Absenteismo nas Organizações

426 visualizações

Publicada em

As Grandes, Média e Pequena empresas tem algo em comum, o ABSENTEISMO, o assinto é o motivo de produtividade, qualidade, eficácia e eficiência nos processos, produtos e serviços nas organizações...

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
426
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Absenteismo nas Organizações

  1. 1. 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA CAMPUS I PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE AUTOAPRENDIZAGEM II DESMOTIVAÇÃO: UM ELEMENTO INTERLIGADO AO ABSENTEÍSMO SANTO ANDRÉ 2012
  2. 2. 2 CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA CAMPUS I Adriana Maria Fernandes Cruz 1108358938 Aurilene Nascimento da Silva 1191427304 Luciana dos Santos Almeida 1106279458 Marcos Eduardo de Souza 1114284808 Silvana Silveira 1140348350 Wilson Rodrigues de Souza 1140345333 Trabalho de conclusão de curso apresentado à banca examinadora da Faculdade Anhanguera educacional como requisito parcial à obtenção do grau de tecnólogo em Gestão da qualidade sob orientação do professor Marcelo Ferrucci. SANTO ANDRÉ 2012
  3. 3. 3 CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA CAMPUS I PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE AUTOAPRENDIZAGEM II DESMOTIVAÇÃO: UM ELEMENTO INTERLIGADO AO ABSENTEÍSMO Projeto de pesquisa tem como objetivo analisarmos as teorias sobre a desmotivação dentro das organizações, entender os motivos, encontrar uma solução e propor soluções para combater o absenteísmo e rotatividade dando suporte ao desenvolvimento profissional das pessoas a fim de que colaborem com o crescimento e aprimoramento. Aprovada em ________de____________de__________ Banca examinadora Profº Marcelo Ferruci
  4. 4. 4 Anhanguera educacional LTDA _____________________________________________________________ ProFº Ms. Profº Esp. Dedicamos este trabalho as pessoas que lutam diariamente ao nosso lado nos transmitindo fé, amor, alegria, determinação, paciência e coragem para seguirmos em busca dos nossos objetivos. À nossa família. “O amor é o único nexo permanente válido nas relações familiares. Amar e ser amado é um desejo de todos é também um direito que a sociedade deveria proteger e estimular.”(knobel,1992)
  5. 5. 5 AGRADECIMENTOS Agradecemos, primeiramente, a Deus por ter nos dado força e capacidade de superar as barreiras e os desafios para concluirmos com sucesso mais uma etapa em nossa caminhada. Aos nossos familiares pelo apoio, compreensão e por acreditar em nosso potencial. A todos os nossos colegas de sala que com certeza plantaram um pedaço de si em nossos corações. Ao profº Marcelo Ferrucci pela paciência e ensino e a todos os professores pelo empenho e dedicação.
  6. 6. 6 Sumário RESUMO.................................................................................................................................................. 7 ABSTRACT................................................................................................................................................ 7 1 INTRODUÇÃO ....................................................................................................................................... 7 2. JUSTIFICATIVA ..................................................................................................................................... 8 3. OBJETIVO GERAL ................................................................................................................................. 8 4. ABSENTEÍSMO .................................................................................................................................... 9 5. DESMOTIVAÇÕES NO TRABALHO...................................................................................................... 11 5.1 A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ........................................................................................... 12 6. ESTUDO DE CASO .............................................................................................................................. 12 6.1 PROBLEMAS ATUAIS E CAUSAS....................................................................................................... 13 6.2 RESULTADOS OBTIDOS.................................................................................................................... 13 6.3 PROPOSTAS DE MELHORIAS............................................................................................................ 14 CONCLUSÃO .......................................................................................................................................... 15 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ............................................................................................................. 16 ANEXO 1. ............................................................................................................................................... 17
