SlideShare uma empresa Scribd logo
SANGUE – FLUXO DE VIDA
Além da circulação do ar, os organismos vivos necessitam
também da circulação do sangue.
O sangue é um tecido líquido viscoso, de cor avermelhada que
circula no interior dos vasos sanguíneos. O sangue é constituído
essencialmente por um líquido incolor chamado plasma e células
sanguíneas – glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.
SANGUE
CÉLULAS SANGUÍNEAS PLASMA
GLÓBULOS GLÓBULOS PLAQUETAS
VERMELHOS BRANCOS
Glóbulos vermelhos
PLASMA – É um líquido amarelado que
ocupa a maior parte do volume do sangue.
É composto por água (90%), minerais e
outras substâncias.
GLÓBULOS VERMELHOS OU HEMÁCIAS – São células simples, em
forma de disco achatado no centro e sem núcleo. No centro
possuem uma substância, a hemoglobina, que é responsável pela
cor vermelha do sangue. São as células mais abundantes, cerca de
5000000 por cada mm3.
NOTA - A diminuição de
glóbulos vermelhos faz
com que o oxigénio não
chegue às células, o que
torna o organismo mais
fraco fazendo aparecer a
ANEMIA.
GLÓBULOS BRANCOS OU LEUCÓCITOS – São células com núcleo
que pode apresentar várias formas. São em menor número que os
glóbulos vermelhos, cerca de 7500 por mm3
NOTA - A falta de
glóbulos brancos significa
que o organismo fica com
menos defesas por isso
mais sujeito a apanhar
infecções.
IMPORTANTE - Uma das causas da diminuição dos glóbulos
brancos (leucócitos) é o aparecimento do VÍRUS DA SIDA. Este
vírus instala-se nos glóbulos brancos causando a sua destruição.
Então, sem glóbulos brancos o organismo fica sem defesas e
sujeito a todas as infecções.
PLAQUETAS – São pequenos fragmentos de células de muito
reduzida dimensão e sem núcleo. Existem cerca de 300000 por
mm3.
FUNÇÕES DO SANGUE
Transporte Nutrientes – Oxigénio -
FUNÇÕES D. Carbono – Água -
DO SANGUE Outros resíduos
Defesa
PLASMA - O plasma transporta os nutrientes, provenientes da
digestão, até às células, bem como as impurezas resultantes do
trabalho celular que têm de ser eliminadas, principalmente o
dióxido de carbono.
GLÓBULOS VERMELHOS (HEMÁCIAS)
– A sua principal função é o transporte
do oxigénio dos pulmões até às células.
Transportam ainda algum dióxido de
carbono das células até aos pulmões.
Dependendo da quantidade de oxigénio e dióxido de carbono que
os glóbulos vermelhos transportam podemos considerar dois
tipos de sangue:
A – Sangue venoso – Rico em dióxido carbono e
com uma cor vermelho escura.
B – Sangue arterial – Rico em oxigénio e com
uma cor vermelho viva.
GLÓBULOS BRANCOS (LEUCÓCITOS) –
O papel dos glóbulos brancos é defender
e limpar o nosso organismo. Esta defesa
pode realizar-se de duas formas:
A- Produzir substâncias (anticorpos) que tornem inactivos os
micróbios invasores.
B- Envolver os micróbios invasores para os destruir.
Nesta fase, sempre que os micróbios se instalam na ferida, os
glóbulos brancos (leucócitos) atravessam as paredes dos
capilares sanguíneos (diapedese) (A). Em seguida, aproximam-se
dos micróbios invasores (B), envolvem-nos (C) e destroem-nos
(fagocitose). (D)
PLAQUETAS SANGUÍNEAS – Desempenham um papel
importante na coagulação do sangue, parando as hemorragias.
Sempre que há um ferimento, as plaquetas dirigem-se para o
local, formando um coágulo que impede o sangue de sair.
RESUMO –O sangue desempenha funções de:
1.Transporte de substâncias.
(plasma e glóbulos vermelhos)
2.Defesa do organismo em relação
aos micróbios.
(glóbulos brancos)
3.Defesa do organismo evitando
hemorragias.
(plaquetas sanguíneas)
TECNOLOGIAS DE ESTUDO DO SISTEMA CIRCULATÓRIO
1 – ECOCARDIOGRAFIA – Técnica que permite observar as várias
estruturas do coração através da utilização de ondas de som.
Permite ainda observar a abertura, o fecho das válvulas, a forma
e o tamanho do coração.
2 – ELECTROCARDIOGRAMA – Aparelho que permite estudar o
funcionamento do coração, por exemplo, saber se há alterações
do ritmo do batimento cardíaco.
3 – ANGIOGRAFIA – Permite estudar
dilatações, bloqueios, ou outras anomalias
na estrutura dos vasos sanguíneos.
SISTEMA CIRCULATÓRIO
O SISTEMA CIRCULATÓRIO é constituído por:
1 – CORAÇÃO
2 – VASOS SANGUÍNEOS
O Sistema Circulatório tem por função:
Transportar o oxigénio e os nutrientes até às células.
Transportar o dióxido de carbono, vapor de água e outros
resíduos das células até ao exterior do organismo.
1 – CORAÇÃO
Está situado na cavidade torácica
entre os pulmões.
Tem cor avermelhada.
É do tamanho de uma mão fechada.
Pesa cerca de 300 gramas.
É um órgão musculoso que funciona como “bomba” para
impulsionar o sangue para o corpo.
Está revestido por uma membrana chamada pericárdio.
É formado por quatro cavidades.
Duas aurículas Dois ventrículos
(Esquerda-Direita) (Esquerdo-Direito)
NOTA - As paredes das aurículas são mais finas do que as dos
ventrículos, especialmente do ventrículo esquerdo pois é ele que
bombeia o sangue para todas as partes do corpo.
CONSTITUIÇÃO DO CORAÇÃO
CIRCULAÇÃO DO SANGUE
Para que haja uma boa circulação, as
cavidades comunicam entre si através
das válvulas (cardíacas e sigmóides)
que só deixam circular o sangue num
sentido.
ENTÃO
Da aurícula esquerda o sangue só passa para o ventrículo
esquerdo.
Da aurícula direita o sangue só passa para o ventrículo
direito.
O sangue nunca pode passar entre as duas aurículas nem
entre os dois ventrículos. Não há qualquer comunicação
entre a parte esquerda e a parte direita, uma vez que se
encontram separadas pelo septo (divisória muscular).
Do lado esquerdo do coração circula sangue vermelho vivo,
rico em oxigénio – sangue arterial.
Do lado direito do coração circula sangue vermelho escuro,
rico em dióxido de carbono – sangue venoso.
