MÓDULO I: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO ESPIRITISMOMÓDULO I: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO ESPIRITISMO
ROTEIRO 1: O CONTEXTO HISTÓRICO...
INTRODUÇÃOAOESTUDODOESPIRITISMOINTRODUÇÃOAOESTUDODOESPIRITISMO
2
1.1. O contexto histórico doO contexto histórico do
Sécul...
• (1694-1778)
• Pseudônimo de
François-Marie
Arouet.
• Foi um importante
ensaísta, escritor e
filósofo iluminista
francês....
• Influenciado, no campo da ideias, pelo cientista Isaac
Newton e pelo filósofo John Locke.
• Importante pensador do ilumi...
• Defendia as liberdades civis (de expressão, religiosa e de
associação).
• Defensor do livre comércio, contra o controle ...
• O ensaio sobre os costumes (1756)
apresenta a ideia de progresso da razão sobre as trevas.
• A filosofia da história :
e...
VOLTAIRE–SOBREOSANIMAISVOLTAIRE–SOBREOSANIMAIS Voltaire respondeu a Descartes no seu livro
Dicionário filosófico:
Que inge...
8
• (1689- 1755)
• Charles-Louis de
Secondat, barão de La
Brède e de
Montesquieu, conhecido
como Montesquieu
• Filósofo, p...
• Cartas Persas (Lettres persanes): critica os costumes,
as instituições políticas e os abusos da Igreja Católica e do
Est...
• Teoria da Separação dos Poderes,
atualmente consagrada em
muitas das modernas
constituições internacionais. (2)
• A auto...
11
A pessoa que fala sem
pensar, assemelha-se ao
caçador que dispara sem
apontar.
Quanto menos os homens
pensam, mais eles...
• (1712 -1778)
• Jean-Jacques Rousseau
foi um importante
filósofo, teórico político
e escritor suíço.
• Nasceu em Genebra
...
• Discurso Sobre as Ciências e as Artes: rompeu com
o otimismo do Séc. das Luzes
• Discurso Sobre a Origem da Desigualdade...
O homem é bom por natureza.
É a sociedade que o corrompe.
O homem nasce livre, e em toda
parte é posto a ferros .
Quem se ...
• 1713 - 1784
• Escritor,
enciclopedista e
filósofo francês do
século XVIII.
• Romancista, contistas
e crítico de arte.
• ...
• Sua grande obra foi a
elaboração editorial da
"Enciclopédia", em
parceria com
d'Alembert.
• Obra coletiva composta
de 20...
• Enciclopédia
• A religiosa
• O sobrinho de Rameau
• Pensamentos
Filosóficos
• Ensaio sobre a pintura
• Cartas sobre os c...
O homem só será livre quando o último
déspota for estrangulado com as
entranhas do último padre. (7)
Cuidado com qualquer ...
19
D’ALEMBERTD’ALEMBERT • (1717-1783)
• Jean Le Rond
d'Alembert
• Nasceu em Paris
(França)
• famoso pelo enunciado
de um p...
• As suas pesquisas no campo
da mecânica e da astronomia
representaram um contributo
fundamental para o avanço
da ciência....
• Embora aceitando as
tendências racionalistas
e individualistas do
Iluminismo, diferia da
maior parte de seus
companheiro...
22
BIBLIOGRAFIABIBLIOGRAFIA1. Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita – Programa Fundamental – Tomo
I, FEB, 2010
2. http...
Muito obrigada!
deni.aguiar.silva@gmail.com
2013
23
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Contexto histórico da Doutrina Espírita. Filósofos

731 visualizações

Publicada em

OBJETIVO GERAL: Propiciar conhecimentos gerais a Doutrina Espírita
ROTEIRO 1: Contexto Histórico do século XIX na Europa
Objetivo: Identificar o contexto Histórico do século XIX na Europa, por ocasião do surgimento da Doutrina Espírita

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
731
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Filósofos Iluministas reunidos no salão de madame Geoffrin
    Museu Nacional do Castelo de Malmaison, Rueil-Malmaison
    http://www.terminartors.com/artworkprofile/Lemonnier_Anicet-Charles-Gabriel-In_the_Salon_of_Madame_Geoffrin_in_1755
  • O francês Eugène Delacroix é considerado um pintor romântico por excelência. Sua tela “A Liberdade guiando o povo” reúne o vigor e o ideal românticos em uma obra que estrutura-se em um turbilhão de formas. O tema são os revolucionários de 1830 guiados pelo espírito da Liberdade (retratados aqui por uma mulher carregando a bandeira da França).