  7. 7. 7 RESUMO O presente trabalho tem por objetivo investigar se a Desmotivação dos colaboradores interfere nas principais causas do absenteísmo dentro de uma empresa. A maioria das organizações tenta resolver o alto índice de absenteísmo através das demissões, esquecendo que o problema poderá ser amenizado através de pequenas ações tais como o reconhecimento e a valorização humana pontuada por pesquisas feitas dentro da própria organização. A motivação é um dos fatores importante dentro das organizações, pois é através dela que se percebe que a melhoria no ambiente de trabalho é essencial para os colaboradores empenharem bem as suas tarefas. Palavras- chave: desmotivação – absenteísmo – motivação - colaboradores ABSTRACT The present study aims to investigate whether the employees Demotivation interferes in the main causes of absenteeism within an organization. Most organizations try to solve the high rate of absenteeism through layoffs, forgetting that the problem can be alleviated through small actions such as recognizing and valuing human punctuated by research done within the organization. Motivation is one of the important factors within organizations, because it is through it that you realize that improving the work environment is essential for employees engage their tasks well. Keywords: demotivation - absenteeism - motivation – employees 1 INTRODUÇÃO Pessoas desmotivadas tendem a instintivamente criar mais motivos para estarem faltando ao trabalho. Cerca de 80% dos colaboradores de empresas e
  8. 8. 8 organizações no Brasil não fazem exatamente aquilo que gostam ou não tem um ambiente de trabalho dos mais propícios. Desses quase a totalidade tende a faltar ao trabalho dando o mínimo sinal de necessidade pessoal. Mas este ponto revela outro ponto estarrecedor, quem alega desmotivação para faltar ao trabalho não conhece o real significado e sentido da palavra “MOTIVAÇÃO”. Motivação, de acordo com os modernos gestores, não deve vir de fora, mas de dentro da pessoa. A capacidade de se auto motivar é uma das mais desejáveis habilidades humanas. Uma pessoa que consegue encontrar a motivação dentro de si mesma rompe barreiras. A auto motivação nasce naturalmente, ela não é buscada nem encontrada, ela é o resultado inevitável de uma vontade, de um desejo ardente e incontrolável. Nada muda se agente não mudar. Colocar-se como vitima da falta de motivação não leva a nada; é preciso que nós mesmos assumamos a responsabilidade por nossa vida e tome as iniciativas necessárias para mudá-la, torná-la mais desafiadora, interessante e prazerosa. Isso é automotivar-se. 2. JUSTIFICATIVA Constado em diversas pesquisas o significado e a importância da automotivação em busca por excelência nas organizações a fim de manter seus objetivos e metas a serem alcançadas. 3. OBJETIVO GERAL Nossa meta é entender os motivos que geram a desmotivação nos funcionários, encontrar e propor soluções. Demonstrar através deste projeto que um funcionário motivado, treinado e qualificado aumenta a proporção de produtividade, reduz a quantidade de materiais danificados e devoluções constantes e trará resultados positivos e gratificantes para a empresa alcançando assim o nível de competência desejado.
  9. 9. 9 4. ABSENTEÍSMO O absenteísmo é usado para explicar as faltas dos colaboradores em sua jornada de trabalho, seja falta ou atraso por algum motivo, é a frequência ou duração de tempo perdido quando os colaboradores não comparecem ao trabalho. Suas causas nem sempre são atribuídas ao colaborador, (doenças, faltas, problemas com locomoção, razões familiares, desmotivação, políticas inadequadas na empresa, supervisão precária da chefia ou gerência, acidente de trabalho). Excluindo-se os motivos de férias, horas de treinamentos e licenças (maternidade, saúde a partir de quinze dias de afastamento). Suas principais causas podem estar ligadas a fatores como organização e condições de