2- VASOS SANGUINEOS
Existem três tipos de vasos sanguíneos:
A – ARTÉRIAS
B – VEIAS ARTERIAIS
C – VASOS CAPILARES
VENOSOS
ARTÉRIAS – São vasos sanguíneos de paredes
espessas, musculosas e elásticas que saem do
coração e levam o sangue a todos os órgãos do
corpo.
VEIAS – São vasos sanguíneos de
paredes elásticas (embora menos que as artérias)
e finas que conduzem o sangue dos órgãos até ao
coração.
VASOS CAPILARES – São vasos microscópicos
de paredes muito finas, que resultam da
divisão sucessiva das artérias. Irrigam todos
os órgãos e fazem a comunicação das artérias com as veias.
CIRCULAÇÃO DO SANGUE
O coração, ao colocar o sangue em movimento, realiza,
alternadamente, dois tipos de movimentos: um de dilatação
chamado diástole, durante o qual se enche de sangue, e outro de
contracção – sístole -, durante o qual expulsa o sangue para os
ventrículos e as artérias.
O mecanismo ocorre da seguinte forma:
Sístole auricular – É fase durante a qual o sangue passa das
aurículas para os ventrículos.
Sístole ventricular – É a fase durante a qual o sangue que
está nos ventrículos (e que não pode voltar para as aurículas
porque as válvulas se fecharam) sai pelas artérias.
Diástole – Pode dizer-se que é a fase em que o coração
“descansa”, esperando a chegada do sangue que o irá encher, ou
seja, depois dos períodos de contracção das aurículas e dos
ventrículos, segue-se um período de relaxamento.
Durante a circulação sanguínea o sangue realiza dois movimentos:
1 – GRANDE CIRCULAÇÃO
2 – PEQUENA CIRCULAÇÃO
GRANDE CIRCULAÇÃO
Todas as partes do organismo dependem da
circulação contínua do sangue. Artéria Aorta
Assim: Veia Cava Superior
O sangue sai do A. Esqª
ventrículo esquerdo – sangue A. Direita
arterial (rico em oxigénio) – V.Esqº
através da artéria aorta. Esta V. Direito
ramifica-se em vasos mais finos Veia Cava Inferior
– capilares – que fazem com que
o sangue chegue até às células.
Nas células fica o oxigénio e
substâncias nutritivas e regressa
– sangue venoso (rico em Fígado Intestino
dióxido de carbono) e outras
impurezas, que é conduzido
pelos capilares até às Vasos Capilares
veias cavas (superiores e inferiores), entrando no coração na
aurícula direita.
RESUMO – O sangue arterial sai do ventrículo esquerdo pela
artéria aorta, vai às células onde se transforma em sangue
venoso e regressa ao coração, pelas veias, para a aurícula direita.
PEQUENA CIRCULAÇÃO Pulmões
O sangue depois de entrar no
coração, pela aurícula direita –
sangue venoso (rico em dióxido
de carbono) – vai para o ventrículo
direito, que por sua vez o vai Artéria Pulmonar Veia Pulmonar
lançar na artéria pulmonar que
o conduz aos pulmões. Aí, o
sangue, devido à hematose,
transforma-se em sangue arterial A. Esqª
(rico em oxigénio). Regressa ao
coração, para a aurícula esquerda, A. Direita
através das veias pulmonares.
V. Direito V.Esqº
RESUMO – O sangue venoso sai do ventrículo direito, pela artéria
pulmonar, vai aos pulmões, onde se transforma em sangue
arterial, regressando ao coração, para a aurícula direita, através
das veias pulmonares.
CUIDADOS COM O SISTEMA CIRCULATÓRIO
Hoje em dia, as doenças cardiovasculares constituem a principal
causa de morte. São, em geral, graves, como é o caso do enfarte
do miocárdio, da trombose, das hemorragias, da aterosclerose e
dos Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC).
Para isso é necessário tomar alguns cuidados:
OS GRUPOS SANGUÍNEOS
Em caso de perda de sangue ou da sua destruição causada por
alguma doença, recorre-se à transfusão sanguínea.
Sempre que é preciso uma transfusão sanguínea, o sangue do
dador e o do receptor têm de ser compatíveis.
O sangue das pessoas está classificado em quatro tipos:
A B AB O
O esquema seguinte representa quem dá e quem pode receber
sangue, conforme o tipo:
CURIOSIDADES
Se uníssemos todos os capilares sanguíneos, estes atingiriam
96000 km. Deste modo, os capilares sanguíneos dariam a
volta ao mundo duas vezes e meia.
Todos os dias o sangue passa mais de 1000 vezes pelo
coração.
Em cada segundo morrem cerca de 10 milhões de hemácias.
Contudo, cada célula sanguínea já terá dado 172000 voltas
completas ao sistema circulatório antes de morrer.
UTILIZAÇÃO DE NUTRIENTES NA PRODUÇÃO DE
ENERGIA
O organismo dos seres vivos tem necessidade de energia para
crescer, manter a sua temperatura interna, deslocar-se, efetuar
qualquer atividade e realizar as suas funções vitais.
As células recebem os nutrientes e o oxigénio através do sangue
(função circulatória). Os nutrientes passam das vilosidades
intestinais para sangue (função digestiva) e o oxigénio dos
alvéolos pulmonares para o sangue (função respiratória), que os
leva a todas as células. O sangue também transporta as
substâncias eliminadas pelas células, como o dióxido de carbono e
vapor de água.
RESPIRAÇÃO CELULAR – Processo que ocorre nas células e
onde, na presença do oxigénio, se dão reações químicas que
permitem a libertação da energia contida nos nutrientes.
Contribuem para a respiração celular três funções importantes:
 FUNÇÃO DIGESTIVA
 FUNÇÃO RESPIRATÓRIA
 FUNÇÃO CIRCULATÓRIA
RELAÇÃO ENTRE A ATIVIDADE FÍSICA E O
CONSUMO DE NUTRIENTES
NOTA
Quanto mais intensa for a atividade física de uma pessoa mais
energia é dispendida, e maior é o consumo de alimento e oxigénio
ao nível do organismo.
Por isso, a alimentação deverá ser adequada ao tipo de atividade
diária de cada pessoa, à sua duração e à sua intensidade.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema Circulatório
Sistema CirculatórioSistema Circulatório
Sistema Circulatório
Ricardo Oliveira
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
bandeiraneidi
 
Sistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humanaSistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humana
Marília Gomes
 
Sistema Circulatório....
Sistema Circulatório....Sistema Circulatório....
Sistema Circulatório....
Gabriela Bruno
 
Sistema Cardio-Respiratório
Sistema Cardio-RespiratórioSistema Cardio-Respiratório
Sistema Cardio-Respiratório
Gabriela Bruno
 
SISTEMA RESPIRATÓRIO
SISTEMA RESPIRATÓRIOSISTEMA RESPIRATÓRIO
SISTEMA RESPIRATÓRIO
Alexssander Gonçalves de Lima
 
Aula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio andAula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio and
91271579
 
Sistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aulaSistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aula
Fabiano Reis
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Hamilton Nobrega
 
Sistema circulatorio slides da aula
Sistema circulatorio slides da aulaSistema circulatorio slides da aula
Sistema circulatorio slides da aula
Fabiano Reis
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Cláudia Moura
 
Sistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humanaSistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humana
Marília Gomes
 
Sistema Cardiovascular
Sistema CardiovascularSistema Cardiovascular
Sistema Cardiovascular
Carlos Antunes
 
Anatomia e fisiologia humana
Anatomia e fisiologia humanaAnatomia e fisiologia humana
Anatomia e fisiologia humana
Jorge Santos
 
Sistema sensorial humano
Sistema sensorial humanoSistema sensorial humano
Sistema sensorial humano
Elisa Margarita Orlandi
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
Lara Cardoso
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Tânia Reis
 
Sangue
SangueSangue
Sangue
Sofia Mendes
 
Sistema Excretor (Urinário) Humano
Sistema Excretor (Urinário) HumanoSistema Excretor (Urinário) Humano
Sistema Excretor (Urinário) Humano
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Sistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRioSistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRio
Helena Borralho
 

Mais procurados (20)

Sistema Circulatório
Sistema CirculatórioSistema Circulatório
Sistema Circulatório
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Sistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humanaSistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humana
 
Sistema Circulatório....
Sistema Circulatório....Sistema Circulatório....
Sistema Circulatório....
 
Sistema Cardio-Respiratório
Sistema Cardio-RespiratórioSistema Cardio-Respiratório
Sistema Cardio-Respiratório
 
SISTEMA RESPIRATÓRIO
SISTEMA RESPIRATÓRIOSISTEMA RESPIRATÓRIO
SISTEMA RESPIRATÓRIO
 
Aula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio andAula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio and
 
Sistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aulaSistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aula
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
 
Sistema circulatorio slides da aula
Sistema circulatorio slides da aulaSistema circulatorio slides da aula
Sistema circulatorio slides da aula
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humanaSistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humana
 
Sistema Cardiovascular
Sistema CardiovascularSistema Cardiovascular
Sistema Cardiovascular
 
Anatomia e fisiologia humana
Anatomia e fisiologia humanaAnatomia e fisiologia humana
Anatomia e fisiologia humana
 
Sistema sensorial humano
Sistema sensorial humanoSistema sensorial humano
Sistema sensorial humano
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Sangue
SangueSangue
Sangue
 
Sistema Excretor (Urinário) Humano
Sistema Excretor (Urinário) HumanoSistema Excretor (Urinário) Humano
Sistema Excretor (Urinário) Humano
 
Sistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRioSistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRio
 

