PESQUISAA Organização EmpreendedoraIntroduçãoEm      pesquisa publicada pela Harvard                                      ...
Caracterização da AmostraUm total de 146 empresas responderam aos questionários                                As empresas...
Formalização Estratégica e DesempenhoO desempenho das empresas será aprofundado no segundo estudo da pesquisa, comparando ...
Os Resultados e o Desafio...                       Destacada                          1%    Potencial                     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pesquisa organização empreendedora

1.887 visualizações

Publicada em

Pesquisa realizada no Programa PAEX - Parceiros para Excelência da Fundação Dom Cabral

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.887
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pesquisa organização empreendedora

  1. 1. PESQUISAA Organização EmpreendedoraIntroduçãoEm pesquisa publicada pela Harvard Estratégia Outros desaprovada obstáculosBusiness Review, as empresas se mostraram Liderança 2% 2%longe de obter bom desempenho financeiro sem empenho 5% Recursos inadequadosa partir de suas estratégias. O que emerge Fraca liderança sênior ou inexistentesdos resultados da pesquisa é uma seqüência 7% 21%de eventos mais ou menos assim: as Conseqüências ou prêmiosestratégias são aprovadas, mas mal inadequados para fracassocomunicadas. Isso, por sua vez, torna quase ou sucessoimpossível a conversão da estratégia em 8%iniciativas e planos específicos de alocação Precária comunicação Monitoramento da estratégiade recursos. Os níveis mais operativos da inadequado do desempenho 14%organização não sabem o que fazer, comofazer e quando fazer. Até porque o seu bônus 8%anual está atrelado ao desempenho de curtoprazo. Logo, os resultados previstos nunca se Silos e culturaconcretizam. E, como ninguém pode ser organizacional Falta de clareza na definição de medidas impedem a execuçãopenalizado por desempenhos futuros e pela exigidas para execução 10%“defasagem estratégica”, o ciclo de mau Falta de clareza na responsabilidade 12%desempenho se repete, às vezes por anos a por execuçãofio, cercado de boas desculpas, justificativas 11%e explicações.A Pesquisa E sta primeira edição da pesquisa “A Organização A busca da competitividade está diretamente relacionada a Empreendedora”, desenvolvida pelo Núcleo de encontrar uma vantagem competitiva sustentável. A Empreendedorismo da Fundação Dom Cabral, em questão central é que as organizações subestimam o parceria com o PAEX, convidou os empresários a potencial de seu pessoal e subutilizam seus talentos. A contar, eles próprios, como avaliam suas organizações realização de resultados no presente e no futuro depende de considerando um modelo de cultura empreendedora. uma equipe alinhada e de uma cultura organizacional que O resultado desse primeiro estudo promova a iniciativa individual e o trabalho em equipe. expõe dados valiosos sobre as características de organizações de alto ORIENTAÇÃO CULTURA ORGANIZACIONAL desempenho. Em sua segunda etapa, EMPREENDEDORA EMPREENDEDORA a pesquisa buscará um maior • Inovação • Capacidade de decisão aprofundamento sobre Gestão Empreendedora, investigando os • Propensão a risco • Tolerância a erros elementos de uma organização com • Proatividade • Recompensas Excelência em Resultados • Autonomia • Suporte Sustentáveis: orientação e cultura • Competitividade • Colaboração organizacional empreendedoras e seus respectivos resultados. RESULTADOS A Organização Empreendedora 1
