SlideShare uma empresa Scribd logo
1
   Introdução ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ ~~~~~~~~~3
   Animais em vias de extinção em Portugal ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~4
                                Águia Real ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~5
                                Lince Ibérico ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~6
                                Lobo Ibérico ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~7
                                Lontra ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~8
                                Baleia Cachalote ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 9
                                Cegonha-preta ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 10
   Conclusão ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 11
   Bibliografia ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~12
   Trabalho elaborado por: ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 13




                                                                           2
Este tema foi-nos proposto na disciplina de Área de Projecto.
    Com este trabalho pretendemos mostrar-vos que muitas
   espécies de Portugal se encontram em perigo de extinção.
                            Pretendemos dar-vos a conhecer:
                                                 Águia Real

                                               Lince Ibérico

                                                Lobo Ibérico

                                                     Lontra

                                           Baleia Cachalote

                                             Cegonha-preta




                                                                3
Animais em Vias de
Extinção em Portugal

                       4
Nome popular: Águia Real.
  Nome científico: Aquila Chrysaetos.
  Família: Accipitridae.
  Classe: das Aves
  Ordem: Carnívora
  Habitat natural: Habitante das áreas altas e rochosas das Serras
do Marão e da Estrela.
  Alimentação: Alimenta-se de presas que mata e come na ocasião,
quer
  sejam aves, répteis ou pequenos mamíferos
  Tamanho: 95 cm de comprimento e até 2 cm de envergadura(é a
maior das águias).
  Peso: 3,5 kg até 6,125 kg.
  Reprodução: Ovíparo - Cada águia põe, na Primavera dois ou,
raramente,
  três ovos brancos com manchas avermelhadas, donde nascem
  filhotes de penugem branca, que são alimentados de carne
  pelos pais. Ao fim de dois meses, estas aves estão aptas para
  o voo.
  Revestimento: Possui penas de cor castanho escuro, com tons
brancos na
  parte superior e na base das asas.
  Tempo médio de vida: 32 anos em liberdade; máximo de 46 anos
em cativeiro.
  Estado de conservação da espécie: Está em vias de extinção
porque o homem destruiu o seu habitat e insiste em roubar-lhe a sua   5
Nome popular: Lince Ibérico
   Nome científico: Lynx Pardinus
   Família: Felidae
   Classe: dos Mamíferos
   Ordem: Carnívora
   Habitat natural: É uma espécie endémica da Península Ibérica e
vive nas áreas montanhosas recônditas, cobertas por bosque e
matagal, mas gosta das planícies alentejanas, onde existe caça
abundante.
   Alimentação: É um animal carnívoro de temperamento agressivo
e territorial, alimenta-se à base de caça, principalmente coelho bravo
e perdizes.
   Tamanho: Comprimento: 80 cm até 110 cm; mais cauda de 11 a
13 cm.
   Peso: 10 kg até 13 kg.
   Reprodução: O Lince acasala em Janeiro ou Fevereiro e as crias
nascem em Março ou Abril. As crias ficam com a mãe até ela
acasalar           mais        uma        vez        no       Inverno.
Permanecem dentro do território da mãe durante uma média de 20
meses antes de se dispersarem numa distância até 30 km. Os
irmãos ficam juntos durante algum tempo depois de deixarem a
                                  mãe.
Revestimento: Têm o corpo revestido por pêlos. As suas orelhas
caracterizam-se por um tufo de pêlos negros nas extremidades. As
partes superiores são cinzentas arruivadas com manchas escuras
sobre as costas, flancos e patas. A barriga é branca amarelada e a
extremidade da minha cauda é negra.
   Tempo médio de vida: até 13 anos
                                                                         6
   Estado de conservação da espécie: Está em vias de extinção
Nome popular: Lobo Ibérico
  Nome científico: Canis Lúpos Signatus
  Família: Canidae
   Classe: Mamíferos
   Ordem: Carnívora
  Habitat natural: Floresta.
  Alimentação: o seu cardápio é composto principalmente de
javalis, corços, veados, carneiros, galinhas, cabras e animais bem
maiores como vacas e cavalos sendo que suas presas podem
variar muito dependendo das características regionais, em busca
de alimento podem percorrer cerca de 20 a 40 km por dia,
geralmente fazem isso durante a noite. Ocasionalmente também
mata e come cães e aproveita cadáveres que encontra.
  Tamanho: machos podem medir entre 1,40 e 1,80 metros de
