Sociologia Geral e Jurídica - Cultura e Sociedade 2014

1.456 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.456
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sociologia Geral e Jurídica - Cultura e Sociedade 2014

  1. 1. Sociologia Geral e Jurídica Cultura e Sociedade Professor Julio Cesar de Aguiar, PhD
  2. 2. Conceito de cultura  Formas de vida dos membros de uma sociedade ou de grupos dentro da sociedade. (Giddens, Sociologia, p. 38)  Inclui como eles se vestem, seus costumes matrimoniais e vida familiar, seus padrões de trabalho, cerimônias religiosas e ocupações de lazer. (Ibidem)  Compreende também as crenças, as ideias, os objetos, os símbolos e a tecnologia. (Ibidem)  A cultura se transmite no tempo (entre gerações) e no espaço (entre diferentes sociedades ou grupos)
  3. 3. Conceito de sociedade  “Uma sociedade é um sistema de inter- relações que conecta os indivíduos uns com os outros.” (Giddens, Sociologia, p. 38)  Sociedades e culturas dependem umas das outras para existirem. Não há cultura sem sociedade e as sociedades pressupõem formas culturais, únicas ou variadas.
  4. 4. Valores e Normas  De acordo com Giddens, valores são “ideias que definem o que é importante, válido e desejável.” Ex.: um número crescente de jovens ocidentais (incluindo celebrities como Adriana Lima, os Jonas Brothers e Selena Gomez) fazem votos de permanecerem virgens até o casamento.  Normas são “regras de comportamento que refletem ou incorporam os valores de uma cultura”.  As normas e os valores atuam em conjunto para “moldar a forma como os membros de uma cultura se comportam”.
  5. 5. Diversidade Cultural  As práticas culturais variam entre as sociedades e, cada vez mais, no interior das sociedades.  Exemplos relativamente simples são os hábitos alimentares.  Outros, mais complexos, são as práticas relativas ao casamento e à família.  Algumas sociedades são culturalmente homogêneas (Japão); outras são multiculturais (UK).  Em muitas sociedades, formam-se as chamadas subculturas, que podem ser não só diferenciadas como opostas a aspectos da cultura oficial ou dominante.
  6. 6. Etnocentrismo e Relativismo Cultural  Etnocentrismo é a prática de “julgar uma cultura comparando-a com a nossa” (Giddens, Sociologia, p. 42)  A maioria dos cientistas sociais advoga o relativismo cultural, segundo o qual “uma cultura tem que ser estudada em termos de seus próprios significados e valores” (Ibidem).  Na prática, porém, o relativismo cultural é muito difícil diante de práticas como o „assassinato de honra‟, praticado em comunidades de origem oriental, em vários países da Europa, como o Reino Unido.
  7. 7. Socialização  Chama-se „socialização‟ ao processo por meio do qual principalmente as crianças, mas também outros novos membros (migrantes, por exemplo), aprendem os modos de vida de sua sociedade. (Giddens, Sociologia, p. 42)  Costuma-se dividi-la em „primária‟ (infância) e „secundária‟ (adolescência e maturidade)  Um aspecto fundamental da socialização são os papéis sociais, i. e., “expectativas socialmente definidas que uma pessoa segue numa dada posição social”. Ex. o papel social de „professor‟.
  8. 8. Sociedades caçadoras e coletoras  Baseiam-se na caça, pesca e na coleta de plantas comestíveis que crescem na natureza. (Giddens, Sociologia, p. 45)  Divisão social baseada no gênero.  Correspondem, segundo estimativas, a cerca de 0,001% da população humana mundial.
  9. 9. Sociedades pastoris e agrárias  Baseiam-se na agricultura e na pecuária extensiva.  As sociedades pastoris (base econômica na pecuária extensiva) tendem ao nomadismo (migração sazonal entre áreas diferentes).  As sociedades agrárias são fixas e apresentam mais desenvolvimento material.
  10. 10. Civilizações não-industriais ou tradicionais  Fundamentavam-se no desenvolvimento das cidades, da escrita, da arte e da tecnologia mais avançada (por exemplo, metalurgia).  Associadas a formas monárquicas de governo e com grandes diferenças sociais internas.  Os grandes impérios, como o Chinês (1800 AEC – 300 EC) e o Romano (400 AEC – 400 EC) são exemplos deste tipo de sociedade.
  11. 11. Sociedades industriais  A industrialização, ou seja, o surgimento da “produção mecânica, baseada no uso de fontes de energia inanimadas (como o vapor e a eletricidade)”, foi a principal responsável pela emergência das sociedades que conhecemos hoje.  Caracteriza-se, entre outros aspectos, pela urbanização, declínio vertiginoso do emprego rural, organização política em estados nacionais, grande capacidade militar.

×