    Romantismo foi um movimento artístico, político e filosófico surgido nas últimas décadas do século XVIII na Europa que perdurou por grande parte do século XIX. Caracterizou-se como uma visão de mundo contrária ao racionalismo e ao iluminismo[1] e buscou um nacionalismo que viria a consolidar os estados nacionais na Europa.
    Inicialmente apenas uma atitude, um estado de espírito, o Romantismo toma mais tarde a forma de um movimento, e o espírito romântico passa a designar toda uma visão de mundo centrada no indivíduo. Os autores românticos voltaram-se cada vez mais para si mesmos, retratando o drama humano, amores trágicos, ideais utópicos e desejos de escapismo. Se o século XVIII foi marcado pela objetividade, pelo Iluminismo e pela razão, o início do século XIX seria marcado pelo lirismo, pela subjetividade, pela emoção e pelo eu.
    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Romantismo
  • http://www.suapesquisa.com/biografias/voltaire.htm
  • http://www.suapesquisa.com/biografias/voltaire.htm
  • http://www.suapesquisa.com/biografias/voltaire.htm
  • Contexto histórico da Doutrina Espírita. Filósofos

    1. 1. MÓDULO I: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO ESPIRITISMOMÓDULO I: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO ESPIRITISMO ROTEIRO 1: O CONTEXTO HISTÓRICO DO SÉCULO XIX NA EUROPAROTEIRO 1: O CONTEXTO HISTÓRICO DO SÉCULO XIX NA EUROPA ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITAESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA PROGRAMA FUNDAMENTAL - TOMO IPROGRAMA FUNDAMENTAL - TOMO I 1 FILÓSOFOSFILÓSOFOS
    2. 2. INTRODUÇÃOAOESTUDODOESPIRITISMOINTRODUÇÃOAOESTUDODOESPIRITISMO 2 1.1. O contexto histórico doO contexto histórico do Século XIX na EuropaSéculo XIX na Europa  GovernantesGovernantes  FilósofosFilósofos  PintoresPintores  MúsicosMúsicos  EscritoresEscritores  CientistasCientistas 1.1. Espiritismo ou DoutrinaEspiritismo ou Doutrina Espírita: conceito e objetoEspírita: conceito e objeto 2.2. Tríplice Aspecto daTríplice Aspecto da Doutrina EspíritaDoutrina Espírita 3.3. Pontos Principais daPontos Principais da Doutrina EspíritaDoutrina Espírita
    3. 3. • (1694-1778) • Pseudônimo de François-Marie Arouet. • Foi um importante ensaísta, escritor e filósofo iluminista francês. • Nasceu na cidade de Paris (França). • Durante sua vida escreveu diversos ensaios, romances, poemas e até peças de teatro. (2) 3 VOLTAIREVOLTAIRE
    4. 4. • Influenciado, no campo da ideias, pelo cientista Isaac Newton e pelo filósofo John Locke. • Importante pensador do iluminismo francês e suas ideias influenciaram muito nos processos da Revolução Francesa e de Independência dos Estados Unidos. • Criticou as instituições políticas da monarquia, combatendo o absolutismo.(2) 4 VOLTAIRE-PENSAMENTOSVOLTAIRE-PENSAMENTOS
    5. 5. • Defendia as liberdades civis (de expressão, religiosa e de associação). • Defensor do livre comércio, contra o controle do estado na economia.(2) • O combate de Voltaire é o da RAZÃO e das LUZES (o evangelho da razão) , de modo irônico e causticante, contra todas as intolerâncias. (9) 5 VOLTAIRE-PENSAMENTOSVOLTAIRE-PENSAMENTOS
    6. 6. • O ensaio sobre os costumes (1756) apresenta a ideia de progresso da razão sobre as trevas. • A filosofia da história : elabora uma história do espírito humano contra as forças obscurantistas que se resumem na religião e faz uma apologia da razão contra a idiotice e a crença. • O dicionário filosófico (1764) luta contra a “infame” – verbete Cristianismo, perseguição, supertição – e defensor da liberdade e da monarquia constitucional – verbete liberdade, Estado, leis... (2) 6 VOLTAIRE-OBRASVOLTAIRE-OBRAS