comprimento, já as fêmeas em torno de 1,30 a 1,60 metros,
ambos com cerca de 0,70 cm de altura.
  Peso: de 30 a 40 kg para os machos e de 20 a 35 kg para as
fêmeas
  Reprodução: o acasalamento ocorre entre os meses de
Fevereiro e Março, sempre em fim de Inverno e começo de
Primavera. A gestação dura cerca de dois meses, quando então
nascem de 3 a 8 filhotes em cada ninhada
  Revestimento: a pelagem é curta nos membros e entre as
omoplatas forma uma crina eréctil. no Verão o pêlo é curto
predominado a coloração parda. Em Setembro/ Outubro começa
a surgir a pelagem de Inverno, com pêlos maiores e mais
densos.
  Tempo médio de vida: vivem o máximo de 15 anos.
  Estado de conservação da espécie: perseguição directa (por
exemplo: veneno) e o extermínio das suas presas silvestres. O        7
declínio é actualmente agravado pela fragmentação e destruição
Nome popular: Lontra
    Nome científico: Lutra Lutra
    Família: Mustelidae
    Classe: Mamíferos
    Ordem: Carnívora
    Habitat natural: rios e lagos.
   Alimentação: as lontras passam muitas horas à procura de
alimento, pois necessitam de se alimentar frequentemente, e
fazem-no geralmente à noite. A sua alimentação consiste em
animais aquáticos, como peixes e rãs, podendo contudo incluir
também na sua dieta coelhos e roedores.
   Tamanho: a lontra adulta mede de 55 a 120 cm de comprimento
(incluindo a cauda).
   Peso: uma adulta pode pesar até 35 kg.
   Reprodução: O período de gestação da lontra é de cerca de 2
meses e ao fim nascem de 1 a 5 filhotes.
   Revestimento: Esse animal possui uma pelagem com duas
camadas, uma externa e impermeável e outra interna usada para o
isolamento      térmico.      O    corpo  por    sua    vez   é
hidrodinâmico, preparado para nadar em alta velocidade.
   Tempo médio de vida: aproximadamente 20 anos
   Estado de conservação da espécie: A redução da sua espécie
deve-se sobretudo à poluição das águas e à destruição dos seus
habitats naturais.
                                                                  8
Nome popular: Baleia Cachalote
Nome científico: Physeter Macrocephalus
Família: Balaenopteridae
Classe: Mamíferos
Ordem: Carnívora
Habitat natural:
Alimentação: Variedade de peixes, lulas e polvos.
Tamanho: as fêmeas adultas atingem 12 metros e os machos 18 m.
Peso: o peso médio do macho é de cerca de 45 toneladas, e o da fêmea 20
toneladas.
Reprodução: o acasalamento dos cachalotes ocorra principalmente na
Primavera, embora esta época possa ser dilatada durante o Verão. No
hemisfério Norte este período deverá variar entre Março e Abril e entre Maio
e                                                                     Junho.
As épocas de nascimento, no hemisfério Norte, deverão distribuir-se entre
Maio e Novembro, com máximos de Julho e Setembro. As crias nascem
com cerca de 4 metros e pesam entre 900 kg e uma tonelada.
Revestimento: a sua coloração é escura uniforme, indo do cinza ao
castanho. A pele do cachalote é enrugada, principalmente na parte posterior
do corpo.
Tempo médio de vida: os animais desta espécie podem viver até perto dos
80 anos .
Estado de conservação da espécie: Não se conhece o número total de
cachalotes actualmente existente. Estimativas obtidas de levantamentos
efectuados em pequenas áreas com extrapolação para os oceanos do
planeta, variam de 200 000 a 2 000 000 de indivíduos. Apesar de o
cachalote ter sido caçado durante vários séculos pela sua carne, óleo e
espermacete, as perspectivas sobre a conservação desta espécie são
superiores às de muitas outras baleias.                                        9
Nome popular: Cegonha-preta
    Nome científico: Ciconia Nigra
    Família: Ciconiidae
   Classe: Aves
   Ordem: Ciconiformes
   Habitat natural: Florestas densas e antigas mistas (carvalho,
pinheiro, faia) ricas em recursos hídricos. Imediações de rios e
pântanos.
   Alimentação: esta espécie alimenta-se em ribeiros de água
límpida, charcos e prados húmidos. Captura principalmente
peixes, anfíbios e insectos, mas também outros pequenos
vertebrados, como ratos e aves jovens.
   Tamanho: Comprimento: 95 a 100 cm Envergadura: 185 a
200 cm
    Peso: 3 kg
    Reprodução: no seu território possui frequentemente vários
ninhos que são utilizados alternadamente de ano para ano e
que, com o tempo, ganham grandes dimensões. A postura é
constituída por 2 a 5 ovos esbranquiçados, que são incubados
durante um período aproximado de 35 dias. Os juvenis atingem
a idade de independência entre os 63 e os 71 dias.
    Revestimento: Tem uma plumagem branca no ventre e
negra com reflexos metálicos no dorso, cauda, cabeça e
pescoço. O seu bico e as suas patas são de cor vermelha viva
no adulto, são esverdeados e bastante mais claros nos juvenis.
    Tempo médio de vida: 18 anos
    Estado de conservação da espécie: o homem na sua
grande ambição foi pouco a pouco destruindo o seu habitat
natural, havendo ainda a salientar o facto de os agricultores
utilizarem muitos químicos nas suas culturas e sem se
aperceberem estão a envenenar-lhe os territórios.