Destaque

Diretriz de diagnóstico e tratamento das lombalgias e lombociatalgias 2001
Diretriz de diagnóstico e tratamento das lombalgias e lombociatalgias 2001Diretriz de diagnóstico e tratamento das lombalgias e lombociatalgias 2001
Diretriz de diagnóstico e tratamento das lombalgias e lombociatalgias 2001
Arquivo-FClinico
 
O que é frequência, anormalidade, risco
O que é frequência, anormalidade, riscoO que é frequência, anormalidade, risco
O que é frequência, anormalidade, risco
Ricardo Alexandre
 
Glossário radiologia
Glossário radiologiaGlossário radiologia
Glossário radiologia
Gleibson Brasil
 
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.comResumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
Flavio Salomao-Miranda
 
Anatomía de Moore 6a Edición
Anatomía de Moore 6a EdiciónAnatomía de Moore 6a Edición
Anatomía de Moore 6a Edición
Jair Muñoz
 
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia ClínicaBiblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Hugo Pedrosa
 
Lecciones de Dermatología
Lecciones de DermatologíaLecciones de Dermatología
Lecciones de Dermatología
Jair Muñoz
 
Aparelho genital masculino
Aparelho genital masculinoAparelho genital masculino
Aparelho genital masculino
Rayssa Luz
 
Anatomia Sistema Locomotor
Anatomia Sistema LocomotorAnatomia Sistema Locomotor
Anatomia Sistema Locomotor
jorge luiz dos santos de souza
 
Pescoço - anatomia - o que um médico generalista precisa saber de anatomia do...
Pescoço - anatomia - o que um médico generalista precisa saber de anatomia do...Pescoço - anatomia - o que um médico generalista precisa saber de anatomia do...
Pescoço - anatomia - o que um médico generalista precisa saber de anatomia do...
Dani Dani
 
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutasBiblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
Hugo Pedrosa
 
Artigo especial padrao tomograficos das ds interticiais.
Artigo especial padrao tomograficos das ds interticiais.Artigo especial padrao tomograficos das ds interticiais.
Artigo especial padrao tomograficos das ds interticiais.
Flávia Salame
 
Anatomia humana con orientacion clinica - Moore
Anatomia humana con orientacion clinica - MooreAnatomia humana con orientacion clinica - Moore
Anatomia humana con orientacion clinica - Moore
Veronica Moraga
 
Exposicion de anatomia glandulas suprarrenales
Exposicion de anatomia glandulas suprarrenalesExposicion de anatomia glandulas suprarrenales
Exposicion de anatomia glandulas suprarrenales
Magdalena Toro
 
ANATOMÍA DE MOORE
ANATOMÍA DE MOOREANATOMÍA DE MOORE
Atlas fotográfico de anatomia del cuerpo humano [3era edicion]
Atlas fotográfico de anatomia del cuerpo humano [3era edicion]Atlas fotográfico de anatomia del cuerpo humano [3era edicion]
Atlas fotográfico de anatomia del cuerpo humano [3era edicion]
Fisio Júnias
 
Anatomia de las glandulas suprarrenales
Anatomia de las glandulas suprarrenalesAnatomia de las glandulas suprarrenales
Anatomia de las glandulas suprarrenales
Jhon Perez
 
Anatomia de estomago e intestinos
Anatomia de estomago e intestinosAnatomia de estomago e intestinos
Anatomia de estomago e intestinos
mary zapata
 
Apostila i introdução a anatomia e aparelho locomotor
Apostila i   introdução a anatomia e aparelho locomotorApostila i   introdução a anatomia e aparelho locomotor
Apostila i introdução a anatomia e aparelho locomotor
Uirapuru Florêncio
 
Anatomia dental cap 2
Anatomia dental cap 2Anatomia dental cap 2
Anatomia dental cap 2
Sarai Heernandez
 

Destaque (20)

Diretriz de diagnóstico e tratamento das lombalgias e lombociatalgias 2001
Diretriz de diagnóstico e tratamento das lombalgias e lombociatalgias 2001Diretriz de diagnóstico e tratamento das lombalgias e lombociatalgias 2001
Diretriz de diagnóstico e tratamento das lombalgias e lombociatalgias 2001
 
O que é frequência, anormalidade, risco
O que é frequência, anormalidade, riscoO que é frequência, anormalidade, risco
O que é frequência, anormalidade, risco
 
Glossário radiologia
Glossário radiologiaGlossário radiologia
Glossário radiologia
 
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.comResumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
 
Anatomía de Moore 6a Edición
Anatomía de Moore 6a EdiciónAnatomía de Moore 6a Edición
Anatomía de Moore 6a Edición
 
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia ClínicaBiblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
 
Lecciones de Dermatología
Lecciones de DermatologíaLecciones de Dermatología
Lecciones de Dermatología
 
Aparelho genital masculino
Aparelho genital masculinoAparelho genital masculino
Aparelho genital masculino
 
Anatomia Sistema Locomotor
Anatomia Sistema LocomotorAnatomia Sistema Locomotor
Anatomia Sistema Locomotor
 
Pescoço - anatomia - o que um médico generalista precisa saber de anatomia do...
Pescoço - anatomia - o que um médico generalista precisa saber de anatomia do...Pescoço - anatomia - o que um médico generalista precisa saber de anatomia do...
Pescoço - anatomia - o que um médico generalista precisa saber de anatomia do...
 