  2. 2. Caracterização da AmostraUm total de 146 empresas responderam aos questionários As empresas que compõem a amostra total da pesquisadistribuídos durante o Encontro Anual do PAEX 2007. Nesse estão distribuídas, quase que igualitariamente, entre osuniverso, 98% atenderam aos critérios estabelecidos para a diversos portes financeiros, com uma leveparticipação, passando a compor a amostra total do predominância de empresas com 100 a 300 funcionários,estudo, representado expressivamente por empresas de caracterizando, de fato, uma amostra de médiascontrole familiar que atuam no setor de serviços. empresas. Acima de R$5 milhões Setor da Economia ONG / Fund R$150,00 Público Porte Financeiro 10% 1% 1% 14% R$5,00 a R$25,00 Indústria R$50,00 a 29% 39% R$150,00 24% Serviço 59% R$25,00 a R$50,00 23% Acima de 100 N. de Funcionários Tipo de Controle Sub. Investidor Inst. 18% Até 100 6% 0% 31% Cap. Pulv. 11% Familiar 83% 300 a 1000 19% 100 a 300 32%As empresas estão predominantemente na região Sudeste (51%). Outro dado relevante está relacionado ao tempo deatuação das empresas: 48% na faixa de 10 a 30 anos. Tempo de Atuação Nordeste 10 anos 10% 21% 30 anos Regiões Centro-Oeste 31% 7% Sudeste 51% Sul 32% 10 a 30 anos 48% 2 A Organização Empreendedora
  3. 3. Formalização Estratégica e DesempenhoO desempenho das empresas será aprofundado no segundo estudo da pesquisa, comparando setores e organizaçõescom informações quantitativas. A avaliação das empresas participantes é de que 54% estão com desempenho na médiado setor. Chama a atenção o fato de que ainda 24% das empresas adotam um planejamento informal, ou não adotam umProjeto Estratégico. Se cruzarmos as informações oferecidas, somente 3% da amostra total das empresas semplanejamento estratégico têm desempenho acima da média do setor. Desempenho no Setor Abaixo Projeto Estratégico Informal 16% Acima 16% 30% Não 8% Média Sim 54% 76%Avaliação Geral – Classificação das Empresas Pesquisadas Situação Emergentes e Necessidades de Destacados e de indiferenciada com potencial melhoria grande potencial no mercado abaixo de 50% entre 50% e 70% acima de 80% acima de 90% O resultado demonstra Não foram detectados Sua organização apresenta Sua organização conta com pouca atenção em relação sinais de mentalidade sinais de clima favorável ao um ambiente à inovação e ao ambiente empreendedora, e a empreendedorismo e à empreendedor empreendedor. A questão da inovação ainda inovação, mas ainda pode caracterizado pela organização poderia obter é pouco trabalhada na avançar na direção de um inovação, trabalho em maiores vantagens e organização. ambiente mais equipe, proatividade e resultados decorrentes da empreendedor. busca da melhoria contínua utilização dessas práticas. dos processos. 1. Aceitação de riscos e fracassos 2. Proatividade Fatores Pesquisados 3. Criatividade, idéias e inovação Considerando os 12 fatores ao 4. Clima de colaboração lado na avaliação das 143 5. Suporte financeiro a projetos novos empresas participantes, somente 6. Suporte a projetos experimentais 1% se destaca como um 7. Desenvolvimento de novos projetos e promoções ambiente empreendedor, sendo 8. Capacidade de inovação como elemento da performance que a maioria significativa, 55%, 9. Liberdade de decisão por novos projetos encontra-se numa situação 10. Tempo de decisão indiferenciada. 11. Taxa de “novos produtos” 12. Taxa de “produtos inexistentes no mercado A Organização Empreendedora 3
  4. 4. Os Resultados e o Desafio... Destacada 1% Potencial O presidente tem um importante papel na criação de um contexto 19% Melhoria unificador na organização. Por sua visão e valores, ele(a) é capaz de 25% impregnar de significados as interações, gerando uma espécie de “aroma” corporativo que orienta os relacionamentos e que produz impactos sobre a conduta e a atitude das pessoas. É como alguém que entre em todos os escritórios, que caminhe pelos corredores, pelo depósito, que capte o aroma e se detenha para observar o comportamento das pessoas... Ele(a) inspira e mantém o comprometimento das pessoas com os Indiferenciada 55% objetivos compartilhados e, ao mesmo tempo, é sutilmente hábil em evitar eventuais disputas de poder que naturalmente decorrem do incentivo à iniciativa e ao espírito