                                                                   10
Com este trabalho podemos concluir que




                                         11
   www.lobocinga77.blogpot.com/2007/02/alerta-portugal-animais-em-
    vias-de.html
   www.animais-em-vias-de-extincao.blogs.sapo.pt/
   www.mundo_animal.blogs.sapo.pt
   www.seguimentodeaves.domdigital.pt
   www.marianices-marianices.blogspot.com
   www.gforum.tv
   www.sotaodaimes.chrome.pt
   www.animais.culturamix.com
   www.o-blog-verde.blogs.sapo.pt
   www.portalsaofrancisco.com.br
   www.sanfins.web.simplesnet.pt
   www.baleiasonline.hpg.ig.com.br
   www.animaiseplantas-coic.blogspot.com
   www.wikipedia.org.pt
   www.naturalink.sapo.pt
   www.azibo.org


                                                                      12
Trabalho realizado por:
ξ   Catarina Raquel Rodrigues Calçada nº3
    ξ João Pedro Palos Alves Costa nº6
             ξ Marcelo Cruz nº12
     ξ Samuel Lucas Sabino Teixeira nº16




                                            13

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Animais em vias de extinção
Animais em vias de extinçãoAnimais em vias de extinção
Espécies em Extinção
Espécies em ExtinçãoEspécies em Extinção
Espécies em Extinção
becrejovim
 
Animais Em Vias De ExtinçãO
Animais Em Vias De ExtinçãOAnimais Em Vias De ExtinçãO
Animais Em Vias De ExtinçãO
catarinacoelhosilva
 
Animais em vias de Extinção
Animais em vias de ExtinçãoAnimais em vias de Extinção
Animais em vias de Extinção
Eduardo1
 
Ap 5 g animais em vias de extinção 2009-2010
Ap 5 g animais em vias de extinção 2009-2010Ap 5 g animais em vias de extinção 2009-2010
Ap 5 g animais em vias de extinção 2009-2010
ruingomes
 
Animais em vias de extinção 7ºb
Animais em vias de extinção 7ºbAnimais em vias de extinção 7ºb
Animais em vias de extinção 7ºb
hugo alves
 
Animais Ameaçados de Extinção
Animais Ameaçados de ExtinçãoAnimais Ameaçados de Extinção
Animais Ameaçados de Extinção
Vanusa Viana Nogueira Godinho
 
Animais em Vias de Extinção
Animais em Vias de ExtinçãoAnimais em Vias de Extinção
Animais em Vias de Extinção
Projecto Teclar
 
Especies animais protegidas
Especies animais protegidasEspecies animais protegidas
Especies animais protegidas
mariacferreira
 
Animais em Perigo de Extinção em Portugal
Animais em Perigo de Extinção em PortugalAnimais em Perigo de Extinção em Portugal
Animais em Perigo de Extinção em Portugal
J.I.Telhado
 
Animais Marinhos Em Vias De ExtinçãO
Animais Marinhos Em Vias De ExtinçãOAnimais Marinhos Em Vias De ExtinçãO
Animais Marinhos Em Vias De ExtinçãO
lisetemouta
 
Espécies ameaçadas e ação do homem
Espécies ameaçadas  e ação do homemEspécies ameaçadas  e ação do homem
Espécies ameaçadas e ação do homem
Mayjö .
 