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutasBiblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
 
Artigo especial padrao tomograficos das ds interticiais.
Artigo especial padrao tomograficos das ds interticiais.Artigo especial padrao tomograficos das ds interticiais.
Artigo especial padrao tomograficos das ds interticiais.
 
Anatomia humana con orientacion clinica - Moore
Anatomia humana con orientacion clinica - MooreAnatomia humana con orientacion clinica - Moore
Anatomia humana con orientacion clinica - Moore
 
Exposicion de anatomia glandulas suprarrenales
Exposicion de anatomia glandulas suprarrenalesExposicion de anatomia glandulas suprarrenales
Exposicion de anatomia glandulas suprarrenales
 
ANATOMÍA DE MOORE
ANATOMÍA DE MOOREANATOMÍA DE MOORE
ANATOMÍA DE MOORE
 
Atlas fotográfico de anatomia del cuerpo humano [3era edicion]
Atlas fotográfico de anatomia del cuerpo humano [3era edicion]Atlas fotográfico de anatomia del cuerpo humano [3era edicion]
Atlas fotográfico de anatomia del cuerpo humano [3era edicion]
 
Anatomia de las glandulas suprarrenales
Anatomia de las glandulas suprarrenalesAnatomia de las glandulas suprarrenales
Anatomia de las glandulas suprarrenales
 
Anatomia de estomago e intestinos
Anatomia de estomago e intestinosAnatomia de estomago e intestinos
Anatomia de estomago e intestinos
 
Apostila i introdução a anatomia e aparelho locomotor
Apostila i   introdução a anatomia e aparelho locomotorApostila i   introdução a anatomia e aparelho locomotor
Apostila i introdução a anatomia e aparelho locomotor
 
Anatomia dental cap 2
Anatomia dental cap 2Anatomia dental cap 2
Anatomia dental cap 2
 

Semelhante a Sistema circulatório

Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
Isabel Canova
 
sistema circulatorio Enfermagehhhhhm.pptx
sistema circulatorio Enfermagehhhhhm.pptxsistema circulatorio Enfermagehhhhhm.pptx
sistema circulatorio Enfermagehhhhhm.pptx
HitaloSantos7
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
rukka
 
Sistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangueSistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangue
robioprof
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
rukka
 
123175516_sistema_circulatorio.pdf
123175516_sistema_circulatorio.pdf123175516_sistema_circulatorio.pdf
123175516_sistema_circulatorio.pdf
DinisOliveira30
 
sistema_circulatorio_2.ppt
sistema_circulatorio_2.pptsistema_circulatorio_2.ppt
sistema_circulatorio_2.ppt
ElisMaria15
 
Organismo humano em equilíbrio sistema cardio-respiratório
Organismo humano em equilíbrio   sistema cardio-respiratórioOrganismo humano em equilíbrio   sistema cardio-respiratório
Organismo humano em equilíbrio sistema cardio-respiratório
Conceição Raposo
 
Sistema CirculatóRio
Sistema CirculatóRioSistema CirculatóRio
Sistema CirculatóRio
Segundo B
 
sistema circulatorio
 sistema circulatorio sistema circulatorio
sistema circulatorio
Roberto Barbosa Souza
 
Sistema Circulatorio
Sistema CirculatorioSistema Circulatorio
Sistema Circulatorio
António Pires
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
karlo dominique
 
UFCD 6568- Noções Gerais do Sistema Circulatório e.pptx
UFCD 6568- Noções Gerais do Sistema Circulatório e.pptxUFCD 6568- Noções Gerais do Sistema Circulatório e.pptx
UFCD 6568- Noções Gerais do Sistema Circulatório e.pptx
Nome Sobrenome
 
Sistema Circulatório
Sistema CirculatórioSistema Circulatório
Sistema Circulatório
MariaJoão Agualuza
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
bandeiraneidi
 
Sistema circulatorio para estudo
Sistema circulatorio para estudoSistema circulatorio para estudo
Sistema circulatorio para estudo
Pedro Moura
 
25309070 1202258760-sistema-circulatorio
25309070 1202258760-sistema-circulatorio25309070 1202258760-sistema-circulatorio
25309070 1202258760-sistema-circulatorio
Pelo Siro
 
127
127127
1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio
Pelo Siro
 
Sistema circulatório andreia
 Sistema circulatório  andreia Sistema circulatório  andreia
Sistema circulatório andreia
Andreia Margarido
 

Semelhante a Sistema circulatório (20)

Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
sistema circulatorio Enfermagehhhhhm.pptx
sistema circulatorio Enfermagehhhhhm.pptxsistema circulatorio Enfermagehhhhhm.pptx
sistema circulatorio Enfermagehhhhhm.pptx
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
 
Sistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangueSistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangue
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
 
123175516_sistema_circulatorio.pdf
123175516_sistema_circulatorio.pdf123175516_sistema_circulatorio.pdf
123175516_sistema_circulatorio.pdf
 
sistema_circulatorio_2.ppt
sistema_circulatorio_2.pptsistema_circulatorio_2.ppt
sistema_circulatorio_2.ppt
 
Organismo humano em equilíbrio sistema cardio-respiratório
Organismo humano em equilíbrio   sistema cardio-respiratórioOrganismo humano em equilíbrio   sistema cardio-respiratório
Organismo humano em equilíbrio sistema cardio-respiratório
 
Sistema CirculatóRio
Sistema CirculatóRioSistema CirculatóRio
Sistema CirculatóRio
 
sistema circulatorio
 sistema circulatorio sistema circulatorio
sistema circulatorio
 