trabalho, aos quais afetam a motivação e satisfação dos colaboradores. As ausências dos colaboradores nas organizações provocam distorções quando se refere ao volume e disponibilidade ou atraso de trabalho. O absenteísmo é afetado pela capacidade profissional das pessoas e pela sua motivação, além dos fatores internos e externos. O absenteísmo repercute na produtividade. As causas do absenteísmo precisam ser diagnosticadas para controle político da organização. Para as horas perdidas serem controladas existe um indicador: o absenteísmo. Toda organização pode utilizar uma “fórmula” ou um programa específico para calcular o percentual do absenteísmo, de acordo com sua realidade. A fórmula utilizada para calcular o índice do absenteísmo. Ia = Nhp x 100 Nhp Fonte: Marra 2000
  10. 10. 10 Fórmula De Cálculo De Absenteísmo É A Seguinte: Ia: É O Índice Do Absenteísmo Nhp: Número De Horas Perdidas Nhp: Número De Horas Planejadas Quanto à solução para redução ou eliminação do absenteísmo, vale ressaltar que não existe uma única medida, faz se necessário adotar um conjunto de ações de controle. O absenteísmo gera custos para a organização, tanto direto como indireto, porque ficam menos colaboradores em atividade, além da desmotivação pela sobrecarga de trabalho e prejudica a eficiência e eficácia dos resultados. Se a organização não considerar a rotatividade e o absenteísmo do seu pessoal, o seu planejamento de RH estará furado, se, por exemplo, o índice de rotação de pessoal for de 3% e o índice do absenteísmo for de 2%, a organização somente poderá contar com 95% do seu efetivo. Para compensar a sua rotatividade e o absenteísmo – se estes não puderem ser evitados - a organização precisará de 5% a mais de pessoas para manter a sua força de trabalho em 100% (CHIAVENATO, 1992, p. 156). Seu efeito é negativo, onde a falta dos colaboradores diminui a produção. O absenteísmo deve ser conhecido e trabalhado com toda a atenção possível, pois as ações de controle vão impactar em todas as variáveis do negócio, inclusive na produtividade. O absenteísmo tem exigido muito das organizações, devido suas causas são ligadas a vários fatores, que vão desde saúde, gestão de pessoas, entre outros problemas, tornando assim, este tema complexo e difícil de ser gerenciado. As grandes organizações estão incentivando a presença e desestimulando as faltas ao trabalho através de práticas gerenciais e culturais que privilegiam a
  11. 11. 11 participação e ao mesmo tempo desenvolvendo atitudes, valores e objetivos aos colaboradores favoráveis a participação. “Segundo CHIAVENATO (1992, p. 169), as causas de faltas ao trabalho são complexas, afirma: Nem sempre as causas do absenteísmo estão no próprio empregado, mas na organização, na supervisão deficiente, no empobrecimento das tarefas, na falta de motivação e estímulo, nas condições desagradáveis de trabalho, na precária integração do empregado à organização e nos impactos psicológicos de uma direção deficiente”. Como fatores externos, temos as relações familiares, a falta de opção de lazer, higiene, condição social, entre outros. Investir no bem-estar do colaborador é uma responsabilidade social, pois se trata de uma proteção ao próprio negócio, que pode estar se degradando pela não observação adequada da gestão de pessoas. Assim, entende-se que a gestão dos recursos humanos pode ser um grande diferencial estratégico e competitivo entre as organizações. 5. DESMOTIVAÇÕES NO TRABALHO O colaborador desmotivado gera para a organização pontos negativos e um desequilíbrio desestruturando a parte funcional. Devem ser levados em consideração os benefícios, incentivos e treinamentos, pois sem estes cada vez mais os colaboradores estão perdendo o entusiasmo em fazer suas tarefas. Cada membro da organização necessita de um tipo motivação cabem às organizações então fazer um levantamento, afim, de obter resultados para que se trabalhe em cima das necessidades de cada um atendendo um maior numero de pessoas possíveis. Quando perguntamos aos colaboradores: O que mais desmotiva o colaborador dentro de uma organização? Surgem algumas necessidades: A falta de benefícios, incentivos, treinamento, poucas perspectivas de crescimento, baixos salários, assédio moral. Estes são alguns