Espécies em Vias de Extinção
Espécies em Vias de ExtinçãoEspécies em Vias de Extinção
Espécies em Vias de Extinção
Limm1011
 
Animais Em ExtinçãO
Animais Em ExtinçãOAnimais Em ExtinçãO
Animais Em ExtinçãO
alielfa
 
Animais em vias de extinção
Animais em vias de extinçãoAnimais em vias de extinção
Animais em vias de extinção
silvanacostalima
 
Os animais em vias de extinção
Os animais em vias de extinçãoOs animais em vias de extinção
Os animais em vias de extinção
silviaverahortense
 
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em ExtinçãO
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em  ExtinçãOTrabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em  ExtinçãO
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em ExtinçãO
daiaprof
 
Animais em vias de extinção
Animais em vias de extinção Animais em vias de extinção
Animais em vias de extinção
Diogo Lopes
 
Animais em extinção
Animais em extinçãoAnimais em extinção
Animais em extinção
marleneves
 
TRABALHO ANIMAIS EM EXTINÇÃO
TRABALHO ANIMAIS EM EXTINÇÃOTRABALHO ANIMAIS EM EXTINÇÃO
TRABALHO ANIMAIS EM EXTINÇÃO
guest3723659
 

Mais procurados (20)

Animais em vias de extinção
Animais em vias de extinçãoAnimais em vias de extinção
Animais em vias de extinção
 
Espécies em Extinção
Espécies em ExtinçãoEspécies em Extinção
Espécies em Extinção
 
Animais Em Vias De ExtinçãO
Animais Em Vias De ExtinçãOAnimais Em Vias De ExtinçãO
Animais Em Vias De ExtinçãO
 
Animais em vias de Extinção
Animais em vias de ExtinçãoAnimais em vias de Extinção
Animais em vias de Extinção
 
Ap 5 g animais em vias de extinção 2009-2010
Ap 5 g animais em vias de extinção 2009-2010Ap 5 g animais em vias de extinção 2009-2010
Ap 5 g animais em vias de extinção 2009-2010
 
Animais em vias de extinção 7ºb
Animais em vias de extinção 7ºbAnimais em vias de extinção 7ºb
Animais em vias de extinção 7ºb
 
Animais Ameaçados de Extinção
Animais Ameaçados de ExtinçãoAnimais Ameaçados de Extinção
Animais Ameaçados de Extinção
 
Animais em Vias de Extinção
Animais em Vias de ExtinçãoAnimais em Vias de Extinção
Animais em Vias de Extinção
 
Especies animais protegidas
Especies animais protegidasEspecies animais protegidas
Especies animais protegidas
 
Animais em Perigo de Extinção em Portugal
Animais em Perigo de Extinção em PortugalAnimais em Perigo de Extinção em Portugal
Animais em Perigo de Extinção em Portugal
 
Animais Marinhos Em Vias De ExtinçãO
Animais Marinhos Em Vias De ExtinçãOAnimais Marinhos Em Vias De ExtinçãO
Animais Marinhos Em Vias De ExtinçãO
 
Espécies ameaçadas e ação do homem
Espécies ameaçadas  e ação do homemEspécies ameaçadas  e ação do homem
Espécies ameaçadas e ação do homem
 
Espécies em Vias de Extinção
Espécies em Vias de ExtinçãoEspécies em Vias de Extinção
Espécies em Vias de Extinção
 
Animais Em ExtinçãO
Animais Em ExtinçãOAnimais Em ExtinçãO
Animais Em ExtinçãO
 
Animais em vias de extinção
Animais em vias de extinçãoAnimais em vias de extinção
Animais em vias de extinção
 
Os animais em vias de extinção
Os animais em vias de extinçãoOs animais em vias de extinção
Os animais em vias de extinção
 
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em ExtinçãO
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em  ExtinçãOTrabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em  ExtinçãO
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em ExtinçãO
 
Animais em vias de extinção
Animais em vias de extinção Animais em vias de extinção
Animais em vias de extinção
 
Animais em extinção
Animais em extinçãoAnimais em extinção
Animais em extinção
 
TRABALHO ANIMAIS EM EXTINÇÃO
TRABALHO ANIMAIS EM EXTINÇÃOTRABALHO ANIMAIS EM EXTINÇÃO
TRABALHO ANIMAIS EM EXTINÇÃO
 

Destaque

Lince Iberico
Lince IbericoLince Iberico
Lince Iberico
Sara Gonçalves
 
Lince ibérico
Lince ibéricoLince ibérico
Lince ibérico
Zaara Miranda
 
Lince IbéRico
Lince IbéRicoLince IbéRico
Lince IbéRico
guest9a348e
 
Revestimento dos animais 5º ano
Revestimento dos animais 5º anoRevestimento dos animais 5º ano
Revestimento dos animais 5º ano
Isabel Ribeiro
 
LocomoçãO Dos Animais
LocomoçãO Dos AnimaisLocomoçãO Dos Animais
LocomoçãO Dos Animais
ilda
 
Revestimento Do Corpo Dos Animais
Revestimento Do Corpo Dos AnimaisRevestimento Do Corpo Dos Animais
Revestimento Do Corpo Dos Animais
Tânia Reis
 

Destaque (6)