Sistema Circulatorio
Sistema CirculatorioSistema Circulatorio
Sistema Circulatorio
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
UFCD 6568- Noções Gerais do Sistema Circulatório e.pptx
UFCD 6568- Noções Gerais do Sistema Circulatório e.pptxUFCD 6568- Noções Gerais do Sistema Circulatório e.pptx
UFCD 6568- Noções Gerais do Sistema Circulatório e.pptx
 
Sistema Circulatório
Sistema CirculatórioSistema Circulatório
Sistema Circulatório
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Sistema circulatorio para estudo
Sistema circulatorio para estudoSistema circulatorio para estudo
Sistema circulatorio para estudo
 
25309070 1202258760-sistema-circulatorio
25309070 1202258760-sistema-circulatorio25309070 1202258760-sistema-circulatorio
25309070 1202258760-sistema-circulatorio
 
127
127127
127
 
1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio
 
Sistema circulatório andreia
 Sistema circulatório  andreia Sistema circulatório  andreia
Sistema circulatório andreia
 

Mais de Joaquim André

Sistema reprodutor
Sistema reprodutorSistema reprodutor
Sistema reprodutor
Joaquim André
 
Função excretora
Função excretoraFunção excretora
Função excretora
Joaquim André
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Joaquim André
 
A importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivoA importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivo
Joaquim André
 
Fotossíntese
FotossínteseFotossíntese
Fotossíntese
Joaquim André
 
Trocas nutricionais
Trocas nutricionaisTrocas nutricionais
Trocas nutricionais
Joaquim André
 
Sistema digestivo
Sistema digestivoSistema digestivo
Sistema digestivo
Joaquim André
 
A Alimentação
A AlimentaçãoA Alimentação
A Alimentação
Joaquim André
 
Locomoção dos animais
Locomoção dos animaisLocomoção dos animais
Locomoção dos animais
Joaquim André
 
Poluição da agua
Poluição da aguaPoluição da agua
Poluição da agua
Joaquim André
 
Importância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivosImportância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivos
Joaquim André
 
Botânica
BotânicaBotânica
Botânica
Joaquim André
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
Joaquim André
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
Joaquim André
 
Classificação seres vivos
Classificação seres vivosClassificação seres vivos
Classificação seres vivos
Joaquim André
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
Joaquim André
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
Joaquim André
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
Joaquim André
 
Cn 5 ( plantas)
Cn   5 ( plantas)Cn   5 ( plantas)
Cn 5 ( plantas)
Joaquim André
 
C.n 5 - (plantas)
C.n   5 - (plantas)C.n   5 - (plantas)
C.n 5 - (plantas)
Joaquim André
 

Mais de Joaquim André (20)

Sistema reprodutor
Sistema reprodutorSistema reprodutor
Sistema reprodutor
 
Função excretora
Função excretoraFunção excretora
Função excretora
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
A importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivoA importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivo
 
Fotossíntese
FotossínteseFotossíntese
Fotossíntese
 
Trocas nutricionais
Trocas nutricionaisTrocas nutricionais
Trocas nutricionais
 
Sistema digestivo
Sistema digestivoSistema digestivo
Sistema digestivo
 
A Alimentação
A AlimentaçãoA Alimentação
A Alimentação
 
Locomoção dos animais
Locomoção dos animaisLocomoção dos animais
Locomoção dos animais
 
Poluição da agua
Poluição da aguaPoluição da agua
Poluição da agua
 
Importância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivosImportância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivos
 
Botânica
BotânicaBotânica
Botânica
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificação seres vivos
Classificação seres vivosClassificação seres vivos
Classificação seres vivos
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
 
Cn 5 ( plantas)
Cn   5 ( plantas)Cn   5 ( plantas)
Cn 5 ( plantas)
 
C.n 5 - (plantas)
C.n   5 - (plantas)C.n   5 - (plantas)
C.n 5 - (plantas)
 

Último

O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 

Último (20)

