TDAH

5.229 visualizações

Publicada em

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.229
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
158
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

TDAH

  1. 1. TDAHTranstorno do déficit de atenção com hiperatividade Professora: Cristiane Calçado
  2. 2. O que é o TDAH? O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) éum transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece nainfância e freqüentemente acompanha o indivíduo por toda a sua vida. Elese caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade.Ele é chamado às vezes de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). Eminglês, também é chamado de ADD, ADHD ou de AD/HD.
  3. 3. QUAIS SÃO OS SINTOMAS DE TDAH? O TDAH se caracteriza por uma combinação de dois tipos desintomas:1) Desatenção2) Hiperatividade-impulsividade
  4. 4. CARACTERÍSTICAS1. Não consegue prestar muita atenção a detalhes ou comete erros por descuido nos trabalhos da escola ou tarefas;2. Tem dificuldade de manter a atenção em tarefas ou atividades de lazer;3. Parece não estar ouvindo quando se fala diretamente com ele;4. Não segue instruções até o fim e não termina deveres de escola, tarefas ou obrigações;5. Tem dificuldade para organizar tarefas e atividades;6. Evita, não gosta ou se envolve contra a vontade em tarefas que exigem esforço mental prolongado;7. Perde coisas necessárias para atividades (p. ex: brinquedos, deveres da escola, lápis ou livros);8. Distrai-se com estímulos externos;9. É esquecido em atividades do dia-a-dia;
  5. 5. 10. Mexe com as mãos ou os pés ou se remexe na cadeira;11. Sai do lugar na sala de aula ou em outras situações em que seespera que fique sentado;12. Corre de um lado para outro ou sobe demais nas coisas emsituações em que isto é inapropriado;13. Tem dificuldade em brincar ou envolver-se em atividades delazer de forma calma;14. Não pára ou freqüentemente está a “mil por hora”;15. Fala em excesso;16. Responde as perguntas de forma precipitada antes delasterem sido terminadas;17. Tem dificuldade de esperar sua vez;18. Interrompe os outros ou se intromete (p.ex. mete-se nasconversas / jogos).
  6. 6. HIPERATIVOS FAMOSOS: Alexander Graham  Elvis Presley  August Rodin Bell  Magic Johnson  Muhammad Anwar Albert Einstein  Michael Jordan al-Sadat Beethoven  John Lennon  Sócrates Bill Cosby  Jonathan Edwards  Michael Jackson Cher (atleta)  Steven Spielberg Tom Cruise  Abraham Lincoln  Leo Tolstoy Kurt Cobain  Wolfgang  Van Gogh Salvador Dali Amadeus Mozart  Michael Phelps Jim Carrey  Napoleon  Michael Johnson Bonaparte Leonardo da Vinci  Isaac Newton Walt Disney  Nostradamus Thomas Edison  Pablo Picasso Galileo Galilei
  7. 7.  6. Lembre-se de que crianças com TDAH buscam limites. Elas precisam que o ambiente estruture o que não conseguem estruturar internamente por conta própria. Faça listas ou tabelas para servir de referência quando se sentem perdidas no que fazem. Elas se beneficiam de lembretes e que as informações sejam repetidas com freqüência. Precisam de instruções, limites, estrutura. 7. Estabeleça regras. Coloque-as por escrito em lugar bem visível. As crianças se sentirão confiantes sabendo o que se espera delas. 8. Repita as instruções. Escreva-as. Exponha-as. As pessoas com TDAH precisam ouvir as coisas mais de uma vez. 9. Faça contato visual. Você pode “trazer de volta” uma criança com TDAH por meio do contato visual. Faça isso com freqüência Um olhar firme pode tirar uma criança de um devaneio, possibilitar uma pergunta ou simplesmente proporcionar uma confirmação silenciosa. 