Lince Iberico
Lince IbericoLince Iberico
Lince Iberico
 
Lince ibérico
Lince ibéricoLince ibérico
Lince ibérico
 
Lince IbéRico
Lince IbéRicoLince IbéRico
Lince IbéRico
 
Revestimento dos animais 5º ano
Revestimento dos animais 5º anoRevestimento dos animais 5º ano
Revestimento dos animais 5º ano
 
LocomoçãO Dos Animais
LocomoçãO Dos AnimaisLocomoçãO Dos Animais
LocomoçãO Dos Animais
 
Revestimento Do Corpo Dos Animais
Revestimento Do Corpo Dos AnimaisRevestimento Do Corpo Dos Animais
Revestimento Do Corpo Dos Animais
 

Semelhante a Animais em vias de extinção

Endangered species - students works - Teacher Carla Santos
Endangered species - students works - Teacher Carla SantosEndangered species - students works - Teacher Carla Santos
Endangered species - students works - Teacher Carla Santos
Soares Jose Soares
 
Animais em vias de extinção power point
Animais em vias de extinção power pointAnimais em vias de extinção power point
Animais em vias de extinção power point
Xtrem199
 
Trabalho de ap
Trabalho de apTrabalho de ap
Trabalho de ap
marianasantosj
 
Coelhos – pet ou animais de produção
Coelhos – pet ou animais de produçãoCoelhos – pet ou animais de produção
Coelhos – pet ou animais de produção
Evelyn Golin
 
Animais
AnimaisAnimais
Inês e sofia
Inês e sofiaInês e sofia
Inês e sofia
cs
 
Animais Em Vias De ExtinçãO
Animais Em Vias De ExtinçãOAnimais Em Vias De ExtinçãO
Animais Em Vias De ExtinçãO
fabiobelchior
 
Ap 5ganimaisemviasdeextino2009-2010-100622062504-phpapp02
Ap 5ganimaisemviasdeextino2009-2010-100622062504-phpapp02Ap 5ganimaisemviasdeextino2009-2010-100622062504-phpapp02
Ap 5ganimaisemviasdeextino2009-2010-100622062504-phpapp02
Leonardo Moreira
 
Grupo 7 lobo iberico
Grupo 7   lobo ibericoGrupo 7   lobo iberico
Grupo 7 lobo iberico
Daniel Pimenta
 
Animais em extinção
Animais em extinçãoAnimais em extinção
Animais em extinção
teratici
 
Garça branca
Garça brancaGarça branca
Garça branca
SESI 422 - Americana
 
Origem das Codornas
Origem das CodornasOrigem das Codornas
Origem das Codornas
João Felix
 
Zoo gramado
Zoo gramadoZoo gramado
Zoo gramado
crishmuler
 
Zoo gramado
Zoo gramadoZoo gramado
Zoo gramado
crishmuler
 
Ordem lagomorpha (leporídeos; família ochotonidae; família leporidae; coelhos...
Ordem lagomorpha (leporídeos; família ochotonidae; família leporidae; coelhos...Ordem lagomorpha (leporídeos; família ochotonidae; família leporidae; coelhos...
Ordem lagomorpha (leporídeos; família ochotonidae; família leporidae; coelhos...
Alexandre Queiroz
 
Grupo 7 lobo iberico
Grupo 7   lobo ibericoGrupo 7   lobo iberico
Grupo 7 lobo iberico
Daniel Pimenta
 
Florestas e os seus animais trabalho[1]
Florestas e os seus animais trabalho[1]Florestas e os seus animais trabalho[1]
Florestas e os seus animais trabalho[1]
Da Costa Dylan
 
Trabalho lobo ibérico 1
Trabalho lobo ibérico 1Trabalho lobo ibérico 1
Trabalho lobo ibérico 1
Susana Roque Gameiro Rito
 
Final livro virtual
Final livro virtualFinal livro virtual
Final livro virtual
renatarossi20
 
Jogo5Giros
Jogo5GirosJogo5Giros
Jogo5Giros
João Pereira
 

Semelhante a Animais em vias de extinção (20)

Endangered species - students works - Teacher Carla Santos
Endangered species - students works - Teacher Carla SantosEndangered species - students works - Teacher Carla Santos
Endangered species - students works - Teacher Carla Santos
 
Animais em vias de extinção power point
Animais em vias de extinção power pointAnimais em vias de extinção power point
Animais em vias de extinção power point
 
Trabalho de ap
Trabalho de apTrabalho de ap
Trabalho de ap
 
Coelhos – pet ou animais de produção
Coelhos – pet ou animais de produçãoCoelhos – pet ou animais de produção
Coelhos – pet ou animais de produção
 