O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 

Sistema circulatório

  • 1.
  • 2. SANGUE – FLUXO DE VIDA Além da circulação do ar, os organismos vivos necessitam também da circulação do sangue. O sangue é um tecido líquido viscoso, de cor avermelhada que circula no interior dos vasos sanguíneos. O sangue é constituído essencialmente por um líquido incolor chamado plasma e células sanguíneas – glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. SANGUE CÉLULAS SANGUÍNEAS PLASMA GLÓBULOS GLÓBULOS PLAQUETAS VERMELHOS BRANCOS Glóbulos vermelhos
  • 3. PLASMA – É um líquido amarelado que ocupa a maior parte do volume do sangue. É composto por água (90%), minerais e outras substâncias. GLÓBULOS VERMELHOS OU HEMÁCIAS – São células simples, em forma de disco achatado no centro e sem núcleo. No centro possuem uma substância, a hemoglobina, que é responsável pela cor vermelha do sangue. São as células mais abundantes, cerca de 5000000 por cada mm3. NOTA - A diminuição de glóbulos vermelhos faz com que o oxigénio não chegue às células, o que torna o organismo mais fraco fazendo aparecer a ANEMIA. GLÓBULOS BRANCOS OU LEUCÓCITOS – São células com núcleo que pode apresentar várias formas. São em menor número que os glóbulos vermelhos, cerca de 7500 por mm3 NOTA - A falta de glóbulos brancos significa que o organismo fica com menos defesas por isso mais sujeito a apanhar infecções.
  • 4. IMPORTANTE - Uma das causas da diminuição dos glóbulos brancos (leucócitos) é o aparecimento do VÍRUS DA SIDA. Este vírus instala-se nos glóbulos brancos causando a sua destruição. Então, sem glóbulos brancos o organismo fica sem defesas e sujeito a todas as infecções. PLAQUETAS – São pequenos fragmentos de células de muito reduzida dimensão e sem núcleo. Existem cerca de 300000 por mm3. FUNÇÕES DO SANGUE Transporte Nutrientes – Oxigénio - FUNÇÕES D. Carbono – Água - DO SANGUE Outros resíduos Defesa PLASMA - O plasma transporta os nutrientes, provenientes da digestão, até às células, bem como as impurezas resultantes do trabalho celular que têm de ser eliminadas, principalmente o dióxido de carbono.
  • 5. GLÓBULOS VERMELHOS (HEMÁCIAS) – A sua principal função é o transporte do oxigénio dos pulmões até às células. Transportam ainda algum dióxido de carbono das células até aos pulmões. Dependendo da quantidade de oxigénio e dióxido de carbono que os glóbulos vermelhos transportam podemos considerar dois tipos de sangue: A – Sangue venoso – Rico em dióxido carbono e com uma cor vermelho escura. B – Sangue arterial – Rico em oxigénio e com uma cor vermelho viva. GLÓBULOS BRANCOS (LEUCÓCITOS) – O papel dos glóbulos brancos é defender e limpar o nosso organismo. Esta defesa pode realizar-se de duas formas: A- Produzir substâncias (anticorpos) que tornem inactivos os micróbios invasores. B- Envolver os micróbios invasores para os destruir. Nesta fase, sempre que os micróbios se instalam na ferida, os glóbulos brancos (leucócitos) atravessam as paredes dos capilares sanguíneos (diapedese) (A). Em seguida, aproximam-se dos micróbios invasores (B), envolvem-nos (C) e destroem-nos (fagocitose). (D)
  • 6. PLAQUETAS SANGUÍNEAS – Desempenham um papel importante na coagulação do sangue, parando as hemorragias. Sempre que há um ferimento, as plaquetas dirigem-se para o local, formando um coágulo que impede o sangue de sair. RESUMO –O sangue desempenha funções de: 1.Transporte de substâncias. (plasma e glóbulos vermelhos) 2.Defesa do organismo em relação aos micróbios. (glóbulos brancos) 3.Defesa do organismo evitando hemorragias. (plaquetas sanguíneas)
  • 7. TECNOLOGIAS DE ESTUDO DO SISTEMA CIRCULATÓRIO 1 – ECOCARDIOGRAFIA – Técnica que permite observar as várias estruturas do coração através da utilização de ondas de som. Permite ainda observar a abertura, o fecho das válvulas, a forma e o tamanho do coração. 2 – ELECTROCARDIOGRAMA – Aparelho que permite estudar o funcionamento do coração, por exemplo, saber se há alterações do ritmo do batimento cardíaco. 3 – ANGIOGRAFIA – Permite estudar dilatações, bloqueios, ou outras anomalias na estrutura dos vasos sanguíneos.
  • 8. SISTEMA CIRCULATÓRIO O SISTEMA CIRCULATÓRIO é constituído por: 1 – CORAÇÃO 2 – VASOS SANGUÍNEOS O Sistema Circulatório tem por função: Transportar o oxigénio e os nutrientes até às células. Transportar o dióxido de carbono, vapor de água e outros resíduos das células até ao exterior do organismo. 1 – CORAÇÃO Está situado na cavidade torácica entre os pulmões. Tem cor avermelhada. É do tamanho de uma mão fechada. Pesa cerca de 300 gramas. É um órgão musculoso que funciona como “bomba” para impulsionar o sangue para o corpo. Está revestido por uma membrana chamada pericárdio. É formado por quatro cavidades. Duas aurículas Dois ventrículos (Esquerda-Direita) (Esquerdo-Direito)
  • 9. NOTA - As paredes das aurículas são mais finas do que as dos ventrículos, especialmente do ventrículo esquerdo pois é ele que bombeia o sangue para todas as partes do corpo. CONSTITUIÇÃO DO CORAÇÃO CIRCULAÇÃO DO SANGUE Para que haja uma boa circulação, as cavidades comunicam entre si através das válvulas (cardíacas e sigmóides) que só deixam circular o sangue num sentido. ENTÃO Da aurícula esquerda o sangue só passa para o ventrículo esquerdo. Da aurícula direita o sangue só passa para o ventrículo direito. O sangue nunca pode passar entre as duas aurículas nem entre os dois ventrículos. Não há qualquer comunicação entre a parte esquerda e a parte direita, uma vez que se encontram separadas pelo septo (divisória muscular). Do lado esquerdo do coração circula sangue vermelho vivo, rico em oxigénio – sangue arterial. Do lado direito do coração circula sangue vermelho escuro, rico em dióxido de carbono – sangue venoso.