    7. 7. VOLTAIRE–SOBREOSANIMAISVOLTAIRE–SOBREOSANIMAIS Voltaire respondeu a Descartes no seu livro Dicionário filosófico: Que ingenuidade, que pobreza de espírito, dizer que os animais são máquinas privadas de conhecimento e sentimento, que procedem sempre da mesma maneira, que nada aprendem, nada aperfeiçoam! (...) Bárbaros agarram esse cão, que tão prodigiosamente vence o homem em amizade, pregam-no em cima de uma mesa e dissecam vivo para mostrarem-te suas veias mesentéricas. Descobres nele todos os mesmos órgãos de sentimentos de que te gabas. Responde-me maquinista, teria a natureza entrosado nesse animal todos os órgãos do sentimento sem objetivo algum? Terá nervos para ser insensível? (10) 7
    8. 8. 8 • (1689- 1755) • Charles-Louis de Secondat, barão de La Brède e de Montesquieu, conhecido como Montesquieu • Filósofo, político e escritor francês. • Nasceu na cidade de Bordeaux (França). • É considerado um dos grandes filósofos do iluminismo. (11) MONTESQUIEUMONTESQUIEU
    9. 9. • Cartas Persas (Lettres persanes): critica os costumes, as instituições políticas e os abusos da Igreja Católica e do Estado absolutista na França da época. • O Espírito das Leis (L'Esprit des lois): discute a respeito das instituições e das leis (...) tornou-se na fonte das doutrinas constitucionais liberais, que repousam na separação dos poderes legislativo, executivo e judiciário. 9 MONTESQUIEU-OBRASMONTESQUIEU-OBRAS
    10. 10. • Teoria da Separação dos Poderes, atualmente consagrada em muitas das modernas constituições internacionais. (2) • A autoridade do governo deveria ser dividida em 3 ramos naturais: o poder legislativo, executivo e o judiciário. • Sempre que se permite que dois ou mais desses poderes sejam enfeixados nas mesmas mãos a liberdade perece. (7) 10 MONTESQUIEU-MONTESQUIEU-L'ESPRITDESLOISL'ESPRITDESLOIS
    11. 11. 11 A pessoa que fala sem pensar, assemelha-se ao caçador que dispara sem apontar. Quanto menos os homens pensam, mais eles falam. Só o poder limita o poder. Nas mulheres jovens, a beleza supre o espírito. Nas velhas, o espírito supre a beleza MONTESQUIEU-FRASESMONTESQUIEU-FRASES
    12. 12. • (1712 -1778) • Jean-Jacques Rousseau foi um importante filósofo, teórico político e escritor suíço. • Nasceu em Genebra (Suíça). • É considerado um dos principais filósofos do iluminismo, sendo que suas ideias influenciaram a Revolução Francesa (1789). (12) 12 ROUSSEAUROUSSEAU
    13. 13. • Discurso Sobre as Ciências e as Artes: rompeu com o otimismo do Séc. das Luzes • Discurso Sobre a Origem da Desigualdade Entre os Homens: deu notoriedade e lhe causou problemas: polemizou com Voltaire e outros • Do Contrato Social: o levou a exilar-se na Suíça e na Inglaterra... 13 ROUSSEAU-OBRASROUSSEAU-OBRAS
    14. 14. O homem é bom por natureza. É a sociedade que o corrompe. O homem nasce livre, e em toda parte é posto a ferros . Quem se julga o senhor dos outros não deixa de ser tão escravo quanto eles. A maioria de nossos males é obra nossa e os evitaríamos, quase todos, conservando uma forma de viver simples, uniforme e solitária que nos era prescrita pela natureza. A única instituição que ainda se constitui natural é a Família. 14 OBRASEFRASESOBRASEFRASES
    15. 15. • 1713 - 1784 • Escritor, enciclopedista e filósofo francês do século XVIII. • Romancista, contistas e crítico de arte. • Nasceu na cidade francesa de Langres (França). • Considerado uma das principais figuras do Iluminismo. (9) 15 DENISDIDEROTDENISDIDEROT