10. Faça com que a criança com TDAH se sente próxima à sua mesa ou onde você passa a maior parte do tempo.Isso evita que a criança fique à deriva, o que constitui um tormento freqüente para ela. 11. Estabeleça limites, fronteiras. Isso se destina a conter e amenizar, não a punir. Faça-o de forma coerente, previsível, com franqueza e prontidão. Não banque o advogado, recaindo em complicadas discussões sobre justiça, pois podem não passar de subterfúgio. Assuma o comando. 12. Tenha um cronograma essencialmente previsível. Afixe-o no quadro negro ou carteira da criança. Refira-se a ele com freqüência. No caso de alterações, avise e prepare bem a criança para isso, pois transições e mudanças são muitas vezes algo perturbador. Anuncie o que vai acontecer, repetindo várias vezes e com antecedência. 13.Tente ajudar a criança a planejar seus próprios horários após o fim das aulas, num esforço de evitar uma das marcas registradas do TDAH: o adiamento. 14. Elimine ou reduza a freqüência de provas com tempo limitado. Não há grande importância educacional em provas com tempo restrito, e é o momento da criança mostrar o que sabe. Inclusive se está aprendendo a manejar seu tempo, sua ansiedade. 15. Dê espaço para válvulas de escape, como sair da sala por alguns instantes. Se isso puder ser incluído nas regras da turma, possibilitará que a criança saia de sala em vez de “perder a aula”, começando assim a aprender importantes ferramentas de auto-observação e automodulação. 16. Em relação ao dever de casa, preocupe-se mais com a qualidade do que com a quantidade. As crianças com TDAH com freqüência precisam de uma redução de carga. Desde que estejam aprendendo os conceitos, devem ter permissão para tal. Elas irão dedicar a mesma quantidade de tempo ao estudo: só não terão que ficar arrancando os cabelos, sendo obrigadas a fazer mais do que lhes é possível. 17. Acompanhe constantemente o progresso. As crianças com TDAH se beneficiam bastante com feedbacks freqüentes, pois isto as ajuda a manter-se no rumo, faz com que saibam o que delas se espera e se estão atingindo suas metas, além de construir um grande incentivo. 18. Subdivida grandes tarefas em tarefas menores. Essa é uma das mais fundamentais técnicas de ensino para crianças para crianças com TDAH. Grandes tarefas facilmente oprimem a criança, fazendo com que retroceda com uma resposta emocional do tipo “nunca serei capaz de fazer isso”. Subdividindo as tarefas em partes manejáveis, fazendo com que cada componente pareça pequeno o bastante para ser realizado, a criança pode esquivar-se à emoção de se sentir oprimida. Em geral essas crianças conseguem fazer muito mais do que imaginam, e com a subdivisão das tarefas o professor possibilita que elas provem isto a si mesmas. 19. Permita-se brincar, divertir-se, não ser exageradamente formal. As pessoas com TDAH adoram brincar, respondendo com entusiasmo. Ajuda a concentrar a atenção tanto da criança quanto a sua. O tratamento envolve tantas coisas cansativas – estrutura, cronogramas, listas, lembretes e regras – e estas coisas não precisam estar consideradas chatas. Humor é saúde. 20. Mais uma vez, cuidado com o excesso de estímulos. Como água prestes a ferver o TDAH pode transbordar. É necessário saber abaixar o fogo rapidamente. 21. Procure e enfatize o sucesso o máximo possível. Essas crianças convivem com tanto fracassos, que precisam ser tratadas da forma mais positiva possível. Beneficiam-se muito de elogios e adoram ser encorajadas. Bebem dessa fonte, crescem com isso, e do contrário murcham e secam. Muitas vezes o aspecto mais devastador não é o TDAH em si, mas os danos secundários causados à auto estima. Portanto alimente bem esta criança com encorajamentos e elogios. 22. Para as crianças a memória é muitas vezes um problema. Ensine a elas pequenos truques, como cartões para refrescar a memória, rimas, códigos e coisas desse tipo. Qualquer pequeno truque que você puder imaginar pode ajudar bastante a melhorar

×