  • 10. 2- VASOS SANGUINEOS Existem três tipos de vasos sanguíneos: A – ARTÉRIAS B – VEIAS ARTERIAIS C – VASOS CAPILARES VENOSOS ARTÉRIAS – São vasos sanguíneos de paredes espessas, musculosas e elásticas que saem do coração e levam o sangue a todos os órgãos do corpo. VEIAS – São vasos sanguíneos de paredes elásticas (embora menos que as artérias) e finas que conduzem o sangue dos órgãos até ao coração. VASOS CAPILARES – São vasos microscópicos de paredes muito finas, que resultam da divisão sucessiva das artérias. Irrigam todos os órgãos e fazem a comunicação das artérias com as veias. CIRCULAÇÃO DO SANGUE O coração, ao colocar o sangue em movimento, realiza, alternadamente, dois tipos de movimentos: um de dilatação chamado diástole, durante o qual se enche de sangue, e outro de
  • 11. contracção – sístole -, durante o qual expulsa o sangue para os ventrículos e as artérias. O mecanismo ocorre da seguinte forma: Sístole auricular – É fase durante a qual o sangue passa das aurículas para os ventrículos. Sístole ventricular – É a fase durante a qual o sangue que está nos ventrículos (e que não pode voltar para as aurículas porque as válvulas se fecharam) sai pelas artérias. Diástole – Pode dizer-se que é a fase em que o coração “descansa”, esperando a chegada do sangue que o irá encher, ou seja, depois dos períodos de contracção das aurículas e dos ventrículos, segue-se um período de relaxamento.
  • 12. Durante a circulação sanguínea o sangue realiza dois movimentos: 1 – GRANDE CIRCULAÇÃO 2 – PEQUENA CIRCULAÇÃO GRANDE CIRCULAÇÃO Todas as partes do organismo dependem da circulação contínua do sangue. Artéria Aorta Assim: Veia Cava Superior O sangue sai do A. Esqª ventrículo esquerdo – sangue A. Direita arterial (rico em oxigénio) – V.Esqº através da artéria aorta. Esta V. Direito ramifica-se em vasos mais finos Veia Cava Inferior – capilares – que fazem com que o sangue chegue até às células. Nas células fica o oxigénio e substâncias nutritivas e regressa – sangue venoso (rico em Fígado Intestino dióxido de carbono) e outras impurezas, que é conduzido pelos capilares até às Vasos Capilares veias cavas (superiores e inferiores), entrando no coração na aurícula direita. RESUMO – O sangue arterial sai do ventrículo esquerdo pela artéria aorta, vai às células onde se transforma em sangue venoso e regressa ao coração, pelas veias, para a aurícula direita.
  • 13. PEQUENA CIRCULAÇÃO Pulmões O sangue depois de entrar no coração, pela aurícula direita – sangue venoso (rico em dióxido de carbono) – vai para o ventrículo direito, que por sua vez o vai Artéria Pulmonar Veia Pulmonar lançar na artéria pulmonar que o conduz aos pulmões. Aí, o sangue, devido à hematose, transforma-se em sangue arterial A. Esqª (rico em oxigénio). Regressa ao coração, para a aurícula esquerda, A. Direita através das veias pulmonares. V. Direito V.Esqº RESUMO – O sangue venoso sai do ventrículo direito, pela artéria pulmonar, vai aos pulmões, onde se transforma em sangue arterial, regressando ao coração, para a aurícula direita, através das veias pulmonares. CUIDADOS COM O SISTEMA CIRCULATÓRIO Hoje em dia, as doenças cardiovasculares constituem a principal causa de morte. São, em geral, graves, como é o caso do enfarte
  • 14. do miocárdio, da trombose, das hemorragias, da aterosclerose e dos Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC). Para isso é necessário tomar alguns cuidados:
  • 15. OS GRUPOS SANGUÍNEOS Em caso de perda de sangue ou da sua destruição causada por alguma doença, recorre-se à transfusão sanguínea. Sempre que é preciso uma transfusão sanguínea, o sangue do dador e o do receptor têm de ser compatíveis. O sangue das pessoas está classificado em quatro tipos: A B AB O O esquema seguinte representa quem dá e quem pode receber sangue, conforme o tipo: CURIOSIDADES Se uníssemos todos os capilares sanguíneos, estes atingiriam 96000 km. Deste modo, os capilares sanguíneos dariam a volta ao mundo duas vezes e meia. Todos os dias o sangue passa mais de 1000 vezes pelo coração. Em cada segundo morrem cerca de 10 milhões de hemácias. Contudo, cada célula sanguínea já terá dado 172000 voltas completas ao sistema circulatório antes de morrer.
  • 16. UTILIZAÇÃO DE NUTRIENTES NA PRODUÇÃO DE ENERGIA O organismo dos seres vivos tem necessidade de energia para crescer, manter a sua temperatura interna, deslocar-se, efetuar qualquer atividade e realizar as suas funções vitais. As células recebem os nutrientes e o oxigénio através do sangue (função circulatória). Os nutrientes passam das vilosidades intestinais para sangue (função digestiva) e o oxigénio dos alvéolos pulmonares para o sangue (função respiratória), que os leva a todas as células. O sangue também transporta as substâncias eliminadas pelas células, como o dióxido de carbono e vapor de água.
  • 17. RESPIRAÇÃO CELULAR – Processo que ocorre nas células e onde, na presença do oxigénio, se dão reações químicas que permitem a libertação da energia contida nos nutrientes. Contribuem para a respiração celular três funções importantes:  FUNÇÃO DIGESTIVA  FUNÇÃO RESPIRATÓRIA  FUNÇÃO CIRCULATÓRIA
  • 18. RELAÇÃO ENTRE A ATIVIDADE FÍSICA E O CONSUMO DE NUTRIENTES NOTA Quanto mais intensa for a atividade física de uma pessoa mais energia é dispendida, e maior é o consumo de alimento e oxigénio ao nível do organismo. Por isso, a alimentação deverá ser adequada ao tipo de atividade diária de cada pessoa, à sua duração e à sua intensidade.