  12. 12. 12 fatores que podem levar à desmotivação no trabalho, um mal que atinge muita gente e acaba afetando a carreira e o desempenho profissional. Mas há como mudar isso. O primeiro passo, de acordo com especialistas, é ter coragem e, principalmente, responsabilidade na hora de mudar de vida. Mas só estes itens não bastam, são necessários que os ambientes de trabalho sejam agradáveis, e que os colaboradores tenham participações nas decisões, com isso os mesmos se sentiriam responsáveis por cada ação tomada dentro da organização. Além disso, os funcionários passam a se sentir importantes no seu trabalho. Trabalhadores motivados podem ajudar em um bom desempenho empresarial gerando lucratividade para a organização. É preciso também que o líder de trabalho esteja motivado e passe a ser um facilitador das relações, é necessário que o colaborador receba elogios, pois às vezes uma palavra motiva mais de que uma gratificação. 5.1 A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO A qualidade de vida no trabalho está ligada à motivação dos colaboradores, para isso é necessário criar um ambiente onde as pessoas possam se sentir bem com a liderança, com elas mesmas e entre seus colegas de trabalho, e estar confiantes na satisfação das próprias necessidades, ao mesmo tempo em que cooperam com o grupo. Quando uma organização passa a ter mais qualidade de vida, hà redução do absenteísmo, redução da fadiga, motivação maior pelos colaboradores, comprometimento, maior produtividade, trabalho em equipe, redução de custos com assistência médica e um bom relacionamento familiar. 6. ESTUDO DE CASO
  13. 13. 13 O estudo de caso foi realizado em uma Empresa cujo ramo de atividade é industrialização e comercio de produtos de borracha. 6.1 PROBLEMAS ATUAIS E CAUSAS Líder e R.H devem estar agindo em conjunto, muitos sentem falta de uma estrutura de cargos e salários (necessidade de auto - realização), prova dessa desmotivação são os números atuais de faltas e atrasos da organização. É Preciso incentivar o crescimento e a mudança da mentalidade dos colaboradores, e principalmente a cultura de faltar para conseguir ser mandado embora e receber o seguro desemprego. A organização está preocupada com isso, mas é necessário procurar saídas para mudar o quadro atual, seja através da persuasão, através de incentivos, ou através de mudanças na maneira de lidar com as pessoas. 6.2 RESULTADOS OBTIDOS Aplicamos uma pesquisa diretamente com os colaboradores que somaram 40 no total com 10 perguntas voltadas a motivação e desmotivação no trabalho. Os resultados mostraram que a causa das faltas seria a desmotivação. A pesquisa mostra que os colaboradores estão desmotivados o bastante para serem alvos da rotatividade na organização, e que eles sentem falta de reconhecimento, salário e de incentivos. Entre todos os entrevistados observa-se que 40% enquadram-se na faixa etária entre 25 anos a 34 anos, esta faixa etária normalmente representa pessoas que estão em busca de amadurecimento e crescimento profissional. De todos os entrevistados 60% tem como grau de escolaridade o ensino médio, isso mostra que os mesmos precisam de mais qualificações. 100% dos entrevistados
  14. 14. 14 declaram que a desmotivação influência a rotina de trabalho, para eles é necessário estar motivados para um bom desempenho. 6.3 PROPOSTAS DE MELHORIAS Vamos propor que haja mais atenção para os colaboradores, ao ambiente de trabalho, demonstrar que a produção é importante, mas o colaborador também é muito importante, pois sem colaboradores não há produção. Só os benefícios não adiantam, os colaboradores têm que sentir parte da organização, fazer uma confraternização talvez a cada semestre, lembrando que não se deve comprar o colaborador e sim motivá-lo. Verificar a possibilidade de fazer um reajuste na remuneração de salário. A organização pode oferecer incentivos em troca de um bom resultado de seus colaboradores fazendo que os mesmos se mantenham nesse grau de desempenho. • Premiações por alcançarem as metas; • Comissão sobre totalidade de vendas; • Viagens; A organização tem que incentivar a formação e capacitação da cada colaborador. Fazer com que os profissionais tenham capacitações (treinamentos) proporcionando maior conhecimento da atividade e deixando- os confiantes nas suas atribuições, é investir nisso para que alcancem um melhor resultado e diferenciem – se de seus concorrentes. • Cursos; • Palestras; • Feiras; Mudar o ambiente, ter um líder responsável, que saiba lidar com as pessoas, implantar a caixa de sugestões e pesquisas em cada setor para que os colaboradores ajudem na melhoria da organização, com isso ela poderá ter mais produtividade.