    16. 16. • Sua grande obra foi a elaboração editorial da "Enciclopédia", em parceria com d'Alembert. • Obra coletiva composta de 20 volumes e tentando congregar a totalidade dos saberes existentes • Obra aberta ao progresso indefinido dos conhecimentos humanos. (9) 16 DENISDIDEROT-ENCYCLOPÉDIEDENISDIDEROT-ENCYCLOPÉDIE
    17. 17. • Enciclopédia • A religiosa • O sobrinho de Rameau • Pensamentos Filosóficos • Ensaio sobre a pintura • Cartas sobre os cegos • Pensamentos sobre a interpretação da natureza • Ensaio sobre os reinos de Cláudio e de Nero17 DENISDIDEROT-OBRASDENISDIDEROT-OBRAS
    18. 18. O homem só será livre quando o último déspota for estrangulado com as entranhas do último padre. (7) Cuidado com qualquer pessoa que queira trazer a ordem. A vida selvagem é tão simples, e as nossas sociedades são máquinas tão complicadas! Mil homens que não temem por suas vidas, são mais formidáveis do que 10 mil que temem por sua fortuna. (14) A liberdade é um presente do céu. 18 DENISDIDEROT-FRASESDENISDIDEROT-FRASES
    19. 19. 19 D’ALEMBERTD’ALEMBERT • (1717-1783) • Jean Le Rond d'Alembert • Nasceu em Paris (França) • famoso pelo enunciado de um princípio básico de mecânica, conhecido como princípio de d'Alembert. (2) • Foi um expoente no desenvolvimento teórico da física e da matemática.
    20. 20. • As suas pesquisas no campo da mecânica e da astronomia representaram um contributo fundamental para o avanço da ciência. • Teve também um papel fundamental na elaboração do projeto da “Encyclopédie”, dirigida por Diderot, onde foi responsável pela redação de diversos artigos e pela elaboração do prefácio. • Depois de uma ruptura com Diderot, d'Alembert dedicou- se às Letras e às Artes. (15) 20 D’ALEMBERTD’ALEMBERT
    21. 21. • Embora aceitando as tendências racionalistas e individualistas do Iluminismo, diferia da maior parte de seus companheiros por defender a difusão das novas doutrinas entre o povo. • A única garantia de progresso estava no esclarecimento universal. (7) 21 D’ALEMBERTD’ALEMBERT
    22. 22. 22 BIBLIOGRAFIABIBLIOGRAFIA1. Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita – Programa Fundamental – Tomo I, FEB, 2010 2. http://www.suapesquisa.com/biografias/voltaire.htm, 04/03/2013 – 20:31 3. http://www.brasilescola.com/biografia/francois-quesnay.htm, 04/03/2013 – 21:36 4. http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/EcFrQnay.html, 04/03/2013 – 21:40 5. http://www.corecon-rj.org.br/Grandes_Economistas_Resultado.asp?ID=131, 04/03/2013 – 21:55 6. http://www.algosobre.com.br/biografias/francois-quesnay.html, 04/03/2013 – 22:15 7. BURNS, Edward McNall. História da Civilização Ocidental: do homem das cavernas às naves espaciais – v.2, 40ª edição, São Paulo: Globo, 2001. 8. http://pt.wikipedia.org - 08/03/2013 - 21:30 9. JAPIASSÚ, Hilton. Dicionário básico de Filosofia. Hilton Japiassú e Danilo Marcondes. 4ª ed. RJ, 2006. 10. http://animaiseoespiritismo.blogspot.com.br/2011/04/carta-de-voltaire- descartes.html 11. http://pt.wikipedia.org/wiki/Montesquieu, 15/03/2013 12. http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Jacques_Rousseau, 16/03/2013 – 16:37 13. http://pt.wikipedia.org/wiki/Denis_Diderot, 16/03/2013 – 19:44 14. http://www.suapesquisa.com/biografias/diderot.htm, 16/03/2013 – 20:53 15. http://www.e-escola.pt/personalidades.asp?nome=dalembert-jean-le-rond, 16/03/2013 – 21:04
    23. 23. Muito obrigada! deni.aguiar.silva@gmail.com 2013 23

    ×