aguaPoluição da agua
Poluição da agua
 
Importância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivosImportância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivos
 
Botânica
BotânicaBotânica
Botânica
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificação seres vivos
Classificação seres vivosClassificação seres vivos
Classificação seres vivos
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
 
Cn 5 ( plantas)
Cn   5 ( plantas)Cn   5 ( plantas)
Cn 5 ( plantas)
 
C.n 5 - (plantas)
C.n   5 - (plantas)C.n   5 - (plantas)
C.n 5 - (plantas)
 
C.n 5 - (plantas)
C.n   5 - (plantas)C.n   5 - (plantas)
C.n 5 - (plantas)
 

Último

Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
Estuda.com
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 

Função excretora

  • 2. FUNÇÃO EXCRETORA “ ELIMINAÇÃO DOS PRODUTOS DA ATIVIDADE CELULAR” Durante a atividade celular, em que se liberta a energia dos alimentos, produzem-se novas substâncias: umas são úteis ao organismo, outras são prejudiciais e têm de ser eliminadas. À expulsão destas substâncias dá-se o nome de excreção. Os produtos a eliminar do organismo são: dióxido de carbono, suor e urina.
  • 3. Assim a função excretora inclui os seguintes órgãos: Os pulmões e as vias respiratórias eliminam a maior parte do dióxido de carbono e vapor de água. A pele liberta o suor. O sistema urinário produz e expulsa a urina. SISTEMA URINÁRIO O sistema urinário tem como função produzir a urina nos rins e enviá-la para o exterior. SISTEMA URINÁRIO 1 – RINS Rins URETERES 2 – VIAS URINÁRIAS BEXIGA URETRA Ureteres Bexiga Uretra 1 – RINS São dois órgãos, em forma de feijão, situados na cavidade abdominal de um e de outro lado da coluna vertebral. 2 – VIAS URINÁRIAS Levam a urina dos rins até ao exterior.
  • 4. FUNÇÕES DOS ÓRGÃOS DO SISTEMA URINÁRIO RINS São os órgãos responsáveis pela filtração de algumas substâncias tóxicas, que juntamente com a água forma a urina. NOTA – Os rins tem uma função purificadora e reguladora. URETERES São dois tubos musculosos e elásticos que saem dos rins e vão dar à bexiga para onde conduzem a urina. BEXIGA Órgão de paredes musculosas e muito elásticas que armazena a urina até esta ser expulsa. URETRA Canal ligado à bexiga e que comunica com o exterior do corpo humano, através do qual é feita a expulsão da urina. FORMAÇÃO DA URINA FORMAÇÃO DA URINA – No sangue acumulam-se substâncias prejudiciais ao organismo e que vão ser eliminadas pelos rins. O
  • 5. sangue arterial chega através das artérias renais, aí por um processo de filtração ficam as substâncias nocivas que juntamente com a água formam a urina, líquido amarelado, constituído por ureia, ácido úrico e sais minerais. Depois de formada é libertada para os ureteres que a conduzem gota a gota para a bexiga e passado algum tempo é expulsa para o exterior através da uretra. CONSTITUIÇÃO DA URINA A urina é um líquido amarelado com a seguinte constituição: ÁGUA – 95% UREIA – 2% CLORETO DE SÓDIO – 1% 5% - OUTRAS SUBSTÂNCIAS – 2% (Ácido úrico – amoníaco – sais de cálcio – magnésio – potássio … ) A PELE A pele que cobre todo o nosso corpo é um órgão elástico, flexível, resistente e que realiza parte da função excretora.
  • 6. A pele é constituída por: 1 – EPIDERME – Camada exterior da pele, coberta por células mortas que estão em constante renovação uma vez que são facilmente destruídas pelas agressões do meio. 2 – DERME – Camada profunda da pele onde se encontram os nervos, os vasos sanguíneos, as glândulas sudoríparas e as glândulas sebáceas. FORMAÇÃO DO SUOR O suor é um líquido incolor que se forma nas glândulas sudoríparas. Estas encontram-se envolvidas por vasos capilares, que aí depositam parte da água com produtos residuais. NOTA – O suor é eliminado para o exterior pelos poros da pele. Esse processo ajuda a diminuir a temperatura do corpo e tem o nome de transpiração. CONSTITUIÇÃO DO SUOR O suor é um líquido incolor e que tem a seguinte constituição: ÁGUA – 98% Sais minerais – 1% (cloreto de sódio…) 2% Substâncias orgânicas – 1% (ureia, gordura…)
  • 7. NOTA – A pele permite: A eliminação do suor A respiração cutânea A protecção contra as agressões do meio ambiente A regulação da temperatura do corpo. HIGIENE DO SISTEMA EXCRETOR SISTEMA URINÁRIO A PELE
  • 8. IMPORTANTE Actualmente existem técnicas que permitem às pessoas, cujos rins deixaram de funcionar, levar uma vida perfeitamente normal, graças à Hemodiálise e ao Transplante renal. Hemodiálise – Processo que permite que uma máquina faça a filtração do sangue e ele volte novamente ao corpo já purificado. Transplante renal – Implantação de um rim saudável numa pessoa cujos rins deixaram de funcionar. CURIOSIDADES O camelo e o dromedário podem permanecer sem beber durante 15 dias, mas quando bebem ingerem cerca de 135 litros em 10 minutos. Uma pessoa normal liberta cerca de 41000 litros de urina durante toda a sua vida, o que daria para encher 8500 garrafões de 5 litros.