  15. 15. 15 Oferecer uma bonificação para aqueles que se destacarem na produção, ou seja, aqueles que mais produzirem, pode ser oferecido um almoço com a diretoria da organização. CONCLUSÃO Alguns quesitos devem ser revistos e melhorados para que reduza o alto índice de absenteísmo na organização estudada. Os maiores índices de insatisfação apontados pelos colaboradores se referem à falta de reconhecimento, salários e incentivos. Com o resultado final da pesquisa, fazem-se necessárias algumas sugestões: conscientizar os gestores da implantação de melhores benefícios oferecidos; valorizar mais seus colaboradores, dando-lhes oportunidades de crescimento profissional; implantar programas e atividades de lazer fora do ambiente de trabalho, o que proporcionará integração entre os colaboradores e aumentando a motivação da equipe. As organizações devem se preocupar cada vez mais com a falta de motivação dos seus colaboradores, uma vez que os mesmos não estão satisfeitos, refletirão essa insatisfação na sua produtividade. A motivação no trabalho busca integrar o colaborador ao seu ambiente de trabalho satisfatoriamente, afim de que haja um equilíbrio entre sua vida pessoal e profissional. As formas de gestão baseadas na motivação podem trazer melhorias significativas para a satisfação dos colaboradores e para os resultados da organização, com isto, produtividade, motivação e comprometimento elevam- se, aumentando o desempenho da organização. Para finalizar, podemos concluir que os objetivos do presente estudo foram alcançados, na medida em que se conseguiu mensurar o grau de satisfação dos colaboradores da organização pesquisada e quais os fatores que estavam
  16. 16. 16 gerando a insatisfação, em relação aos principais elementos interligados ao absenteísmo, a desmotivação. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CHIAVENATTO, idalberto. Recursos humanos. ed. são paulo: atlas, 1992. CHIAVENATTO, idalberto. Remuneração benefícios e relações de trabalho. Como reter talentos na organização. 6. ed. manole. CHIAVENATTO, idalberto. Introdução à teoria geral de administração 4. ed são paulo. makron. 1993. MASLOW, abraham h. Motivação e personalidade. new york. harper&row.1954. MAXIMIANO, A. C. A. Gerência de trabalho de equipe. são paulo: pioneira, 1986. SILVA walmir rufino da e RODRIGUES claudia medianeira cruz Motivação nas Organizações, ano: 2007/editora atlas/ / pags. 28 e 29. VERGARA, s.c. Gestão de pessoas. 2. ed. são saulo:atlas, 2000. VROOM. victor h. Gestão de Pessoas Não de Pessoal, ano 1981/editora elsevier pag. 5.
  17. 17. 17 ANEXO 1. QUESTIONÁRIO SOBRE A MOTIVAÇÃO E DESMOTIVAÇÃO NA ORGANIZAÇÃO. 1- Idade: [ ] Menos de 25 [ ]25 – 34 [ ]35 – 44 [ ]Mais de 45 2 - Sexo: [ ] Masculino [ ] Feminino 3 - Grau de escolaridade: [ ] Primário [ ] Ensino Fundamental [ ] Ensino médio [ ] Superior 4 - Trabalha como: [ ] Ajudante geral [ ] Supervisor [ ] Líder 5 - Qual é o seu grau de motivação no emprego: [ ] Muito Desmotivado [ ] Desmotivado [ ] Motivado [ ] Muito Motivado Porquê? ______________________________________________________ 6- Quais são para você, os benefícios da motivação? [ ] Maior produtividade [ ] Maior desempenho [ ] Maior confiança Redução de faltas [ ] 7 – Quais os fatores que geram desmotivação no ambiente de trabalho? [ ] Segurança [ ] Realização [ ] Salário [ ] Condições de Trabalho [ ] Promoção [ ] Formação [ ] Reconhecimento [ ] Outros __________ 8 – Em sua opinião, o trabalho em equipe influência na motivação? [ ] Sim [ ] Não 9 - Partindo do princípio que uma promoção é um fator de motivação, indique três atitudes comportamentais que no teu ponto de vista sejam fundamentais para atingir esse objetivo. [ ] Capacidade de inovação [ ] Gestão de Stress [ ] Bom Desempenho [ ] Capacidade de Avaliação [ ] Pro atividade [ ] Assiduidade 10 – Em sua opinião, existe relação entre as faltas no ambiente do trabalho com a desmotivação? [ ] Sim [ ] Não PorQuê? _______________________________________________________

×