Animais
AnimaisAnimais
Animais
 
Inês e sofia
Inês e sofiaInês e sofia
Inês e sofia
 
Animais Em Vias De ExtinçãO
Animais Em Vias De ExtinçãOAnimais Em Vias De ExtinçãO
Animais Em Vias De ExtinçãO
 
Ap 5ganimaisemviasdeextino2009-2010-100622062504-phpapp02
Ap 5ganimaisemviasdeextino2009-2010-100622062504-phpapp02Ap 5ganimaisemviasdeextino2009-2010-100622062504-phpapp02
Ap 5ganimaisemviasdeextino2009-2010-100622062504-phpapp02
 
Grupo 7 lobo iberico
Grupo 7   lobo ibericoGrupo 7   lobo iberico
Grupo 7 lobo iberico
 
Animais em extinção
Animais em extinçãoAnimais em extinção
Animais em extinção
 
Garça branca
Garça brancaGarça branca
Garça branca
 
Origem das Codornas
Origem das CodornasOrigem das Codornas
Origem das Codornas
 
Zoo gramado
Zoo gramadoZoo gramado
Zoo gramado
 
Zoo gramado
Zoo gramadoZoo gramado
Zoo gramado
 
Ordem lagomorpha (leporídeos; família ochotonidae; família leporidae; coelhos...
Ordem lagomorpha (leporídeos; família ochotonidae; família leporidae; coelhos...Ordem lagomorpha (leporídeos; família ochotonidae; família leporidae; coelhos...
Ordem lagomorpha (leporídeos; família ochotonidae; família leporidae; coelhos...
 
Grupo 7 lobo iberico
Grupo 7   lobo ibericoGrupo 7   lobo iberico
Grupo 7 lobo iberico
 
Florestas e os seus animais trabalho[1]
Florestas e os seus animais trabalho[1]Florestas e os seus animais trabalho[1]
Florestas e os seus animais trabalho[1]
 
Trabalho lobo ibérico 1
Trabalho lobo ibérico 1Trabalho lobo ibérico 1
Trabalho lobo ibérico 1
 
Final livro virtual
Final livro virtualFinal livro virtual
Final livro virtual
 
Jogo5Giros
Jogo5GirosJogo5Giros
Jogo5Giros
 

Mais de Catarina Calçada

Sismos
SismosSismos
Orientações sexuais
Orientações sexuaisOrientações sexuais
Orientações sexuais
Catarina Calçada
 
John Lennon
John LennonJohn Lennon
John Lennon
Catarina Calçada
 
Racismo e xenofobia
Racismo e xenofobiaRacismo e xenofobia
Racismo e xenofobia
Catarina Calçada
 
O álcool
O álcool   O álcool
O álcool
Catarina Calçada
 
Trissomia 21
Trissomia 21Trissomia 21
Trissomia 21
Catarina Calçada
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
Catarina Calçada
 
Higiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalho   Higiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalho
Catarina Calçada
 

Mais de Catarina Calçada (8)

Sismos
SismosSismos
Sismos
 
Orientações sexuais
Orientações sexuaisOrientações sexuais
Orientações sexuais
 
John Lennon
John LennonJohn Lennon
John Lennon
 
Racismo e xenofobia
Racismo e xenofobiaRacismo e xenofobia
Racismo e xenofobia
 
O álcool
O álcool   O álcool
O álcool
 
Trissomia 21
Trissomia 21Trissomia 21
Trissomia 21
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Higiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalho   Higiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalho
 

