Sociologia Geral e Jurídica
Unidade I, Aula 2:
Perspectivas teóricas
Professor Julio Cesar de Aguiar, PhD
 A sociologia compreende um grande número de
abordagens distintas e mesmo rivais.
 Isto implica, primeiro, uma grande di...
Duas grandes revoluções na Europa dos
séculos XVIII e XIX:
Revolução Francesa (1789): grande impulso
nas ideias e valores ...
Questões que levaram à emergência da sociologia
O que é a natureza humana?
Por que a sociedade é estruturada da forma que ...
 Inventou a palavra sociologia: ciência natural da
sociedade (= física social).
 A sociologia difere das demais ciências...
Teológico ou fictício: Os fenômenos (inclusive sociais) são
causados pela ação de seres sobrenaturais. Favorece a coesão
b...
“[N]o estado positivo, o espírito humano,
reconhecendo a impossibilidade de obter
noções abstratas, renuncia a procurar a ...
Como os demais fundadores da sociologia, Comte
estava preocupado com os problemas sociais de
sua época.
Solução: consenso ...
Karl Marx (1818-1883): A sociedade moderna
como exploração
Émile Durkheim (1858-1917): A sociedade
moderna como coerção
Ma...
As sociedades são sistemas complexos compostos de
partes que “trabalham para produzir estabilidade e
solidariedade.” (Gidd...
Rejeitam a ênfase funcionalista no consenso
Enfatizam as divisões sociais: relações de
poder, desigualdade e luta
A socied...
Surge de uma preocupação com a linguagem
e o significado
Reflexividade ou autoconsciência: somos
capazes de nos ver como o...
That’s all folks!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sociologia geral e jurídica - Perspectivas Teóricas 2014

410 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
410
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sociologia geral e jurídica - Perspectivas Teóricas 2014

  1. 1. Sociologia Geral e Jurídica Unidade I, Aula 2: Perspectivas teóricas Professor Julio Cesar de Aguiar, PhD
  2. 2.  A sociologia compreende um grande número de abordagens distintas e mesmo rivais.  Isto implica, primeiro, uma grande dificuldade de ‘manualização’ do conhecimento sociológico ‘acumulado’.  Segundo, um apelo recorrente aos ‘fundadores’, seja para ‘inspirar-se’ neles, seja para ‘combatê-los’.  Terceiro, uma forte presença de discussões ‘filosóficas’ (por exemplo, epistemológicas e ontológicas), em detrimento de questões mais teóricas e, principalmente, empíricas. Ciência Multiparadigmática
  3. 3. Duas grandes revoluções na Europa dos séculos XVIII e XIX: Revolução Francesa (1789): grande impulso nas ideias e valores seculares, em detrimento da religião. Revolução Industrial na Grã-Bretanha (final do século XVIII e todo o século XIX): inovações tecnológicas, induzindo a industrialização e a consequente migração do campo para as cidades. Surgimento da sociologia
  4. 4. Questões que levaram à emergência da sociologia O que é a natureza humana? Por que a sociedade é estruturada da forma que é? Como e por que as sociedades mudam? Tais questões ainda são o fulcro do pensamento sociológico, segundo Giddens. Surgimento da sociologia (cont.)
  5. 5.  Inventou a palavra sociologia: ciência natural da sociedade (= física social).  A sociologia difere das demais ciências apenas pelo objeto, mas compartilha com elas uma lógica e um método comuns.  Visa a desvendar as leis que modelam nosso destino e, assim, predizer e controlar os acontecimentos futuros.  Abordagem positivista: o conhecimento se baseia na observação, comparação e experimentação de entidades observáveis. Augusto Comte (1798-1857)
  6. 6. Teológico ou fictício: Os fenômenos (inclusive sociais) são causados pela ação de seres sobrenaturais. Favorece a coesão baseada na autoridade, daí, o regime político característico ser o monárquico, sustentado pelo poder militar. Metafísico ou abstrato: Os agentes sobrenaturais (ou o agente, no caso do monoteísmo) são gradualmente substituídos por forças abstratas, capazes de engendrar todos os fenômenos observados. O discurso predominante é o jurídico e a soberania tende a passar do monarca para o povo (ideia de contrato). Científico ou positivo: fundado nas ideias de Copérnico, Galileu e Newton. Não busca a explicação última, mas leis invariáveis, no sentido de correlações entre fenômenos observáveis. Lema: ver para prever. O poder material passa aos industrialistas e o espiritual para os cientistas. Lei dos 3 estágios de Comte
  7. 7. “[N]o estado positivo, o espírito humano, reconhecendo a impossibilidade de obter noções abstratas, renuncia a procurar a origem e o destino do universo, a conhecer as causas íntimas dos fenômenos, para preocupar-se unicamente em descobrir, graças ao uso bem combinado do raciocínio e da observação, suas leis efetivas, a saber, suas relações invariáveis de sucessão e de similitude.” (Comte, Curso de Filosofia Positiva, Os Pensadores, p. 4) Estágio científico ou positivo
  8. 8. Como os demais fundadores da sociologia, Comte estava preocupado com os problemas sociais de sua época. Solução: consenso moral (Comte achava que “as ideias governam e subvertem o mundo” (Curso, op. cit., p. 17) Propôs, então, a fundação de uma ‘religião da humanidade’, que substituiria a fé e o dogma em favor de um fundamento científico e teria a sociologia no seu centro. Religião da humanidade
  9. 9. Karl Marx (1818-1883): A sociedade moderna como exploração Émile Durkheim (1858-1917): A sociedade moderna como coerção Max Weber (1864-1920): A sociedade moderna como racionalização Os Pais Fundadores
  10. 10. As sociedades são sistemas complexos compostos de partes que “trabalham para produzir estabilidade e solidariedade.” (Giddens, Sociologia, p. 35) Conceito de Função: Contribuição que uma dada prática ou instituição dá para a continuação da sociedade. Analogia orgânica: as partes da sociedade são análogas aos órgãos do corpo humano. Ênfase no consenso moral como meio de obter ordem e estabilidade. Críticas: conservadorismo, ‘reificação’ da sociedade. Funcionalismo
  11. 11. Rejeitam a ênfase funcionalista no consenso Enfatizam as divisões sociais: relações de poder, desigualdade e luta A sociedade seria composta por grupos que perseguem interesses próprios A mudança social decorre principalmente dos conflitos entre os que detêm e os que não detêm autoridade e poder A tarefa da sociologia é investigar como as relações de controle e conflito se estabelecem na sociedade Teorias do conflito
  12. 12. Surge de uma preocupação com a linguagem e o significado Reflexividade ou autoconsciência: somos capazes de nos ver como os outros nos veem Dependemos de símbolos e conhecimentos compartilhados para nossas interações sociais Ênfase na pesquisa de interações face a face Críticas: ignoram as questões maiores da estrutura e do poder Interacionismo simbólico
  13. 13. That’s all folks!

×