empreendedor. Tais disputas podem produzir mais conflitos que os gerados anteriormente, quando predominava a doutrina dos “feudos” e de seus senhores feudais... Próximos Passos da PesquisaA primeira pesquisa realizada durante o Encontro Anual do PAEX terá uma seqüência para validação dos resultados. Aavaliação individual que sua empresa recebeu representa o ponto de vista do respondente do primeiro questionário. Casoseja de seu interesse ampliar e qualificar melhor essa avaliação, entre em contato com Lucas Calais Ferreira(lucascalais@fdc.org.br), que discutirá o procedimento para sua participação na segunda fase da pesquisa.Lembramos que a participação é gratuita e ajudará a sua organização a ser avaliada com maior precisão. Nessa segunda faseda pesquisa, o questionário será ampliado, para permitir um melhor diagnóstico das oportunidades de melhoria.EquipeAfonso Otávio Cozzi Luis Augusto Lobão MendesMestre em Administração, pela Pontifícia Universidade Católica Mestre em Engenharia de Produção, pela Universidade Federal de Santa Catarina,de Minas Gerais, Brasil, 2004. Brasil, 2002.Professor de Empreendedorismo da FDC. Professor nas áreas de Estratégia Empresarial, Gestão de Processos, Gestão do ClimaAutor de “A consultoria empresarial no Brasil e a experiência do Sebrae”, 1976, Organizacional, Remuneração Variável e Gestão da Performance da Fundação Dom Cabral.“Modernização empresarial na pequena e média empresa”, 1977, e “A Organização Palestrante internacional com mais de uma centena de projetos estratégicos realizados.empreendedora: um estudo de caso no Grupo Gerdau”, 2004. Co-autor de Dezena de artigos publicados, colunista e conselheiro editorial da revista CRN.“Innovation and entrepreneurship in Brazilian small and medium enterprise network”, Áreas de interesse em pesquisa: Planejamento Estratégico, Modelos de Gestão e Análise de2003, e “Desenvolvendo a capacidade empreendedora de uma organização”, 2004. Performance Empresarial.Lucas Calais Ferreira Valéria MariaGraduando em Administração, pela Faculdade de Ciências Economista, doutora em Políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação, pelaEconômicas/Universidade Federal de Minas Gerais. Universidade de Sussex (SPRU), Inglaterra, mestra em Sociologia, pela UFPE,Bolsista na área de Empreendedorismo Corporativo. e especialista em Teoria Econômica, pela UFMG.Co-autor de textos técnicos para o Núcleo de Empreendedorismo. Pesquisadora do Núcleo de Empreendedorismo da FDC e especialista em Empreendedorismo Corporativo e Tecnológico, Sistemas de Inovação em Biotecnlogia, Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) e Economia da Cultura. Professora-pesquisadora do Mestrado Acadêmico em Administração da Faculdade Novos Horizontes.Publicações do Núcleo de Empreendedorismo da FDC– Empreendedorismo de Base Tecnológica. Afonso Otávio Cozzi, Valéria M. M. Júdice, Fernando Dolabela, Louis Jacques Filion– O empreendedorismo tecnológico, ambiente e cultura de negócios no Brasil. Valéria M. M. Júdice, Maria Celeste Reis Lobo de Vasconcelos– FDC e Jardim Canadá: uma experiência comunitária inovadora. Afonso Otávio Cozzi, João Carlos Firpe Penna– Preparing responsible entrepreneurs for today and for tomorrow. Carlos Alberto Arruda de Oliveira, Afonso Otávio Cozzi– Projeto spin-offs corporativos. Afonso Otávio Cozzi, Louis Jacques Filion, Fernando Dolabela, Cândido Borges, Edmilson de Oliveira Lima, Valéria M. M. Júdice, Daniel M. Mendes, Luana de Albuquerque Dapiève– Perfil empreendedor dos gestores de empresas incubadas: um estudo de caso. Léo F. C. Bruno, Luciana Oliveira do Valle– Onde está o capital empreendedor. Afonso Cozzi– Desenvolvendo a capacidade empreendedora de uma organização. Afonso Otávio Cozzi, Carlos Arruda– Innovation and entrepreneurship in a Brazilian SME network. Linda Goulart, Afonso Otávio Cozzi, Carlos Arruda 4 A Organização Empreendedora

×