Animais em vias de extinção

  • 1. 1
  • 2. Introdução ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ ~~~~~~~~~3  Animais em vias de extinção em Portugal ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~4 Águia Real ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~5 Lince Ibérico ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~6 Lobo Ibérico ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~7 Lontra ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~8 Baleia Cachalote ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 9 Cegonha-preta ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 10  Conclusão ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 11  Bibliografia ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~12  Trabalho elaborado por: ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 13 2
  • 3. Este tema foi-nos proposto na disciplina de Área de Projecto. Com este trabalho pretendemos mostrar-vos que muitas espécies de Portugal se encontram em perigo de extinção. Pretendemos dar-vos a conhecer:  Águia Real  Lince Ibérico  Lobo Ibérico  Lontra  Baleia Cachalote  Cegonha-preta 3
  • 4. Animais em Vias de Extinção em Portugal 4
  • 5. Nome popular: Águia Real. Nome científico: Aquila Chrysaetos. Família: Accipitridae. Classe: das Aves Ordem: Carnívora Habitat natural: Habitante das áreas altas e rochosas das Serras do Marão e da Estrela. Alimentação: Alimenta-se de presas que mata e come na ocasião, quer sejam aves, répteis ou pequenos mamíferos Tamanho: 95 cm de comprimento e até 2 cm de envergadura(é a maior das águias). Peso: 3,5 kg até 6,125 kg. Reprodução: Ovíparo - Cada águia põe, na Primavera dois ou, raramente, três ovos brancos com manchas avermelhadas, donde nascem filhotes de penugem branca, que são alimentados de carne pelos pais. Ao fim de dois meses, estas aves estão aptas para o voo. Revestimento: Possui penas de cor castanho escuro, com tons brancos na parte superior e na base das asas. Tempo médio de vida: 32 anos em liberdade; máximo de 46 anos em cativeiro. Estado de conservação da espécie: Está em vias de extinção porque o homem destruiu o seu habitat e insiste em roubar-lhe a sua 5
  • 6. Nome popular: Lince Ibérico Nome científico: Lynx Pardinus Família: Felidae Classe: dos Mamíferos Ordem: Carnívora Habitat natural: É uma espécie endémica da Península Ibérica e vive nas áreas montanhosas recônditas, cobertas por bosque e matagal, mas gosta das planícies alentejanas, onde existe caça abundante. Alimentação: É um animal carnívoro de temperamento agressivo e territorial, alimenta-se à base de caça, principalmente coelho bravo e perdizes. Tamanho: Comprimento: 80 cm até 110 cm; mais cauda de 11 a 13 cm. Peso: 10 kg até 13 kg. Reprodução: O Lince acasala em Janeiro ou Fevereiro e as crias nascem em Março ou Abril. As crias ficam com a mãe até ela acasalar mais uma vez no Inverno. Permanecem dentro do território da mãe durante uma média de 20 meses antes de se dispersarem numa distância até 30 km. Os irmãos ficam juntos durante algum tempo depois de deixarem a mãe. Revestimento: Têm o corpo revestido por pêlos. As suas orelhas caracterizam-se por um tufo de pêlos negros nas extremidades. As partes superiores são cinzentas arruivadas com manchas escuras sobre as costas, flancos e patas. A barriga é branca amarelada e a extremidade da minha cauda é negra. Tempo médio de vida: até 13 anos 6 Estado de conservação da espécie: Está em vias de extinção
  • 7. Nome popular: Lobo Ibérico Nome científico: Canis Lúpos Signatus Família: Canidae Classe: Mamíferos Ordem: Carnívora Habitat natural: Floresta. Alimentação: o seu cardápio é composto principalmente de javalis, corços, veados, carneiros, galinhas, cabras e animais bem maiores como vacas e cavalos sendo que suas presas podem variar muito dependendo das características regionais, em busca de alimento podem percorrer cerca de 20 a 40 km por dia, geralmente fazem isso durante a noite. Ocasionalmente também mata e come cães e aproveita cadáveres que encontra. Tamanho: machos podem medir entre 1,40 e 1,80 metros de comprimento, já as fêmeas em torno de 1,30 a 1,60 metros, ambos com cerca de 0,70 cm de altura. Peso: de 30 a 40 kg para os machos e de 20 a 35 kg para as fêmeas Reprodução: o acasalamento ocorre entre os meses de Fevereiro e Março, sempre em fim de Inverno e começo de Primavera. A gestação dura cerca de dois meses, quando então nascem de 3 a 8 filhotes em cada ninhada Revestimento: a pelagem é curta nos membros e entre as omoplatas forma uma crina eréctil. no Verão o pêlo é curto predominado a coloração parda. Em Setembro/ Outubro começa a surgir a pelagem de Inverno, com pêlos maiores e mais densos. Tempo médio de vida: vivem o máximo de 15 anos. Estado de conservação da espécie: perseguição directa (por exemplo: veneno) e o extermínio das suas presas silvestres. O 7 declínio é actualmente agravado pela fragmentação e destruição
