Consultoria em gestão de pessoas

2.317 visualizações

Publicada em

Consultoria em gestão de pessoas

Publicada em: Negócios
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.317
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
68
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Consultoria em gestão de pessoas

  1. 1. Consultoria em Gestão de Pessoas Júnior Medeiros
  2. 2. O CONCEITO DE CONSULTORIA  O termo Consultor, vem do latim CONSULTARE, que significa aquele que dá ou pede conselhos.
  3. 3. O PROCESSO EVOLUTIVO DA CONSULTORIA NA GESTÃO DE PESSOAS  Recursos Humanos ou Departamento Pessoal?  Novas rotinas: recrutamento, seleção, treinamento e desenvolvimento, descrição e análise de cargos, etc  Atualmente as atividades de consultoria são encaradas como ações estratégicas que permitem aos gestores visualizar caminhos que os levam administrar suas áreas de trabalho de forma mais eficaz.  O foco não está mais nos resultados somente, mas na forma como esses são atingidos.  O consultor moderno deve mostrar-se hábil para conduzir processos multidisciplinares.
  4. 4. CONSULTORIA EM GESTÃO DE PESSOAS  É um novo recurso que contribui para a melhoria da qualidade de vida e de trabalho da equipe de colaboradores de uma organização.
  5. 5. PRINCIPAL CLIENTE DA CONSULTORIA EM GESTÃO DE PESSOAS  É todo aquele que precisa atuar com um grupo de pessoas, com vistas ao alcance sistemático de determinados objetivos, metas e desafios.
  6. 6. A MUDANÇA ORGANIZACIONAL  Deve ser planejada.  Variáveis como a Cultura da Organização e o Clima Dominante são parâmetros usados para se identificar o grau da necessidade de mudanças.  Cabe ao gestor o controle direto das ações e implantação da mudança, e a execução dos processos.  O grande trabalho do consultor consiste não só em saber especificar a origem dos problemas, como também lidar com os comportamentos adversos das pessoas envolvidas.
  7. 7. O CONSULTOR: PAPEL, PERFIL E RELAÇÃO COM O CLIENTE
  8. 8. OS PROCESSOS DE MUDANÇA E O PAPEL DO CONSULTOR
  9. 9. O PAPEL DO CONSULTOR  O consultor deve ser, acima de tudo, um facilitador dos processos de mudança.  O consultor de gestão de pessoas tem uma função educativa e de gestão estratégica.
  10. 10. A RELAÇÃO CONSULTOR-CLIENTE  Confiança mútua;  Eficaz sistema de comunicação interna que explicite as características da mudança;  Confidencialidade dos dados e das conversas realizadas;  Acompanhamento posterior das mudanças eventualmente implementadas pela organização (follow-up).
  11. 11. MODALIDADES DE CONSULTORIA INTERNA  Conjunto de atividades desempenhadas por um profissional que faz parte do quadro efetivo de empregados da organização.  Execução de projetos. EXTERNA  Tipo de parceria, com caráter de tempo determinado.  Execução de projetos.  Elaboração de relatórios e pareceres técnicos.
  12. 12. O PERFIL DO CONSULTOR DE GESTÃO DE PESSOAS  CONHECIMENTO NAS SEGUINTES ÁREAS: 1. Comportamento organizacional e gestão de pessoas; 2. Teorias da decisão e liderança; 3. Gestão estratégica; 4. Arquitetura organizacional; 5. Gestão de custos e da qualidade; 6. Psicologia da aprendizagem e didática; 7. Gestão de projetos; 8. Estatística: pesquisas, gráficos e tabelas; 9. Legislação trabalhista
  13. 13. PERFIL DO CONSULTOR: OUTRAS COMPETÊNCIAS IMPORTANTES  Observador, atento e discreto;  Empático;  Bom ouvinte;  Flexível emocionalmente;  Pensamento analítico e sistêmico  Paciente e perseverante;  Educado;  Vendedor/negociador;  Inteligente/criativo;  Disciplina/administração do tempo;  Autoconfiante e otimista
  14. 14. ENTENDER AS DEMANDAS E OFERECER SERVIÇOS DE VALOR TRÊS CENÁRIOS 1. Mudança radical 2. Mudança gradual 3. Mudança sustentável Definindo o caminho  Quais indicadores traduzirão a melhoria?
  15. 15. A FINALIDADE DA CONSULTORIA É ADICIONAR VALOR  Atrás de um crachá, existe sempre uma pessoa;  Todo gestor atua em dois eixos: equipe motivada e produtividade máxima.
  16. 16. A IMPORTÂNCIA DA ÉTICA NA CONSULTORIA EM GESTÃO DE PESSOAS  Sigilo nas informações  Moral e ética
  17. 17. A ARQUITETURA DA CONSULTORIA
  18. 18. OTIMIZAÇÃO DA PERFORMANCE HUMANA 1. Diagnosticar a diferença existente entre os objetivos esperados e a performance apresentada (gap) 2. Analisando as causas últimas da defasagem (identificar os fatores geradores do gap; diagrama de Ishikawa) 3. Definindo as intervenções 4. Implantação de ações ou programas destinados a zerar a defasagem anteriormente identificada (métricas quantificáveis) 5. Avaliação periódica
  19. 19. PROJETO DE CONSULTORIA
  20. 20. A necessidade do desenvolvimento de um projeto  Desempenho interno insatisfatório: coach  Oportunidades estratégicas internas: 5s  Oportunidades estratégicas externas: ISO 9000
  21. 21. CARACTERÍSTICAS DE UM PROJETO 1. Objetivos: Metas e resultados 2. Prazo: início/fim, fases, etc 3. Recursos: equipe de trabalho, finanças, tecnologia,
  22. 22. Fases de um projeto 1. Levantamento: 2. Diagnóstico e desenvolvimento 3. Implantação e implementação
  23. 23. Levantamento – principais instrumentos  Análise da documentação existente (formulários, manuais, etc)  Entrevistas  Questionários  Observação Pessoal  “dois olhos, dois ouvidos e uma boca”  Ver muito, ouvir muito, falar o mínimo necessário
  24. 24. Diagnóstico e desenvolvimento  Crítica do levantamento: identificação dos problemas e suas causas;  Integração dos procedimentos: identificar os pontos que não estão se relacionando;  Relatório da situação existente – uso de relatórios e gráficos (fluxograma, organograma, etc);  Elaboração do plano ideal de funcionamento – usar gráficos de novo e focos de mudança.
  25. 25. Implantação e implementação  Cronograma das atividades  Controle e acompanhamento: PDCA  Formação da equipe executora do projeto

×