  • 8. Nome popular: Lontra Nome científico: Lutra Lutra Família: Mustelidae Classe: Mamíferos Ordem: Carnívora Habitat natural: rios e lagos. Alimentação: as lontras passam muitas horas à procura de alimento, pois necessitam de se alimentar frequentemente, e fazem-no geralmente à noite. A sua alimentação consiste em animais aquáticos, como peixes e rãs, podendo contudo incluir também na sua dieta coelhos e roedores. Tamanho: a lontra adulta mede de 55 a 120 cm de comprimento (incluindo a cauda). Peso: uma adulta pode pesar até 35 kg. Reprodução: O período de gestação da lontra é de cerca de 2 meses e ao fim nascem de 1 a 5 filhotes. Revestimento: Esse animal possui uma pelagem com duas camadas, uma externa e impermeável e outra interna usada para o isolamento térmico. O corpo por sua vez é hidrodinâmico, preparado para nadar em alta velocidade. Tempo médio de vida: aproximadamente 20 anos Estado de conservação da espécie: A redução da sua espécie deve-se sobretudo à poluição das águas e à destruição dos seus habitats naturais. 8
  • 9. Nome popular: Baleia Cachalote Nome científico: Physeter Macrocephalus Família: Balaenopteridae Classe: Mamíferos Ordem: Carnívora Habitat natural: Alimentação: Variedade de peixes, lulas e polvos. Tamanho: as fêmeas adultas atingem 12 metros e os machos 18 m. Peso: o peso médio do macho é de cerca de 45 toneladas, e o da fêmea 20 toneladas. Reprodução: o acasalamento dos cachalotes ocorra principalmente na Primavera, embora esta época possa ser dilatada durante o Verão. No hemisfério Norte este período deverá variar entre Março e Abril e entre Maio e Junho. As épocas de nascimento, no hemisfério Norte, deverão distribuir-se entre Maio e Novembro, com máximos de Julho e Setembro. As crias nascem com cerca de 4 metros e pesam entre 900 kg e uma tonelada. Revestimento: a sua coloração é escura uniforme, indo do cinza ao castanho. A pele do cachalote é enrugada, principalmente na parte posterior do corpo. Tempo médio de vida: os animais desta espécie podem viver até perto dos 80 anos . Estado de conservação da espécie: Não se conhece o número total de cachalotes actualmente existente. Estimativas obtidas de levantamentos efectuados em pequenas áreas com extrapolação para os oceanos do planeta, variam de 200 000 a 2 000 000 de indivíduos. Apesar de o cachalote ter sido caçado durante vários séculos pela sua carne, óleo e espermacete, as perspectivas sobre a conservação desta espécie são superiores às de muitas outras baleias. 9
  • 10. Nome popular: Cegonha-preta Nome científico: Ciconia Nigra Família: Ciconiidae Classe: Aves Ordem: Ciconiformes Habitat natural: Florestas densas e antigas mistas (carvalho, pinheiro, faia) ricas em recursos hídricos. Imediações de rios e pântanos. Alimentação: esta espécie alimenta-se em ribeiros de água límpida, charcos e prados húmidos. Captura principalmente peixes, anfíbios e insectos, mas também outros pequenos vertebrados, como ratos e aves jovens. Tamanho: Comprimento: 95 a 100 cm Envergadura: 185 a 200 cm Peso: 3 kg Reprodução: no seu território possui frequentemente vários ninhos que são utilizados alternadamente de ano para ano e que, com o tempo, ganham grandes dimensões. A postura é constituída por 2 a 5 ovos esbranquiçados, que são incubados durante um período aproximado de 35 dias. Os juvenis atingem a idade de independência entre os 63 e os 71 dias. Revestimento: Tem uma plumagem branca no ventre e negra com reflexos metálicos no dorso, cauda, cabeça e pescoço. O seu bico e as suas patas são de cor vermelha viva no adulto, são esverdeados e bastante mais claros nos juvenis. Tempo médio de vida: 18 anos Estado de conservação da espécie: o homem na sua grande ambição foi pouco a pouco destruindo o seu habitat natural, havendo ainda a salientar o facto de os agricultores utilizarem muitos químicos nas suas culturas e sem se aperceberem estão a envenenar-lhe os territórios. 10
  • 11. Com este trabalho podemos concluir que 11
  • 12. www.lobocinga77.blogpot.com/2007/02/alerta-portugal-animais-em- vias-de.html  www.animais-em-vias-de-extincao.blogs.sapo.pt/  www.mundo_animal.blogs.sapo.pt  www.seguimentodeaves.domdigital.pt  www.marianices-marianices.blogspot.com  www.gforum.tv  www.sotaodaimes.chrome.pt  www.animais.culturamix.com  www.o-blog-verde.blogs.sapo.pt  www.portalsaofrancisco.com.br  www.sanfins.web.simplesnet.pt  www.baleiasonline.hpg.ig.com.br  www.animaiseplantas-coic.blogspot.com  www.wikipedia.org.pt  www.naturalink.sapo.pt  www.azibo.org 12
  • 13. Trabalho realizado por: ξ Catarina Raquel Rodrigues Calçada nº3 ξ João Pedro Palos Alves Costa nº6 ξ Marcelo Cruz nº12 ξ Samuel Lucas Sabino Teixeira nº16 13